• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia
Boas e novas

Você fala a linguagem de amor do seu filho?

Contato físico, Palavras de afirmação, Qualidade de tempo, Presentes, Atitudes de Serviço. O que faz seu filho se sentir mais amado?

23/09/2015 13:54h - Atualizado em 28/09/2015 11:05h

Já falei duas vezes (aqui  aqui também ) sobre as diferenças entre os homens e as mulheres, e sobre as linguagens do amor. Cada pessoa tem uma linguagem principal – aquela que a faz sentir mais amada – e espera, mesmo que institivamente, que seu cônjuge fale esta linguagem diariamente. Recentemente, porém, fiz uma nova descoberta, lendo o livro “As cinco linguagens do amor das crianças”, dos autores Gary Chapman e Ross Campbell. Isso mesmo, os filhos também podem se sentir mais ou menos amados de acordo com a linguagem que utilizamos.

As expressões de amor são as mesmas: Contato físico, Palavras de afirmação, Qualidade de tempo, Presentes, Atitudes de Serviço. O que muda, lógico, é a aplicação.

O primeiro passo é descobrir qual a linguagem de amor principal de seu filho, e isso deve ser feito da melhor maneira possível: utilizando todas as formas de amor com os pequeninos (não importa que idade ou estatura eles tenham). Abraços, beijos, cafunés, apertos de mão (contato físico); elogios e reconhecimento (palavras de afirmação); passeios sem pressa pelo parquinho (qualidade de tempo); um presentinho inesperado em um dia qualquer (presentes); ajudar a consertar um brinquedo (atitudes de serviço). Tudo isso deve ser praticado pelos pais, com o intuito de demonstrar amor pelos filhos.

Com o exercício dessas expressões no dia a dia, será possível perceber o que deixa a criança mais satisfeita. Ela pula de alegria quando você chega em casa com um presentinho, por mais simples que seja? Ela demonstra imenso contentamento quando você para tudo para sentar-se em seu tapetinho educativo, oferecendo tempo de qualidade? Ou os olhos dela brilham quando você elogia (palavras de afirmação) seu desempenho na escola?

Outra dica importante para reconhecer a linguagem de amor principal dos filhos é observar a linguagem que eles falam. Geralmente os pequenos expressam amor da maneira que gostariam de recebê-lo. Seu filho vive lhe cercando, agarrando-lhe pelas pernas e acariciando seus cabelos? Ele deve amar as diferentes formas de contato físico. Ele faz inúmeras cartinhas e sempre lhe traz uma flor quando chega da escola? Pode ser que ele adore presentes também. Ele insiste para que você dedique parte do seu tempo exclusivamente com ele? Talvez seja um sinal de que seu pequenino quer qualidade de tempo.

Certamente as crianças precisam e se sentirão felizes com todas as demonstrações de amor, mas a partir do momento em que os pais descobrem e utilizam a principal linguagem delas, seus “tanques emocionais” estarão sempre cheios.

Vale ainda um alerta: Cuidado para não castigar os filhos usando exatamente a linguagem do amor principal deles. Exemplo: se seu filho se sente muito amado com as “palavras de afirmação”, evite usar palavras que poderão magoá-lo profundamente!

No mais, ressalto a importância de utilizar, das formas mais criativas possíveis, todas as linguagens do amor com as crianças. Afinal, quem não ama se sentir amado? 

Edição: Pollyana Rocha

Deixe seu comentário