• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
É o bicho

Uma boa playlist é capaz de alterar o comportamento dos animais

A musicoterapia utiliza as vibrações calmantes e seus diversos elementos (melodia, som, ritmo e harmonia) para promover mudanças sutis positivas nos pets – especialmente as mentais, sociais e de comportamento.

03/09/2019 10:07h

A música para os peludos têm um efeito incrível, já que eles possuem um aparelho auditivo privilegiado.  Do ponto de vista científico, ela é capaz de fortalecer a memória, de acalmar e até de aliviar as dores dos pets.

Ela age da mesma forma que certos barulhos, como  rojões, por exemplo, esse tipo de barulho contribui de maneira negativa em pets não desensibilizados, levam nossos peludos para um estado de ansiedade, já uma música relaxante ajuda acalmá-los, ela vai influenciar nos estados de alerta e de repouso, controlados pelo sistema nervoso autônomo, e neuroendócrino, que atuam para a diminuição da frequência cardíaca e da pressão arterial. 

A musicoterapia utiliza as vibrações calmantes e seus diversos elementos (melodia, som, ritmo e harmonia) para promover mudanças sutis positivas nos pets – especialmente as mentais, sociais e de comportamento.

Um estudo realizado na Universidade de Viena e comprovou que animais, incluindo cães e gatos gostam de música e que o sons trazem grandes benefícios a saúde emocional e física dos nossos peludos.

A música atinge diversos órgãos e sistemas dos animais: cérebro, pulmões, aparelho digestivo, sangue e sistema circulatório, pele e mucosas, músculos e sistema imunológico. Pesquisas científicas comprovam que a musicoterapia promove efeito analgésico, além de manter o equilíbrio do sistema cardiovascular e do metabolismo nos animais.

E porque isso acontece? A vibração das ondas sonoras ativam uma reação no cérebro o que altera a frequência cardíaca para acompanhar o ritmo da música. Você já se sentiu envolvido por uma música? É exatamente isso que acontece com os nossos pets.

Siga essas 3 dicas para soltar o som e deixar seu pet mais feliz:

1. Descubra as preferências do seu amigo, diversifique o repertório e observe as reações, sugerimos a música clássica, já que a intensão é acalmá-lo.

2. Nada de som alto. A capacidade auditiva deles é em torno 10 x maior que a nossa.

3. Não há limite diário, nem contra-indicação, você pode deixar o som ligado e sair tranquilo.

Os gatos também adoram o som ambiente ou o silêncio,  mas músicas lentas, com certeza vai deixar o dia deles mais tranquilo e prazeroso.

A música pode ser uma grande aliada para ajudar seu animal de estimação a relaxar, curar doenças e até mesmo para tratar alguns problemas de comportamento.Aqui na Bichos e Mimos , em nosso ambiente hospitalar, animais que recebem, através do programa CÁPSULAS DE AMOR  sessões de musicoterapia demonstram redução da inquietação, da ansiedade, da agressividade e da frequência respiratória, nesse caso, acreditamos que a música terapia não só para reduz a dor, como também alivia a experiência , negativa que a acompanha. Mas não é preciso estar internado para curtir os benefícios da musicoterapia em nosso ambiente, já que através do programa NO STRESS, os animais que utilizam serviços de hotelaria, centro de embelezamento e atendimento veterinário também recebem sessões de musicoterapia e são acolhidos de forma personalizada, o principal objetivo é deixar o animal tranquilo, em um ambiente onde ele se sinta confortável. Os sons de fundo que utilizamos durante as sessões são escolhidos a partir de uma série de estudos que mostram quais notas são mais confortáveis para os pets. 

Sessões de musicoterapia deixam os animais mais saudáveis, dóceis e alegres, a técnica tem efeito regulador sobre o sistema psicossomático dos pets. Doenças emocionais como depressão, hiperatividade, agressividade e carência afetiva podem ser aliviadas com esse tipo de tratamento. Por exemplo, animais que tenham sofrido maus-tratos (ou passado por situação de abandono) podem ser tratado com musicoterapia para ajudar a resolver traumas.

Quer saber mais? Agende sua visita através do 86.32371393 ou 86 988030596.


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas