• assinatura jornal
Picos

Centenas de pessoas participam da XII edição da Caminhada da Paz

Centenas de pessoas participam da XII edição da Caminhada da Paz

03/07/2017 09:23h - Atualizado em 03/07/2017 09:25h

Centenas de pessoas, oriundas de bairros e comunidades rurais de Picos e de caravanas das áreas pastorais da Diocese, participaram no final da tarde e início da noite desse sábado, 1º de julho, da XII edição da Caminhada da Solidariedade e da Paz. O tema da caminhada deste ano foi “Cuidar da criação e promover a paz”.

O principal objetivo da caminhada foi adquirir recursos para reformar uma casa que a diocese dispõe nas proximidades do Centro de Treinamento Diocesano (CTD) para ser um ponto de apoio para as pessoas com situação de rua.

A XII Caminhada da Paz iniciou na Avenida Severo Eulálio com uma benção aos participantes e em seguida, com apoio de carros de som, os caminheiros seguiram pela Avenida Nossa Senhora de Fátima, Rua Cel. Francisco Santos e Rua Abílio Coelho, encerrando o evento na Praça Justino Luz com uma missa solene.

A missa foi celebrada pelo bispo diocesano de Picos, dom Plínio José da Luz e concelebrada pelo bispo emérito de Floriano, dom Augusto Alves da Rocha e padres da Diocese de Picos.

Durante todo o percurso da caminhada os participantes acenavam e cantavam animados, promovendo a paz e a solidariedade por onde passavam.

De acordo com o bispo dom Plínio, a XII edição da Caminhada da Paz foi um grande evento, principalmente com a animação dos participantes. “Se realizou aquilo que a gente tinha como expectativa: uma grande caminhada que deixou em cada um o contentamento de ter participado desse encontro e fica mais uma vez a garantia de que o povo de Picos é realmente comprometido com qualquer causa que é para o bem de todos”, destacou.

O coordenador da caminhada, Padre Sebastião Santos, agradeceu aos caminheiros e as pessoas que contribuíram para a realização da caminhada. “A minha mensagem é de gratidão e agradecimento, porque muitas pessoas estiveram envolvidas nesse trabalho: os patrocinadores, os prestadores de serviço, os sacoleiros, a equipe de coordenação, a Cáritas Diocesana de Picos e a Diocese de Picos. Todos estiveram empenhados para que o trabalho pudesse ser muito eficaz e produzisse bons frutos”, afirmou.

Fonte: Riachão Net

Deixe seu comentário