• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Da Arquibancada

No Paraguai, Victor Raphael garante ouro duplo no Sul-Americano de atletismo

Junto a Seleção Brasileira de Atletismo Sub16, Victor Raphael foi campeão no salto em distância, com marca de 6m66cm e no revezamento.

05/12/2019 15:22h - Atualizado em 05/12/2019 15:36h

Com o garoto Victor Raphael missão dada é missão cumprida. Nesta quinta-feira (5) ele entrou nas pistas pelo Sul-Americano Escolar de atletismo Sub16, que acontece em Assunção, no Paraguai e garantiu dias medalhas de ouro. No salto em distância, com marca de 6m66cm e no revezamento. Essa foi à primeira competição internacional na carreira de Victor Raphael.

Victor Raphael comemora ouro duplo em Sul-Americano (FOTO: Divulgação)

“Deu tudo certo. Esse era o objetivo, pois o Brasil é favorito na competição e o Victor sabia disso. Além disso, ele conseguiu melhorar sua marca no salto. O objetivo era saltar 6m70cm, não fizemos, mas ficou bem próximo”, conta Nilson,  treinador de Victor Raphael.

Recém-chegado das disputas nos Jogos Escolares da Juventude, que aconteceu em Blumenau, Santa Catarina e lhe rendeu medalha de ouro, Victor conseguiu voltar ao lugar mais alto do pódio e de quebra ainda melhorou sua marca. Nos Jogos Escolares saltou 6m45cm e no Sula chegou aos 6m66cm, foram 21cm à mais.

Victor Raphael e a equipe de revezamento do Brasil (FOTO: Divulgação)

O ano de Victor Raphael, de 14 anos, foi marcado por resultados expressivos e muitos pódios. Dentro do estado o garoto não encontra concorrência em sua categoria e foi campeão Piauiense sem dificuldades. Depois ele conquistou ouro em regionais e o bronze no Campeonato Brasileiro Sub16, ouro nos Jogos Sul-Americanos e garantiu a vaga no Sul-Americano.

Para disputar o Sula o trabalho foi intensificado, pois os Jogos Escolares aconteceram e na semana seguinte a competição internacional. “Fizemos alguns poucos ajustes, pois foi apenas uma semana entre um torneio e outro e somente dois dias entre uma viagem e outra, mas deu tudo certo”, disse o treinador Antônio Nilson.  

Por: Pâmella Maranhão - Jornal ODia

Deixe seu comentário