• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Boas e novas

A maior expressão de amor às mulheres

Muito longe de ser machista ou feminista, a Palavra de Deus expressa mais honra e respeito às mulheres do que qualquer ser humano já conseguiu fazer

31/03/2016 15:11h

Todo dia é dia da mulher, mas no dia 08 de março é celebrado o Dia Internacional da Mulher em vários países. No Brasil, o mês de março inteiro é dedicado a elas.

O desejo do homem de agradar e reconhecer a importância da mulher é tão antigo quanto a sua própria história. Incontáveis eventos, músicas, livros e filmes já foram feitos com a intenção de homenageá-las.

No século XVII, o imperador da Índia, Shah Jahan, construiu um suntuoso mausoléu em homenagem à sua amada esposa que faleceu após dar à luz o seu 14º filho. O monumento recebeu o nome de Taj Mahal e atualmente é considerado uma das “maravilhas do mundo”. A obra levou 20 anos para ser construída e utilizou a força de cerca de 20 mil homens. Nela foram feitos jardins que somam mais de 320 metros de cumprimento. A sua cúpula é costurada com fios de ouro e algumas paredes são incrustadas com pedras semipreciosas.

Muito longe de ser machista ou feminista, a Palavra de Deus expressa mais honra e respeito às mulheres do que qualquer ser humano já conseguiu fazer.

Foi Eva quem primeiro comeu do fruto proibido cometendo pecado contra Deus. Entretanto, todas as vezes em que as Sagradas Escrituras se referem ao pecado original, a culpa é integralmente tributada a Adão. Isso não significa que Eva seja isenta do pecado, mas mostra, dentre outras coisas, o cuidado de Deus em protegê-la, ao cobrar a responsabilidade do líder Adão. Se a Bíblia inferiorizasse a mulher, como alguns reverberam por aí, a mulher seria execrada por isso.

Em nenhum momento a Bíblia mostra algum dos servos de Deus agredindo a sua própria mulher. Antes, vemos os maridos respeitando; seguindo os conselhos da esposa, como no caso de Abraão, que tomou Agar por mulher depois do conselho de sua esposa Sara. Vemos exemplos de esposos sendo carinhosos, como no caso de Isaque e Receba em Gênesis 26:8; e observamos homenagens por escrito, como fez Salomão à sua amada no livro de Cantares.

É ainda mais interessante o fato de que foi à mulher a quem Deus reservou o privilégio de conceber, carregar no ventre e dar à luz ao salvador da humanidade. Maria, igual a todos os homens, é pecadora e carente da salvação como ela mesmo declara em Lucas 1:46-47, porém teve uma oportunidade incomparável.

No capítulo 5 do livro de Efésios é estabelecida a mais perfeita forma tratamento do marido para com a mulher. Nos versículos 22 a 25 é dito que a mulher deve se sujeitar ao seu marido. Contudo, também é feita uma ressalva de que essa sujeição deve ser igual à sujeição da Igreja a Cristo. E logo em seguida vem algo ainda mais profundo: a Bíblia ordena ao marido que ame a sua mulher como Cristo amou a igreja. Nenhum livro, música ou filme foi capaz de expressar uma forma tão perfeita de amor. O amor de Cristo para com a Igreja é a maior expressão de amor que já existiu. Cristo entregou a sua vida por ela. E a Bíblia diz aos homens que amem suas esposas do mesmo modo.

Há ainda tantos outros aspectos que poderiam ser destacados sobre o perfeito tratamento que Bíblia dá às mulheres, como o perdão que Jesus concedeu à mulher adúltera e a aparição do Cristo ressurreto primeiramente às mulheres. Para Deus, o homem e a mulher têm a mesma importância, mas papéis diferentes. Jesus morreu na Cruz pelos dois. Cabe aos homens (e até mesmo às mulheres) valorizar essa joia tão preciosa cujo coração tem a nobre capacidade de preferir uma simples rosa dada em sinceridade do que suntuosos monumentos.


Autor: André Falcão. Contador. Analista do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará. Escritor do Blog "André Falcão" - http://afalcao7.blogspot.com.br/

Edição: Pollyana Rocha

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas