• Ecotur
  • Águas de Teresina
  • assinatura jornal

Maia quer votar 'o mais rápido possível' eventual denúncia da PGR

Para Maia, o ideal é que a votação seja resolvida para que não inviabilize as reformas que o Congresso precisa discutir, como a trabalhista e a da previdência.

15/06/2017 09:51h

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ao blog nesta quinta-feira que, respeitado os prazos regimentais, quer votar "o mais rápido possível" a eventual denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer.

"Não dá para ficar carregando isso para o próximo semestre. Para o Brasil, é importante que o assunto termine logo, não pode ficar 15 dias pendurado no recesso e parando o Brasil".

Para Maia, o ideal é que a votação seja resolvida para que não inviabilize as reformas que o Congresso precisa discutir, como a trabalhista e a da previdência. 

No dia 15 de julho, teoricamente, o Congresso entra em recesso. Mas Maia disse que pode não o ocorrer já que não deve ser analisada a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que é exigida para os parlamentares poderem tirar o período de descanso. 

Mesmo assim, os parlamentares poderão optar por um recesso informal. Dessa forma, Maia terá de mobilizar um quórum alto em julho se quiser votar a denúncia da Procuradoria-Geral da República no período em que a Câmara para e fica esvaziada. 

Fonte: g1

Deixe seu comentário