• assinatura jornal

João de Deus quer evitar suspensão da urgência no São Marcos

João de Deus quer evitar suspensão da urgência no São Marcos

19/06/2017 14:15h

 

O deputado João de Deus (PT) usou dos dois minutos para os pequenos avisos e informou que ficou sabendo através da imprensa piauiense, que o Hospital São Marcos não vai mais atender pacientes de oncologia, em regime de urgência, em Teresina. O parlamentar considerou a informação extremamente grave.
“O Hospital São Marcos é a maior referência, eu acredito que uma das maiores do Nordeste, em tratamento oncológico. Isso é grave porque é um socorro, é um hospital dito filantrópico, que trata, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), muita gente do estado do Piauí, do interior do Maranhão e até de outros Estados”, comentou.
João de Deus propôs aos demais parlamentares, que seja feita uma visita ao diretor do Hospital São Marcos, para saber dele o motivo da medida e evitar que isso aconteça. “Primeiro vamos agendar uma visita, com a Comissão de Saúde Pública e eu me proponho a participar e saber de que forma a gente pode interceder, para que isso possa ser evitado e saber como essa Casa pode se posicionar”, reiterou.
O deputado e presidente da Casa, Themístocles Filho lembrou ao deputado João de Deus que no ano passado, foi aprovado nesta Casa, através de orçamento e a pedido do  Hospital São Marcos, a quantia de Um milhão e meio, para ajudar o Hospital São marcos, no tratamento de câncer. “Nós aprovamos, aqui, no orçamento do Estado do Piauí, Um milhão e meio de reais, para ajudar o Hospital São Marcos, em tratamento de câncer”, ressaltou o deputado Themístocles Filho. Lindalva Miranda

O deputado João de Deus (PT) usou dos dois minutos para os pequenos avisos e informou que ficou sabendo, através da imprensa piauiense, que o Hospital São Marcos, em Teresina, não vai mais atender os casos de urgência de pacientes com câncer.

O parlamentar considerou a informação extremamente grave. “O Hospital São Marcos é a maior referência, eu acredito que uma das maiores do Nordeste, em tratamento oncológico. Isso é grave porque é um socorro, é um hospital dito filantrópico, que trata, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), muita gente do estado do Piauí, do interior do Maranhão e até de outros estados”, comentou.

João de Deus propôs que seja feita uma visita à direção do Hospital São Marcos para saber o motivo dessa decisão e evitar que isso aconteça. “Primeiro vamos agendar uma visita, com a Comissão de Saúde Pública. Eu me proponho a participar e saber de que forma a gente pode interceder, para que isso possa ser evitado; saber como esta Casa pode se posicionar”, reiterou.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB), lembrou ao deputado João de Deus que orçamento do ano passado, foi aprovado um pedido do Hospital São Marcos, para a liberação de R$ 1,5 milhão para ajudar o Hospital São Marcos. 
“Nós aprovamos, aqui, no Orçamento (Geral) do Estado do Piauí, um milhão e meio de reais para ajudar o Hospital São Marcos, no tratamento de câncer”, ressaltou Themístocles Filho.

Texto: Lindalva Miranda
Foto: Caio Bruno
Editopr: Paulo Pincel

 


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário