• Patrimônio 09/17
  • Unimed
  • assinatura jornal

Notícias Esplanada

22 de setembro de 2017

Toga quente

Poder, Política e Mercado

Toga quente

O enredo mais tenso em investigação, num inquérito sigiloso, vem de uma gravação de Joesley Batista com uma advogada, na qual é citada tentativa de aproximação com um juiz federal para ajuda ao grupo empresarial, patrocínios a um instituto ligado a dois magistrados e promessas de influência. O script verbal leva todos os envolvidos à lona.

Lula blindado

Na primeira reunião de trabalho, a CPI mista da JBS convidou Rodrigo Janot (que não vai aparecer), convocou os irmãos Batista e blindou Lula da Silva (como antecipamos).

PMDB no MP

Luiz Fernando Vieira de Mello Filho, ex-secretário-geral do Senado aprovado para cadeira no Conselho Nacional do Ministério Público, é apadrinhado de Renan Calheiros

Desce a cortina

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) resumiu a Ópera brasileira: “Quando o ministro da Fazenda pede orações pela economia é... que está tudo bem mesmo”.

Janot ironizado..

Apareceu um banner gigante num poste em frente ao Anexo IV da Câmara Federal com a foto do ex-PGR Rodrigo Janot e o advogado de Joesley Batista, Pierpaolo Bottini, aquela imagem polêmica de ambos no fundo de um bar. Com a frase: “E agora, Janot, deu bambú? (sic)”. Banner flagrado pela Coluna. Veja nas nossas redes sociais.

.. e Meirelles hostilizado

A patrulha partidária está ativa em Nova York. Sob gritos de ‘golpista’, e frases como ‘está vendendo o Brasil’, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, caminhou por calçada do Pierre Hotel até entrar num táxi, escoltado por dois seguranças, após se reunir com investidores para falar das privatizações. Vídeo em nosso canal no Youtube.

Poder pernambucano  

Irmão do senador Armando Monteiro, o empresário Eduardo Queiroz Monteiro reunirá os ministros Mendonça Filho (Educação), Fernando Bezerra Filho (Minas e Energia), Bruno Araújo (Cidades) e governadores na segunda, no Fórum Nordeste 2017 no Recife, com o tema biocombustíveis.

À flor da pele

O vice-líder do Governo, deputado Beto Mansur (PRB-SP), sugeriu a Rodrigo Maia um sal de frutas para acalmar a relação com o presidente Michel Temer.

INSS digital

O novo portal do www.inss.gov.br prioriza links esparsos e de fácil acesso, como ‘Calcule sua contribuição’, ‘Agende seu atendimento’ e ‘Simule sua aposentadoria’.

Mão invisível 

Não é segredo nos gabinetes políticos que a nova chefe do MPF, Raquel Dodge, embora tenha ficado em segundo lugar na lista tríplice entregue a Michel Temer, foi a escolhida graças à “mão invisível” de caciques do PMDB como o ex-presidente José Sarney.

Entre paredes

Quem frequenta as palestras quinzenais da Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília, afirma que são “habituais” as declarações polêmicas como a do general do Exército Antonio Hamilton Martins Mourão em defesa da intervenção militar.

Cachimbo da paz

O presidente da Funai, Franklimberg Ribeiro, vai a Charrua (RS) hoje para mediar conflito entre indígenas e posseiros em terras federais, que já resultou na morte de uma pessoa. “Situação fugiu do controle”, diz o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS).

Mistério do atleta

Há algo misterioso na Câmara Distrital do DF. Deputados se perguntam como pode Manoel Carneiro de Mendonça Neto, aposentado por incapacidade laboral, invalidez e transtornos depressivos, ser um dos principais coordenadores do deputado Alírio Neto, pré-candidato ao Governo do DF. E trabalhar ativamente como um atleta.

Ponto Final

“General Mourão, precisamos mostrar que a saída do Brasil passa
pelas urnas e não pelas armas”

Do senador Cristovam Buarque (PPS-DF) 

15 de setembro de 2017

Giroflex ligado

Poder, Política e Mercado

Giroflex ligado 
O presidente Michel Temer está com a caneta nas mãos para nomear Fernando Segóvia o novo diretor da Polícia Federal. Ele já foi superintendente da PF no Maranhão, tem perfil agregador e – sem demérito – é um nome que agrada à classe política, apadrinhado por José Sarney e pelo ministro da Justiça, Torquato Jardim. No Governo ventila-se o nome do delegado Rogério Galloro como favorito da classe. Mas Temer já mandou avisar às categorias que quem decide é o inquilino do Palácio. O novo diretor deve assumir até fim de outubro, conforme antecipou a coluna dia 29 de agosto. 
Segura aí! 
O diretor-geral Leandro Daiello está de férias. Quem segura a barra neste cenário tenso é Galloro, que almoçou com o DG e Torquato há duas semanas para receber instruções. 
Especulação 
A foto do almoço de Galloro, Torquato e Daiello foi ‘vazada’ pela assessoria de um gabinete na Esplanada. Propositalmente, para gerar especulações. 
Mito ou verdade 
Jair Bolsonaro leva multidões às livrarias com o seu “Bolsonaro, Mito ou Verdade”, de autoria do filho Flávio. Passou por BH. No Rio, autografou 1.200 exemplares. 
Tensão total 
Que não se assuste o leitor se a nova Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, denunciar Rodrigo Janot por suspeitas no caso Marcelo Miller. Ao contrário dos ex-PGRs, Janot não vai se aposentar, e vai se manter como subprocurador no MPF, com foro no Superior Tribunal de Justiça. Isso causou estranheza nos colegas. 
Ela voltou 
A delegada Erika Marena, que deu nome à Lava Jato e foi uma das principais chefes da força-tarefa, reapareceu na praça. Foi dela o comando da Operação Ouvidos Moucos, que desbaratou quadrilha acusada de desviar R$ 80 milhões de recursos na UFSC. 
Derrapagem oficial 
Após mais de 30 mortes em dois acidentes similares em estradas do Espírito Santo, cresceu a cobrança pela responsabilidade da ANTT na fiscalização de veículos com cargas de pedras. Há falta de pessoal, duas balanças estão com atividade reduzida – e uma fechada. E deputado estadual já pediu CPI para enquadrar a agência. 
Hein!? 
A OAB suspendeu a carteira de advogado do ex-procurador Marcelo Miller, sem qualquer indiciamento contra ele. A mesma Ordem demorou 4 anos para cassar o registro de José Dirceu, que já estava condenado no mensalão. 
Maluf 
Eleitor encontrou Paulo Maluf, 87 anos, esbanjando saúde, e o veterano confidenciou o segredo: acordar e dormir cedo, amar e ser amado, e pílula de óleo de alho diariamente. 
CAIXA Preta 
Continua o mistério na Caixa, que não quer informar quanto investiu em patrocínios de eventos nos últimos dois anos, nem pela lei de acesso à informação. 
Mercado legal 
O Movimento em Defesa do Mercado Legal Brasileiro, com mais de 70 entidades de setores afetados, decidiu colocar o time em campo para ajudar as cidades a conter o comércio de mercadorias contrabandeadas, falsificadas e pirateadas. Lança hoje, em parceria com a Prefeitura de SP, força-tarefa de combate ao comércio ilegal. 
Tijolo forte 
Sem crise no mercado imobiliário brasileiro – em especial no Centro Oeste. O terceiro edifício mais alto do Brasil subirá em Goiânia. Em Brasília, a construtora PaulOOctavio entrega quatro prédios residenciais este ano. Após homenagear o jornalista Carlos Chagas, no último, abre as portas amanhã do residencial Betty Bettiol. 
Explicações 
Contratado para ajudar o Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis contra fraudes, a banca Dias de Souza, denunciada no MPF, esclarece que “sempre se pautou pela ética e que a admissibilidade da denúncia apresentada contra um dos integrantes aguarda análise pelo Poder Judiciário”. É suspeito de pagar decisões no CADE. 
Nova ‘literatura’ 
A Lojas Americanas registrou, na Bienal do Livro do Rio, 70% mais vendas que na edição de São Paulo em 2016. Destaque para a autobiografia do youtuber Felipe Neto.

14 de setembro de 2017

Joesley vai topar

Poder, Política e Mercado

Joesley vai topar 

Após a trapalhada da entrega do áudio acidental para a Justiça, Joesley Batista está disposto a admitir o erro e a aceitar cinco anos de cadeia em regime fechado, como proposto pela Procuradoria Geral da República, para encerrar os processos. Seus pais chegaram ontem a Brasília para confortá-lo. O mesmo a família não espera do irmão, Wesley, preso ontem pela PF alvo da investigação sobre a especulação no mercado com a moeda brasileira. Mais velho e com saúde em risco, Wesley não aguenta 15 dias de cadeia e pode abrir o jogo se pressionado. Ele precisa sair rápido para cuidar do grupo. 

Poema 

A tragédia está como poema de Drummond: Joesley ‘amava’ Miller, que amava Janot, que amava Fachin, que amava o STF, que ama ninguém. Se Miller falar, caem todos. 

Na mira 

O FBI já sabe onde mora Arthur Menezes Soares Filho, o Arthur da Facility, foragido da Justiça brasileira. Não o pegaram porque o furacão Irma o tirou de casa em Miami. 

Pólo de Defesa 

O Governo de Pernambuco quer aproveitar o potencial do Porto de Suape e tem garantido isenções fiscais à indústria bélica nacional, pelo decreto 44.767/17. 

Geraldo passageiro 

Pode ser exemplo de austeridade, ou marketing eleitoral. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, embarcou com ajudante de ordens no voo 1444 Congonhas-Brasília, na terça pela manhã, após esperar na fila como cidadão comum. Viajou na fileira 18. 

Gulf 

Dois dias depois da passagem de um jato Gulfstream por Porto Alegre rumo a Buenos Aires, procedente de Caracas, a PF soltou operação que cerca milionários venezuelanos por evasão de divisas e utilização de CNPJs em capitais do Sul. Não há ligação, ainda, do jato com a operação, mas sua hangaragem na noite do dia 6 foi monitorada. 

Gafe 

Uma situação inusitada. O Sindcom – que aglomera as grandes distribuidoras no País – lançou o movimento “combustível legal” para evitar fraudes no setor, mas contratou o escritório de advocacia Hamilton Dias de Souza, citado na operação Zelotes. 

Gafe 2 

O problema é que o escritório, contratado para ajudar justamente o combate a fraudes, está denunciado pelo MPF na Zelotes suspeito de pagar R$ 170 mil ao ex-conselheiro do Carf Dalton Miranda, para que retirasse da pauta caso envolvendo a montadora Ford. 

Resposta 

O Sindicom informa que “Todas as relações do Sindicato com seus fornecedores são pautadas pela ética. O escritório Dias de Souza foi contratado legitimamente para prestar consultoria tributária em assuntos acompanhados pela entidade”. Não conseguimos contato por telefone com a banca advocatícia, que não respondeu e-mails. 

Grita sindical 

O Conselho Federal de Economia coloca na conta da corrupção a privatização em série (Eletrobras, Petrobras, BBl e BNDES) anunciada pelo Governo Temer. “Ineficiência e corrupção não são justificativas para a privatização e legislação dos países hegemônicos proíbe a venda de setores estratégicos ao capital estrangeiro”, informa a entidade. 

Quase... 

Em tempos de crise e (tentativa) de corte de custos, o Senado Federal cogitou abrir pregão para desembolsar mais de R$ 600 mil para “locação de grade de alambrado, painel metálico de fechamento de área e grade de barricada de contenção e proteção de público” para instalação em frente ao Congresso Nacional. 

...pagamos 

O valor é quase o triplo do investido na mesma estrutura em 2016 quando houve vários protestos durante a votação do impeachment e manifestações contra as reformas Trabalhista e da Previdência. A Diretoria-Geral do Senado recuou na licitação. 

Revogação 

No aviso de revogação, publicado na segunda-feira, no D.O. da União, a Diretoria do Senado limita-se a informar que “o certame foi revogado em virtude da necessidade de reavaliar as ações prioritárias de contratações para o exercício de 2017”.

13 de setembro de 2017

CPI Palanque

Poder, Política e Mercado

CPI Palanque 
Os senadores Ataídes Oliveira (PSDB-TO) e Ronaldo Caiado (DEM-GO) já cogitam, nos bastidores, prorrogar os prazos da recém-instalada CPMI da JBS-BNDES na qual ocupam os postos de presidente e vice-presidente, respectivamente. Deputados e senadores que disputarão a reeleição entram na onda. A CPMI tem prazo de para 12 de fevereiro de 2018. Como a maioria das CPIs, poderá ser prorrogada e adentrar o primeiro semestre de 2018 – às vésperas da campanha de Ataídes para o Governo de Tocantins e de Ronaldo Caiado se lançar candidato à Presidência. 
Script 
Pelo volume de requerimentos e denúncias que se propõe a investigar, a CPMI da JBS-BNDES já é comparada à CPI dos Bingos (2005/06), chamada “Fim do Mundo”. 
Falta o partido 
Nas rodas de líderes do Congresso Nacional é dada como certa a candidatura do procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol ao Senado. A notícia partiu de Curitiba. 
No chão 
Depois dos piquetes em 19 terminais ontem, funcionários da Infraero ameaçam parar as atividades contra a concessão de mais 14 aeroportos. Dia 26 haverá assembleia geral. 
Religião no boletim 
No ‘recorte’ por escolaridade e ocupação, a maioria dos entrevistados pela Paraná Pesquisas é a favor da implantação do ensino das religiões na grade curricular das escolas: dos que têm ensino fundamental, 63,2% são a favor, e 28,9% são contra; os números são de 63,9% e 30,1% (ensino médio) e 62% e 32,6% (ensino superior), respectivamente. A Paraná entrevistou (por cadastro online) 2.714 pessoas. 
Perfis 
Dos entrevistados com ocupação no mercado de trabalho, 64,8% são a favor do ensino das religiões, e 29,1% são contra. Dos não-ativos, 60% são a favor e os contra alcançam 32,4% dos ouvidos. A pergunta feita foi: “O(a) Sr.(a) é a favor ou contra a implantação do ensino da história das religiões na educação básica?”. O STF analisa ação da PGR que propõe o ensino abrangente, sem especificação de credo. O placar está 3 a 2 a favor. 
Áudio...
Ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha disparou mensagem de áudio por whatsapp para a militância convocando a turma para manifestação hoje, em Curitiba, durante o depoimento de Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro. 
...da convocação 
“Eu estarei lá. Lula vai deixar explícita sua inocência e desmascarar mais uma vez esse processo”, diz Padilha no áudio. Lula pedira ao PT para evitar protestos. 
Palavra empenhada 
A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) mantém a grita contra a demora do presidente Michel Temer em editar Medida Provisória para alterar pontos da reforma trabalhista: “São 61 dias que Temer não cumpre sua palavra – palavra que empenhou perante os membros da sua bancada de apoio aqui do Senado”. 
Batalha socialista 
O deputado estadual Bira do Pindaré, num congresso do PSB no Maranhão, pediu a expulsão do senador Roberto Rocha do partido. Ocorre que Rocha acaba de assumir a liderança do PSB no Senado e passou a mandar muito em Brasilia. Os socialistas o acusam de virar as costas para o governador Flávio Dino, que o ajudou a se eleger. 
Troca-troca 
Roberto Rocha está a um passo de se filiar ao PSDB, pelo qual deve se candidatar ao Governo contra Dino. E o atual vice-governador, o tucano Carlos Brandão, assinará em breve ficha do PP. 
O consultor 
Apontado como lobista e amigo do senador Romero Jucá (PMDB-RR), o empresário Roberto Marinho foi indicado pelo presidente Temer para o cargo de diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 
Grita 
A indicação de Marinho é criticada pelo presidente da União Nacional dos Servidores de Carreira das Agências Reguladoras Federais: “O aparelho regulatório fica fragilizado em razão de nomeações políticas que não respeitam a capacidade e o caráter técnico”.

12 de setembro de 2017

Brasileiros aprovam ensino das religiões

Poder, Política e Mercado

Brasileiros aprovam ensino das religiões 
Em meio à análise no Supremo Tribunal Federal de ação que discute a validade do ensino religioso nas escolas do País – votação atual em 3 a 2, com ‘ensino amplo’ em vantagem – uma sondagem nacional da Paraná Pesquisas a pedido da Coluna revela que a grande maioria dos brasileiros é a favor da implantação da ‘história das religiões’ na grade curricular do ensino básico, como propõe ação da Procuradoria Geral da República em votação na Corte. Na pesquisa, 63,3% dos entrevistados aprovam o tema, enquanto 30,2% são contra – e 6,5% não opinaram ou não souberam responder. Em todas as cinco faixas etárias e nos níveis escolares sondados, o índice de aprovação entre os pesquisados foi praticamente o dobro dos que reprovam o assunto. 
Panorama 
A Paraná Pesquisas sondou 2.714 brasileiros das cinco regiões, em questionário online com cadastro, de 6 e 10 de setembro. Foram ouvidos 1.303 homens e 1.411 mulheres. 
Por gênero 
Entre os homens, 61,2% aprovam, contra 31,8% - e 7% não sabem/não responderam. Os índices no público feminino ficaram 65,2%, 28,7% e 6,2%, respectivamente. 
Garotada atenta 
Na faixa etária de 16 a 24, 61,3% aprovam, e 32,5% desaprovam o ensino na grade; Os índices são crescentes, a favor do tema, nos entrevistados de 25 a mais de 60 anos. 
A ação 
A ação no STF (retorna à pauta dia 20) foi apresentada pela subprocuradora Débora Duprat: ela propõe que o conteúdo seja abrangente, e não específico a uma religião. 
A lei 
O ensino religioso está previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e no Decreto 7.107/10, assinado entre o Brasil e o Vaticano para o ensino do tema. 
Favorita da Dilma 
Advogada do grupo JBS citada algumas vezes no áudio de Joesley Batista e Ricardo Saud, presos pela Polícia Federal, Fernanda Lara Tórtima é suplente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, escolhida pela ex-presidente Dilma Rousseff. Ela é mestre em Direito Penal pela Universitat Frankfurt am Main. 
Currículos 
O pai de Fernanda, José Carlos Tórtima, é um dos advogados de Jacob Barata Filho, o reizinho dos ônibus na mira da PF. Ele trabalhou por 11 anos com Wilson Lopes Santos, um dos defensores do saudoso Castor de Andrade. 
Tão longe, tão perto 
A Funai quer acabar com o garimpo ilegal na Amazônia, e tem recebido denúncias de violência de garimpeiros contra índios do Vale do Javari. A Fundação afirmou em nota que tem “empenhado todos os esforços” para apoiar o MP e a PF nas investigações. 
Acredite 
A única obra em rodovia incluída no ‘PAC’ para 2018 é no Acre. A construção de um contorno rodoviário no município de Brasiléia - na BR- 317/AC. 
No ar, no chão 
Funcionários da Infraero vão fazer manifestação no desembarque do aeroporto JK hoje para esperar parlamentares que apóiam as concessões. Depois, na porta da sede. 
Saiu caro 
A mostra patrocinada pelo Santander em Porto Alegre – encerrada 1 mês antes do previsto – trará más consequências ao banco. O vereador de Porto Alegre Wambert Di Lorenzo (Pros) e o advogado católico Paulo Fernando Melo, de Brasília, vão entrar com uma ação conjunta por danos morais contra a instituição. 
Polêmicas 
A mostra de cunho LGBT Queermuseu mexeu com a Igreja e com os padrões familiares tradicionais. Numa das imagens, aparece Cristo crucificado com vários braços e objetos nas mãos. Em outras, aparecem desenhos de menores com os títulos ‘Criança Viada’. 
Miopia cultural 
Em nota, o banco se desculpa: “Entendemos que algumas das obras da exposição Queermuseu desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas, o que não está em linha com a nossa visão de mundo”.

11 de setembro de 2017

Triturando Janot

Poder, Política e Mercado

Triturando Janot 
A base governista de Michel Temer na CPI da JBS-BNDES quer ‘triturar’ Rodrigo Janot –é o termo usado no bunker. Um deputado esboçou o pedido de convocação – e não convite – para o procurador tão logo ele deixe o comando da Procuradoria Geral da República. Reforçam a artilharia as trapalhadas na revisão do acordo de delação premiada com Joesley Batista, a suspeita de tráfico de influência que recai sobre Marcelo Miller, o ex-braço direito do PGR, e o encontro de Janot com o advogado de Joesley, Pierpaolo Bottini, num bar. Não foi coincidência a visita do presidente da CPI da JBS-BNDES, senador Ataídes Oliveira, ao presidente Temer no Jaburu no sábado. 
Entre garrafas 
Os parlamentares governistas não acreditam em coincidência: há mais de mil bares em Brasília, e Janot e Bottini foram se esbarrar logo no fundo de um boteco?, se perguntam. 
Arena Galo 
Janot já tem agenda extra dia 18. Pode aparecer em BH para votar, como conselheiro do Atlético Mineiro, na reunião que vai decidir se o Galo deve construir um estádio. 
Fala, Funaro! 
A força tarefa da Lava Jato tem memória curta. Lúcio Funaro também foi o doleiro dos mensaleiros do PT e de banqueiro já alvo da PF, lembra investigador. Pode falar mais. 
Dupla do barulho 
Sabe quem mais protagonizou a campanha das ‘10 medidas do MPF contra a corrupção’, no Congresso Nacional? O procurador Marcelo Miller, hoje na porta do camburão, ao lado do colega Ângelo Goulart Vilella, que está preso na Penitenciária da Papuda suspeito de passar informações sigilosas da Lava Jato para Joesley Batista. 
Especialista (em choro) 
Em reportagem do JB dos anos 90, Geddel Lima aparece em foto chorando muito após depor à CPI do Orçamento e sair ileso. “Imaginem meu trauma ao me ver citado numa lista de envolvidos, em coisas que não fiz”, disse à época. Pelo visto, não aprendeu. 
Referendo 
O senador Roberto Requião (PMDB-PR) coleta assinaturas para projeto que propõe um referendo sobre revogar as privatizações do Governo Temer: “O povo tem que dizer se concorda com a entrega do nosso petróleo, do sistema elétrico e da Amazônia”. 
MDB voltou 
Na onda de mudança de nomes, o PMDB voltará a ser MDB. Lançou concurso popular para criação da logomarca, e vai pagar R$ 30 mil de prêmio. Com dinheiro limpo. 
Na rota 
Após passearem por ruas das empreiteiras de Brasília, Rio e São Paulo, os camburões da Lava Jato estão prestes a rodar pelas ladeiras de Belo Horizonte. 
Alckmin é Agro 
Em processo de “separação amigável” com o prefeito João Doria Jr, o governador de São Paulo tem agenda extensa em Brasília amanhã, já em pré-campanha. Além de reuniões com líderes e caciques tucanos e com o presidente Temer, participa do tradicional almoço com deputados e senadores da Frente Parlamentar da Agropecuária. 
Ah, doutora...
Mãe da advogada Renata Araújo, que apareceu na Veja como suspeita de negociar votos de ministros do STJ e STF em prol da JBS, a desembargadora do TRF da 1ª Região Maria do Carmo Cardoso está mal na fita com colegas. Natural de Londrina (PR), ela entrou no Tribunal na vaga do Quinto destinada a advogados. 
PF, o filme 
Antônio Caloni, que interpreta o delegado Igor de Paula no filme da PF, em cartaz, considera o debate sobre a operação um ‘pouco infantil’, mas acha legal que o povo ‘começou a falar e debater’. É o entrevistado de Roseann Kennedy hoje na TV Brasil. 
Irma...
Num vídeo que chegou por whatsapp, contam-se 84 aviões privados na fila de decolagem do Aeroporto de Miami dias antes da chegada do furacão Irma. .. 
Dirma 
Um brasileiro gaiato postou uma mensagem no Twitter para os caribenhos: se não quisessem Irma, poderíamos enviar a ‘Dirma’, porque ela que ‘estoca vento’. 
Ponto Final 
A expressão ‘Dinheiro pra Dedéu’ já era. O termo foi atualizado no vocabulário popular para ‘Dinheiro pra Geddel’.

06 de setembro de 2017

Flechada sem rumo

Poder, Política e Mercado

Flechada sem rumo 
Embora o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, tenha deixado claro que a descoberta do áudio-bomba de Joesley Batista não invalida as provas da denúncia contra o presidente Michel Temer, o peemedebista saiu fortalecido politicamente do episódio, e deve ‘matar no peito’ a ‘flechada’ que virá do PGR numa eventual segunda denúncia. Temer vai repetir para deputados o discurso de que foi o primeiro (e único) a declarar publicamente a suspeição do procurador Marcelo Miller, então braço-direito do PGR, agora nos holofotes como suspeito de ter colaborado com a JBS ainda na Lava Jato. 
Em tempo 
A eventual nova denúncia contra Temer será baseada na delação do doleiro Lúcio Funaro. 
Copo cheio 
Procuradores e ministros do STF que aparecem nas gravações de Joesley e Ricardo Saud já têm discurso pronto para suas defesas: era conversa de bêbado. 
On the Road 
O contingenciamento de verbas na PF é tão latente que um grupo de agentes viajou de carro de Brasília para São Paulo, para a operação de segunda contra o narcotráfico. 
Estupro coletivo 
Num País onde sobram tarados disfarçados de passageiros, a administração de São Paulo dá sua contribuição. A Câmara de Vereadores e a Secretaria Municipal de Transportes, aliadas às empresas, consideram normal, nos editais de linhas, caberem 7 pessoas por metro quadrado dentro de um ônibus. 
Nós pagamos 
Na contramão da população que, se ver aprovada a Reforma da Previdência vai ter que trabalhar mais, o Senado Federal acaba de conceder aposentadoria integral ao ex-senador Cícero Lucena (PSDB-PB), por seus oito anos de mandato (2007 a 2015). 
Menores 
A Câmara, a exemplo do Senado, segura propostas sobre a redução da maioridade penal. Há 13 propostas sobre o tema em tramitação na Casa – porém 8 deles trata apenas sobre plebiscito. O projeto mais polêmico (7857/14) é de Nelson Marquezelli: “Serão penalmente imputáveis quaisquer menores, independentemente de idade”. 
US$ 1,8 milhão 
Não há crise para uma turma que gosta de aviação executiva. A americana Bell vendeu 8 helicópteros do seu novo modelo num fly-show no Rio, Belo Horizonte e São Paulo. 
#DrProtogenes 
Morando na Suíça e condenado em 1ª instancia por calúnia contra Daniel Dantas, o delegado afastado da PF Protógenes Queiroz tem simpatizantes no Brasil. Eles farão manifestação no 7 de setembro, no Sambódromo de São Paulo, pedindo sua volta. 
Se foi 
Na esteira do vídeo que entregou a frase “Óia o tanto de vagabundo!”, solta por um companheiro de Lula da Silva, dentro do ônibus em passagem pelo Nordeste, o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) provoca: “Cadê o povo?”. 
Sheikinho 
Proliferam-se as casas de Poker no País – e em especial no DF. Não são para amadores. Em junho passou discreto por Brasília o filho de um sheik árabe, cuja nacionalidade foi preservada. Frequentou por semanas a Casa Nova. Numa noite, perdeu R$ 70 mil. Saiu rindo, depois de mostrar para novos amigos o saldo de US$ 11 milhões na conta. 
Índio protegido 
Mesmo com orçamento curto – houve contingenciamento de 44% para este ano – a Funai dá exemplo de como gerir com pouco recurso. O presidente Franklimberg de Freitas entregou em Mato Grosso e Rondônia quatro Coordenações Técnicas Locais da Funai. Num acordo com as prefeituras, que cederam os terrenos. 
Imprensa livre 
A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI) completou 15 anos. 
Ponto Final
O mundo nunca esteve à beira do fim da ordem. De um lado um presidente arrogante dono da verdade; de outro uma criança querendo explodir o planeta.

05 de setembro de 2017

Conexões de Dilma

Poder, Política e Mercado

Conexões de Dilma 
Não está fácil a vida de ex-presidente apeada do cargo. Sem os jatinhos da FAB ou fretados pelo PT, Dilma Rousseff encarou horas de voos comerciais – e com conexões – na sexta e sábado passados em trajetos do Rio de Janeiro para Chapecó (SC) e Porto Alegre, mas exigiu ‘atendimento diferenciado’, dentro das prerrogativas permitidas em lei. Mas sofreu, e como! Na sexta, ela voou do Rio para Chapecó com escala de uma hora no Aeroporto de Viracopos (Campinas). No dia seguinte, para sair de Chapecó rumo à ‘vizinha’ Porto Alegre, Dilma embarcou num voo que ‘subiu em contramão’ para nova conexão em Campinas (SP), para depois ‘descer’ para Porto Alegre. 
Ex-Presidenta 
Para os trajetos, ela pediu proteção à Polícia Federal ‘para evitar abordagens indevidas’, ‘bem como a exposição da ex-Presidenta em locais de maior movimentação’. 
Vão-se os anéis.. 
Nos percursos, segundo ofício 47/2017 NAEXPR-POA ao qual a Coluna teve acesso, solicitou aos administradores dos terminais e à PF desembarque e atenção prioritários. 
Destinatários 
O ofício, assinado por uma secretária da ex-presidente, foi direcionado para os delegados da PF nos aeroportos, e para as gerências das companhias Gol e Azul. 
Sem muros 
A crise econômica e as restrições orçamentárias deixaram as fronteiras brasileiras mais escancaradas. Com o contingenciamento de mais de 40% nos recursos, as Forças Armadas reduziram sensivelmente as operações ao longo dos 16.886 quilômetros de fronteira terrestre. 
Expediente 
A situação tende a piorar. O dinheiro do ano só cobrirá gastos até o fim desse mês. Duas medidas drásticas deverão ser anunciadas pelo Ministério da Defesa: a redução de expediente e até o fechamento provisório de postos militares – medida até então “descartada” pelo comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, há 15 dias. 
Casa caiu 
Os irmãos Joesley e Wesley Batista entregaram uma bomba ao PGR Rodrigo Janot, e provavelmente sem querer. Um áudio de até 4 horas de uma conversa entre os irmãos, sem saberem que estavam se gravando, indica que eles tramaram a delação premiada - e com ingredientes adicionais nada ortodoxos - com um procurador da PGR, e até um ministro do STF. Janot avisou que pode reaver os benefícios da delação, mas sem derrubar as provas. 
Jararaca banguela 
De Lula da Silva, numa das dezenas de visitas a cidades do Nordeste, já não tão confiante mais na volta da Jararaca em 2018: “Mais valem as lágrimas da derrota do que a vergonha de não ter tentado”. 
Carioca 
Dilma Rousseff tem ficado mais tempo no Rio de Janeiro. Não será surpresa se mudar seu domicílio eleitoral e sair candidata ao Senado pelo Estado fluminense. 
Oi e tchau 
Na sessão do Congresso Nacional na quarta (30), sobre vetos presidenciais, Aécio Neves entrou discreto no plenário, registrou presença e vazou. Sem papos e abraços. 
Vizinho avaliza 
A PF anda tão em alta na aprovação popular que serve até de referência para o endereço de uma boate com belas garotas ‘para diversão’ em Jataí (GO). O folheto da Casa Rosa mostra em destaque a rota: “Atrás da Polícia Federal”. 
Contra-reforma 
Sindicalistas vão lançar no 7 de Setembro, durante o tradicional protesto Grito dos Excluídos, campanha para tentar anular a Reforma Trabalhista. Esperam coletar mais de 1,3 milhão de assinaturas para apresentar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular.

01 de setembro de 2017

Caciques x fiscais

Poder, Política e Mercado

Caciques x fiscais

Uma batalha inflama o Ibama e pode colocar na guilhotina a cabeça da presidente do órgão, Suely Araújo. O superintendente do Ibama no Amapá, Leonardo Melo, avisou a caciques em Brasília que uma subordinada o atropelou e, com aval da presidência, convocou equipe da capital federal para operação que fechou uma dezena de madeireiras no Estado, sem ciência da superintendência local. Os madeireiros protestam. Segundo eles, atuam dentro da lei. Uniram-se a prefeitos e visitaram o ministro do Meio Ambiente, Zequinha Sarney. Ontem também pressionaram o ministro da Justiça. O Ibama nega qualquer intervenção na superintendência do Amapá.

No escuro

A operação foi em Julho e o superintendente diz que ficou no escuro: “Comuniquei a Brasília o que houve; só fiquei sabendo dias depois que a equipe já havia retornado”.

Ele voltou

O caso chegou ao ex-senador José Sarney, pai de Zequinha, que já acionou o presidente Michel Temer para apagar o incêndio. Sarney ficou irritado com a operação.

Bunker

Os prefeitos e madeireiros visitaram Sarney em seu escritório no último dia 24, e o ex-senador pelo Amapá telefonou para o filho ministro para que os recebesse de imediato.

Promessa...

A direção da Federação dos Bancos prometeu, em reunião com os representantes do Conselho Federal de Administração, diminuir o custo médio da emissão dos boletos bancários; Hoje esse valor circula na marca dos R$ 20.

...é dívida

Caso isso não aconteça, segundo levantamento do CFA, em um ano os bancos lucrarão até R$ 72 bilhões com a emissão de 3,6 bilhões de boletos registrados e as empresas terão prejuízo estimado em R$ 36 bilhões pela emissão de boletos não pagos. Ontem a Coluna revelou que o calote está em alta no País, dos pequenos aos grandes empresários  

Delegatas

Algo curioso sobre o filme ‘Polícia Federal – A Lei é para todos’, sobre a Lava Jato, que estreia dia 6. A atriz Flávia Alessandra, que interpreta a delegada Erika Marena, foi monitorada por delegados de Brasília, e pouco falou com Marena nas visitas a Curitiba.

É guerra

Dirigentes sindicais saíram indignados da reunião com o secretário de Gestão de Pessoas do Ministério do Planejamento, Augusto Akira Chiba. Porta-voz do Governo Temer, Chiba confirmou o adiamento dos reajustes salariais outrora prometidos.

Nas ruas

Os agentes da Polícia Federal preparam estado de greve por causa do ‘calote’ do Governo sobre o reajuste salarial. E prometem ir às ruas.

Medo da Onça

Há uma semana os portões da sede da ANTT – numa área afastada no setor de clubes Sul – são fechados assim que o sol se põe. O aparecimento de uma onça parda rondando a região deu medo na turma. Apostam ser a mesma vista nos arredores do Congresso.

Os sem-chofer

Por falar na ANTT, a turma da direção vai sentir falta dos carros com motoristas. O presidente Temer anunciou corte de 950 dos 1.000 veículos oficiais de autoridades da administração federal. Na cúpula da agência, só uma diretora dirige o próprio carro.

Novo político

O mercado está mesmo apostando em uma surpresa para 2018. Professor da FGV e conhecido de investidores, Luiz Cabrera diz que o futuro presidente do Brasil “deve vir da iniciativa privada”, diante de “uma crise evidente de lideranças políticas”. Cravou no G100 Brasil – Núcleo de Estudos do Desenvolvimento Empresarial e Econômico.

Toga quente

Há um climão nos corredores do Supremo Tribunal Federal. A Corte está rachada entre os que indicam para Cármen Lúcia julgar logo a suspeição do ministro Gilmar, e os que querem que engavete o pedido do PGR Rodrigo Janot.

Ponto Final

“Moreira Franco honra o apelido de Angorá dado por Brizola; ele sempre dá um jeitinho de passar de um colo para o outro; muda governo, e ele está lá”.

Do deputado Ivan Valente (Psol-SP) 

31 de agosto de 2017

Calote geral

Poder, Política e Mercado

Calote geral

O Tesouro já reconhece que o calote do povo e empresários brasileiros ficou incontrolável, sobre impostos e junto a credores. O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, diz o óbvio: “A concessão reiterada de parcelamentos sob condições especiais criou uma certa acomodação nos contribuintes que não se preocupam mais em liquidar suas dívidas”. Os ‘CNPJs’ comandam o baque. Em ofício enviado à CPI da Previdência, ao qual a Coluna teve acesso, Rachid informa que empresas com faturamento anual superior a R$ 150 milhões estão sujeitos a acompanhamento diferenciado pela Receita.

Radiografia

“Em 2016, este universo de contribuintes foi de 9.427, dos quais 2.023 participaram de três ou mais modalidades de parcelamentos especiais”, crava o secretário Rachid.

Contraponto

No ofício, Rachid nega que o órgão “não vem priorizando a fiscalização das contribuições previdenciárias”, como atacam alguns setores.

Mão de obra

O secretário da Receita pondera que “houve redução do número de Auditores-Fiscais”: em 2008 havia 12.651; em 2017, são 9.695; ou seja, uma redução de 23,4%”

Achaque

A velha mania de criar dificuldade para vender facilidade não para no Congresso. Um deputado federal se queimou com um poderoso setor do mercado. Pediu cinco milhões de motivos para alterar um projeto de lei apresentado para ‘pegar leve’ com os entraves que deseja oficializar na proposta. Há risco de, a essa altura, já ter sido gravado.  

Déjà vu

O presidente da Comissão Mista de Planos, Orçamento Público e Fiscalização, senador Dário Berger (PMDB-SC), se esquiva de perguntas sobre de onde e como sairá a dinheirama para bancar as campanhas eleitorais. “Vamos estudar a questão”, limita-se.

Vaivém

Em meio ao apedrejamento da opinião pública, aliados de Temer e oposicionistas arquitetam a volta das doações de empresas; os recursos seriam direcionados a um fundo gerido pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Black setember

As grandes varejistas e redes de shoppings já bateram o martelo: a Black Friday de 2018 será em setembro. Antecipam receitas e não coincidem com a americana, em novembro.

Que folga !

Acredite: vereadores de Natal mantêm, por ano, o direito a um “mega recesso” de 92 dias. Tempo de folga bem superior ao do Congresso Nacional – de 55 dias. 

Vergonhoso

O vereador Sandro Pimentel (PSOL-RN) tentou reduzir a longa folga para 32 dias, mas seu projeto de resolução foi rejeitado na Câmara de Natal por 15 votos a sete.

Escravidão 2.0

Das centenas de denúncias de trabalho escravo que chegam ao Ministério Público, apenas uma em cada dez é investigada. Os cortes e contingenciamentos obrigaram o MP do Trabalho a reduzir sensivelmente a atuação do Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM), que conta atualmente com apenas quatro equipes.

Ranking

Atualmente, de acordo com a ONG internacional Walk Free, o Brasil ocupa a constrangedora 33ª posição entre os países que mais praticam trabalho análogo à escravidão no ranking de 198 países. Dados da entidade apontam que existem mais de 160 mil  trabalhadores nestas condições no País.

Segurança de voo

Sancionada pelo presidente Michel Temer, a Nova Lei do Aeronauta colocará o Brasil na rota de recomendações internacionais com o gerenciamento de risco de fadiga de pilotos e tripulantes. “Estamos elevando nossa aviação a um novo patamar”, aponta o presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Rodrigo Spader.

GSI de fora

Em nota à Coluna, o GSI do Planalto garante que não está interferindo na suposta transição do comando da PF. “Ratificamos que se trata de tema de competência e deliberação exclusiva do Ministério da Justiça e Segurança Pública”.

Antenados

O sinal analógico será desligado em outubro em 19 cidades do Rio de Janeiro e, até o momento, cerca de 570 mil famílias já agendaram a retirada do kit conversor distribuído gratuitamente pela Seja Digital, numa parceria com o Governo federal. A estimativa é de 1,2 milhão de kits entregues até outubro.

30 de agosto de 2017

Abrindo a caixa-preta

Poder, Política e Mercado

Abrindo a caixa-preta

O Conselho Nacional de Justiça vai revelar em breve altos salários da turma da toga em todo o País. Expirou ontem o prazo para os tribunais enviarem ao CNJ os valores dos vencimentos conforme determinação da presidente órgão, ministra Cármen Lúcia. Procurado pela Coluna, o CNJ informou que por ora “não há novidades”. A portaria Nº 63, assinada pela ministra Cármen Lúcia, prevê que a partir de setembro todos os tribunais do País encaminharão cópia dos contracheques até cinco dias após o pagamento aos magistrados.

Super-salários

Parado desde dezembro, o projeto que acaba com os super-salários só deverá ser votado no plenário da Câmara em outubro. Foi aprovada pelo Senado há oito meses.

CAIXA preta 2

Continua a novela da Caixa, que evita revelar o quanto pagou de patrocínios para eventos nos últimos dois anos. Nem pela Lei de Acesso à Informação passou os dados.

Dantas x Protógenes

O delegado licenciado Protógenes Queiroz, que tenta retornar à PF, foi condenado em 1ª instância a 10 meses de prisão em regime aberto por caluniar o banqueiro Daniel Dantas. Foi com base no conteúdo de uma palestra de Protógenes em São Caetano (SP), então deputado federal em 2015, sobre o combate à corrupção e a operação Satiagraha.

Defesa

Protógenes, que atualmente mora na Suíça, rebate a sentença e cita que o juiz desconsiderou o fato de que à época ele era parlamentar federal com imunidade. Diz que a sentença atropelou a jurisprudência do STF e do STJ. A pena de prisão foi revertida em pagamento de 15 salários mínimos a entidade beneficente de sua escolha.

Batalha baiana

Deputados peemedebistas já avisaram que condicionarão o apoio ao presidente Michel Temer à destituição do ministro tucano Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo. Não há dúvidas no Palácio de que há dedo de Geddel Lima no pedido de guilhotina para Imbassahy. Tem a ver com a batalha baiana por holofotes e poder eleitoral no Estado.

Cobiça

Além da Secretaria de Governo da Presidência, ocupada por Imbassahy, o PMDB passou a cobiçar nos últimos dias a chefia do ministério da Agricultura.

Temer segura

Blairo Maggi (PP) deixou o cargo à disposição do presidente Temer após a devastadora delação premiada do ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa. Temer o segura.

Multas & leniências

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) propõe em seu parecer da MP 784 a destinação de recursos de multas e acordos de leniência para a educação e a saúde. A medida, já em vigor, ampliou os poderes punitivos do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários no caso de infrações administrativas.

Críticas

A MP, que aumentou de R$ 250 mil para R$ 2 bilhões o valor das multas que poderão ser aplicadas às instituições financeiras tramita sob duras críticas; prevê a possibilidade de assinatura de acordos de leniência sem a participação do Ministério Público.

Câmara trava

Mais de 1.500 pessoas assinaram no domingo, na Av. Paulista, o abaixo-assinado em apoio à PEC 412 – a que dá autonomia à Polícia Federal. O documento já chega a 500 mil. Os delegados pressionam a Câmara para votar a proposta parada na Casa.

ACM

Fufam os tambores dos terreiros e os coros das Igrejas para o 4 de setembro em Salvador, quando os baianos homenageia ACM, que completaria 90 anos.

Google-aula

Presidente do Google no Brasil, Fabio Coelho ministra aula inaugural para os alunos da Estácio hoje no campus Tom Jobim, na Barra da Tijuca, com transmissão ao vivo.

Ponto Final

“No PTB defendemos a privatização das estatais, pois quanto maior o Estado, mais corrupto o Governo. Nós não apadrinharemos estatólatras”.

Do presidente do PTB e ex-deputado mensaleiro Roberto Jefferson (RJ) 

29 de agosto de 2017

Transição na PF

Poder, Política e Mercado

Transição na PF

Nos altos corredores da sede da Polícia Federal em Brasília é dada como certa a posse de novo diretor-geral até fim de outubro. Um impasse trava a transição diante da disputa de três nomes para cargo maior do comando da mais prestigiada instituição federal junto à sociedade. O DG Leandro Daiello quer fazer o sucessor, e apadrinha o braço-direito Luiz Pontel. Os militares e o Gabinete de Segurança Institucional do Palácio apostam no linha-dura Rogério Galloro. E o ministro da Justiça, Torquato Jardim, tem simpatia pelo delegado Fernando Segóvia. 

O mais cotado

Pelo prestígio que o general Sérgio Etchegoyen tem com o presidente Temer, Galloro é apontado como o potencial novo diretor da PF.

Transição

No dia 7 de julho a Coluna antecipou que começara a transição no comando da PF com movimentações discretas do diretor-geral junto ao ministro Torquato Jardim.

Saldão..

Encalhou a estratégia do Governo Federal de vender imóveis “para reduzir gastos e aumentar a arrecadação”. Dos 24 apartamentos e terrenos disponíveis desde maio deste ano, só quatro foram vendidos.

..Salgado

Como nas tentativas anteriores, os preços salgados travam as vendas. Os imóveis no Distrito Federal variam de R$ 500 mil a R$ 8 milhões. A grande maioria, anunciada no portal do Ministério do Planejamento, aparece com o carimbo de “vitrine”.

Diária$

Na contramão da cantilena de austeridade fiscal do Governo, mais de R$ 335 milhões saíram dos cofres da União para bancar diárias de servidores federais no período de janeiro até julho.

Abutres

A família e amigos do ex-senador boliviano Roger Molina pagaram o traslado e funeral. O Senado e o Governo de Pando, que ele já administrou, não deram um centavo.

Mistério

A Aeronáutica investiga o acidente aéreo que vitimou Molina em várias frentes: Falhas mecânicas propositais, combustível adulterado, alteração no motor ou falha humana.

Tem jeito

O presidente Temer vai à China com discurso ensaiado de retomada do crescimento. Ouviu muito o ex-presidente do BC, Gustavo Franco, que tem repetido: “Meu conselho: não desistam. Nós teremos muito mais oportunidades que encrencas no País”.

Dias contados

Sob fritura no PMDB, o ministro Antônio Imbassahy procurou caciques do partido – entre eles, o presidente Romero Jucá (RR) – para tentar se manter no cargo. O tucano tende a permanecer até o desembarque da segunda denúncia contra o presidente Temer.

Sem crise

R$ 5.900: foi o preço do ingresso cobrado para as palestras do 8º Congresso Internacional de Mercados Financeiros e de Capitais realizado em Campos do Jordão.

Estrelas

Pelas mesas de debate do evento passaram o presidente da Petrobras, Pedro Parente, o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO). Escrete que não recebeu cachê e, com certeza, fez valer o ingresso cobrado pela organização.

SSA

Um dos maiores desafios da Vinci, a concessionária que passou a administrar o aeroporto de Salvador (SSA), é desafogar enormes filas para o embarque. No domingo, entre 11h30 e 12h, havia 50 passageiros na fila do lado de fora do salão, e outros 100 contando passos para passar nos três pórticos antimetais. Houve correria e estresse.  

Férias brazucas

Apresentador do telejornal da CNN e de maior audiência nos EUA, Anderson Cooper, o ‘Bonner’ americana, foi visto em passeio em Trancoso ontem, onde tem casa. 

Ponto Final

Em tempos de cólera política e suspeições judiciárias, é preciso que os ministros das Cortes superiores sejam ministros, e menos pavões midiáticos.

28 de agosto de 2017

Honorários x Educação

Poder, Política e Mercado

Honorários x Educação

Alheias às escolas sucateadas e ao ensino precário, prefeituras destinaram nos últimos anos bilhões de reais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para escritórios de advocacia.

Apenas no Maranhão, três escritórios – contratados sem licitação – receberam mais de R$ 1,4 bilhão de 110 prefeituras como “diferenças da complementação devidas pela União ao Fundeb”. A Polícia Federal já prepara suas viaturas para as ruas.

Restituição

O TCU decidiu dar um basta na farra dos honorários. No acórdão Nº 1824/17, o ministro Walton Rodrigues determinou a devolução dos recursos para o Fundeb.

Verba sagrada

Segundo Walton, “são gravíssimas as irregularidades tratadas neste processo, uma vez que privam as gerações atuais e futuras do acesso ao ensino qualificado”.

Ordem do Barba

Lula da Silva não pediu; ele ordenou ao PT e movimentos sindicais que evitem manifestações em Curitiba dia 13 de setembro, quando vai depor ao juiz Sérgio Moro.

Dilma nas ruas

A ex-presidente Dilma Rousseff avisou ao PT e partidos aliados que vai liderar as mobilizações no fim de setembro contra a venda da Eletrobrás. É questão de honra para ela também, porque é acusada pelo Governo Temer de levar a estatal à situação sem igual. De certa forma, assim como outros, ela contribuiu para o caos na estatal.

Luto

Dilma está em Porto Alegre, com a filha e netos, e se recupera do luto pela morte do ex–marido Carlos Araújo. Ela pretende ir às ruas em São Paulo, Rio e Brasília. O Instituto Perseu Abramo, do PT, vai organizar a agenda dela e de Lula da Silva.

Pressão

Após pressão de 100 entidades e senadores da Comissão de Educação, o deputado Sérgio Souza (PMDB-PR) retirou a emenda de MP que fecharia portas da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, em Foz do Iguaçu, criada por Lula.

Pré-candidata

O PSB pretende lançar ao Palácio do Planalto Ana Arraes, filha de Miguel e mãe de Eduardo. A ministra do TCU está disposta a se engajar no projeto político.

Ele voltou

Para quem achava que ele deixara a política, José Sarney está mandando muito neste Governo Temer. Como conselheiro de Temer. E freqüentando o Palácio.

Consigliere

Às vésperas de ser denunciado pela segunda vez pelo Ministério Público Federal, o presidente Michel Temer foi aconselhado pelo advogado, Antonio Cláudio Mariz, a elevar o tom das críticas ao procurador Rodrigo Janot. O peemedebista assim o fará e dirá que, assim como a primeira, a segunda denúncia trata-se de uma “ficção”.

Lição de Floyd

‘Viralizou’ vídeo do boxeador Mayweather indo ontem a uma empresa buscar uns US$ 50 milhões (parte) da vitória. Dinheiro literalmente suado, de trabalho e luta. Sereno ele, ao contrário do Rocha Loures, que correu com mala de R$ 500 mil do dinheiro alheio.

Grandeza

De José Sarney, em artigo no Estado do Maranhão: “A Lava Jato está servindo para aumentar essa descrença, essa falta de auto estima. Como tudo no mundo passa, também ela passará. E o Brasil continuará seu caminho de grandeza”.

Pelô

O que menos se vê no Pelourinho em Salvador é brasileiro. Europeus, asiáticos e americanos se esbarram nas ruelas. O prefeito ACM Neto revitalizou a região e há dupla de guardas a cada 200 metros. Mais que isso: o baiano sabe da importância do turismo.

Seu bolso

É notório que temos uma das mais altas cargas tributárias do mundo. Mesmo assim, o Rio de Janeiro discute se vai aumentar ainda mais o ICMS de diversos produtos.

Ponto Final

Triste não é só a privatização da Eletrobrás. É vender barato para cobrir rombo. E o Governo continua sem dinheiro para investir. 

25 de agosto de 2017

Boiada no curral

Poder, Política e Mercado

Boiada no curral

O presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro, vetou a ida do ministro Augusto Sherman Cavalcanti à CPI do BNDES do Senado. No documento enviado à comissão, Carneiro alegou que Sherman está “impedido” de manifestar-se “por relatar diversos processos relativos ao BNDES”. Recém-criada e comandada por senadores da ala pró-Michel Temer, a CPI centra o foco sobre os numerosos empréstimos concedidos ao clã Batista do frigorífico JBS. 

Boi mugindo..

Em relatório para a CPI, o secretário de Controle Externo do TCU, Carlos Teixeira, reiterou que há indícios de que a BNDESPar aportou na JBS mais de R$ 3 bilhões.

..e vaca na brejo

Segue o documento: o dinheiro foi creditado para os Batista em três operações, “sem que haja demonstração de aplicação em objetos relacionados às operações”.

Pode ser

Egresso do PMDB, após apresentar parecer contra Michel Temer, o deputado Sergio Szveiter (RJ) não dá como certa sua ida para o Podemos: “Ainda estamos conversando”.

Afilhado de peso

Apadrinhado político do presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP), o secretário  Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, José Ricardo Ramos Roseno, é alvo de processo de investigação da Comissão de Ética da Presidência da República.

‘PPP’ partidária

Na última semana, Roseno teria usado a estrutura da Secretaria e instalou uma central telefônica para enviar e responder convites de militantes que se reuniram em um evento político promovido pelo Solidariedade em Brasília.

Vade retro

Ex-ministro do Governo Lula da Silva, Tarso Genro (PT-RS) exorcizou os burburinhos de que o deputado Paulinho da Força (SD-SP) estaria disposto a embarcar na caravana petista em 2018: “Vade retro!”.

Caso Molina

Os investigadores do CENIPA, da Aeronáutica, visitaram ontem os familiares do ex-senador boliviano Roger Molina, que faleceu após queda do avião que pilotava em Luziânia. Hoje, a viúva e duas filhas levam suas cinzas para Pando, sua terra natal.

Na linha

Entidades de trabalhadores de empresas de energia recorreram ao patriotismo contra a privatização da Eletrobrás: “Ao abrir mão do controle da empresa, o Governo renuncia à soberania nacional”, panfletou o Sindicato dos Urbanitários aos filiados.

Fogo cruzado

O TRF da 1ª Região terá que dar a palavra final sobre polêmica. O procurador Bruno Calabrich quer derrubar a instrução interna da Polícia Federal que autoriza o embarque de delegados e agentes na ativa portando arma de fogo em voos comerciais domésticos.

Armas a bordo

Calabrich acatou mandado de segurança do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Minas Gerais e sublinhou na decisão que cabe à Agência Nacional de Aviação Civil – e não à PF – “expedir regras de segurança em área aeroportuária e a bordo de aeronaves civis, inclusive em relação ao porte de armamento”.

Barril de pólvora

Um barril de pólvora está prestes a explodir no Pará. Lideranças quilombolas, ribeirinhos e representantes de entidades da sociedade civil dizem estar dispostos “a tudo” para evitar que a Ferrovia Paraense saia do papel.

Rota

O projeto prevê 1.319 quilômetros de trilhos que cortarão 23 municípios do Pará - desde Santana do Araguaia, sudeste do Estado, até Barcarena, na região do nordeste paraense.

Ponto Final

“A Lava Jato apontou que é na formação das coligações que está o foco da corrupção”.

Do líder do DEM na Câmara, Efraim Filho (PB)

24 de agosto de 2017

Fundo sem acordo

Poder, Política e Mercado

Fundo sem acordo

O bilionário financiamento público de campanha proposto na reforma política – pode chegar a R$ 3,6 bilhões – rachou o Congresso sobre a regulação do uso do dinheiro. Líderes defendem que o TSE controle a distribuição com lupa e regras rígidas – mas não apresentam soluções, indicando que o dinheiro do povo cairá na vala comum da gastança partidária sem controle. “Tudo que aconteceu no Brasil hoje faz com que deva ser redobrada a atenção com eventuais gastos nas campanhas eleitorais. Mas não há acordo, tem muita gente contra”, admite o líder do DEM na Câmara, Efraim Filho (PB).

Opção de saldo..

Mais cauteloso, o líder do PSDB, Ricardo Trípoli (SP), investe na tese de que “não pode ter dinheiro novo, tem que utilizar o que já existe, emendas parlamentares”.

.. e extrato

Segundo Trípoli, “o recurso iria para os tribunais regionais, que passariam para os partidos. Teria uma supervisão dos tribunais e, tendo controle, não há dificuldade”.

Conta-gotas

Carlos Zaratini (SP), líder do PT, defende a tutela do TSE no repasse a conta-gotas para as legendas, com pente-fino na prestação de contas.

Roteiro da rifa

É notória a incompetência de seguidos governos (e do atual também) na gestão da Eletrobrás, o que dá margem para privatização. Mas gente da oposição achou estranho o aval do presidente Michel Temer dois dias depois da visita de Aécio Neves ao Palácio Jaburu. O senador tucano é ligado na energia.

Herança tucana

Dimas Toledo, o manda-chuva em Furnas por anos – começou na gestão Fernando Henrique e adentrou o Governo Lula da Silva –  era apadrinhado de Aécio na estatal. Dimas saiu , mas deixou lá uma filha empoderada, diretora de departamento.

Choque na língua

Quando governador de Minas, Aécio investiu pesado na Cemig e comprou boa parte da Light no Rio de Janeiro. Aécio ‘mandava tanto’ na Light que certa vez, ao ser provocado pelo prefeito César Maia, o tucano deu recado para ele controlar a língua senão o Rio corria o risco de ficar no escuro.

Vigilância aérea

O Serviço Florestal Brasileiro desenvolve um sistema de vigilância no qual um drone sobrevoa uma área para medição e mapeamento online. Isso dará celeridade a processos.

Bancos elétricos

Os maiores bancos privados do País já estudam consórcios para disputar a compra da Eletrobrás. Na esteira, investidores até de um grupo de comunicação sócio de banco.

Bloco na rua

O presidenciável do PDT Ciro Gomes continua em campanha – a exemplo de Lula (pelo Nordeste), Alckmin e Dória Jr (por capitais). Ciro, Carlos Lupi, presidente do PDT, e Manoel Dias vão hoje à Assembléia de Porto Alegre em homenagem a Getúlio Vargas, que há 63 anos se suicidou com tiro no coração.

Instituto Garcia

Lula da Silva vai a Buenos Aires em outubro para participar da primeira reunião de criação do Instituto Marco Aurélio Garcia, o intelectual petista falecido este ano. O ex-presidente petista será patrono do instituto MAG, que funcionará na Universidade Metropolitana para a Educação e o Trabalho, na capital portenha.

Memória petista

Escritos, ensaios, livros, fotos e outros documentos deixados por Marco Aurélio Garcia sobre a UNE, o exílio, a redemocratização e o PT ficarão guardados na nova entidade.

Saldo zerado

O Governo de Minas prometeu pagar os funcionários na terça parte do salário do mês, mas não caiu nada na conta da turma até ontem à noite.

Ponto Final

Estranhe, desconfie, questione muito quando as grandes emissoras de TV, sócias de conglomerados financeiros, acham normal rifar a Eletrobrás para o setor privado.