• VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Na etapa de Fiji, Matt Wilkinson bate Connor O'Leary e vira líder do ranking

Dono da camiseta amarela em Fiji, John John Florence agora aparece em segundo no ranking, com 26.500 pontos, 250 a menos que Matt Wilkinson.

15/06/2017 09:10h

A etapa de Fiji era tudo o que o australiano Matt Wilkinson precisava para entrar de vez na briga pelo título da temporada. Quinto lugar no ranking antes do início da competição, Wilko aproveitou o tropeço dos quatro primeiros colocados - todos caíram na terceira fase - para assumir a liderança do Circuito Mundial. A camiseta amarela veio graças ao título em Fiji, o qual havia lhe escapado por pouco em 2016. Vice-campeão do evento no ano passado, quando perdeu a final para Gabriel Medina, o australiano se livrou do trauma ao derrotar o compatriota Connor O'Leary por 16.60 a 15.70 nesta quarta-feira, em Cloudbreak.

Dono da camiseta amarela em Fiji, John John Florence agora aparece em segundo no ranking, com 26.500 pontos, 250 a menos que Matt Wilkinson. Melhor brasileiro na temporada, Adriano de Souza caiu para terceiro, empatado com o australiano Owen Wright e o sul-africano Jordy Smith, todos com 26.150. A próxima etapa do Circuito Mundial acontece de 12 a 13 de julho, em Jefferys Bay, na África do Sul.

Final tem emoção do início ao fim

Matt Wilkinson, que eliminara o perigoso taitiano Michel Bourez na semifinal, saiu na frente com uma onda de 4.00. Connor respondeu com um esquerda de longo alcance, com direito a rasgadas. A nota foi um 8.33, que deixou o rookie na frente. Com dez minutos corridos, O’Leary foi para a sua segunda onda, mas caiu de mau jeito, recebendo 6.00 dos juízes.

Com dores no joelho, o novato voltou para a bateria lentamente. Enquanto isso, Matt Wilkinson achava a sua primeira boa onda, um 8.57. Com 12.57 de somatório, Wilko passou a precisar de 6.26. Motivado, o camiseta vermelha foi buscar uma onda de 6.93, que lhe deu a liderança.

Matt Wilkinson conseguiu a virada no fim da decisão (Foto: Kelly Cestari/WSL)

A bateria seguiu imprevisível até o fim. O’Leary virou novamente graças a um 7.37. Só que, a dois minutos do fim, Wiko achou um 8.03, deixando o rival a um 8.28 da virada. Mesmo lutando muito, O’Leary não conseguiu achar a onda da virada e acabou amargando o vice-campeonato.

Quartas de final:

Bateria 1: Matt Wilkinson (AUS) 17.00 x Julian Wilson (AUS) 16.30

Bateria 2: Michel Bourez (TAH) 17.80 x Leonardo Fioravanti (ITA) 13.57

Bateria 3: Connor O'Leary (AUS) 11.16 x Joan Duru (FRA) 10.70

Bateria 4: Bede Durbidge (AUS) 11.23 x Joel Parkinson (AUS) 13.67


Semifinal:

Bateria 1: Matt Wilkinson (AUS) 14.23 x Michel Bourez (TAH) 14.00

Bateria 2: Connor O'Leary (AUS) 15.40 x Joel Parkinson (AUS) 8.36


Final:

Bateria 1: Matt Wilkinson (AUS) 16.60 x Connor O'Leary (AUS) 15.70

Fonte: globoesporte.com

Deixe seu comentário