• Unimed
  • assinatura jornal
Pedro II

Erasmo Carlos encanta o público na segunda noite do Festival de Inverno

O público também ouviu e cantou junto vários outros grandes sucessos.

17/06/2017 19:29h - Atualizado em 17/06/2017 19:58h

O “Tremendão” Erasmo Carlos também é famoso pela sua simpatia, o cantor e compositor, ainda é multi-instrumentista. Erasmo Carlos fez um show inesquecível na 14º Edição do Festival de Inverno, o artista sacudiu Pedro II com um show que entra pra história. Nesta sexta-feira (16-06), no Palco Opala instalado na Praça da Bonele, Erasmo Carlos recheou a sua apresentação com brincadeiras e declarações aos fãs, na oportunidade ele enfatizou que “sinto um orgasmo inenarrável de estar aqui”, isso logo no seu cumprimento inicial para milhares de pessoas que lá estavam para acompanhar o seu show.

O artista trouxe para Pedro II um repertório bem diversificado que variou entre grandes sucessos e novas canções. A Praça da Bonelle estava lotada acompanhando o show de Erasmo, o artista apresentou rock´n roll, baladas românticas que marcaram a sua carreira e a carreira de outros grandes artistas como a do Rei Roberto Carlos.

Foram vários momentos marcantes durante o show do “Tremendão”, um deles foi quando ele cantou “É preciso saber viver”, uma composição sua e do seu maior companheiro musical, Roberto Carlos. O público também ouviu e cantou junto vários outros grandes sucessos como “É proibido fumar”, "Eu sou terrível" e “Gatinha Manhosa”.

Foi uma noite reservada para os apaixonados e amantes da boa música. Cantando músicas feitas em parceria com Roberto Carlos desde a época da Jovem Guarda, Erasmo além de cantar, também brincou com o público, fez encenações e sentiu o carinho das milhares de pessoas que estavam na Praça da Bonele, de fato, foi realmente um encontro de gerações que rendeu homenagens ao artista, que já tem 54 anos de estrada.

Erasmo Carlos ainda brincou dizendo: “Vocês são uns irresponsáveis, porque vocês me mimam há 54 anos. E vocês sabem que toda criança mimada quando cresce fica abusada”, brincou o artista. Logo de imediato ele manifestou toda a sua felicidade ao público que o acompanha há mais de cinco décadas e para comemorar e relembrar a Jovem Guarda, a música escolhida para encerrar a noite foi uma de suas canções, “Festa de Arromba”.




Por: Eudes Martins

Deixe seu comentário