• Unimed
  • assinatura jornal

Notícias Gilbués

11 de dezembro de 2017

01 de dezembro de 2017

MP investiga denúncia de desvio de verbas públicas no município de Gilbués

Márcio Giorgi determinou o sigilo legal das investigações

O promotor de Justiça Márcio Giorgi Carcará Rocha instaurou inquérito civil com a finalidade de apurar denúncias de desvio de verbas públicas, por meio de pagamentos realizados sem amparo legal, e sem eventual contraprestação dos serviços ao município de Gilbués, especialmente o reparo e a manutenção de motos durante o exercício financeiro de 2017.

No documento publicado na quinta-feira, 30 de novembro, o representante do Ministério Público considera que o município não possui motos em seu patrimônio e que há suspeitas que a manutenção e reparo de tais motos constitui desvio de verbas públicas e prejuízo ao erário para pagamento de dívidas de campanha. Além disso, levou em conta que existem, inicialmente, indícios de materialidade e autoria do alegado, pela documentação apresentada na denúncia ofertada. "Acaso confirmadas, são ensejadoras das sanções de Lei de Improbidade Administrativa, e ainda com repercussão na esfera criminal", indicou.

Com a abertura do inquérito civil, o promotor de Justiça Márcio Giorgi determinou o sigilo legal das investigações, ante da gravidade das condutas apuradas e a necessidade preservar os colaboradores.

Além disso, há denúncias de irregularidades no fornecimento de combustíveis e derivados ao município, onde são imputadas condutas graves como licitação fraudulenta, pagamentos sem contraprestação, desvio de verbas públicas, prejuízo ao erário, dentre outros. A denúncia também será apurada pelo MP.

29 de novembro de 2017

22 de novembro de 2017

17 de novembro de 2017

João Henrique é cotado para substituir Imbassahy na Secretaria de Governo

PIAUÍ

João Henrique Sousa

O ex-ministro dos Transportes e atual presidente do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI), João Henrique de Almeida Sousa, afirmou nesta sexta-feira (17) que não vai negar nenhum pedido do presidente Michel Temer .

O peemedebista é um dos nomes cotados para assumir o lugar do ministro Antonio Imbassahy (PSDB/Ba) na Secretaria de Governo.

“Se eventualmente isso acontecer (se referindo ao convite para o cargo) e se for formalizado um convite para eu ocupar um ministério, eu não tenho a menor condição de dizer não para o presidente. Se ele me convidar eu vou ter que aceitar e irei com prazer. Será uma honra muito grande”, afirmou João Henrique.

Ele negou que tenha recebido o convite do presidente Michel Temer, mas não descartou a possibilidade de assumir um cargo na reforma ministerial.

Segundo João Henrique, os boatos de que ele estaria assumindo um ministério surgiu após uma reunião que teve em Brasília na última segunda-feira à noite no Palácio do Planalto.

“Eu estive no gabinete do presidente Michel Temer, eu, Moreira, Padilha, o general chefe do gabinete militar, o Márcio Freitas, da Comunicação e estava o Imbassahy. Estávamos conversando eu, o presidente  e o Imbassahy e as pessoas veem aquilo e avaliam que deve está tendo alguma coisa”, afirmou.

“O meu nome circulando de forma positiva para ocupar o ministério me deixa muito honrado, acho que isso é bom para meu Estado. Não estava na minha perspectiva e não sei se está na do presidente que eu deixe o conselho nacional do Sesi para ocupar o ministério”, ressalta.

Desiste de candidatura ao governo 

João Henrique revelou que se assumir um cargo no primeiro escalão do governo Temer, não será candidato ao governo em 2018. “Com o convite altera a possibilidade de eu ser o candidato, mas continuarei defendendo que o PMDB tenha uma candidatura própria, eu vou continuar defendendo”, afirma.

Ele ressaltou que Temer não iria convidá-lo para ser ministro para depois sair em quatro meses.  “Se eu for será para ficar até o final do mandato dele, mas eu vejo tudo isso como perspectiva”, diz. Segundo o ex-ministro, a caravana que faz aos municípios tem repercutido positivamente.

João Henrique disse que tem a convicção que vencerá a convenção do PMDB e lembrou que pediu para marcar para janeiro, mas não foi aceito e ficou para julho. “Tenho a sensação de que haverá de ter dois a três candidatos de oposição que irão disputar o próximo pleito no Estado”, declara.

O pemedebista disse ainda que defenderá um nome dentro do PMDB para as eleições ao governo em 2018, mas se for inviável existem nomes fortes como do prefeito de Teresina, Firmino Filho; o deputado estadual Drº  Pessoa; o do empresário João Vicente e Freitas Neto.

Detran-Pi anuncia parcelamento de débitos. Adesão até 10 de dezembro

PIAUÍ

O governo do Piauí não poderá mais realizar Programa de Refinanciamento (Refis) pelos próximos 5 anos. A lei que prevê a medida foi aprovada nesta quarta-feira (1º) na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

O último Refis iniciou no dia 6 de novembro com adesão até 10 de dezembro para contribuintes com débitos tributários referentes a ICMS, IPVA, ITCMD e Taxas do Detran.

Os descontos de juros e multas chegam a 95% para pagamento à vista; 75% se parcelado em 6 vezes; 55% para parcelamento em 12 vezes e 50% de desconto para obrigação acessória com pagamento integral.

Para ICMS, pode aderir o contribuinte que tiver débito consolidado até 31 de julho de 2017. As regras são as seguintes:– 95% de desconto nos juros e multa para pagamento até 10/12/17;
– 75% de desconto nos juros e multa para pagamento parcelamento em até 6 parcelas;
– 55% de desconto nos juros e multa para pagamento parcelamento em até 12 parcelas;
– 50% de desconto para obrigação acessória para pagamento integral.

A primeira parcela com vencimento do 5º dia e as demais no dia 15. A parcela mínima deve ser de 50 UFRs-PI, quando se tratar de contribuintes inscritos na Categoria Cadastral Microempresa e 200 UFRs-PI, quando se tratar de contribuintes inscritos nas demais categorias cadastrais.

Para IPVA e Taxas do Detran, podem aderir ao Refis quem tiver débito com estes tributos até 31 de dezembro de 2016. As regras são:

– 95% de desconto nos juros e multa para pagamento até 10/12/17;
– 75% de desconto nos juros e multa para pagamento parcelamento em até 6 parcelas;
– 55% de desconto nos juros e multa para pagamento parcelamento em até 12 parcelas.

A primeira parcela deverá ter vencimento no 5º dia e parcelamento com vencimento no dia 25 de cada mês. A parcela mínima é de 20 UFR-PI.

Consumidores em débito com ITCMD também até 31 de dezembro de 2016 podem aderir ao Refis seguindo as regras:

– 95% de desconto nos juros e multa para pagamento até 10/12/17;
– 75% de desconto nos juros e multa para pagamento parcelamento em até 6 parcelas;
– 55% de desconto nos juros e multa para pagamento parcelamento em até 12 parcelas.

Assim como nos outros tributos, a primeira parcela com vencimento do 5º dia e as demais no dia 25 de cada mês. A parcela mínima é de 50 UFR-PI.

“Com este Refis, a Sefaz busca criar condições para o incremento da arrecadação estadual, no que se refere aos impostos e taxa, assim como disponibilizar aos contribuintes, alternativa de regularizarem sua situação tributária”, explica o secretário de Fazenda Rafael Fonteles.

15 de novembro de 2017

Chuvas aliviam o sofrimento em municípios do Extremo Sul do Piauí

Gilbués

As chuvas dos últimos dias na região do Extremo Sul do Piauí, foram suficientes para começar a mudar o cenário da paisagem seca e cinzenta da caatinga e do cerrado, que aos poucos, já está sendo substituída por uma nova relva em matizes verdejantes.

A vida multicolorida que alegra nossos campos já começa a brotar, cobrindo a terra com vegetação que serve de alimento para os animais neste sertão de solo esturricado.

Em muitas comunidades, de Cristalândia a Manoel Emídio, de Santa Filomena a Avelino Lopes, as aguadas começam a encher novamente, o que faz renovar a esperança dos produtores rurais.

Em Cristalândia a chuva chegou após oito meses de seca, alagou ruas, encheu barragens e amenizou a situação de milhares de famílias que estavam sendo abastecidas por caminhão pipa. 

Em Morro Cabeça no Tempo e Curimatá a situação não era diferente. Vários caminhões pipa percorriam centenas de quilômetros diariamente para abastecer a população sedenta. Estes municípios não tinham água sequer para a labuta doméstica. Em algumas localidades na zona rural o lombo do jegue era o transporte mais eficiente.

Em Avelino Lopes, onde a chuva mais demorou de chegar, não chovia a nove meses. Por lá, a situação era preocupante; o gado magro e as pastagens muito seca tirava o sono de muita gente.

Em Corrente, Sebastião Barros e Parnaguá a chuva foi um alívio para os criadores de gado que nos últimos anos reduziram os rebanhos para diminuir os prejuízos.

Estas cidades sofreram um forte impacto no comércio de gado devido à longa estiagem. A principal reação será percebida na produção do leite e seus derivados que aumentará significativamente nas próximas semanas; o gado leiteiro já se alimenta da nova vegetação, ganhando peso e produzindo mais do precioso e nutritivo alimento.

Em Bom Jesus, Palmeira do Piauí, Currais, Gilbués e Santa Filomena cada pingo no chão representava a esperança de dias melhores, renovando a fé dos produtores de grãos e dos trabalhadores da agricultura, significando o aumento da oferta de emprego na região com o início do plantio da safra 2018.

Com a chegada das chuvas as esperanças se renovam, principalmente, para quem se mantém da renda da agricultura familiar.

A expectativa é de que em breve aumente a produção de frutas, legumes e outros alimentos como: mandioca, o milho e o feijão, amenizando a fome na região.

A chuva é a beleza e a alegria do sertão. O semblante de alegria já visível no rosto de cada cidadão do extremo sul piauiense.

12 de novembro de 2017

11 de novembro de 2017

BALANÇA COMERCIAL DO PAIUÍ

PIAUÍ

Foi publicada que a balança comercial do Piauí foi favorável em setembro de 2017. Salientamos o impacto da matéria. Você sabe o que é balança comercial? Pois bem, balança comercial são as exportações das commodities (produto) ou importações das commodities (produto). “ Segundo o portal do governo do Piauí, em setembro do corrente ano, ás exportações somaram US$ 46.268.091 milhões, enquanto ás importações foram de US$ 13.059.336 milhões”. 

 Neste caso dizemos que a balança comercial foi favorável ou positiva. Meu faro de economista releva que a matéria esta incompleta, haja vista, que ás balanças comerciais são publicadas mensalmente de todos os municípios e estados brasileiros. Fomos atrás, percebemos uma maquiagem dentro da matéria, pois o governo só publica as coisas favoráveis de sua gestão. Portanto, em Outubro do corrente ano, o Piauí, deve suas exportações reduzidas em quase 70%, pois somaram US$ 10.640.673 milhões de exportações, enquanto ás importações somaram US$ 19.074.205. 

 É uma obviedade que a balança comercial do Piauí foi desfavorável ou negativa, não só em outubro, mais em outros meses do ano 2017. Piauí vivi uma crise sem precedente, os fatos comprovam, não há de se falar em crescimento econômico no estado. Obviamente que precisamos de políticas voltadas para o desenvolvimentismo do Piauí, e não projeto de assistencialismo barato, onde não vemos progresso de crescimento econômico. 

 Precisamos fomentar o empreendedorismo da indústria, do agronegócio, da agricultura familiar, do turismo dentre outras.

06 de novembro de 2017

ENEM tem maior índice de abstenção desde 2009

PIAUÍ

Os 6,73 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, 30,2% não compareceram ao primeiro dia de provas. Esse é o maior índice de abstenção desde 2009, quando foram registradas 37,7% de ausência.

No total, 273 pessoas foram eliminadas no primeiro dia, sendo que 264 foram por descumprimento das regras gerais do edital e nove por terem algum equipamento identificado pelos detectores de metal. Em 2016, o exame teve 3.942 eliminações ao final do primeiro dia e 4.780 no segundo.

Não foi identificado nenhum caso de candidato usando ponto eletrônico, apenas uma pessoa que usava um fone de ouvido, que foi desclassificada. “A própria divulgação de que estamos utilizando equipamentos que identificam o uso de transmissores deve ter inibido os malfeitores que tentam ir no caminho dessa fraude”, disse o ministro da Educação, Mendonça Filho, em entrevista agora à noite. Neste ano, pela primeira vez foram utilizados detectores de ponto eletrônico.

O Inep também identificou dois casos de pessoas que saíram do local da prova antes do horário e também foram eliminadas. Um candidato foi identificado com um cigarro de maconha no bolso, mas ele pôde concluir a prova.

Duas turmas não conseguiram concluir a prova por falta de energia, uma em Teresina (PI) e outra em Uruaçu (GO). Esses alunos terão que refazer a prova em dezembro e, segundo o Inep, não serão prejudicados.

De acordo com o instituto, o participante isento de pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 que não compareceu às provas e deixar de justificar essa ausência do sistema de inscrição do Enem 2018, por meio de documento legal, perderá o direito a nova isenção.