• assinatura jornal
Água Branca

Município participa de seminário sobre pactuação dos serviços de saúde

Água Branca participa de seminário sobre pactuação dos serviços de saúde no Piauí

14/03/2017 09:37h - Atualizado em 14/03/2017 09:47h

O secretário municipal de Saúde de Água Branca, Amilton Feitosa, participou do Seminário Estadual de Pactuação de Diretrizes, Objetivos, Metas e Indicadores 2017. Durante o evento, os gestores da saúde dos 224 municípios piauienses conhecerão os indicadores que compõem a nova pactuação dos serviços de saúde do Piauí para o período de 2017 a 2021. 

O encontro foi realizado nesta segunda-feira (13), no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em Teresina. O Coordenador da Atenção Básica em saúde de Água Branca, David Willames, também participou do evento.

Entre os indicadores que irão compor a pactuação, estão: a diminuição do óbito prematuro; a imunização seguindo o calendário de vacinação nacional; a notificação imediata de doenças; a investigação da proporção de óbitos de mulheres em idade fértil; proporção de parto normal no Sistema Único de Saúde e na Saúde Suplementar; redução da taxa de mortalidade infantil, entre outros pontos.

O secretário municipal de Saúde de Água Branca, Amilton Feitosa, afirma que a pactuação contribuirá para a qualidade dos serviços de saúde no município.

“Já conseguimos a redução de seis indicadores. Água Branca possui indicadores básicos acima das metas pactuadas pelo Estado e pela União. Vamos trabalhar para melhorar os indicadores relacionados ao acompanhamento dos portadores de doenças crônicas e prevenção do câncer de colo uterino e de mama através do exame citopatológico e da mamografia, essas são algumas das nossas prioridades. Para 2017, seguiremos com o trabalho para diminuir ainda mais os novos indicadores apresentados e cumprir com as metas estabelecidas para os próximos quatro anos. Nossa equipe trabalha diariamente para que a saúde do município avance e para que os aguabranquenses tenham mais qualidade de vida”, frisa Amilton Feitosa.

A pactuação reforça as responsabilidades de cada gestor em função das necessidades de saúde da população no município e fortalece a integração dos instrumentos de planejamento no Sistema Único de Saúde (SUS). Os gestores nas três esferas de governo - Municipal, Estadual e Federal - são responsáveis pelo monitoramento e avaliação das respectivas metas pactuadas, de modo que os resultados devem embasar o planejamento em saúde.


Deixe seu comentário