• click
  • Anuário 2017
  • Unimed
  • assinatura jornal

Kaká analisa situação do São Paulo para decidir próximos passos na carreira

A ideia do ídolo, de 35 anos, é assinar um contrato de seis meses ou de uma temporada com o São Paulo somente se puder contribuir dentro de campo

12/10/2017 10:50h

Quando Kaká anunciou que não seguirá mais no Orlando City, quase todos os são-paulinos já se animaram com a possibilidade de o jogador voltar ao Morumbi em 2018. Para que esse desejo dos tricolores se concretize, no entanto, é necessário ter um pouco de paciência até que o meia e o clube resolvam suas questões.

Segundo apurou o UOL Esporte com pessoas próximas a Kaká, o jogador não tem a intenção de defender o São Paulo outra vez caso não apresente boas condições físicas. A ideia do ídolo, de 35 anos, é assinar um contrato de seis meses ou de uma temporada com o São Paulo somente se puder contribuir dentro de campo. O astro tem medo de arranhar a sua imagem com uma passagem apagada.

Neste sentido, há casos de jogadores que não conseguiram um bom desempenho dentro de campo em seus retornos. Nesta temporada, por exemplo, Lugano disputou apenas 11 partidas e teve até dificuldade para renovar o seu contrato com o São Paulo - tendo até uma redução salarial de R$ 100 mil.

Por isso, Kaká deve utilizar as últimas partidas da Major League Soccer (MLS, a principal liga dos Estados Unidos) para analisar a sua condição física e o poder de recuperação entre os jogos. Caso o desempenho seja positivo, ele pode se inclinar a voltar para o São Paulo. Inicialmente, apesar de reclamar das dores recorrentes em qualquer jogadores, ele acredita ter condições de atuar outra vez no Brasil.

Pelo lado do São Paulo, a diretoria respeita a posição do astro e até pode ver com bons olhos a possibilidade de esperar mais um pouco antes de formalizar uma proposta. A cúpula são-paulina mantém bom relacionamento com o jogador e seu estafe e os contatos ficaram mais intensos no fim de 2016. É bem possível que o próprio presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Filho, o Leco, entre em contato com Kaká e sua equipe nos próximos dias para abordar o caso.

Mas se o jogador quiser mesmo esperar mais um pouco antes de decidir se volta ao São Paulo ou se aposenta, os dirigentes devem respeitar e ter paciência. Afinal, o mandatário e departamento de futebol estão focados agora em tirar o time da crise no Campeonato Brasileiro. Por isso, a ideia é primeiro ver a equipe não correr mais riscos de rebaixamento para, daí sim, passar a analisar com mais carinho o elenco de 2018. Neste cenário, dependendo do rendimento do time nas próximas rodadas as conversas também podem se acelerar.


Deixe seu comentário