• VIP TAXI teresina
  • bbrock
  • assinatura jornal

Notícias Piauí

25 de junho de 2017

Vítimas de abuso sexual sofrem com transtornos pós-traumáticos

Ansiedade, sensação de impureza e medo de se relacionar com outras pessoas são os principais reflexos dos traumas sofridos quando uma mulher é abusada sexualmente.

Quando alguém passa por uma situação traumática, é normal apresentar certos sintomas, como ansiedade, pânico ou depressão. No caso de uma mulher ou de crianças que sofreram algum tipo de abuso, somam-se outros fatores sérios, como o sentimento de culpa, a sensação de impureza e o medo de se relacionar com outras pessoas.

A psicóloga Claudinéia Uchôa explica que os transtornos pós-traumáticos em vítimas de abusos podem ter reflexos na vida profissional, na execução de tarefas do dia-a-dia, incluindo certas situações que elas não sabem explicar de onde vêm.

Esses transtornos vão se manifestar em níveis distintos, dependendo do tipo de trauma sofrido:  há casos em que o abuso aconteceu uma única vez e tem um impacto fortíssimo na mente da vítima; mas também há casos em que os abusos aconteceram continuamente, o que leva a uma situação de sobrecarga emocional que vai se acentuando com o passar do tempo até culminar em transtornos severos, levando a atos impensáveis.

Somente aos 30 anos, Amanda (nome fictício) conseguiu recordar com alguns detalhes do que aconteceu há mais de duas décadas, quando ela era apenas uma criança. Até então, a lembrança daquele dia ficava oculta por algum tipo de bloqueio emocional.

Já adulta e fazendo terapia há mais de um ano, ela descobriu de onde vinha aquela sensação de ser indigna, suja, impura. “Meu primo abusou de mim e minhas tias viram. Uma delas ficou fora de si e me disse muitas coisas. Consigo me lembrar das expressões dela, não me lembro das palavras”, conta Amanda. O julgamento que recebeu da tia, mesmo sendo a vítima, alimentou em Amanda um sentimento que carregou até a fase adulta. “Nas minhas relações eu mantenho essa sensação de que estou sendo julgada como minha tia fez”, afirma. 

Ela tinha oito anos e o primo era um adolescente de aproximadamente 15 anos. “Ele me oferecia coisas simples, como refrigerante e batata frita. Eu me sentia mal por ter permitido o abuso, mas agora entendo que não posso carregar essa sensação de que eu autorizei, porque eu não tinha ideia do que estava acontecendo”, reflete. Compreender isso era o que faltava para Amanda evoluir no seu processo terapêutico. “Eu achava que esse sentimento de ser indigna era pelo fato de eu ter engravidado sem casar, mas agora entendi que veio de antes e a gravidez só reforçou”, disse.

A psicóloga Cinthya Araújo reforça que a vítima de abuso jamais iria consentir a violência. No caso das crianças, elas sequer sabem o que está acontecendo. “Então, o agressor se aproveita dessa inocência para dizer que abuso é algo normal, prazeroso e a criança acaba cedendo mais pela sua incapacidade de discernir aquilo, não porque quer. Porque é levada àquilo”, afirma.

Memória reprimida

A situação de Amanda é mais comum do que se pensa em pessoas que sofreram abusos sexuais quando crianças. A mente da vítima tende a bloquear a lembrança, guardando-a no inconsciente, mas mesmo assim não deixa de afetar ações e pensamentos. 

A psicóloga Cinthya Araújo explica que a experiência do abuso fica aparentemente esquecida, mas a memória continua se baseando nela. Daí a sensação de impureza que crianças abusadas sexualmente têm, além da sensação de culpa por um crime do qual ela foi vítima.

A psicóloga Cinthya Araújo diz que é comum vítimas sentirem até culpa por terem sido abusadas(Foto: O DIA)

Quando atinge a idade adulta, a culpa por ter permitido os abusos tende a se manifestar de forma mais contundente, principalmente porque a vítima não compreende as motivações que a levaram a permitir o ato. “Na contemporaneidade, isso se potencializa a níveis extremos, porque a sociedade tem a cultura de culpar a vítima em casos de abuso sexual, principalmente se ela for do sexo feminino”, afirma a psicóloga.

Mas a memória reprimida do abuso não se manifesta somente na sensação de culpa que não se sabe de onde vem e nem somente na sensação de impureza que a vítima carrega. Ela também vai refletir nos comportamentos e, principalmente nas relações sociais que a pessoa estabelece em um determinado meio. Por exemplo, a falta de prazer no ato sexual, a sensação de nojo pela prática sexual e a própria dificuldade em começar a ter uma vida sexual ativa.

O acompanhamento psicológico é fundamental no processo de superação dos traumas gerados por um abuso. Ele vai auxiliar a vítima no caminho do autoconhecimento para tentar livrá-la das amarras que a prendem à experiência causadora dos traumas. A terapia vai ressignificar aquela experiência traumática, para que a pessoa se coloque no lugar que lhe cabe na situação: a de vítima e não a de cúmplice.

Traumas

Em uma situação de risco. O que você faria? Lutaria ou fugiria? Em momentos de tensão, seu corpo e sua mente vão trabalhar para que você não sofra uma sobrecarga emocional. Isso porque, caso ocorra, a experiência permanecerá presente na sua vida a partir de então, por mais desagradável que seja.

A esse fenômeno, a psicologia dá o nome de trauma e ele pode impactar a vida de uma pessoa em diferentes graus. Lutar, fugir, congelar ou desfalecer são os quatro padrões de respostas frente a situações de perigo que podem produzir traumas.

Em mulheres vítimas de abuso, a terapia vai trabalhar o reprocessamento do trauma por meio da integração de sua lembrança com outras áreas do cérebro, para que a própria mente se autorregule.

De acordo com Claudinéia, o reprocessamento vai permitir à vítima liberar a raiva relacionada ao abuso, a timidez ou o excesso de medo por conta da situação vivida. “A psicologia vai trabalhar para reprocessar a experiência traumática. Tudo que acontece na nossa vida é para o nosso aprendizado e as experiências são armazenadas na mesma região do cérebro para nos dar um senso de adaptação. No caso do trauma, a experiência é armazenada separadamente, mas não no sentido de adaptação, por isso a sensação de que qualquer coisa relacionada a ela gera incômodo e medo”, explica a psicóloga.

Muitas vezes, esses sentimentos impedem a vítima de procurar ajuda. A sensação de que sofreriam represálias fazem elas se calarem diante das agressões, do medo de reviver o trauma ou de intensificar o nível dos abusos. “São experiências que deixam marcas pelo resto da vida, mas que podem ser trabalhadas. Uma mulher que sofre algum tipo de abuso vai desencadear uma série de retrações e limitações comportamentais e isso vai se manifestar nas coisas mais simples, que para outras pessoas parecem corriqueiras, mas para ela se tornam verdadeiros desafios”, finaliza Claudinéia.

Abuso na infância

Normalmente, uma criança não percebe que está sendo abusada, já que o abusador se utiliza de vários artifícios para mascarar seu ato, como por exemplo oferecer presentes, dizer que se trata de uma brincadeira, que só quer ser amigo da criança. Sem ter noção de que se trata de um crime, a vítima acaba se sujeitando e depois, quando se dá conta de que aquilo lhe faz mal e que não quer mais continuar, passa a sofrer ameaças, torturas físicas e psicológicas por parte de seu abusador.

Quando uma criança sofre qualquer tipo de abuso, e não apenas o sexual, os traumas psicológicos são severos e afetam também as relações sociais da pessoa quando chega à fase adulta, e a relação que tem consigo mesma.

A psicologia Cinthya Araújo explica que a partir do momento que uma criança sofre abusos, ela se torna passiva diante daquela situação. Essa passividade geralmente forma adultos depressivos, ansiosos e com baixa autoestima.

A pessoa, então, encontra na agressividade a forma de lidar com o desequilíbrio pós-traumático e a tendência é comportar-se da mesma forma que seus agressores se comportavam, com a sensação de que ela está assumindo o controle da situação que antes não tinha. “Os pais devem ter todo o cuidado do mundo no trato com seus filhos, principalmente nos primeiros anos de vida, quando a pessoa está formando sua personalidade”, pontua a psicóloga.

Atendimento a vítimas

A delegada Carla Brizzi, do Serviço de Operações Especiais, diz que é preciso compreender o sofrimento das mulheres vítimas de abusos, a fim de fazer um atendimento adequado, informando a vítima sobre a situação e os seus direitos.

Ela pontua que é muito comum as mulheres vítimas de violência terem vergonha de buscar ajuda e algumas chegam a não reconhecer que são vítimas. “As mulheres sofrem um forte abalo emocional e psicológico decorrente do ato. Além do medo e da vergonha de denunciar o crime, ainda há o fato de nem sempre existirem testemunhas ou outros meios de prova, o que torna mais difícil para a vítima ter a coragem de buscar apoio”, diz a delegada.

Delegada Carla Brizzi afirma que vítimas precisam receber todas as orientações necessárias para ficarem conscientes de seus direitos (Foto: O DIA)

Brizzi acrescenta que, não raro, o agressor exerce um papel de poder, autoridade, ou superioridade física em relação à vítima, o que a leva a desacreditar que será feita justiça.

Por conta de todas essas questões, muitas mulheres apresentam distúrbios psicológicos em razão da violência sofrida, sendo necessário acompanhamento profissional.

Segundo a delegada, a revitimização pode acontecer pelo despreparo no atendimento, pelo desconhecimento das questões psicossociais ligadas às situações de violência, e ainda pela insensibilidade, falta de empatia e machismo. “É importante que os servidores da Polícia Civil, do Ministério Público e do Poder Judiciário estejam preparados para lidar com esse tipo de atendimento”, pontua.

A delegada finaliza afirmando que o ideal é que exista uma mudança de mentalidade na sociedade em geral a fim de que as situações de violência contra a mulher sejam erradicadas. Mas, uma vez ocorrendo a violência, ela lembra que o Estado deve prestar um atendimento humano rápido e eficaz à vítima, amparando-a por meio de todos os recursos jurídicos e de assistência psicológica e social disponíveis.

Orientações

As mulheres vítimas de violência sexual e/ou doméstica devem procurar a Polícia Civil para serem atendidas e registrarem o boletim de ocorrência. No caso de violência doméstica, o Delegado de Polícia poderá solicitar ao juiz que sejam concedidas as medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha. 

O atendimento psicológico está disponível nos centros especializados em assistência social (CREAS e CRAS).


Notícia relacionada:

Violências reais e simbólicas: mulheres enfrentam abusos diários 



24 de junho de 2017

Violências reais e simbólicas: mulheres enfrentam abusos diários

O DIA acompanha depoimento de mulheres que relatam a dificuldade de superar barreiras sociais, simples, e unicamente, pelo fato de serem mulheres

Iarla Barbosa tinha 25 anos quando perdeu a vida ao ser vítima de feminicídio, na última segunda-feira (19), em Teresina. A jovem foi alvo de um tipo de violência extrema, a qual são vítimas mulheres em diferentes esferas da sociedade, mas, infelizmente, não a única. Além de estarem sujeitas a perder a vida, as mulheres são submetidas a agressões outras que passeiam por aspectos cotidianos nas esferas da vida doméstica ou social. 

Nesta reportagem, O DIA acompanha depoimento de mulheres que relatam a dificuldade de superar barreiras sociais, simples, e unicamente, pelo fato de serem mulheres. Como no caso da estudante Iarla, a violência de gênero mostra suas consequências diariamente, sejam elas simbólicas ou reais. 

Refletir sobre essa realidade e entender as distintas formas de violência permite às vítimas o reconhecimento de suas demandas, com todas as suas peculiaridades, e possibilita elaborar as melhores políticas para o enfrentamento a esse contexto de abusos. Em seu cenário mais impactante, a violência que ceifa a vida de pessoas do sexo feminino a partir da motivação de práticas culturais reforçadas pelo machismo, expõe seu cenário mais degradante. 

A pesquisadora, mestre em Antropologias e coordenadora Grupo de Estudos Sexualidade, corpo e gênero (SexGen), Clarissa Carvalho, alerta para discursos que reforçam o contexto de violência tão latente na sociedade. “Em acontecimento como esse da estudante que foi morta, o que vemos é uma tendência geral em isolar o caso. Taxam o rapaz de ‘monstro’, ‘descontrolado’, mas a verdade é que esse cara levou as últimas consequências algo que a própria sociedade sustenta. Não estou dizendo que todos os homens matariam mulheres usando o ciúme como desculpa, mas a sociedade sustenta esse tipo de atitude em ações cotidianas”, alerta. 


Julgar a mulher pela roupa que usa, os locais que frequenta, com quem se relaciona, são alguns desses aspectos. Na visão nada lógica de uma sociedade baseada em pilares machistas, a vítima torna-se culpada por se permitir buscar direitos iguais. “A gente sustenta nas pequenas coisas essas atitudes. Nós mulheres chegamos a questionar nosso próprio comportamento, porque há uma pressão para isso. Essa ideia que os homens têm de ver a mulher como propriedade, a mulher que não pode dançar com outro cara porque o faz perder a cabeça, que deve ser controlada por ele, é muito comum. É esse discurso que permeia varias ações na sociedade. Hoje, nós temos direitos civis avançados, mas ainda vivemos por uma cortina de fumaça, em que esses abusos contra a mulher estão sempre presentes”, explica Clarissa. 

A pesquisadora lembra aspecto como a disparidade salarial entre homens e mulheres. Segundo levantamento da Catho, por exemplo, mulheres ganham menos do que os homens em todos os cargos. Segundo o instituto, as diferenças salariais em oito funções pesquisadas chegam a 62% no cargo de consultor; na análise por setor, homens ganham mais em 25 de 28 aéreas. 

Para enfrentar essa realidade de abusos, o que se desenha como esperança é o entendimento da geração que se forma em não aceitar esse contexto desigual. É onde movimentos feministas, que buscam nada mais que a igualdade entre os gêneros, tomam forma em espaços reais e virtuais dentro da sociedade. “Eu vejo como um trabalho de formiguinha para mudar esse contexto. Nada muda do dia para a noite. A popularização do feminismo, meninas muito jovens endossando o discurso e saindo em defesa de um tratamento igualitário, contribui para isso. Apesar de, por vezes, distorcido aos olhos de muitos, o movimento feminista vem para transformar a sociedade. Tenho certeza se perguntarmos para mulheres e até para homens também, se eles acham justo que o sexo masculino deva ter mais direitos que o sexo feminino, ninguém vai concordar. E o que se busca é isso: igualdade e fim dessa violência”, finaliza. 

Direito e ir e vir negado

A insegurança se espalha por diferentes níveis na sociedade, isso é fato. É difícil alguém se sentir seguro por completo ao lidar com o cenário da violência urbana tão latente na sociedade. No entanto, para mulheres, mesmo no cenário menos desafiador, o medo de abusos ganha um tom ainda mais presente no cotidiano. É quando até andar sozinha pela rua se torna um processo alimentado pelo medo. 

É assim que Ana Maria relata viver diariamente: temerosa. O andar sempre apressado, olhar atento e respiração ofegante não deixam negar. Para Ana, e para muitas outras mulheres, além de conviver com medo de assaltos, andar sozinha pela rua significa temer assédios e violências mais graves como tentativas de abusos. “Quando eu vou para o trabalho, no meio da tarde, eu até vou sozinha. Sempre com medo, mas por ser durante o dia a gente passa menos perigo. À noite, para voltar para casa, uma pessoa vai me pegar porque não tenho coragem de me arriscar em voltar só”, explica. 

É assim também com a estudante Jéssica Silva, que já chegou a ser seguida na rua durante o percurso de casa à escola. “Um dia, quando voltava para casa da escola, já no fim da tarde, percebi que tinha dois rapazes que estavam me seguindo. Na hora, deu aquele medo no corpo inteiro. Foi quando parei em um comércio e esperei vê se eles iriam embora, logo depois, um colega apareceu e me deixou em casa”, relembra. 

A jovem alerta: “a gente sente medo por ser mulher”. E esse medo impede que mulheres de diferentes faixas etárias permitam-se exercer seu direito de cidadania de ir e vir como garante a constituição. “Sei que meus amigos sentem medo de ser assaltados quando andam só, afinal, todo mundo sente, mas de ser abusado, de sofrer um estupro, tenho certeza, só nós mulheres sabemos o que significa, alerta. 

*A matéria completa está na edição deste final de semana no Jornal O DIA

Veja a diferença entre os benefícios que têm deputados e trabalhadores

Parlamentares possuem regalias como auxílio-saúde, auxílio-moradia, cota para viagens e alimentação, além de ferias de 50 dias; compare

Os deputados federais possuem regalias impensáveis para a maioria dos trabalhadores comuns. Se comparados alguns benefícios dos parlamentares com os recebidos por quem ganha apenas um salário mínimo, a diferença torna-se ainda mais evidente e até revoltante. 

O Portal O DIA fez este levantamento e revelou as disparidades entre os direitos que têm os deputados federais e os trabalhadores assalariados. Confira:

Auxílio-saúde

Os deputados e ex-deputados, bem como seus familiares, têm atendimento no Departamento Médico da Câmara (Demed) e podem pedir reembolso para despesas realizadas em hospitais particulares, mas nesse caso o benefício é só para ele. No ano passado, os gastos com despesas médicas dos parlamentares somaram mais de R$ 2 milhões e 800 mil.

São despesas reembolsáveis: atendimento ambulatorial ou hospitalar, incluindo quimioterapia e radioterapia; exames complementares de diagnóstico; assistência domiciliar; assistência prestada por médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais; remoção para outro centro clínico, quando caracterizada a emergência ou a urgência e a inexistência de condições técnicas locais; órteses e próteses; assistência odontológica.

O trabalhador comum não tem esse benefício assegurado, pois as empresas não são obrigadas, por lei, a pagarem o plano de saúde para seus funcionários. Alguns empregadores pagam integral ou parcialmente o benefício, ou ainda fazem convênios para planos empresariais. Nesses casos, o trabalhador deverá pagar integralmente a mensalidade, no entanto em um valor mais baixo.

Auxílio-moradia

A Câmara dos Deputados dispõe de 432 apartamentos funcionais, localizados na área nobre de Brasília. Para ter acesso a um desses imóveis, os deputados precisam atender a alguns critérios como antiguidade, idade e quantidade de moradores, tendo prioridade os portadores de necessidades especiais.

Como o número de apartamentos é menor do que a quantidade de parlamentares, a Câmara oferece o auxílio-moradia no valor de R$ 4.253,00, para quem não tiver o imóvel funcional. O deputado ainda pode usar R$ 1.747,00 mensais na sua cota parlamentar para complementar o valor do aluguel.

A cota também pode ser usada para despesas com hospedagem fora de Brasília. O deputado Paes Landim (PTB), por exemplo, gastou R$ 7.752 para ficar no Metropolitan, em Teresina, por alguns dias do mês de janeiro. A quantia foi reembolsada ao parlamentar com dinheiro público.



Os trabalhadores assalariados não possuem esse benefício. Programas de moradia popular do Governo Federal, como o Minha Casa Minha Vida, ajudam algumas famílias a conseguirem a casa própria, mas não é tão fácil ter um imóvel com menos de 50 m² de área, localizado na periferia da cidade.

Transporte e alimentação

A cota parlamentar, que no Piauí é de quase R$ 41 mil mensais para cada representante da bancada federal, custeia as despesas dos deputados com transporte. Além de ter direito a passagens aéreas, os parlamentares podem gastar até R$ 10.900 mensais para alugar ou fretar aeronaves e carros.

Os deputados também têm R$ 2.700 mensais para gastar com aluguel ou frete de embarcações e para serviços de táxi, pedágio ou estacionamento, além de R$ 6 mil mensais para despesas com combustíveis e lubrificantes automotivos.

Os trabalhadores têm direito a vale-transporte em ônibus coletivo para chegar e sair do trabalho, no entanto é descontado 6% do seu salário.

A alimentação dos deputados federais também é paga com dinheiro público, através da cota parlamentar. O deputado Mainha (PP), por exemplo, tem preferência por restaurantes refinados como o Coco Bambu (foto ao lado) e o Nau Frutos do Mar, em Brasília. Somente no mês de março, o parlamentar gastou R$ 1.774,00 com alimentação.

Os trabalhadores nem sempre têm esse benefício, e quando possuem é um ticket-alimentação de aproximadamente R$ 300.

Férias

Os deputados têm direito a 50 dias de recesso parlamentar, que ocorre no meio e no final do ano. A sessão legislativa é realizada de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro.

Já a maioria dos trabalhadores só pode tirar 30 dias de férias por ano e fica à mercê da disponibilidade da empresa para saber em qual mês o benefício será concedido.

Carga horária e salário

Trabalhar de terça a quinta, 5 horas por dia, seria o emprego dos sonhos para os trabalhadores que precisam cumprir 44 horas de trabalho semanais. No entanto, a carga horária flexível é dada aos parlamentares, que são obrigados a estarem presentes somente nas sessões deliberativas.

As sessões ordinárias, que começam às 14h e duram por 5 horas, não acontecem nos dias de segunda e de sexta. Já as sessões extraordinárias são marcadas esporadicamente e têm duração de 4 horas, que não podem coincidir com o horário das sessões ordinárias. A presença dos deputados não é obrigatória nas demais reuniões ou sessões da Câmara.

Enquanto isso, a maioria dos trabalhadores têm que bater o ponto de segunda a sexta das 8h às 12 e das 14h às 18h, além de darem expediente no sábado até o meio dia.

Pelo trabalho que exerce, o deputado tem remuneração mensal bruta de R$ 33.763. Já o salário mínimo custa R$ 937.


Compare:

Benefício
Deputado
Trabalhador assalariado
Auxílio-saúde
Tem atendimento no Departamento Médico da Câmara e pode ser reembolsado de despesas em hospitais privados
Não tem o benefício assegurado. Alguns empregadores oferecem planos de saúde empresariais
Auxílio-moradia
Pode conseguir apartamento funcional na área nobre de Brasilia ou receber cerca de R$ 6 mil para alugar imóvel. Ainda tem direito a gastar com hospedagem fora do Distrito Federal
Não tem. Programas de moradia não são acessíveis a todos os trabalhadores. Casas populares têm menos de 50 m² e ficam localizadas geralmente na periferia
Transporte 
Além de passagens aéreas, tem mais de R$ 19 mil para gastar com aluguel ou frete de aeronaves, carros ou embarcações. Também pode custear despesas com combustível e lubrificante automotivo
Vale-transporte paga passagem em ônibus coletivo para chegar e voltar do trabalho, mas é descontado
6% do salário
Alimentação
É paga com dinheiro público através da cota parlamentar. Notas fiscais de restaurantes caros são comuns nas prestações de contas
Não tem o benefício assegurado. Quando recebe, o ticket-alimentação é de aproximadamente R$ 300 mensais
Férias
50 dias, sendo tiradas de 18 a 31 de julho
e de 23 de dezembro a 1º de fevereiro
30 dias por ano, no mês em que a empresa escolher
Carga horária
Sessões ordinárias de terça a quinta, a partir das 14h, com duração de 5h e sessões extraordinárias esporádicas, com 4h de duração.
Segunda a sexta de 8h às 12h e de 14h às 18h e no sábado até o meio dia.
SalárioR$ 33.763
Ganha R$ 937


23 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta sexta-feira (23/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

Por medida de segurança, Governo muda dias de visita na Major César

Em portaria publicada nesta quinta-feira (22) no diário oficial do Governo do Estado, foi determinada a mudança nos dias de visita na Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira, localizada na BR-343, no município de Altos. Com a mudança, as visitas de cônjuges, familiares e amigos dos detentos, que anteriormente ocorriam aos finais de semana, serão realizadas às terças e quartas-feiras. 

Leia mais 


Vídeo mostra estelionatário aplicando golpe em idoso em Teresina

A família de uma vítima de estelionato está divulgando imagens do momento exato em que o homem, acusado do crime, aparece supostamente aplicando o golpe na vítima, um idoso de 64 anos. Segundo informações dos familiares, o crime aconteceu em uma casa lotérica de Teresina quando o acusado usou um cheque sem fundo para pagar a comprar do veículo do idoso.

Leia mais 


Projeto Seis e Meia traz a Teresina o cantor Frejat

O projeto Seis e Meia traz a Teresina no mês Julho o cantor Frejat. O show acontecerá no próximo dia 10. Os ingressos estarão disponíveis a partir do dia 05 de julho somente na bilheteria do Theatro 4 de Setembro, mesmo local do Show. A Abertura do evento será feita pela banda piauiense Os Radiofônicos.

Leia mais 


Mais de 240 mil eleitores deverão fazer recadastramento biométrico

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) vai iniciar no próximo mês a segunda etapa do recadastramento biométrico no Estado, que segue até outubro deste ano. Nesta fase, serão contemplados 242.102 mil eleitores de 44 municípios, o que abrange 20 zonas eleitorais do sul e extremo sul do Piauí.

Leia mais 


Desembargador expede liminar e suspende processo de licitação da CEAPI

O processo de licitação para subconcessão da Central de Abastecimento do Piauí (CEAPI), antiga Ceasa, foi suspenso após uma liminar do desembargador Haroldo Rehem, do Tribunal de Justiça do Piauí. O processo já havia sido concluído e assinado o contrato entre o Governo do Estado e a empresa Brasil Frutt. 

Leia mais 

Soltar fogos e fazer fogueira perto da rede elétrica podem causar acidentes

Com a chegada das festas Juninas e Julinas, a atenção deve ser redobrada para evitar curtos circuitos e acidentes nos arraiás. Veja recomendações.

Tradição é assim: um costume que passa de geração em geração até virar um hábito que mal se sabe a real origem. As Festas Juninas e Julinas já deixaram de ser um conjunto de celebrações eminentemente religiosas e se tornaram uma paixão nacional, a melhor época para saborear os quitutes da roça e viver a inocência do campo.

Mas um costume que não pode ser tradição é o descaso com o uso da energia elétrica em meio às brincadeiras nos “arraias”. Para que só a alegria e a diversão imperem nas Festas Juninas e Julinas, é preciso levar a sério as recomendações da Eletrobras Distribuição Piauí e tomar os cuidados necessários.

Para começar, a decoração habitual das Festas Juninas e Julinas, com as bandeirinhas, faixas e outros materiais, deve ser feita de modo que não haja contato com a rede elétrica. Os barbantes devem ser amarrados em árvores ou pilastras distantes da fiação. No caso de um curto-circuito, o material inflamável pode pegar fogo e gerar um incêndio. O mesmo alerta vale para quaisquer outros adereços e, sempre vale lembrar, que materiais metálicos não devem ser usados na decoração das festividades em hipótese alguma.

Os fogos de artifício também compõem o repertório das Festas Juninas e Julinas e, dada a sua natureza explosiva, por si só exigem um manejo profissionalizado. Além de mantidos longe do alcance das crianças, os fogos devem ser queimados em locais abertos, longe dos postes, transformadores e outras estruturas.

Mas em Festa Junina e Julina que se preze não pode faltar a fogueira e, neste quesito, o cuidado deve ser redobrado: a lenha utilizada deve estar seca e montada sobre uma base de areia, quando o “arraia” acontecer no asfalto. Jamais faça fogueira debaixo da rede elétrica. O calor das chamas danifica os cabos de energia, o que pode incorrer em incêndios e interrupção do fornecimento.

Dos vários elementos típicos da Festa de São João, Santo Antônio e São Pedro, um que está fora de questão é o balão. Soltar balões é crime: levados pelo vento, eles podem causar incêndios de grandes proporções se caírem em subestações e sobre a rede elétrica.

Mesmo com todas essas dicas, situações imprevistas podem acontecer e é possível que ainda assim ocorram acidentes. Nestas circunstâncias, a orientação é manter a calma e acionar a Eletrobras Distribuição Piauí e os serviços de emergência. “No caso de um fio partido, a área deve ser isolada pra que as pessoas não se aproximem. Não se deve retirar objetos ou pessoas que estejam em contato com fios da rede elétrica sem as proteções necessárias ou sem o acompanhamento de um profissional qualificado”, disse o engenheiro eletricista Abraão Galeno.

Para reforçar junto à população o uso dessas dicas, a Eletrobras Distribuição Piauí divulga a partir do próximo dia 24 uma campanha nas rádios e na internet voltada especialmente para garantir que os “arraiás” nos meses de junho e julho ocorram sem acidentes envolvendo energia elétrica.

Ligações Provisórias

As Festas Juninas e Julinas alcançaram o status de megaeventos como o Carnaval e, como tal, compreendem grandes shows e festas. Neste caso, os organizadores devem ir até uma agência de atendimento da Eletrobras Distribuição Piauí para efetivarem o pedido da ligação de energia provisória.

Barraquinhas, camarotes, arquibancadas, palanques, palcos e outros espaços que necessitam de um suprimento extra de energia precisam acionar com até 72 horas de antecedência a distribuidora de energia, para realizar as ligações com seu pessoal técnico especializado. “Os interessados devem estar munidos de documentação pessoal, em caso de pessoa física e do CNPJ e do Contrato Social, em caso de pessoa jurídica, além da descrição da carga utilizada e nos casos de eventos em locais públicos, a autorização da prefeitura municipal”, disse a gerente de Grandes Consumidores, Márcia Daniella.

Quando o cidadão age de forma negligente e recorre às ligações clandestinas, ele não apenas comete um crime, mas arrisca a segurança de si mesmo, de seus familiares, clientes e da comunidade como um todo. A ligação clandestina aumenta o risco de curtos-circuitos, sobrecarrega a rede de energia elétrica, provoca queda no fornecimento e prejudica os serviços e o próprio faturamento da Eletrobras Distribuição Piauí.

Neste sentido, é fundamental que todos, dentro de suas funções e possibilidades, contribuam para que as Festas Juninas e Julinas sejam espaço de brincadeiras e festanças seguras.

Por medida de segurança, Governo muda dias de visita na Major César

A medida faz parte de uma série de mudanças nos procedimentos de segurança implementados pela nova gerência da unidade.

Em portaria publicada nesta quinta-feira (22) no diário oficial do Governo do Estado, foi determinada a mudança nos dias de visita na Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira, localizada na BR-343, no município de Altos. Com a mudança, as visitas de cônjuges, familiares e amigos dos detentos, que anteriormente ocorriam aos finais de semana, serão realizadas às terças e quartas-feiras. 

De acordo com o documento, a determinação foi tomada com base na política de segurança adotada em todo o sistema penitenciário piauiense e devido a “necessidade de buscar formas para preservar os vínculos afetivos, a fim de melhorar a ressocialização dos reeducandos”, diz a portaria.

O vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Secretária de Justiça (Sinpoljuspi), Kleiton Hollanda explica que a mudança nas visitas é um modo de coordenar a parte administrativa e até os detentos. " A mudança feita não influi exatamente na segurança, para isso outras medidas deveriam ser tomadas, como por exemplo, a criação de um muro em torno da unidade, ou o aumento de policiamento nas guaritas", afirmou. 

Segundo a Secretaria de Justiça, a decisão faz parte de uma série de mudanças nos procedimentos de segurança implementados pela nova gerência da unidade. Os agentes penitenciários Cleiton Lima e Maurício Teixeira, fazem parte dessa nova gestão, como gerente e gerente adjunto, respectivamente.

Mais de 240 mil eleitores deverão fazer recadastramento biométrico

TRE-PI vai iniciar em julho a segunda etapa do recadastramento biométrico dos eleitores do sul e extremo sul do Piauí

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) vai iniciar no próximo mês a segunda etapa do recadastramento biométrico no Estado, que segue até outubro deste ano. Nesta fase, serão contemplados 242.102 mil eleitores de 44 municípios, o que abrange 20 zonas eleitorais do sul e extremo sul do Piauí.


Foto: Assis Fernandes/ODIA

No Piauí, o recadastramento teve início em 2009 e, atualmente, 70% do Estado já possui a tecnologia. Nesta sexta (23) o TRE-PI reuniu prefeitos e juízes para discutirem estratégias de mobilização dos eleitores. “Temos volume grande no início e nos últimos dias. O importante é que haja um fluxo contínuo para que todos sejam atendidos”, ressaltou Anderson Lima, Secretário de Tecnologia da Informação do  Tribunal.

Após a finalização dessa etapa, 85% dos municípios piauienses já estarão com identificação biométrica. O objetivo é cobrir todo o Estado até março de 2018, ou seja, nas próximas eleições o Piauí deverá atender os 2.300 milhões de eleitores com a biometria.


Foto: Assis Fernandes/ODIA

“A biometria é quase uma perfeição, porque você não consegue identificar nenhum eleitor com dois títulos, nenhum eleitor consegue fraudar as eleições. Traz mais segurança e transparência ao processo eleitoral”, declarou o desembargador Joaquim Santana, presidente do TRE-PI.

Além das mudanças nos títulos dos eleitores, o Tribunal deve realizar outro processo antes das eleições, o rezoneamento eleitoral, onde zonas com menos de 100 mil eleitores deverão ser extintas. “Vamos cumprir, embora haja uma reação muito grande. Estou como presidente, então, tenho que cumprir o que o superior (TSE) manda. Se revogarem, a gente revoga aqui também”, pontuou Santana. 

Delegação da União Europeia realizará missão no Piauí

Delegação da União Europeia realizará missão no Piauí

O Estado do Piauí receberá, entre os dias 23 e 27 deste mês, a missão integrada pelos sub-chefes da Delegação da União Europeia e de um grupo de Embaixadas dos Estados-Membros da UE no Brasil. O objetivo da visita do grupo de diplomatas europeus é contribuir para o estabelecimento de vínculos de conhecimento e cooperação entre os diplomatas europeus e as autoridades desses estados.

A vice-governadora Margarete Coelho apresentará, no sábado (24), aos diplomatas da Alemanha, Bélgica, Eslovênia, França, Irlanda, Itália, Portugal, Reino Unido e República Tcheca os sítios arqueológicos situados no Parque Nacional da Serra da Capivara.

Na região, a missão tem como roteiro visitas aos sítios e um encontro com a professora, pesquisadora e diretora - presidente da Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM), Niède Guidon  e o arqueólogo francês Eric Boëda, que participa das escavaçõesa cada ano, que será conduzida pela vice-governadora. Segundo ela, a viagem permitirá aos diplomatas conhecerem pontos de turismo do Parque como: o desfiladeiro da Capivara, o boqueirão da Pedra Furada, o Sítio do Mocó, em especial parte da Trilha Hombu, e o Museu do Homem Americano. “Eles irão conhecer a realidade política, econômica, social e cultural do nosso estado, bem como tratar sobre os potenciais investimentos na região”, disse.

Além disso, a comitiva visitará projetos de cooperação como o da Comunidade Lagoas das Cascas, que conta com financiamento da União Europeia. O projeto contempla ações de armazenamento/gestão de água na comunidade Lagoas das Cascas, no município de São Raimundo Nonato. A comunidade local tem experiência de primeira água (para o abastecimento de membros das famílias e de seus animais) e de segunda água (para uma pequena horticultura irrigada).

Participarão da visita a vice-embaixadora da União Europeia, Claudia Gintersdorfer, acompanhada do chefe do Setor de Cooperação, o Embaixador da Irlanda, a embaixatriz da República Tcheca e os vice-embaixadoresda Alemanha, da Bélgica, da França, de Portugal e do Reino Unido.

O objetivo da visita é promover intercâmbio de informações sobre possíveis áreas de interesse comum entre a União Europeia e o Piauí,estado que já conta com importantes investimentos europeus no setor de energias renováveis. Além deste setor, a União Europeia considera que o Piauí tem um potencial importante na preservação da biodiversidade, do desenvolvimento socioeconômico e do turismo sustentáveis.

A parceria estratégica entre a União Europeia e o Brasil,que completa em 2017 o seu décimo aniversário está baseada num compromisso compartilhado sobre temas como o desenvolvimento sustentávele na luta contra as mudanças climáticas. O Brasil e a UE são parceiros importantes a nível internacional na implementação da Agenda 2030 sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável e do histórico Acordo de Paris sobre o clima.

No programa da visita, constam reuniões com o governador do Estado, Wellington Dias; e a vice-governadora Margarete Coelho, o prefeito de Teresina Firmino Filho; assim como a prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro. Também está marcado um encontro com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). No dia 26 de junho, os diplomatas europeusfarão uma palestra na Universidade Federal do Piauí para estudantes de ciências políticas.

Governador quer taxa de oito homicídios para cada 100 mil habitantes

Wellington Dias defende que a situação do Piauí é melhor que dos outros estados, mas reconhece dificuldades.

O governador Wellington Dias (PT) participou na manhã desta sexta-feira (23) da comemoração do aniversário de 182 anos da Polícia Militar e falou sobre os índices de criminalidade, que assustaram a população de Teresina esta semana. O evento, realizado na sede do quartel do comando-geral, contou com promoções de praças e oficiais, entregas de medalhas e de novos equipamentos.


Governador Wellington Dias na solenidade de aniversário da Polícia Militar (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

Wellington Dias defende que a situação do Piauí é melhor que dos outros estados, mas reconhece que ainda há muito a melhorar. “Queremos chegar a oito, nove homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes, que é um patamar muito bom para a realidade brasileira”, afirmou o governador.

Ele argumentou que já houve um período no qual o índice de criminalidade era de 22 homicídios para 100 mil habitantes e atualmente a taxa baixou para 18 homicídios. “O do Brasil está se aproximando de 30 para cada 100 mil habitantes. Tem estados que já estão com taxa de 80. Portanto, olhando para trás, temos avanços”, defende Wellington Dias.

O governador alegou que a ideia é cuidar da segurança como área prioritária, e destacou os concursos realizados para as polícias civil e militar. “São cerca de 1 mil policiais que chamamos de 2015 pra cá e agora temos novos concursos par Polícia Civil, Militar, agentes penitenciários e Bombeiros”, garantiu Dias, acrescentando que a redução da criminalidade será alcançada com a prevenção.

Na solenidade de hoje, foram promovidos 137 policiais militares, sendo 74 oficiais e 63 praças. Também houve entrega de Medalha do Mérito Policial Militar a 151 homenageados. Os policiais ainda receberam 418 coletes balísticos e um caminhão baú que foi doado pela Receita Federal.

22 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta quinta-feira (22/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

SASC abre sindicância para averiguar vídeo com consumo de drogas no CEM

Um vídeo que circula pelas redes sociais tem causado polêmica ao mostrar jovens consumindo drogas durante o banho de sol dentro no Centro Educacional Masculino (CEM), unidade de cumprimento de medidas socioeducativas destinada a adolescentes em conflito com a lei. Na tarde desta sexta-feira (22), a Secretaria da Assistência Social e Cidadania do Governo do Estado informou que abriu sindicância para averiguar as circunstâncias em que o vídeo foi gravado.

Leia mais 


Em nova fase da Operação Pastor, Polícia Federal vai à cidade de Porto

A Polícia Federal já iniciou uma nova fase da Operação Pastor, que foi deflagrada nesta quarta-feira (21) com o objetivo de investigas desvio de recursos públicos. Hoje, agentes da PF estiveram em Porto, a 197 km de Teresina, para averiguar documentos relativos à contratação da empresa Olho d’Água, vencedora de uma licitação no município.

Leia mais 


Equipe do Governo do Estado sofre acidente e carro pega fogo no interior do PI

O coordenador estadual da Juventude, Vicente Gomes, e sua equipe sofreram um acidente na manhã de hoje (22) na PI 236, que liga os municípios de Oeiras e Regeneração, na região Sul do Piauí. Segundo informações da Coordenadoria de Comunicação do Estado, o acidente, que ocorreu nas proximidades de Tanque do Piauí, foi ocasionado por um pneu furado.

Leia mais 


MPE determina investigação para apurar grampos telefônicos de deputados

O Ministério Público instaurou Procedimento Investigatório Criminal para apurar supostos grampos telefônicos de deputados estaduais no Piauí. A medida foi tomada após uma cobrança do deputado João Madison (PMDB), que solicitou ao presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (PMDB), que encaminhasse ofícios ao Ministério Público Estadual, à Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Piauí, ao Tribunal de Justiça e ao Comando Geral da Polícia Militar, pedindo esclarecimentos a respeito da denúncia.

Leia mais 


Juiz determina prisão preventiva de tenente acusado de matar namorada

O juiz Arilton Rosal Falcão Júnior, da Central de Inquéritos, determinou a prisão preventiva do tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, acusado de cometer feminicídio contra a namorada, Iarla Lima Barbosa, e disparar com arma de fogo contra outras jovens na madrugada da última segunda-feira (19), na zona Leste de Teresina. 

Leia mais 

SASC abre sindicância para averiguar vídeo com consumo de drogas no CEM

Nas imagens gravadas pelos próprios adolescentes com um celular, os menores consomem o que parece ser maconha.

Um vídeo que circula pelas redes sociais tem causado polêmica ao mostrar jovens consumindo drogas durante o banho de sol dentro no Centro Educacional Masculino (CEM), unidade de cumprimento de medidas socioeducativas destinada a adolescentes em conflito com a lei. Na tarde desta sexta-feira (22), a Secretaria da Assistência Social e Cidadania do Governo do Estado informou que abriu sindicância para averiguar as circunstâncias em que o vídeo foi gravado.

De acordo com o coordenador de Comunicação da SASC, Patriota Rebelo, após tomar conhecimento das imagens, a SASC abriu sindicância para definir o que de fato aconteceu e identificar as circunstâncias nas quais o vídeo foi gravado. Sobre o consumo de drogas pelos adolescentes e o acesso a aparelhos de celulares, o coordenador explica que isso é um fato que acontece constantemente, e que, em várias vistorias realizadas no CEM, esses produtos são encontrados em posse dos adolescentes.

“Isso acontece sistematicamente. Em quase todas as vistorias nós encontramos no centro, ou nos presídios, nós encontramos essas substâncias ou aparelhos celulares. Essa droga muitas vezes é entregue pelos próprios familiares que são pressionados pelos adolescentes a levarem para dentro do Centro”, explica o coordenador.

Nas imagens gravadas pelos próprios adolescentes com um celular, os menores consomem o que parece ser maconha. O vídeo que tem aproximadamente um minuto mostra os jovens sem nenhuma supervisão dos educadores do centro. Segundo o coordenador da SASC, o vídeo é antigo e foi gravado por menores que não se encontram mais cumprindo pena socioeducativa no CEM.

Veja o vídeo:


Força Nacional se desmobiliza e militares cedidos pelo PI retornam ao Estado

Medida Provisória prevê a convocação de militares reservistas para integrarem os quadros da Força Nacional e, com isso, policiais cedidos retornam aos seus Estados de origem.

Quatorze policias militares do Piauí, que se encontram no Distrito Federal integrando os quadros da Força Nacional de Segurança, devem retornar ao Estado devido à desmobilização na Capital Federal. Isso acontece em decorrência da convocação de militares reservistas das Forças Armadas para ingressarem na Força Nacional, o que permite que os policiais retornem aos seus Estados de origem.

Ao todo, mais 600 reservistas se dirigiram para o Distrito Federal oriundos dos Estados do Rio de Janeiro, Goiás, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, para ingressarem na Força Nacional e atuarem em serviços de guarda desarmada.

De acordo com o comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Carlos Augusto Sousa, a chamada dos reservistas para integrarem os quadros da Força Nacional vai permitir que o Piauí consiga ter de volta os homens cedidos para atuarem na Capital Federal. Isso significa, segundo ele, um acréscimo no efetivo local.

O coronel Carlos Augusto explica que os policiais militares do Piauí cedidos para a Força Nacional de Segurança permanecem na Capital Federal por pelo menos um ano, tempo de duração dos contratos, e que com a chamada dos reservistas, não vê a necessidade de renovar a permanência dos militares piauienses. “Nós já tínhamos poucos policiais lá eles já tinham um retorno previsto por conta do prazo e como não vi necessidade de renovar, eles voltam e vão passar a integrar os quadros daqui”, explicou o coronel.

A decisão da Secretaria Nacional de Segurança Pública de chamar militares reservistas para ingressarem na Força Nacional foi criticada pelo Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Militares, que consideraram a medida inconstitucional, uma vez que prevê a convocação de ex-militares sem a realização de concurso público.

Para a entidade, o texto da MP 781/2017 inseriu a possibilidade de que os militares temporários da União (os reservistas) possam integrados aos efetivos da Força Nacional de Segurança e também das Polícias Militares e Corpo de Bombeiros.

Equipe do Governo do Estado sofre acidente e carro pega fogo no interior do PI

O acidente, que ocorreu nas proximidades de Tanque do Piauí, foi ocasionado por um pneu furado.

O coordenador estadual da Juventude, Vicente Gomes, e sua equipe sofreram um acidente na manhã de hoje (22) na PI 236, que liga os municípios de Oeiras e Regeneração, na região Sul do Piauí. Segundo informações da Coordenadoria de Comunicação do Estado, o acidente, que ocorreu nas proximidades de Tanque do Piauí, foi ocasionado por um pneu furado.

Além do coordenador estadual da Juventude também estavam no veículo o presidente do Conselho Estadual da Juventude, Venício Moura e assessora pessoal do coordenador, Maria Simone, e o motorista, identificado como Ricelli Rodrigues.

Coordenador Estadual da Juventude sofre acidente e carro pega fogo no interior do PI. (Foto: Reprodução/Cidades na net)

A equipe do Governo do Estado saiu de Teresina por volta de 5h da manhã e se deslocava para realizar atividades do Programa Identidade Jovem, nos municípios de Santa Rosa do Piauí e Colônia do Piauí. Ao chegar nas proximidades da cidade de Tanque do Piauí, o pneu do carro estourou, fazendo com que o motorista perdesse o controle do veículo, que acabou saindo da pista e pegando fogo logo em seguida.

Apesar da gravidade do acidente, todos conseguiram sair do veículo a tempo e nenhum dos quatro ocupantes do veículo sofreu ferimentos graves. No entanto, o coordenador Estadual da Juventude relatou ter sentido fortes dores nas costas e passou por exames na UPA de Oeiras, mas foi descartada qualquer complicação. 

Na tarde de hoje, o coordenador Vicente Gomes publicou uma mensagem nas redes sociais tranquilizando familiares e amigos. No texto, Vicente Gomes informa que está recebendo os devidos cuidados na UPA de Oeiras. A equipe deve retornar para Teresina ainda durante a noite de hoje.

MPE determina investigação para apurar grampos telefônicos de deputados

Procedimento Investigatório Criminal foi instaurado pelo Procurador-Geral de Justiça, Cleandro Moura, com prazo de 90 dias para conclusão

O Ministério Público instaurou Procedimento Investigatório Criminal para apurar supostos grampos telefônicos de deputados estaduais no Piauí. A medida foi tomada após uma cobrança do deputado João Madison (PMDB), que solicitou ao presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (PMDB), que encaminhasse ofícios ao Ministério Público Estadual, à Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Piauí, ao Tribunal de Justiça e ao Comando Geral da Polícia Militar, pedindo esclarecimentos a respeito da denúncia.

Nesta quinta-feira (22) o Procurador-Geral de Justiça, Cleandro Moura, instaurou o procedimento para apurar a ocorrência de crime de interceptação telefônica sem autorização judicial, além de outros que porventura sejam identificados ao longo das investigações.

O prazo é de 90 dias para conclusão e eventual início de ação penal. Em nota, MP afirmou que tem compromisso de atuar na defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, velando pela estrita observância às leis e aos princípios constitucionais vigentes.

Os supostos grampos teriam sido patrocinados por membros do MP, através do Sistema Guardião da Polícia Militar do Piauí, como retaliação aos parlamentares, por terem aprovado “PEC do Retrocesso”, em abril deste ano. A proposta acaba com a possibilidade de os promotores de Justiça candidatarem-se ao cargo de procurador-geral de Justiça na eleição interna realizada pelo Ministério Público do Estado a cada dois anos, ficando restrito aos procuradores o direito de disputar o posto máximo da entidade.

TJ adia julgamento de liminar que suspendeu concurso dos cartórios

Advogado de candidatos acredita que conclusão do certame pode demorar anos, caso liminar não seja derrubada.

O Tribunal de Justiça do Piauí suspendeu, em sessão realizada nesta quinta-feira (22), o julgamento de uma liminar que suspendeu o concurso dos cartórios do estado. A interrupção do julgamento ocorreu por conta de um pedido de vistas feito pelo desembargador Ricardo Gentil Eulálio Dantas, corregedor do TJ-PI. 

A liminar, deferida pelo desembargador Joaquim Santana, determina que o concurso permaneça suspenso até que seja feita a análise de um mandado de segurança ajuizado por quatro candidatos que se sentiram prejudicados pelos critérios previstos no edital do certame para a etapa de análise de títulos. Estes quatro candidatos ajuizaram o mandado de segurança solicitando a mudança no edital do concurso.

O desembargador Joaquim Santana (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

Por outro lado, outros 15 candidatos defendem a manutenção das regras previstas no edital, e pediram ao TJ que fossem admitidos como parte interessada no processo, de maneira a permitir que manifestem sua opinião e seus argumentos.

O advogado Esdras Beleza representa os 15 candidatos que se sentiram prejudicados com a mudança no edital. Ele afirma que o Poder Judiciário precisa apreciar todas as opiniões distintas a respeito da questão que gerou o impasse.

O advogado Esdras Beleza (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

"Quatro candidatos entraram na Justiça atacando o edital, alegando que o critério utilizado na etapa de títulos é ilegal. Esses quatro candidatos conseguiram a liminar suspendendo a homologação do concurso. Mas meus clientes, que são 15 candidatos, também querem participar dessa discussão judicial, para acrescentar ao Poder Judiciário as informações que consideram pertinentes. Querem dizer que os outros quatro candidatos são contra os critérios previstos no edital, mas eles são a favor", explica o advogado Esdras Beleza.

O advogado acredita que o julgamento ainda vai demandar muito tempo para ser concluído, o que pode fazer com que a homologação do certame demore mais alguns anos para ocorrer. "Já estamos há quatro anos, praticamente, com esse concurso, e mais uma vez o julgamento foi adiado. Entretanto, o julgamento de hoje são de quatro agravos internos, que não tratam do mérito do mandado de segurança. O mérito ainda vai ser discutido. Hoje o tribunal discutiu a admissão dos meus clientes como litisconsortes, e eles foram admitidos. E também foi mantida a liminar deferida pelo desembargador Joaquim Santana suspendendo a realização do concurso. Nós queremos cassar essa liminar para que o concurso prossiga e os aprovados assumam. Enquanto isso, o mandado de segurança impetrado pelos outros quatro candidatos continuaria tramitando. Nós achamos que esse é o melhor caminho, ao invés de esperar por um tempo indeterminado", explica o advogado Esdras Beleza.

Pedido de vistas interrompeu julgamento de liminar que suspendeu concurso dos cartórios (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

O desembargador Joaquim Santana, relator do processo, foi quem suspendeu a homologação do concurso. "Em concurso você não pode alterar regras no meio do caminho. Em 2015 houve uma decisão sobre entrega de títulos. Em 2016 outra decisão, depois de passadas algumas fases do certame", observa o magistrado.

desembargador Ricardo Gentil, que pediu vistas, afirma que o tribunal tem todo o interesse em concluir o quanto antes o concurso para delegações de serventias extrajudiciais de notas e de registro. No entanto, ele explica que pediu vistas porque pretende avaliar com mais cautela  se as mudanças no edital foram pertinentes ou não.

O desembargador Ricardo Gentil (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

"Essa questão precisa de um aprofundamento. É bem verdade que esse processo já roda há muito tempo, e nós temos todo o interessem em julgá-lo, para resolver essa questão de uma vez. Até porque a Corregedoria tem interesse de que esses cartórios sejam entregues aos delegatários. Mas a questão é impactante nesse aspecto, e eu preciso me aprofundar melhor, para saber se a comissão do concurso afrontou ou não as regras do Conselho Nacional de Justiça para a realização de concursos das serventias", salienta o magistrado, que promete manifestar seu voto na próxima semana.

Tribunal prometeu concluir concurso em novembro do ano passado

Em setembro do ano passado o tribunal informou que o concurso deveria ser concluído num prazo de até 60 dias. Desde então já se passaram nove meses e o imbróglio permanece, não havendo, portanto, qualquer previsão para a finalização do certame, que foi iniciado em 2013 e já teve cinco etapas realizadas.

Rota das Emoções é alvo de projeto no Senado

Rota das Emoções é alvo de projeto no Senado

Em reunião com o Senador maranhense Roberto Rocha (PSB), Wellington Dias acertou, nesta quarta (21), apoios a projetos do parlamentar no Senado que também envolvem o Piauí. Um deles é a frente parlamentar da Rota das Emoções, formada por senadores piauienses e maranhenses.

Contemplando os pontos turísticos de Jericoacoara (CE), do Delta do Parnaíba (PI) e dos Lençóis Maranhenses (MA), a Rota das Emoções possui atrações naturais e serviços turísticos com projeção internacional. A ideia do governo e dos senadores dos estados é promover intervenções que fortaleçam a infraestrutura das cidades que abrigam a rota.

O governador Wellington Dias acredita na viabilidade de projetos no Senado que podem trabalhar a infraestrutura para desenvolvimento da região do litoral nordestino. “Pensando a Rota das Dmoções, a região dos Lençóis Maranhenses, a região do Delta, de Camocim, em Jericoacoara no Ceará, como um destino turístico para o Brasil e para o mundo, gerando emprego, renda, garantindo um desenvolvimento para quem vive também naquela região. O projeto que já está em andamento e a Frente Parlamentar já são um pilar importante para dar força e fazer acontecer os investimentos que faltam”, afirmou o governador.

Uma agenda entre a Frente Parlamentar e os Ministérios do Turismo e da Fazenda está sendo programada para tratar do tema. Wellington Dias também foi convidado pela Frente Parlamentar, para evento em Estocolmo, capital da Suécia, onde serão apresentados pontos turísticos do Brasil, entre eles a Rota das Emoções. O evento está sendo indicado para o mês de agosto.

O senador Roberto Rocha falou sobre a importância da promoção da Rota das Emoções e revelou outra pauta do encontro com Wellington Dias. “A Rota das Emoções precisa ser vendida melhor para o brasileiro e também para o mundo inteiro. Mas além disso, falamos sobre inúmeros projetos de infraestrutura para o Maranhão e para o Piauí, de modo que foi uma agenda muito positiva”, revelou.

Dias e Rocha também trataram de um projeto do senador que visa ligar a região do Tocantins à região de Balsas (MA) e Ribeiro Gonçalves (PI) através de uma BR considerada pelo governador do Piauí como “fundamental naquela região”.

Conjuntura Nacional

No encontro com o senador maranhense, Dias também tratou da conjuntura política que o Brasil vive, apontando saídas para a crise.”É o diálogo através dos líderes dos mais diferentes partidos que vai nos apontar um caminho em que o Brasil volte a crescer, volte a gerar emprego e ter sua economia forte. O Brasil é um país que todos nós que o conhecemos sabemos da força que ele tem. Saio daqui bastante animado com o que chamo do 4º senador do Piauí na bancada federal , trabalhando com todo amor e carinho pelo Maranhão, mas também ajudando o estado do Piauí”. declarou.

O senador do Maranhão considera o cenário político nacional como “muito preocupante”. Para ele, os representantes estaduais têm grande papel nas ações de resolutividade das demandas nacionais. “Temos a responsabilidade de oferecer caminhos para a política e fazer com que o brasileiro volte a poder sonhar”, concluiu Roberto Rocha.

Maior campeonato de eSport do Nordeste deve acontecer em junho no Piauí

Evento de ciberesporte deve reunir um público estimado de 3.200 pessoas em um shopping da zona leste da cidade

O Piauí vai sediar no fim deste semestre o Brazilian eSport League (BSL) Nordeste. O evento que será o primeiro do estado e o maior do Nordeste relacionado ao eSport com mais de um esporte eletrônico envolvido, vai acontecer nos dias 22 a 25 de junho na capital Teresina e deve reunir um público estimado de 3.200 pessoas em um shopping da zona leste da cidade.

Mesmo sem tradição no eSport, o Piauí vai sediar o campeonato que tem o intuito de divulgar o ciberesporte e dar oportunidade aos jogadores da cidade e de estados vizinhos para competir.

A BSL Nordeste deve proporcionar uma experiência fantástica para o público de games, com a utilização de seis painéis de LEDs gigantes, um palco de 62m² e a presença de narradores nacionais (Bida, Kaue e Savage), além de promover a inserção tecnológicas entre os jovens da região. O campeonato promete ser realmente grandioso.

O evento vai reunir diferentes modalidades logo em sua primeira edição. Sucessos absolutos entre os players, como Counter-Strike Go, Fifa e League of Legends (LoL) serão os grandes destaques na competição. O campeonato será dividido em duas etapas: online (onde os players jogam em casa) e a offline (que será realizada no Teresina Shopping). Apenas metade das equipes poderão se classificar para a fase offline presencial. No total são 32 vagas: 16 de LoL e 16 de CS: Go. Apenas a metade passa para a fase presencial, 8 de CS e 8 de LoL.

Entre as equipes conhecidas, já está confirmada a EXE Execution Gaming Team, de Teresina. Além disso, mais de 10 equipes já estão inscritas para o campeonato de League of Legends e CS:GO. Para Fifa 17 já foi preenchida mais de metade das vagas.

De acordo com Danilo Faria, um dos idealizadores do evento, a decisão por optar por esses três jogos foi movida pela paixão dos próprios organizadores somada a dos jogadores nacionais. “Escolhemos o Counter-Strike pela paixão que temos pelo game em especial e também em virtude do grande sucesso que os brasileiros estão tendo ao redor do mundo. Atualmente temos seis times de CS jogando no exterior. League of Legends devido ao crescimento no cenário nacional, crescimento esse que resultou no interesse de profissionais como Ronaldo Fenômeno e Akkari a comprarem um time de LoL, chamado CNB. E por fim o FIFA17 que achamos que não poderia ficar de fora por nossa paixão pelo futebol”, revelou.

Para Raphael Tataia, também idealizador do evento, a BSL Nordeste é fruto de um cultura digital que cresce mais a cada ano e chama atenção pela sua grande aceitação. “Acreditamos que esse evento é apenas o start do que estar por vir. Os esportes eletrônicos estão crescendo muito a cada ano. No Brasil já existem times de futebol que se uniram com organizações de esporte eletrônico, tais como Santos e Remo. Quem sabe não veremos os grandes times de futebol piauiense montando lines de esportes eletrônicos? Os esportes mudaram, mas as emoções continuam”, disse.

Segundo Ranieri Costa Junior, da Sunset Lights, empresa parceira e também idealizador do evento, a BSL será um divisor de águas para o eSport no Nordeste. “O eSport cresce de forma acelerada no Brasil e ter um evento desse porte em nossa região impulsiona de forma mais que positiva o crescimento do esporte eletrônico no Nordeste”, destacou.

Em sua primeira edição, o evento já começa grande e deverá ser um dos maiores do nordeste no quesito esporte eletrônico. A BSL espera ter 40 mil telespectadores em seus quatro dias de evento, além de oferecer R$ 15 mil em premiações. Para se ter ideia do poder em ascensão do eSport no Brasil, em 2016, o campeonato brasileiro colocou mais de 10 mil pessoas em uma final disputada no Ginásio Ibirapuera em São Paulo.

21 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta quarta-feira (21/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

Odival Andrade é liberado após pagar fiança de 10 salários mínimos

O ex-prefeito de Piripiri, Odival Andrade, detido na manhã de hoje (21), sob acusação de ter subtraído documentos públicos referentes à prestação de contas do município no período em que ele esteve à frente do Poder Executivo local, foi liberado após o pagamento de fiança no valor de 10 salários mínimos. A informação é do Delegado Regional de Piripiri, Jorge Terceiro, responsável por dar cumprimento ao mandado de busca e apreensão na casa do ex-prefeito.

Leia mais 


Operação da PF terá novas fases para investigar fraudes em 15 municípios

A Operação Pastor, deflagrada pela Polícia Federal e pela Controladoria Geral da União nesta quarta-feira (21), terá novas fases à medida que as investigações envolvendo fraudes em contratos entre prefeituras e empresas forem avançando. Os empresários investigados são responsáveis pelas construtoras Jenipapo, Rubem & Rubem e outra que foi mantida em sigilo.

Leia mais 


TCE multa Gil Carlos por irregularidades em contas

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT), foi multado pelo Tribunal de Contas em 500 unidades de referência fiscal, o equivalente a R$ 1500,00 por irregularidades na prestação de contas de 2014. O parecer do Ministério Público de Contas, assinado pelo procurador Marcio André Madeira de Vasconcellos, era pela reprovação das contas, mas a primeira Câmara do TCE, decidiu aprovar com ressalvas e aplicou multa ao gestor. O julgamento ocorreu ontem (20) pela manhã no TCE.

Leia mais 


Duas pessoas morrem carbonizadas em colisão entre caminhões

A Polícia Rodoviária Federal informou que duas pessoas morreram em uma colisão frontal entre dois caminhões, a 10 km da cidade de Elesbão Veloso. O acidente ocorreu na noite de ontem (20). Os veículos entraram em combustão e os corpos ficaram carbonizados.

Leia mais 


Mulher grávida de nove meses é detida por porte de drogas em THE

Uma mulher grávida de nove meses, ainda não identificada, foi conduzida para a Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpeces (Depre) na tarde de hoje (21), após ser flagrada por policiais da Depre portando maconha, no bairro São João, zona Leste de Teresina. Segundo informações do delegado Menandro Pedro, os policiais estavam na região cumprindo mandados de busca e apreensão, quando avistaram a mulher em atitude suspeita. 

Leia mais 

Ação preventiva da CGE gera economia de R$ 95 milhões aos cofres públicos

As 338 manifestações somam um volume de recursos analisados de R$ 1 bilhão e economia de R$ 67,7 milhões em licitações e R$ 27,3 milhões em contratos.

Nos cinco primeiros meses do ano de 2017, a atuação da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE), em parceria com a Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seadprev), nos processos de licitações e contratos realizados pelo Estado do Piauí, gerou economia de mais de R$ 95 milhões aos cofres públicos.

Nesse período, foram emitidos pela CGE, dentre despachos e pareceres técnicos, 338 manifestações a respeito dos processos de prorrogações, alterações quantitativas e qualitativas, repactuações, reajustes e licitações, resultando em um volume de recursos analisados de R$ 1 bilhão e economia de R$ 67,7 milhões em licitações e R$ 27,3 milhões em contratos.

Atualmente, a Secretaria da Administração e Previdência, órgão central em matéria de licitações e contratos do Poder Executivo Estadual, conta com a atuação da CGE para a execução da análise crítica das pesquisas de preços de mercado, tanto na fase interna do procedimento licitatório, realizando atividades de apuração do valor estimado/referência, bem como durante a fase da execução contratual, no qual se analisa a vantajosidade da prorrogação contratual, na forma da lei.

Além da análise de vantajosidade, o Núcleo da CGE na Seadprev executa atividades de análise das alterações contratuais que impactam financeiramente os recursos estaduais, dessa forma, atuando na atualização de valores (reajustes por índice e repactuações), restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro, bem como as demais alterações quantitativas e qualitativas.

O auditor governamental Lúcio Demes, atualmente responsável pelo Núcleo Setorial da CGE na Seadprev, explica que, seja qual for o critério adotado, o preço de referência é mais bem representado por uma cesta de preços aceitáveis. A média, a mediana e o menor dos valores podem produzir efeitos diferentes no resultado da compra pública conforme a sua utilização como preço máximo ou como preço estimado.

“Existem outros métodos estatísticos possíveis de uso, como, por exemplo, a média saneada, que se baseia em cálculos de média, desvio padrão, coeficiente de variação, limites superiores e inferiores e descartes de valores acima ou abaixo desses limites. A sua adoção se justifica por ser mais robusto e usar critérios estatísticos para definir a margem de preços aceitáveis, evitando, assim, o risco de gerar uma referência equivocada e, consequentemente, tornando a licitação deserta, fracassada ou desvantajosa. Dessa forma, fica evidenciada a necessidade de contar com servidores qualificados e capacitados para atuar com segurança e habilidade na pesquisa de preços”, afirma Lúcio Demes.

Para o secretário de Estado da Administração e Previdência, Franzé Silva, a atuação articulada entre a Seadprev, a CGE, a Procuradoria-Geral do Estado e a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) traz resultados positivos para a economia do Estado.

“Essa integração de esforços fez com que o Governo do Estado criasse uma sistemática nova em relação às compras, licitações e contratações. Isso vem demonstrando que, acima de tudo, o Piauí trabalha nesse sentido de sempre fazer os ajustes fiscais. Enquanto outros Estados estão preocupados em iniciar ajustes, hoje estamos trabalhando em aprimorá-los e isso tem resultados e benefícios para o erário, e qualidade nas contratações de mercadorias e serviços. Esse trabalho com a CGE parte da necessidade que todo processo licitatório que vamos realizar na Administração, colocamos para o crivo da legalidade da Procuradoria e para o crivo do olhar da economicidade dos técnicos da Controladoria. Essa união de esforços tem como resultado sempre na transparência da despesa e economicidade e bons resultados para a população”, acrescentou Franzé.

20 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta terça-feira (20/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

Mulher é assassinada pelo companheiro em Caldeirão Grande

Mais uma mulher foi assassinada pelo companheiro no Piauí. Desta vez o crime aconteceu no começo da tarde desta terça-feira (20), na cidade de Caldeirão Grande, a 434 quilômetros de Teresina. A vítima foi identificada como sendo Francisca Sousa, morta a facadas por um homem conhecido como “Kinino”, com quem vivia em união estável. A polícia não informou qual teria sido a motivação do assassinato.

Leia mais 


Por decisão do Ministério da Fazenda, Lotoshow encerra atividades no Piauí

Em função de decisão administrativa do Ministério da Fazenda, a exploração dos jogos lotéricos da Piauí Loterias (LotoShow) está encerrada. Em nota, a Secretária da Fazenda comunicou que aguarda decisões judiciais para avaliar o retorno  do funcionamento da Loteria do Estado do Piauí com segurança jurídica.

Leia mais 


Após audiência, quiosques da Avenida Raul Lopes devem mudar de local

Após 16 anos, o impasse entre os proprietários dos quiosques localizados na Avenida Raul Lopes, na zona Leste de Teresina, e a Prefeitura Municipal de Teresina parece estar perto do fim. Em audiência de conciliação realizada na manhã de hoje (20), os proprietários dos quiosques, representantes da Prefeitura e do Ministério Público, chegaram a um consenso sobre o deslocamento dos quiosques, solicitado pelo Ministério Público Federal, por se tratarem de construções em área de preservação ambiental.

Leia mais 


Teresina e União se destacam na geração de empregos no mês de maio

O Piauí fechou o mês de maio com a criação de 836 novos postos de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta terça-feira (20) pelo Ministério do Trabalho. A geração de empregos no Piauí, em maio, foi motivada pelo crescimento dos setores de Serviços (+660 postos), Agropecuária (+257 postos) e Indústria da Transformação (+74 postos). Os municípios que mais se destacaram na geração de vagas foram Teresina (+324 postos) e União (+295 postos).

Leia mais 


Zona Leste registra oito homicídios em menos de 48 horas

Desde ontem (19) que a zona Leste de Teresina tem vivido momentos de tensão por conta da violência, que está chegando a níveis extremos naquela região: em menos de 48 horas, a Polícia Militar já registrou oito homicídio naquela área da cidade, sendo dois deles latrocínios e um feminicídio. Além das oito vítimas, as ocorrências deixaram pelo menos quatro pessoas feridas.

Leia mais 

BR 135: automóvel sai da pista após desviar de carreta

Mais um acidente foi registrado na estrada que ficou conhecida como "Estrada da Morte"; condutor teve algumas escoriações.

Mais um acidente foi registrado na BR-135, a famigerada “Estrada da Morte”. O acidente, do tipo saída de pista, ocorreu próximo ao município de Monte Alegre, na região extremo sul do Piauí.


Motorista perdeu controle do veículo e saiu da pista (Foto: Reprodução)
O acidente ocorreu na manhã de hoje (20). Um automóvel saiu da pista após tentar desviar de uma carreta. O condutor do veículo estava sozinho, e segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, sofreu algumas escoriações.

Homenagem

A Diocese de Bom Jesus vai realizar missas simultâneas em nove municípios do extremo Sul do Estado em solidariedade as mortes ocorridas no último sábado (17). Grave acidente envolvendo um ônibus de turismo matou nove pessoas e deixou 18 feridas na BR 135.

As missas ocorrerão nesta quinta-feira (22) às margens da BR que tem provocado a morte de mais de 30 pessoas desde o início do ano até hoje.

“Estrada da Morte”

Só neste ano, 31 mortes já foram registradas na BR conhecida como “estrada da morte”. As últimas ocorreram no último final de semana. A estrada apresenta diversas falhas estruturais, como largura irregular, desnível acentuado entre a pista e a lateral e falta de acostamento.

O projeto de alargamento da pista de rolamento de cinco para sete metros e o acostamento está pronto e foi elaborado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre. Ele é avaliado em R$ 350 milhões e depende de verbas federais.


Mortes por acidente de trânsito caem no Brasil, mas aumentam no Piauí

Enquanto a nível nacional houve queda de 9,8% entre 2010 e 2015, no Piauí ocorreu um aumento de 15% no número de mortes, no mesmo período.

O número de mortes por acidente de trânsito ocorridas no Piauí até 2015 não acompanha a tendência nacional de queda, de acordo com os dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Enquanto a nível nacional houve queda de 9,8% entre 2010 e 2015, no Piauí ocorreu um aumento de 15% no número de mortes, no mesmo período.

(Foto: Reprodução)

Segundo o relatório, em 2015 houve 38 mil mortes no trânsito brasileiro. O número é o menor registrado desde 2010, quando foram registrados 42844 óbitos em acidentes. Comparando os dados de 2015 com os do ano anterior, 2014, a redução é ainda maior: 11%.

Entretanto, no Piauí, o número de mortes no trânsito veio aumentando entre 2010 e 2015, chegando ao topo em 2014, com 1204 mortes. O número registrado em 2015, 1123 óbitos, representou a maior redução do índice no período analisado.

Em proporção, estado é o que mais mata no trânsito

Com uma taxa duas vezes superior à média nacional, o Piauí é líder na proporção de óbitos por acidentes de trânsito na Região Nordeste, é o que aponta o Boletim da Morbimortalidade por Acidentes de Transporte Terrestre, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) em maio.

Os dados constantes no relatório apontam que o Estado apresentou uma taxa de mortalidade no trânsito que variou de 31 por cem mil em 2010, até 37,7 por cem mil, em 2014, quando se registrou a maior proporção. De 2014 para 2015, houve uma redução na taxa de mortes no trânsito, para 35,1 por cem mil. A média nacional fica entre 18,9 por cem mil e 22,5 por cem mil.


Tabela mostra dados nacionais sobre mortes em acidentes de trânsito entre 2010 e 2015 (Foto: Divulgação/ Ministério da Saúde)

19 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta segunda-feira (19/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

Tenente do Exército mata a namorada e fere mais duas mulheres

Uma mulher foi assassinada e mais duas ficaram feridas na madrugada desta segunda-feira (19). O acusado é um tenente do 2º Batalhão de Engenharia de Construção, José Ricardo da Silva Neto, que teria matado a namorada Iarla Lima Barbosa e atirado na irmã dela Ailana Lima Barbosa e na amiga Joseane Mesquita. O crime ocorreu após os quatro saírem de um bar na zona Leste de Teresina.

Leia mais 


Eleição para a diretoria do Sinte começa hoje e é marcada por tumultos

Acontece nesta segunda-feira (19), as eleições para renovação da diretoria e do conselho fiscal do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública do Piauí (Sinte). Três chapas concorrem ao pleito. A eleição termina às 21 horas de hoje, e o resultado está previsto para ser divulgado somente a partir da meia noite.

Leia mais 


Fardados de carteiros, homens assaltam agência dos Correios em Piripiri

Uma agência dos Correios localizada no Centro da cidade de Piripiri, a cerca de 158km de Teresina, foi alvo da ação de assaltantes no início da manhã de hoje (19). Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, dois homens com uniformes de carteiro adentraram à agência por volta de 7h15 da manhã e renderam o vigilante, os funcionários e populares que se encontravam dentro da agência no momento da ação.

Leia mais 


Zona Leste registra segundo caso de latrocínio em 12 horas

Esta segunda-feira (19) está sendo marcada pela violência na zona Leste de Teresina, onde já foi registrado, no começo da tarde, um segundo caso de latrocínio (roubo seguido de morte). Desta vez a vítima era um homem, identificado como Valdemir Prado Neto, que reagiu à abordagem de criminosos em um estabelecimento comercial na Avenida Pedro Almeida, próximo ao Camarão do Elias.

Leia mais 


Preso um dos suspeitos de matar jovem e incendiar veículo em Timon

A Polícia Civil efetuou a prisão de um homem identificado como José de Jesus Pinto Neto, vulgo "Paizim", 19 anos, suspeito de participação no latrocínio que teve como vítima o jovem Marco Antônio Oliveira.  O rapaz foi visto pela última vez no dia 4 de junho, um domingo, quando saiu de casa dizendo à família que não demoraria. Ele, no entanto, não retornou, e seu corpo só foi encontrado uma semana depois, no dia 11 de junho, a cerca de alguns metros do seu carro, que foi incendiado. 

Leia mais 

Eleição para a diretoria do Sinte começa hoje e é marcada por tumultos

O número de eleitores previstos foi maior que o esperado, devido à presença dos aposentados que permanecem filiados ao sindicato

Acontece nesta segunda-feira (19), as eleições para renovação da diretoria e do conselho fiscal do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública do Piauí (Sinte). Três chapas concorrem ao pleito. A eleição termina às 21 horas de hoje, e a previsão para divulgação do resultado é somente a partir da meio noite.

Pela manhã aconteceram alguns tumultos na escola Liceu Piauiense, um dos locais de votação em Teresina. Isto porque o número de eleitores previstos foi maior que o esperado. No local estão três urnas, incluindo a de número 20, que até o momento contabilizou mais de 7 mil votos.


Seção eleitoral no Liceu Piauiense (Foto: Moura Alves/ODIA)

A professora Iara Ferry, representante da chapa 2, conta que houve tumulto por mais de duas vezes na manhã e que a culpa é toda da desorganização da chapa 1, pois são eles que estão organizando as eleições. “O problema é que a mulher responsável por entregar as senhas estava perto da mesa de cadastro, e não na porta. Quando ela dizia “peguem a senha”, iam todos para cima e a urna ficava vulnerável”, afirmou a professora.

Lourdes Melo, presidente da chapa 3, relata que não está havendo democracia nas eleições, pois apenas os integrantes da chapa 1 (atual gestão) estão à frente da comissão eleitoral. “Os mesários que estão colhendo votos são todos da chapa 1, não tem ninguém das outras chapas lá”, disse a candidata.

Em contrapartida, o vice-presidente da atual gestão, Francisco Oliveira, afirmou que o que aconteceu foi algo natural e que não demorou muito para ser resolvido. “O número de aposentados cresceu muito, vários são filiados ao sindicato e, por incrível que pareça, muitos vieram votar. Ou seja, não esperávamos a quantidade de gente que veio, mas foi algo resolvido rapidamente”, comentou.

As urnas para votação estão espalhadas por todo o Estado. Na capital, 29 urnas foram distribuídas para todas as zonas da cidade.

18 de junho de 2017

Empresário da banda Top Gun tem morte cerebral confirmada após AVC

O produtor cultural Marco Veloso sentiu-se mal na noite de sábado e foi socorrido de madrugada. Ele era casado e deixa três filhos.

O produtor cultural Marco Veloso, empresário da banda Top Gun, teve a morte cerebral confirmada no início da tarde deste domingo (18) pela equipe médica que o atendia num hospital particular de Teresina.

A informação foi repassada ao portal O DIA por Luana Campos, vocalista da banda.

Veloso passou mal na noite de sábado, quando participava de uma festa junina. Sentindo uma forte dor de cabeça, ele decidiu ir para casa descansar. Pouco tempo depois, ele pediu que a esposa o levasse ao hospital, pois a dor havia aumentado muito. 

O produtor chegou ao hospital ainda caminhando, mas durante a madrugada sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e seu quadro ficou irreversível.

"Ele estava com dor de cabeça há uns quatro dias. Ontem [sábado] ele estava numa festinha junina com a família e pediu para ir embora mais cedo. A mulher voltou pra festa, só que ele mandou mensagem pra ela dizendo que estava passando mal e queria ir ao hospital. Ele ainda chegou caminhando no hospital", detalha Luana Campos.

Internado num leito de UTI, Marco Veloso sofreu uma parada cardíaca e uma hemorragia subaracnóidea, que corresponde à ruptura das dilatações arteriais chamadas de aneurismas cerebrais.

A hemorragia subaracnóidea é uma emergência neurológica caracterizada pelo extravasamento de sangue para os espaços que cobrem o sistema nervoso central. O índice de letalidade das pessoas acometidas por esse problema é extremamente elevado. Quando o paciente sobrevive há forte probabilidade de sofrer sequelas graves.

Marco Veloso era casado e deixa três filhos. Ele também foi o empresário da extinta Banda Bali, onde foi revelada a cantora Lilly Araújo.

Segundo Luana Campos, ainda não estão definidos os horários do velório e do sepultamento, pois Marco Veloso era doador de órgãos, e, portanto, é necessário algumas horas para a realização das cirurgias.

BR-135: PRF faz recontagem e número de mortos em acidente cai para nove

Havia 30 pessoas dentro do ônibus da empresa Gênesis. Número de feridos subiu para 19 e duas pessoas saíram ilesas.

Atualizada às 10h36min

Na manhã deste domingo (18), a Polícia Rodoviária Federal do Piauí fez uma correção no número de mortos no acidente da BR-135, que havia sido divulgado anteriormente. A recontagem aponta que 09 pessoas morreram e não 10, como a corporação havia informado antes. Com essa mudança no número de vítimas fatais caiu e o número de feridos aumentou. O balanço geral atualizado do acidente fica em: nove mortos, 19 feridos e duas pessoas ilesas.

De acordo com a PRF, quatro corpos já foram identificados e os cinco que ainda seguem sem identificação serão trazidos hoje para Teresina. O Instituto Médico Legal já encaminhou para Bom Jesus, nas primeiras horas da manhã, um carro para fazer o traslado dos corpos. Eles serão identificados por papiloscopia, uma vez que apresentam vários cortes e mutilações, o que dificultou o reconhecimento sem a necessidade de exames.

Iniciada às 09h49min

Praticamente todas as vítimas do acidente com o ônibus da empresa Gênesis, na BR-135 , foram arremessadas para fora do veículo por não estarem usando o cinto de segurança. A tragédia, que aconteceu na manhã deste sábado (17) deixou 18 pessoas feridas e 10 mortos . Apenas duas pessoas saíram ilesas.

“Em muitas abordagens a ônibus que fazemos, nós enfatizamos a importância do uso do cinto de segurança pelos passageiros e só liberamos o veículo quando verificamos, passageiro por passageiro, que todos estão usando o cinto. Mas infelizmente o ônibus se desloca e muitos retiram o equipamento de segurança. É a realidade”, afirma o inspetor Fabrício Loiola, porta-voz da PRF-PI.

No ônibus havia 30 pessoas, e não 31, como a PRF tinha divulgado anteriormente. Dentre as vítimas fatais, três já foram identificadas. Trata-se de dois homens, cujas iniciais são S.L.G.F e F.G.C.S, e uma mulher, de iniciais de A.V.S. Os outros corpos foram encaminhados para o necrotério do Hospital de Bom Jesus. De acordo com o inspetor Fabrício, será preciso usar papiloscopia para identificar as vítimas fatais, uma vez que muitas delas sofreram mutilações por conta da colisão com a barra de ferro de proteção localizada na lateral da rodovia. A barra perfurou a estrutura do ônibus e cortou os corpos de vários passageiros.

Apenas duas pessoas saíram ilesas do acidente, um deles era um dos motoristas do ônibus. O que conduzia o veículo, identificado apenas como W.J, sofreu uma lesão na cabeça, mas já teve alta.

Fatores que podem ter contribuído

A perícia feita pela Polícia Rodoviária Federal constatou que no trecho onde ocorreu a tragédia, a BR-135 não possui espaço de acostamento. Esse é um dos fatores que pode ter contribuído enormemente para o acidente.

Além disso, o desnível da pista de rolamento para o acostamento, nos pontos em que ele existe, chega a 20 centímetros, o que cria uma espécie de degrau na lateral da pista. Uma vez que o motorista perde o controle do veículo e sofre um tombamento, por exemplo, ele não consegue mais retornar para a pista por conta da diferença de altura.

Sacrifício de animais em rituais gera polêmica entre ativistas e praticantes

Se nas religiões de matriz cristã, os rituais incluem penitência, jejum ou pagamento de dízimos, nas de matriz africana, estes ritos envolvem oferendas aos orixás.

Em algumas manifestações religiosas é comum a realização de rituais de agradecimento pelas graças alcançadas ou para fazer algum pedido. Nas religiões de matriz cristã, esses rituais podem ser feitos por meio de penitências, jejum ou pagamento de dízimos, por exemplo. No caso da umbanda e do candomblé - religiões de matrizes africanas - alguns rituais envolvem oferendas aos orixás (divindades africanas) com o uso de alimentos, flores, perfumes, ou até mesmo a carne de animais em sacrifícios.

Apesar de ser um tema controverso, o uso de animais para agradecer ou pedir algo às divindades não é algo exclusivo dessas duas religiões. É o que explica a coordenadora estadual do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira, Ruthneia Vieira. De acordo com a coordenadora e umbandista, o antigo testamento da Bíblia, livro máximo da doutrina cristã, já falava em sacrifícios. “Temos diversas passagens em que os animais são usados em sacrifícios a Deus, desde Caim e Abel”, comenta.


Foto: Nathalia Amaral/O Dia

A coordenadora destaca que, na umbanda, o uso de animais é feito para fins de consumo. Após os rituais de limpeza e purificação, o animal serve de alimento para a comunidade compartilhar o axé, ou seja, a força sagrada de cada orixá. “Nós matamos para comer, para comemorar aniversários ou para celebrar algo, assim como todas as pessoas. É hipocrisia retratar esses rituais como algo obscuro da nossa religião”, relata mãe Ruthneia de Iansã.

No entanto, o uso de animais em rituais não é consenso nos terreiros de umbanda. Segundo o médium e também umbandista Igor Santos, não são todos os terreiros que usam animais como forma de oferenda aos orixás. “A umbanda ideal não pratica o sacrifício de animais. Se você entrar em um terreiro de umbanda e ver o sacrifício de um animal, você não pode considerar que é um terreiro de umbanda, porque faz parte do princípio da religião”, afirma.


Igor Santos explica que não são todos os terreiros que usam animais como forma de oferenda aos orixás (Foto: Nathalia Amaral/O Dia)

O médium explica que, mesmo não sendo um consenso, é importante entender que o uso de animais em sacrifícios deve ser respeitado como um dogma. “São doutrinas religiosas, e é isso o que difere uma religião da outra. Não é que tenha que matar o animal para entregar a feitura de feitiços e feitiçarias, de fazer mal ao alheio, mas sim de destinar o espírito do animal à divindade”, esclarece Igor Santos.

Em relação ao candomblé, a candomblecista Carmen Ribeiro explica que o animal é ofertado ao orixá. “Ao final da ritualística nós fazemos uma grande refeição e todos da comunidade são chamados a partilhar daquele axé, que é a carne”, diz, acrescentando ainda que a forma como o ritual acontece é mantida sob sigilo, pois “faz parte do segredo que envolve o candomblé”.


Foto: Nathalia Amaral/O Dia

Controvérsia

Para os protetores de animais, o sacrifício em rituais religiosos é considerado cruel e desumano. Segundo Shayanna Camelo, mesmo que para fins de consumo, a prática deveria ser proibida. "Eu sou totalmente contra e repudio esse tipo de atitude. Nada contra qual seja sua religião, quais seus princípios ou sua doutrina. Mas, a partir do momento em que está colocando a vida de outras pessoas e animais em risco, todos têm o total direito de intervir”, afirma a protetora que trabalha com adoção e resgate de animais abandonados .

O tema gera controvérsia e já chegou até o Supremo Tribunal Federal. Em novembro de 2016, o ministro Marco Aurélio Mello liberou para decisão do plenário um processo que discute o sacrifício de animais em rituais de religiões de origem africana. O julgamento, no entanto, ainda não possui previsão para ocorrer. Na ação, o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) tenta derrubar o trecho de uma lei do mesmo estado que livra de punição por maus tratos a animais os rituais das religiões de matriz africana que praticam sacrifícios.

A TV O Dia traz um especial mostrando projetos e pessoas que se dedicam a ações de proteção aos animais.


Licitação de empresa para coleta de lixo hospitalar é alvo de denúncia

A empresa Sterlix Ambiental alega que houve direcionamento no processo licitatório em Picos, e que a Ecoresíduos não tem capacidade técnica de prestar o serviço.

O município de Picos foi denunciado ao Tribunal de Contas do Estado por supostas irregularidades no processo licitatório de contratação da empresa para realizar a coleta de lixo hospitalar na cidade. A denunciante é a Sterlix Ambiental, que ficou em segundo lugar. A licitação foi vencida pela empresa Ecoresíduos.

De acordo com a denúncia, o processo licitatório foi feito sem adoção de critérios e padrões mínimos de segurança que são exigidos para a coleta, o transporte, o tratamento e a destinação final de resíduos dos serviços de saúde. O objetivo seria apenas de beneficiar a vencedora, que não teria capacidade técnica para realizar o serviço.

A Sterlix quer a suspensão cautelar do processo licitatório. A empresa argumenta que o edital não exigiu a demonstração da capacidade técnica da licitante e denuncia ainda que a Ecoresíduos teria sido “fabricada” somente para concorrer e vencer a licitação. “O licenciamento ambiental da vencedora, que foi expedido um mês antes da licitação, e pelo próprio município licitante, não foi calcado em nenhum critério técnico, se resumindo apenas a analisar o formulário de solicitação feito pela empresa”, diz a denúncia encaminhada para o TCE.

Outro problema seria um provável dano ao meio ambiental, devido à necessidade de transportar o lixo hospitalar para Teresina. Isso porque, no município de Picos, não existe empresa que realize o tratamento do material, assim como não tem aterro sanitário devidamente licenciado para receber os resíduos dos serviços de saúde.

A Ecoresíduos, de acordo com a denúncia da Sterlix, não possui a licença exigida para transporte de produtos perigosos nas rodovias. A autorização é emitida pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente. “A empresa declarada até o momento como vencedora, não terá as mesmas condições de tratar os resíduos e destiná-los ao local adequado”, diz a denúncia.

O Portal O DIA tentou contato por telefone com o prefeito de Picos, Padre Valmir (PT), e com a secretária de Saúde, Socorro Carvalho, mas as ligações não foram atendidas.

16 de junho de 2017

Bombeiros registram três afogamentos no Rio Parnaíba durante o feriado

Vítimas são um senhor de 47 anos e duas crianças, sendo uma de 11 e outra de 14 anos. Corpos ainda estão sendo procurados.

O Corpo de Bombeiros reiniciou na manhã de hoje (16) as buscas pelos corpos de duas crianças que morreram afogadas nas águas do Rio Parnaíba no final da tarde desta quinta-feira (15). Além delas, um senhor de 47 anos também foi vítima de afogamento no rio durante este feriado de Corpus Christi. Os casos aconteceram com apenas 15 minutos de diferença, quase exatamente no mesmo local do rio.

De acordo com o tenente Miguel, do Corpo de Bombeiros, o primeiro afogamento foi o do senhor, identificado como Everaldo Alves dos Santos. Ele estava tomando banho com a família no Rio Parnaíba, próximo à Ponte Metálica, quando seus dois filhos caíram em buraco, junto com sua mulher. Populares que também banhavam no local, ajudaram no socorro e conseguiram resgatar as crianças e a esposa, mas o senhor Everaldo acabou sendo levado pela correnteza e sumindo da superfície algum tempo depois.


Foto: Arquivo O Dia

Cerca de 15 minutos após o ocorrido, duas crianças que também banhavam próximo à Ponte Metálica, começaram a descer pelo meio do rio e uns 50 metros depois, caíram no mesmo buraco onde ocorreu o afogamento do senhor Everaldo Alves. A informação é do Corpo de Bombeiros. “Estávamos na busca por este senhor, quando de repente esses meninos vieram na água, descendo, e depois caíram em um buraco. Infelizmente não foi possível o salvamento e eles acabaram morrendo afogado”, relata o tenente Miguel.

Os dois afogamentos aconteceram mais para o lado das margens de Timon, mas mesmo em outros pontos do Rio Parnaíba, os banhistas devem ter cautela. O Corpo de Bombeiros recomenda que as pessoas evitem tomar banho no rio, porque ele apresenta profundidade irregular, com a formação constante de buracos que não são visíveis, o que aumenta o risco da formação de redemoinhos e acaba puxando os banhistas para baixo.

“A correnteza em certos pontos é muito forte e as pessoas não conseguem lutar contra sua força. Se a pessoa não souber nadar muito bem, pode acontecer uma fatalidade, então nós recomendamos que evitem banhar no Rio Parnaíba, mesmo nessas áreas próximas às coroas, porque a segurança  é sempre vulnerável”, finaliza o tenente Miguel.

O corpo do senhor Everaldo Alves foi retirado do rio ainda durante a noite pelos populares, mas as buscas pelos corpos das duas crianças seguem durante todo o dia de hoje. 

Terapias alternativas, opção para recuperação e prevenção de doenças

Desacreditadas há algumas décadas, algumas formas de terapia aternativa, hoje, são vistas com atenção pela Medicina.

O universo de terapias alternativas é enorme e tem conquistado um papel cada vez mais importante na colaboração da recuperação de muitas doenças. Os resultados têm se mostrado cada vez mais positivos, uma vez que elas oferecem diversas formas de relaxamento, estímulo, entretenimento e alívio de dores e estresses para muitos pacientes.

Esse reconhecimento vem não somente dos profissionais e especialistas da área, mas também do próprio Ministério da Saúde, que publicou uma portaria (n°849) no Diário Oficial da União no dia 28 de março deste ano, incluindo 14 novas terapias alternativas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), que institui abordagens da medicina alternativa (como fitoterapia, acupuntura, homeopatia, etc.) ao Sistema Único de Saúde (SUS).

As novas terapias incluem arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

De acordo com a psicóloga Deniséia Sortero, essas práticas não substituem os medicamentos que fazem parte do processo de recuperação da doença, mas aceleram o tempo de recuperação dos pacientes.


Yoga é uma atividade milenar (Foto: Assis Fernandes/O Dia)

“As terapias alternativas não substituem o medicamento necessário, mas com elas os pacientes têm avanços maiores. O próprio médico às vezes orienta que outras atividades sejam realizadas paralelamente ao processo medicamentoso. São muito importantes, quando o paciente prática uma delas, além de aliviar o estresse ele também trabalha e reativa o corpo, de forma que já desenvolve uma melhoria”, explica a psicóloga.

Com a portaria do Ministério da Saúde, cada município é responsável por oferecer os serviços à população nas Unidades de Atenção Básica. Porém, nem todas as cidades disponibilizam todas as terapias que constam no PNPIC, cada município pode optar por práticas em que há demanda.

Em Teresina, o Sistema Único de Saúde ainda não disponibiliza o serviço. De acordo com a Fundação Municipal de Serviço (FMS), o Ministério de Saúde apenas autorizou a inserção das terapias alternativas, mas não regulamentou essa adesão. Segundo a fundação, para que as terapias sejam oferecidas, o ministério tem que informar a regulamentação, com valores de procedimentos (pagamentos disponibilizados) para os profissionais da área. Só depois disso, o SUS vai avaliar a rede de profissionais de Teresina, oferecer credenciamento e fornecer o atendimento.

Para Deniséia, o SUS deveria oferecer o serviço. Ela conta que as terapias alternativas também trabalham diretamente com as emoções e reações dos pacientes, sendo importantes principalmente para quem tem diagnóstico de depressão. “Se o SUS oferecesse, iria trabalhar o paciente como um todo e melhorar a questão das emoções, porque elas atuam na prevenção e melhoria de muitos distúrbios emocionais. Se trata de um estímulo no corpo e na mente do paciente”, esclarece.


A Yoga é uma prática recomendada para todas as idades (Foto: Assis Fernandes/O Dia)

Segundo a psicóloga, as terapias alternativas precisam ser mais discutidas na sociedade, para que os pacientes tenham conhecimento da gama de opções terapêuticas. Ela declara que as atividades ainda não têm tanto espaço em Teresina, porque muitos não têm conhecimento da existência delas e nem sabem onde encontra-las. Deniséia ainda atenta que não é preciso estar doente para fazer as terapias. Elas podem ser realizadas sem orientação médicas e servem até como prevenção e relaxamento.

A estudante Sara Herlane pratica atividades alternativas para relaxar e reduzir o estresse do dia a dia. Ela gosta de desenhar desde a infância e se enquadra no grupo de pessoas que não precisaram ter tido alguma doença para realizar o gosto pela arte como terapia alternativa, ainda que não seja de forma especializada.

“Em alguns momentos no trabalho ou no estudo, desenhar uma simples flor no papel distrai a mente e evita o estresse. Costumo desenhar e pintar no tempo livre, normalmente fins de semana, para distrair a mente de preocupações. Desenhar e pintar me traz um sentimento de paz e conforto, costumo passar para o papel os sentimentos que estão me afligindo ou que desejo alcançar naquele momento”, conta Sara.

Abandono animal acontece por motivos banais, aponta defensora

Não só cães e gatos tornam-se vulneráveis ao abandono dentro dos centros urbanos, mas animais de carga também. Instituições protetoras tentam oferecer refúgio, mas também passam por problemas financeiros.

Instituições públicas, praças, parques, bairros longínquos do Centro da cidade e locais abandonados. Os espaços escolhidos para pessoas que pretendem abandonar animais de domésticos são múltiplos e a atitude, que muitas vezes condena o animal à morte, tem virado prática frequente em Teresina. Os motivos para o abandono também são diversificados, mas como observa a defensora de animais e diretora da Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (Apipa), Jane Hadhad, alguns argumentos são usados como motivo para um ato que, na sua visão, não tem justificativa.

“A grande maioria dos abandonos acontecem por motivos banais: o animal apresenta carrapato, alguma doença ou as pessoas se mudam para apartamentos. O problema é que não se procura alguém na família ou amigos próximos que possam adotar esse animal e essas pessoas preferem ir pelo caminho mais rápido e mais sofrido, que é o abandono”, explica Jane.


Jane Hadhad que abandono provoca sofrimento nos animais, que se entristecem e morrem de fome (Foto: Elias Fontinele/O Dia)

Dados do IBGE estimam que haja ao menos um cão em 30 milhões de domicílios no país. No país, a estimativa é de que existam 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos domésticos. A pesquisa “Paixão por bichos de estimação”, feita pelo Ibope Inteligência e pelo Instituto Waltham, ligado a fabricantes de ração, aponta que 42% dos donos de cães e gatos no Brasil não castram seus animais.

Tal comportamento leva à proliferação descuidada desses animais, a seu consequente abandono, vulnerabilidade a maus-tratos e sofrimento desnecessário. “As pessoas que abandonam não tem ideia do que é um sofrimento que um ser desses passa. Eles sofrem, os animais são sencientes, sentem saudade, com o abandono entristecem fazem greve de fome porque saem daquela rotina que tinham costume. Muitas vezes, os animais abandonados morrem de fome porque não sabem procurar comida na rua”, afirma Jane.

Animais de carga

Não só cães e gatos tornam-se vulneráveis ao abandono dentro dos centros urbanos, mas animais de carga também. Cavalos e jumentos, que são usados na tração de carroças, são alvos corriqueiros de atitudes cruéis e violentas.

Pela condição que ocupam, muitas vezes os animais são açoitados e passam por longos direito sem direito a descanso e alimentação.

"Na zona Sudeste, é comum ver que os carroceiros piam o animal (amarram as patas dianteira e traseira) e isso impede que o animal deite. Ele já passa o dia com uma rotina exaustiva de trabalho e não pode deitar, não tem cocheira boa e fica nesse sol torrencial. É uma visa de sofrimento", considera a defensora.

Apipa tem superlotação e acumula dívidas

Um verdadeiro refúgio para animais abandonados. Essa pode ser uma das frases que caracterize a Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (Apipa), que já tem cerca de dez anos de atuação em Teresina. Com o aumento do abandono animal, no entanto, a instituição funciona, atualmente, com sua capacidade máxima de lotação. São 360 animais cuidados pela Associação, que tem dívidas de mais de R$ 30 mil para serem sanadas.

“Funcionamos por doação, mas hoje temos uma dívida de R$ 31 mil, que já fizemos de tudo e não conseguimos sanar. É difícil manter nossa Associação, porque a demanda só cresce e os recursos são cada vez mais escassos”, destaca a diretora Jane Hadhad.


Com 360 animais, associação enfrenta dificuldades para oferecer cuidados (Foto: Elias Fontinele/O Dia)

E não é só a conta financeira difícil de ser equilibrada. Enquanto a instituição tem uma demanda enorme para acolher animais abandonados, as adoções se tornam cada vez mais espaçadas. Na Apipa, muitos animais são considerados residentes, principalmente os mais idosos e que apresentam alguma limitação física, como cegueira ou deficiência.

“A adoção é um ato de amor, as pessoas não imaginam o bem que faz para elas e, claro, para os animais, o desenvolvimento desses vínculos afetivos”, destaca Jane. A diretora explica que as doações podem ser feitas na sede da Apipa, Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai, através do telefone (86) 999510201 e ainda nas contas bancárias.

Novos projetos

Atualmente, a Apipa trabalha arduamente para tornar possível o sonho da construção do seu centro cirúrgico, que beneficiará milhares de animais carentes, além de melhorar a qualidade de vida dos animais residentes, em trânsito ou definitivos e da construção do almoxarifado para abrigar e condicionar os materiais recebidos por doação.

Universidades conscientizam comunidade contra abandono

Ao transitar pelos corredores e espaços das instituições públicas de ensino superior em Teresina é impossível não se atentar ao fluxo contínuo de transeuntes que circulam nos espaços. Mas não só professores, alunos e trabalhadores se destacam no cenário acadêmico. Tanto na Universidade Estadual do Piauí (Uespi) quanto na Universidade Federal do Piauí (UFPI), a presença de cães e gatos faz parte do cotidiano das instituições.

Na Uespi, em decorrência da multiplicação acelerada e abandono de bichanos, a instituição aderiu a luta de conscientização e valorização da vida animal. Através do projeto de extensão “Controle Populacional e Convivência Ética da Comunidade Acadêmica Com os Animais”, abraçado pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID, todos os campi da instituição, mas também escolas públicas e a comunidade em geral, foram alcançados com ações que visam despertar a consciência em prol da causa animal.


Foto: Elias Fontinele/O Dia

“Há quatro anos percebemos que a quantidade de gatos estava muito grande aqui no campus do Torquato Neto. Foi quando, em parceria com a professora Bárbara, hoje, vice reitora, começamos a desenvolver campanha de conscientização, não só aqui, mas em todos os campi da Universidade”, explica Lina Santana, coordena o projeto e cuida dos animais abandonados na UESPI. A instituição chegou a concentrar cerca de 400 gatos, por conta do ato índice de abandono e multiplicação dos animais. “Chegávamos a encontrar caixas com 12 filhotes de gatos, era um cenário preocupante”, ressalta.

Por conta da conscientização promovida pelo projeto, várias ações puderam ser realizadas de modo a dar proteção aos animais que foram abandonados na instituição. Em um primeiro momento, o foco foi vacinar e castrar os animais, de modo a impedir sua reprodução. No entanto, a comunidade externa continuou a abandonar gatos na instituição.


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Por conta disso, ações mais punitivas também começaram a tomar lugar dentro das mobilizações. Amparado na Lei Federal 9.605/1998, que prevê detenção e multa a quem for denunciado abandonando os animais nas dependências da UESPI.

Como resultado das ações, atualmente, o Campus Torquato Neto concentra em torno de 150 gatos, com a grande maioria dos animais sendo castrados. “As pessoas tem que entender que os animais são uma vida, e vida nós não abandonamos”, finaliza Lina.

Estudantes tentam dar cuidados e carinhos a animais abandonados

Antes de chegar à aula, o afago a um filhote de gato que circula pelos corredores da Universidade Federal do Piauí não atrapalha o percurso da universitária Francisca Almeida, e, muito pelo contrário, a atitude dá mais vida ao dia corrido da estudante. “Não custa nada dar um pouco de afeto aos bichinhos que foram abandonados aqui”, considera a jovem.


Em meio a rotina universitária, alunos cuidam dos animais deixados no local (Foto: Elias Fontinele/O Dia)

Como Francisca, muitos outros universitários dispõem um pouco do seu tempo e recursos para cuidar dos animais que circulam pelos corredores da instituição. Nos centros de ensino como o CCHL e CCE, a presença dos animais, há muito, é tida como parte da rotina da instituição. Mas a instituição e também as ligas acadêmicas se empenham em ações para conscientizar contra o abandono de animais.

“Muita gente traz comida, água, isso a gente sempre vê. Mas é triste saber que há esse tipo de abandono, porque os animais sentem e sofrem com isso”, considera a jovem.

Instituições e Parques

Além das universidades, as instituições públicas, praças e parque são usados para o ato criminoso de abandono de animais. O Parque Ambiental do bairro Mocambinho, zona Norte da Cidade, também é alvo das ações.

Um funcionário do local, que preferiu não se identificar, afirma que a população costuma abandonar gatos nas dependências do local, que é um espaço de preservação da fauna e flora da cidade. “Tentamos coibir, alertando os vigias, mas muitas vezes não tem jeito. A sorte é que muitas pessoas também passam aqui para adotar os gatinhos”, destaca.

Os que não ganham um lar passam a depender da boa vontade de funcionários e visitantes do local, que colocam água e comida para os bichanos


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Maus-tratos e abandono são crimes

Quando a sensibilidade e respeito à vida de animais somem, entra em ação a punição aos atos de maus tratos e abandonos. A legislação no Brasil protege os animais desde 1934, data do decreto 24.645, de junho daquele ano, que protege os animais domésticos (cães, gatos, pássaros, etc.) e os pertencentes à fauna brasileira (papagaios, tucanos, onças, jabutis, entre outros) ou os exóticos (elefantes, leões, ferrets), além dos animais de trabalho (cavalos, jumentos) ou produção (aves, gado, suínos) e determina quais atitudes podem ser consideradas como maus-tratos.

Mais recentemente, a lei federal de crimes ambientais nº 9605 de 16/02 de 1998 reforçou o decreto de 1934 e especificou várias violações e penalidades para aqueles que praticam crimes contra os animais.

Segundo o artigo 32 desta lei, maus-tratos de animais são classificados como qualquer ato de abuso e maus-tratos. Ferir ou mutilar animais domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos também é crime de maus-tratos que tem como pena a detenção de três meses a um ano e multa.

A mesma lei também prevê como crime o abandono do animal. Idem para a prática de experimentos científicos que incorram no sofrimento do animal.


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Denúncia

Caso sejam presenciados maus- -tratos a animais de quaisquer espécies, sejam domésticos, domesticados, silvestres ou exóticos – como abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manutenção em lugar anti-higiênico, mutilação, presos em espaço incompatível ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação, utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse, agressão física, exposição a esforço excessivo e animais debilitados (tração), rinhas, etc. -, deve-se procurar a delegacia de polícia mais próxima para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

As penas para crime de maus tratos ou abandono podem ser efetivadas por meio de detenção, de três meses a um ano, e multa.

15 de junho de 2017

Eventos religiosos atraem milhares de jovens às ruas de Teresina

Marcha Para Jesus e a Procissão de Corpus Christi levaram milhares de pessoas em procissão pela capital, principalmente a juventude.

Pela décima sexta vez, fiéis de todo Piauí tomaram as ruas de Teresina para a Marcha para Jesus. Milhares de pessoas se reuniram na rotatória da avenida João XXIII na tarde de hoje para participar da caminhada, que começou por volta das 17h desta quinta-feira, a maioria jovens usando a camisa com o lema: Justiça e Fé.

“Estamos muito animados, mais uma Marcha para Jesus”, comentou o pastor Wellington, que faz parte da organização da Marcha. “Estamos com o coração muito feliz, por quê estamos crendo num tema que é muito importante: fé em Deus e Justiça. Vamos interceder para que nosso senhor Deus venha abençoar nosso Brasil e dar a nós além do que merecemos”, disse.

Concentração da Marcha para Jesus foi no cruzamento das avenidas Kennedy e João XXIII (Fotos: Elias Fontenele/ O Dia)

O pastor comenta ainda que, apesar de ser organizada pelas igrejas evangélicas, há pessoas de todos os credos na Marcha para Jesus. “Até organizações não evangélicas estão conosco somando, por que a marcha é para Jesus, não é para uma placa de igreja”, disse.

Segundo Josafá Soares, membro da organização, a expectativa é de pelo menos 30 mil pessoas. Quatro trios elétricos irão animar os passos dos fieis, que vieram dos mais variados locais de Teresina e de outras cidades do Piauí. “A juventude marca presença em massa. Acredito que a esperança está nos jovens”, comenta Josafá.

Juventude

São os jovens que dão sua força e alegria para a Marcha Para Jesus. Adolescentes de diversas igrejas pela capital e pelo Piauí formam a maioria de fieis usando a camiseta branca com o tema do ano.

"A gente marca tudo pelos grupos no Whatsapp para vir buscar o senhor", disse Stefani, de 22 anos (Foto: Elias Fontenele/ O Dia)

Stefani, de 22 anos, comenta que vem para a Marcha desde seus 17. “É importante demais. Sempre venho participar, buscar o senhor. É um evento grande e que a cada ano se renova”, disse. Ela frequenta a Igreja Mundial, no bairro Promorar, e estava a espera dos amigos para começar a caminhada. “A gente marca tudo pelos grupos no Whatsapp para vir buscar o senhor”.

Os jovens se apoiam uns nos outros para acompanhar a Marcha. Conversamos com a jovem Jéssica, que veio à marcha desde as primeiras edições. “É uma forma de evangelizar e de conhecer gente de outras igrejas, de toda Teresina”, comenta. Jéssica estava acompanhada de mais cinco amigos, entre elas Sâmia, a mais nova, vindo à marcha pela primeira vez. “Estou animada, achando ótimo. Já conheci várias pessoas”, disse. O grupo todo faz parte da mesma igreja Assembleia de Deus no bairro Dirceu.

Sâmia (a esquerda), Jéssica (ao centro) e amigos aguardam o início da Marcha para Jesus (Foto: Elias Fontenele/ O Dia)

Justiça e Fé

Há mais de 10 anos, o missionário João Batista vem à marcha usando uma fantasia bíblica. Em 2017, por ocasião do tema da Marcha, ele veio representando o momento da provação de Abraão, quando Deus lhe ordena que mate o próprio filho, Isaac. Abraão, segundo João Batista, é considerado o pai da fé. “É uma mensagem bíblica que representa que Deus provê todas as coisas”, explica.

O missionário João Batista em sua fantasia de Abraão com o filho Isaac (Foto: Andrê Nascimento/ O Dia)

Para João, o tema é bastante atual, e dialoga com o que tem acontecido recentemente na política e na sociedade brasileira. “Justiça nós queremos da Justiça, e fé nós requeremos das pessoas, que não se desanimem, por que ainda existe esperança. Nosso Brasil é um celeiro de homens capazes, honestos, que podem fazer história”, disse.

Procissão de Corpus Christi

Além da Marcha, aconteceu também a Procissão de Corpus Christi, evento tradicional do calendário católico de Teresina. Como manda a tradição, os fiéis confeccionaram um tapete de cerca de 110 metros, que pavimenta o caminho para o Santíssimo Sacramento, carregado pelo arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito. O longo tapete é enfeitado com símbolos do cristianismo.

Os fiéis acompanharam a Santa Missa na Catedral de Nossa Senhora das Dores, na Praça Saraiva, e saíram em procissão por volta das 18h. A caminhada representa a busca do povo hebreu por Canaã, a Terra Prometida. Segundo a organização, são esperados cerca de 9 mil pessoas.


103 pessoas morreram nas estradas do Piauí em 2017

Relatório da PRF revela que número de mortes nas estradas do Piauí aumentou 32% em comparação ao ano passado.

A Polícia Rodoviária Federal divulgou hoje (15) um relatório sobre os acidentes ocorridos nas estradas federais que cruzam o Piauí no ano de 2017. O resultado é alarmante: em cinco meses e meio, 103 pessoas morreram nas rodovias piauienses, e 652 ficaram feridas.

 A comparação com os dados do ano passado revela que não foi o número de acidentes que cresceu, mas a sua gravidade. Entre 1 de janeiro e 15 de junho de 2017, houveram 674 acidentes nas BRs do Piauí, enquanto no mesmo período de 2016 foram 708 acidentes. Entretanto, 2017 teve 75 acidentes com mortos, onze a mais do que no ano passado. 71 pessoas morreram em acidentes entre janeiro e junho de 2016.

Interdição

A avenida João XXIII estará interditada das 14h às 20h desta quinta-feira (15), para a Marcha para Jesus em Teresina. As ações serão concentradas no trecho da BR-343 (Av. João XXIII - da Ponte Juscelino Kubitschek até a rotatória da Avenida Presidente Kenedy no  São Cristóvão) , por onde está previsto percurso da caminhada. Os policiais rodoviários farão o controle de tráfego , orientação de trânsito, rondas ostensivas e fiscalização de trânsito.

A pista auxiliar da avenida João XXIII,  Sentido Centro - Bairro São Cristóvão, estará totalmente liberada durante a realização do evento. Usuários devem usar vias alternativas pra evitar o acesso pela Ponte e avenida João XXIII. 

BR 135

Vários acidentes registrados em 2017 ocorreram na BR 135, na região sul do Estado. O trecho já recebeu o apelido de “Estrada da morte”, e apresenta um grande número de acidentes graves devido ás péssimas condições da via. Um relatório feito pela PRF do Piauí em maio, com auxílio de agentes da PRF do Sergipe, concluíram que a estrada é demasiado estreita, não possui acostamento, e a altura do desnível entre o asfalto e a lateral da pista chega 30 cm. 

Último acidente grave BR 135 causou a morte de seis pessoas, incluindo uma criança, ocorreu há três dias (Foto: Reprodução)

Com o relatório a PRF e o DNIT pediram que fosse feita uma reforma na BR, mas a obra ainda não aconteceu. a Polícia Rodoviária chegou a pedir que o tráfego na região fosse restrito, proibindo a circulação de veículos grandes no período noturno, por conta das condições da via.

O mais recente deles aconteceu há apenas três dias, quando uma colisão frontal entre um carro de passeio e uma caminhonete deixou seis mortos, entre eles uma criança de três anos.


Saiba mais sobre os acidentes na BR 135:

Quatro pessoas morrem em acidente na BR-135 em Cristalândia 

Mais 4 pessoas perdem a vida em acidente na BR-135 próximo a Cristalândia-PI 

PRF registra aumento de 1000% no número de mortes durante carnaval 

Vítimas de novo acidente na BR-135 são identificadas 

Após 15 mortes, PRF vai pedir restrição de veículos em trecho de BR 

Acidente na BR-135 deixa seis mortos, entre eles uma criança 


O tenente Pinheiro, da Polícia Militar de Bom Jesus comenta que este não foi o único acidente ocorrido nesta semana. “Eu estou de serviço constantemente e acompanhando todos os acidentes. Depois daquele [acidente que matou seis pessoas], já houveram bem uns três, graves. Em Alvorada do Gurgueia teve uma acidente entre dois carros, perca total. Graças a deus não teve vítima fatal”, comenta o tenente.

Policiais militares que trabalham na região começaram uma mobilização para chamar a atenção do poder público para as condições da via, e pedir que sejam feitas melhorias para evitar novas mortes. “Se não for feito nada, vai morrer muita gente. Por que cada vez mais ta aumentando o transito, e as pessoas estão se locomovendo mais. Estamos fazendo essa mobilização para ver se as autoridades tomam alguma providência”, disse o tenente Pinheiro.


Sinte-PI elege nova diretoria na próxima segunda-feira; veja propostas!

Três chapas disputam o pleito. A chapa 1 é encabeçada por Paulina Almeida, a chapa 2 por Maklandel Aquino, e a chapa 3 por Lourdes Melo.

Na próxima segunda-feira, 19 de junho, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (Sinte-PI) realiza a eleição para a escolha da diretoria que ficará à frente da entidade pelo próximo quadriênio.

Três chapas disputam o pleito. A chapa 1 é encabeçada pela professora Paulina Almeida, que tem o apoio da professora Odeni Silva, atual presidente do Sinte-PI, e que está à frente da entidade há quase 14 anos.

A chapa 2 tem como candidato a presidente o professor Maklandel Aquino, que já foi candidato a prefeito de Teresina e governador do estado pelo PSol. Por fim, a chapa 3 é encabeçada pela professora Lourdes Melo, que também já disputou os cargos de chefe do Executivo na capital e no estado, pelo PCO.

Lourdes Melo afirma que a chapa 3 tem como propostas principais a recuperação de direitos perdidos pelos trabalhadores em educação durante as últimas décadas. Para a professora, essas derrotas ocorreram porque a atual diretoria, que está à frente do Sinte-PI há mais de 25 anos, apresentou uma postura complacente com o Governo do Estado em muitas ocasiões. 


A professora Lourdes Melo é candidata a presidente do Sinte-PI pela chapa 3 (Foto: Assis Fernandes / O DIA)


"Nas eleições do Sinte-PI, sempre predomina o poderio econômico da atual diretoria, que está há mais de 25 anos à frente do sindicato. É um sindicato rico, que arrecada cerca de R$ 10 milhões por ano. E nós estamos participando desse pleito, enfrentando todas as adversidades, para dizer que este é um momento de debate, onde a gente faz um diálogo com os trabalhadores e apresentamos as nossas propostas de luta, em defesa dos direitos dos trabalhadores. Porque a direção que está lá é uma direção carcomida. Já deu o que tinha de dar. É preciso renovar", afirma Lourdes Melo.

A candidata a presidente do Sinte-PI pela chapa 3 acrescenta que, paralelamente à luta interna pelos direitos dos trabalhadores da educação, seu grupo também está realizando um movimento em favor da democracia e contra o que ela chama de "golpe de Estado que está em curso no Brasil", desde que atual presidente Michel Temer (PMDB) assumiu o comando do Poder Executivo no país. "As nossas reivindicações imediatas são prejudicadas com o golpe. A aposentadoria especial que nós temos está sendo ameaçada. A terceirização total proposta pelos golpistas prejudica até a realização de concursos públicos. Sem falar na intenção dos golpistas de privatizar os serviços públicos nas áreas de saúde e educação", afirma Lourdes Melo, acrescentando que outra proposta nociva que tramita no Congresso Nacional é o projeto de lei conhecido como "Escola sem partido", que prevê regras para proibir os professores de tratarem sobre política em sala de aula.

Lourdes Melo critica o fato de a atual diretoria ter lançado o edital da eleição muito próximo da data da votação - cerca de um mês de antecedência -, o que impediu que as chapas de oposição fizessem uma campanha satisfatória, sobretudo por se tratar de um estado com 224 municípios e com grande extensão territorial.

Ela também levanta suspeitas sobre a lisura do pleito, uma vez que a comissão eleitoral é formada quase que exclusivamente por pessoas ligadas à chapa da situação.

Maklandel Aquino, da chapa 2, opina que os trabalhadores em educação estão sendo desrespeitados sistematicamente pelas últimas gestões que se sucederam à frente do Governo do Piauí.

O professor Maklandel Aquino (Foto: Assis Fernandes / Arquivo O DIA)

"É uma oposição justamente para resgatar o sindicato para as lutas, para realizar nossos sonhos de valorização, de respeito, uma vez que a categoria anda longe de ser respeitada como deveria, em virtude de a direção atual ser responsável por inúmeras perdas ao longo dos quase 30 anos em que está à frente do sindicato. Eu cito o fim da regência, o fim da licença prêmio e a destruição do Plano de Cargos e Carreiras dos trabalhadores em educação do Piauí, que é um dos piores do Brasil, segundo a própria presidente do CNTE [Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação]", pontua Maklandel.

O candidato da chapa 2 diz, ainda, que o sindicato precisa recuperar sua credibilidade junto à base, e que uma de suas prioridades, caso seja vitorioso, será estimular a filiação dos trabalhadores à entidade, bem como uma participação mais intensa das categorias nas assembleias do Sinte-PI. "Nós vamos recuperar essa credibilidade ouvindo, dialogando, propondo, construindo juntos um novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários, que seja capaz, efetivamente, de valorizar os trabalhadores em educação. Não só os professores, mas também os operacionais e os administrativos", ressalta Maklandel, acrescentando que o sindicato não pode estar "vinculado ao governo", pois isso gera perda de direitos.

"Queremos democratizar a gestão do Sinte. Ouvir as categorias, dialogar com as categorias em cada ponto de trabalho no estado do Piauí. Vamos também fiscalizar os recursos públicos da educação, denunciar os desmandos na utilização desses recursos, pressionar a Assembleia Legislativa na elaboração das leis orçamentárias, para que o setor receba mais recursos. E vamos incentivar a formação dos trabalhadores", conclui Maklandel.

A professora Paulina Almeida, da chapa 1, diz que pretende continuar fortalecendo os profissionais da educação, com foco no tripé formado por um piso digno, boas condições de trabalho e formação inicial e continuada dos profissionais.


A atual presidente Odeni Silva, e a candidata da chapa 1, Paulina Almeida (Foto: Divulgação)


Como os demais candidatos, Paulina também afirma que pretende defender a reformulação do PCCS, que é de 2006, e, segundo eles, está defasado. Além disso, a candidata da chapa 1 acrescenta que, se eleita, vai cobrar a realização de melhorias nas escolas de tempo integral do estado.

"A gente percebe que os profissionais que atuam nas escolas de tempo integral não têm boas condições de trabalho nem são devidamente valorizados. Por exemplo, a gratificação paga a esses profissionais é a mesma desde que a escola em tempo integral foi implantada no Piauí, no ano de 2009, ou seja, está totalmente desvalorizada. E é preciso melhorar as condições de trabalho para que as escolas realmente funcionem, do jeito que é o projeto de tempo integral em em Pernambuco e nos países desenvolvidos", salienta Paulina Almeida.

A candidata da chapa 1 diz que, se eleita, vai também buscar uma renegociação do reajuste salarial dos funcionários de escolas acertado com o Governo do Estado para este ano, que prevê um aumento de 6,29% parcelado em duas vezes - sendo a metade do percentual implantado já este mês e a outra metade apenas em janeiro de 2018.

"Na verdade, nós não estamos conformados, e vamos lutar para que esse restante de percentual para o segundo semestre deste ano. Vamos também lutar pelo reenquadramento dos nossos profissionais, que é uma valorização baseada no currículo do trabalhador. Isso já vem sendo protelado há muito tempo. Viemos fazendo essa discussão mas precisamos que ela avance", afirma Paulina, acrescentando que também vai lutar pela manutenção da paridade e da integralidade dos salários dos aposentados.

Odeni Silva garante que eleição segue o regimento e não há possibilidade de haver fraude

A atual presidente do Sinte-PI rebateu as críticas feitas pelos candidatos das chapas de oposição, afirmando que nas suas gestões o sindicato conseguiu várias conquistas para os professores e para as demais categorias ligadas ao sindicato.

"Os candidatos de oposição deveriam fazer o debate de propostas. No entanto, as oposições no Sinte só fazem críticas, acusam e não nos ajudam na luta. O Sinte tem muitas conquistas. Nós somos o único estado em que houve todos os ajustes do piso salarial, de 2008 pra cá. E isso não foi obtido pela bondade do governo não. Foi pela luta. Além disso, como nós podemos ser complacentes com o governo se nós somos um dos sindicatos que mais fazem greve no Brasil", questiona Odeni Silva.

"O Sinte é uma entidade autônoma, independente. Agora, nós temos o diálogo como princípio. E as oposições do Sinte não têm diálogo nem entre elas mesmas", acrescenta.

Odeni também assegura que não há possibilidade de haver qualquer tipo de fraude na eleição do sindicato. "O regimento é estatutário e foi aprovado em assembleia geral da qual todos eles participaram. Se eles não têm votos e não têm pessoas que concordem com as posições deles, é outra coisa [...] Eu tenho certeza que não haverá [fraude], mas é um direito deles recorrer caso haja, o que eu tenho certeza que não vai ocorrer, porque há muita democracia no trabalho da comissão eleitoral", conclui Odeni Silva.

14 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta quarta-feira (14/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

PM aposentado é preso acusado de estupro na cidade de Lagoinha

Um policial militar aposentado de 71 anos foi preso nesta quarta-feira (14) na cidade de Alagoinha, acusado de estuprar uma menina de 13 anos, na cidade de Lagoinha do Piauí. Segundo a Polícia Civil, a vítima começou a ser abusada quando tinha apenas 11 anos e desde então, os atos eram praticados constantemente.

Leia mais 


Prefeito veta projeto sobre pratos e talheres adaptados em restaurantes

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), vetou o Projeto de Lei que dispõe sobre a obrigatoriedade dos estabelecimentos disponibilizarem pratos e talheres adaptados à pessoas com deficiência visual e/ou mobilidade reduzida. O projeto é de autoria da vereadora Cida Santiago, aprovado na Câmara e o veto acata orientações do Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) e de várias entidades sociais ligadas ao segmento das pessoas com deficiência visual.

Leia mais 


Prática de empinar pipas pode danificar a rede elétrica e causar acidentes

Considerada diversão para muitas pessoas, a prática de empinar pipas representa perigo quando acontece em local inapropriado, principalmente se o lugar escolhido for perto de fiações elétricas e redes de energia. Nestes meses de junho e julho, quando venta mais fortemente em Teresina, a preocupação com este tipo de brincadeira em regiões inadequadas aumenta.

Leia mais 


Jovem desaparece e deixa recado: “Eu odeio esse lugar”

O desaparecimento da estudante Gabriela Alves da Silva, de 14 anos, está comovendo os moradores da cidade de Amarante, a 160 km de Teresina. A jovem saiu no último domingo (11) dizendo que iria à casa de uma colega, mas não voltou até a tarde desta quarta-feira (14).

Leia mais 


Polícia investiga depredação em ponto turístico de Pedro II

O delegado Paulo, titular da Delegacia de Pedro II, afirma que o caso de depredação das dependências do mirante do Morro do Gritador não se trata de vandalismo. “Não podemos falar nada agora, mas temos uma linha de investigação quase certa. O que posso dizer é que não foi vandalismo”, disse o delegado.

Leia mais 

Jovem desaparece e deixa recado: “Eu odeio esse lugar”

Gabriela, de 14 anos, saiu no último domingo dizendo que iria à casa de uma colega, mas não voltou até a tarde desta quarta

O desaparecimento da estudante Gabriela Alves da Silva, de 14 anos, está comovendo os moradores da cidade de Amarante, a 160 km de Teresina. A jovem saiu no último domingo (11) dizendo que iria à casa de uma colega, mas não voltou até a tarde desta quarta-feira (14).

Os familiares estão desesperados, principalmente depois que viram uma mensagem escrita na parede do quarto da adolescente. “Eu odeio esse lugar, eu odeio tudo isso. Eu vou guiar o caminho certo que eu tenho fé em Deus. Escute o seu coração e não o seu pensamento que Deus está lendo isso”, diz o texto.

Em entrevista a um portal local, Maria Aparecida Alves Cardoso, mãe da jovem, afirmou que a filha não tinha o hábito de sair de casa, não usava WhatsApp, Facebook não tinha namorado. “Fiz a comida e ela estava assistindo TV. Ela tem o costume de sair somente para a casa das colegas, mas voltava logo. No domingo, eu esperei e nada. Pedi os meninos para dar uma volta, mas não viram ela. A Gabriela não saía do bairro”, disse Aparecida.

A mãe acredita que a adolescente tenha escrito na parede na semana passada, mas como não sabe ler, desconhecia o conteúdo da mensagem. “Eu só sei que ela gostava muito de ler vários livros e a bíblia também. Nossa vida sempre foi tranquila, nunca tivemos problemas, mas ela dizia que não gostava desse lugar”, conta.

No dia do sumiço da jovem, o tio Nonato Alves Cardoso teria encontrado em uma mata próxima à residência de Gabriela, uma bolsa contendo mudas de roupas, creme dental e dois números de telefones. A mãe confirmou que os pertences eram da jovem.

Ainda no domingo, a jovem teria sido vista na BR-343 por um vizinho conhecido como Nenzin. A jovem estaria com uma mochila, trajando uma bermuda branca e uma blusa branca com flores. Nenzin contou ao portal Somos Notícia que Gabriela teria montando na moto de um homem desconhecido. “Não conheci porque ele estava com capacete, mas aparentava ter certa idade”, disse a testemunha.

Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Amarante. A família pede que qualquer informação que ajudem na localização da jovem seja repassada através do número 86 9 9531 1732.

Prática de empinar pipas pode danificar a rede elétrica e causar acidentes

Ao longo de 2016, a Eltrobras contabilizou 96 interrupções no fornecimento de energia causadas por pipas em THE. Mais de 23 mil pessoas foram afetadas.

Considerada diversão para muitas pessoas, a prática de empinar pipas representa perigo quando acontece em local inapropriado, principalmente se o lugar escolhido for perto de fiações elétricas e redes de energia. Nestes meses de junho e julho, quando venta mais fortemente em Teresina, a preocupação com este tipo de brincadeira em regiões inadequadas aumenta.

Somente no ano passado, a Eletrobras Distribuição Piauí registrou 96 ocorrências de interrupção de energia na região metropolitana de Teresina em decorrência de pipas enroscadas na rede. Isso provocou a suspensão no fornecimento de energia a mais de 23 mil pessoas. A informação é do gerente de operações da Eletrobras PI, Daniel Ângelo. Ele ressalta que esses desligamentos podem provocar prejuízos à Eletrobras e aos consumidores, com a queima de equipamentos elétricos em residências e comércios.

Mas os riscos não são apenas materiais. Empinar pipas próximo a fiação elétrica pode levar a acidentes sérios e inclusive à morte, em casos de ocorrência de curto circuito. A Eletrobras alerta que pipas com cerol, que é uma mistura cortante, tornam a brincadeira ainda mais perigosa. “Uma simples linha de papagaio confeccionada com material condutor pode provocar choque elétrico e rompimento de fios ao entrar em contato com a rede de energia”, explica Daniel Ângelo.

A Eletrobras PI orienta as pessoas que forem soltar pipas a evitar brincar perto de antenas, fios telefônicos ou cabos elétricos, procurando locais abertos como praças e parques. Deve-se também evitar empinar pipas em cima de lajes e telhados, jamais utilizar linha metálica, como fio de cobre de bobinas ou cerol (mistura de cola com caco de vidro). Pipas feitas com papel laminado também oferecem um grande risco de choque elétrico.


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Além desses cuidados, as pessoas devem soltar pipas sem rabiola, como as arraias, porque, na maioria dos casos, ela pode prender nos fios. No caso de a pipa enroscar na fiação elétrica, a Eletrobras orienta que as pessoas não tentem retira-la, nem mesmo usando canos, vergalhões ou bambus.

As pessoas devem também ter cuidado com ruas e lugares movimentados, principalmente porque a prática de empinar pipa requer que a pessoa fique olhando para cima. “As pessoas andam para trás olhando para o céu e podem acabar se machucando em buracos na pista ou causando pequenos acidentes envolvendo terceiros”, diz o diretor de operações da Eletrobras.

Cuidado especial deve ser tido também com motociclistas e ciclistas. As linhas, por não serem de fácil visualização, representam um risco maior para essas pessoas, portanto aqueles que forem empinar pipa devem ter a atenção de verificar se a linha não está atravessando o caminho de motos e bicicletas.

Reservatórios funcionam apenas com 8% de sua capacidade

Quarenta cidades piauienses podem ter dificuldades com abastecimento por conta da seca e da distribuição de água por adutoras

O governador Wellington Dias (PT) anunciou, na semana passada, a necessidade de racionamento de água em pelo menos 40 municípios piauienses. O decreto é para evitar uma crise hídrica no Piauí nos próximos meses. De acordo com o secretário de desenvolvimento rural, Francisco Limma, os reservatórios dessas cidades estão operando com apenas 8% de suas capacidades.

Segundo Limma, o período chuvoso no ano passado foi menor do que o esperado. “Choveu menos do que este ano e nós tivemos uma safra reduzida, que representa 40% do que a gente tem esse ano. Porém, nesses 40 municípios, vamos ter muito mais dificuldades com o abastecimento de água. Temos vários reservató- rios com 8% a 12% preenchidas com água”, disse. 

A principal consequência do baixo número, como citou o secretário, é o comprometimento da distribuição de água por adutoras. Entre os munícipios com pouca capacidade em reservatórios, estão Pio IX, São Julião, Padre Marcos e a barragem de São Raimundo Nonato. 

Nesse primeiro momento, a orientação do governo foi de que sejam consumidos, diariamente, de 50 a 70 litros de água por família. Além do racionamento de água, serão tomadas medidas que garantam a segurança hídrica nas regiões mais afetadas com a falta de água, segundo Limma. O governador já instalou uma comissão de atenção especial que será coordenada pela Defesa Civil, Instituto de Águas, Emater, SDR e Agespisa. “Estamos com problemas seríssimo de abastecimento de água para consumo humano. Então, a primeira solução é usar o carro-pipa, emergencialmente”, pontuou.

13 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta terça-feira (13/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

MP dá 30 dias para que FMS regularize fornecimento leite especial e suplementos

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da 29º Promotoria de Justiça de Teresina, ajuizou uma ação civil pública para cobrar da Fundação Municipal de Saúde a regularização no fornecimento de suplementos e fórmulas especiais a todos os usuários de atenção especializada em terapia nutricional.

Leia mais 


Em reunião com gestores, Dias cobra execução de R$ 1 bilhão em obras

O governador Wellington Dias cobrou a execução de R$ 1,1 bilhão que o Estado tem em obras no Orçamento Geral da União. Na última segunda-feira (12), o chefe do executivo reuniu gestores de todos os órgãos da administração direta e indireta para alinhar ações e estabelecer prioridades a serem perseguidas até o fim do ano.

Leia mais 


PF prende irmãos acusados de desviar mais de R$ 1 milhão da previdência

Dois irmãos foram presos nesta terça feira (13) em Teresina na Operação Duo Frates, deflagrada pela Polícia Federal do Maranhão. Eles são acusados de liderar um esquema de fraude que teria desviado R$ 1,15 milhão da previdência social. A PF cumpriu, além dos mandados de prisão preventiva, mais três mandados de busca e apreensão.

Leia mais 


Polícia desvenda crime de calúnia cometido via Facebook e Whatsapp

A Polícia Civil cumpriu, na manhã desta terça-feira (13), um mandado de busca e apreensão numa empresa situada na Avenida Centenário, bairro Aeroporto, na zona norte da capital. Segundo o delegado Daniell Pires Ferreira, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, o mandado judicial foi expedido em razão da prática do crime de calúnia, previsto no artigo 138 do Código Penal brasileiro, tendo como vítima um servidor público estadual.

Leia mais 


Cão amarrado e abandonado na avenida Raul Lopes ganha novo dono

Nesta segunda (12), um cachorro foi abandonado na avenida Raul Lopes, próximo à Ponte Estaiada. O animal da raça Pastor Alemão estava com uma corda no pescoço, que o prendia a uma estaca de concreto. Aparentemente muito agitado, moradores contam que o cachorro não parava de latir, parecia estar cansado e com medo por conta do trânsito e  movimento de pessoas.

Leia mais 

PRF intensifica fiscalização por conta do feriado e do Festival de Pedro II

Festival de Inverno de Pedro II deve fazer aumentar fluxo de veículos nas rodovias federais, principalmente nas BRs 343 e 404.

As rodovias federais que cortam o Piauí receberão reforços na fiscalização durante o feriado de Corpus Christi, e eventos como o Festival de Inverno de Pedro II devem fazer aumentar o fluxo de veículos nas BRs. A operação tem início às 00h desta quarta-feira. Cerca de 300 policiais irão participar.

Segundo nota da Polícia Rodoviária Federal à imprensa, haverá reforço na fiscalização e no efetivo na região de Piripiri e Pedro II, por ocasião da realização do Festival de Inverno de Pedro II , que acontece de quinta-feira (15) ao domingo (18). O festival deve atrair um grande fluxo de turistas, impactando o fluxo de veículos e pessoas nas BRs 343 e 404.

Segundo o inspetor Jonas Mata, haverá uma intensificação da fiscalização na BR 135, que têm gerado um alto número de acidentes com mortes nos últimos meses. O mais recente deles, ocorrido no último final de semana, tirou a vida de seis pessoas, entre elas um bebê de 1 ano e três meses.

“Vamos continuar com a fiscalização itinerante, que já faz parte do nosso cotidiano. Nosso objetivo maior é reduzir acidentes, tanto no número quanto na gravidade”, declarou o inspetor. A BR 135 é alvo de atenção redobrada da Polícia Rodoviária Federal, que já elaborou diversos relatórios sobre os problemas da rodovia.

Os policiais irão reforçar as operações de fiscalização com mais testes de alcoolemia e de excesso de velocidade, através de radar fotográfico. Haverá ainda intensificação na fiscalização de motoqueiro, observado o uso e regularidade do capacete, equipamentos obrigatórios, sistema de iluminação, habilitação.

A PRF irá realizar ainda o Cinema Rodoviário, com vídeos educativos sobre os cuidados no trânsito, em vários postos da PRF espalhados pelo estado. 

Projeto de minifranquias sociais do babaçu receberá incentivo da SDR

Projeto de minifranquias sociais do babaçu receberá incentivo da SDR

O projeto “Minifranquias sociais na cadeia produtiva do coco babaçu” foi apresentado, nessa segunda-feira (12), pelo professor do curso de Administração da Universidade Federal do Piauí (UFPI) Tiago Patrício, em enconto que teve  a participação do diretor do Crédito Fundiário Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural, Adalberto Pereira, do reitor da UFPI, Arimatéia Dantas; do reitor da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Nouga Cardoso Batista; senadora Regina Sousa; presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes, e representantes de outros órgãos estaduais, entidades e associações de quebradeiras de coco.

Adriana Maria Alves Carneiro, presidente do Conselho do Povoado Lagoa de Dentro, onde aproximadamente 40 famílias vivem ou complementam o orçamento com a produção de derivados do coco babaçu, disse que o projeto vai ajudar a comunidade a melhorar a renda. “Da amêndoa tiramos o azeite, da casca o carvão, da palha abano e muitas outras coisas. No povoado, a maioria vive do que apura quebrando o coco. O trabalho foi desvalorizando com o tempo e acho que esta será uma forma da gente melhorar nossa renda”, avalia a presidente.

Adalberto Pereira, que representou o secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, na reunião, avalia que este é um projeto de interesse do governo e que a SDR irá apoiar. “Até porque a secretaria já desenvolve várias ações nesta cadeia produtiva por meio do Compra Direta (PAA), que adquire produtos como o azeite e o mesocarpo do coco babaçu, do Progere, programa de geração de renda na área de planos de negócio, e o Programa Viva o Semiárido (PVSA), atendendo a um público que inclui as quebradeiras de coco”, pontuou o diretor.

Pereira frisou que o projeto é resultado de uma emenda parlamentar da senadora Regina Sousa (PT) e tem como foco a preservação do coco babaçu e que uma das formas das pessoas preservarem é estimular a comercialização. “Essa cadeia produtiva tem uma diversidade muito grande de utilidades que permite uma geração de trabalho e renda extraordinária. A UFPI, com apoio das parcerias, pretende tornar o projeto atraente, do ponto de vista econômico e social, e, com isso incentivar as pessoas a terem um compromisso maior com a preservação do babaçu”, concluiu Adalberto.

A Universidade Federal do Piauí irá confirmar nova agenda para os próximos dias a fim de assinar parcerias para o início da implantação do projeto piloto na área rural de Teresina.

12 de junho de 2017

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta segunda-feira (12/06)

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os últimos acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

Cleandro Moura é o candidato mais votado e compõe lista tríplice da MP/PI

O atual Procurador Geral de Justiça, Cleandro Moura, foi o candidato mais votado na eleição para a formação da lista tríplice, que será encaminhada ao governador para a escolha do novo Procurador-Geral. Além dele, os promotores Paulo Rubens e Hugo Cardoso, que estão entre os mais votados, compõe a aliança. 

Leia mais 


Acidente na BR-135 deixa seis mortos, entre eles uma criança

Uma colisão frontal entre um carro de passeio e uma caminhonete na manhã desta segunda-feira (12) deixou seis mortos, entre eles uma menina de três anos de idade. O grave acidente ocorreu na BR-135, entre os municípios de Bom Jesus e Gilbués, próximo ao povoado Eugenópolis.

Leia mais 


Greve dos servidores da Adapi coloca em risco segurança alimentar no Piauí

Servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) estão em greve desde o dia 1º de junho e vão realizar na próxima quarta-feira (14) uma manifestação em frente à sede do órgão, no bairro Morro da Esperança, zona norte de Teresina.

Leia mais 


Estado libera vacina contra gripe para o público 'não-alvo' da campanha em THE

A campanha, em sua primeira fase foi dirigida aos indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, professores das escolas públicas e privadas.

Leia mais 


Juiz arquiva inquérito que investigava obstetra por suposto abuso sexual

Chegou ao fim o inquérito que investigava o obstetra Felizardo Batista, denunciado por suposto abuso sexual praticado em consultas ginecológicas e obstétricas na maternidade Santa Fé e na Clínica Batista. O juiz da Central de Inquéritos, Luiz de Moura Correia, decidiu acatar o parecer do promotor Francisco Raulino Neto e arquivou o processo.

Leia mais 

SDR realizou oficina sobre comercialização de produtos da ovinocaprinocultura

SDR realizou oficina sobre comercialização de produtos da ovinocaprinocultura

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio do projeto Viva o Semiárido, promoveu de quarta (07) até este sábado (10) uma oficina sobre a comercialização dos produtos da ovinocaprinocultura para produtores da Chapada do Vale do Itaim.  O evento aconteceu no Instituto Federal do Piauí – Campus de Paulistana e visa, juntamente com as lideranças desta cadeia produtiva, estabelecer critérios, definir a melhor opção para a constituição de uma nova organização associativa nesta região e tomar medidas de encaminhamentos para um programa consistente de consolidação organizativa e realização de geração de renda e ação solidária.

A realização desta oficina surgiu a partir dos interesses, necessidades e objetivos das associações de criadores de ovinos e caprinos do território da Chapada do Vale do Itaim e também da autoavaliação dos associados sobre o contexto socioeconômico vivido na região.

De acordo com o secretário da SDR, Francisco Limma, a região de Paulistana aglomera vários planos de negócios sendo executados por meio do Viva o Semiárido; sendo a maior parte deles, voltada para o apoio à ovinocaprinocultura. “Lá, também tem um plano de negócio estratégico, que é uma parceria com a Ascobetânia. O território Chapada Vale do Itaim, que reúne 16 municípios, comercializa mais de 100 mil animais, por ano. Nesta oportunidade, também estão sendo discutidas parcerias com associações, mas também com o poder público através das prefeituras, secretarias municipais de agricultura e com o IFPI de Paulistana”, reforçou Francisco Limma.

Ainda na fala do secretário da SDR, ele antecipou que ideia é expandir esta ação para outros territórios, como a Serra da Capivara, onde a ovinocaprinocultura tem um forte potencial e vários planos de negócios voltados para o incentivo deste setor produtivo.

Francisco das Chagas Ribeiro (Chicão), diretor do projeto Viva o Semiárido, informou que o estado está contando com assessoria do Daniel Rech, um renomado advogado e consultor de movimentos populares, autor de vários livros nesta área do cooperativismo e do associativismo; e referência nacional neste tema. “Estamos trabalhando para encontrar a melhor forma de organizar o processo de comercialização naquela região, que é um dos grandes fornecedores de ovinos e caprinos para os mercados da Bahia, Pernambuco e do Piauí”, enfatizou Chicão.

Durante a oficina foram apresentadas diversas alternativas organizativas, características, limites e possibilidades, para constituir uma base sólida de conhecimento. Também foi feito um levantamento de informações das associações sobre a fase do projeto que se encontram, metas, estratégias e desafios. Acontece ainda a criação de um grupo representativo do quadro de associados para participar do processo de construção das associações, elaboração de uma proposta de organização associativa e providências correspondentes.

Os eixos centrais trabalhados foram “Natureza Jurídica de Organizações Associativas” e ainda “Viabilidade Socioeconômica de Novo Ente Jurídico”. Ao final, foi construído um plano de trabalho, tendo como base as decisões tomadas, no qual vai consta as prioridades, metas, prazos e distribuição de responsabilidades.

Piauí bate recorde na safra de grãos

A área cultivada com soja no Piauí passou de 565 mil hectares

A tecnologia aliada a regularidade de chuvas no cerrado piauiense contribuiu para que o Piauí alcançasse em 2017 a marca recorde de mais de quatro milhões de toneladas de grãos colhidos. O desenvolvimento da cultura da soja é responsável por mais da metade dessa produção, estima-se que este ano estão sendo colhidos mais dois milhões de toneladas, um aumento de aproximadamente 226%. Essa excelente produção tem sido uma impulsionadora da economia do Estado, aumentando o Produto Interno Bruto (PIB) e gerando emprego e renda, principalmente na região sul.

A área cultivada com soja no Piauí passou de 565 mil hectares, em 2015/2016, para mais de 680 mil hectares, neste ano, alta de 21%. Já a produtividade, segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), teve um incremento de um ano para o outro impressionante.

A Fazenda Progresso localizada na PI-247, no município de Sebastião Leal é um dos empreendimentos que comemoram a boa safra, o grupo que está há 15 anos na região plantou 42 mil hectares de grãos, sendo 37 mil de soja e 5 mil de milho, conseguindo uma colheita equivalente a 400mil sacas. De acordo com o agrônomo responsável, Rogério Rodrigues, a colheita deste ano superou as expectativas. “Tivemos dois anos muito ruins, podemos dizer que 2015 foi ruim e que 2016 foi péssimo. No entanto, 2017 atendeu as expectativas, reascendeu a esperanças e principalmente a certeza de que conseguiremos seguir investindo em tecnologia, pois em anos em que a rentabilidade é pouca, os recursos ficam mais escassos para o setor tecnológico”, explica.

A Fazenda Progresso tem investido bastante em tecnologia principalmente em relação ao beneficiamento das sementes, sendo respeitada nacionalmente. A colheita acontece dia e noite, toda a equipe recebe treinamento específico deste a plantação que conta com apoio de pequenos aviões que ajudam no controle de pragas a máquinas que fazem o trabalho de dezenas de homens em alguns minutos. As colheitadeiras passam retirando a soja do campo e separando a chamada palhada da soja. A saca de soja tem sido vendida atualmente por, em média, R$62,00. Boa parte dessa produção, vai para o mercado asiático e também para o mercado interno.

O Grupo Progresso é responsável por 288 empregos diretos. São pessoas como o jovem Ricardo Silva, morador do município de Sebastião Leal, formado em Segurança do Trabalho pelo Instituto Federal do Piauí (IFPI) que há 8 meses exerce a função na Fazenda. “Não precisei buscar outras regiões para encontrar um emprego. Estou tendo a oportunidade de ficar próximo aos meus pais e vejo na rotina da empresa grandes possibilidades de crescimento. Temos muitos exemplos de pessoas que iniciaram na empresa exercendo uma função, mas se qualificaram e hoje estão em cargos bem melhores e com uma maior renda. Minha expectativa é de também poder crescer aqui mesmo dentro da empresa e também ter a experiência necessária para alcançar novas oportunidades”, disse o jovem.

O técnico em Segurança do Trabalho ressaltou que sempre que tem oportunidade conversa com os outros empregados e é notório a satisfação quanto a colheita deste ano. “Com a boa safra as pessoas ficam menos tensas, por que de certa forma elas sabem que os seus empregos não estão em perigo. Tem muita gente aqui que já trabalhou em outros campos do país por falta de oportunidade na região. Isso agora está mudando, muitos voltaram e querem aqui permanecer”, revela Ricardo.

De acordo com o presidente da Associação de Produtores Rurais da Serra Branca, Enéas Bovino, a regularidade das chuvas também ajudou os pequenos produtores que não contam com tanta tecnologia no manejo do solo. “Esse ano acredito que todos têm que comemorar. Passamos por períodos difíceis no qual a safra chegou a ser entre oito e dez sacas por hectare. E esse ano, conseguimos dar a volta por cima e já se fala em 50 sacas por hectare. Precisamos lembrar da persistência e da garra desses homens e mulheres que não se deixaram abater e que segue com essa força que tem o sangue do agricultor”, disse.

O superintendente de Agronegócio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Filemon Paranaguá ressaltou a política do Estado de apoio também aos médios e pequenos produtores. “O governo tem feito ações importantes no sentido proporcionar aos agricultores o acesso ao crédito, por meio da regularização fundiária e também da renegociação de dívidas. Com o acesso ao crédito esses agricultores podem investir no melhoramento do solo e também na compra de maquinários. O Governo também está trabalhando para em parceria recuperar as estradas, o que vai facilitar o escoamento da produção e também baratear a aquisição de insumos” disse.

Minha Casa Legal atende mutuários dos municípios de Pedro II e Piripiri

As ações itinerantes consiste em levar serviços jurídicos para os mutuários

A Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi) instalará nesta semana escritórios itinerantes do Programa Minha Casa Legal nas cidades de Pedro II e Piripiri. Os mutuários de Pedro II serão atendidos dia 12 de junho, no Auditório do Instituto Federal – IFPI, localizado na rua Manoel Jorge da Cruz, nº 750, bairro Engenho Novo, das 8h às 17hs. 

Já nos dias 13 e 14 de junho, a equipe técnica da Emgerpi levará os serviços itinerantes para os mutuários da cidade de Piripiri. O atendimento neste município será realizado das 8h às 18h na Escola Municipal Antônio Monteiro Alves, localizada na Avenida Vereador Sérgio Bezerra, nº 505, no Conjunto Expedito Resende.

O Programa Minha Casa Legal atua na regularização fundiária urbana e financeira dos imóveis construídos pela extinta Cohab-Pi, Bep e Iapep. As ações itinerantes consistem em levar serviços jurídicos para todos os mutuários de Teresina e do interior do Piauí, sempre em espaços localizados dentro ou próximos dos conjuntos habitacionais. Com isso a Emgerpi buscar consolidar uma de suas metas que é prestar atendimentos, com mais comodidade, para as pessoas que buscam regularizar os seus imóveis e receber as escrituras definitivas das suas casas. 

No município de Pedro II, a equipe da Emgerpi atenderá os mutuários dos conjuntos habitacionais: Itamaraty, que possui 40 imóveis, todos construídos pela extinta Cohab-PI, e também os moradores do conjunto Santa Maria Alves, que tem 98 imóveis construídas pelo extinto Iapep e  48 imóveis, cujos titulares contraíram financiamentos por meio do Ficam.

Ao todo, ambas ações itinerantes atenderão 186 famílias-mutuárias de empreendimentos habitacionais construídos pelo Governo do Estado em Pedro II. Em Piripiri, a ação itinerante alcançará 508 famílias, sendo que o conjunto Expedito Resende tem 200 imóveis, 76 casas construídas pelo Ficam e 232 imóveis dos Loteamentos Russinha, Germano e também das unidades habitacionais  feitas de forma pulverizadas.

11 de junho de 2017

Milhares tomam avenidas de Teresina para celebrar a paz e a solidariedade

Dom Jacinto Brito afirmou que adesão popular maciça demonstra o espírito de caridade dos piauienses.

Milhares de pessoas participaram, na manhã ensolarada deste domingo (11), da 22ª edição da Caminhada da Fraternidade, que é organizada pela Ação Social Arquidiocesana (ASA) e pela Arquidiocese de Teresina.

Como de costume, o evento teve início com uma missa, que foi celebrada pelo arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, e por outros clérigos do estado.

Multidão de fiéis preencheu os dois lados da Ponte Juscelino Kubitschek (Fotos: Assis Fernandes / O DIA)

O arcebispo disse que a presença maciça de fiéis na caminhada é uma prova de que os piauienses são um povo solidário, que se preocupa com as pessoas que vivem momentos de aflição e de dor.

"Para nós, essa caminhada significa que nós estamos proclamando o valor da fraternidade acima de tudo aquilo que possa ser egoísmo, fechamento. E dizendo que, apesar de todos os sinais contrários, nós acreditamos que estender a mão ao outro, olhar o outro é, ainda, o que há de mais nobre no ser humano. E por isso apoiamos os que estão, diariamente, ao lado dos hansenianos, das pessoas com câncer e com HIV, ao lado dos idosos, de crianças e jovens em situação de risco. Então, participar desta caminhada é colaborar para manter essas obras e, sobretudo, manter em alta a bandeira da fraternidade", afirmou Dom Jacinto.

Fotos: Assis Fernandes / O DIA


O arcebispo disse, ainda, que o tema "Somos da Paz" foi escolhido por conta do atual momento de crise geopolítica por que passa o mundo, com o acirramento das tensões entre países que comprovadamente ou supostamente possuem armas nucleares, como os Estados Unidos, a Coréia do Norte e a Rússia.

Os caminheiros iniciaram o percurso de pouco mais de 5 km por volta das 9 horas, sob o entusiasmado comando do padre Tony Batista, vigário geral de Teresina, que é o idealizador da caminhada.

Tony Batista reforçou que, além da arrecadação de recursos para a manutenção dos projetos sociais da ASA, o principal objetivo da Caminhada da Fraternidade deste ano foi passar uma mensagem de esperança em dias melhores no Brasil e no mundo, enfatizando o repúdio dos cristãos às guerras, aos atentados terroristas, à violência nas cidades e à corrupção disseminada na gestão pública.

Este ano houve uma mudança no trajeto. Até a edição passada a caminhada incluía as avenidas Frei Serafim, Nossa Senhora de Fátima e Universitária. 

Desta vez os participantes seguiram pela Avenida Nossa Senhora até o cruzamento com a Avenida Dom Severino, onde dobraram à esquerda e caminharam até o estacionamento do complexo turístico da Ponte Estaiada (Ponte João Isidoro França).

O dinheiro arrecadado com a venda dos kits é destinado para os projetos filantrópicos atendidos pela Ação Social Arquidiocesana (ASA) de Teresina, como o Lar da Fraternidade, que acolhe pessoas soropositivas, e o Lar de Misericórdia, voltado para dar assistência a pessoas humildes que estão com câncer ou com outras doenças graves.

Centro de Controle vai monitorar vazamentos e reduzir perdas de água

Os benefícios prometidos pela Aegea nos serviços de abastecimento e saneamento básico em Teresina terão um preço mais alto que o valor cobrado atualmente.

A empresa Aegea, que assume a gestão do abastecimento e do saneamento básico a partir do dia 1º de junho, garante que uma das primeiras medidas em Teresina será implantar um Centro de Controle de Operações (CCO) para monitorar todo o funcionamento da empresa.

A exemplo do que já acontece em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, o centro de monitoramento identifica até pequenos vazamentos que ainda não emergiram, o que reduz as perdas de água.

Segundo José Vicente Marino, gerente de operações da Águas Guariroba, a maior unidade da Aegea, uma equipe técnica da empresa já está em Teresina fazendo a avaliação da produção de água e das principais necessidades e prioridades. “O CCO terá que ser instalado de imediato, porque a automação e a tecnologia é que garante a eficiência do serviço”, afirma.

Em Campo Grande, o índice de perda de água é de 19%. Há 10 anos, esse percentual era de 50%, índice parecido com o de Teresina atualmente. “Hoje, nós temos todos o conhecimento tecnológico que nos permite atingir um nível de excelência mais rapidamente”, garante Marino.

Rede de esgoto

A Aegea também ficará responsável pela ampliação da rede de esgoto em Teresina, que atualmente não chega a 20% de cobertura. O objetivo, segundo José Vicente, é reduzir os esgotos clandestinos que são jogados nos rios Parnaíba e Poti. “O primeiro passo é a concessionária disponibilizar a rede de coleta para que os clientes tenham alternativa e saiam da situação irregular”, afirma.

O crescimento da rede de esgoto, no entanto, está vinculado ao que foi compactuado no contrato de concessão. Em Campo Grande, a empresa demorou 10 anos para atingir 84,1% da cobertura e pretende chegar à universalização em 2025. “Em Teresina nós pretendemos antecipar as metas e cumprir o contrato em menos tempo que o previsto”, disse o Marino.

Tarifas

Os benefícios prometidos pela Aegea nos serviços de abastecimento e saneamento básico terão um preço. Atualmente, os teresinenses não pagam tarifa de esgoto, o que vai acontecer quando a nova empresa assumir e passar a ampliar a rede.

Em Campo Grande, uma cidade com dimensões parecidas com Teresina, a tarifa social de água custa R$ 21,00. Para pagar esse valor, é preciso ser cadastrado como baixa renda, ganhar um salário mínimo e não consumir mais que 10m³. A essa taxa, soma-se mais 70% para a tarifa de esgoto, totalizando uma conta mensal de quase R$ 36,00. Já a tarifa residencial, paga pela maioria dos consumidores daquela cidade, custa o dobro desse valor.

Segundo José Vicente Marino, a rejeição da população já é esperada, mas ele acredita que o incômodo de pagar mais será compensado com a qualidade do serviço oferecido pela empresa. “Esgoto é saúde e melhora os índices de qualidade de vida. Em Campo Grande reduzimos em 91% as internações por doenças diarreicas”, afirma.

Ele diz também que a falta de água se tornará um problema do passado. “Nossos reservatórios são interligados para evitar desabastecimento. Se tiver problema em uma região, o outro reservatório compensa”, garante Marino.

A subconcessão da Agespisa está sendo marcada por polêmicas e denúncias. O governo assinou o contrato com a empresa vencedora da licitação, mas o processo foi judicializado após a Águas do Brasil, que ficou em segundo lugar, ter acusado o governo do estado de beneficiar a Aegea.

Sorte ou destino: qual a probabilidade de o amor acontecer?

Apesar de ser possível, calcular a probabilidade de encontrar a alma gêmea no mundo é uma questão muito maior que números: envolve afetividade e disposição.

Buenos Aires, 28 de dezembro de 2009. Ele paulistano e ela piauiense. Denise define o encontro como uma cena de filme e fala em destino. Já Luiz Felippe acredita que foi sorte. A despeito do que os levou até aquele baile de tango exatamente na mesma noite, uma coisa eles não podem negar: estavam no lugar certo, na hora certa. A prova: oito anos depois seguem juntos e mais unidos do que nunca.

Denise Moura e Luiz Felippe Rodrigues se conheceram em uma milonga de uma forma um tanto quanto inesperada. Nada foi planejado. Nem mesmo o adiamento da viagem feito ao mesmo tempo pelos dois, sem nem se conhecerem ainda. “A princípio eu iria viajar para Buenos Aires em julho de 2009, mas com o surto de gripe suína na Argentina o governo brasileiro pediu para que aqueles que tivessem viagem marcada, adiassem. E assim eu remarquei para o Natal. O Luiz Felippe também iria em julho, mas acabou adiando pelos mesmos motivos”, explica Denise.

Ela recorda que na noite em que conheceu Luiz Felippe, havia pedido ao taxista em Buenos Aires que a levasse, junto com umas amigas, a algum lugar para dançar. Ele as deixou em uma boate, mas a vontade mesmo era conhecer um baile de tango. Denise, então, embarcou em outro táxi e acabou indo parar na Milonga Parakultural, onde tudo começou.

“Nossas mesas eram uma ao lado da outra, mas não sabíamos, ainda, que os dois eram brasileiros. Eu fui até a mesa da Denise e a chamei para dançar e assim começou nossa história”, lembra Luiz Felippe. Eles, então, combinaram de se encontrar no dia seguinte. Uma amiga de Denise foi quem anotou o endereço em um guardanapo.

No local marcado, por pouco os dois não se desencontraram. Tanto Denise quanto as amigas saíram por alguns minutos justamente na hora em que Luiz Felippe chegou. “Parei para tomar um refrigerante e fiquei pensando no que faria, até que a Denise e as amigas chegaram todas ao mesmo tempo”, diz ele. E Denise completa: “parecia cena de filme”.

A partir de então, nunca mais se separaram. Com ele morando em São Paulo e ela em Teresina, os dois ficavam constantemente planejando como se encontrar. Foram três anos voando para se verem, incluindo ainda um ano em que ele esteve na Inglaterra a trabalho.


Notícia relacionada:

Namoros mutáveis: amores modernos, iguais e maduros 



Nessas horas a tecnologia se tornou uma boa aliada. O casal usava o Skype como meio para manter contato e se fazerem presentes na vida um do outro, como diz Luiz Felippe: “Chegamos a um ponto em que deixávamos o Skype ligado e ficávamos simplesmente trabalhando, cada um nas suas coisas, curtindo a companhia um do outro a milhares de quilômetros de distância”. Assim como ele, Denise encarava a distância pelo lado bom: “Cada vez que a gente ia se encontrar, era uma oportunidade de conhecer um lugar novo”.

Hoje, oito anos depois do primeiro encontro, o novo endereço do casal é a Inglaterra. Denise e Luiz Felippe são pesquisadores, ela na área da Comunicação e ele, astrofísico. Eles comentam que a vida acadêmica em comum acabou lhes dando a flexibilidade para que um acompanhasse o outro nas andanças pelo mundo.

Sorte ou destino, Luiz Felippe finaliza: “Ter encontrado minha metade nessas circunstâncias só me faz sentir mais afortunado e traz um senso de responsabilidade, de ter que aproveitar ao máximo o precioso e raro”.

Confira a reportagem especial da TV O DIA para o Dia dos Namorados:


Estatística

"Será que é possível de repente, descobrir o tipo de que você gosta, mesmo quando se acha que nem tem um tipo?".  A frase é do livro A Probabilidade Estatística de Encontrar o Amor à Primeira Vista, de Jennifer E. Smith, que conta a história de Hadley e Oliver, dois jovens que se conhecem por acaso no aeroporto de Nova York, após ela perder seu voo por conta de um atraso de quatro minutos. Os dois acabam se apaixonando.

"As pessoas que se encontram em aeroportos têm 73% mais chance de se apaixonarem que as pessoas que se encontram em outros lugares. E as pessoas que se encontram pelo menos três vezes de maneiras diferentes em menos de 24 horas tem 98% de chance de se encontrarem de novo”, diz uma outra passagem do livro. Mas será que esses cálculos e probabilidades realmente dão certo? Será que conhecer a pessoa certa é mesmo uma questão de números?

Para o estatístico Stênio Rodrigues, esta é uma situação bastante complexa e relativa. Pode até ser apreendida pelos números, mas exige outros fatores, como o grau de compatibilidade, a afetividade, a orientação sexual e o espaço amostral. “Temos que ter em vista que possuímos um universo de mais de sete bilhões de pessoas no mundo. Primeiro nós devemos estabelecer uma amostra, pois as chances de encontrar alguém compatível, em meio a esse número, se tornam muito pequenas. Depois, não podemos descartar que as relações são muito subjetivas e que as convivências diárias afetam profundamente num estudo desta natureza”, é o que explica Stênio.

Outro fator que segundo o estatístico poderia influenciar na probabilidade de encontrar alguém compatível, em um estudo hipotético, é o modo como as pessoas demonstram a afetividade. Pessoas que geralmente expõem aquilo que sentem de forma mais aberta e se mostram disponíveis, têm oportunidades maiores de poder ver seus anseios correspondidos, logo, aumentam as chances de um encontro com alguém que lhe seja ideal.

Alma gêmea: compatibilidade nas relações

Sob o olhar da Astrologia, encontrar a pessoa certa ou alguém que seja cem por cento compatível com nosso gostos e anseios não é algo muito possível no mundo concreto. Embora muitas pessoas busquem aquilo a que chamam de “alma gêmea”, somente uma pessoa pode nos compreender e nos completar totalmente: nós mesmos.

É isso que explica o astrólogo Marcos Roberto Kusnick, para quem a alma gêmea é uma pessoa da qual nós precisamos na nossa vida, e não exatamente aquela que nós idealizamos. “É claro que sempre procuramos pessoas que nos complementam, que possam nos ajudar a nos compreender tanto do ponto de vista sentimental, quanto emocional e sexual. Quando nós buscamos a alma gêmea, estamos buscando a compatibilidade, pessoas que atendam a nossas necessidades e aspirações. Mas há uma tendência à idealização que acaba colocando em segundo plano os desafios da construção do relacionamento”, diz o astrólogo.

E se engana quem pensa que essa compatibilidade não pode ser medida ou que ela acontece ao acaso. Na visão da Astrologia, tudo tem um propósito que vai além do simples romantismo. E é possível mostrar que existem fatores na nossa vida que nos permitem desenvolver nossa personalidade-alma, e um deles é o relacionamento amoroso. Ou seja, quando amamos, exercitamos nossa vontade de construir uma relação saudável e manter a compatibilidade de modo a nos tornarmos pessoas mais completas e felizes.

A Teoria Kardecista afirma que as relações entre as pessoas são definidas com base em dois fatores: o da atração e o da repulsão. Apesar de isto ser tido como uma lei universal, o que vai falar mais alto é o livre arbítrio, ou seja, vai depender da própria pessoa decidir se daquele momento em diante, quando acontece o encontro, vai querer levar a relação para o lado amor afetivo, se vai levá-la para a simples amizade ou se não vai ter relacionamento nenhum.

Marcos Kusnick explica que não existe uma fórmula que, ao ser aplicada, vai nos levar até a nossa alma gêmea ou trazê-la até nós. O que a Astrologia vai fazer, de acordo com ele, é fornecer uma perspectiva de como as pessoas podem desenvolver melhor seus relacionamentos a partir das características de sua personalidade-alma. O meio para isso é o Mapa Astrológico.

Na perspectiva do saber astrológico, o Mapa Astral mostra mais do que a posição do céu no momento no nascimento de cada pessoa. Ele funciona como uma espécie de diagrama que é único para cada um, como se fosse um DNA. “As pessoas tendem a acreditar que sabendo seu signo e o da outra pessoa, vão poder traçar todo o caminho para que no final fiquem juntos, mas não é bem assim que a Astrologia trabalha. A partir da comparação dos mapas, vai ser possível saber como aquele casal funciona, se eles podem ter uma relação boa, se teriam sucesso em uma parceria profissional, por exemplo”, diz Marcos.

O astrólogo acrescenta que nesse sentido é que o mapa astrológico acaba revelando diversos aspectos da personalidade e da afetividade das pessoas, ajudando a perceber se aquele casal tem um nível de compatibilidade alto ou tenso.