• elshallon
  • Unimed
  • assinatura jornal

Notícias Esplanada

24 de novembro de 2017

Cavendish x Sadala

Cavendish x Sadala


Conduzido pela Polícia Federal ontem para explicar uma transação milionária com Georges Sadala, o empreiteiro Fernando Cavendish quer detonar o ex-amigo. O script envolve traição e calote. Cavendish vai entregar dois aperitivos à Justiça: durante a CPI do Cachoeira em 2012 no Congresso Nacional, que pegou em cheio a Delta Construções, o empreiteiro telefonou para Sadala e pediu que ele pegasse seu notebook no apartamento e o escondesse, temendo uma busca da PF. Sadala o fez, mas entregou o aparelho ao governador Sérgio Cabral. Outro caso envolve o apartamento comprado pela apresentadora Patrícia Poeta, por R$ 23 milhões. Ele foi adquirido por Cavendish por R$ 4 milhões num leilão judicial, e Sadala o pediu para comprá-lo pelo mesmo preço, e parcelado. Cavendish topou, mas levou calote de parte do valor. Já com a escritura, Sadala vendeu o imóvel à global, pelo que se vê, com ampla margem de lucro.


Celas do Rio 

Preso pela PF, o ex-chefe da Casa Civil Régis Fichtner é cunhado do ministro Marco Aurélio Belizze Oliveira, do STJ. Fichtner foi seu principal padrinho para a vaga.


Maia força..

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia faz esforço descomunal em apoio ao presidente Michel Temer para convencer os deputados a votarem a reforma da Previdência.

.. mas base não

Menos de 120 deputados dos 300 esperados apareceram no jantar de Temer, na quarta. Sinal claro que este ano – e talvez, nem em 2018 – não haverá reforma da Previdência

Ah, ministro..

O pedido de vista do ministro Antonio Dias Toffoli emperra publicação no D.O. da Justiça sobre restrição de foro privilegiado para políticos que cometerem crimes durante mandato. A vista causou estranheza a colegas de plenário. Por ter vindo, inclusive, de um ex-advogado do PT. Toffoli pediu para sair da sessão no plenário do STF porque tinha consulta médica (logo ontem, no horário da sessão) e vazou. 


Turbulência 

A Líder Táxi Aéreo voa em céu turbulento. É citada no braço da Lava Jato no Rio de Janeiro com contratos suspeitos com o Governo, e continua na mira da Justiça em Minas Gerais, com os voos sigilosos do governador Fernando Pimentel – ele freta aviões da empresa apesar de o Palácio dispor de dois jatinhos, como revelamos. 

Covas & Machado

Presidente do PTB de São Paulo, o deputado Campos Machado convidou Mário Covas Neto, filho do saudoso governador tucano e hoje vereador na capital, para ingressar no PTB. O velho Covas e Machado sempre tiveram uma forte ligação política. 

Benfica News

Gritos de uma ala para outra foram ouvidos por carcereiros na noite de quarta. Era a turma de Cabral provocando o inimigo Anthony Garotinho, em cela em outra ala. 

Revoltou ‘a rede’

Matriarca de chicote em Brasília demitiu faxineira porque ela usou o único banheiro da casa e prato e talheres para comer. Jogou no lixo os utensílios. Rendeu nas redes sociais.

Às compras

O deputado Áureo (SD-RJ) volta à cena em votação no próximo dia 29. Depois de sua tentativa de censurar denúncias contra políticos na internet, agora tenta aprovar uma lei que altera o modelo de negociação entre shoppings e lojistas. 

Estado regulador?

O mercado vê a medida como um sério risco para investimentos no setor – além de ser mais uma intervenção direta do Estado numa relação privada, o que não ocorre em outros países. Os shoppings representam 2,6% do PIB e geram 3 milhões de empregos.

É guerra

Atenção no que virá aí na guerra polarizada Políticos x Juízes, que será entoada na campanha eleitoral. Os políticos vêm com o discurso de ‘ditadura do Judiciário’, já os procuradores e juízes se defendem  com ‘A lei tem que ser cumprida’. 

Saúde 

A Federal Rural do Rio de Janeiro vai ganhar mais dez salas de aula no campus de Nova Iguaçu, trato da deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ) com o reitor. Ex-assistente hospitalar, a deputada também conseguiu R$ 15 milhões para o Hospital da Posse e outros R$ 2 milhões para construir o Hospital do Olho em Duque de Caxias. 

Fantasma do Kursk

O submarino argentino desaparecido com 44 a bordo lembra muito o que ocorreu com o russo Kursk em agosto de 2000. No caso russo, todos morreram asfixiados após um acidente. Há suspeita de que o submarino portenho tenha explodido.

Ponto Final 

“Um tribunal federal não deve figurar como corte de primeira instância”

Do ministro Luiz Roberto Barroso, relator da ação que restringiu o foro privilegiado para políticos que cometerem crimes durante o mandato.

22 de novembro de 2017

Quarteto petista

Quarteto petista

O Instituto Lula sediou no sábado importante reunião que delimitou projetos eleitorais de quatro nomes do PT para 2018. Lula da Silva, Luiz Marinho, Eduardo Suplicy e Fernando Haddad conversaram por meia hora à noite. Ficou decidido que Lula é o candidato a presidente. Neste caso, Haddad e Suplicy serão os nomes para disputar o Senado e Marinho concorrerá ao Governo paulista. Não há plano B, por ora. 

É pra valer

O senador Cristovam Buarque (DF), que se licenciará do Senado por meses, monta agenda de conversas com expoentes pelo País. Ele é o plano do PPS para o Planalto.

É pra valer 2

Wilmar Lacerda (PT), suplente de Buarque, entrou na mira do senador Magno Malta. É acusado de fazer sexo com menor em troca de lanche. Wilmar diz que não sabia a idade

Ponte-aérea

O novo expoente do PSDB, o prefeito de São Paulo, João Dória, deu freio na agenda. Mas faz palestra no Rio de Janeiro dia 4 de dezembro, na Associação Comercial.

Armas em punho

Enquanto os EUA debatem há anos um freio na venda disparada de armas – muitas usadas em atentados provocados por americanos – o Brasil está prestes a balear o Estatuto do Desarmamento. A CCJ do Senado vai analisar parecer do senador Sérgio Petecão (PSD-AC) do PLS 378/17 que libera o porte de arma para maiores de 18 anos.

Veloz como tiro

Pelo texto, basta o cidadão apresentar laudo psicológico. Desde 2003 o Brasil proíbe o porte de armas (liberado somente para agentes de segurança). O projeto, de autoria do senador Wilder Morais (PP-GO), teve tramitação célere em menos de dois meses. Wilder é de Goiânia, onde mês passado um adolescente matou dois a tiros numa escola. 

Apoio popular

Na escalada da violência diária, o PLS tem amplo apoio popular – pelo menos no portal do Senado, mais de 102 mil pessoas indicam apoio à proposta, e 13 mil votaram contra. No parecer, Petecão menciona estatísticas desatualizadas de 2008 ao ponderar que Estados com menos armas registradas possuíam as maiores taxas de homicídios.

Bandeira

Jorge Mautner cedeu ao PCdoB os direitos da canção “A bandeira do meu partido”, composta por ele em 1958.  A música será tocada nos eventos oficiais do partido.

Sinais

O delegado Sandro Avelar, novo diretor-executivo da PF, não renunciou ao cargo de presidente da Fenadepol, como esperado. Pediu licença de seis meses, apenas. Avelar, hoje o nº 2 da PF, foi candidato a deputado federal no DF pelo PMDB de Michel Temer

Paisagem 

Aliás, climão na posse do novo diretor-geral da PF na segunda. O presidente Temer fez cara de paisagem ao ser ignorado pelo delegado Daiello, que deixou o cargo.

Campo minado

Líderes do Centrão minam a indicação do atual presidente do SESI, João Henrique Sousa, para articulador político da Presidência, embora o preferido do presidente Temer. Para a base, Sousa não tem “peso político” para negociar votos no Congresso.

‘Saidão’

Aprovado na Câmara, o projeto que muda regras do “saidão” divide opiniões na CCJ do Senado. Lasier Martis (PSD-RS) diz que a lei brasileira é “demasiadamente benévola com sentenciados”. Jorge Viana (PT-AC) teme o “‘Justiçamento’ que o Brasil vive”.

Turma acordou

A reforma trabalhista deu um sacode na cúpula do Sindicato dos Bancários do DF. Quando alguns deles eram membros remunerados do Conselho do BRB, não levantaram a bandeira do concurso público como a fazem agora. 

Jetom 

De 2011 a 2014 os dirigentes do sindicato dos bancários membros do Conselho do BRB receberam cerca de R$ 900 mil em jetons. Eram R$ 6 mil para comparecer em reuniões. 

21 de novembro de 2017

Mais do mesmo

Mais do mesmo

Mais do mesmo

Desde 2005, 12 propostas que preveem o fim do foro privilegiado se arrastam na Câmara Federal. Soa como “balão de ensaio” a decisão da Comissão de Constituição e Justiça de retomar a discussão sobre o tema amanhã, véspera da sessão do Supremo Tribunal Federal que pode analisar a ação que restringe o foro privilegiado a políticos que cometerem crimes durante o mandato. Hoje, muita gente entra na política para se eleger e ficar ‘blindado’ pelo STF, que acolhe ações de primeira e segunda instâncias da Justiça e coloca numa fila imensa de investigações, dando tempo aos enrolados. 

Extensão 

A blindagem também ajuda ministros da Esplanada, e alguns envolvidos na Lava Jato vão ficar sem foro caso o Supremo avance. O placar tem 4 votos favoráveis à restrição. 

Corporativismo 

Em 2008, Proposta de Emenda à Constituição do deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ) que previa o fim do foro foi aprovada na CCJ e depois retirada de plenário duas vezes. 

Faz bem 

O deputado Laércio Oliveira (SDD-SE) colhe assinaturas para outra PEC para cortar o mal pela raiz: não tem restrição. A proposta é acabar com o foro privilegiado de vez. 

Manobra branca 

Foi estratégica a decisão do Planalto de enviar ao Congresso a Medida Provisória que altera a reforma trabalhista dia 14, na véspera de feriado, para evitar emendas anunciadas pela oposição. Com o “recesso branco”, nenhum requerimento de alteração ao texto foi apresentando. 

Sem crise

Ausência sentida na posse de Fernando Segóvia como diretor-geral da Polícia Federal, Carlos Eduardo Sobral, presidente da Associação Nacional dos Delegados de PF, estava em Campina Grande (PB) ontem na Reunião Plenária da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro. A justificativa enterrou fofocas. 

Vice-Professor

A situação não está fácil como o povo imagina. Por prazer de lecionar, mas para complementar também a renda, o vice-prefeito do Rio de Janeiro, Fernando Mac Dowell, voltou a dar aulas na PUC. Agora, no curso de Mestrado em Engenharia.

Prelo nos trilhos

Mac Dowell, engenheiro-técnico responsável pela criação do Metrô em 1979, mandará  para o prelo em dezembro o  livro ‘A história do Metrô carioca’. 

Em alta

A sede da Polícia Federal no Boulevard do Porto Maravilha, no Rio, virou point para fotos de turistas. Na rota, também os murais gigantes grafitados por Kobra.

Fogo.. 

Uma briga grande entre fabricantes de cigarros e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) põe fogo na Esplanada. O STF retoma amanhã análise da ADIN proposta pela agência contra a adição de sabores ao cigarro. A contraposição vem da CNI, que questiona a competência da Anvisa para tal, sem estudos comprobatórios.

..no tabaco 

Segundo a indústria do tabaco, se o setor ficar amarrado pelo Estado – cuja atuação é questionada – deve haver aumento da pirataria e contrabando, com produtos consumidos no mercado com risco maior ainda à saúde do fumante.

Resposta 

A Anvisa informa que o aditivo visa ‘disfarçar o sabor do tabaco e facilitar a iniciação de adolescentes ao tabagismo’. A agência reforça que em 2003 o Brasil tornou-se signatário da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) da OMS, e que a agência tem competência para atuar na ação, via regulação respaldada na CQTC.

Nardes e Temer 

O ministro Nardes recusa o rótulo de padrinho e afirma que não teve influência nas indicações para diretor e vice da PF. A Coluna tem informações de que o presidente Temer sondou ministros do Executivo, Judiciário e do TCU para falar de Segóvia. Nardes esteve com o presidente Temer dias antes da nomeação.

Racha no PDT

Pedetistas estão revoltados com os cinco votos de deputados do partido a favor da libertação de Picciani, Paulo Melo e Albertassi. No grupo e whatsapp da turma, há quem defenda a expulsão do quinteto em maio, para que fiquem inelegíveis sem partido. 

Canal aberto

Aliás, até ontem causava estranheza nos pedetistas o silêncio do presidente do PDT, Carlos Lupi, sobre o racha na legenda.

Ponto Final

Levanta a mão aí o leitor que acredita que os deputados vão votar a reforma da Previdência em 2018, ano de campanha eleitoral. Você acredita? Nós, não.

20 de novembro de 2017

Boia no prato!

PODER, POLÍTICA & MERCADO

Boia no prato!

Pressionado pelas Forças Armadas, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, leva hoje ao presidente Michel Temer os comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica. Os cortes drásticos no Orçamento para 2018 preocupam os militares. Há risco de faltar dinheiro até para a ‘boia’ (comida) dos soldados. Segundo fontes palacianas, o presidente deve acolher a demanda e mexer no Orçamento para atendê-los. Na pauta também as ações das Forças Armadas na cidade do Rio de Janeiro.

Quase parando

Do jeito que a tropa palaciana marcha, há risco de Temer não cumprir com o governo do Rio o prometido: ajuda das tropas até o fim de 2018 no patrulhamento.

Dodge & STF

Que se acostumem os ministros do STF com as cobranças diretas de Raquel Dodge. A PGR é ‘forjada’ na escola norte-americana. Linha-dura, sem interpretações metafóricas.

Beldades

Chamaram a atenção de servidores e outros deputados da ALERJ, na operação Cadeia Velha, as beldades agentes da PF que levaram em cana o trio de deputados estaduais.

Grita em casa

Mesmo com resistências internas – em especial dos delegados – o diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia, dará posse hoje ao delegado Sandro Avelar como diretor-executivo da corporação. É como um vice-diretor. Avelar foi candidato derrotado a deputado federal pelo PMDB na última eleição, no Distrito Federal.

Greve

Além das paralisações nas delegacias e escritórios da Receita, a greve dos auditores fiscais atinge em cheio o Conselho Administrativo de Receitas Fiscais (Carf). Caso não haja reviravolta, estão suspensas as sessões de julgamento do órgão nesta semana.

Extrato

Os auditores fiscais integram metade de cada turma no Carf. A paralisação obrigou o órgão a adiar a análise, entre outros, de um processo no qual o Santander recorre de autuação da Receita de cerca de R$ 9 bilhões, por não ter recolhido tributos decorrentes da aquisição, em 2009, do Banco ABN Amro.

Drones

Propostas que preveem a regulamentação dos drones se arrastam no Congresso. No Senado, uma comissão discute há 16 meses o Código Brasileiro de Aeronáutica e, na Câmara, aguarda-se a instalação de uma comissão para discutir o projeto do deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), apresentado em 2015, que pretende regulamentar a atividade.

No ar..

O relator do Código Brasileiro de Aeronáutica, senador José Maranhão (PMDB–PB), diz que o relatório da comissão será votado em 15 dias. Já o tucano Octávio Leite afirma que vai fazer um apelo ao presidente Rodrigo Maia, para que os partidos apressem as indicações para a instalação do colegiado na Câmara.

Sem briga

Os organizadores da mostra não quiseram encrenca com a Igreja e não expuseram as obras polêmicas – com imagens sacras – de Antônio Obá, da coleção de um empresário, no Museu da República. Aliás, vale a visita. A exposição ‘Contraponto’ é excelente.

Reza forte

Mesmo sem as obras de Obá, consideradas provocadoras pela Igreja, um grupo de 50 pessoas rezou, acredite, mil Ave-Marias na porta do Museu, na Esplanada em Brasília.

Tensão

Os funcionários da Caixa estão assustados. Com as novas normas trabalhistas, o banco pode contratar até 10 mil funcionários terceirizados. Os servidores aguardam resposta mais forte do Sindicato dos Bancários; mas até agora, nada.

Fumo no empresário..

Enquanto no Paraguai o imposto sobre os cigarros é de 16%, em alguns Estados, como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que fazem fronteira com o país vizinho, o ICMS é mais alto do Brasil, fazendo com que os tributos totais passem de 80%.

..fumo no mercado

Curioso é que estes dois Governos apoiaram recentemente a Carta de Rio Branco, que clama por segurança nas fronteiras. O setor de tabaco é um dos que mais paga impostos (em dia) no País. São mais de R$ 5 bilhões por ano.

Cinema carioca

Sede de glamourosos cinemas do País, o Rio de Janeiro vai ganhar o livro ‘O cinema carioca’ sobre a história de suas decanas e principais salas. Caso do Paissandu, Ópera, Um, Jóia e Astor. A obra será do herdeiro do proprietário das salas, Cláudio Valansi. 

17 de novembro de 2017

Recado foi dado

Recado foi dado

Recado foi dado

A decisão inédita dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES) foi um recado claro a todos os deputados estaduais do País: Foi aberto o precedente. Com a devida jurisprudência, Tribunais de Justiça dos Estados podem a partir de hoje ter um respaldo jurídico maior para pedir eventuais prisões de parlamentares envolvidos em esquemas de corrupção. A lição fica, em especial, para a Câmara Distrital de Brasília e para a Assembleia Legislativa do Amapá, que tiveram membros da Mesa Diretora afastados.

Por aqui

Em Brasília, deputados são suspeitos de desvio de recursos públicos, em ação do Ministério Público. E há outras Assembleias na mira da Polícia. 

Lá em cima 

No Amapá – que já teve até presidente da Casa preso anos atrás – hoje a Assembleia convive com briga de dois grupos de deputados no TJ pelo comando da Mesa.

Maria Mole

Paulo Melo, vulgo Maria Mole na lista da suposta propina da Fetranspor (começou a vida vendendo suspiros em Saquarema) chorou ontem a manhã toda antes da prisão.

É guerra

Se não for na madrugada, será no dia. A ALERJ vai revogar a prisão dos deputados Melo, Jorge Picciani e Albertassi. E não vai afastá-los do cargo como determina o TRF.

Cidade$

Pelo comando do Ministério das Cidades, o ministro Gilberto Kassab (Comunicações) tem argumentado que o PSD foi fiel ao presidente Michel Temer nas votações que enterraram as duas denúncias da PGR – e proporcionalmente mais que o PMDB, que cobra a pasta no consórcio liderado pelo presidente do partido, senador Romero Jucá. 

Cabra Huck

O Palácio do Planalto tem uma pesquisa que mostra Luciano Huck um forte candidato na região Nordeste. Ele tem avaliação melhor que a de Lula da Silva em alguns Estados. E rejeição mais baixa em todos eles, em comparação com os presidenciáveis já na pista.

Rico Huck

De família judia, Huck também é bem aceito pelos judeus bilionários do Jardins de São Paulo, entre banqueiros e industriais. Mas será difícil ele trocar a tela pelas ruas.

FBI na cola

Pelo ritmo da partida até aqui, Marco Polo Del Nero, presidente da CBF, será o único presidente de confederação a não pisar na Rússia na Copa do ano que vem. 

Haja reza

A comunidade católica de Brasília está revoltada com a abertura da exposição ‘Contraponto’, no Museu da República, amanhã – e que fica até fevereiro. Houve convocação para protesto amanhã e para a “reza de mil Ave-Marias” no local. 

Arte x fé 

A expo é mostra de coletivo do acervo de um empresário, mas as críticas são contra as obras de Antônio Obá, polêmicas figuras sacras nuas ou com intervenções consideradas desrespeitosas pela Igreja. A CNBB, dos bispos, vai monitorar os humores. 

Funai com apito

O Ministério do Planejamento autorizou a Funai a nomear 213 servidores aprovados no concurso da fundação em 2015. São engenheiros, agrônomos, contadores e 202 cargos de indigenista especializado, para comemoração do presidente Franklinberg de Freitas. 

Tá bom 

A Febraban rebate nota sobre a cobrança de boletos registrados. Informa que a tarifa sobre o serviço sempre existiu, sob fiscalização, e que é exagerado falar em R$ 72 bilhões de lucro líquido. Cita ainda que a Nova Plataforma de Cobrança, implantada em Julho, moderniza o serviço bancário – como evitar fraudes e duplicidade na cobrança.

Rio tem jeito

A exemplo de Londres e Las Vegas, o Rio de Janeiro vai ganhar sua mega roda gigante, revelou o colunista Paulo Cappelli, do Informe O Dia. Será um investimento privado, e ficará perto do AquaRio.

Brasil tem jeito

Um dos assassinos do índio Gaudino foi impedido recentemente pela Justiça do DF de tomar posse como (acredite!) policial civil. O processo corre em segredo de Justiça, revelou a colunista Milena Lopes, do Jornal de Brasília. 

Ponto Final

O STJ negou ontem recurso do deputado Jair Bolsonaro contra ação vencida pela deputada Maria do Rosário (PT-RS) na Justiça do DF, naquele caso em que ele disse que ela não merecia ser estuprada. Bolsonar

16 de novembro de 2017

Cuide-se, Janot

Poder, Política e Mercado

Cuide-se, Janot

A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, revisa com lupa a colaboração premiada assinada pelo antecessor e desafeto Rodrigo Janot com os empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. Sua equipe já esbarrou em várias “inconsistências”, o que pode levar à anulação do acordo.

Tão perto

O deputado Paulo Mello, ex-presidente da ALERJ, está desesperado. Prenderam sua chefe de gabinete, que sabe tudo e que opera para ele há anos na Casa.

Ciro sendo Ciro

Do presidenciável Ciro Gomes, negando que se aliaria ao possível adversário: “Eu não sirvo a alguém que não respeite. Ele (Jair Bolsonaro) nunca administrou uma ‘bodega’”.

Voz do mercado

Dono da rede de lojas Riachuelo, Flávio Rocha tem desancado em suas palestras o ex-secretário do Tesouro Arno Augustin, que atuou no Governo Dilma Rousseff.

Jacobzinho

Acostumado a descer de jatinho em Genebra e alugar Ferraris, Jacob Barata Filho, o rei dos ônibus no Rio (e em Lisboa), preso pela terceira vez, já pode pedir música ao motorista da patrulha. E pelo que tem o MP e a PF, melhor ir se acostumando.

A conferir

Dono de patrimônio de R$ 6 milhões, o empresário suplente Sérgio de Castro (PDT-ES), que assumiu o lugar do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), brada que lutará “sempre a favor das iniciativas que visem à contenção do gasto público”.

Sisfron

O Exército vai concluir o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras na região de Dourados (MS) em 2019, e em seguida vai priorizar a fronteira do Paraná, informa a assessoria. A bancada federal do Estado incluiu emendas ao Orçamento do Governo em 2015 e 2016, e só neste último ano houve liberação de parte delas.

Arábia News

Para o leitor ter uma ideia de como está feio o negócio das Arábias. Um dos príncipes presos pelo rei da Arábia Saudita é o dono do Citibank. Outro é proprietário daquela mega ilha artificial com formato de folhas de palmeira no mar de Dubai.

Custo zero

Quinze jornalistas de várias capitais pediram ao empresário Paulo Octávio (com autógrafo) o seu livro Brasília 2000 – o sonho não acabou. Em palestra para o grupo, PO revelou bastidores de como o projeto (que não vingou) de trazer a Olimpíada abriu portas para os Jogos Rio 2016. E com detalhe: haveria custo zero para o Governo.

MIT brazuca

Uma parceria entre a Ilumno, que opera com faculdades, e o renomado Massachusetts Institute of Technology (MIT) vai oferecer cursos de Big Data e Internet das Coisas com conteúdo da instituição americana. O curso começa em 2018 na Veiga de Almeida (Rio), Unijorge (Salvador) e UniFil (Londrina).

Sob censura

O ministro do STF Alexandre de Moraes negou reclamação do jornalista Marcelo Auler para rever a decisão da Justiça do Paraná que retirou do ‘ar’ seu blog com reportagens sobre uma delegada da Polícia Federal.

O imortal

O imortal Domício Proença, renomado filólogo e pesquisador em literaturas portuguesa e brasileira, mandou para o prelo o “Muitas línguas, uma língua”, que será lançado no final de dezembro pela Editora José Olympio.

O sucessor

Dia ia 7 de dezembro tem eleição na Academia Brasileira de Letras. O novo presidente será Marco Luchesi, que tomará posse em março.

TV dos surdos

A TV INES, único canal de TV do País com programação 100% para surdos, lançou seu App para smartphones do Primeira Mão, telejornal semanal exibido na programação. 

15 de novembro de 2017

Pastas sem candidatos

O presidente Michel Temer começa hoje a minirreforma ministerial.

Pastas sem candidatos

O presidente Michel Temer começa hoje a minirreforma ministerial. À mesa palaciana, pedidos de partidos do chamado ‘Centrão’ para abocanhar as pastas de Cidades (obras de saneamento e ‘Minha Casa’), Relações Exteriores e Secretaria de Governo – todas do PSDB. Temer já barrou nomes. Avisou aos partidos que não quer ministro-candidato que o obrigue a fazer nova reforma em abril – prazo para desincompatibilização de quem vai disputar a eleição. Os potenciais candidatos são técnicos apadrinhados pelos presidentes dos partidos ou ex-mandatários que não vão concorrer.

O ‘Centrão’

Os partidos do ‘Centrão’, os fiéis que seguraram Temer no cargo após duas denúncias da PGR, são, entre outros, o PR, PRB, PSD, PP, PTB. 

Interinos com I 

Que não se animem também os secretários-executivos que estão ministros interinos. Alguns pedem para ser oficializados. Até eles rodam, segundo ministros palacianos. 

Cota pessoal

Temer tem dito a próximos que quem mais fará falta é o amigo Aluizio Nunes, senador tucano hoje chanceler do Itamaraty. Será uma perda pessoal, ele é da sua cota. 

RP do Governo

O apetite da base é tamanho que apareceu partido interessado até no Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União, comandado hoje por interino. Embora não tenha verbas e cargos importantes como os outros, o pote de ouro ali é a tratativa de acordos de leniência, via AGU, com as grandes empresas envolvidas na Lava Jato. 

Mina de ouro

A pasta virou a ‘relações públicas’ do Palácio com as empreiteiras bilionárias que precisam limpar o nome no ‘SPC’ do Governo e voltar a disputar obras não menos bilionárias. A Transparência nas mãos de caciques partidários é uma potencial mina de interesses eleitorais em jogo na mesa do acordo. O leitor atento entenderá. 

Dançou 

A ministra dos Direitos Salariais, ops!, dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, não deve ficar. Temer sequer a recebe, mesmo sob pedidos. Ela foi apadrinhada por Aécio Neves, Antonio Imbassahy e pelo então ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. 

Turbinado 

Ministro do Turismo apadrinhado pelo senador conterrâneo Renan Calheiros, Marx Beltrão (PMDB) fica. Ele é candidato ao Senado e forte concorrente a deixar em casa em 2018 o padrinho Calheiros – para alegria de seu desafeto, o presidente Temer. 

Satélites x Drones

O Brasil está longe da vanguarda em segurança de operação de voos. Multinacionais do setor indicam que aeroportos de outros países recorrem a uma tecnologia para proteger seu espaço aéreo, no qual um bloqueio via satélite neutraliza drones que coloquem o espaço aéreo da pista em risco. Como o caso ocorrido no Aeroporto de Congonhas. 

No ar..

Procurada sobre o assunto, a Agência Nacional de Aviação Civil empurrou a responsabilidade para a Aeronáutica. Até o fechamento da Coluna ontem, o DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo não respondeu. 

Memorando 

Líderes da tropa de choque do presidente Temer fizeram circular entre os deputados um estudo da Consultoria do Senado para tentar reverter uma tese: a de que quem votar a favor da reforma da Previdência correrá o risco de não se reeleger em 2018. 

Volta ou não? 

O estudo “Se votar, volta?”, do consultor Fernando Nery, analisa o desempenho nas urnas de deputados que votaram a favor da reforma da previdência de 1998 e concorreram à reeleição no mesmo ano. “Não encontramos evidências de que votos a favor da reforma tenham afetado positiva ou negativamente a probabilidade de êxito”.

Batalha

Gilberto Kassab, hoje ministro das Comunicações, assumiu a negociação para voltar ao ministério das Cidades (que comandou no Governo Dilma). Mas Romero Jucá também quer a pasta para apadrinhado do PMDB. 

Canhão 

Cidades é o ministério de maior interface com prefeitos. Em ano eleitoral, um canhão de votos. 

13 de novembro de 2017

Huck pede tempo

Presidente do PPS, o deputado Roberto Freire teve dois encontros com o apresentador de TV Luciano Huck

Huck pede tempo

Presidente do PPS, o deputado Roberto Freire teve dois encontros com o apresentador de TV Luciano Huck – um há três meses, e outro há dias, em São Paulo, quando Huck pediu tempo para pensar. Aos poucos o artista ‘global’ está encampando o esforço do establishment ao seu redor – sua emissora, grandes empresários e investidores – para se lançar a presidente da República. “Não quer dizer que apoio totalmente, mas vejo com simpatia a candidatura dele (Huck)”, comenta Freire, que segura o script porque é aliado do governador Geraldo Alckmin (PSDB), também um presidenciável. 

Pausa para..

O ‘balançar’ de Luciano Huck motivou Freire a adiar de dezembro para março de 2018 a convenção nacional do PPS. Há esperança de que o apresentador se filie até lá.

.. o intervalo 

“Precisamos de um tempo para avaliar melhor o cenário político brasileiro antes de tomar uma decisão sobre as eleições presidenciais”, emenda Freire. 

Órfãos de Aécio

O esforço do establishment vem de um poderoso grupo de órfãos de Aécio Neves – e daqueles que não aceitarão Lula da Silva ou Jair Bolsonaro como presidente. 

Pé no acelerador

O ônibus da RC Turismo placa MRW9400 que tombou ontem em Minas Gerais por falta de freios é ‘pirata’. Não há qualquer registro de autorização do veículo na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), tampouco Seguro de Responsabilidade Civil, o que dificultará indenização às famílias dos mortos e feridos.

Absurdo!

O acidente deixou sete mortos, entre eles um bebê de 1 ano. Independentemente do tempo de uso, com a palavra a ANTT – que há dias, como a Coluna revelou, autorizou circulação de ônibus de até 15 anos de ‘idade’, em nova norma, contra a regra antiga que previa 10 anos no máximo. O veículo sequer tinha cinto de segurança.

Dormiu na pista

Apesar de o Congresso Nacional ter aprovado a lei 10.233 em 2014 para que veículos piratas sofram ‘pena de perdimento’ quando flagrados pela segunda vez, até hoje a ANTT não regulamentou a lei para serviço dos fiscais.

Bolsonaro

Jair Bolsonaro, não definido no Patriota, tem conversado muito com Roberto Jefferson, do PTB, e agora com o senador Magno Malta, do PR. Partidos que podem acolhê-lo. 

É com o povo

Sindicalistas lançaram o slogan “Quem votou, não vai voltar” em alusão ao preço que será pago nas urnas por quem apoiar a versão enxuta da Reforma da Previdência. 

Vaquinha elétrica

Passa de R$ 82 mil o arrecadado pela “vaquinha” da Associação dos Empregados da Eletrobras, para pagar advogados em ações contra a privatização. No último balanço, de 1º a 7 de novembro, foram 225 contribuições que somaram R$ 26,4 mil.

Encomenda

As novas regras trabalhistas, que entraram em vigor no sábado, foram “encomendadas e constituídas com muita inteligência contra os direitos dos trabalhadores”, afirma o presidente da Comissão de Direito Sindical da Ordem dos Advogados do Brasil, o advogado Bruno Reis de Figueiredo. 

Calma, doutor

Bruno Reis peregrinou Brasil adentro para debater com advogados, movimentos sociais e estudantes as alterações nos 117 artigos da CLT. “A mudança é drástica. A que ponto vamos chegar? A inadimplência, o desemprego e a criminalidade vão lá no alto”, prevê. 

A conferir

Já os empregadores indicam que vão manter os direitos de hoje (férias, décimo terceiro) e que o drible na carga tributária da folha de pagamento vai aliviar as contas – e assim poderão investir mais (ou até pagar melhor). Os anos vindouros vão mostrar. A conferir.

Entre amigos 

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), abriu o cofre e reforçou a tinta da caneta prestes a deixar o cargo. Segue privilegiando os prefeitos tucanos também. Autorizou o repasse de R$ 157,7 milhões para a ampliação do metrô de Contagem, do prefeito Alex de Freitas. As obras começam em 2019.

Festival de cores

Depois do Setembro Amarelo, Outubro Rosa, Novembro Azul e o Dezembro Vermelho (mês de combate à Aids), o brasileiro vai ganhar o Janeiro Branco. Aquele momento em que o cidadão olha para o saldo ‘em branco’ e constata que o 13º (se sair) já se foi.

11 de novembro de 2017

Negócio eleitoral

Negócio eleitoral

Negócio eleitoral

É um grande negócio ser ‘dono’ de um partido no Brasil – e isso explica a lista de mais de 30 na fila no Tribunal Superior Eleitoral: sem nenhum congressista em Brasília – nem senador ou deputado – 10 partidos vão receber ano que vem (ano de eleição) R$ 971.429,00, cada, do fundo partidário. É dinheiro público reservado por lei às legendas. Boa parte dessa grana é investida, na maioria deles, em custo de pessoal, ‘viagens de trabalho’, hospedagens e ‘estudos’ das fundações que, também por lei, são obrigados a manter na composição administrativa. São eles: PRP, PSDC, PMN, PRTB, PSTU, PPL, PCB, PCO, NOVO e PMB. 

Hein!?

O PMB – Partido da Mulher Brasileira até poucos meses atrás tinha um homem como único deputado federal. O que lhe garantiu uma fatia a mais, este ano.

Um faz diferença

Por ter apenas um senador – embora não tenha deputados federais – o PTC se livrou da lista supracitada, da casa dos novecentos mil, e pulou para R$ 4,19 milhão em 2018.

Lavajatiano$

PMDB (R$ 232 milhões), PT (217 milhões), PSDB (R$ 191 milhões) e PP (R$ 130 milhões) lideram a lista, com filiados cercados pela PF e Justiça. 

Aterrissa, Pimentel!

O Juiz Mauro Pena Rocha, da Justiça de Minas Gerais, deu 10 dias de prazo para que o governador Fernando Pimentel (PT) revele informações sobre seus voos de jatinho desde janeiro de 2015, quando assumiu, e que segura como confidenciais. O presidente do TJ de Minas, Herbert Carneiro, havia ratificado o desejo do Governo. 

No ar..

Semana passada a Coluna revelou que Pimentel freta aviões da Líder Táxi Aéreo apesar de a Casa Militar do Governo dispor de dois jatinhos. Um com documentação vencida na ANAC – que aterrissou há dias em BH – estava há meses em manutenção em Jundiaí. E outro no hangar. O Governo não quis revelar quanto já pagou à Líder. 

Revoada

Tucanos do interior afirmam que o senador Aécio Neves se queimou de vez no incêndio que provocou no ninho tucano, e que as respostas vão aparecer nos resultados das convenções estaduais, como sinal de fumaça para ele. 

Perdeu, tucano

Das pastas mais visitadas por prefeitos, o Ministério das Cidades, com obras de saneamento e comando do Minha Casa, deve sair do PSDB para um partido do Centrão.

Mais um

O PP, proporcionalmente a bancada mais fiel ao presidente Temer na Câmara hoje, vai ganhar mais um ministério. 

A ver navios

Para atender o PRB, o presidente Temer, quando assumiu, transferiu a Secretaria da Pesca do Ministério da Agricultura para o Ministério da Indústria e Comércio Exterior. Mas desde o último dia 1º (Lei nº 13.502) a Secretaria foi pescada para o Palácio do Planalto. Não há telefone de contato, e-mail ou servidor disponível. 

Estaduai$

Segue o esforço dos Estados para salvar suas loterias diante da proposta da Lotex de dar exclusividade a empresa privada em todo o País. O representante da Loterj, Paulo Horn, visitou o senador Benedito de Lira (PP-AL) e pediu voto a favor do PLS 186/2014, que legaliza os bingos e cassinos. É que uma emenda do senador Lindbergh (PT-RJ) salva as loterias estaduais da mordida da Lotex. 

É do povão!

O Ministério do Esporte e a Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) vão abrir as portas da Arena 1 hoje e amanhã gratuitamente ao público. Será a etapa do Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour, no Parque Olímpico.

É do povão! 2

A AGLO inaugura hoje a primeira quadra de areia dentro do Parque. Haverá disputa das semifinais e finais do Mundial Militar de Vôlei de Praia. Com entrada franca.

A conferir

O que será de uma Polícia Federal cujo diretor-geral é apadrinhado de José Sarney e o vice foi candidato derrotado a deputado federal pelo PMDB em 2014? 

10 de novembro de 2017

Centrão condiciona votos à reforma ministerial

Centrão condiciona votos à reforma ministerial


Líderes dos partidos do grupo chamado “Centrão” – formado pelo PR, PP, PRB, PTB, PSD, entre outros – condicionam os votos favoráveis à versão enxuta da Reforma da Previdência a uma minirreforma ministerial para ocupar pastas e cargos que atualmente estão sob o comando do PSDB. O presidente Michel Temer, por ora, resiste à pressão dos aliados e aguarda a decisão do tucanato antes de dezembro – pela permanência ou desembarque do Governo - para iniciar as mudanças na  Esplanada dos Ministérios. 

Infiéis

Além do Centrão, o PMDB também cobrou de Temer essa semana os cargos ocupados por apadrinhados de deputados que votaram a favor da segunda denúncia. 

Populista 

O presidente Michel Temer até cogitou, mas repreendido pela equipe econômica desistiu do anúncio do reajuste de Bolsa Família. 

Agora, vai?

O Governo vai lançar o programa ‘Agora é Avançar’ , com verbas liberadas para Minha Casa, Saúde, Educação e mais creches em mais de 3 mil municípios.

Contramão 

A venda de carteiras de cigarros com menos de 20 unidades é proibida no Brasil. Mas nada justifica a proibição de exportação de maços com 10 unidades, para países que permitem este comércio. Esta medida contribuiria para atenuar o impacto do mercado ilegal que somente nos últimos dois anos fechou uma fábrica de cigarros, demitiu milhares no setor, viu evaporar R$ 10 bilhões em impostos e fomentou a criminalidade.

Fundo 

Deputados da bancada nordestina pressionam o relator-geral do orçamento de 2018, deputado Cacá Leão (PP-BA), por mais recursos para Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). 

Cortes 

O orçamento do Fundo - ligado à Sudene e operado pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica e Banco do Nordeste - despencou de R$ 1,5 bilhão para R$ 440 milhões entre 2016 e 2017. 

Vaquinha 

Em 13 dias, a “vaquinha virtual” organizada pelo PT arrecadou R$ 101.116,01 para pagar as contas da caravana do ex-presidente Lula por Minas Gerais.

10 x 1

Com a aprovação de seu décimo projeto, sobre busca de desaparecidos, deputada Maria do Rosário (PT-RS) abre nove de vantagem do seu principal detrator, Jair Bolsonaro.

Oito por hora 

Em média, 190 pessoas desapareceram por dia nos últimos dez anos, oito por hora, de acordo com Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 

Congelamento 

A Medida Provisória 805, que prevê o adiamento do reajuste do funcionalismo, recebeu 255 emendas de deputados e senadores contrários à decisão do Governo de congelar o aumento salarial de várias categorias - como policiais federais, professores e auditores da Receita Federal – para ajustar as contas. 

Aliados

O PT lidera o ranking de emendas à MP do congelamento de salários. O partido apresentou 128 requerimentos de alteração à medida em discussão em comissão especial no Congresso. O PMDB, partido de Temer, apresentou apenas uma, e o PSDB, principal legenda da base aliada, protocolou quatro emendas à proposta.

Mentiroso 

Senador José Medeiros (Pode-MT) chama de “mentiroso” o discurso da oposição contra as privatizações ao lembrar que o Brasil perdeu R$ 5 bilhões com a estatização de toda a cadeia da Petrobras na Bolívia “sem providências de ressarcimento pelo Governo Lula”. 

Precoces 

O Brasil é 3º colocado em ranking de casamentos precoces na América Latina. Fica atrás apenas de Nicarágua e República Dominicana. O dado é da ONG Promundo. Estudo da entidade mostra que, no Maranhão e Pará, em geral, as meninas se casam com homens em média 9 anos mais velhos e chegam aos 15 anos de idade já com o primeiro filho.

Ponto Final

“Nomes temos; propostas, o Brasil não conhece”

Da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), sobre a antecipação da disputa à Presidência. 

09 de novembro de 2017

Vou choooraaar

Vou choooraaar

Vou choooraaar

Um gerente do banco Santander de uma agência do Setor Bueno, bairro nobre em Goiânia, é suspeito de uma fraude milionária contra clientes com contas abastadas, entre eles artistas: uma conhecida dupla sertaneja da região e até o cantor Leonardo. O bancário – que há semanas não comparece na agência – é suspeito de sacar altos valores com falsificação de assinaturas. O prejuízo é estimado em R$ 16 milhões. Há citações de saques de R$ 70 mil, R$ 200 mil e até de R$ 1 milhão. A Coluna teve acesso a um dos mais de 20 Boletins de Ocorrência lavrados no 4º DP. A Polícia informa que as investigações avançaram e que o gerente vai prestar depoimentos nos próximos dias.

Do caixa

“A instituição informa que tem interesse na identificação de responsáveis e apoiará integralmente a investigação pelos órgãos de segurança pública”, resumiu o Santander. 

A dois

O ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra, se reuniu com o presidente Michel Temer na segunda. Oficialmente, a privatização da Eletrobrás. A sós, a fritura no cargo.

Papuda News

Com cela-dormitório no Presídio da Papuda desde junho, o deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) gastou R$ 41 mil da cota para divulgação de atividades desde então. 

Sob a lei 

O deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG) aproveitou as regalias de interino na presidência da Câmara. Na quarta passada, decolou de jatinho para Belo Horizonte.

Delegado & Bigode

Seria exagero dizer que o delegado Fernando Segóvia é o homem da base de Michel Temer no comando da Polícia Federal, mas não é errado afirmar que ele assume a direção da polícia mais prestigiada do País com o aval da classe política - e em especial, não recebeu "bola preta" do PMDB de Temer. Ele foi apadrinha de José Sarney.

Você leu 

Segóvia esteve com Sarney há meses e ouviu do veterano – que saiu da política mas não deixou o Poder – que seria o escolhido na sucessão de Leandro Daiello. Também ascendeu com o apoio do ministro da Justiça, Torquato Jardim. A coluna antecipou o nome do delegado dia 15 de setembro. 

Afago e desabafo 

A pré-candidatura da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) à Presidência dividiu o aliado PT, A presidente da legenda, Gleisi Hoffmann, a celebrou como “grande quadro político”. O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), resumiu: “Acho um erro”. 

Ninguém quer.. 

Proposta pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e vista como retaliação ao Ministério Público, a CPI dos Supersalários do MP e Judiciário “subiu no telhado”. 

..encrenca 

O requerimento de criação da CPI, assinado por 44 senadores, foi lido pelo presidente Eunício Oliveira dia 27 de setembro. Mas até hoje nenhum partido indicou integrantes. 

Deu de sonsa 

A Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, deu uma de sonsa e cabe ao Congresso Nacional cair ou não nessa. Ela poderia se dizer sob suspeição para se posicionar contra a PEC 412/2009 que dá autonomia orçamentária e administrativa à Polícia Federal. Dodge representa a categoria dos procuradores que, declaradamente, disputa o poder de inquérito com delegados, inclusive com lobbies na Câmara e Senado.

Retardatários 

Três tribunais regionais eleitorais – Acre, Paraíba e Rio Grande do Sul - ainda não enviaram a folha de pagamento dos magistrados ao Conselho Nacional de Justiça. Em agosto, a presidente do CNJ, ministra Cármen Lúcia, assinou Portaria que obriga os tribunais a divulgarem os vencimentos de seus integrantes. 

Sem previsão 

À Coluna, a assessoria do CNJ posicionou que todos os tribunais de Justiça e superiores já enviaram os contracheques dos magistrados, mas não prevê como, nem quando, esses dados serão divulgados conforme determinou Cármen Lúcia há três meses. 

Xerifado em festa

Procuradores de todo o País passaram 5 dias no luxuoso Enotel Resort & Spa, em Porto de Galinhas (PE). Com o tema curioso “O MPF na defesa da Ordem Econômica”, o evento teve carnaval fora de época, degustação de vinho e treino funcional na praia. 

Ponto Final

Vergonha alheia do choro do ex-deputado Henrique Eduardo Alves no depoimento à Justiça.

08 de novembro de 2017

Bicadas tucanas

Bicadas tucanas

Bicadas tucanas

A um mês da convenção nacional que indicará o grupo que vai comandar a campanha eleitoral em 2018 – e o domínio sobre a escolha do futuro candidato – o PSDB rachou de vez. O presidente interino Tasso Jereissati, ex-aliado de Aécio Neves, se aproximou da ala paulista – José Serra, Geraldo Alckmin e João Dória Jr fecharam com o senador cearense. Já o senador Aécio Neves (MG), que por ora tem boa parte dos delegados nos diretórios, perde apoio a galope. Aécio lançou a presidente do partido o governador de Goiás, Marconi Perillo. Nem existe turma do deixa-disso. Há um racha polarizado. 

Cambaleia 

A convenção nacional será dia 12 de dezembro em Brasília. Até lá, Aécio tenta se segurar no cargo como presidente licenciado, mas está difícil porque sangra na mídia.

À distância 

O ex-candidato a presidente tem dedo na tentativa de troca do comando no diretório do Maranhão. Apoia o senador Roberto Rocha, recém-filiado, no lugar de Carlos Brandão.

Chega-pra-lá

Vice-governador do Maranhão, Brandão, atual presidente do PSDB local, é aliado de Flávio Dino (PCdoB), que vai apoiar Lula da Silva. O PSDB força Brandão a sair.

A união..

Divorciados desde o impeachment de Dilma Rousseff, líderes do PT e do PMDB na Câmara e no Senado ensaiam reaproximação motivada por palanques estaduais. Mas em especial trabalham para uma PEC de foro privilegiado para ex-presidentes da República.

..faz a blindagem

A ideia de foro privilegiado agrada a frente suprapartidária. Os caciques voltaram a confabular mudanças na Constituição que beneficiariam os ex-presidentes Lula e Dilma; o futuro ex Michel Temer, e quem vier por aí. Assim, fogem da Justiça comum. 

Lula na Baixada

A próxima etapa da Caravana Lula da Silva será na Baixada Fluminense, no início de dezembro. A ideia do PT é hospedar o ex-presidente num hotel de Duque de Caxias, que visitará, e depois percorrer Nova Iguaçu, São João de Meriti e Nilópolis. 

Ela quer voltar!

Dilma Rousseff e Gleisi Hoffmann conversam hoje em Porto Alegre. A ex-presidente está dividida entre disputar o Senado pelo Rio Grande ou por Minas Gerais.

IS de olho 

Manoel Dias, do PDT, reuniu-se com o secretário-geral da Internacional Socialista, Luis Ayala, na República Dominicana. Ayala pergunta se Lula volta ao Poder.

Cicatrizes 

Parece arrependido o deputado estadual carioca Paulo Ramos, fundador histórico do PDT, que trocou a legenda pelo PSOL. Procurou Carlos Lupi, presidente do PDT, e avisou que pensa em voltar. Falta o convite. Lupi ficou de pensar, e muito. 

Conciliador?

O prefeito João Dória quer ajudar a apaziguar os ânimos de um lado. Convidou para almoço na próxima segunda-feira o vereador Eduardo Suplicy (PT), o diretor teatral José Celso Martinez e outros artistas (sim, Suplicy é cantor). Eles apoiam o movimento do Teatro Oficina contra a construção de torres de Silvio Santos no Bixiga. 

Dose dupla

A Marinha pediu R$ 31 milhões no Orçamento de 2018 na Comissão de Fiscalização Financeira para manter e comprar programas da Oracle. Mas a Força já garantiu alguns milhões para o CENIMAR pela Comissão de Controle de Atividades de inteligência.

Sistema ‘S’

Na justificativa, a Marinha informa que ‘a referida emenda tem por objetivo o desenvolvimento e a modernização de cinco sistemas informatizados, voltados à gestão’, os quais SIPLAD, SISMAT, QUAESTOR, SISPAG, SAFIN e SIAFI. 

Fumaça jurídica

O STF deve julgar a ADI 4874, referente à proibição do uso de agentes de sabor nos cigarros. O protagonismo da Anvisa no debate jurídico é criticado pelo setor. Análises do Centro Nacional de Informação Biotecnológica do governo dos EUA, apontadas como respaldo aos fabricantes, não apontaram riscos dos aditivos para fumantes.

Racha

As comissões de Direitos Humanos da Câmara e do Senado estão rachadas entre a defesa e a crítica sobre a ministra Luislinda. Hoje vão debater ‘regressões dos direitos humanos’. Ela está com o discurso de que é vítima de racismo.

07 de novembro de 2017

Contracheques milionários

Poder, política e mercado

Contracheques milionários

A Câmara toca a passos lentos o projeto de lei 6726/16 que limita os valores recebidos por servidores ao teto constitucional atualmente de R$ 33.700. O texto foi aprovado em dezembro de 2016 no Senado e continua numa gaveta em comissão especial na Câmara Federal. Amanhã, a comissão do Teto Remuneratório realiza audiência pública com representantes de associações de juízes e magistrados – entidades que fazem pressão declarada contra o projeto para não perderem os benefícios.

Táxi x Uber

A votação do projeto que engessa o Uber e aplicativos similares no Brasil pode ser hoje. O tema está pautado na reunião de líderes – que decidem a pauta do dia no plenário.

Cadê? 1

O caso do salário da ministra Luislinda Valois, desembargadora aposentada na Bahia, suscita outra questão: cadê a lista dos salários de magistrados prometida pelo CNJ.

Cadê? 2

A página do Banco Nacional de Mandados de Prisão, linkada no site do CNJ, está fora do ar há meses. Numa sondagem em 2016, havia mais de 300 mil foragidos no País.

Fake news

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, que conclamou o Centro de Inteligência do Exército a monitorar fake news na internet nas campanhas eleitorais de 2018, provocou um ninho que agora pode mostrar talento. O EB terá milhões do Orçamento do ano que vem para investir no setor em Brasília.

Aperto online

Há exatos dois anos, o Centro de Inteligência promoveu um simulado de ‘guerra eletrônica’ e desafiou hackers a invadirem o sistema da Força. Os piratas acessaram a intranet e invadiram mais de 10 mil e-mails, de oficiais a generais, revelou a Coluna à época. A retomada do sistema foi um Deus nos acuda. E uma lição. O EB se reforçou.

Redação do Enem

O Ministério da Educação tem 9 mil avaliadores de redações do ENEM, informou à Coluna. Diante dos 4,55 milhões de estudantes que compareceram ao exame, cada professor terá em média 505 redações para corrigir. 

Desce redondo

O lobby das empresas de bebidas prevaleceu mais uma vez na Câmara. A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio derrubou o projeto do deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) que proíbe a venda de bebidas alcoólicas a uma distância mínima de três quilômetros de escolas e universidades.

Força do dinheiro

O relator na comissão, deputado Goulart (PSD-SP), alegou, ao sepultar o projeto, que “não cabe a tutela do estado na vida privada dos cidadãos e os bares têm participação de 2,5% do PIB além de ‘grande empregabilidade’”.

Disparates

Enquanto a reforma tributária se arrasta na Câmara, senadores concluíram relatório de 42 páginas no qual apontam disparates do sistema de tributação brasileiro. Em suma, o texto reitera que os pobres acabam sendo, proporcionalmente, mais taxados que ricos.

Conta da renúncia

Relatado pelo senador tucano Ricardo Ferraço (ES), o parecer cita, por exemplo, que renúncias extremante amplas e pesadas, como as da Zona Franca de Manaus, do Simples e do programa de desoneração da folha (que ora vem sendo revertido) foram estabelecidas sem que haja estudos que justifiquem a sua relação custo-benefício.

#medo

O relatório aponta que os brasileiros e estrangeiros desistem de investir diante da complexidade do sistema. O relatório sobre a funcionalidade do Sistema Tributário Nacional será encaminhado à Presidência, governadores e tribunais de contas.

Aula de Saturnino

Ex-prefeito do Rio e ex-senador, Saturnino Braga roda o país para lançar suas memórias políticas. Amanhã estará na Universidade Federal do ABC, em São Bernardo do Campo. Na quinta, sobe para Boa Vista (RR), onde palestra e autografa. 

Ponto Final

O tema da redação do Enem deste ano é a face de uma Brasília que há anos não sabe ouvir professores e alunos.

06 de novembro de 2017

PROS procura candidato

Poder, Política e Mercado

PROS procura candidato

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) procura um candidato para lançar à presidência da República. O presidente da legenda, Eurípedes Jr, e o senador Hélio José (DF) – que saiu do PMDB e se filiou – convidaram o senador petista Paulo Paim (RS), que ficou balançado, mas não garante que topará. Paim está mais disposto a tentar a reeleição, mesmo que seja pelo novo partido, diante da fritura pública do PT. “O convite me deixa orgulhoso, o assunto é importante; mas nas pesquisas no Rio Grande para Senador estou bem”, diz Paim, que emenda, cauteloso: “Já existe um quadro (de candidatos ao Planalto) próximo de definido”, indicado que deve ficar pela Casa Alta.

O projeto

“O Brasil está precisando de nomes consistentes, com ficha limpa”, explica o convite o senador Hélio José. “É uma proposta para tirar o Brasil da crise”, complementa.

Na fila

Hélio José foi fundador do PT. Hoje é suplente no Senado de Rollemberg – o governador do DF. Não descarta que o PROS, em 2018, se alie a Lula ou outro nome.

Caldo de Lula

Lula da Silva incentiva novos candidatos ao Palácio para neutralizarem Bolsonaro. Trabalha cenário para 2º turno que lembra a de 2003: PT, PCdoB, PSB e PDT juntos.

Manuela na lista

A pré-candidatura de Manuela D’Ávila lançada pelo PCdoB é uma pancada no atual cenário. Ela não tem só votos da esquerda. Poder trazer os jovens insatisfeitos contra tudo e todos na praça, e é mais uma na sopa de legendas que Lula da Silva apoia.

Camarada Ciro

Lula está conversando bem com Ciro Gomes, pré-candidato do PDT, e Carlos Lupi, presidente do partido. Neste cenário, Manuela e Ciro são potenciais ministros de um eventual Governo do petista, caso ele dispute e vença a eleição. Ou Ciro será a solução.

Caserna em desespero

Embora o ministro da Defesa, Raul Jungmann, tenha propalado que o Brasil pode enviar tropas para a República Centro África (antigo Congo) – o que custará R$ 1 bilhão por ano ao Governo – o ministério nega que tenha recebido convite da ONU, por ora.

Canhão sem bala

A ideia do ministro vai de encontro ao projeto do Exército, que pena para se manter. Em agosto, o general Villas Bôas, comandante da Força, admitiu que o contingenciamento do Orçamento está comprometendo ações de segurança nas fronteiras e até, acredite, trabalho social. Em suma, o Brasil quer fazer bonito lá fora sem bala no canhão daqui.

Mineiridade

O vice da Câmara Federal, Fabinho Ramalho (PMDB) admite que pretende disputar o Senado. Negocia com as bancadas federal e estadual emplacar Adalclever Lopes, presidente da ALEMG, vice na chapa do governador Fernando Pimentel (PT).

Dois barrados

Toninho Andrade (PMDB), o atual vice, está fora das conversas. Rodrigo Pacheco, presidente da CCJ e com um pé no PSDB, é outro alijado das tratativas.

Parlamentarismo

O PSDB, ainda sob comando velado de Aécio Neves, soltou uma pesquisa interna sobre os humores dos filiados para o Parlamentarismo no Brasil: 43% apoiam, por garantir “a troca com rapidez de um governante em caso de crises políticas”.

Sonho de Poder

Eis o projeto de Aécio subliminar na sondagem: presidência já era para ele. Mas se eleito deputado, e as circunstâncias em Brasília alterarem o sistema, um dia ele pode ser Primeiro-Ministro.

Cadê a FAB?

O Página Sete traz denúncia grave sobre as rotas do narcotráfico para o Brasil. A droga vem do Peru, e quatro clãs de famílias controlam o apoio na província de Beni, na Bolívia. São diárias as viagens de aviões para entregar a cocaína pura no Brasil.  

Crime oficial

Há dias revelamos: A Mensagem do Planalto aprovada pelo Senado informa que as operações militares na fronteira devem ser pontuais. E não constantes como se espera.

Xerifado em festa

Foram cinco dias de passeio: desde quarta, procuradores e cônjuges estão na bela Porto de Galinhas, em Pernambuco, no 34º Encontro Nacional dos Procuradores da República

03 de novembro de 2017

Assalto oficial

Poder, Política e Mercado

Assalto oficial

Não bastasse o aperto no bolso do brasileiro, duas ações de agências reguladoras com empresas do setor que fiscalizam indicam leniência dos órgãos oficiais. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) autorizou a cobrança de bagagens pelas companhias aéreas – e nas redes sociais até defendeu a cobrança. As áreas não baixaram os preços das passagens, como prometido – e as aumentaram. E a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que deveria inibir cobranças abusivas dos planos de saúde, vai apenas regulamentar (e não extinguir) a Coparticipação – cada vez mais usada por planos para cobrança extra por consultas e exames além do que já prevê a mensalidade.

Balcão

“É preciso fiscalização para que cumpram a função, porque na verdade o que ocorre com as Agências é balcão de negócios”, critica o senador Alvaro Dias (PODE-PR)

Olho vivo

“Eu não vejo uma leniência em todas elas, mas não estou dizendo que é um mar de rosas”, emenda o deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ).

Parou

Projeto 495/15, do senador Ferraço (PSDB-ES), está parado na CCJ desde dezembro. Ele dá mandato de 4 anos a conselheiros e exige experiência técnica. Mas não extingue a indicação política. Senado ficaria com a decisão sobre aprovação e demissão.

PCdoB de novo

Jair Bolsonaro fechou, enfim, com o PEN – futuro Patriota – do presidente Adilson Barroso. Mas algumas questões locais estão pendentes. No Maranhão, Bolsonaro não aceita o apoio do federal Junior Marreca ao governador Flávio Dino (PCdoB). Aliás, foi o apoio do PSC local a Dino que motivou a desfiliação de Bolsonaro.

Desafios locais

No Rio de Janeiro, Bolsonaro quer emplacar um dos filhos presidente do diretório estadual do Patriota, mas o federal Walney Rocha também quer o comando. Problema para Barroso. E há pendências de palanque em Minas Gerais, com proximidade com PT.

Orçamento Kinder-Ovo!

Os parlamentares tiveram até dia 20 de outubro para apresentar valores de emendas individuais e de bancadas. Já estava difícil atender a tudo e a todos e.. surpresa! No dia 30 o Palácio enviou Mensagem Modificativa da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Amargou

O Governo reduziu ainda mais a previsão de receita para 2018. Cortou nada menos que R$ 68,8 bilhões – e muito disso vai afetar as emendas.

Sorte social

A conta é do presidente da Loterj, Sérgio Ricardo Almeida: a loteria estadual deve repassar, por baixo, R$ 20 milhões para entidades sociais em 2018.

Carona.. 

Foi vitória dos aplicativos, mas na carona no lobby do Sindicato dos Motoristas de Transporte Privado Individual de Passageiros por Aplicativo do DF. Como antecipou a Coluna, foi a pedido do Simtrapli que o Senado derrubou três emendas das 20 ao PLC 28/17, que engessa o serviço: a exigência de placa vermelha, a limitação para apenas o proprietário dirigir o veículo e a obrigatoriedade de licença pelas prefeituras.

..na votação

O Simtrapli chamou a atenção da direção do Uber, Cabify e 99, os aplicativos que seriam prejudicados. Quem articulou essa derrubada e deu tempo de negociação aos apps foi o advogado Paulo Fernando Melo, contratado pelo sindicato.

‘Agro do cavalo’

Cresce a galope no setor rural – que tem sustentado o PIB nacional – o ‘agronegócio do cavalo’. O setor já movimenta R$ 17 bilhões por ano e gera 610 mil empregos. Números destacados pelo novo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), o capixaba Cicinho Varejão.

No laço

Cicinho da ABQM tem desafio grande: desfazer o preconceito dos que veem na vaquejada uma demonstração de maus tratos contra os animais. A ABQM já atua no STF para demonstrar que o esporte é garantia do bem-estar animal.

Vida no campo

Na contramão da migração campo-cidade, veja os resultados do programa Novos Rurais, da Souza Cruz: 88% dos jovens que participaram declararam escolher o campo como local para viver. Dados oficiais apontam que 1 milhão de jovens saíram da Zona Rural entre 2000 e 2010.

Vai dar jogo

Consulta pública do portal do Senado sobre o PL 186/14, da legalização dos bingos e cassinos, registra 1,6 mil em apoio ao projeto. Pouco mais de 400 são contrários.