• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

Onde anda nosso futebol profissional?

O mundo dos esportes é muito amplo, e como uma das principais ferramentas deste esporte é a uma bola, nada mais significativo do que deixar a bola rolar.

17/07/2019 08:33h

Onde anda? 

Caros leitores, onde anda nosso futebol profissional? Como é que uma atividade laboral, fornecedora de tantos empregos e diversional para a população chega a este ponto?  Logo no Brasil que é o pais do futebol? É um caso de estudo porque as relações humanas passam por fases várias e diversas, e o “association” dos ingleses é uma das atividades humanas onde o relacionamento mais se apura, seja do atleta com o dirigente, com o treinador, o público e o jogador, os que fazem as relações humanas de divulgação como nós outros, os da área de comunicação, oral, jornal ou televisional ou do cinema nacional. O mundo dos esportes é muito amplo, e como uma das principais  ferramentas deste esporte é a uma bola, nada mais significativo do que deixar a bola rolar, e é isto que estou fazendo porque como diz o Dídimo narrando jogo “o tempo passa” para todo é para todo mundo e cada qual tem o seu “tempo regulamentar” porque viver é um esporte individual e não coletivo, embora hoje tenha muitos indivíduos nos coletivos aproveitando quando os ônibus estão cheios para roçarem nas mulheres que vão em pé. Eles chamam isso de “pinar” e é mais velho do que o Carlos Said. Dizem que esta mania feia veio lá de Fortaleza, criada pelos estudantes do Liceu nos ônibus de Jacarecanga. Mas eu comecei indagando por onde anda o nosso futebol profissional a esta altura de nenhum campeonato que possa aparecer. O nosso pebol atravessa uma  fase delicada e a entidade mater do desporto inglês,está nas maõs e pés  do senhor   Robert Carcará que sucede o senhor Cesarino de 0liveira, falecido há pouco tempo e que Deus o tenha. Sendo um ex-peladeiro e proveniente de uma terra de bons desportistas, o senhor Carcará é “safo” e sabe todos os pulos do sapo que compõe o futebol. Macaco velho e coadjuvado por pessoas experiente no ramo, tem tudo -para dar prosseguimento ao trabalho do seu antecessor. Mantendo a mesma equipe do  anterior com poucas novidades, o jogo continua até o seu tempo regulamentar e já estão dizendo que ele deseja a prorrogação. O que muito natural porque não há quem resista á “Força do Poder”, aliás, uma das novela da TV Globo, campeãs de audiência. E assim a vida continua, a bola rola, este escriba não enrola e samba não se aprende em escola. Sim, e onde anda o nosso futebol profissional. Flamengo,River e o Piauí, os três melhores daqui? Será que estão esperando que Jesus venha ressuscitar o Flamengo?

Maradona

Foi um bom meio de campo e levava o nome do grande craque argentino, Maradona. Atuou  no River e deixou  recordações. Hoje é treinador de juvenis. Cuida do Piauí Esporte Clube  nesta Copa do Brasil 17 que começa no mês que vem, 4 de agosto e espera dar gôsto  á torcida do Enxuga Rato  mirim. Temos que fazer fé nestes garotos porque este nosso futebol vem atravessando uma fase das mais difíceis mas o jeito é persistir porque esporte é luta e tem luta de todo jeito. Não devemos é esmorecer porque para frente é que as malas batem e que do bolso da frente é que os “malas” batem  as  carteiras. Maradona é o “tio” dos meninos do River. Foi bom de bola e é bom caráter.

Quero notícias do Mengo

 Peço a quem estiver guardando o saco do material do Esporte Clube Flamengo que me envie notícias do clube rubro-negro do Piaui, o maior adversário do River e dizem, que o segundo em torcida neste estado de necessidade. Mandem notícia aqui para redação deste jornal que eu perdi meu celular. Sendo o clube do povo, o Mengo não pode ficar  escondido e não dando informações para ninguém. Mandem para o jornal ou para meu zape-zape, [email protected] br. Um clube como o rubronegro não pode ficar  escondido debaixo de pé de imbu. Que apareça um cara bom de voto ou de papo, bom de dinheiro ou de voto que soerga, levante o Esporte Clube Flamengo.


Deixe seu comentário