• assinatura jornal
Pelo Piauí

Comunidade Nova Santa Rosa no sul do Piauí contará com internet livre

Comunidade Nova Santa Rosa no sul do Piauí contará com internet livre

22/05/2017 09:47h

A comunidade Nova Santa Rosa, distante 170 quilômetros de Uruçuí, município localizado a 498 quilômetros de Teresina, recebeu uma equipe técnica da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí – ATI na última sexta-feira (19). Os técnicos fizeram estudo de viabilidade para instalar dois pontos de internet do projeto Piauí Conectado, sendo um de acesso livre para a população e outro para o posto policial local.

Na oportunidade, a equipe registrou as coordenadas geográficas dos possíveis locais onde serão instalados os pontos de wifi e conversou com populares. “O acesso à conectividade é uma demanda dessa comunidade e o governador Wellington Dias já autorizou nossa vinda para realizar esse trabalho. Esperamos que ao retornar encontremos todos fazendo bom uso da internet”, comentou o diretor-geral da ATI, Avelyno Medeiros.

A diretora da Unidade Escolar da Paz, Regiane Schmitt, falou sobre as dificuldades que a população enfrente para se comunicar. “Nossa escola recebeu por doação de uma empresa uma internet que é só um ponto, no qual só um computador faz uso por vez. Como é uma internet a cabo, dificulta bastante, os alunos só utilizam quando ninguém da secretaria está usando”, disse.

Schmitt revelou que o sinal das operadoras não chega à comunidade. “Quando é preciso se comunicar ou é através da internet ou por telefone fixo”, falou. A diretora também ressaltou quão positiva será a implantação do Piauí Conectado em Nova Santa Rosa. “Contribuirá de várias maneiras, pois têm muitos alunos que são carentes, que não possuem internet em casa, então eles poderiam usar tanto para se comunicar, como para aprender coisas, fazer pesquisas, seria muito bom para comunidade”, pontuou.

Piauí Conectado

A internet livre é um dos vários serviços que o Governo do Piauí oferece aos piauienses através da construção de um cinturão de fibra ótica, que passará por 96 municípios de norte a sul e criará uma rede de dados, imagens e voz interligando as unidades administrativas do estado como hospitais, delegacias e escolas.

O projeto, que deve ser executado em dois anos, vai possibilitar universalizar o ensino à distância, facilitar o acesso à comunicação, informação, ferramentas e serviços online do governo, otimizar o tempo de atendimento à população, gerar economia para o estado, monitorar as cidades garantindo maior segurança aos espaços públicos, entre outros benefícios.

Fonte: Ccom

Deixe seu comentário