• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

Temos uma menina defendendo o nome do Piauí no tênis

Ela começou aqui na Academia Radical onde o Fábio “Encina” a jogar com a bola pequena mas conhece tudo sobre o esporte e sabe das coisas.

05/04/2019 05:57h - Atualizado em 04/04/2019 20:06h

Estado de emergência

Meus amigos, as aguas estão rolando e o prefeito Firmino Firme decretou na capital, um estado. Estado de emergência. Há quem diga que o nosso Piauí nunca saiu deste estado de ”emergência”, nem no tempo do doutor Alberto quando aqui era “céu aberto” para gregos e baianos. Mas agora, o filho do saudoso pai, Major Mapil, goleiro do segundo quadro do rio Negro e titular do time do Clube dos Tabajaras, o Firmino é titular da prefeitura, já tri-prefeito e decretou estado de emergência na capital em virtude do inverno ter chegado forte demais e as aguas estão rolando e os rios enchendo e Teresina é uma cidade “entre-rios” Parnaíba e Poti e tem um que tem muita raiva de um apelido botado nele que é “Velho Monge” e quanto mais o chamam deste apodo mais ele se zanga e vem com gosto de gás prá cima de Teresina. O outro, rio Poti, não é muito zangado, não. Ele tem as suas enchentes mas fica na dele, a negrada passeando de barco, dando uma de turista. Outro dia o “Vei” Cineas estava todo lampeiro, de binóculos, bermudas, dando aula de “Piauisês” para um bocado de gente que era passageiro da barca do açúcar. Eu até estava, de penetra, junto com dona Vera que é tia da Poliana, uma filha da dona Ana e que é uma assessora cinesiana. E ali, na minha, olhando a beleza de nosso rio, suas margens pouco cuidadas, árvores mal tratadas, a natureza pedindo ao homem que seja mais “Elmano”. E o barco singrava as águas não muito limpas do Poti onde a plebe rude e ignara joga detritos e faz dele um imenso aparelho sanitário. Mas as aguas rolaram e o prefeito decretou “estado de emergência” e o mesmo deveria  fazer para o Lindolfo Monteiro, bastava acrescentar só um “i” no nome. Estádio de Emergência que é o que ele é, diante da situação “pecuária” porque passa o nosso futebol profissional. De cara manutenção, sem dúvida, o Albertão. O Lindolfo Monteiro passaria ser um “estádio de emergência” nesta  gestão do filho ilustre de Barras Brouwn Carcará “Pega mata e come”. E assim, meus  leitorado amado está decretado. Estado de emergência municipal. As águas estão rolando e nossa capital é uma cidade entre-rios.Poti e Parnaíba. “Rio abaixo, rio arriba”...

Um  frangueiro...

Quando um goleiro é ruim a negrada o chama de “frangueiro”. Este rapaz da foto de Assis Fernandes é também um “frangueiro”, mas ele não joga no gol. Ele vende frangos. E só podia ser torcedor do Flamengo. Olhem o boné dele.

As águas rolaram

Gentes boas, as aguas são como as regras menstruais. Quando vem muitas, atrapalham. No caso agora, do nosso futebol, o inverno forte, pesado, molhador, está atrapalhando o desenrolar do campeonato piauiense porque os campos ficam encharcados, tanto o da Prefeitura como do Estado e inverno quando é bom encharca até  campos “elíseus”, isto é, aqueles que foram do Elizeu Aguiar, ex-presidente do River. E agora que estamos com o inverno pegado mesmo, daqui a algum tempo, vamos ter muito milho verde, feijão de corda. Macaxeira e tudo em quanto a terra nos propicia  porque aqui “em se plantando tudo dá”, como disse o primeiro torcedor do Vasco da Gama, o Pedro Álvares Cabral.

Tenista piauiense em alta

Teremos uma menina de Teresina defendendo o nome do seu Estado numa competição. Ela começou aqui na Academia Radical onde o Fábio “Encina” a jogar com a bola pequena mas conhece tudo sobre o esporte e sabe das coisas. Não é boba. 16 anos e tem jeito de quem vai faturar muitas medalhas pela frente. Ela é a primeira piauiense a participar nesta competição e segundo os entendidos pode se dar muito bem porque está enfocada. Fábio Miranda, presidente da entidade maior deste esporte em Teresina faz fé nesta menina. Vamos ficar aqui torcendo por ela porque o Piauí sempre teve bons nomes nesta modalidade. O tênis tem nos projetado mais  do que o futebol.


Deixe seu comentário