• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Da Arquibancada

31 de março de 2020

Presidentes de clubes menores pedem ajuda financeira de 75 mil à CBF

A carta destinada a CBF tem assinatura de 170 presentes de clubes menores do país, que disputam apenas os campeonatos estaduais. A iniciativa surgiu através do presidente do Salgueiro (PE) e do Barbalha (CE).

O futebol brasileiro segue paralisado por tempo indeterminado por conta da pandemia do coronavírus. Com o passar dos dias muitos questionamentos vão surgindo, principalmente na cabeça dos presidentes dos pequenos clubes do futebol brasileiro, que disputam apenas campeonato estadual. Por isso, muitos deles, 170 até então decidiram se juntar e escrever uma carta à CBF pedindo uma ajuda financeira de R$ 75 mil reais, por três meses, como forma de cumprir o pagamento das folhas salariais dos times.

Ao total, cerca de 250 clubes vivem essa preocupação no momento. Em uma conta rápida, supondo que cada um deles tenham 40 funcionários são mais de 10 mil pessoas afastadas dos trabalhos, mas precisando receber. A iniciativa surgiu através do presidente do Salgueiro, José Guilherme e do Barbalha, Lúcio Barão.

“Os 250 clubes signatários desta carta, que disputam os campeonatos estaduais, todos com atividades paralisadas, são responsáveis por mais de 7,5 mil postos de trabalho diretos no país, razão pela qual reivindicamos apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no valor de R$ 75 mil mensais, por três meses, para fazer face às despesas atinentes aos contratos em vigência”, diz trecho da carta dos clubes do Brasil.

Piauiense está parado desde o dia 17 de março (FOTO: Elias Fontenele)

Entre os nomes que assinaram a carta estão mandatários de clubes no Piauí. Apenas o presidente do River, Genivaldo Campelo e o do 4 de Julho, Gilberto não estão na lista entre os oito times que disputam o Estadual. O Campeonato Piauiense está paralisado desde o dia 17 de março e com o decreto do governo do estado renovado na última segunda-feira (30) que mantem o isolamento social até 30 de abril, caso a competição siga, não irá terminar dentro do prazo, pois a final estava marcada para o dia 15 de abril.

O Piauiense parou no dia 17 de março, na nona rodada e ainda restam 20 jogos para se encerrar. Contando com os dois jogos das finais.

A CBF até então não propôs garantias aos clubes que disputam estaduais, mas tem deixado ciente que quando o calendário for retornar estará apertado e com dificuldades de encaixe para tantas competições.

Confira a carta completa; 

CARTA DOS CLUBES DO BRASIL

Em conferência virtual realizada na tarde deste domingo, 29 de março de 2020, nós presidentes dos clubes abaixo relacionados pactuamos:

1 – A crise sanitária porque passa o Brasil em face da pandemia do Coronavírus é gravíssima com agudas consequências para todos os segmentos da sociedade, entre estes o futebol profissional;

2 – Os clubes brasileiros têm sido parceiros nas medidas de prevenção e combate ao coronavírus e consequentemente na preservação da vida e assim permanecerão adotando medidas baseadas na ciência seguindo orientação de profissionais de saúde, autoridades governamentais, sanitárias e instituições ligadas ao esporte;

3 – Os 250 clubes signatários desta carta, que disputam os campeonatos estaduais, todos com atividades paralisadas, são responsáveis por mais de 7,5 mil postos de trabalho diretos no país, razão pela qual reivindicamos apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no valor de R$ 75 mil mensais, por três meses, para fazer face às despesas atinentes aos contratos em vigência;

4 –  Isenção de taxas cobradas por Federações e CBF na inscrição de atletas, rescisões de contratos, taxa anual de clubes e outras taxas.

29 de março de 2020

30 de março de 2020

Clubes da Série D escrevem à CBF e por garantias de calendário e financeira

Clubes da Série D escrevem à CBF e por garantias de calendário e financeira

O movimento inclui capitães, presidentes e diretores de futebol das 68 equipes que irão disputar a 4ª divisão em 2020.

Com o futebol brasileiro paralisado por conta da crise do coronavírus, muitas preocupações começam a surgir na cabeça daqueles que vivem dele, em especial os presidentes, diretores e jogadores dos times nacionais. Por isso, a semana começou com movimentação por parte dos 68 capitães que irão disputar o Campeonato Brasileiro Série D de 2020, todos eles assinaram uma carta destina a CBF em que pediram garantias quanto a calendário e uma ajuda financeira para que os clubes possam manter suas folhas salariais em dias.

Taça Série D [FOTO; Divulgação CBF]

Entre os nomes á frente da iniciativa está o Camisa 1 do Altos, o goleiro Rodrigo Ramos, que ao lado do goleiro Éder, do São Raimundo, de Roraima, teve a iniciativa de criar grupo no WhatsApp e assim mobilizar os representantes dos outros 66 clubes que irão disputar a Série D 2020.

A Série D 2020 se apresenta em um formato diferente, mais longo e isso garante aos atletas mais tempo empregado na temporada. Iniciaria em maio e termino previsto para novembro. Vale lembrar, que a Série D do Brasileiro tem 68 times de todas as regiões do Brasil, ela sozinha tem mais clubes do que a Série A, B e C que somam 60 times. 4ª divisão emprega mais de 2.000 mil atletas.

Rodrigo Ramos, goleiro do Altos [FOTO; Luís Junior]

 ‘Após muitos anos de calendários reduzidos, em 2020 a CBF encontrou a fórmula ideal para o Campeonato Brasileiro Série D de 2020, estendendo a competição até novembro de 2020, possibilitando a mais de 2.000 atletas, pais de família, empregos durante toda a temporada. Entretanto, a pandemia que se instaurou no mundo e em nosso país, trouxe também sérias preocupações a milhares de atletas, que, até então, tinham a certeza de poderem trabalhar até o final do ano, mantendo assim o sustento de suas famílias’, diz trecho da carta.

Pórem entre as quatro divisões a Série D não recebe nenhum tipo de cota de participação. O que os jogadores aliados dos presidentes e diretores de futebol dos clubes nacionais estão pedindo é garantias. Garantias essas que foram dadas as Séries A, B e C.

Confira o texto completo da carta enviada à CBF:

Atletas dos clubes participantes do Campeonato Brasileiro Série D de 2020, representados pelos capitães de cada clube, vêm a presença de Vossa Senhoria, requerer atenção especial ao Campeonato Brasileiro Série D de 2020, em virtude da grave crise decorrente da pandemia COVID-19.

Após muitos anos de calendários reduzidos, em 2020 a CBF encontrou a fórmula ideal para o Campeonato Brasileiro Série D de 2020, estendendo a competição até novembro de 2020, possibilitando a mais de 2.000 atletas, pais de família, empregos durante toda a temporada.

Entretanto, a pandemia que se instaurou no mundo e em nosso país, trouxe também sérias preocupações a milhares de atletas, que, até então, tinham a certeza de poderem trabalhar até o final do ano, mantendo assim o sustento de suas famílias.

Não é apenas o vírus que ameaça os atletas, mas também a atual situação de incertezas do calendário. Assim, pedimos à CBF que não meça esforços para que a fórmula de disputa do Campeonato Brasileiro Série D de 2020 seja mantida, inclusive quanto ao tempo de duração da competição, fator extremamente importante para que os mais de 2000 atletas possam garantir seus empregos até pelo menos novembro de 2020.

Ainda, a grande maioria dos clubes que participam do Campeonato Brasileiro Série D de 2020, é clubes com baixa arrecadação, o que acarreta sérias dificuldades de arcar com o pagamento de nossa remuneração (Salários e Direitos de Imagem) e encargos trabalhistas.

Se os clubes que participam do Campeonato Brasileiro Série D de 2020 não tiverem o mínimo suporte neste momento tão delicado, nossos empregos correm sérios riscos, o que causaria danos sociais irreparáveis. Diferentemente dos clubes das Séries A, B e C, os clubes da Série D não possuem nenhum tipo de cotas.

Vale ressaltar que são 68 clubes, das mais diversas cidades de todo Brasil. Cidades em sua grande maioria do interior, onde a população tem o futebol como um dos poucos, senão o único meio de distração, atraindo ainda mais importância para nossa competição.

Porém, com a suspensão das competições, nossos clubes estão com sérias dificuldades de arcar com os pagamentos de nossa remuneração, colocando em risco, mais uma vez, nossos empregos, tão importantes à nossas famílias.

Portanto, solicitamos à CBF que possa distribuir Cotas de Participação no Campeonato Brasileiro Série D de 2020, auxiliando seus Clubes filiados à arcarem com suas despesas mensais, principalmente neste grave momento de crise, para ao menos minimizar a gravidade do impacto financeiro que o momento produziu, mantendo-se assim o espetáculo do futebol durante todo o Campeonato Brasileiro Série D de 2020.

Por fim, em nome dos mais de 2000 atletas que disputarão o Campeonato Brasileiro Série D de 2020, firmamos o presente, crendo na generosidade e preocupação desta entidade com todos seus filiados.

19 de março de 2020

COVID-19: Timon pede ajuda para comprar passagens e liberar elenco

COVID-19: Timon pede ajuda para comprar passagens e liberar elenco

Através do presidente Leal Filho o Timon veio a público pedir ajuda para conseguir mandar 14 atletas para casa. O time pede ajuda financeira. Tem jogadores de SP, RJ, RO, SE e São Luís.

Com o Campeonato Piauiense suspenso por tempo indeterminado os clubes aos poucos começam a liberar seus elencos e boa parte desses atletas moram fora do estado. Na tarde desta quinta-feira, 19, o Esporte Clube Timon através do seu presidente Leal Filho comunicou à dificuldade que vive para conseguir mandar seus atletas de volta para casa por conta de dificuldades financeiras para custear as passagens. 


‘Essa semana fomos pegos de surpresa com a suspensão do Campeonato de Futebol do Piauí, com isso precisamos mandar nossos atletas para casa. Alguns já foram, mas ainda tem 14 jogadores que precisão ir para suas casas e suas famílias. Então você empresário ou torcedor, simpatizante do Timon nos ajude para que possamos mandar eles para casa antes do fechamento dos aeroportos e rodoviárias e a gente fique sem ter como manda-los para casa’, declarou Leal Filho.

 Leal Filho presidente Timon [FOTO; Jailson Soares]

A diretoria do clube afirmou que nesse momento do elenco que disputava o Estadual apenas 14 atletas ainda não retornaram para suas cidades natais. São cinco jogadores para São Paulo; Três para Goiânia; um para Rondônia; um para Sergipe; três para o Rio de Janeiro; um para São Luís.

A diretoria ainda reforçou o pedido através de nota; ‘Nosso pedido acontece pela urgência no qual as medidas vem sendo tomadas e por entendermos que é questão de tempo o fechamento de aeroportos e rodoviárias. Dessa forma, estamos fazendo um apelo por passagens aéreas. Ajude-nos’, completou.

O Timon é o lanterna do Campeonato Piauiense. São apenas quatro pontos somados, em dez jogos. O Estadual foi oficialmente suspenso na terça-feira, 17, e assim como a maioria dos estaduais não tem previsão de retornar por conta da pandemia do coronavirus. 

Na Espanha, Valéria fala sobre mudanças na rotina e quarentena restrita

Na Espanha, Valéria fala sobre mudanças na rotina e quarentena restrita

Em casa, segue planilhas de treinamentos mandadas diariamente pelo seu clube, Madri CFF. Além disso, muitas ligações e conversas diárias com a mamãe e a irmã Vanessa.

Os números de casos de infecção por coronavirus é de quase 14 mil na Espanha. O país é um daqueles que a população viu sua vida mudar bruscamente em um estalar de dedos. A pandemia obriga a todos que estão no território a seguir uma quarentena rigorosa e isso claro abrange também os times de futebol. A jogadora Valéria Cantuário, defende o Madri conta que o começou trouxe pânico e muito susto, mas que já conseguiu adaptar toda sua rotina.

Váleria vive quarentena em Madrid [FOTO; Reprodução]

Na cidade de Madrid é onde mora atualmente a atacante piauiense Valéria Cantuário vive uma mudança brusca de rotina e relatou as principais delas, agora que passa praticamente 24h dentro de casa, ao lado da zagueira e companheira de clube Antonia. ‘Aqui está bem rigoroso e no começo nós levamos um susto, porem vejo como aprendizado. Quando tudo isso passar nos vamos ter aprendido muito sobre a forma principalmente de pensar no próximo’, disse Valéria.

Em casa, segue planilhas de treinamentos mandadas diariamente pelo seu clube, Madri CFF. Além disso, muitas ligações e conversas diárias com a mamãe e a irmã Vanessa. Assistir filmes, leituras novas, dancinhas no instagram e muitos vídeos gravados em redes sociais são apenas algumas das formas de distrair o tempo a mais na rotina.

‘Essa quarentena tem dias que está me enlouquecendo, mas eu passo o dia inventando o que fazer com Antonia. Temos os treinos diários em casa e depois é ouvir música e ir priorizando o descanso mesmo, mas está um pouco complicado, não é tão fácil se adaptar não’, conta Valéria.

O contrato com o Madri foi o seu primeiro contato com o exterior. Natural de União, a piauiense se destacou no São Paulo em 2019 e fechou com o time Espanhol em dezembro do mesmo ano. Vestindo a camisa do Madri já balançou a rede uma vez no derbi contra o Tacon, na primeira liga feminina. 

18 de março de 2020

Clubes piauienses decidem parar atividades; Parnahyba é exceção

Clubes piauienses decidem parar atividades; Parnahyba é exceção

Dos oito times que disputam o Estadual, sete deles paralisaram suas atividades.

A suspensão do Campeonato Piauiense obriga os diretores dos clubes que estão disputando a competição a se movimentar em torno de liberação ou não do elenco, pois a paralisação é por tempo indeterminado. Mas essas mudanças inesperadas na temporada devem gerar custos e muitas mudanças no planejamento dos oito times que disputam o Piauiense.

Batista Filho presidente PHB [FOTO; Elias Fontenele/ODIA]

Entre as equipes que já bateram o martelo quanto à suspensão das atividades estão; River, Altos, 4 de Julho, Picos, Timon, Piauí Esporte Clube e Flamengo do Piauí. A exceção dentro da situação toda é a equipe do Parnahyba, que através do presidente Batista Filho afirmou que seguirá suas atividades normalmente.

‘Os custos para liberar todos esses atletas é muito alto, então vamos manter os treinos normalmente pelo menos nos próximos 15 dias. Além disso, não sabemos quando podem retornar as atividades, os jogos e para trazer novamente todo esse elenco? Dá muito trabalho e muito custo’, explicou o presidente Batista Filho.

Porém o time do Litoral está contramão de todos os outros times do estado. O River optou por paralisar as atividades por tempo indeterminado, mas aconselhando aos atletas a não sair do estado. Inclusive realizou reunião na tarde de quarta-feira, 18, e não concedeu entrevista como forma de diminuir contato com imprensa e evitar aglomeração. Mesma indicação que deu o Altos aos jogadores, os dois times, assim como a maioria dos clubes do estado tem elenco com muitas peças de outros lugares do Brasil.

O Campeonato Piauiense foi suspenso na última quarta-feira, 17, e por tempo indeterminado. Assim como todos os estaduais da região Nordeste.  

17 de março de 2020

FFP volta atrás e decide paralisar o Campeonato Piauiense

FFP volta atrás e decide paralisar o Campeonato Piauiense

Seguindo as decisões de todos os outros estaduais do Nordeste. O Campeonato Piauiense está oficialmente paralisado.

As conversas e reuniões foram intensas ao longo dessa terça-feira, 17, e após muitas recomendações e seguindo o exemplo das outras praças a Federação de Futebol do Piauí-FFP definiu pela suspensão do Campeonato Piauiense por tempo indeterminado. Ainda na segunda-feira, 16, foi definido jogos com portões fechados, mas o órgão decidiu mudar a decisão e optar pela paralisação total.

Portaria FFP 

"Está suspenso, por tempo indeterminado", disse Robert Brown. 

Robert Brown presidente FFP [FOTO: Arquivo ODIA]

Na terça-feira, 17, aconteceu a reapresentação do elenco do River após viagem para Salvador pela Copa do Nordeste e o atacante Eduardo conversou com a imprensa como porta-voz do elenco e deixou bem claro a preocupação de todos com à sequencia da competição. ‘Estamos indo na contramão de todo o mundo. Nós chegamos de viagem agora, contato com muita gente e não sabemos se não tem ninguém infectado. Estamos colocando nossos familiares em risco, vocês em risco. Eu acho que tem que parar’, disse o capitão do time.

Os estaduais de toda a região Nordeste, no caso, os outros oito estados foram suspensos por tempo indeterminado.  

Com a decisão, o jogo entre River e Parnahyba que aconteceria nesta quarta-feira,18, às 20h, no Lindolfo Monteiro está suspensa. Apesar da delegação do Parnahyba, ter pego estrada e já está na capital. Entre os presidentes dos clubes a definição se irão dar sequencia as atividades mesmo sem previsão de jogos ou liberar o elenco devem ser oficializadas até o final dessa semana.

Portaria FFP 

Dentro do estado do Piauí ainda não há casos confirmados de coronavirus, mas pelo menos 37 pessoas são monitoras pela Fundação Municipal de Saúde. Em âmbito local, o prefeito Firmino Filho (PSDB) reuniu a imprensa, em coletiva, nesta terça-feira (17) para anunciar medidas de prevenção diante da expansão do vírus Covid- 19 no país. Firmino anunciou a suspensão de todos eventos públicos e privados que possam aglomerar mais 50 pessoas em espaço fechado e 100 pessoas em locais abertos. 

COVID-19: Eduardo afirma que seguir com Piauiense é ir ‘contra o mundo’

COVID-19: Eduardo afirma que seguir com Piauiense é ir ‘contra o mundo’

O atacante do Galo Carijó se mostrou completamente contra a sequencia da competição Estadual. O River deve entrar em campo nesta quarta,18, contra o Parnahyba.

A terça-feira foi de reapresentação no River. O time entra em campo pelo Campeonato Piauiense nesta quarta-feira (18), às 20h, no Lindolfo Monteiro quando encara o Parnahyba, mas a partida acontece com portões fechados como forma de evitar aglomeração por conta do coronavírus. A delegação chegou de Salvador, após compromisso pela Copa do Nordeste. Entre os jogadores a decisão da FFP de seguir o Estadual não é vista com bons olhos e o atacante e capitão do time, Eduardo, fez duras críticas à continuidade da competição.

Eduardo fala que Piauiense precisa parar [FOTO; Jailson Soares]

‘Estamos preocupados. Ao meu modo de ver o mundo está caminhando para um lado e nos para o outro lado. Eu entendo os clubes, federação, que pode ocorrer um prejuízo caso haja a paralisação, mas o mundo todo está tendo prejuízos o mais importante hoje é saúde. Eu estou vendo aí as escolas parando, nossos filhos em casa, mas nos continuamos viajando, jogando e nesse caso não adianta nada se a gente está correndo esse risco e de ir para casa e contaminar eles. Na minha opinião deveria parar é só olhar do lado, pois estão todos parando; Ceará, Maranhão’, disse Eduardo.

Eduardo ainda frisou que toda a delegação do River acabou de chegar de uma viagem de Salvador. ‘Quem nos garante que ninguém aqui está contaminado? Passamos por aeroportos, muitas pessoas diferentes. É só ver o caso do Jorge Jesus treinador do Flamengo, que deu positivo, mas está sem sintomas. Tem que rever, tem que pensar a prioridade no mundo é a saúde’, acrescentou Eduardo.

Galo se reapresentou nesta terça, 17, [FOTO; Jailson Soares]

O técnico do Galo, José Roberto, deixou bem claro que não existe clima para seguir a vida normalmente, pior ainda com o “espetáculo do futebol”. Além disso, destacou a parte psicológica que pesa ainda mais com os riscos que correm os atletas por conta da pandemia. ‘Tem clima nesse momento para que possamos levar nossas vidas normais? Esse é o grande ponto. Não só para nos personagens do futebol, mas também para imprensa e isso reflete diretamente no futebol, pois o futebol é uma arte e como vamos praticar isso? Então estamos em uma situação muito mais complicada, pois estamos sem conseguir reagir na tabela e temos uma situação macro que é exatamente esse problema social que estamos vivendo’, frisou José Roberto.

O River enfrenta o Parnahyba nesta quarta-feira (18), às 20h, no Lindolfo, mas sem a presença de público, algo criticado também por Eduardo. “Em dias comuns jogar sem torcedor já é algo ruim. Agora dentro dessa situação é pior ainda. Querendo ou não, não existe outro assunto entre nós. Apesar disso, precisamos manter o foco nos jogos a partir do momento que não paralisaram a competição”, reforçou o capitão.

Na tabela do Estadual o River é sexto colocado, com apenas cinco pontos somados. O jogo contra o Parnahyba é valido pela 10ª rodada do Estadual. 

16 de março de 2020

Campeonato Piauiense pode ser paralisado por conta do coronavírus

Campeonato Piauiense pode ser paralisado por conta do coronavírus

A FFP deve se posicionar nas próximas horas confirmando ou não a paralisação da competição Estadual.

Seguindo as orientações da Confederação Brasileira de Futebol e Federação de Futebol do Piauí deve paralisar o Campeonato Piauiense por tempo indeterminado. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu suspender, a partir dessa segunda, 16, por prazo indeterminado, as competições nacionais sob sua coordenação que estão em andamento: Copa do Brasil, Campeonatos Brasileiros Femininos A1 e A2, Campeonato Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20.

Campeonato Piauiense não deve parar

Através de nota o presidente se pronunciou analisando o cenário atual dentro do esporte. “Sabemos e assumimos a responsabilidade do futebol na luta contra a expansão da COVID-19 no Brasil”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

A Federação de Futebol do Piauí deve confirmar a paralisação da competição nas próximas horas. “Estamos analisando para tomar a decisão se deve parar ou não, até as 17h iremos liberar uma nota sobre a decisão’, disse Robert Brown presidente da FFP.

Dentro dos clubes a diretoria vem orientando os atletas sobre a necessidade de lavar as mãos com frequência e evitar contato exagerado com estranhos. O elenco do River está em Salvador, onde enfrentou o Vitória-BA pela Copa do Nordeste neste domingo, 15, o time desembarca em Teresina na madrugada de hoje. “Orientei os jogadores a não sair do hotel, pois lá (Salvador) tem muito turista”, explicou o presidente Genivaldo Campelo. 

14 de março de 2020

Rodada dupla; Altos reassume liderança do Estadual e Timon sofre nova derrota

Rodada dupla; Altos reassume liderança do Estadual e Timon sofre nova derrota

Flamengo garante segunda vitória consecutiva ao vencer Timon por 3 a 1 e Altos assume liderança provisória após vencer Piauí por 2 a 0, ambos os jogos validos pela 10ª rodada do Piauiense.

O sábado (14) foi de rodada dupla pelo Campeonato Piauiense. O primeiro jogo foi entre Flamengo e Timon e o time comandado por Paulo Moroni chegou a segunda vitória consecutiva e de quebra afundou ainda mais a Águia Soberana na tabela, que segue lanterna com apenas quatro pontos em dez jogos. A vitória por 3 a 1 foi construída com dois gols do gigante Matheus Fornazari e Índio (de pênalti). O Timon descontou com o camisa 10 Juninho. O Flamengo chegou aos 12 pontos na tabela e segue na quinta colocação, porém mais próximo da parte de cima. 

Flamengo venceu com dois gols de Matheus Fornazari (FOTO; Elias Fontenele)

“Vitória importante que mantém o time em nível competitivo. O Matheus é um jogador na característica que eu queria, inclusive queria mais um atleta nesse estilo, porém não deu tempo contratar, mas ele vem suprindo as expectativas e agora que retornou está adaptando bem ao elenco”, disse Paulo Moroni.

O outro jogo da rodada aconteceu entre Piauí e Altos. Times em extremos na tabela. PEC lutando contra o rebaixamento anotou mais uma derrota na competição. O Jacaré venceu a partida por 2 a 0, com gols de Echeverria e Tiaguinho e dorme na liderança provisória do Piauiense, pois depende do resultado entre 4 de Julho e Picos, que acontece neste domingo (15).

O técnico Tonet perdeu peças logo no começo do jogo. O zagueiro Lucas do Carmo e o atacante Betinho, ambos por lesão. Reinaldo Lobo e Echeverria assumiram os postos o técnico destacou a importância de voltar a somar três pontos, após o tropeço da última rodada.

Tiaguinho marcou de falta para o Altos (FOTO; Elias Fontenele)

“Nós temos um elenco muito completo e forte. A prova disso é que as trocas acontecem e quem entra consegue manter o mesmo nível. Para esse jogo o time estava cansado, pois jogamos na quarta, mas conseguimos somar esse tres e dar sequencia por essa briga pelo G2, pelo menos nessa rodada ninguém nos tira de lá’, frisa Fernando Tonet.

Na próxima rodada, 11ª da competição o Altos enfrenta o Picos, no domingo, 22, ás 16h, no Lindolfo. Depois disso, tem clássico Rivengo na terça-feira, 24, ás 20h, no Lindolfo Monteiro. 

09 de março de 2020

A supremacia do interior no Campeonato Piauiense

Altos é líder e o Picos vice-líder da competição. Mais atrás aparecem 4 de Julho e Parnahyba.

A cada rodada fica mais nítido o poder dos times do interior dentro do Campeonato Piauiense. Se a competição se encerrasse hoje Altos e Picos seguiriam na briga pelo titulo. O Jacaré é o atual líder, com 18 pontos e logo atrás aparece a SEP, com 17. As duas equipes anotaram vitórias no último domingo, 8. O Altos superou o River, por 1 a 0, gol do volante Netinho. O Picos venceu o Timon, por 3 a 0, com destaque para Raphael Freitas autor de todos os gols.

Altos é o atual líder [FOTO; Luís Júnior]

Os críticos e analistas mais otimistas não poderiam imaginar a essa altura do Piauiense 2020 um poderio tão grande do interior do estado. Altos líder, Picos vice-líder e na terceira e quarta posição também temos times do interior, no caso, 4 de Julho e Parnahyba e a briga pela ponta da tabela segue acirrada com somente dois pontos de diferença entre o quarto colocado e o líder.

O 4 de Julho, de Piripiri se vê depois de 10 anos na briga direta por um titulo Estadual. O time de Emanoel Sacramento tem nove jogos; quatro vitórias e cinco empates. O principal destaque é o setor ofensivo, o melhor da competição com 17 gols marcados e Ted Love como artilheiro do time e da competição Estadual com nove gols em nove jogos.

No Parnahyba, o grande destaque talvez seja o próprio treinador Wallace Lemos, que comanda uma arrancada do time na competição. O Tubarão ficou no empate diante o 4 de Julho por  2 a 2 no último final de semana, chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas cedeu o empate. Tem 16 pontos é segue dependendo apenas de si para voltar ao G2 da competição.

Betinho último contratado do Altos [FOTO: Luís Junior]

O vice-líder Picos tem no ataque nomes experientes, o atacante Sassá e o atacante Raphael Freitas. O time da Cidade do Mel tem o fator casa como um ‘alto a mais’ dentro da competição, pois ainda não foi superado jogando em seus domínios.  

No Altos, atual líder, o técnico Fernando Tonet também é o grande protagonista do grupo marcado pelo equilíbrio, pois são 14 gols marcados e apenas seis sofridos. Lá na frente os gols são bem distribuídos e ao longo da competição a formação titular se viu com necessidade de mudanças, mas sempre com um ‘banco de reservas’ dando conta das funções. A briga pelo titulo deve ficar entre essas quatro equipes.

Na parte debaixo da tabela aparece o Flamengo, com seis pontos. River, com cinco pontos e na zona de rebaixamento estão Piauí com cinco pontos também e o Timon, quatro pontos somados. Duas equipes caem para Série B do Estadual em 2021. 

Marcelo Vilar é desligado do River; José Roberto assume interinamente

Marcelo Vilar é desligado do River; José Roberto assume interinamente

Após derrota diante o Altos por 1 a 0, em Piripiri, o técnico foi demitido na manhã de hoje, 9. O técnico José Roberto do elenco sub20 assume.

Marcelo Vilar não é mais técnico do River. A derrota diante o Altos no último domingo, 8, deixou insustentável a permanência do treinador a frente da equipe. Marcelo Vilar foi anunciado no dia 1º de fevereiro e deixa o cargo após nove jogos, foram seis derrotas, duas vitorias e um empate. Esse é o segundo treinador demitido na temporada e o técnico José Roberto, responsável pelo elenco Sub20 assume novamente o cargo até o time anunciar o novo comandante.

Marcelo Vilar é demitido do River [FOTO; Victor Costa]

Há 10 dias, o presidente do clube, Genivaldo Campelo, chegou a anunciar que Vilar tinha aberto mão do salário para se manter no cargo e como forma de mostrar que pretendia dar reposta com resultados para diretoria e torcedores. ‘Eu achei uma atitude impressionante e de um coração incrível, por isso decidimos manter ele, no caso, ele abre mão do seu salario até o final do Piauiense’, disse o presidente do River.

O River disputa atualmente o Campeonato Piauiense e a Copa do Nordeste e em ambas as competições a situação é delicado. No Piauiense, o time praticamente não tem mais chances de brigar pelo bicampeonato, pois no formato em que apenas dois avançam para as finais o Galo está na sexta colocação na tabela, com cinco pontos. O líder, Altos, tem 18 pontos somados.

Dentro da Copa do Nordeste, o time é lanterna do seu grupo, com quatro pontos somados, em seis jogos. Ainda restam dois jogos e o time apenas cumpre tabela, pois não tem mais chances de avançar na competição.

O próximo compromisso do Galo será contra o Picos, ás 20h, no estádio Lindolfo Monteiro. O jogo é valido pelo Piauiense. No sábado, 14, o time volta a campo pela Copa do Nordeste quando visita o Vitória pela 7ª rodada da competição. 

04 de março de 2020

River e Altos ficam na mesma chave em Série D do Brasileiro

River e Altos ficam na mesma chave em Série D do Brasileiro

As equipes terão como adversários; Luverdense-MT, São Raimundo-RR, Santos-AP, Moto Club-MA, Juventude-MA e o último sairá do confronto entre Baré-RR e Ypiranga-AP.

Foram definidos os adversários do River e Altos dentro da Série D do Campeonato Brasileiro 2020. Os times piauienses ficaram na mesma chave, grupo A2 e irão se enfrentar na competição. No grupo estão; Luverdense-MT, Santos-AP, São Raimundo-RR, Moto Club-MA, Juventude-MA e o último adversário sairá do confronto pela preliminar entre Baré-RR e Ypiranga-AP. A competição está prevista para iniciar no dia 3 de maio e acabar no dia 22 de novembro.

River e Altos irão lutar por acesso até Série C [FOTO; Victor Costa]

O confronto entre os piauienses só alimenta ainda mais a rivalidade que existe a nível local e deve ser um algo e mais dentro dessa primeira fase da competição.

A competição se apresenta em formato diferente para temporada 2020. Serão 68 equipes, mas apenas 64 já estão definidas, as ultimas quatro passam por uma fase preliminar. Agora, no formado de oito equipes por grupo e os quatro primeiros se classificam para próxima fase. Com isso, a Série D do Brasileiro ganha tempo de duração e sai das 16 para as 26 datas.  

Os representantes do estado vivem momentos distintos. O River passa por uma crise. Sexto colocado no Estadual e dentro do atual formato se vê distante da possibilidade de brigar pelo bicampeonato. O Altos é o quarto colocado na tabela, com 12 pontos, três a menos que líder Parnahyba.

Depois dessa primeira fase de grupos avançam 32 times e tem inicio a fase de mata mata da competição. Quem chegar as semifinais garantem o tão almejado acesso até a Série C do Brasileiro. 

14 de fevereiro de 2020

Voo do River até Sergipe sofre atraso; Time pede adiamento da partida

Voo do River até Sergipe sofre atraso; Time pede adiamento da partida

Por conta do mau tempo o voo do River atrasou e o time perdeu a conexão de Recife para Sergipe. O jogo está marcado para acontece neste sábado, 15, ás 20h, no Batistão.

A equipe do River embarcou para mais um jogo pela Copa do Nordeste na manhã dessa sexta-feira, 14, com destino a Aracaju, Sergipe. O problema é que o voo que levaria a delegação piauiense até Recife inicialmente atrasou em duas horas, por conta do mau tempo em Teresina. E por conta disso, o time perdeu a conexão e seguirá viagem até Sergipe, de ônibus e previsão de chegada é às 22h. O time chegou a capital Pernambucana por volta das 10h da manhã.

Embarque River [FOTO; Iguita]

De acordo com o Gerente de Futebol do River, Mazinho Patrão, o time tentou outras logicas, mas todos os voos estão lotados. ‘Todos os voos estão lotados e não tem mais voos para Aracaju no dia de hoje então a solução é ir de ônibus até Sergipe e a previsão de chegada é por volta das 22h. Por isso, pedimos já um adiamento do jogo de sábado para domingo junto a CBF e esperamos receber a resposta a qualquer momento’, afirmou.

O jogo entre Confiança-SE e River está marcado para acontecer neste sábado, 15, ás 20h, no estádio Batistão, em Sergipe. O jogo é valido pela 4ª rodada da Copa do Nordeste e o River é quarto colocado do seu grupo com quatro pontos somados, um atrás do líder. Do outro, o Confiança é líder do Grupo B.

Voo do River atrasou 2h [FOTO; Iguita]

Dentro da competição o River tem um empate, uma vitória e uma derrota. O único desfalque do treinador Marcelo Vilar segue sendo o atacante Eduardo, que se recupera de uma lesão no joelho e tornozelo. 

13 de fevereiro de 2020

Após jogo, Abel Braga provoca presidente do Altos; ‘Deus da verdade’

Após jogo, Abel Braga provoca presidente do Altos; ‘Deus da verdade’

Abel se mostrou extremamente aborrecido pelo fato do time não ter conseguido fazer o reconhecimento do gramado no Albertão.

O jogo entre Altos e Vasco terminou no empate por 1 a 1. Com o resultado, o Altos foi eliminado da Copa do Brasil, pois somente a vitória classificava o time piauiense, mas após o jogo a coletiva de Abel Braga chamou atenção, em que ele se mostrou extremamente aborrecido pelo fato do time não ter conseguido fazer o reconhecimento de gramado do estádio Albertão e respondeu as provocações feitas pelo presidente do Altos, Warton Lacerda, que antes da partida chegou a afirmar que seu time iria 'dormir no Albertão' e que a 'briga está comprada'. 

Abel Braga rebateu comentários de Warton [FOTO; Jailson Soares]

‘Nossa estada em Teresina foi maravilhosa pelos torcedores. Nós queríamos abrir o campo, mas tivemos que treinar fora daqui porque o Deus da verdade, presidente desse grande clube o Altos, grande clube, procurou, tentou jogar de igual para igual, mas você viu o que ele falou, né? Que manda aqui, que se quisesse dormir dormiria e o Vasco que se vire e depois dizem que Copa do Brasil é a competição mais democrática e ele deveria entender um pouco mais de democracia já que é deputado. Ele deveria entender ou pelo menos ler um pouquinho sobre o tamanho do Vasco’, frisou Abel Braga.

Altos 1 a 1 Vasco [FOTO; Jailson Soares]

Na última terça-feira,11, véspera do jogo contra o Vasco o Altos mudou o local e horário de treino dele para o estádio Albertão. De acordo com o clube carioca o Vasco iria treinar ás 16h e o Altos mudou para o mesmo horário. ‘Primeiro eles não iriam sequer treinar no estádio e depois decidiram vir. Depois a gente foi comunicado que o Vasco deveria sair do hotel ás 18h30min, quem é ele para decidir que horas o Altos sair do hotel?’, acrescentou o treinador vascaíno.

Ainda na terça-feira a diretoria do Vasco emitiu nota afirmando que iria fazer um treino aberto como forma de receber os torcedores, mas que foi impossibilitado por conta do time mandante. O Vasco acabou realizando treino fechado no estádio Lindolfo Monteiro. Na saída do estádio os jogadores deram uma breve atenção a torcida. 

12 de fevereiro de 2020

Justiça suspende presença de Esporão do Galo nos estádios por 120 dias

Justiça suspende presença de Esporão do Galo nos estádios por 120 dias

A torcida Esporão do Galo, do River, está suspensa de toda e qualquer atividade esportiva dentro do estado do Piauí.

A torcida Esporão do Galo, do River, está suspensa de toda e qualquer atividade esportiva dentro do estado do Piauí. A decisão é do juiz Teófilo Rodrigues Ferreira da 3ª vara civil.

‘O Ministério Público do Piauí conseguiu na tarde dessa terça-feira (11) decisão judicial que suspendeu as atividades da torcida organizada Esporão do Galo, durante 120 dias, em qualquer evento esportivo de futebol, a qualquer momento, em caráter imediato, sob pena do pagamento de multa no valor de R$ 50 mil reais, se a organização descumprir a determinação. Com a decisão, a torcida organizada fica proibida de participar de qualquer evento esportivo. O pedido para suspender as atividades da torcida organizada foi feito pela 32ª Promotoria de Justiça de Teresina em ação civil pública movida contra a Esporão do Galo’, afirmou Ministério Público.

Torcida Esporão do Galo [FOTO; Victor Costa/ River AC]

A decisão do Ministério Público foi devido a confusão generalizada que aconteceu no jogo entre River e América-RN pela Copa do Brasil no último domingo, 9, no Albertão. Na última segunda-feira, 10, o presidente do River, Genivaldo Campelo, mostrou documentos a imprensa comprovando que o clube registrou boletim de ocorrência contra alguns integrantes da organizada, no caso três, e que entre eles um foi identificado e detido ainda no começo da semana.

‘É triste, pois e vivemos o dia a dia do River, nos fazemos parte do clube. Ainda não fomos notificados oficialmente, mas independente de qualquer coisa iremos recorrer da decisão. E não vamos deixar de ir aos jogos, apenas não iremos mais com faixas, camisas e etc como de praxe’, disse Fábio Mancha, presidente da TEG.

O presidente da Esporão do Galo ainda afirmou que repudia a ação de torcedores como esse. ‘Nós repudiamos a ação de integrantes e não integrantes, pois muitas vezes são apenas pessoas que usam a camisa, com esse comportamento. Mas nos temos punições para quem faz parte realmente da torcida e tudo isso está sendo averiguado’, acrescentou Fábio. 

03 de fevereiro de 2020

Marcelo Villar é apresentando no River; ‘Só não posso atrapalhar’

Marcelo Villar é apresentando no River; ‘Só não posso atrapalhar’

Villar foi apresentando oficialmente nesta segunda-feira e irá comandar o time na quarta, dia 5, contra Bahia pela Copa do Brasil

O técnico Marcelo Villar foi apresentando oficialmente ao River. Após a saída de Márcio Goiano demitido após cinco jogos, Villar chega e de cara o primeiro jogo será contra o Bahia, pela Copa do Brasil, que acontece na quarta-feira, dia 5, ás 21h30min, no estádio Albertão, em Teresina. O técnico assumiu o time oficialmente no começo dessa semana, mas esteve no estádio Albertão acompanhando a partida diante o CSA-AL em que o Galo saiu de campo com uma vitória por 3 a 1.

Marcelo Villar acompanhou o treino de perto [FOTO; Jailson Soares]

‘Eu gostei muito do que vi e fui surpreendido positivamente. Se o time puder jogar assim todo o ano, em todos os jogos será muito bom, porém para esse jogo contra o Bahia não pretendo de forma alguma mexer na formação, apenas se houver algum jogador lesionado. Temos pouco tempo até o jogo, será apenas um treino, então é importante manter esse padrão de jogo. É como eu disse para eles no primeiro contato, eu não posso chegar e atrapalhar’, disse Marcelo Villar.

Marcelo Villar é um velho conhecido do River. Em 2005 ele esteve no Galo, ao longo do Piauiense, saiu do comando invicto, porém não garantiu o título Estadual, que na época ficou com o 4 de Julho. Agora, ele encontra o time em situação de contraste; no Piauiense é lanterna. Na Copa do Nordeste é líder do grupo com quatro pontos somados em dois jogos.

Antes de se preocupar com essas duas competições o treinador tem um desafio e tento na quarta-feira pela Copa do Brasil. Na competição nacional, a margem de erro é zero e apenas a vitória classifica. ‘Eu acho o regulamento da competição muito injusto, mas vamos com tudo, tentar superar o grande Bahia’, frisa Villar.

Marcelo Villar técnico River [FOTO; Jailson Soares]

O regulamento da Copa do Nordeste da a vantagem do empate e vitória ao time visitante. Por conta disso, a obrigação de vencer. Um avanço para segunda fase da Copa do Nordeste dá ao Galo um reforço e tanto nos cofres da temporada 2020. O jogo entre River x Bahia acontece nesta quarta-feira, ás 21h30min, no estádio Albertão, em Teresina.

Venda de ingressos

Nesta segunda-feira (3), o River Atlético Clube iniciou as vendas de ingressos para a partida entre o time piauiense e o Bahia, pela primeira fase da Copa do Brasil 2020, que acontece nesta quarta-feira (5), às 21h30, no estádio Albertão.⁣Os ingressos são divididos em três setores: Arquibancadas Placar, Arquibancada Cabines e Cadeiras. Os valores são:⁣

Arq. Placar: ⁣R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia); Arq. Cabines: ⁣R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia); e Cadeiras: R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia)⁣.

Sócio Eterno Campeão adimplente tem entrada gratuita no setor que o plano da direito: Ouro nas Cadeiras; Prata nas Arquibancadas Cabines; e Bronze nas Arquibancadas Placar.⁣

Os pontos de vendas antecipadas são:⁣

- Lojas Noroeste (Pça. Saraiva, Coelho Rodrigues e Teresina Shopping)⁣

- Centro Musical (Dirceu)⁣

- Quiosque I9 Eventos (Piso L3 - Shopping Rio Poty)⁣

- Centro Med (Piçarra)⁣

No dia do jogo, a venda acontece a partir de 9h nas bilheterias do estádio Albertão.

30 de janeiro de 2020

“Sentimos culpa”, diz Capitão do River após queda de Márcio Goiano

“Sentimos culpa”, diz Capitão do River após queda de Márcio Goiano

O técnico José Roberto, do Sub20, assume de forma interina. O River volta a campo no sabado (1º) quando recebe o CSA-AL pela Copa do Nordeste

Um começo de temporada fora do planejado e a primeira consequência apareceu no Poleiro do Galo; a queda do treinador Márcio Goiano. A diretoria do River confirmou o desligamento do técnico na manhã dessa quinta-feira (30). Márcio sai do comando após quatro jogos. Foram três no Campeonato Piauiense (duas derrotas e um empate) e um na Copa do Nordeste (empate). O River optou por colocar José Roberto, do Sub20, para comandar o time de forma interina e deve estar à beira do gramado no sábado (1º) contra o CSA-AL e novo técnico deve ser anunciado nos próximos dias.

River se reapresentou apos derrota para o Tubarão (FOTO: Elias Fontenele)

Após a derrota diante o Parnahyba, por 1 a 0, fora de casa, o treinador não resistiu no cargo. O novo nome em negociação é mantido em total sigilo pelo gerente de futebol do clube Mazinho Patrão. ‘Nos começamos essa negociação á noite. Preferimos não dar dicas sobre esse novo técnico, até como forma de não atravessar a negociação. A gente está aguardando a resposta de um treinador e a gente tem pressa por conta da sequencia de jogos, temos pressa mais não significa que traremos qualquer nome”, disse Mazinho Patrão.

Entre os jogadores um discurso de culpa, peso e muita responsabilidade. O Capital e zagueiro Cris deixou isso claro e fez questão de frisar que a saída de Márcio reflete em todo o elenco e fez comparações com a temporada 2019, em que o Galo foi campeão invicto após a chegada de Flávio Araújo, mas antes disso o time teve um começo de competição marcado por tropeços. “O fato da gente está jogando bem, mas estar conseguindo vencer e ter sobrado digamos assim para o treinador nós da um peso. Porque se tivéssemos vencido os jogos isso não estaria acontecido principalmente pelo empate no domingo (diante o Piauí), porem a gente se sente culpado e queremos dar resposta”, disse Cris.

O técnico interino, José Roberto, não quis falar sobre possíveis mudanças na formação titular, mas frisou o desafio de assumir o cargo, mesmo de forma interina. A última vez que José Roberto comandou um time profissional foi em 2012, quando estava à frente do Sumaré-SP. “Precisamos priorizar recuperar o atleta emocionalmente, fisicamente e principalmente nesse momento de mudança, pois pesa um pouco, porem falar de mudanças agora seria prematuro e vamos fazer apenas um treino antes da partida em si, pois chegamos de viagem na noite (de quarta)”, disse José Roberto. 

Dentro do Campeonato Piauiense o River é o lanterna na tabela, com um ponto somado em nove disputados em três jogos. O próximo compromisso será no dia 1ª, sábado, diante o CSA-AL, no estádio Albertão. Na sequência tem jogo contra o Bahia, pela Copa do Brasil, na quarta-feira (5).

Planejamento financeiro

O técnico Márcio Goiano foi anunciado no dia 22 de outubro de 2019. Ali teve um inicio um planejamento voltado para a temporada 2020 contando com ele como técnico ao longo de todo o ano. No momento que existe a necessidade de troca de comando se gera custos, pois a rescisão de contrato do técnico tem multa e junto a chegada de um novo nome existe a possibilidade de novos atletas, pois cada treinador tem suas preferencias.

Mazinho Patrão (FOTO: Elias Fontenele)

O gerente de futebol, Mazinho Padrão falou sobre esses custos, que não estavam no planejamento do Galo para esse inicio de temporada. “Toda dispensa gera custo, não só de treinador, mas também de atletas. Quando você inicia um planejamento você não inicia pensando em rescindir, mas o desenrolar dos campeonatos e jogos acaba nos forçando a tomar essas decisões, mas em relação aos atletas já existe uma margem para fazer duas ou três contratações até por conta de necessidades da equipe, agora vamos esperar a chegada do novo treinador e quando fechar aí a gente passa para ele essas opções”, frisou Mazinho. 

28 de janeiro de 2020

Opção no ataque do Galo, Romário fala em ganha ‘minutagem’ de jogo

Opção no ataque do Galo, Romário fala em ganha ‘minutagem’ de jogo

O Romário fez sua estreia com a camisa Tricolor no último domingo (25) e pode estar entre os titulares de Márcio Goiano amanhã contra o Parnahyba.

O empate entre River e Piauí na noite de domingo (26) no estádio Albertão, em Teresina deu oportunidade ao atacante Romário de estrear com a camisa do Galo Carijó. O atacante voltou a campo depois de quase oito meses sem disputar uma partida oficial. A peça é uma das apostas do River na temporada e tem no currículo passagens por clubes como Grêmio e Ceará, seu estado natural.

Romário atacante River (FOTO: Victor Costa/Ascom River)

Após a partida, o atacante falou sobre o retorno aos gramados. A falta de ritmo é um problema, mas sem poder contar com o atacante Eduardo, que segue no departamento médico com uma lesão no tornozelo e joelho e sem previsão de retorno o jogador pode crescer dentro do elenco sendo opção de ‘9’ do treinador. “Finalizei algumas jogadas, fiz algumas coisas que ele pediu, mas agora é ganhar ritmo eu estou muito tempo sem jogar, preciso jogar, fazer números, minutos e conseguir ajudar o River. Quem joga sabe o quanto é difícil ficar sete meses fora de uma partida, pois é muito diferente do treino, mas não é desculpa. Não fizemos nossa parte dentro de casa agora precisamos correr atrás e pontuar”, disse Romário.

O tom de Romário é de desconfiança. No Ceará, clube que disputa Série A do Brasileiro Romário não teve chance de entrar em campo até pelo nível de concorrência e agora no River ele tenta usar a oportunidade para mudar essa historia.

“Infelizmente no jogo a bola não tem entrado, mas vai chegar o momento em que a bola vai entrar. Eu estou a disposição do treinador e se ele decidir me colocar ou não no jogo de quarta (contra o Parnahyba) e de sábado (contra o CSA) estarei apto”, frisou o atacante.

Romário terá oportunidade de estar em campo amanhã (29) (FOTO: Victor Costa/River AC)

O treinador Márcio Goiano falou sobre a atuação do jogador e confirmou também a necessidade de mais uma peça no setor ofensivo. “É um atleta que estamos preparando para poder nos ajudar, principalmente com essa ausência do Eduardo. Agora existe a necessidade de mais uma contratação, com características diferente, um atacante de beirada, mas precisamos reforçar o setor ofensivo”, explicou.

O River tem semana cheia de jogos pela frente. Na quarta-feira (29) encara o Parnahyba fora de casa, no Pedro Alelaf. No sábado (1ª) volta a campo pela Copa do Nordeste quando recebe o CSA (AL), às 16h, no estádio Albertão. 

Lancuna lamenta empate nos acréscimos: “Eles foram mais felizes”

Lancuna lamenta empate nos acréscimos: “Eles foram mais felizes”

O Timon ficou no empate em 2 a 2 diante o Flamengo na segunda-feira (27) e segue na zona de rebaixamento no Piauiense.

O Timon entrou em campo na segunda-feira (27) para enfrentar o Flamengo e saiu com um empate por 2 a 2, porem um empate amargo, pois até os 47 minutos da segunda etapa o time comandado por Nivaldo Lancuna vencia a partida com gols de Matheus Estevão e Tonhão. Com o resultado, o time somou o primeiro ponto na competição e segue na zona de rebaixamento.

Nivaldo Lancuna técnico Timon (FOTO: Jailson Soares)

O gol do Flamengo surgiu aos 48 minutos do segundo tempo, após cruzamento de Dudu, que chega na cabeça do gigante Matheus Fornazari, de 2m02cm. O técnico Nivaldo Lancuna lamentou os dois pontos perdidos, mas fez questão de frisar que o adversário teve a felicidade de ‘achar’ esse gol. ‘Uma bola que chegou na cabeça dele o jogo inteiro e ele teve a felicidade de marcar, mas é claro que eu preferia sair com a vitoria’, conta.

O Timon tem um ponto somado em nove disputados. São duas derrotas e um empate. A equipe de Lancuna perdeu para o Altos (2 a 1) e perdeu para o Picos (2 a 1). Nos próximos dias o time deve se reforçar. A expectativa é por mais cinco atletas.

Ao final do jogo o treinador precisou escutar as criticas da torcida pelo desempenho do time em campo e a falta de vitorias. “Eu sei do dia a dia. O time está ganhando, eu vou fazer o que? Colocar mais um homem atrás, de estatura, pois a jogada deles era lançar bola na área para o atacante de dois metros de altura, mas eles foram mais felizes, acertou uma cabeçada e igualou o jogo”, acrescentou Lancuna.

O Timon ganha uma folga na tabela do Piauiense e só volta a campo no dia 8 de fevereiro, ás 20h, quando encara o Parnahyba, no estádio Mão Santa. O jogo é valido pela 5ª rodada do Estadual.