• BSL NE
  • VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Doria diz que prova de reciclagem para recuperar CNH 'não foi fácil'

Ele acertou 26 de 30 questões. Prefeito diz que se preparou na madrugada para teste após ter perdido a habilitação com multas.

13/06/2017 13:41h

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), fez nesta terça-feira (13) prova de reciclagem no Detran em São Paulo como parte do processo para recuperar a a carteira nacional de habilitação (CNH). A prova foi inluída na agenda oficial do prefeito e divulgada para a imprensa acompanhar.

Doria diz que acertou 26 das 30 questões. "Não foi uma prova fácil, não. A utilização do tempo, eu vi pelas demais pessoas, eram 160, a maioria terminou após 30 minutos, embora tivesse 40. Mas 30 minutos para 30 perguntas é um tempo que exige atenção redobrada e cuidado não só na leitura das perguntas como no preenchimento do gabarito". O prefeito disse que não sabe quais questões errou.


Prefeito João Doria faz prova de reciclagem para recuperar CNH (Foto: Divulgação/Prefeitura)

"Todas as perguntas são difíceis, principalmente quando você tem, hipoteticamente, múltiplas respostas. Exige que você faça uma leitura cuidadosa. Não é um teste fácil. Tem pegadinhas. Se você não tiver atenção e principalmente se não tiver estudado, você certamente pode ser penalizado", completou. Doria afirmou que se preparou para o teste durante as madrugadas, em sua casa. Ele poderia errar no máximo 9, das 30 perguntas, para ser aprovado.

Agora, com o certificado em mãos, Doria poderá agendar uma data e retirar sua habilitação.

Reportagem publicada pelo jornal “Folha de S.Paulo” informou que Doria teve a suspensão do direito de dirigir entre 13 de janeiro e 12 de março, por ter acumulado mais de 20 pontos na carteira após uma série de infrações, a maioria por excesso de velocidade.

Na semana passada, Doria disse que seus veículos são conduzidos por motoristas contratados e que perdeu o prazo para indicar o nome deles e escapar assim de ter os pontos computados em sua CNH.

Fonte: G1

Deixe seu comentário