• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

Dan Silva faz vaquinha “online” para operar o joelho

Confira o texto publicado na coluna Prego na Chuteira no Jornal O Dia.

27/08/2019 08:21h - Atualizado em 27/08/2019 11:06h

Vaquinha “online” 

Meus amigos, o tempo passa como dizia o locutor esportivo, Fernando Mendes narrando jogo de futebol pela Rádio Difusora de Teresina naqueles bons tempos que não voltam mais. E com o passar do tempo, a gente vê que nem tudo muda... embora tenha até muda falando e surda escutando. E a vida vai ficando cada vez mais cara e muita gente sendo apenada na sétima vara. Agora mesmo a gente lê no jornal do Valmir, que um atleta amador, Dan Silva, uma revelação de nosso futebol, no auge dos 17 anos, do  elenco do Piauí Esporte Clube, bichou do joelho canhoto e precisa urgente de uma intervenção cirúrgica que é orçada em dez mil reais e o menino não tem esta grana nem  tão pouco nem tão muito,a família e ele necessita mesmo e o remédio que achou foi recorrer a tradicional vaquinha que é um apelo para quem tem bom um coração e dinheiro á mão. “O Dia” disse que é uma “vaquinha on line” e a total arrecadação até quando seu Elias  tinha o retrato dele, só tinha apurado “oitenta real”. Por um esquecimento, a matéria não diz como uma alma de bom coração poderá mandar a grana, entrar na vaquinha mas quem quiser dar uma mão é só procurar na Internet “Vaquinha para Daniel” e assim sendo João Rosendo, a bola rola, este escriba não enrola e samba também se aprende na escola, nas “Escolas de Samba”. Este rapaz bem que poderia ser ajudado pela FAGEP, se ainda fosse viva, uma viúva governamental que dava apoio do desporto amador e já desaparecida não seu quanto anos, meses e Dias. Este menino é rodado, já andou por São Paulo onde jogou no time desse nome, já atuou em Belo  Horizonte e Santa Catarina, pouca idade mas esperto, rodado e quer ser jogador profissional mesmo. Neste ano, ela já estava no profissional quando se quebrou. Agora se vê precisando de apoio financeiro para se tratar logo porque pelo SUS, já entrou até na fila mas só  chega a sua vez daqui a dois anos conforme os cálculos feitos por especialista no ramo dessas tais necessidades institucionais. E como é que fica um jovem desse,  bom de bola? Faço esta crônica para ver se alguém se comove para dar uma ajuda ao Daniel Sousa ou um especialista ou dono de hospital se comova e diga: - Vem cá menino, traz teu joelho esquerdo aqui para ele ficar direito... 

Dos arquivos... 

Uma vistoria da autoridades locais e CBF das dependências do Albertão antes de ser inaugurado. Alfredo Nunes (botando os óculos) era o presidente da FPF.  A data? Em mil novecentos e carne assada...

Juvenis Altos 

Este time do marido da prefeita é danado mesmo. Deu no Fluminense de 3 a 0, na categoria de “rapaz”, que é de 17 anos para baixo, e está no rumo de ser campeão porque o  Jonielson, o treinador, diz que vai ser campeão. No sábado que vem ele vai jogar contra o time do Biro-biro, e aí o buraco é mais embaixo, porque o Biro não é mole diz que dá, nos “baixos” quanto mais nos “altos”. Quem sair campeão neste torneio vai representar nosso Piauí, terra querida, na Copa Brasil sub 17, nem que enchova canivete. E assim sendo, os jovens altenses estão com esta responsabilidade de vestir a camisa deste Piauí terra querida nesta competição oficial.

Flamengo

 Queria imensamente aqui neste espaço deste jornal falar no Esporte Clube Flamengo, agremiação de renome no pebol piauiense e agora sem a menor movimentação social ou esportiva. Isto me preocupa muito por muitos motivos, entre os quais de ser um torcedor do grêmio rubro-negro piauiense, embora eu deteste o carioca, estragando prazeres e que “bota fogo” nas nossas pretensões alvinegras. Mas o Mengo do Piauí é outra coisa e era o “PMDB” do futebol quanto o River era a Arena. Já o Piauí era o PT no tempo da pobreza, antes do Lula lá e Wellington cá. Mas a bola rola, este escriba não enrola e bebida boa é coca cola.


Deixe seu comentário