• Unimed
  • assinatura jornal

MP denuncia capitão da PM pelo assassinato de Camilla Abreu

A denúncia foi entregue na manhã desta quarta-feira (6) ao Poder Judiciário. Allisson Wattson responderá na justiça criminal por quatro crimes.

06/12/2017 17:36h - Atualizado em 06/12/2017 17:42h

O Ministério Público do Piauí denunciou, nesta quarta-feira (6), o capitão da Polícia Militar, Allisson Wattson, pelo feminicídio da estudante de direito Camilla Abreu. A denúncia foi entregue ao Poder Judiciário na manhã de hoje, pelo promotor de Justiça João Mendes Benigno Filho. 

Com a denúncia, o policial responderá por quatro crimes, sendo eles: homicídio qualificado por motivo fútil; impossibilidade de defesa da vítima; ocultação de cadáver e fraude processual. O capitão da PM confessou ter assassinado e ocultado o cadáver da sua então namorada Camilla Abreu, desaparecida no dia 26 de outubro. 

Allisson Wattson e Camilla Abreu eram namorados. (Foto: Reprodução)

O inquérito policial, conduzido pela Delegacia de Homicídios, foi concluído no último dia 30 de novembro, após a análise dos laudos periciais, dos depoimentos das testemunhas e do próprio acusado, além de outros procedimentos de investigação. 

A reportagem do Portal O Dia entrou em contato com o promotor responsável pela denúncia, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Entenda o caso

A estudante Camilla Abreu foi dada como desaparecida pela família no último dia 26 de outubro. Segundo os familiares, a jovem havia sido vista pela última vez na companhia do namorado, o capitão da Polícia Militar, Alisson Wattson. Após seis dias de investigação, o corpo de Camilla foi encontrado em um matagal no Povoado Mucuim, na zona Rural de Teresina. Em depoimento, o namorado da jovem informou para a Polícia Civil onde havia ocultado o corpo e confessou o crime de feminicídio.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário