• baile da santinha
  • monge executivo
  • e-titulo
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Da Arquibancada

19 de setembro de 2018

Atacante Valéria sai do Audax-SP e irá defender Vitória no Campeonato Baiano

A jogadora piauiense vai vestir a camisa do clube baiano, que recentemente foi vice-campeão da Série A2 e agora vai disputar o Estadual Feminino.

Valéria vai defender o Vitória (FOTO: Elias Fontenele)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

VEJA TAMBÉM:  

Valéria faz tratamento e tem chances de ir à Copa do Mundo 

Emoção, gratidão e sonhos realizados: O retorno de Valéria 

Com a seleção, Valéria fala sobre a Copa do Mundo 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

A atacante Valéria vai vestir a camisa do Vitória (BA) nos próximos meses. A jogadora piauiense, que atualmente integra também a Seleção Brasileira Sub20 vai disputar o Campeonato Baiano com o time. O Vitória recentemente foi vice-campeão do Brasileiro A2 e é uma das grandes forças do Nordeste. Antes disso, Valéria faz um pit stop no Piauí, e vai visitar a família em União.

“Vou em casa, devo passar uns cinco dias com minha família e depois disso me apresento ao Vitória para disputar o Baiano por lá. Depois disso, devo retornar para o Piauí somente no final do ano mesmo”, conta a atacante.

Valéria também defende a Seleção Sub20 (FOTO: Luis Figueiredo/CBF)

Recentemente, a piauiense estava com a Seleção Sub20 na disputa da Copa do Mundo da modalidade, que aconteceu na França. O Brasil acabou não conseguindo avançar para as quartas de final da competição, mas o torneio foi importante para a atacante que se recuperava de lesão e por muito pouco não fica de fora da seleção . 

Valéria chegou a vestir a camisa do Audax (SP) por alguns meses na disputa do Campeonato Paulista, mas a atleta conta que preferiu se desligar do clube e ficar mais próximo de casa. “Eu conversei com o presidente assim que retornei da seleção e optei por me desligar do clube e eles me liberaram sem problemas. Agora é pensar em defender bem o Vitória”, acrescentou.

Valéria foi revelada pelo Tiradentes. Em 2017, chegou até a seleção brasileira após as boas apresentações na disputa do Campeonato Brasileiro Série A2 vestindo a camisa do Tigrão. Na época, a atacante foi artilheira da competição com 10 gols marcados e logo em seguida convocada para a seleção sub20 comandado por Vadão. 


17 de setembro de 2018

Joelma das Neves conquista ouro no revezamento do Troféu Brasil de Atletismo

Joelma conquistou o ouro no revezamento 4x400m na prova que aconteceu em Bragança Paulista, São Paulo.

A corredora Joelma das Neves (a direita) conquistou ouro no revezamento 4x400m (FOTO: CBAT)

A corredora Joelma das Neves subiu ao lugar mais alto do pódio no Troféu Brasil caixa de atletismo, que aconteceu em Bragança Paulista, São Paulo. No domingo (16), Joelma conquistou o ouro no revezamento 4x400m pela equipe do Pinheiros (SP), que após os três intensos dias se sagrou tricampeã da competição.

Joelma das Neves abriu o revezamento ao lado de Mayara dos Santos Leite, Daysiellen Atla Dias e Geysa Aparecida, elas terminaram a prova no tempo de 3:36:26 conquistando a medalha de ouro na competição, que é a principal do atletismo nacional.

Essa foi a 11ª participação de Joelma em um Troféu Brasil. A corredora nascida em Timon (MA), mas que treinou por anos em Teresina e hoje defende o clube paulista tem no currículo duas participações em olimpíadas Londres – 12 e Rio de Janeiro – 16 e  agora segue em intensa preparação visando vaga nos Jogos de Tóquio – 20.

Juventude no Troféu

Outros nomes mais jovens do estado também estiveram na competição em Bragança Paulista, São Paulo. Luís Fábio e Francisco Kaio, de 18 e 20 anos, respectivamente foram buscando ganhar mais experiência e competiram no arremesso de peso, lançamento de disco e lançamento de dardo.

No lançamento de dardo, Francisco Kaio terminou a prova na sexta colocação, mas fez sua melhor marca pessoal (66:19) e o Luís Fábio ficou em sétimo (66:05). No arremesso de peso, Luís Fábio terminou em oitavo lugar com a marca de 15:86 e no lançamento de disco encerrou a prova na nona colocação com 48:02. 

----------------------------------------------

Joelma com medalha (FOTO: Reprodução)

13 de setembro de 2018

Em reunião, técnicos dos Jogos Escolares exigem transporte seguro

Um dos ônibus quebrou inúmeras vezes no caminho e a viagem Teresina até Natal (RN) durou mais de 30h.

Após a saga para chegar até Natal (RN) onde está acontecendo à fase regional dos Jogos Escolares da Juventude em que a viagem da delegação piauiense atrasou mais de 16h, os treinadores, alunos e dirigentes resolveram se posicionar e afirmam que não irão retornar nos mesmos ônibus. Exigindo segurança. Isso porque, um dos três veículos contratados pela Fundespi para levar os 150 atletas piauienses para competição quebrou varias vezes ao longo do percurso e a viagem que seria realizada em 16h durou mais de 30h.

Alunos, técnicos e dirigentes passaram horas parados na estrada (FOTO: Reprodução)

Saiba Mais: 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ônibus quebrado e espera: A saga dos piauienses para chegar aos Jogos Escolares 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

“Nós acabamos uma reunião no hotel em que estamos alojados pelos jogos da juventude 2018 e colocamos em pauta o transporte da delegação do Piauí e em virtude do acontecido no transporte de Teresina a Natal a comissão de professores e alunos atletas que estão nos jogos definiu que não vão retornar para sua cidade de origem nesses ônibus que aqui estão”, disse Evaldo técnico de basquete.

Todos os treinadores aparecem no vídeo. Além de afirmar que não irão fazer a viagem de volta para Teresina nos mesmos veículos, os treinadores exigem também um posicionamento da Fundespi (Fundação de Esportes do Piauí), órgão responsável pela contratação da empresa que faz o transporte da delegação e que os alunos atletas façam a viagem de volta em segurança.


“Viemos aqui salientar e pedir a posição do órgão responsável pela contratação desses ônibus para que a gente possa retornar em segurança com os nossos alunos atletas para nossa local de origem que é Teresina, Piauí”, acrescentou o treinador de basquete.

Os Jogos Escolares da juventude essa etapa conta apenas com as modalidades coletivas e o Piauí tem representantes em todas elas; basquete, handebol, vôlei e futsal, nos naipes masculino e feminino.

Outros casos

Há algumas semanas a delegação que representou o estado do Piauí no Norte-Nordeste de atletismo também viajou até Recife (PE) em um ônibus contratado pela Fundespi. O veiculo quebrou inúmeras vezes ao longo do caminho e os atletas chegaram até o local de competição faltando três horas para o inicio das provas. 

12 de setembro de 2018

Ônibus quebrado e espera: A saga dos piauienses para chegar aos Jogos Escolares

O transporte dos atletas é de responsabilidade da Seduc e da Fundespi. O veiculo quebrado passou mais de seis horas parado.

Ônibus quebrou ainda dentro de Teresina (FOTO: Reprodução)

A delegação piauiense embarcou para a etapa regional dos Jogos Escolares da Juventude, que acontece a partir de hoje (13) até o domingo (19), no Rio Grande do Norte, Natal. E o primeiro desafio dos 150 atletas piauienses foi chegar até o local de competições, pois um dos ônibus quebrou logo no início da viagem e os atletas, técnicos e dirigentes ficaram parados por mais de seis horas na estrada. O ônibus quebrou ainda dentro de Teresina. 

"Infelizmente houve essa dificuldade. Mas resolvemos até o meio dia com troca do veículo quebrado por um novo. Antes da viagem foi feita uma inspeção nos três veículos por um responsável da empresa e nenhum problema foi detectado", afirmou O Diretor de Esporte Escolar da Fundespi, Geovani Rodrigues. 

Alunos, técnicos e dirigentes ficaram na estrada (FOTO: Reprodução)

Três ônibus levam os atletas piauienses para a competição e mais de 1.000 quilômetros foram percorridos entre Teresina e Natal. O veículo que deu problema estava levando os atletas do vôlei e basquete. Essa fase regional da competição terá disputas somente das modalidades coletivas: futsal, basquete, handebol e vôlei.

Diferente da última edição as etapas se uniram e agora acontecem as disputas de 12 a 14 anos e 15 a 17 anos juntas. Os atletas que se classificaram nas modalidades individuais avançaram direto para fase final do torneio que acontece no mês de novembro, no Paraná. 

Não é a primeira vez que uma delegação piauiense fica no meio do caminho por conta de problemas de transporte. 20 dias atrás, a delegação que disputou o Norte-Nordeste de Atletismo Sub18 também sofreu para chegar até Recife e chegou a competição horas antes de iniciar o torneio. 

Os Jogos Escolares da Juventude terão início hoje (13) e se estendem até domingo (19), em Natal. O Piauí tem 150 atletas na competição, distribuídos em quadro modalidades. O responsável pela delegação piauiense, Batista Otoni, já está em Natal, pois viajou de avião. 

11 de setembro de 2018

Atacante Augusto faz balanço de ano no Santa e crítica situação do FLA

Em Teresina, o piauiense lamenta ano sem brilho no Santa Cruz-PE e cita crise no Flamengo; “É difícil ver o clube nessa situação”.

Atacante Augusto (FOTO: Reprodução ODia TV)

Augusto está de volta à terra natal depois de uma temporada no Santa Cruz, de Pernambuco, no qual disputou a Copa do Nordeste, Copa do Brasil, estadual e o Campeonato Brasileiro Série C que o time chegou até as quartas de final. O ano no Santa não foi dos melhores: lesões, muitas trocas no comando e tudo isso atrapalhou o atacante piauiense a ter estabilidade no elenco.  

“Esse ano não foi como eu esperava, pretendia ter um destaque maior. Tive algumas lesões que me atrapalharam um pouco e com isso o time que estava jogando deu liga e foi difícil voltar a titularidade. Trocamos muito de treinador também e atrapalhou, mas foi um ano de muito aprendizado”, frisa o atacante.

Revelado pelo Flamengo do Piauí em 2013. Augusto vestiu a camisa do Rubro-Negro até o ano de 2016 e é bastante lembrado principalmente pelas atuações nos clássicos Rivengo. Porém o clássico perdeu força e o maior motivo é a crise que vive o Flamengo, e Augusto lamenta a situação e chega a afirmar que hoje o Flamengo entra em campo para ‘apanhar’ do River.

“O Flamengo teve uma importância muito grande na minha carreira e eu sou apaixonado pelo clube, virei um torcedor mesmo e é muito difícil ver o clube nessa situação. Na época em que eu joguei era um clube que sempre brigava pelo título piauiense, com salários em dia e o mínimo necessário de estrutura, mas depois que o Jankel (ex-presidente) saiu praticamente acabou. O Flamengo e o River são times grandes do estado e você ver o Flamengo como está praticamente o Flamengo entra em campo para apanhar do River e isso é muito ruim para torcedor e a instituição Flamengo do Piauí”, criticou Augusto.  

Em casa, o momento é de pensar nos próximos meses e na temporada 2019, mas o atacante afirma que estar em casa com a família é a prioridade. Mais conta que pode aparecer como reforço em alguma equipe na disputa da Série B do Brasileiro. “Estou vendo algumas possibilidades e tenho duas propostas de clubes que estão disputando a Série B. Por enquanto quero aproveitar o tempo em casa, pois estava com quase dois sem vir para cá”, conta.

Augusto tem contrato com o Santa Cruz-PE até o final de 2019 e se for contratado por outro clube precisa de liberação da equipe. 

Após Seleção, Júlia retorna ao Tiradentes e irá disputar Copa Batom

A meia-atacante piauiense passou 15 dias na Granja Comary em treinamentos junto a seleção Sub17

Júlia Beatriz voltou aos treinos no Tiradentes (FOTO: Elias Fontenele)

A jogadora piauiense retornou a Teresina, após os treinos na Granja Comary, no Rio de Janeiro, junto a Seleção Brasileira Sub-17 do técnico Luizão. Sem descanso, Júlia voltou aos treinos no Tiradentes e se prepara para disputar a Copa Batom, que tem início no domingo (16) e o Tigrão enfrenta o Comercial, às 16h, no Campo do Cfap, em Teresina.

"A cada convocação os treinos estão mais puxados e exigindo principalmente a parte física da gente, pois ainda temos que melhorar. A rotina de treinamentos é bem intensa, tanto é que voltamos exaustas, mas o trabalho continua”, frisa Júlia.

Essa foi a terceira convocação de Julia e em três meses vestindo a camisa Amarelinha a rotina da atleta deu um giro de 180° graus. Entre as obrigações, os cuidados com alimentação e também a parte física se tornaram prioridade, como conta o pai, Fausto Rodrigues. 

“Vem sendo uma tarefa complicada para ela, mas a rotina de Júlia mudou completamente. Ela recebe um cronograma de atividades que ela precisa cumprir ao longo da semana que vem diretamente do preparador físico da Seleção Brasileira. Além dos cronogramas de treinos na academia ela precisa tomar suplementação e ter cuidado com a alimentação diária”, ressalta.

Essa foi a primeira convocação pensando no Mundial Sub17. Mais uma deve acontecer no mês de outubro em que será definida a lista final com apenas 21 atletas. Júlia conta as principais exigências do técnico nas primeiras atividades na Granja. “Esses primeiros 15 dias foram mais para testes físicos que uma parte que eles puxam bastante da gente, mas ele (Luizão) também começou a trabalhar algumas situações táticas comigo, por exemplo, atuando como atacante de beirada até porque eu tenho bastante velocidade, mas por enquanto o foco foi a parte física porque todas nós ainda temos o que melhorar para poder disputar no mesmo nível as outras seleções, o jogo realmente é muito duro”, conta a jogadora.

A próxima convocação deve acontecer no dia 1° de outubro e serão mais 15 dias de treinos ainda em preparação para o Mundial Sub-17, que acontece no mês novembro, no Uruguai. Tudo dando certo, a piauiense embarca para a próxima convocação e só retorna ao estado um mês depois, pois após os treinos no Rio de Janeiro a Seleção já embarca para o Uruguai onde irá disputar o Mundial. Antes disso, Júlia vai disputar a Copa Batom com a camisa do Tiradentes, que tem inicio no domingo (16). 

-----------------------------------------------------------------------

Júlia estava em treinos com a seleção Sub17 (FOTO: Elias Fontenele)

-----------------------------------------------------------------------------------------------

05 de setembro de 2018

Ex- Altos, Leone e Tote reforçam clubes na 2ª divisão do Maranhão

Os jogadores irão reforçar o Juventude e Chapadinha na disputa do maranhense que tem inicio no dia 26 de setembro.

Elenco Juventude (FOTO: Reprodução)

A segunda divisão do Campeonato Maranhense de futebol tem inicio no dia 26 de setembro, com nove equipes brigando por título e acesso. E algumas caras conhecidas dos gramados no Piauí, agora, reforçam times maranhenses. O lateral direito Tote e o zagueiro Loene, ex- Altos, irão vestir a camisa do Juventude e Chapadinha, respectivamente.

O lateral direito Tote, é um nome bastante conhecido no estado vizinho, pois teve temporadas consistentes no Sampaio Correa e também no Moto Club. Esse ano o atleta vestiu a camisa do Altos durante a disputa da Série D do Brasileiro. O zagueiro Leone, vestiu a camisa do Altos por quatro anos, desde a disputa do Piauiense 2ª divisão em 2015 até o início da temporada 2018 e agora tenta um novo acesso na carreira com o Chapadinha.

Leone vai disputar 2ª divisão no Maranhão (FOTO: Jailson Soares)

Após a recuperação da lesão no ombro, Leone se mostra empolgado com o novo desafio na carreira e deixa em aberto o possível retorno ao Altos. “Graças a Deus estou praticamente 100% da lesão e agora é tentar ajudar meu novo clube.O presidente (Warton) disse que quer contar comigo no ano que vem, mas ainda não existe nada certo, apenas conversas”, conta Leone.

A competição promete ter um bom nível, pois atletas que vestiram camisas de clubes da região na disputa da Série D do Brasileiro 2018 estão reforçando os clubes. Atletas que estavam no Ferroviário (CE), Imperatriz (MA) que inclusive subiu para Série C e o próprio Altos.

O Campeonato Maranhense 2ª divisão terá Chapadinha, Boa Vontade, Timon Esporte Clube, Juventude, Sabiá, Pinheiro, Balsas, Babaçu e Expressinho na briga pelo acesso até a divisão principal do Estadual. Apenas o campeão da competição sobe de divisão. 

31 de agosto de 2018

Em Teresina, Sarah fala sobre recuperação após cirurgia no cotovelo

Após dois meses, Sarah retornou aos treinos nos tatames e tem previsão de competir no mês de outubro

Sarah Menezes em Teresina (FOTO: Jailson Soares)

A judoca Sarah Menezes está na terra natal. A campeã olímpica veio visitar a família, e aproveitou para treinar no CT Sarah Menezes localizado no bairro Saci. Sarah, se recupera de uma cirurgia no cotovelo direito realizada há quase dois meses e retornou aos treinos nos tatames essa semana. Além disso, a judoca segue com acompanhamento médico no Flamengo (RJ), seu clube, e tem a perspectiva de retorno as competições no mês de outubro.

“No mês de setembro eu volto a treinar normal, fazendo todos os movimentos, sem restrições e agora é voltar praticamente do zero, pois eu fiquei parada um tempão”, explica Sarah Menezes.

A atleta confessa que no retorno aos tatames com um bom ritmo de treinos a parte mais complicada será a perda de peso. Sarah retornou no começo desse ano a sua categoria de origem, a ligeiro (-48kg), mas a temporada 2017 foi toda na categoria de cima, a meio-leve (-52kg) e a lesão acabou prejudicando os planos da piauiense que precisa pontuar no ranking nacional e internacional para ganhar posições.

A judoca está retornando aos treinos no tatame (FOTO: Jailson Soares)

“Fiz muito treino de fortalecimento e de força, então meu peso subiu tanto por conta da comida como por conta das atividades e agora tenho que fazer mais a parte aeróbica para perder peso mais rápido, mas estou fazendo todo o acompanhamento no Flamengo. Retornei aos treinos nos tatames na terça, senti um pouco de dor, mas é normal e agora é manter esse planejamento”, conta a judoca.

Esse final de semana alguns judocas piauienses estarão disputando o Campeonato Brasileiro Sub-15, em Blumenau (SC). Sarah chegou a receber alguns desses atletas no Rio, para treinos no CT do Flamengo. “Eles conseguiram através dos professores as passagens e a gente os recebeu lá, levei para o Maracanã, pois alguns são fanáticos por futebol e foi bom para eles. Agora tem uma competição importante pela frente, pois CBJ está de olho na base e os Brasileiros são uma porta de entrada”, disse Sarah.

A judoca segue se recuperando da cirurgia no cotovelo e a intenção é voltar a competir pela Seleção Brasileira de Judô no mês de outubro, quando acontece o Campeonato Brasileiro Sênior e o Mundial, em Cancun. 

29 de agosto de 2018

Após lesão e sete meses parado, Naylson revela: “4 de Julho não ajudou”

Naylson sofreu uma lesão na tíbia no começo do ano durante a disputa do Campeonato Piauiense vestindo a camisa do 4 de Julho

Naylson se machucou no dia 17 de fevereiro na disputa do Campeonato Piauiense (FOTO: Josiel Martins/Globoesportepi)

O goleiro Naylson ainda está em recuperação da lesão que sofreu no começo do ano quando vestia a camisa do 4 e Julho, de Piripiri, na disputa do Campeonato Piauiense. O Camisa 1 sofreu uma lesão na tíbia e precisou passar por cirurgia. A lesão aconteceu no dia 17 de fevereiro e desde então são quase sete meses fora dos gramados, em tratamento e priorizando as fisioterapias para poder voltar a campo na temporada 2019. 

Contratado para ser uma das peças chaves no elenco do 4 de Julho, o goleiro lamenta não ter ajudado tanto em campo. “A temporada em si não foi muito boa, pois com a lesão perdi a oportunidade de disputar o Estadual e também um Brasileiro Série D pelo 4 de Julho. Quando nossa equipe estava engrenando sofri a lesão e meu apoio era apenas nos vestiários, não podia estar em campo e isso é ruim para qualquer jogador”, conta Naylson.

Naylson está a sete meses fora dos gramados (FOTO: Jailson Soares)

Naylosn vestiu por poucas partidas a camisa do Colorado, pois a lesão aconteceu no início do Campeonato Piauiense. Ele relata, que não teve apoio por parte da diretoria do 4 de Julho ao longo de sua recuperação. “Minha recuperação está indo muito bem, mas graças a minha força de vontade e a Deus que vem me abençoando, pois o 4 de Julho não se manifestou muito durante minha recuperação”.

O Camisa 1 é ídolo no estado, pois foi um dos protagonistas da histórica campanha do River em 2015, quando o time sob o comando de Flávio Araújo foi vice-campeão da Série D e conquistou o acesso até a Série C do Brasileiro.

“Minha contratação foi diretamente com o Valdenor Brito e ele prometeu muitas coisas, mas não cumpriu nada. Eu cheguei a mandar muitas mensagens para ele e fui ignorado, durante a lesão os diretores praticamente sumiram totalmente. Quando fui fazer meu acerto para ir embora do clube ele chegou a dizer que não fazia sequer mais parte da diretoria. Pessoas como essa só prejudicam o futebol do Piauí”, frisou Naylson.

Em visita a amigos em Teresina, o Camisa 1 afirmou que já começa a pensar na temporada 2019. “Agradeço a cidade em geral, aos amigos que conheci lá e agora é pensar em uma nova etapa. Hoje estou bem e com alguns convites de equipes para disputar a Série C do ano que vem”, acrescentou.

Naylson é natural de Manaus, mas no Piauí vestiu a camisa do River por duas temporadas (2015/2016). Depois disso, chegou a defender o Parnahyba e recentemente o 4 de Julho. 



-------------------------------------------------------------

Naylson fez historia com a camisa do Galo (FOTO: Érica Paz)

---------------------------------------------------------------------------------

27 de agosto de 2018

Luís Carlos conquista bronze e prata em Mundial de paracanoagem

O piauiense subiu ao pódio duas vezes na competição internacional e conquistou um bronze e uma prata


Matéria Odia TV sobre o piauiense que esteve no pódio Mundial 

O piauiense Luís Carlos Cardoso subiu ao pódio duas vezes no Mundial de paracanoagem, que aconteceu em Montemor-o- Velho, em Portugal. O atleta conseguiu o bronze, na ultima quinta-feira (23), na categoria KL1 (caiaque) e no sábado (25) voltou a subir no pódio conquistando a prata na categoria VL2 (canoa). Com os resultados, Luís chegou a nona medalha em mundiais em sua carreira.

“Saldo muito positivo a canoagem brasileira volta para casa com medalhas e duas delas do Luís Carlos, que como era de se esperar se destacou na competição”, afirmou o técnico da seleção Thiago Pupo.

A canoa é sua especialidade e Luís Carlos comandou a prova praticamente toda, mas no final foi ultrapassado pelo também brasileiro Igor Alex (54s316). Luís ficou com a prata e chegou menos de um segundo após o companheiro (54s911) e quem completou o pódio foi o italiano Marius.

Luís Carlos é natural de Picos, 314km de Teresina e atualmente é uma das referencias do país na paracanoagem. Ele esteve nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro – 16, não subiu ao pódio, mas terminou a prova do caiaque na quarta colocação.

O piauiense era bailarino e acompanhava o cantor Frank Aguiar até alguns anos atrás. Em 2009, ele ficou paraplégico após ser picado por um parasita transmissor da esquistossomose. O piauiense tem uma história marcada por superação e segue agora com o objetivo de mais uma vez representar o Brasil, agora nas olímpiadas de Tóquio – 20. 

23 de agosto de 2018

No Palmeiras, piauiense se destaca e mira vaga entre profissionais

O lateral-direito Matheus Rocha, 19 anos, é destaque no time Sub20 do Verdão e busca estar entre os titulares ano que vem.

Piauiense marcou duas vezes contra o Corinthians (FOTO: Divulgação)

Quando você escuta o nome Matheus Rocha talvez não venha nenhuma lembrança a cabeça. Talvez você até acompanhe o Campeonato Brasileiro Sub-20, tenha escutado o nome dele nas transmissões, mas sequer imagina que esse garoto, 19 anos, é piauiense e da capital Teresina. Matheus, hoje veste a camisa do Palmeiras e vem se destacando.

Vestindo a camisa do Verdão, Matheus é dono de atuações convincentes e é titular absoluto na lateral-direita do time, que disputa o Campeonato Brasileiro Sub-20. Dono de um chute perigoso, o piauiense chegou a balançar as redes duas vezes na competição marcando contra o maior rival do Verdão, o Corinthians. “Esse momento que estou tendo aqui, está sendo importante não só para mim, mas para todos, para o nosso crescimento, mas estou feliz de estar tendo boas atuações”, disse Matheus.

O lateral chegou ao Palmeiras em 2017 e disputou também o Campeonato Paulista. No Brasileiro Sub-20 o Palmeiras é líder do seu grupo na segunda fase da competição com sete pontos somados, em três jogos.

“O Brasileiro, tem uma importância muito grande para todos nós, jogando sempre contra times de alto nível, só tem a agregar para nosso currículo, mas buscamos sempre o topo, o título principalmente, para quem sabe ter oportunidade no profissional”, acrescentou Matheus Rocha.

Antes de chegar ao Palmeiras, Matheus vestiu camisa do Sport entre os anos de 2014 e 2016, se destacou disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior e chamou atenção do time paulista. No Piauí, o atleta não chegou a defender nenhum time profissional, esteve somente nas categorias de base treinando com o professor Ronaib, no Fluminense do Piauí e também no famoso campo do Bariri, com o Toinho, ex- São Paulo e hoje técnico do time feminino do Tiradentes.

O maior objetivo do piauiense esse ano é conquistar uma vaga no time profissional do Palmeiras. Matheus completa 20 anos no mês de dezembro e ano que vem espera está no time comandado por Felipão. “O principal objetivo claro, é chegar no profissional, mas para isso temos que dar nosso melhor no sub20, conquistar títulos, é o mais importante”, afirmou o jogador.

Matheus Rocha volta a campo pelo Palmeiras na próxima quarta-feira (29) quando o time enfrenta o Vitória – BA, às 15h, no estádio Novelli Junior. 


----------------------------------------------------------

Lateral Matheus Rocha (FOTO: Divulgação)


20 de agosto de 2018

Após semana turbulenta, organizadas do River demonstram apoio a presidente

O presidente Genivaldo Campelo recebeu na tarde de hoje (20) membros das torcidas organizadas do River para conversas e recebeu apoio.

Membros das organizadas em conversa com presidente (FOTO: Jailson Soares)

As ultimam semanas foram marcadas por acusações e muita troca de farpas dentro da diretoria do River. O presidente Genivaldo Campelo foi acusado pelo Diretor de Patrimônios, Aroldo Francisco, de desviar verbas do clube e na ultima quarta-feira (15) o presidente concedeu entrevista trazendo a tona todas finanças inclusive as dividas assumidas por sua gestão, que assumiu o clube oficialmente no mês de novembro de 2017.

Após as acusações quem decidiu se posicionar sobre toda a polêmica foram às torcidas organizadas, e afirmaram apoiar o trabalho do presidente Genivaldo Campelo. “Depois das acusações e tudo que foi exposto na mídia nos decidimos mostrar solidariedade mostrar ao presidente que a gente está junto. Reunimos as quatro torcidas para oficializar formalmente que as torcidas do River estão junto com o presidente”, declarou Fábio Santos membro da Exporão do Galo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Noticias relacionadas: 

"Eu tenho crédito", diz presidente do River após acusações de diretor 

Flávio Araújo afirma que briga não influenciou em retorno ao River 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

“Acredito que a torcida precisa tomar um posicionamento, não podemos ficar em cima do muro. Decidimos apoiar o presidente Genivaldo, pois vimos que o outro lado não tinha provas e provou mostrando documentos”, acrescentou o torcedor da River Chopp, Ciro César.

A intenção da diretoria agora é esquecer o extra campo e acelerar as negociações visando a temporada 2019, e quando se fala disso o principal assunto é o treinador Flávio Araújo. O nome dele é de longe o preterido pela diretoria para comandar o Galo Carijó. Após as polêmicas, as conversas com o treinador recuaram, mas o presidente afirma que Flavio segue como plano a do galo. 

Membros das organizadas em conversa com presidente (FOTO: Jailson Soares)

“Eu não desisti da ideia do Flávio Araújo ainda não. Sábado à noite nos conversamos muito e falei para ele que não desisti dele e vou esperar essa posição dele. Se não der certo o Flávio eu tenho um plano B, mas ainda não foi sequer contactado. Após essa nova conversa eu espero que ele se sensibilize e acredite no nosso projeto”, disse Genivaldo.

Flávio Araújo tem dois títulos de campeão Piauiense com o River e comandou o time que conquistou o histórico acesso até a Série C em 2015. O River tem na temporada 2019 vaga na Copa do Brasil, Serie D do brasileiro além do Campeonato Piauiense. 

Membros das organizadas em conversa com presidente (FOTO: Jailson Soares)

17 de agosto de 2018

Flávio Araújo afirma que briga não influenciou em retorno ao River

O treinador Flávio falou sobre conversas com presidente do Galo e que soube dos problemas internos, mas que está decidido a dar uma resposta ao clube em outubro.

Treinador Flávio Araújo (FOTO: Raoni Barbosa)

Na ultima quarta-feira (15) o presidente do River, Genivaldo Campelo, afirmou que o nome preterido e que já estava em negociação para assumir o River em 2019 é o de Flávio Araújo, nome bastante conhecido no estado, pois tem dois títulos de campeão piauiense e um histórico acesso até a Série C comandando o Galo Carijó em 2015. De acordo com o presidente as negociações foram paradas a pedido do técnico e um dos motivos seria o fato da diretoria  está rachada e passando por problemas, mas o próprio Flávio assumiu que esse não foi o motivo e a resposta final será dada em outubro.

“Existiu a proposta e as conversas e fiquei honrado com isso e penso com carinho nesse retorno, mas eu decidi que minha resposta final só será dada em outubro, pois preciso desse stand by”, declarou Flávio Araújo.

Além disso, o treinador afirmou está ciente dos problemas internos que ocorrem na diretoria do Galo, mas que isso em nenhum momento influenciou em sua resposta ao clube e afirmou confiar no trabalho de Genivaldo Campelo vem fazendo à frente da presidência do Tricolor. 

“O trabalho que Genivaldo está fazendo impressiona. As noticias (da crise) chegaram até mim sim, mas eu tenho total confiança no trabalho de Genivaldo (presidente do River), pois ele está dando uma estrutura ao time, reformando o CT e lamento isso tudo que aconteceu”, disse o treinador.

Flávio Araújo atualmente tem contrato com o Treze, da Paraíba, clube com o qual conquistou mais um acesso na carreira até a Série C 2019 e foi vice-campeão Brasileiro na Série D esse ano. 

Piauí fica sem medalhas no Troféu Brasil de judô; Émerson chega as quartas

Stanley Torres cai na primeira luta. Émerson chega até a repescagem, mas termina em sétimo lugar.

Stanley foi eliminado na primeira luta (FOTO: Boletim Osotogari)

Os piauienses Stanley Torres (-73kg) e Émerson Silva (-55kg) ficaram fora do pódio no Troféu Brasil de judô, que acontece em Canoas, no Rio Grande do Sul. Émerson foi quem ainda conseguiu ir mais longe, porem caiu na repescagem para o catarinense Leonardo Santos. Stanley acabou sendo derrotado na luta de estreia para Lucas Jaenisch, do Rio Grande do Sul. Essa edição é do Troféu Brasil Interclubes é a mais dura dos últimos 10 anos.

Émerson folgou na primeira rodada. Na segunda rodada de lutas venceu Pedro Holstein, do Rio Grande do Sul. Na sequência perdeu para Maurício Ismael, do Mato Grosso e precisou disputar a repescagem para brigar pelo bronze, mas acabou sendo derrotado novamente agora pelo catarinense Leonardo Santos.

Émerson Silva chegou até a repescagem da competição (FOTO: Lara Monsores/CBJ)

Essa competição era importante para os dois atletas. Stanley precisava somar pontos na competição para brigar pela liderança do ranking nacional na categoria leve (-73kg) e assim entrar na seleção de forma direta, sem disputar seletiva olímpica. Já Émerson Silva, brigava pelo titulo na categoria superligeiro, pois esse foi a última edição de Troféu Brasil incluindo essa categoria, a partir de 2019 ela será extinta.

Além de Émerson Silva, o piauiense Stanley Torres também subiu aos tatames nesta quinta-feira (16). O peso-leve da Associação Judô Queiroz, no entanto, não teve vida fácil na categoria até 73kg e perdeu na luta de estreia para o gaúcho Lucas Jaenisch (Sociedade de Ginástica Porto Alegre). A derrota na rodada de estreia tirou as chances do piauiense de brigar por pódio. Torres, é o atual campeão Brasileiro Sênior.

Os piauienses agora tem pela frente a disputa do Campeonato Brasileiro Sênior de judô, que acontece nos dias 9 e 10 de outubro, em Lauro de Freitas, na Bahia. 

"Eu tenho crédito", diz presidente do River após acusações de diretor

Genivaldo Campelo respondeu em coletiva as acusações de desvio de verba no River feita pelo Diretor de patrimonios, Aroldo.

Genivaldo Campelo (FOTO: Jade Araújo/PortalAZ)

Na tarde de ontem (15) o presidente do River, Genivaldo Campelo, concedeu uma coletiva de imprensa com o intuito de se defender das acusações feitas pelo diretor de patrimônios do clube, Francisco Aroldo, que em entrevistas afirmou que o atual presidente estava desviando verbas do clube. Além de Genivaldo, o advogado e vice-presidente jurídico, Augusto Chabloz, e outros membros da diretoria como Geraldo (Serv Cozinha) e Dr. Delcio também participaram da coletiva.

“Eu estou tentando fazer o River grande, mas tem gente que quer me derrubar, que está com inveja. As pessoas me perguntam; presidente o River vai para Série C? o que eu digo? Se deixarem. Se eu errar que sentem comigo e digam. Se querem que eu entregue o cargo eu renuncio, é melhor do que os caras desses, um diretor financeiro que era para ser da minha confiança fazer um espetáculo desse”, criticou o presidente do Galo.

O Diretor de Patrimônios afirmou que o presidente tinha movimentado em conta corrente pessoal um valor acima de R$ 500 mil reais só esse ano. “Eu quero dizer para o Aroldo que isso aconteceu somente esse ano não. Antes que eu assumisse o River, em 2017 varias vezes valores foram depositados na minha e porquê? É o que todos querem saber. Todos sabemos que o River passa por dificuldades, momentos difíceis e por isso passa por bloqueio em suas contas", acrescentou. 

Genivaldo Campelo presidente River (FOTO: Jade Araújo/PortalAZ)

Durante a longa entrevista coletiva Genivaldo Campelo mostrou todas as prestações de contas do River entre os meses de janeiro até o mês de agosto desse ano, período de sua gestão e falou sobre os valores de entradas e saída. A única renda fixa do River é a time mania que varia entre 30 e 60 mil reais.

"Todo mundo sabe que o River tem problema judicial e por isso as contas tem bloqueios e ele (Aroldo) vai há programas dizer que o River não tem esse tipo de problema. Em diversos meses ele (Chagas) não prestou conta comigo e ele é o diretor financeiro”, frisou Genivaldo.

O presidente não escondeu o descontentamento com membros da diretoria do clube, como o Diretor de Patrimônios, Aroldo, e o diretor financeiro, Francisco das Chagas, afirmando que não tem nenhuma confiança nos dois nomes.

Possível retorno do técnico Flávio Araújo 

Na coletiva o presidente Genivaldo Campelo confirmou as muitas especulações em torno do primeiro nome para o comando do River para 2019 – o nome de Flavio Araújo, que comandou o time no histórico acesso em 2015 estava em negociação, mas o presidente afirmou que o técnico pediu uma pausa na negociação e prometeu uma resposta para outubro.

“Outubro é muito longe eu confesso que desmotivei. Ainda na terça-feira Flávio me ligou e disse para esperar mais um pouco até fechar e eu acredito que essas noticias de crise e problemas na diretoria atrapalharam. Era um grande sonho, um sonho pessoal e eu busquei investidores para isso e agora vi que ficou distante”, afirmou Genivaldo.

14 de agosto de 2018

Campeonato Piauiense de tênis conhece seus finalistas

Maurício Fortes e Mario Alburquerque fazem a final da primeira classe nesta quarta-feira (15)

Sávio Amorim acabou sendo eliminado nas semifinais (FOTO: Ramiro Pena)

Na última segunda-feira (13) o Campeonato Piauiense de tênis conheceu seus finalistas na primeira classe, a principal do torneio. Em partidas acirradas, Maurício Fortes venceu Marcos Colé por sets 2 a 0. Na outra semi, um dos favoritos caiu, e Sávio Amorim foi derrotado por 2 sets a 1 (com parciais de 6/4, 6/7 e 10/8) pelo atleta Mario Albuquerque.

“Com o passar das etapas do circuito piauiense o nível só tem aumentando, as pessoas estão treinando cada vez mais e consequentemente a dificuldade das partidas está ficando maior”, disse Sávio Amorim.

Durante a partida os tenistas chamaram atenção pelo bom nível da competição, mas também a concentração no decorrer dos jogos, pois alguns chegaram a passar das duas horas de duração. Sávio Amorim era um dos favoritos e chegou a ser campeão da primeira etapa do circuito, mas deu adeus a competição na segunda-feira (13).

Outro nome que também se despediu do torneio foi Marcos Colé, após derrota para Maurício Fortes. Marcos destaca o confronto complicado e os muitos erros individuais como maior problema em seu jogo. Mas mesmo com a eliminação O ex-atleta de vôlei de praia, afirma que a modalidade é uma nova paixão.

“Eu estou praticando o tênis há algum tempo, mas decidi competir somente agora. No jogo contra o Mauricio acabei errando muito e dei muitos pontos para ele, faltou um pouco mais de concentração. Eu jogava vôlei de praia, mas o tênis é mais prático, precisa somente duas pessoas para jogar e está resolvido, além disso é uma modalidade apaixonante”, brinca Marcos Colé.

As finais da classe um do Circuito Piauiense de Tênis acontece nesta quarta-feira (15), a partir das 18h, na Academia Teresina Tênis. Além da classe principal acontecem jogos nas 2ª, 3ª, 4ª e 5ª classe. 

10 de agosto de 2018

Altos perde Diretor de Futebol para 2019; “Não houve acerto financeiro”

Após dois anos, Ricardo Pereira não integra mais a diretoria da equipe do Altos.

Ricardo Pereira (à esquerda) era Diretor de Futebol do Altos (FOTO: Jailson Soares)

Nós últimos dois anos o nome de Ricardo Pereira sempre é lembrado quando se fala no time do Altos, mas em 2019 não será mais assim. O Diretor de Futebol deixa o clube com o titulo de bicampeão piauiense, e participação garantida nas principais competições da temporada para os clubes piauienses; Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro.

“Financeiramente não chegamos a um acordo, mas foi tranquilo. A gente expos o que o Altos tem para receber de cotas e tem algumas situações que podem mudar com essa compra do Esporte Interativo e o presidente ficou apertado. Eu entendi, seguimos sem estresse”, conta Ricardo Pereira.

Ricardo foi responsável pela formação do elenco 2017/2018 (FOTO: Jailson Soares)

De acordo com o Ricardo a saída foi em comum acordo com o presidente do Altos, Warton Lacerda, e o principal motivo a falta de acerto financeiro. “Infelizmente não chegamos a um acordo quando a parte financeira. Com essa compra do Esporte Interativo por outros canais nós não sabemos como vai ficar a questão das cotas financeiras, por exemplo, ou até mesmo as finanças do clube e eu gostaria de ser mais valorizado, então me desliguei em comum acordo”, explica Ricardo.

Ricardo Pereira é empresário de atletas se aproximou da diretoria do Jacaré em 2016, quando Carlinhos Bala, jogador colega de Ricardo, defendeu o Jacaré na Série D do Campeonato Brasileiro. A boa relação com presidente afastado Warton Lacerda, facilitou para que ele assumisse a vaga de Diretor de Futebol. 

O Diretor de Futebol era o braço direito do presidente do clube, Warton Lacerda, e o primeiro nome a responder após o presidente. Mas segundo Warton a função pode deixar de existir no clube. "Eu fui campeão da segunda divisão em 2015 eu mesmo fazendo essa função. Eu não posso trabalhar no escuro, pois sabemos que o ano que vem deve ser mais apertado por conta das cotas da Copa do Nordeste que ninguém sabe se vai ter mesmo. Não posso tirar as pessoas das casas delas e depois não conseguir honrar com meus compromissos", explica. 

Natural de Pernambuco, Ricardo Pereira trabalhou no futebol piauiense somente esses dois anos no Altos. O clube mais jovem do estado, mas que é atual campeão Piauiense e tem vaga garantida para 2019 na Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D. O Jacaré está sem atividades até o final do ano, pois foi eliminado do Brasileiro Quarta Divisão nas oitavas de finais pelo Ferroviário, do Ceará, que além de conseguir o acesso até a Série C do Brasileiro 2019 se sagrou campeão da competição. 





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado