• assinatura jornal

Felipe Melo desfalca Palmeiras por 6 semanas, após lesões no fim de semana

Substituído na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, volante vai passar por cirurgia na mão esquerda.

12/06/2017 18:07h

O volante Felipe Melo vai desfalcar o Palmeiras por até seis semanas. Com uma pequena fratura na mão esquerda e uma lesão no músculo posterior da coxa direita, sofridas na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, sábado passado, ele vai ficar fora de combate por longo período.

Felipe Melo passará por cirurgia na mão nos próximos dias. Além disso, fará tratamento da lesão na coxa, que lhe tirou de campo aos 21 minutos do segundo tempo – foi substituído por Fabiano.

Felipe Melo deixa o jogo contra o Flu com lesão na coxa. Além disso, ele fraturou a mão (Foto: Divulgação / Facebook)

O ato final do jogador na partida aconteceu em disputa com Wendel no meio-campo. Depois de correr em direção à bola, ele acusou a dor imediatamente após a "freada". Caiu com a perna direita esticada e não voltou mais. Saiu de campo andando, mas mancando bastante. No banco, já teve início o tratamento com gelo. Veja no vídeo abaixo os dois momentos: quando ele leva a mão à coxa e já fora do jogo, visivelmente chateado.

Felipe Melo deixa o jogo no segundo tempo e recebe tratamento ainda no banco de reservas

No primeiro tempo, o jogador já havia necessitado de atendimento médico. Aos 14 minutos, após dar um carrinho em lance com Marquinho, ele machucou a mão esquerda. Tentou continuar jogando, mas acabou pedindo ao árbitro para ser atendido.

Em fevereiro, o volante ficou fora de um jogo por conta de corte profundo no supercílio, quando levou 20 pontos cirúrgicos. Desde então, havia sido desfalque somente por suspensão – ele tem a cumprir mais quatro partidas do gancho aplicado pela Conmebol em razão da briga ao final do duelo com o Peñarol, em Montevidéu.

Sem Felipe Melo, o meio-campo palmeirense se torna um dos setores do elenco mais desfalcados, já que Arouca e Moisés se recuperam de cirurgia. Os únicos volantes à disposição do técnico Cuca passam a ser Thiago Santos (pendurado no Brasileiro com dois cartões amarelos) e Tchê Tchê, além de Jean, que tem atuado menos na lateral direita.

Não só por isso, mas também, a diretoria já havia ido ao mercado para se reforçar. O nome da vez é o do ex-corintiano Bruno Henrique, que defende atualmente o Palermo, da Itália.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Santos, às 21h45 (horário de Brasília), na Vila Belmiro.

Fonte: globoesporte.com
Por: Henrique Toth e Tossiro Neto

Deixe seu comentário