• ecotur 2018
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Da Arquibancada

18 de julho de 2018

River intensifica parte física visando Copa Nordeste Sub-20

O Galo ganhou um tempo a mais de preparação, pois o inicio da competição foi adiado.

River foca na parte fisica (FOTO: Elias Fontenele)

Os garotos do River estão em ritmo intenso de treinos pensando na Copa Nordeste Sub-20, prevista para começar na primeira semana de agosto. A competição esse ano se apresenta em um formato diferente, regionalizado, ao invés de grupos. Mas a definição dos adversários do Galo ainda não aconteceu. Essa semana, a comissão técnica intensificou os trabalhos físicos.

Com poucos remanescentes, o River pretende usar o tempo a mais para preparar principalmente a parte física dos atletas, que segundo o preparador físico, Leno de Paula se mostrou abaixo do esperado. " Não estamos tendo piedade dos garotos nesse começo, pois fizemos todos os exames e testes necessários na primeira semana e a maioria deles estão abaixo fisicamente, então precisamos nivelar o grupo rápido”, explica.

Leno de Paula - preparador fisico do River (FOTO: Elias Fontenele)

Sob o comando de Leno, o time realizou circuitos na areia com o objetivo de melhorar o preparo físico do grupo, que tem Maradona como técnico.

Entre os nomes mais experientes está o goleiro Vinícius, 19, que esse ano chegou a treinar entre os profissionais e tem contrato com o clube até 2020. O Camisa 1, espera passar essa experiência aos companheiros e que o River consiga surpreender na competição, assim como em 2017 que chegaram até às semifinais da Copa do Nordeste Sub20.

“Nós queremos surpreender assim como ano passado, seria um grande feito quem sabe conseguir até mesmo o título. Pretendo ajudar a eles e passar de alguma forma o que sei, mas já senti que é um grupo do bem e que pode ir longe à competição”, afirmou Vinicius.

A Copa Nordeste Sub20 estava prevista para iniciar no dia 29 de julho, porem a competição teve poucas equipes confirmadas e o por isso vai começar somente em agosto com data a ser confirmada pela CBF. Em 2017, o River chegou até as semifinais do torneio.

17 de julho de 2018

Fabrício ‘Negão’ deve defender novo cinturão do Shooto em agosto

O piauiense foi campeão do evento no mês de maio e busca conquistar um novo cinturão e se aproximar do UFC.

Fabrício Negão foi campeão na categoria -70kg (FOTO: Natalino Weneck)

O dia 28 de maio de 2018 se tornou inesquecível para o piauiense Fabrício Jonas ‘Negão’. Após todo o esforço para sair do Piauí e chegar a um grande centro de lutas, ele conquistou o cinturão, na categoria até 70kg, do Shooto Brasil, um dos principais eventos de MMA do país. Desde então Fabrício segue a rotina normal de treinos e trabalho em Varginha, em Minas Gerais, aguardando a possibilidade de nova luta pelo Shooto Brasil e a nova oportunidade será no final de agosto, em que o lutador vai brigar pelo cinturão em sua categoria original (-66kg).

A data do novo confronto ainda não foi oficialmente divulgada pelo Shooto, mas a previsão é que seja no final do mês de agosto. Caso confirmado, Fabrício, irá enfrentar o atual campeão do cinturão na categoria até 66kg, Leonardo Limberger.

Fabrício ‘Negão’ aceitou o desafio de entrar no octógono contra Valmir Bidu, apesar da categoria ser acima da sua. Na hora da luta, o piauiense o mostrou o resultado de um ano de preparação e derrotou o adversário com um mata-leão faltando três segundos para o fim do segundo assalto. “Naquele tempo não tínhamos carta para mandar, agora temos. Foi necessário ele fazer essa luta acima da categoria, pois ele precisava e uma porta de entrada e ainda bem que deu tudo certo”, disse Marcelo Ribas técnico do piauiense em Minas.

Após a conquista do cinturão, o nome de Fabrício começou a chamar atenção dos grandes agentes da modalidade no país e aos 29 anos, o piauiense segue sonhando em entrar no UFC e um novo cinturão, agora em sua categoria pode deixar o lutador mais próximo dessa oportunidade, pois ser campeão na maior organização de MMA do mundo é o sonho de muitos lutadores e com Fabrício não é diferente.

“Fabrício agora está no radar dos caras (agentes) e conseguindo um novo cinturão ele vai bater a porta do UFC e esse é o momento, pois ele não é mais tão jovem” explica o técnico Marcelo Ribas.

A próxima edição do Shooto Brasil 86 acontece no dia 3 de agosto. A expectativa é que o piauiense esteja no card da edição numero 87, prevista para acontecer no final do mês de agosto. 

Valéria sofre lesão e fica fora da seleção que disputa o Mundial

Atacante piauiense sofreu uma lesão seria no joelho e está fora da lista de Doriva

A atacante Valéria foi do céu ao inferno em poucas horas. Em treinamentos com a Seleção Brasileira Sub20 desde a semana passada, que se prepara para disputa da Copa do Mundo de futebol feminino a atacante piauiense sofreu uma lesão seria no joelho e está fora da lista de Doriva Bueno para o Mundial, que acontece entre os dias 4 e 25 de agosto, na França.

A jogadora rompeu os ligamentos do menisco anterior do joelho e não tem como se recuperar a tempo da Copa do Mundo Sub20. Valéria confirmou a lesão e resumiu o momento como doloroso. “Eu estou muito mal, é muito triste ficar de fora”, declarou.

Em entrevista anterior, Valéria demonstrou empolgação com a nova competição internacional e falou sobre sua crescente vestindo a amarelinho. A jogadora cresceu bastante durante a temporada 2017/2018 e hoje é peça fundamental no grupo de Doriva Bueno. Na disputa do Sul-Americano, Valéria saiu banco de reservas e figurou no time titular, após marcar alguns gols.

“Às vezes eu fico pensando que nem é realidade tudo isso que está acontecendo. A fixa não, aí olho ao meu redor e percebo o quanto eu conquistei”, conta.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não liberou informações ainda sobre a lesão da atleta. A delegação brasileira fica concentrada até 30 de julho na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), no dia 31, viaja a França para iniciar a disputa do Mundial. O Brasil está no Grupo B da competição, junto com Coreia do Norte, Inglaterra e México. 

16 de julho de 2018

Altos empresta três jogadores ao Porto-PE e pode ceder nomes ao Sampaio

A equipe do Altos confirmou o empréstimo do goleiro Ítalo, o zagueiro Alisson e também o atacante Klenisson para o Porto-PE

Ítalo é um dos nomes que foi emprestado ao Porto-PE (FOTO: Jailson Soares)

A equipe do Altos confirmou o empréstimo do goleiro Ítalo, o zagueiro Alisson e também o atacante Klenisson para o Porto, de Pernambuco, que disputa a Série A2 do Campeonato Pernambucano. A intenção do Altos, é manter a maior quantidade de atletas em atividade pensando na temporada 2019 e apenas renovar o contrato dos jogadores. O time estuda emprestar também o zagueiro Vitor Bafana e o volante Marcone ao Sampaio Corrêa, do Maranhão, que disputa a Série B do Brasileiro.

“O contrato deles é até o dia 2 de dezembro e para eles é bom jogar até outubro ou novembro e assim não voltar sem ritmo ou muito acima do peso. Depois disso, vamos só renovar o contrato dos que nós interessar”, explica o Diretor de Futebol Ricardo Pereira.

O time pretende emprestar mais atletas (FOTO: Jailson Soares)

De acordo com o Diretor de Futebol do Jacaré a intenção é ter uma parceria com o clube pernambucano e assim conseguir trazer alguns jogadores de lá para vestir a camisa do Altos durante a temporada 2019. “Porto é clube exemplo a ser seguido. Eles têm muitos bons jogadores inclusive alguns emprestados na Série A do Brasileiro e queremos tentar trazer nomes ano que vem”, acrescentou.

O atacante Klenisson é um dos nomes que a diretoria do Altos tem interesse em manter no elenco para a próxima temporada. O atleta ainda tem vínculos com o Confiança, de Sergipe, mas foi emprestado para o Altos até o final desse ano. O jogador com contrato mais longo com o Alviverde é o atacante Manoel, que está emprestado ao Boa Esporte, de Minas, disputando a Série B. O atacante tem contrato com o Altos até dezembro de 2019.

O Altos só tem calendário de competições ano que vem (FOTO: Jailson Soares)

O Altos é atual bicampeão piauiense. O time encerrou suas atividades na temporada após a eliminação na Série D quando para o Ferroviário, do Ceará, em casa por 4 a 2 pelas oitavas de final da competição. O time tem no calendário 2019 a disputa da Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D além do Campeonato Estadual. 

Equipe piauiense encerra treinos pensando no Brasileiro de handebol

O GHC será o Piauí na competição que tem inicio nesta terça (17) e vai conhecer seu campeão no sábado (21), em Parnaíba

GHC vai disputar Brasileiro Adulto (FOTO: Jaílson Soares)

A equipe do PHC/GHC/Maurício de Nassau está com as malas prontas para a disputa do Campeonato Brasileiro Adulto de Handebol, que acontece de terça-feira (17) a sábado (21), em Parnaíba no Litoral. A competição vai ter oito equipes brigando por título com representantes do Pernambuco, Maranhão, Distrito Geral e Ceará além dos donos da casa. Os piauienses estão no Grupo B, ao lado de: Santa Cruz (PE), Audax (MA) e Mauá (DF). A estreia será na terça (17) contra Santa Cruz (PE), ás 21h.

Os atletas do estado disputaram na última semana os Jogos Universais Brasileiros (JUBs) em que o Piauí saiu de quadra com o título. De acordo com o técnico, Giuliano Ramos, os últimos dias foram de ajustes. "aconteceu o Universitário agora e nós verificamos alguns erros no vídeo e observamos esses erros para corrigir pensando no Brasileiro, no momento são detalhes táticos”, explica.

Piauí é um dos favoritos ao título (FOTO: Jailson Soares)

Entre os nomes mais experientes da equipe está Romário Dias, 24, afirma que o nível da competição será alto e a intenção é fazer bons jogos, aplicar o que foi passado pelo técnico nos últimos dias e manter o titulo dentro de casa, pois no ano passado a competição aconteceu em Teresina e os atletas se sagraram campeões. “Ele (Giuliano) vem exigindo bastante, principalmente aquelas jogadas que erramos no JUBs, como passes e contra-ataques e esperamos manter o titulo dentro de casa”, ressaltou Romário.

Esse ano a competição não acontece na capital, mas será no estado e por conta disso Giuliano Ramos espera contar com o apoio dos torcedores no litoral. “É um algo a mais, pois nós estamos acostumados com o clima e eles sentem dificuldade de jogar aqui por conta do calor então temos que aproveitar isso. A intenção primeiro é classificar e depois buscar manter esse título dentro do estado e esperamos conseguir isso junto com a torcida”, acrescenta Giuliano Ramos.

Além da equipe piauiense, o estado de Pernambuco também chega forte para a competição e vai ter três representantes; Portuguesa/AESO, Sport/Uninassau e também o Santa Cruz, que está na mesma chave do GHC/Mauricio de Nassau. Na última semana, os piauienses venceram o Sport no JUBs e ficaram o titulo da competição universitária. O Campeonato Brasileiro Adulto de Handebol acontece entre os dias 17 e 21 de julho, no ginásio Rolan Jacob, em Parnaíba.

13 de julho de 2018

Letícia chega às semi, mas fica fora de briga por medalha no Mundial

A piauiense correu os 200m no tempo de 24s03 e garantiu vaga nas semifinais do Mundial de atletismo sub20, que acontece na Finlândia

Letícia Lima avançou para as semifinais do Mundial Sub20 (FOTO: Jailson Soares)

A velocista piauiense Letícia Lima estreou bem no Mundial de atletismo sub20, que acontece em Tampere, na Finlândia. Representando a seleção brasileira a velocista se classificou para as semifinais da prova dos 200m, ainda na manhã de sexta-feira (13). A atleta correu as semifinais, mas não conseguiu baixar seu tempo o suficiente para estar entre as oito finalistas da prova. Na semi, a piauiense fechou a prova em 24s64.

“Termina minha participação no Mundial Sub20. Não saio muito satisfeita com meu resultado, mas de cabeça erguida, pois sei que dei meu melhor. Além disso, é uma categoria acima da minha e saio da competição com bastante experiência. Agora, é colocar a cara nós treinos e conseguir melhorar”, afirmou Letícia através das redes sociais.

Letícia Lima correu a prova com o tempo de 24s03. Já a semifinal, a velocista fez o tempo de 24s64. A piauiense fez esse ano marcar menores, mas não conseguiu repetir no Mundial, esse ano já chegou a fechar provas com o tempo de 23s49, em Bragança Paulista (SP) na disputa do Brasileiro.

A melhor marca das eliminatórias dos 200 metros rasos foi da norte-americana Lauren Rain Williams com 22s78. Na semifinal, a norte-americana seguiu com a melhor marca entre as mulheres e concluiu a prova com 23s15. A outra atleta brasileira, Lorraine Martins, está entre as finalistas e se classificou em oitavo lugar para a final com o tempo de 23s64.

A velocista piauiense Letícia Lima também está inscrita na disputa dos revezamentos 4x100m e 4x400m. Depois do Mundial, a atleta já tem outras competições no calendário, pois disputa os Jogos Olímpicos da Juventude, no mês de outubro, na Argentina. 

12 de julho de 2018

Émerson Silva acredita está próximo de convocação para Mundial de judô

O piauiense recém-chegado da Argentina foi convocado para um novo estágio internacional, agora na Alemanha e pretende estar no Mundial Sub21 nas Bahamas.

Emerson Silva atleta da categoria superligeiro (FOTO: Jailson Soares)

O piauiense Emerson Silva está confirmado para mais um estágio internacional com a Seleção Brasileira Júnior de judô. O atleta, recém-chegado da Argentina, foi convocado para um novo estágio, agora, em Berlim, na Alemanha, que acontece entre os dias 22 de julho e 2 de agosto. Emerson competiu o Pan e o Sul-Americano no último final de semana e voltou com duas medalhas, um bronze e uma prata.

“Eu já estava esperando essa convocação, pois lá na Argentina eles deram a entender que boa parte dos atletas que foram para o Pan seriam convocados e como eu era o único representante da categoria até 55kg imaginei que seria convocado e com essa nova convocação eu fico mais perto do Mundial”, disse Emerson Silva.

O ano de 2018 é de mudanças para Emerson. O judoca teve experiências internacionais que amadureceram o atleta como pessoa e também agregaram na parte técnica do judô hoje praticado por Emerson. O primeiro estágio internacional foi em Bremen, na Alemanha. Depois disso, o atleta foi para Áustria e recentemente para Argentina e já acumula uma nova convocado para Berlim, na Alemanha.


O judoca retornou aos treinos, após competição na Argentina 

O principal objetivo do ano é está no Mundial Sub21 de judô como representante da Seleção, em outubro, que acontece nas Bahamas. “Ele chegou e já teve uma convocação no dia seguinte e isso é muito bom. Nós queríamos uma medalha de ouro no final de semana, mas ainda não foi agora e apesar dos receios deu para perceber que a confederação está investindo nele e com isso eu acredito que está praticamente garantida a participação dele no Mundial”, frisa o treinador Fabieldo Torres.

Emerson é líder do ranking nacional em sua categoria (-55kg) e está muito próximo do Mundial, nas Bahamas e também de se tornar um atleta fixo na seleção júnior. O judoca passa mais 10 dias em Teresina e depois embarca para Berlim, na Alemanha e participa de treinamentos e uma competição entre os dias 22 de julho e 2 de agosto. O piauiense é único representante do estado na seleção junior de judô.  

Presidente do River começa a planejar temporada 2019: "Usar o tempo"

River volta a ter calendário para 2019 e nos bastidores o presidente Genivaldo Campelo afirma que os planos estão avançados.

Genivaldo Campelo (FOTO: Jaílson Soares)

Ainda restam alguns meses até acabar o ano de 2018, mas o futebol profissional do estado já está sem calendário e os dirigentes usam o tempo a mais para se organizar. Entre os clubes, o presidente do River, Genivaldo Campelo, usa o tempo a mais, que não teve esse ano para encerrar pendencias desse ano e formar um grupo mais competitivo para 2019. O Galo Carijó foi vice-campeão Piauiense, pois o título ficou com o Altos, mas o time volta a ter calendário para o ano que vem e além do Estadual, vai disputar Copa do Brasil e a Série D do Brasileiro.

Formação do elenco; técnico e jogadores

O primeiro dilema para a nova formação do Galo é o comando. De acordo com o presidente Genivaldo Campelo, o nome do treinador vice-campeão Piauiense esse ano com o River, Wallace Lemos, é forte, mas outros nomes estão sendo pensados e alguns deles com um currículo mais forte, com experiência na disputa de Série D e Série C do Brasileiro. “O Wallace é um desejo meu, pois gostei dele como pessoa e do trabalho, mas tem dois técnicos campeões que são do dia a dia em outras divisões e são desejos da diretoria”, explica. A intenção é fechar com o novo treinador até o mês de outubro.

Quando o assunto é a formação do elenco, Genivaldo, confessa ter interesse em trazer atletas que já passaram pelo River e fazem parte da geração tricampeã piauiense e com o histórico de acesso pelo Galo em 2015, mas não revelou os nomes. Além desses, nomes pontuais que formaram o elenco esse ano e também atletas que estão disputando ou disputaram a Série D desse ano por clubes do Maranhão e Ceará.

Presidente do Galo fala sobre temporada 2019 (FOTO: Jailson Soares)

Prioridades da temporada 2019

O presidente Tricolor não nega que as cotas de participação, os valores por avanço de fase e visibilidade da Copa do Brasil atrai e a intenção é avançar na competição. “O que está na nossa cabeça é essa Copa do Brasil, pois vai crescer o nome do River e alavancar a parte financeira e claro ninguém vai esconder que vai participar da Copa do Brasil sem pensar na parte financeira, que vai garantir as finanças também e nós vamos montar um time para Copa do Brasil e no Piauiense vamos mesclando, mexendo no grupo e a Série D já é um pensamento para pós pré-temporada”, conta.

Membros da Diretoria

O River teve algumas perdas também na diretoria do clube nos últimos meses. Marco Antônio, pediu desligamento do cargo de Diretor de Futebol e até então alguns nomes são estudados. O River tem a diretoria mais volumosa do estado, distribuídos em vários cargos e o presidente confessa que isso vem sendo um problema. “Não tenho tantas pessoas expert em futebol na minha diretoria, mas ainda sou aconselhado pelo próprio Elizeu (ex-presidente), que afirma ter errado muito e não quer que eu erre. Renato Berger e o deputado Júlio Arcoverde, Jairo e Geraldo (Serv Cozinha), os outros são mais distantes”, afirma.

Brasileiro Série E

Há alguns anos a CBF estuda a possibilidade de criar a Série E do Campeonato Brasileiro e a intenção é que a competição passe a existir a partir de 2020, neste caso, o ano de 2019 será crucial aos clubes piauienses. De acordo com o cartola, Genivaldo Campelo, o River nem pensa nessa situação. “Nós já temos dificuldades para conseguir patrocinadores e respeito dentro do futebol por estar na Série E. A intenção é conseguir colocar o River na Série C ano que vem e somar mais pontos no ranking da CBF e fugir dessa possibilidade”, afirmou.

O River é o maior campeão piauiense, mas há dois anos vê o Altos levantar o título Estadual. Em 2018, o time disputou somente o Piauiense e com o vice-campeonato garantiu vaga na Copa do Brasil e também na Série D do Brasileiro 2019. A previsão é de fechar o nome do treinador em outubro e no mês de novembro assinar com os jogadores com previsão de reapresentação para o dezembro.

09 de julho de 2018

Sem laudos dos estádios, Piauiense 2ª divisão é cancelado

Nenhum das seis equipes inscritas conseguiram os laudos de liberação dos estádios. A Série B deixa de acontecer pelo segundo ano consecutivo.

Não teve jeito. Mesmo com a prorrogação do prazo de entrega dos laudos dos estádios as equipes que se inscreveram para disputar a 2ª divisão do Piauiense não conseguiram entregar os laudos de vigilância sanitária e corpo de bombeiros a tempo e a competição está cancelada. Seis clubes se inscreveram; Timon, Ferroviário, Comercial, Caiçara, Picos e Cori-Sabbá, mas nenhum deles conseguiu a liberação de suas praças desportivas.

Dirigentes se reuniram na FFP (Foto: Jailson Soares)

“Infelizmente. Nós queríamos realizar a competição e fizemos uma reunião há cerca de 50 dias atrás e depois disso uma nova reunião na ultima segunda-feira em que eles pediram prazo até a sexta-feira e nós demos até essa segunda, mas mesmo assim nenhum dos laudos foi entregue. Isso é dá lei e não uma exigência unilateral da federação”, explica o presidente Cesarino Oliveira.

Presidente da FFP Cesarino Oliviera (FOTO: Jailson Soares)

Entre os dirigentes ficou a frustração e também a revolta pelas dificuldades para conseguir a liberação dos laudos através dos órgãos que fazem o gerenciamento dos estádios. “Os clubes precisam do poder publico, não para dar dinheiro, mas para ter o laudo dos bombeiros e eu não culpo a federação pelos clubes não terem conseguido, mas digo que é muito difícil, pois é uma coisa tão fácil e tão solicito, mas eles botam banca e fazem com que as competições não aconteçam”, afirmou Presidente do Timon, Leal.

Algumas equipes estavam trabalhando nós bastidores e formando o elenco que iria disputar a competição, caso, por exemplo, do Ferroviário do Litoral que chegou a assinar pré-contrato com alguns atletas. O Diretor de Futebol, Ricardo Freire, lamentou o cancelamento da competição e chegou a buscar outros estádios para ser sede do Ferrim. “Nós buscamos além do Pedro Alelaf o Duduzão, teríamos os laudos hoje pela manhã, mas de toda forma não iria servir, pois as outras equipes não conseguiram. Lamentamos porque são empregos que deixam de ser gerados”.

A Série B desse ano não vai acontecer e com isso a primeira divisão de 2019 mais uma vez terá somente seis equipes brigando pelo titulo. Os estádios que estão sem laudos para receber jogos; Deusdeth de Melo (Campo Maior), Miguel Lima (Timon), Tibério Nunes (Floriano), Helvidio Nunes (Picos) e Pedro Alelaf (Parnaíba). 

03 de julho de 2018

Sem clubes, atletas do Altos podem reforçar times na Série B do Piauiense

A equipe do Picos e o Ferroviário do Litoral demonstraram interesse em alguns atletas do Jacaré

Jogadores do Altos podem reforçar times na Série B do Piauiense (FOTO: Jailson Soares)

Na tarde de hoje (3) acontece uma reunião com os dirigentes dos clubes que irão disputar a Série B do Piauiense e membros da Federação de Futebol do Piauí (FFP). A competição pode ficar mais interessante e com maior qualidade, caso a possibilidade de jogadores que vestiram a camisa do Altos na temporada de reforçar algumas das equipes que brigam pelo titulo se concretize.  Esse ano a Série B terá seis times; Caiçara, Comercial, Timon, Ferroviário, Picos e Cori-Sabbá. A previsão é de iniciar na segunda semana de agosto.

De acordo com o Diretor de Futebol do Altos, Ricardo Pereira, exista a possibilidade de parceria com dois clubes - Caiçara e Picos, mas ambas foram descartadas. “Fui procurado, mas só iria se tivesse total estrutura e pelas conversas que tive não senti essa certeza, pois aí sim levaria time quase todo e comissão técnica, mas não houve consenso então estão procurando diretamente os atletas e a partir daí eles que decidem, por conta deles”, explicou Ricardo.

Alguns nomes, como o do volante Netinho, o lateral-esquerdo Thiaguinho e o lateral-direito Tote, que são do estado já começam a ser procurado pelos clubes. O presidente do Picos, Rodrigo Lima, afirmou que a intenção era trazer alguns atletas, mas tudo dependente do retorno da prefeitura da cidade, que deve ser o principal patrocinar do clube na competição.

“Houve a conversa, mas é incompatível com nossa realidade financeira. Acredito que essa semana vamos receber a resposta da prefeitura sobre valores e a partir daí vamos buscar uma ou outra peça de lá (do time do Altos)”, explica Rodrigo Lima.

A segunda divisão do Piauiense será disputada em turno único em que todos os clubes se enfrentam. Os quatro melhores colocados fazem a semifinal. Os dois finalistas conquistam o acesso até a primeira divisão. A previsão é que a competição inicie na segunda semana de agosto. 

Caiçara sonda Nivaldo Lancuna para assumir clube na Série B; “Interessa”

O presidente Francisco Ispo afirmou que o nome de Lancuna é um dos preteridos ao cargo.

As equipes começam a se movimentar pensando na disputa do Campeonato Piauiense Série B. Esse ano a competição vai acontecer e terá seis equipes brigando pelo titulo e o acesso até a divisão principal: Caiçara, Comercial, Cori-Sabbá, Timon, Ferroviário e Picos. O Caiçara está preocupado inicialmente com a liberação dos laudos do estádio Deusdeth de Melo, em Campo Maior, para ser sede de seus jogos, mas nos bastidores a diretoria começa a pensar na formação do elenco e o nome de Nivaldo Lancuna é cotado para comandar o grupo.

Francisco Ispo Presidente Caiçara (FOTO: Campomaioremfoco)

“Confere. Ele é nossa opção para treinador, estamos estudando muitos nomes, mas o nome dele é o mais forte e dependendo de como for essa conversa e se o Caiçara tiver o com tudo certo para competição vamos tentar fechar com ele (Lancuna)”, disse o presidente do Caiçara, Francisco Ispo.

Nivaldo Lancuna tem passagens por vários clubes do estado e em 2015 foi campeã da Segunda Divisão com o Altos e no ano seguinte fez uma boa campanha com o clube na Série D. Lancuna também tem passagens pelo Flamengo-PI e Picos o técnico confirma que foi procurado. “Houve sim o interesse, mas não somente deles, outros clubes me procuraram, mas não há nada definido”, frisou o treinador.

O Caiçara aguarda a liberação dos laudos do estádio Deusdeth de Melo, que deve ser casa das duas equipes de Campo Maior na competição. Os laudos de segurança e Corpo de Bombeiros estão vencidos e uma nova vistória foi realizada recentemente, porem as equipes aguardam o aval através da Fundespi.

“O estádio está em condições. Estrutura, boas condições do gramado, só falta mesma essa liberação desses laudos. Estamos aguardando apenas o Ribamar (Araújo, presidente Fundespi) resolver isso e passar os laudos a Federação”, explica Ispo.

A previsão de inicio da Série B do Piauiense é no dia 15 de agosto e duas equipes sobem para a primeira divisão Estadual. Cada equipe participante da Segundona poderá inscrever até 30 atletas no BID, sendo 10 deles com naturalidade piauiense ou que já estejam federados no ano de 2018 e nascidos nos anos de 1998, 1999, 2000, 2001 e 2002.

30 de junho de 2018

1ª meia maratona de Picos reúne quase 50 corredores

A corrida a pé teve Wadson Sousa como campeão geral e Rita de Cássia no primeiro lugar entre as mulheres

O Picos Pro Race chega a sua 6ª edição neste domingo (1º), mas antes dos ciclistas desafiarem seus limites nas trilhas da Cidade do Mel. Quem abriu o evento foi a  - PPR Trail Run, primeira meia maratona de Picos, com 21km de percurso e reuniu quase 60 atletas. O grande vencedor foi o Wadson Sousa, da equipe Marinho, com o tempo de 1h34min, seguido de perto pelo triatleta Arthur Farias, que fechou a prova em 1h37min, e o terceiro lugar ficou com Fransuelo da Silva, com o tempo de 1h48min. Entre as mulheres, o primeiro lugar ficou com Rita de Cássia, fez a prova em 2h10min.

“Muito sofrimento, poeira, muita loucura e é legal que a gente consegue chegar e fazer, pois não tínhamos tanta noção de uma prova de trail run, mas nosso diretor técnico soube fazer tudo muito bem. A poeira e o sol escaldante desmanchando todos os atletas, mas com o sorriso no rosto e todos satisfeitos”, brinca o idealizador da prova Daniel Freitas.

Foram 21km de percurso. Apenas um pedacinho da trilha que os ciclistas irão percorrer durante o Picos Pro Race, que acontece amanhã (1º), com largada às 6h da manhã. De acordo com o campeão, Wadson Sousa, 39, a segunda parte da prova foi a mais complicada por conta da altimetria do terreno. “Em termos de sinalização estava muito bem sinalizada, bem demarcada. A segunda parte da prova foi a mais complicada, pois além do desgaste que já estamos, tinham os trechos de maior elevação que são os trechos mais técnicos da prova”, explica Wadson.

A prova também teve uma boa participação feminina. O destaque foi Rita de Cássia, que imprimiu um bom ritmo do começo ao fim da prova e garantiu o primeiro lugar geral entre as mulheres, com tempo de 2h10min. Em segundo lugar, apareceu Sandra Leal, 2h16min de prova e Adriana Baptista ficou em terceiro com 2h34min de prova.

A 6ª edição Picos Pro Race acontece amanhã (1º) e tem mais de 600 atletas inscritos. Em 2017, a competição teve o mineiro Daniel Zoía e a pernambucana Alessandra como campeões.

 

29 de junho de 2018

Com mais de 600 ciclistas, 6ª edição do Picos Pro Race acontece neste domingo

A competição acontece na Cidade do Mel, no domingo e esse ano bateu o recorde de inscrições. O evento também terá a 1ª edição da corrida PPR Trail Run.

6ª edição do Picos Pro Race acontece no domingo (FOTO: Divulgação)

A 6ª edição do Picos Pro Race acontece neste domingo (1º), e vai reunir mais de 600 ciclistas de diversos estados do país. Esse ano, além da prova tradicional voltada para os ciclistas acontece a 1ª edição da corrida PPR Trail Run, que serão 21km de percurso divididos para categorias individuais e dupla. Em 2017, o Mineiro Daniel Carneiro Zoía se sagrou campeão na elite masculina e no feminino, Alexandra, de Pernambuco conquistou o titulo.

“A Picos Pro Race vem com essa novidade, que é a inclusão de um terceiro percurso, a qual se diferencia de competições Brasil afora, porque tradicionalmente as competições de mountain bike maratona tem o percurso Pró – percurso oficial com maior quilometragem para as categorias oficiais federadas e o percurso para as categorias Turismo, Júnior e Juvenil, um percurso menor. A categoria Light promete”, disse o diretor geral e idealizador do evento, Daniel Freitas.

Para as bikes, vale como etapa do ranking piauiense da Federação de Ciclismo do Piauí – FCP e ranking nacional de maior pontuação da Confederação Brasileira de Ciclismo – CBC (classe XCM1). Há dois anos eleita a maior e melhor prova de mountain bike do Piauí, o evento cresceu mais e mais e pelas novidades desta edição, que acontecerá de 30 de junho a 1º de julho, na região de Picos, no sul do Piauí, considerada uma região com ótima altimetria, ideal para a prática do esporte de montanha. Já são 600 inscritos, recorde de todas as edições e das demais etapas do campeonato local.

A cada quilômetro um novo desafio, um novo sofrimento e a certeza de superar seus limites. A direção de prova trouxe muitas novidades e a inclusão de novas categorias e modalidades. A largada e a chegada da Picos Pro Race será no Piauí Shopping, na cidade de Picos e a prova percorrerá mais dois município piauienses, Santana do Piauí e São João do Piauí, além de várias comunidades. O evento terá uma super estrutura e kits especiais para cada competidor inscrito, incluindo mochila, garrafa de água, camisa, boné. Para as categorias oficiais federadas que disputam tanto o ranking estadual, como o nacional, o percurso será incrível, com 92 km. A novidade é a inclusão da categoria Light, para os que nunca entraram numa competição, mas gostariam de participar e para essa turma um percurso leva de 22 km.

A categoria que já existia nas outras competições, a Turismo, para homens e mulheres, além das categorias Junior e Juvenil, o percurso será de 26 km. A prova deixa o Piauí Shopping com seus 600 inscritos com trecho igual para todas as categorias. Todos seguem em deslocamento para a localidade Cristovinho, do Cristovinho até a localidade Curralinho II até chegar no Curralinho I, onde vai haver a divisão do percurso. Desse ponto, cerca de 10,5 km, as categorias Sport e Light encaram uma subida e retornam por trilha no sentido de Picos.

28 de junho de 2018

Prestes a estrear no Boa, Manoel fala em retorno ao Altos; “Depende”

Após três temporadas no Jacaré, Manoel se integrou ao Boa Esporte-MG dessa quinta-feira (28). O atacante não descarta o retorno ao Altos em 2019.

Manoel é artilheiro do Altos (FOTO: Jaílson Soares)

Depois de três anos no Altos, o atacante Manoel vai vestir uma nova camisa. O jogador foi emprestado para o Boa Esporte-MG, que disputa a Série B do Brasileiro, e deve fazer sua estreia com a camisa do clube mineiro nesta sexta-feira (29) diante o Guarani-SP. Manoel é artilheiro no Piauí. Este ano, ele balançou a rede 15 vezes, 11 delas no Campeonato Piauiense, os outros gols estão distribuídos entre Copa do Nordeste (1), Copa do Brasil (1) e Série D (2).

“Confesso que é meio estranho (risos) vestir outra camisa depois de tanto tempo, mas faz parte e o futebol é assim. Eu sei da importância e história que tenho com o Altos e isso não muda pelo fato de estar em outro clube”, disse Manoel, que é bicampeão piauiense e artilheiro do Altos com 40 gols marcados em três temporadas. 

Vestir a camisa de outro clube não estava nos planos do atacante. Sua intenção era o tão sonhado acesso à Série C do Brasileiro pelo Altos.  A eliminação nas oitavas de final diante o Ferroviário-CE, no entanto, forçou a mudança.


Noticia relacionada: 

Manoel é autor de gol número 150 do Altos e chega a marca pessoal de 30 gols 

“Não dá para descrever a tristeza”, diz Dos Santos após eliminação 


“Eu não consigo descrever o quanto doeu em mim a derrota e a eliminação. Demorou para a fixa cair, sabe? Eu estou há bastante tempo no Altos e sei de todo o esforço que o presidente faz, do meu peso e da minha responsabilidade e, por isso, me senti até mesmo culpado, que sigo devendo algo ao clube, a cidade e aos torcedores, mas acredito que as coisas irão acontecer no tempo certo”, declarou Manoel.

A identificação com o Jacaré é inegável. Manoel tem contrato com o Altos até dezembro desse ano e foi por empréstimo para o Boa Esporte, mas sabe que o retorno depende de muita coisa. “A conversa inicial que tive com Warton (Lacerda, presidente) é para voltar e ele deixou claro que meu contrato será renovado, mas a gente sabe que depende do que vai acontecer por aqui, das oportunidades que vou ter, tem um bom tempo até a reapresentação do time e para decidir isso”, explicou o atacante.

Manoel se apresentou as atividades na quinta-feira (28) pela manhã e já participou dos treinos. O atacante está entre os relacionados do técnico Ney da Matta e pode ter oportunidade de estrear nesta sexta (29) diante o Guarani, em Campinas, às 21h30, no estádio Brinco de Ouro. O Boa Esporte-MG é o lanterna da Série B com seis pontos somados em 12 jogos. 




Manoel tem 40 gols marcados pelo Altos (FOTO: Jaílson Soares)


24 de junho de 2018

“Não dá para descrever a tristeza”, diz Dos Santos após eliminação

Com a derrota diante o Ferroviário-CE por 4 a 2 o Altos foi eliminado da Série D no sábado (23).

Tavares chegou a marcar na partida (FOTO: Luís Junior)

O Jacaré mais uma vez ficou pelo caminho na briga pelo tão sonhado acesso até a Terceira Divisão Nacional. O Altos saiu de campo na noite de ontem (23) com uma derrota por 4 a 2 para o Ferroviário-CE, no Felipão, e está eliminado do Brasileiro Série D. O primeiro jogo terminou em uma empate em 1 a 1. Com o resultado, o Altos encerra suas atividades na temporada 2018 e retorna aos gramados somente em 2019.

“Não dá para descrever a tristeza. Eu acho que essa cidade, estado do Piauí merecia um acesso, um representante na Série C a gente queria muito esse acesso para essa cidade, essa torcida e vou até além dizendo que merece está em uma Série B. Doí, é triste, mas é erguer a cabeça, ver o que erramos nessa temporada para que ano que vem possamos rever os erros e conseguir esse acesso tão esperado”, disse Dos Santos.

O jogo de volta válido pelas oitavas de final da Série D teve contornos dramáticos desde o primeiro minuto, em que Edson Cariús marcou para o Ferrim. Depois disso, aos 18 o atacante voltou a marcar e ampliou a vantagem para os visitantes e o Altos se viu na necessidade de correr atrás do placar. “Eles vieram dando essa pressão e a gente não esperava, poderia até dar uma recuada, mas não é assim futebol a gente tem que está ligado o tempo todo”, explicou o capitão.

Dos Santos lamentou a eliminação (FOTO: Jailson Soares)

Essa é a terceira participação do jovem clube Altos na Série D. O Jacaré disputou a quarta divisão em 2016 e caiu nas oitavas para o CSA-AL, na época tendo Oliveira Canindé, hoje técnico do Altos como comandante. Em 2017, o time piauiense caiu na segunda fase para o Santos-AP e em 2018 enumera mais uma eliminação nas oitavas de final.

Dos Santos esteve presente em duas das três campanhas do Jacaré na Série D e não esconde que a sensação é de que está devendo algo a mais para o clube, mas não descarta o retorno ao time para temporada 2019. “A tristeza e a dor é maior ainda. A sensação é que a gente deve a esse clube e essa torcida, mas agora é descansar dessa temporada que foi longa e cansativa e ver o que a diretoria tem para resolver”, afirmou Dos Santos.

O Altos é o atual bicampeão piauiense e tem vaga garantida nas competições nacionais em 2019; Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro. Com a antecipação do calendário por conta da Copa do Mundo, o clube encerra suas atividades no ano e começa a pensar na temporada 2019. 

21 de junho de 2018

“Um gol desses tira o peso”, diz Manoel após golaço diante o Ferroviário

O jogador começou a partida no banco e foi autor de uma verdadeira pintura que deu o empate ao Altos diante o Ferroviário-CE.

Manoel marcou um belissímo gol contra o Ferroviário (FOTO: Jaílson Soares)

O Altos se reapresentou as atividades na tarde de ontem (19) e jogadores e comissão técnica começam a pensar no jogo de volta pela Série D do Brasileiro contra o Ferroviário-CE, que acontece no sábado (23), às 16h, no Felipão. O jogo define qual das equipes avança até as quartas de final e seguirá na briga pelo acesso até a Terceira Divisão. Mas o que chamou atenção no primeiro jogo foi o golaço marcado pelo atacante Manoel , aos 41 minutos do segundo tempo, uma verdadeira pintura, que segundo os companheiros de clube vale até indicação ao prêmio Puskás.

Autor do gol de empate do Jacaré e dono de uma verdadeira pintura, o atacante Manoel, prefere não se gabar do golaço, mas afirma que o gol tirou um peso da temporada e afirma estar sendo bastante cobrado. “Sim, foi um gol muito importante para mim é mais importante ainda porque estava sendo muito cobrado o que é normal quando as coisas não estão dando certo. É claro que um gol desses aumenta a confiança de qualquer atleta e tira um peso”, disse Manoel.

Manoel começou o jogo no banco (FOTO: Jailson Soares)

Manoel começou a partida no banco de reservas, algo nada comum na trajetória do atacante que tem três temporadas vestindo a camisa do Altos e é o maior artilheiro da curta história do clube, hoje, com 40 gols marcados. O técnico Oliveira Canindé conta que o jogador foi avisado durante a semana e que chegou a brincar com ele sobre o assunto.

“Eu conversei com ele durante toda semana e tem algumas situações em engraçadas que aconteceram nos treinos, em que eu disse para ele; não adianta papai, você para o banco e banco não doí. Fiz questão de afirmar para ele que a importância é a mesma, o outro que está entrando tem que corresponder e você tem que esperar seu momento, e ele entrou e fez a parte dele e isso é de grande importância para mim”, conta Canindé.

Manoel também relata as brincadeiras ao longo da semana e que mesmo sem estar entre os 11 iniciais Canindé demonstrou preocupação. “Sim o professor Canindé brincou comigo durante toda a semana dizendo que banco não assusta, que não doí, mas mesmo decidido a me deixar no banco ele sempre procurou saber como eu estava me sentindo e até mesmo no jogo na hora que de entrar em campo ele disse para entrar e resolver e acabou que foi isso. Com meu gol conseguimos o empate”, conta Manoel.

O Altos volta a campo no sábado (23), às 16h, no estádio Felipão, quando enfrenta o Ferroviário-CE pelo jogo de volta. A partida define qual das equipes avança para as quartas de final. Uma vitória simples garante o Altos na próxima fase. 

19 de junho de 2018

Julgados pelo STJD, jogadores do Altos pegam quatro jogos de gancho

Atacante Manoel e o zagueiro Leone foram julgados hoje (19) pelo STJD e pegaram punição mínima. Diretoria tenta efeito suspensivo

O atacante Manoel e o zagueiro Leone do Altos foram julgados nesta terça-feira (19) pela 2ª comissão disciplinar do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Os dois jogadores se estranharam na partida pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série D em jogo diante o Moto Club . Os atletas foram punidos com quatro jogos de gancho, punição mínima. O advogado da equipe vai tentar uma medida suspensiva para que o clube possa contar com os jogadores no sábado (23), quando enfrenta o Ferroviário-CE pela Série D. A partida acontece às 16h, no estádio Felipão. 

Julgamento (FOTO: Reprodução)

Os dois jogadores foram denunciados no artigo 254 do código Brasileiro de Justiça Desportiva “Praticar jogada violenta” o zagueiro Leone também foi denunciado no código 242 Inciso 1. “Atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende”. Os atletas podem pegar de quatro a 12 jogos de gancho. "Existia a possibilidade de um deles, no caso, o Leone pegar uma punição maior, mas menos mal não aconteceu. Agora é tentar o efeito suspensivo para o próximo jogo", disse o Diretor de Futebol Ricardo Pereira.

Entenda o caso:

Os jogadores Leone e Manoel se estranharam aos 48 minutos do segundo tempo da partida entre Altos e Moto Club, e trocaram chutes e socos ao final da partida. Os dois atletas receberam o cartão vermelho direto, saíram de campo e antes de chegar ao vestiário brigaram novamente sendo necessária uma nova parada na partida.

- Expulsei de forma direta aos 48 minutos do segundo tempo, o atleta Manoel Cristiano Ribeiro, da equipe da Associação Esportiva de Altos, por após ser marcado um escanteio para a equipe do Moto Club revidou a agressão de seu companheiro de equipe, Leone Barros, com socos na altura do rosto dele. Digo ainda que essa ação ocorreu no meio de campo. Esclareço que após a expulsão os dois jogadores brigaram novamente com trocas de socos antes de sair do campo, em local próximo da área de defesa do seu time. Após serem contidos por atletas da sua equipe, os dois foram para o vestiário - relatou o árbitro na súmula.

Os dois atletas são peças importantes do elenco Alviverde, que luta para conquistar o acesso até a Terceira divisão do Brasileiro. O jogo de volta contra o Ferroviário acontece no sábado (23), às 16h, no estádio Felipão, em Altos. 

18 de junho de 2018

Contra o Ferroviário-CE, Altos faz primeiro jogo pelas oitavas da Série D

O Jacaré entra em campo hoje (19), às 20h, na Arena Castelão, em Fortaleza pelo primeiro jogo das oitavas.

Altos encara hoje o Ferroviário (FOTO: Luís Junior)

A equipe do Altos entra em campo hoje (18) para enfrentar o Ferroviário, do Ceará, às 20h, na Arena Castelão, em Fortaleza, em jogo valido pelas oitavas de final do Campeonato Brasileiro Série D. O jogo de volta acontece no próximo sábado (23), às 16h, no estádio Felipão, em Altos. Durante a semana o técnico Oliveira Canindé pregou mistério quanto a formação titular e fechou os treinos realizados no estádio Albertão. No domingo (17), O Jacaré realizou atividade no CT do Ceará e finalizou as atividades pensando no jogo. 

“Nós sabemos da importância desse jogo e que toda informação é importante. Nós estamos tentando conseguir informações do adversário e não vem sendo fácil e precisamos nos precaver disso também e buscar dar nosso melhor nessa partida que para mim é o primeiro tempo da decisão”, disse Canindé.

Para essa partida o técnico conta com alguns retornos, caso do zagueiro Leone que cumpriu suspensão automática e também do meia Roger Gaúcho, recuperado de lesão. O Altos tenta esquecer o mal retrospecto jogando fora de casa e construir um placar confortável para a decisão no Felipão.

“É sempre difícil essa altura do campeonato porque o nivel dos times vai subindo. Tomamos quatro gol no último jogo, o time deles era bom, mas jogaram meio que sem esquema com todo mundo para a frente porque precisavam do resultado, então a lição que a gente aprende é essa; a oportunidade que tiver a gente tem que fazer”, disse o Camisa 1 Gideão.

Apesar do mistério de Canindé o Altos deve entrar em campo com; Gideão, Tote, Leone, Vitor Bafana e Thiaguinho; Dos Santos, Marconi e Roger Gaúcho; Manoel, Joelson e Klenisson à frente.

O jogo entre Ferroviário, do Ceará e Altos acontece hoje (18), às 20h, na Arena Castelão, em Fortaleza. O jogo de volta acontece no próximo sábado (23), às 16h, no Felipão. O Altos briga por uma vaga nas quartas de final e pelo tão sonhado acesso até a Série C.





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado