• Marcas Inesquecíveis 2018 02/02
  • assinatura jornal 2018

Notícias Esplanada

19 de fevereiro de 2018

Ensaio na pista

Poder, Política e Mercado

Ensaio na pista

O Exército não foi passivo nesta intervenção federal decidida pelo presidente Michel Temer, mas um dos protagonistas. A caserna vê a iniciativa como preparação das tropas para um eventual cenário de convulsões sociais em capitais com a iminente prisão do ex-presidente Lula da Silva, com condenação confirmada em segunda instância na Justiça. Uma vez nas ruas do Rio, as tropas podem controlar manifestos locais e usar as táticas para repetir ações em outras capitais.

Presente

A intervenção no Rio foi presente para o presidente. Tira da pauta a PEC da Reforma da Previdência, e desvia o foco da investigação contra Temer na Polícia Federal.

Bico no Civismo

Os policiais do Rio trabalham para as milícias e para empresas de segurança privada. Que pagam mais. A farda virou um bico. Sem dever cívico.

Passo a passo

Titular da Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil do Planalto, Gustavo Rocha articula seu nome para ministro da Segurança. Tem apoio de ministros palacianos.

Entregador-geral

Dono da Delta e com prisão domiciliar, Fernando Cavendish inaugurou um novo tipo de colaboração, a delação x-9 junto ao Ministério Público. Não há nada formalizado. Ele é consultado quando procuradores querem saber sobre comparsas e bastidores de eventuais transações escusas que tenham sido feitas. E Cavendish tem entregado.

Taxiando

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República julga hoje denúncias contra o presidente da Infraero, Antonio Claret, apadrinhado de Valdemar Costa Neto (PR). Claret é alvo da Associação de Empregados da empresa por, entre outras coisas, ter demitido o presidente da associação, um servidor concursado da estatal.

Números do Pezão

O governador Pezão, do Rio, avisa que não tem chororô mas sim reclamação bem respaldada em relação à União, que repassa mais de R$ 20 bilhões por ano para o Estado. “O Rio manda R$ 130 bi para Brasília e recebe de volta essa merreca”, reclama.

Desabafo

Pezão desabafa sobre os números da Segurança: “Tenho certeza que somos os mais transparentes; duvido que tenha outro Estado que divulga seus números como nós”.

Roma-Brasília

O Governo da Itália cansou de esperar. Contratou o criminalista Nabor Bulhões, para tentar extraditar Cesare Battisti, ação expedida pela Justiça Federal. Processo no STF.

Os Barata, de novo

A Guanabara, empresa dona do ônibus que se acidentou em Formosa (GO), matando oito passageiros semana passada, é de propriedade da família Barata, do Rio de Janeiro, cujo dono Jacob Barata filho está em prisão domiciliar.

O fiscal

Aliás, o diretor de fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres, João Paulo Souza, declarou que a Guanabara tem menos multas por irregularidades do que outras grandes empresas. Com um fiscal assim, a empresa não precisa de advogado..

Dom Pedro, 90

Dilma Rousseff e Dom Pedro Casaldáliga bateram um longo papo por telefone no fim de semana. O Bispo emérito de São Félix do Araguaia completou 90 anos. Dilma e Dom Pedro são amigos desde os tempos do regime militar.

Acorda, Rio

Junior Perin, ex-secretario municipal de Cultura e lideres de comunidades vão se reunir amanhã, no Circo Crescer e Viver, no Rio, para debater a intervenção federal. A ideia do fórum é apresentar propostas ao Exército para evitar abuso e violência policial.

Gervásio

Primeiro fotógrafo profissional de Brasília e contratado por vários presidentes desde então, Gervásio Baptista, 93, sofreu uma queda no asilo onde mora e aguarda por uma cirurgia no hospital da Ceilândia. Alô, Governo do DF. 

16 de fevereiro de 2018

Ruralistas peitam Temer

Ruralistas peitam Temer


Contrariando o Palácio e pressionado pela bancada ruralista, o presidente do Congresso, Eunício Oliveira, vai levar à votação o veto do presidente Michel Temer ao perdão de 100% nas multas e encargos do saldo das dívidas de produtores rurais. Mas os congressistas estranham a posição do presidente, declarado ruralista desde o mandato de deputado. Em janeiro, ao vetar dispositivos da lei que cria o programa de renegociação de dívidas de agricultores, Temer justificou que o impacto das medidas sobre o Tesouro não está previsto no Orçamento e “que elas vão contra o esforço fiscal feito pelo país”.

Do QG

O General da reserva Paulo Chagas, presidente do Ternuma – Terrorismo Nunca Mais, é pré-candidato a governador do DF pelo PRP. Tenta apoio de Jair Bolsonaro.

Conservadores x liberais

Segmentos católicos como o Movimento Fé e Política e o Pró-Vida se articulam para lançar candidatos conservadores ao parlamento para contrapor-se aos evangélicos.

Calhamaços

O TRF 4, em Porto Alegre, que acelerou o julgamento do ex-presidente Lula, está entre os dez tribunais que mais acumulam processos - de soluções idênticas - paralisados.

Manobra feia

O Governo de São Paulo tenta revigorar no TJ do Rio de Janeiro o pedido de cassação da inscrição estadual da Refit, ex-Refinaria de Manguinhos. A reivindicação do Estado já foi negada, em acordão publicado ontem, pelo ministro Luís Roberto Barroso (STF).

Mercado..

O Ministério da Educação vem editando desde 2017 medidas que melhoram os fluxos da regulação da educação superior beneficiando a expansão da educação à distância, fazendo do Brasil atrativo ao mercado internacional. Ao mesmo tempo o INEP lançou instrumentos limitando regras para que as IES demonstrem a qualidade na avaliação.

.. do diploma

Resultado: muitas IES não conseguirão bons resultados, pois não têm capacidade de reorganização em curto espaço de tempo, o que levará ao grande movimento de compra e venda no setor privado.

Flerte

Flertando com o PSOL para concorrer à Presidência, Guilherme Boulos, coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, acredita que Lula será, sim, candidato. Mas indagado sobre cenário sem o ex-presidente, pondera: “A esquerda não é uma só”.

Não cola

Guilherme Boulos afirma que a versão do Governo Temer de que há déficit na Previdência “não cola” e “não há menor chance de a reforma ser aprovada”.

Richa

O governador do Paraná, Beto Richa, anunciará semana que vem a decisão de concorrer ao Senado pelo PSDB e renunciar ao mandato em abril.

Apadrinhados

Não é só o PTB que aguarda ansioso a definição da Justiça sobre a confirmação ou não da posse da deputada Cristiane Brasil (RJ) no comando do Ministério do Trabalho. Partidos que ocupam secretarias e cargos de chefia também pressionam - tanto o PTB quanto o Palácio do Planalto – para manter seus apadrinhados políticos na pasta.

PT x PSDB

A briga pela presidência da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara, controlada pelos tucanos, promete esquentar. O PT está de olho no comando, através do deputado Paulo Pimenta, o mesmo que no final de 2017 representou a esquerda em ato de solidariedade ao regime chavista em Caracas.

Paradigmas

O PT tem três motivos na CREDN: proteger os regimes cubano e venzuelano, o que resta do eixo bolivariano na região; desidratar Jair Bolsonaro, que é membro da comissão, mas não comparece aos seus eventos e debates; e desgastar o Governo já que a chancelaria é comandada pelo tucano Aloysio Nunes e um grupo de diplomatas afins.

Euuu?, Não!

O ministro do STF Luiz Roberto Barroso diz à Coluna que não é amigo de Anísio Abraão, patrono da Beija Flor, e que nunca o viu na vida.

15 de fevereiro de 2018

EXTRA Elle quer voltar

EXTRA Elle quer voltar


Ex-presidente do Brasil, o primeiro a sofrer impeachment, o senador Fernando Collor (PTC-AL) quer entrar para valer na disputa pelo Palácio do Planalto. Sua equipe espalha adesivos com seu sobrenome, idêntico ao propagado em 1989: os dois L em verde e amarelo. Collor repete a próximos que tem direito de tentar: foi absolvido pelo STF, e lembra que caiu por muito pouco (o cheque-fantasma para compra do Fiat Elba e a reforma dos jardins da Casa da Dinda com suspeita de caixa 2). Mas ele não cita a investigação da sua suposta atuação na BR, em inquérito contra elle na Lava Jato.

Pé na pista

Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB) passou todo o Carnaval na sua pequena Piraí, Sul do Estado. E sambando na rua, com blocos.

É o amor

O Patriota de Goiás conversa com Zezé di Camargo. Quer levar o cantor para a legenda e lançá-lo a deputado federal. Se não nessa, na próxima eleição.

Lula e PT

O ex-presidente Lula da Silva quer fazer um grande encontro de petistas até o fim do mês para comemorar os 38 anos do PT.

Êpa, êpa!

Um grupo de atentos advogados em Brasília fará representação junto ao Ministério Público Federal para que o órgão mova ação em face ao habeas corpus impetrado a favor do condenado Lula da Silva. Para estes advogados, o HC não poderia ter sido reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal, uma vez que não houve restrição à liberdade do ex-presidente petista.

Súmula barra

O MPF tem legitimidade para atuar já que é parte no processo da Petrobrás. Os advogados recorrem à Súmula 691 do próprio STF. Em suma, não cabe HC preventivo na Corte superior em razão de processo ainda tramitando em corte inferior (TRF).

Já era

Entre os congressistas especialistas em contas públicas, há consenso: a reforma da Previdência como está não é mais reforma. Virou pitaco. Mesmo que Michel Temer consiga aprovar o projeto atualizado, o(a) próximo(a) presidente terá que voltar ao tema.

Gim, o retorno

O ex-senador Gim Argello, preso em Curitiba condenado na Lava Jato, espera prisão domiciliar. O processo está no TRF. Ele quer atuar nos bastidores da eleição este ano.

Positivo, operante

Militares estão se organizando para lançar candidatos ao Congresso Nacional – Senado e Câmara. Já têm slogan: “Faça de um militar o seu parlamentar”. O mote será a ética.

Levy & Estêvão

Levy Fidelix, presidente nacional do PRTB, espera um sinal do ex-senador Luiz Estêvão, preso na Papuda (DF). A legenda no Distrito Federal é controlada por Estêvão, que pode lançar uma filha a deputada federal. Caso ela não entre, Levy deixará o diretório distrital, digamos, à disposição de interessados em coligação.

Envelopamento

Márcio França (PSB), o vice de Alckmin que assumirá o Governo de SP, deu uma repaginada no visual para se aproximar do ‘voto dos Jardins’. Saiu a face de sindicalista marxista. Tirou a barba, emagreceu, deixou cabelos brancos e virou a cara da burguesia.

Deu samba

O que se conta no Palácio dos Leões é que os diretores da Acadêmicos do Tatuapé não foram atendidos no patrocínio pedido ao governador Flávio Dino. A escola foi bicampeã no Carnaval de SP, com samba em homenagem ao Maranhão.

Deu samba 2

A Beija Flor, campeã do Carnaval do Rio, leva 10 no quesito hipocrisia ao criticar a turma do guardanapo de Sérgio Cabral e as mazelas causadas por políticos – como se o jogo do Bicho, que banca vários escolas, fossem santos.

No mais..

A escola criticou o ministro Gilmar Mendes, mas se esqueceu de brincar também com o ministro Luís Barroso, do STF, amigo do patrono Anis Abraão.

Ponto Final

O leitor tem o direito de desconfiar quando o presidente Temer decreta emergência em Roraima, estado controlado por Romero Jucá. A emergência abre portas para contratos sem licitação.

Elle quer voltar

Poder, Política e Mercado

EXTRA

Elle quer voltar

Ex-presidente do Brasil, o primeiro a sofrer impeachment, o senador Fernando Collor (PTC-AL) quer entrar para valer na disputa pelo Palácio do Planalto. Sua equipe espalha adesivos com seu sobrenome, idêntico ao propagado em 1989: os dois L em verde e amarelo. Collor repete a próximos que tem direito de tentar: foi absolvido pelo STF, e lembra que caiu por muito pouco (o cheque-fantasma para compra do Fiat Elba e a reforma dos jardins da Casa da Dinda com suspeita de caixa 2). Mas ele não cita a investigação da sua suposta atuação na BR, em inquérito contra elle na Lava Jato.

Pé na pista

Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB) passou todo o Carnaval na sua pequena Piraí, Sul do Estado. E sambando na rua, com blocos.

É o amor

O Patriota de Goiás conversa com Zezé di Camargo. Quer levar o cantor para a legenda e lançá-lo a deputado federal. Se não nessa, na próxima eleição.

Lula e PT

O ex-presidente Lula da Silva quer fazer um grande encontro de petistas até o fim do mês para comemorar os 38 anos do PT.

Êpa, êpa!

Um grupo de atentos advogados em Brasília fará representação junto ao Ministério Público Federal para que o órgão mova ação em face ao habeas corpus impetrado a favor do condenado Lula da Silva. Para estes advogados, o HC não poderia ter sido reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal, uma vez que não houve restrição à liberdade do ex-presidente petista.

Súmula barra

O MPF tem legitimidade para atuar já que é parte no processo da Petrobrás. Os advogados recorrem à Súmula 691 do próprio STF. Em suma, não cabe HC preventivo na Corte superior em razão de processo ainda tramitando em corte inferior (TRF).

Já era

Entre os congressistas especialistas em contas públicas, há consenso: a reforma da Previdência como está não é mais reforma. Virou pitaco. Mesmo que Michel Temer consiga aprovar o projeto atualizado, o(a) próximo(a) presidente terá que voltar ao tema.

Gim, o retorno

O ex-senador Gim Argello, preso em Curitiba condenado na Lava Jato, espera prisão domiciliar. O processo está no TRF. Ele quer atuar nos bastidores da eleição este ano.

Positivo, operante

Militares estão se organizando para lançar candidatos ao Congresso Nacional – Senado e Câmara. Já têm slogan: “Faça de um militar o seu parlamentar”. O mote será a ética.

Levy & Estêvão

Levy Fidelix, presidente nacional do PRTB, espera um sinal do ex-senador Luiz Estêvão, preso na Papuda (DF). A legenda no Distrito Federal é controlada por Estêvão, que pode lançar uma filha a deputada federal. Caso ela não entre, Levy deixará o diretório distrital, digamos, à disposição de interessados em coligação.

Envelopamento

Márcio França (PSB), o vice de Alckmin que assumirá o Governo de SP, deu uma repaginada no visual para se aproximar do ‘voto dos Jardins’. Saiu a face de sindicalista marxista. Tirou a barba, emagreceu, deixou cabelos brancos e virou a cara da burguesia.

Deu samba

O que se conta no Palácio dos Leões é que os diretores da Acadêmicos do Tatuapé não foram atendidos no patrocínio pedido ao governador Flávio Dino. A escola foi bicampeã no Carnaval de SP, com samba em homenagem ao Maranhão.

Deu samba 2

A Beija Flor, campeã do Carnaval do Rio, leva 10 no quesito hipocrisia ao criticar a turma do guardanapo de Sérgio Cabral e as mazelas causadas por políticos – como se o jogo do Bicho, que banca vários escolas, fossem santos.

No mais..

A escola criticou o ministro Gilmar Mendes, mas se esqueceu de brincar também com o ministro Luís Barroso, do STF, amigo do patrono Anis Abraão.

Ponto Final

O leitor tem o direito de desconfiar quando o presidente Temer decreta emergência em Roraima, estado controlado por Romero Jucá. A emergência abre portas para contratos sem licitação.

13 de fevereiro de 2018

A dupla de Lula

Edição de domingo (11), do Jornal O DIA

A dupla de Lula

Embora evite aos holofotes falar em desistir da candidatura ao Palácio do Planalto, o agora ficha-suja Lula da Silva testa internamente no PT dois nomes para as urnas: O ex-prefeito Fernando Hadadd (SP) e o ex-governador Jaques Wagner (BA). Ambos seguem estratégias distintas, porém conversam discretamente com a militância. Haddad tem aparecido em entrevistas falando de sua gestão, uma forma de entrar no debate popular. Wagner, amigo mais próximo de Lula, continua discretíssimo, sem aparições.

Três na linha

O comando da poderosa e bilionária Confederação Nacional do Comércio é disputado por Laércio Oliveira (SE), José Tadros (AM) e Orlando Diniz (RJ).

Bola cantada

A Coluna cantou sobre Fernando Segóvia. Ele está a trabalho de Michel Temer e José Sarney – com quem se reuniu meses antes quando foi avisado que seria o DG da PF.

Armas

Pré-candidato ao Planalto, o senador Álvaro Dias defende flexibilização da lei sobre armas. “Quem desejar poderá sim ter sua arma, consciente de suas responsabilidades”.

Quem é o pai?

O presidente Michel Temer garante que partiu dele a ordem para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) investigar os aumentos de preços da gasolina nos postos de combustível. Mas um dia antes de dar a declaração, o ministro Moreira Franco anunciava: “Solicitei ao presidente do CADE que preserve o direito dos consumidores de combustível aos benefícios da livre concorrência”.

Enquete

O PSDB consultou a militância sobre “qual das posições recentes do PT é mais absurda e prejudicial ao Brasil?”. A maioria dos tucanos (41%) votou na opção: “Os ataques de Lula à Lava Jato, dizendo que a operação tira empregos dos brasileiros”.

Salário 1

A Advocacia Geral da União se manifestou em um processo sob a relatoria do ministro Luiz Fux (STF), em que o Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas questiona a constitucionalidade da lei que versa sobre a política de valorização do salário mínimo.

Salário 2

O ponto-chave da questão é: A lei diz que “o salário mínimo deve atender às necessidades básicas do trabalhador” e que o reajuste do salário mínimo deve corresponder ao acumulado da inflação dos últimos 12 meses.

Fator Executivo

Para o sindicato, um dos artigos permite que, sem a divulgação do INPC acumulado, o Poder Executivo é quem estima os índices e, permite que esses índices permaneçam válidos. Ou seja, o Governo reajusta o salário abaixo da inflação.

Precedentes

Para a AGU, que cita diversos precedentes no próprio STF, a ação não deve ser acolhida. Diz uma parte da mensagem, onde são apresentados todos os últimos reajustes do mínimo, que os valores “não são impostos arbitrariamente”.

Imprensa de olho

A coordenadora do Programa Tim Lopes, Angelina Nunes, e o integrante da equipe da Abraji, Rafael Oliveira, estiveram em Edealina (GO), onde o radialista Jefferson Pureza foi assassinado a tiros em janeiro.

Livro do Pacotão

O jornalista Fernando Fonseca mandou para o prelo ‘Um bloco na contramão’, sobre a história do Pacotão, criado em 1978, que saiu nas avenidas de Brasília ontem.

10 de fevereiro de 2018

Caminho da cela

Caminho da cela


Lula da Silva fará uma agenda curiosa que pode levá-lo voluntariamente direto para a cela da cadeia. Ele inicia no próximo dia 27 uma caravana por cidades do Sul do País, começando por Santana do Livramento (RS), passando por 14 municípios e termina em Curitiba, em março, onde fará comício na região da ‘Boca maldita’. Condenado e com pena aumentada em segunda instância no caso do triplex, o ex-presidente vê mínimas as chances de reverter a situação nos embargos, e já espera a prisão, que pode ocorrer até

abril. Na caravana sulista, quer reforçar a tese de que é um perseguido político.

Escrete

Na caravana, petistas vão acompanhar Lula, como a senadora Gleisi Hoffmann, a expresidente Dilma, a deputada Maria do Rosário e o ex-governador gaúcho Olívio Dutra.

Será que vai?

Não há notícia, até agora, de participação do ex-ministro e ex-governador Tarso Genro.

Tentando

Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio distribuiu por whatsapp ontem pesquisa nacional  que mostra ele com 27% da preferência dos votos. Mas entre tucanos.

Bloco na porta?

O presidenciável do PDT Ciro Gomes passará o carnaval em casa, em Fortaleza, com a família. Precisa se recuperar da cirurgia de desvio do septo nasal, que realizou há dias.  Após os feriados, voltará a viajar, com palestras agendadas. Ciro já brigou com

manifestantes na porta, numa madrugada. A turma do barulho deve passar ali de novo.

Plano C

A próximos, o deputado Alex Canziani (PTB-PR) diz estar “pronto para a missão” caso seja indicado pela bancada para o comando do Ministério do Trabalho. Seria o plano “C” da legenda - depois do veto do deputado Pedro Fernandes (MA) pelo ex-presidente

José Sarney (MDB) e de Cristiane Brasil ser sucessivamente barrada pela Justiça.

MMA Senado

Os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e José Medeiros (Pode-MT) estão prestes a chegar às vias de fato. “Menino birrento”, costuma repetir Medeiros sobre petista que, em embate recente no plenário, taxou o senador do Mato Grosso de “ignorante”.

Ponto G, de Greve

Metalúrgicos do ABC aprovaram e a greve da categoria contra a reforma da Previdência começa dia 19, um dia antes da data prevista para a votação da proposta na Câmara.

Mais amor..

O bloco Porão do Dops, proibido pela Justiça de desfilar em SP, se intitula o “maiorbloco anticomunista do país” já vinha sendo monitorado pelo Ministério Público.

..Menos dor

Dois deputados do PCdoB, o federal Orlando Silva e a estadual Leci Brandão, ingressaram com ações contra os organizadores do bloco por apologia ao crime.

BBB..

O novo presidente do TSE, ministro Luiz Fux, diz que o ideal é ter uma auditoria em tempo real nas urnas eletrônicas no dia da votação para saber se o que está registrado nela é o mesmo que estará demonstrado quando ela for lacrada e os votos computados.

Seria por amostragem, evidente.

..do TSE

Fux não será o presidente do Tribunal na eleição – cargo estará com ministra Rosa Weber. Mas deixou um recado claro para o ministro Dias Toffoli, presidente do TSE na eleição de 2014, que se trancou com séquito de analistas na computação dos votos que

elegeram Dilma Rousseff.

Bunker

Em café da manhã com jornalistas, o ministro Luiz Fux, recém empossado presidente do TSE, foi criticado por um repórter por não permitir imagens no local do encontro.

Ponto Final

“Tentar tumultuar o processo e exigir presença de Lula na eleição é mais uma grande contribuição negativa do PT ao processo político” 

Do deputado Ademar Traiano, vice-presidente do PSDB do Paraná

09 de fevereiro de 2018

O porta-helicópteros

Coluna publicada na edição do jornal O DIA de sexta-feira, 9

EXTRA

O porta-helicópteros

A Marinha do Brasil vai receber até outubro o seu primeiro porta-helicópteros, o HMS Ocean, que será comprado da Marinha britânica. Três comitivas de oficiais da Força brasileira já estiveram em Londres para tratativas e inspeções, e uma quarta tem viagem marcada – a fim de evitar que se compre uma embarcação obsoleta. O HMS, de 20 anos, está em plena operação para a OTAN no Mediterrâneo e o processo de transferência foi acordado. Ficará ancorado em Niterói (RJ). Ele tem capacidade para 600 tripulantes e operações simultâneas de até 12 helicópteros de grande porte.

Inspeções

A Marinha toma o cuidado na compra e inspeção. Quer evitar críticas como no caso do porta-aviões São Paulo, também adquirido da Grã Bretanha e agora ‘aposentado’.

Soberania

Em águas brasileiras, o HMS será rebatizado, mas o Comando da Marinha ainda não escolheu um nome. Uma das metas é utilizá-lo em especial na região do pré-sal.

Boca miúda

Rodrigo Maia, ao receber dirigentes da CUT e Força Sindical na residência oficial, soltou um “improvável” sobre votação da reforma da Previdência em fevereiro.

Zap com regra?

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) tem um projeto de lei (347/16) curioso. A regulamentação do uso de whatsapp. O texto cria regra para consentimento prévio de usuários para cadastro em grupos e envios de convites. Realmente, há muito lixo, até de

desconhecidos, que chega ao seu telefone. Como barrar isso será um mistério: Os donos do aplicativo terão de criar ferramentas.

Fronteira aberta

A Polícia Federal e o Exército deverão reforçar suas tropas em Roraima. Adversários no Estado, os senadores Telmário Mota (PTB) e Romero Jucá (MDB) aliaram-se contra a entrada ilegal em massa de venezuelanos. “É um verdadeiro caos”, diz Telmário; Jucá

defende “o fechamento da fronteira, realização de censo e triagem dos venezuelanos”.

Sobre contas

Vice-líder de Temer na Câmara, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF) discursa como integrante da oposição ao defender o adiamento da votação da reforma da Previdência. Para o deputado, a reforma Tributária, pronta para o plenário, deveria ser “prioridade”.

Apadrinhado$  Alheio ao rombo nas contas de mais de R$ 120 bilhões, o senador Cidinho Santos (PRMT) quer aumentar os salários de diretores de agências reguladoras para R$ 33 mil.

Ladainha

Da senadora Ana Amélia (PP-RS), aos que indicam ‘conluio’ do Judiciário para condenar Lula e tirá-lo da eleição: “Defender essa tese é desrespeitar o Judiciário”.

Diálogo

Dirigentes do Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) sinalizaram ao Planalto a possibilidade de reabertura de diálogo em torno da reforma da Previdência desde que sejam retiradas do ar as campanhas publicitárias contra os servidores púbicos.

Diálogo 2

“Chegou ao absurdo de o Governo obrigar ministros a gravarem vídeos em defesa da reforma e divulgá-los nas páginas e redes sociais dos órgãos”, critica o presidente do Fórum, Rudinei Marques.

Sinal ruim

O Senado se prepara para reforçar a força tarefa do Ministério Público Federal e da PF que apura ilícitos na Secretaria de Radiodifusão do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Na$ Onda$

Presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, o senador Otto Alencar (PSD-BA) já está a par das denúncias de corrupção ativa e passiva que teriam derrubado a exsecretária Vanda Jugurtha Bonna Nogueira em janeiro. Ela teria beneficiados grupos.

Amigas, nem tanto

A ala feminina do PTB também está dividida sobre a claudicante nomeação da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o comando do Ministério do Trabalho. Apenas 11 das 27 presidentes regionais da legenda assinaram manifesto de apoio à parlamentar.

06 de fevereiro de 2018

Cofre aberto

Poder, Política e Mercado

Cofre aberto

A mais recente aferição do Palácio do Planalto apontou que os votos favoráveis à reforma da Previdência estancaram no patamar de 250 a 260 – bem distante dos 308 necessários para aprovar a PEC no plenário da Câmara Federal. Além do desbloqueio de emendas parlamentares, o vale-tudo para conquistar os ‘indecisos’ inclui a liberação de recursos dos ministérios das Cidades, Integração, Saúde e Desenvolvimento Agrário.

Assalto

A avaliação nas hostes e gabinetes do Palácio é a de que nunca um Congresso Nacional foi tão ‘fominha’. As demandas condicionantes ao voto de apoio não param.

De perto

Roberto Freire, ministro da Cultura por alguns meses, lançará até julho o livro ‘Governo de Transição’, com bastidores do impeachment de Dilma Rousseff e do atual Governo.

Caiu a ficha

“Se eu não puxo palma ninguém aplaude”, desabafou o presidente Michel Temer, reclamando da plateia no lançamento do Documento de Identidade Nacional.

É guerra

Duas propostas em análise no Senado vão acirrar os ânimos entre o Congresso e o Judiciário. O primeiro, em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça, extingue o auxílio-moradia. O outro, já pronto para votação em plenário, acaba com a cela especial em caso de prisão de magistrados.

Sem cantinho

A proposta, de autoria do ex-senador Marcelo Crivella, prevê a revogação de normas da Lei Estatutária do Ministério Público e da Lei Orgânica da Magistratura que asseguram aos juízes e procuradores o direito de ficarem em ala separada no presídio onde estejam cumprindo pena definitiva.

PSDB x Lula

É nítida uma torcida da oposição pela prisão do ex-presidente Lula da Silva. O deputado Carlos Sampaio (SP), vice-presidente Jurídico do PSDB, aposta que Lula “deverá ser preso em no máximo dois meses”, ao rechaçar a hipótese de o STF rever a prisão após condenação em segunda instância: “Espero que não aconteça”.

Conexão Roma

Antônio Neto, presidente da CSB e do Sindpd, e Carlos Lupi, que preside o PDT, darão apoio à candidatura do advogado Luis Melossi, ítalo-brasileiro de Curitiba , às eleições para o Parlamento italiano, que começarão logo após o Carnaval.

Governo papão 

O payout – proporção de arrecadação de loteria e pagamento do prêmio – no Brasil é o mais baixo do mundo; o Governo abocanha grande parte, citou a Coluna na Mega da Virada – foram R$ 600 milhões para o Tesouro e R$ 280 milhões aos ganhadores.

American way

Um dos maiores especialistas no País em loterias e jogos, o professor Magnho José, do Instituto Jogo Legal, lembra que os EUA têm tradição em pagar bem, ao contrário do Brasil. O payout médio lá (convertido em prêmio) é de 61,7% do arrecadado. Isso explica os valores de até US$ 900 milhões em apenas um sorteio...

Adeus, CLT

Um pouco do efeito imediato da reforma trabalhista, sem a carteira de trabalho: médico de uma conhecida clínica de medicina no trabalho do DF atesta: número de exames demissionais atendidos no consultório dele caiu pela metade em um ano. Em 2017, diz, chegou a fazer 38 em um dia. Hoje, a média fica entre 15 e 17.

Leite derramado

A Comissão de Direitos Humanos do Senado realiza audiência pública hoje para debater o relatório (esquecido) da (esvaziada) CPI da Previdência. Representantes de magistrados, auditores da receita, procuradores da fazenda estarão presentes.

Onde?

Dois dias antes do lançamento da pré-candidatura de Lula, marcado para amanhã, o PT ainda não havia definido o local do ato em Belo Horizonte. “O evento deve ocorrer no Expominas”, dizia o convite enviado aos filiados.

Samba, Suplicy

O vereador Eduardo Suplicy, que toca pandeiro há décadas, integra no sábado a bateria do Bloco Solteiro e Vagabundo, criado pelo filho João, em Pinheiros.

03 de fevereiro de 2018

Coluna Esplanada

03 de fevereiro de 2018

O banco (dos réus)

É pule de dez que o ex-presidente no Brasil do banco BNY Mellon faça delação e entregue os caciques políticos do PMDB que o meteram na cadeia. José Carlos Lopes Xavier de Oliveira foi preso preventivamente pela Polícia Federal na Operação Pausare, acusado de gestão fraudulenta que deu rombo de R$ 6 bilhões ao Postalis, o fundo previdenciário dos Correios. A prisão preocupa a sede americana do banco e o CEO Charles W. Scharf. A Justiça americana e o FBI podem entrar na operação caso se comprove que dinheiro de propina circulou nas planilhas da sucursal brasileira. 

Arapongagem 

Antes da prisão, o ex-presidente do BNY confidenciou a amigos que tinha medo de ser grampeado e vigiado pela Kroll. A empresa teria parceria com o banco americano.

Quem mandava 

Suspeita-se que o banco, que administrava a carteira do Postalis, sofria ingerência no direcionamento de recursos em empresas de interesse de um séquito de políticos. 

Meirelles 3 em 1

Do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, perguntado sobre as 3 coisas que julga mais importante na eleição deste ano: segurança, emprego e Previdência.

Fumaça perigosa

O resultado apertado no plenário do STF contra os aditivos de sabor nos cigarros deve aumentar o contrabando de produtos do Paraguai para o Brasil – estes, sim, com aditivos e substâncias perigosas, que entram clandestinamente no País pela fronteira Sul e não pagam impostos. A tese é do ministro Gilmar Mendes, voto vencido na questão. 

Teoria do licor

O ministro Marco Aurélio provocou em seu voto (vencido), pela liberação dos aditivos: “Do jeito que está vamos ter de acabar com o bombom de licor para que as pessoas não sejam pegas alcoolizadas”; o ministro Luiz Fux emendou: “Ou que sejam reprovadas no bafômetro”. 

Fala, JB

Eventual candidato ao Planalto pelo PSB, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa tem um bom motivo para gritar contra a impunidade no País, que revolta a sociedade. O relator do Mensalão viu todos os políticos condenados serem absolvidos por indulto presidencial de Dilma Rousseff, endossada pelo próprio pleno do Supremo.

Freire & Alckmin

Roberto Freire, presidente do PPS, vai anunciar dia 25 de março o apoio do partido à candidatura de Alckmin ao Planalto. Freire o convidou para a festa do PPS.

Mobilização 

Dirigentes da CSB, CUT, Força Sindical e UGT lançarão dia 19 deste mês no Congresso Nacional a campanha contra a proposta da Reforma da Previdência. 

Tonhão x Temer

Presidente da CSB, Antônio Neto, um fundador do MDB e amigo de Michel Temer, migrou para o PDT, virou oposição e pretende concorrer ao Senado por São Paulo. Espera oficializar dia 8 de março, quando Ciro Gomes será lançado do Planalto pelos pedetistas em Brasília. 

Ser ou não ser

Ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero quer conversar com Carlos Lupi, do PDT, e Carlos Siqueira, do PSB, antes de decidir sobre qual o partido escolherá para concorrer a deputado federal pelo Rio de Janeiro. 

Mineirices 

Um grupo do PSB em Minas lançou manifesto pela candidatura do ex-prefeito de Montes Claros Ruy Muniz para o Senado pelo Estado. A mesma claque quer o ex-prefeito Marcio de Lacerda candidato ao Governo.

Calça Curta

Constrangimento na sessão do STF de abertura do Ano. O ex-ministro Sepúlveda Pertence entrava no plenário quando suas calças caíram à altura do joelho. Um montinho de amigos o rodeou para se recompor.

Coluna Esplanada

03 de fevereiro de 2018

O banco (dos réus)

É pule de dez que o ex-presidente no Brasil do banco BNY Mellon faça delação e entregue os caciques políticos do PMDB que o meteram na cadeia. José Carlos Lopes Xavier de Oliveira foi preso preventivamente pela Polícia Federal na Operação Pausare, acusado de gestão fraudulenta que deu rombo de R$ 6 bilhões ao Postalis, o fundo previdenciário dos Correios. A prisão preocupa a sede americana do banco e o CEO Charles W. Scharf. A Justiça americana e o FBI podem entrar na operação caso se comprove que dinheiro de propina circulou nas planilhas da sucursal brasileira. 

Arapongagem 

Antes da prisão, o ex-presidente do BNY confidenciou a amigos que tinha medo de ser grampeado e vigiado pela Kroll. A empresa teria parceria com o banco americano.

Quem mandava 

Suspeita-se que o banco, que administrava a carteira do Postalis, sofria ingerência no direcionamento de recursos em empresas de interesse de um séquito de políticos. 

Meirelles 3 em 1

Do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, perguntado sobre as 3 coisas que julga mais importante na eleição deste ano: segurança, emprego e Previdência.

Fumaça perigosa

O resultado apertado no plenário do STF contra os aditivos de sabor nos cigarros deve aumentar o contrabando de produtos do Paraguai para o Brasil – estes, sim, com aditivos e substâncias perigosas, que entram clandestinamente no País pela fronteira Sul e não pagam impostos. A tese é do ministro Gilmar Mendes, voto vencido na questão. 

Teoria do licor

O ministro Marco Aurélio provocou em seu voto (vencido), pela liberação dos aditivos: “Do jeito que está vamos ter de acabar com o bombom de licor para que as pessoas não sejam pegas alcoolizadas”; o ministro Luiz Fux emendou: “Ou que sejam reprovadas no bafômetro”. 

Fala, JB

Eventual candidato ao Planalto pelo PSB, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa tem um bom motivo para gritar contra a impunidade no País, que revolta a sociedade. O relator do Mensalão viu todos os políticos condenados serem absolvidos por indulto presidencial de Dilma Rousseff, endossada pelo próprio pleno do Supremo.

Freire & Alckmin

Roberto Freire, presidente do PPS, vai anunciar dia 25 de março o apoio do partido à candidatura de Alckmin ao Planalto. Freire o convidou para a festa do PPS.

Mobilização 

Dirigentes da CSB, CUT, Força Sindical e UGT lançarão dia 19 deste mês no Congresso Nacional a campanha contra a proposta da Reforma da Previdência. 

Tonhão x Temer

Presidente da CSB, Antônio Neto, um fundador do MDB e amigo de Michel Temer, migrou para o PDT, virou oposição e pretende concorrer ao Senado por São Paulo. Espera oficializar dia 8 de março, quando Ciro Gomes será lançado do Planalto pelos pedetistas em Brasília. 

Ser ou não ser

Ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero quer conversar com Carlos Lupi, do PDT, e Carlos Siqueira, do PSB, antes de decidir sobre qual o partido escolherá para concorrer a deputado federal pelo Rio de Janeiro. 

Mineirices 

Um grupo do PSB em Minas lançou manifesto pela candidatura do ex-prefeito de Montes Claros Ruy Muniz para o Senado pelo Estado. A mesma claque quer o ex-prefeito Marcio de Lacerda candidato ao Governo.

Calça Curta

Constrangimento na sessão do STF de abertura do Ano. O ex-ministro Sepúlveda Pertence entrava no plenário quando suas calças caíram à altura do joelho. Um montinho de amigos o rodeou para se recompor.

24 de janeiro de 2018

Brechas

Mesmo que mantida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Porto Alegre, em julgamento nesta quarta-feira (24), a condenação do ex-presidente Lula não impedirá o petista de concorrer nas eleições de outubro

Mesmo que mantida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Porto Alegre, em julgamento nesta quarta-feira (24), a condenação do ex-presidente Lula não impedirá o petista de concorrer nas eleições de outubro. Instituída em 2010, a lei Ficha Limpa permite que, por meio de recursos, o ex-presidente consiga suspensão da inelegibilidade em instâncias superiores do Judiciário. Ao analisar os possíveis desdobramentos do julgamento, ao qual classifica como “rumoroso”, o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marcelo Ribeiro, pondera à Coluna: “Suspensões (de inelegibilidade) não são regra, mas também não são incomuns. Não haveria nada de espantoso se um tribunal superior resolvesse permitir que o ex-presidente concorresse”. 

Xadrez 

O TRF-4 já posicionou que, em caso de confirmação da condenação, Lula só será preso após a análise de todos os recursos. A estratégia do tribunal foi preventiva: se Lula fosse preso logo após o julgamento e depois conseguisse derrubar a inelegibilidade, a suspensão também valeria para a determinação da prisão - já que se trata do mesmo acórdão.

Farpas

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, “atropelou” a Executiva do partido ao manifestar, por meio de nota, apoio ao ex-presidente Lula. A demora do anúncio oficial do partido saiu na véspera do julgamento depois de dias de trocas de farpas internas. 

15 anos depois 

Exatos 15 anos depois, o ex-presidente Lula volta à cena de Porto Alegre em situações diametralmente opostas. Hoje, julgado. Em 24 de janeiro de 2003, recém-empossado na Presidência, figurava como estrela do Fórum Social Mundial, quando disse: “Quero fazer talvez o governo mais honesto que já houve na história desse país”. 

Moeda 

O Palácio do Planalto recorre à principal moeda de troca por votos para tentar aprovar a reforma da Previdência. Já liberou, em 2018, mais de R$ 7,3 milhões em emendas para deputados federais. 

Maia

Para senadores, o valor liberado nos últimos 23 dias foi de pouco mais de R$ 651 mil. Entre os deputados, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), figura no topo do ranking de emendas liberadas: R$ 759,5 mil. 

Calote

Segue parado, há quase uma década, na Câmara, o projeto de lei que visa acelerar a cobrança de todas as dívidas com a União (PL 5080/2009), incluindo as empresas que devem quase R$ 450 bilhões à Previdência. 

Cobrança 

No texto da proposta do Executivo - assinado pelo então ministro da Fazenda, Guido Mantega - chamam a atenção os dados daquela época: um processo de cobrança levava 16 anos, em média, para ser concluído e a dívida total de empresas com a União, incluindo a Previdência, chegava a R$ 900 bilhões.

Vetos 

Deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária definiram como prioridade para fevereiro, após o recesso parlamentar, a derrubada dos 24 vetos do presidente Michel Temer à lei que anistia e parcela débitos dos produtores rurais. 

Refis rural 

Na justificativa dos vetos, Temer apontou que vários dispositivos do projeto “não têm previsão orçamentária e prejudicariam a Previdência Social”. O presidente da Frente, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), diz que “este Refis é a alternativa para o produtor; aquele que não quiser aderir pode continuar brigando na Justiça”. 

Educação 1 

A Educar Holding concede este ano, pela primeira vez, prêmio para os professores do Alub (DF) que desenvolveram os melhores projetos pedagógicos na rede. Foram selecionados 11 docentes. 

Educação 2 

Até o dia 2 de fevereiro, 19.400 livros serão doados pelo Ministério da Educação (MEC) para 40 unidades prisionais brasileiras. Ainda é pouco: Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (InfoPen), do Ministério da Justiça, mostra que apenas 13% da população carcerária brasileira estuda ou realiza algum tipo de atividade educacional sob custódia. 

Devida apuração 

A OAB de Goiás emitiu nota oficial na qual cobra “devida apuração” do assassinato do jornalista e radialista Jefferson Pureza, em Edealina. Entidade diz “externar preocupação sobre o crime que pode estar relacionado à restrição da liberdade de imprensa e retaliação às críticas ao poder político local”. 

Ponto Final

“Julgamento de Lula é fraude que ficará tatuada na história”

Do ex-presidente da OAB, Marcelo Lavenère

20 de janeiro de 2018

Embargo 1

Embargo 1


O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, considera que o silêncio dos Estados Unidos sobre a retomada das importações de carne “in natura” brasileira é uma “estratégia deles”, pois todos os esclarecimentos já foram prestados ao governo americano. À Coluna, Novacki diz confiar na queda do embargo em curto prazo e confirma que o Brasil pode derrubar a taxa de 20% na importação do etanol americano em troca da retomada das exportações da carne brasileira. 

Embargo 2 

O embargo à carne brasileira foi imposto há seis meses quando o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) alegou "preocupações recorrentes sobre a segurança dos produtos destinados ao mercado americano". 

Ditadura 

Condenado na Lava Jato, o ex-ministro José Dirceu tem convocado a militância por todos os meios possíveis - telefone, vídeos nas redes sociais - para a luta 'contra a ditadura da toga' a partir do dia 24, quando o recurso de Lula da Silva será julgado pelo TRF4.

Continência 

O presidente Michel Temer ordenou e integrantes do Governo obedecem à risca: evitar qualquer comentário sobre o julgamento de Lula. 

Influência

O advogado goiano Djalma Rezende, que ficou famoso por andar de carros importados e gastar cerca de R$ 8 milhões em seu casamento, ganhou sua fortuna no Direito Rural. Ele é um dos que mais tem processos no Incra, em Brasília. E nos últimos meses estaria  se gabando junto aos clientes da sua proximidade com a advogada-geral da União, Grace Mendonça. 

Outro lado

Djalma Rezende nega. À Coluna, diz que viu uma única vez Grace Mendonça pessoalmente em um audiência acompanhada de dois assessores. Afirma ainda que não é amigo, não tem o telefone dela e “não tem processos que foram beneficiados por amizades”. 

CPI

A oposição na Câmara e no Senado quer aproveitar a crise da Caixa Econômica Federal para desgastar o governo de Michel Temer. Senadores e deputados planejam criar uma CPI Mista para aprofundar as investigações sobre a troca de vantagens e desvio de dinheiro público no banco. 

Previdência

Senador Paulo Paim (PT-RS), que presidiu a CPI da Previdência, lançou cartilha com um resumo dos trabalhos da comissão. “A Previdência é superavitária e o discurso que afirma que ela está quebrada não passa de uma grande mentira”, diz. 

Só agora 

O presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (RR), só agora fala em expulsar a bancada do partido que está atrás das grades. O primeiro da lista deverá ser o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), para quem o Ministério Público recomendou, recente, pena de 386 anos de prisão por crimes de corrupção passiva e ativa, prevaricação (crime contra a administração pública) e lavagem de dinheiro.

Dois pesos 

Há dois meses, Conselho de Ética do PMDB defenestrou a senadora Kátia Abreu (TO) do partido por sua “postura crítica ao governo de Michel Temer”. 

TV Escola

Há mais de 20 anos no ar, a TV Escola - que tem como público estudantes, professores e gestores escolares - vai reformular sua estrutura e 80% da programação até março. O investimento total será de R$ 15 milhões, incluindo novos equipamentos e cenários, profissionais especializados, além de pesquisas, desenvolvimento de programas e aquisição de atrações licenciadas. 

6

Ponto Final

“Na crise institucional que vivemos, Ministério Público e Polícia Federal se salvam”

Do senador Lasier Martins (PSD-RS)

19 de janeiro de 2018

Caixa inchada

Apadrinhados por partidos políticos alinhados com o Palácio do Planalto, os 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal custaram aos cofres públicos mais de R$ 7,8 milhões no último ano em salários e benefícios

Caixa inchada 

Apadrinhados por partidos políticos alinhados com o Palácio do Planalto, os 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal custaram aos cofres públicos mais de R$ 7,8 milhões no último ano em salários e benefícios como férias, auxílio-alimentação, auxílio-moradia, plano de saúde e Previdência Complementar. A inchada estrutura do Conselho de Administração do banco público conta com mais 38 cargos (são 20 diretorias executivas) que somaram remuneração de R$ 38 milhões em 2017. 

Impessoal 

Além do afastamento dos 12 vice-presidentes, o Ministério Público recomendou que a Caixa adote “processo seletivo impessoal” para os cargos do Conselho de Administração. 

“Head hunter”

O MP sugere que seja contratado serviço de recrutamento (“head hunter”) por meio de processo licitatório, “tomando-se a cautela de selecionar instituição de reputação reconhecida no mercado”.

Que se apure

O deputado Chico Alencar (Psol-RJ) fala em “antro de transações tenebrosas” ao alfinetar o Governo sobre a crise Caixa: “Os vices afinal afastados prestavam contas a Temer, Moreira, Cunha, Geddel e outros chefes políticos. Que se apure tudo”. 

Despejo 

Vence neste sábado, 20, o prazo para que o deputado Paulo Maluf (PP-SP), preso há quase um mês na penitenciária da Papuda, entregue o apartamento funcional que ocupa na área nobre do Plano Piloto, em Brasília. 

Multa 

Em dezembro, após a prisão do ex-governador de São Paulo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) cortou o salário e benefícios do parlamentar. Caso atrase a entrega no imóvel, Maluf terá que pagar multa diária proporcional ao auxílio-moradia de R$4.253,00. 

 .

Haja trabalho 

A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) de fato é a nova ministra do Trabalho. Dá trabalho ao Governo e à Justiça. Haja trabalho. 

Sobrou 

Gleisi Hoffmann (PT-PR) tem dito aos próximos que foi empurrada para a presidência do PT. Não queria essa exposição e foi por falta de opção da cúpula. Ninguém queria o cargo. Sobrou para ela.

Debandada 

3 de Abril é o Dia D de Michel Temer. Na Esplanada. É o prazo final para ministros candidatos em 2018 se desincompatibilizarem do cargo para concorrer às eleições. Mais da metade dos ministérios cairá nas mãos de interinos. Os atuais ministros são candidatos ao Senado ou Câmara.

Pressão

O PRB fez chegar ao presidente Michel Temer que não vai abrir mão do comando do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Temer cogitou emplacar o amigo, Guilherme Afif (Sebrae), mas recuou após a pressão dos evangélicos. 

Alto rendimento 

O diretor técnico do Comitê Brasileiro de Clubes, Lars Grael, se reúne no próximo dia 31 com os Comodoros dos maiores clubes de Vela do Brasil. O encontro será na sede da Confederação Brasileira de Vela (RJ) para discutir o Edital 8 - que direciona recursos da loteria esportiva para formação de atletas de alto rendimento.

Podium 

O edital compensará perdas especificamente para a prática do esporte Vela por atletas e clubes brasileiros que sempre são destaque nos podiums olímpicos. O Yacht Clube da Bahia, o Veleiros do Sul- RS e o Iate Clube de Brasília coordenam o encontro. 

Ponto Final

“Parceria do PT com PMDB foi responsável pelo loteamento criminoso na Caixa Econômica Federal”

Do senador Álvaro Dias (Podemos-PR)

11 de janeiro de 2018

Vai-não-vai

Vai-não-vai

Brasília, Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2018 - nº 2005

Vai-não-vai

Naufragou o plano do presidente Michel Temer e da cúpula palaciana de iniciar o ano “a todo vapor” para obter os 308 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência em fevereiro. O tema praticamente saiu da agenda - ofuscado pelos tropeços e polêmicas que atingiram o Governo nos últimos dez dias, como o anúncio e recuo nas mudanças na Lei de Responsabilidade Fiscal (regra de outro), o embate cada vez mais agudo entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro-presidenciável, Henrique Meirelles (Fazenda), além da malfada nomeação da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o comando do Ministério do Trabalho. 

Curinga 

O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) foi alçado à articulação política do Planalto para tentar reverter votos e ampliar o placar da Previdência. Mas desde que assumiu o posto, dedica-se a apagar incêndios, como o da quase-ministra Cristiane Brasil, e tenta, sem sucesso, reorganizar a base aliada na Câmara. 

Rinha 

Além de constranger o Palácio do Planalto, a nomeação de Cristiane Brasil rachou o PTB comandado pelo pai, o ex-deputado condenado no mensalão Roberto Jefferson. Queixas e duras críticas chegaram ao líder do partido na Câmara, Jovair Arantes (GO) que, com seu estilo “coronel”, insiste em dizer que “está tudo bem” no partido. 

À altura

O suplente do deputado Paulo Maluf (PP-SP) na Câmara, Junji Abe, coleciona episódios em comum com o amigo presidiário: já foi prefeito (de Mogi das Cruzes) e se enrolou com a Justiça: alvo de pedido de cassação de chapa, teve bens bloqueados e respondeu a quatro inquéritos no STF. 

Aposentadoria

Pelos quatro anos que exerceu mandato na Câmara dos Deputados, entre 2011 e 2015, Junji Abe, empresário rural e consultor em gestão pública e empresarial, recebe aposentadoria de R$ 23 mil.

Boa vizinhança 

Tem motivo o silêncio das centrais sindicais sobre o imbróglio envolvendo a posse da deputada Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho. Todas, em especial a Força, do deputado Paulinho (SD-SP), mantêm apadrinhados em cargos de comando na pasta. 

Sabotagem 

A Polícia Federal correu para informar a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, sobre a conclusão das investigações da queda do avião que matou Teori Zavascki. Descartou sabotagem. 

Sabotagem 2 

Esqueceu de avisar a família. O filho do ex-ministro, Francisco Zavascki, horas depois da entrevista do diretor da PF, Fernando Segovia, no STF, não tinha conhecimento do fato. “Que bom”, disse, ao ser informado de que não houve eventual intenção deliberada de derrubar o avião.

Encalhou 

O relatório final da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da JBS - com pedido de investigação do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e seu ex-chefe de gabinete na PGR, Eduardo Pelella -, encalhou no Senado Federal. Os trabalhos da CPMI foram encerrados há um mês e até agora o parecer do então relator, Carlos Marun (PMDB-MS), não foi enviado ao Ministério Público Federal. 

PGR

À Coluna, o MP afirma que relatório ainda não foi encaminhado para a PGR e “quando o documento chegar à casa, será autuado como notícia de fato e avaliado - como qualquer representação que é enviada à unidade”. 

Curral 

Expulsa do PMDB, a senadora Kátia Abreu (Sem-partido-TO) recorre a uma inusitada analogia ao alfinetar o governo Temer: “Nada mais me assombra. Não temos presidente, temos um refém. Situação do Brasil hoje é de vaca não conhecer bezerro”. 

Habilitação 

Está pronto para ser votado no Senado projeto que obriga os motoristas a passar por avaliação psicológica tanto na primeira habilitação quanto nas renovações. Hoje, o Código de Trânsito Brasileiro exige a avaliação apenas para a primeira habilitação ou nas renovações de motoristas que tenham atividade remunerada com veículo. 

Ponto Final

“Lula é a carta mais alta que o Moro tem, então, ele precisa estigmatizá-lo politicamente”. 

Do ex-ministro da Justiça de Dilma, Eugênio Aragão 

______________________

09 de janeiro de 2018

Nomeação de Cristiane Brasil é inadequada, critica magistrados

“Nomeação de Cristiane Brasil é inadequada”, critica associação de magistrados

PODER, POLÍTICA & MERCADO

Brasília, Terça-Feira, 09 de Janeiro de 2018 - nº 2003

“Nomeação de Cristiane Brasil é inadequada”, critica associação de magistrados 

A nomeação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) para chefiar o Ministério do Trabalho e Emprego é “inadequada”. A avaliação é do presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Guilherme Guimarães Feliciano. Desde a indicação para o cargo, bancada pelo pai, o deputado cassado Roberto Jefferson (PTB-RJ), vieram à tona denúncias contra a parlamentar  – condenada em ação trabalhista. À Coluna, o juiz Guilherme Feliciano resume: “Não há nenhuma ilegalidade na nomeação, mas com base no princípio da moralidade administrativa não seria adequado nomear a deputada”. 

Perfil 

Para o presidente da Anamatra, o perfil adequado para chefiar a pasta é de alguém que não tenha condenações e “muito menos no âmbito trabalhista”. 

Negado 

Em telefonema ao presidente Michel Temer para se certificar de que sua nomeação estava mantida, Cristiane Brasil insinuou antecipar a posse para ontem. O peemedebista negou o pedido e a justiça suspendeu a posse da parlamentar.

Salvatore Ferragamo 

A Presidência reservou R$ 12 mil para comprar cerca de 600 gravatas. As peças serão enviadas ao almoxarifado do Palácio do Planalto, cada uma ao custo de R$ 20. O valor corresponde ao preço de 20 Salvatore Ferragamo, marca de finas gravatas usadas pelo presidente Michel Temer. 

Regalia 

Nota técnica da Consultoria de Orçamento do Senado Federal escancara os pagamentos de auxílio-moradia nos poderes da União. No Ministério Público, por exemplo, os gastos com a regalia somavam R$ 3 milhões há sete anos e, hoje, superam os R$ 124 milhões.

Basta

O estudo deve fazer com que senadores pressionem para que o projeto que acaba com o auxílio-moradia para autoridades ganhe celeridade. Expectativa é de que a proposta seja aprovada ainda no primeiro semestre.

Carta

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) enviou carta à presidente do STF, Cármen Lúcia, na qual questiona a postura da chefe de gabinete do presidente do TRF da 4ª Região, Daniela Tagliari Kreling Lau. 

Confiança 

Grazziotin sublinha que a campanha de Lau por “Lula na cadeia” abala e mina “a confiança que a sociedade pode ter no poder Judiciário”.

Sonegação 

O volume de sonegação fiscal no estado do Rio de Janeiro chegou a mais de R$ 12 bilhões em 2017. É o que afirma o presidente da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), Roberto Kupski, com base em dados da Secretaria Nacional do Tesouro (STN). 

Sangria 

Segundo Kupski, isso aconteceu devido à pressão de grupos específicos de empresários, fazendo a arrecadação do Estado cair ainda mais. ”Em relatório apresentado à STN, o Estado pediu reserva neste documento, o que impossibilitou verificar o valor total dessa sangria”, lamenta. 

Gênio

Para se ter uma pequena noção da genialidade do jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, que nos deixou: há anos ele apenas ditava suas crônicas semanais para uma assistente. E com coerência a ponto de o texto sair perfeito no computador. 

Suplementos 

Está aberta consulta pública da Anvisa para estabelecer um novo marco regulatório para suplementos alimentares. De acordo com a agência, a proposta define claramente o que pode estar contido em um suplemento, além de tornar as práticas de mercado mais equitativas e favorecer o controle das autoridades sanitárias. 

Ponto Final

“Na verdade, o que se costuma chamar de ‘privatização’ tem sido um processo de ‘desnacionalização’. 

Do ex-ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim 

______________________

Nomeação de Cristiane Brasil é inadequada, critica magistrados

“Nomeação de Cristiane Brasil é inadequada”, critica associação de magistrados

PODER, POLÍTICA & MERCADO

Brasília, Terça-Feira, 09 de Janeiro de 2018 - nº 2003

“Nomeação de Cristiane Brasil é inadequada”, critica associação de magistrados 

A nomeação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) para chefiar o Ministério do Trabalho e Emprego é “inadequada”. A avaliação é do presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Guilherme Guimarães Feliciano. Desde a indicação para o cargo, bancada pelo pai, o deputado cassado Roberto Jefferson (PTB-RJ), vieram à tona denúncias contra a parlamentar  – condenada em ação trabalhista. À Coluna, o juiz Guilherme Feliciano resume: “Não há nenhuma ilegalidade na nomeação, mas com base no princípio da moralidade administrativa não seria adequado nomear a deputada”. 

Perfil 

Para o presidente da Anamatra, o perfil adequado para chefiar a pasta é de alguém que não tenha condenações e “muito menos no âmbito trabalhista”. 

Negado 

Em telefonema ao presidente Michel Temer para se certificar de que sua nomeação estava mantida, Cristiane Brasil insinuou antecipar a posse para ontem. O peemedebista negou o pedido e a justiça suspendeu a posse da parlamentar.

Salvatore Ferragamo 

A Presidência reservou R$ 12 mil para comprar cerca de 600 gravatas. As peças serão enviadas ao almoxarifado do Palácio do Planalto, cada uma ao custo de R$ 20. O valor corresponde ao preço de 20 Salvatore Ferragamo, marca de finas gravatas usadas pelo presidente Michel Temer. 

Regalia 

Nota técnica da Consultoria de Orçamento do Senado Federal escancara os pagamentos de auxílio-moradia nos poderes da União. No Ministério Público, por exemplo, os gastos com a regalia somavam R$ 3 milhões há sete anos e, hoje, superam os R$ 124 milhões.

Basta

O estudo deve fazer com que senadores pressionem para que o projeto que acaba com o auxílio-moradia para autoridades ganhe celeridade. Expectativa é de que a proposta seja aprovada ainda no primeiro semestre.

Carta

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) enviou carta à presidente do STF, Cármen Lúcia, na qual questiona a postura da chefe de gabinete do presidente do TRF da 4ª Região, Daniela Tagliari Kreling Lau. 

Confiança 

Grazziotin sublinha que a campanha de Lau por “Lula na cadeia” abala e mina “a confiança que a sociedade pode ter no poder Judiciário”.

Sonegação 

O volume de sonegação fiscal no estado do Rio de Janeiro chegou a mais de R$ 12 bilhões em 2017. É o que afirma o presidente da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), Roberto Kupski, com base em dados da Secretaria Nacional do Tesouro (STN). 

Sangria 

Segundo Kupski, isso aconteceu devido à pressão de grupos específicos de empresários, fazendo a arrecadação do Estado cair ainda mais. ”Em relatório apresentado à STN, o Estado pediu reserva neste documento, o que impossibilitou verificar o valor total dessa sangria”, lamenta. 

Gênio

Para se ter uma pequena noção da genialidade do jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, que nos deixou: há anos ele apenas ditava suas crônicas semanais para uma assistente. E com coerência a ponto de o texto sair perfeito no computador. 

Suplementos 

Está aberta consulta pública da Anvisa para estabelecer um novo marco regulatório para suplementos alimentares. De acordo com a agência, a proposta define claramente o que pode estar contido em um suplemento, além de tornar as práticas de mercado mais equitativas e favorecer o controle das autoridades sanitárias. 

Ponto Final

“Na verdade, o que se costuma chamar de ‘privatização’ tem sido um processo de ‘desnacionalização’. 

Do ex-ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim 

______________________

08 de janeiro de 2018

Fundo partidário: Senado quer derrubar veto do TSE

Poder, Política e Mercado

Fundo partidário: Senado quer derrubar veto do TSE

O Senado Federal quer derrubar a resolução de 2014 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que vetou o repasse dos diretórios nacionais das legendas para representações regionais ou candidatos impedidos de receberem recursos do chamado Fundo Partidário.  O projeto, de autoria do presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), está pronto para ser votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O parlamentar argumenta que a decisão do TSE “invade de forma indevida a gestão interna das legendas”.

Boa hora

Também do PP, o relator do projeto, senador Benedito de Lira (AL), endossa o discurso de Ciro ao afirmar que a proposta vem “em boa hora e corrige a atitude do TSE”.

Novos antigos

Se o eleitor já se confunde em meio às dezenas de legendas existentes no Brasil, imagine agora. Diversos partidos mudaram, mas o Tribunal Superior Eleitoral ainda não oficializou os novos nomes. A Câmara e o Senado também mantêm os nomes antigos.

Estanque

A primeira semana de articulação por votos pela reforma da Previdência foi estéril. O Governo não conseguiu avançar e conta, hoje, com no máximo 260 votos para aprovar as mudanças nas regras de aposentadoria. Mesmo patamar de dezembro, antes do recesso parlamentar.

Micou

A Coluna antecipou que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Adilson Barroso, presidente do Patriota, tinham travado a negociação. Áudio de Barroso pra militantes foi estopim. Patriota deve voltar a se chamar PEN. Barroso consulta TSE. Mico de 2017/18. Fez até propaganda na TV. Bolsonaro queria partido todo pra família.

Avesso do avesso

O PEN já se mobilizou no fim de semana atrás do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa para lhe oferecer a legenda.

À Hitler

A ex-atriz global Valéria Monteiro se juntou às fileiras anti-Bolsonaro. Em vídeo, cita Hitler ao atacar o presidenciável: “Ele (Hitler) começou assim: levou uma Alemanha pobre e descrente a acreditar nas suas mentiras assim como você faz”.

Disparo

Presidente da CPI que investigou o sistema carcerário, o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) dispara contra o Judiciário ao comentar os motins no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia e em outras cadeias brasileiras: “O gestor do sistema prisional precisa isolar os líderes das facções, mas, infelizmente, o Poder Judiciário não permite o isolamento”.

No papel

A CPI aprovou uma série de propostas que não saíram do papel. Entre elas, a que determina a adoção de escâner corporal nos presídios, para acabar com a revista íntima, e regras para o interrogatório por vídeoconferência para réus presos. Outra sugestão é a instalação de câmeras de vídeo com captação de áudio nas celas.

Cony: no trilho das letras

Como a vida dá voltas e às vezes te tira dos trilhos, literalmente, o Brasil ganhou um senhor escritor e jornalista, que deixou sua obra imortal: quando pequeno, Carlos Heitor Cony sonhava ser.. maquinista da Central do Brasil.

Pacto

Carlos Heitor Cony e Ziraldo tinham um pacto velado: os inseparáveis suspensórios para as calças: quem morresse primeiro deixava os seus de herança ao amigo.

Ponto Final

“As provas da absoluta negligência do governo Marconi Perillo em relação aos presídios de Goiás são irrefutáveis”.

Do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) 

05 de janeiro de 2018

Barril de pólvora

Barril de pólvora

Brasília, Sexta-feira, 05 de Janeiro de 2018 - nº 1999

Barril de pólvora 

Um ano depois de lançado com alarde pelo presidente Michel Temer e o então ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, o plano nacional de segurança se soma a outros fiascos do Governo. As medidas foram apresentadas em meio à maior crise no sistema prisional após rebeliões e centenas de mortes em presídios do Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte. O abandono e a ingerência nas cadeias brasileiras foram constatados pelo pente-fino feito pelo Tribunal de Contas da União e 22 tribunais de contas regionais. A auditoria apontou “deficiências” em repasses do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), falta de informações confiáveis acerca dos detentos e “indicativos de falhas na fiscalização exercida pelo Ministério Público”. 

Rebeliões 

O raio-x do TCU e tribunais regionais também mostrou que mais de 60% dos presídios do Brasil “enfrentaram nos últimos dois anos algum tipo de rebelião” e “78% dos casos de rebelião se deram em presídios com excesso de lotação”. 

Medo 

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffman (PR), chama de “inacreditável” o pedido do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), para que o Exército e a Força Nacional reforcem a segurança no dia do julgamento do ex-presidente Lula: “É muito medo do povo”. 

Despachos internos 

O Planalto permanece com dificuldades em atualizar a agenda oficial do presidente Temer, criticado após encontros não divulgados com Joesley Batista, Gilmar Mendes e Raquel Dodge. Na terça-feira, por exemplo, constavam apenas “despachos internos”. 

Delay 

Quatro horas depois, no entanto, veio a atualização de que, pela manhã, o peemedebista se reunira com o núcleo duro do governo - Padilha, Moreira e Marun -, além dos ex-ministros do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e da Indústria e Comércio, Marcos Pereira. 

Cotado 

Nos corredores do Planalto, ventila-se o nome do presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Guilherme Afif Domingos, para assumir o Ministério da Indústria e Comércio Exterior no lugar de Marcos Pereira, do PRB. Em troca, o partido indicaria o substituto de Afif para comandar o SEBRAE.

Ex de Dilma 

Guilherme Afif tem boa relação com Temer e foi ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa no governo Dilma Rousseff. 

Folga

A ministra Luislinda Valois, que causou polêmica ao comparar seu batente à frente da pasta de Direitos Humanos ao trabalho escravo, vai repousar: sem partido, ela vai tirar 15 dias de férias a partir do dia 7. 

Frequência “laranja” 

O Ministério Público está de olho no uso político e fraudes envolvendo rádios comunitárias. Processou a ex-prefeita de Monte das Gameleiras (RN), Edna Regia, e o irmão dela, Edson Ricardo, por fraude na criação de uma associação para abrir a emissora FM Gameleiras em nome de “laranjas”. 

Repúdio 

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos enviou carta ao presidente Michel Temer e à direção da Embraer em tom de “repúdio” a qualquer tipo de transação que represente a transferência de controle acionário da empresa para a norte-americana Boeing. A empresa emprega 12 mil pessoas em sua sede, em São José dos Campos. No Brasil, são 16 mil.

Afronta

“A venda para a Boeing será uma afronta”, diz o vice-presidente do Sindicato, Herbert Claros, ao anunciar o início de uma campanha de conscientização sobre “a importância de reestatização da Embraer”.

De volta

Coordenado pelo médico Francesco Mazzarone, o serviço de cirurgia plástica da Santa Casa de Misericórdia - fundado por Ivo Pitanguy -, será reaberto ao público dia 8, após recesso acadêmico. 

Ponto Final

“Não há política séria de segurança sem discussão da alteração da lógica das unidades prisionais como masmorras medievais”

 Do deputado Glauber Braga (Psol-RJ)