• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Da Arquibancada

River assume forçar cartões para evitar baixas nas semifinais do Piauiense

“Eram três jogadores que nos tínhamos programado para receber o terceiro cartão amarelo”, disse Flávio Araújo

21/03/2019 15:19h - Atualizado em 21/03/2019 15:32h

Zagueiro Cris assume que companheiros forçaram cartão (FOTO: Victor Costa)

jogo entre River e Altos se encerrou em empate sem gols. Dentro de campo a partida foi pouco movimentada, mas fora dele a declaração de alguns jogadores acabou chamando atenção. Após o 0x0 alguns jogadores do River assumiram ter forçado o terceiro cartão amarelo para chegar até as semifinais do Campeonato Piauiense zerados e assim não ter possibilidade de desfalcar o time.

“Eu acho que deu tudo certo o planejamento, quem estava com dois cartões tomou o terceiro e agora a gente pode entrar 100% na semifinal”, declarou o zagueiro Cris.

Questionado sobre as declarações dos seus jogadores o técnico do River, Flávio Araújo confirmou que existia mesmo a intenção que os atletas cumprissem logo essa punição. “Eram três jogadores que nos tínhamos programado para receber o terceiro cartão amarelo e dois pegaram – João Paulo e Maceió”, disse Flávio.

Flávio Araújo (FOTO: Victor Costa)

Essa preocupação por parte dos jogadores é devido o regulamento do Campeonato Piauiense, que não zera os cartões amarelos para as semifinais. E a preocupação era porque os ‘pendurados’ poderiam receber o terceiro cartão na 10ª e ultima rodada da 1ª fase e desfalcar a equipe no primeiro jogo das semifinais.  

Ao total foram distribuídos sete cartões amarelos na partida e um vermelho, no caso para o volante Sidney, expulso aos dois minutos do primeiro tempo. No Altos, dois jogadores que estavam pendurados receberam o terceiro cartão – Thiaguinho e Raphael Freitas, porem ninguém da equipe assumiu ter forçado para receber cartão na partida.

                                                                 

Por: Pâmella Maranhão - Jornal ODia

Deixe seu comentário