• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias No Mirante

23 de outubro de 2014

23 de Outubro - Dia do Aviador

O feito de Santos=Dumont reverberando desde 1906...

No Campo de Bagatelle, lá na França, em 1906, portanto 108 anos atrás, Alberto Santos=Dumont, mineiro de Palmiria, fazia o 14 Bis voar! Trata-se do primeiro vôo de uma aeronave capaz de decolar por meios próprios sem auxílios externos (como uma catapulta por exemplo). Naquele dia voou por 60 metros a uma altura de 2 metros durante 7 segundos. Sua velocidade máxima era de 30 km por hora.

Convencionou-se o dia do aviador no Brasil como 23 de Outubro em homenagem ao feito de Santos=Dumont. Ser aviador não é fácil, uma onerosa formação, um caminho bem complicado até chegar ao posto de comandante nos aviões que servem a nossa quentíssima Teresina! Conheço diversos aviadores, os quais tenho como amigos pessoais e recentemente visitei um lugar muito agradável em Teresina que é o CUPI - Clube de Ultraleve do Piauí.

Voar em um canudo de alumínio, a 900km/h em uma altura de 10.000 metros não é moleza como muitos pensam, a responsabilidade sobre as dezenas, centenas de vidas ali atrás da cabine é deste sujeito que veste a blusa branca (nem sempre) com 4 faixas douradas sobre o ombro. Decidi ilustrar o artigo com um avião Brasileiro, que é o EMB120 Brasília, com o qual a Nordeste Linhas Aéreas serviu muito tempo a Teresina e Parnaíba, bem como o imortal 737-200 da VASP que por décadas conectou Teresina ao restante do Brasil, até os dias finais diga-se de passagem.

Hoje o Piauí assiste aos Embraer 195, ATR72 da Azul, Boeing 737-700/800 da GOL e os Airbus A320 da TAM operarem principalmente na capital, Teresina e Parnaíba (área exclusiva dos ATR72)... pois a cada decolagem em THE ou PHB, e a cada avião menor - jocosamente chamados de teco-teco - que decolam em Picos, Floriano, São Raimundo Nonato, Bom Jesus e afins, ou até os ultraleves que decolam lá no CUPI... pois bem, em cada decolagem, em cada pouso, está ali a repetição do feito de Alberto Santos=Dumont

25 de agosto de 2014

Ar-Condicionado em ônibus já!

A climatização do transporte urbano de Teresina

O recente anúncio da STRANS na incorporação de ônibus urbano com ar-condicionado me abriu um sorriso, cujo motivo é simples: olhe para o termômetro lá fora e veja se a população não merece ter seu transporte coletivo climatizado! Em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, a extinta Viação Oceânica implementou em 2000 este tipo de veículo, cobrando apenas 0,10 centavos de Real a mais do que a tarifa do veículo convencional, além do ar-condicionado o ônibus tinha assentos com espuma trazendo maior conforto e o motorista desfrutava de câmbio automático.

Estranhou-me foi uma declaração por parte da STRANS conforme matéria aqui no O DIA que âpor conta do abre e fecha das portas e da lotação, provavelmente não dê certoâ. A lotação certamente vai reduzir a eficiência do ar-condicionado, mas o abrir e fechar de portas não prejudica em nada, veículos equipados com este sistema possuem um ventilador de alta potência na parte superior da porta e esta quando abre aciona o mecanismo que gera uma âcortinaâ de vento na porta, impedindo assim a fuga do ar frio e a entrada do ar quente oriundo da parte exterior do veículo. Vale lembrar aqui, que o Brasil possui as melhores fábricas de ônibus do mundo, cuja qualidade de produto é inclusive exportada, que o diga a gigante Marcopolo, de Caxias do Sul â RS.


ônibus Marcopolo Torino, recém incorporado a frota urbana de Belo Horizonte, com ar-condicionado

Em um desses seminários de melhoria de Teresina, enviei a ideia do âTHE ICEBUSâ, um trocadilho com a sigla antiga da cidade THE (ainda utilizada em aviação) e ICEBUS, o ônibus de gelo, que equivaleria a 20% da frota da cidade. Cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre, Salvador, entre tantas outras possuem quantidade relevante de ônibus urbano com ar-condicionado, alias nem precisamos ir tão longe, Picos, destacada cidade do interior de nosso estado possui frota climatizada! Obviamente minha ideia não ecoou...


Ãnibus fabricado pela Neobus e utilizado no sistema do Rio de Janeiro, tão quente quanto Teresina

Bom para o usuário, bom para os profissionais do sistema (motoristas e cobradores) e vou além, um ônibus mais especial deveria rodar em um eixo turístico desde o Aeroporto com pontos como a Ponte Estaiada, Shoppings, Centro e nos finais de semana irem até o Encontro dos Rios. Em uma cidade cuja temperatura é sempre elevada, trata-se de um item básico e não um luxo! O calor de Teresina é tão presente no dia à dia que até a tradicional Igreja de São Benedito tem angariado fundos para sua climatização, trata-se de uma construção centenária (alias quer ajudar? Banco do Brasil, agência 3219-0 conta corrente 6873-x favorecido: Paróquia de São Benedito)... se uma igreja deseja climatizar, é sinal que o nosso transporte urbano já deveria ser climatizado a tempos! Já diria o slogan de um certo banco: Bom para todos!

11 de agosto de 2014

Como Afastar o Turista

Uma lição de mal serviço em Teresina

Quando se fala em turista, se pensa no sujeito de bermuda, camisa florida e máquina fotográfica pendurada no pescoço e com sotaque gringo! Assim ficou rotulado o turista no Brasil, mas não é bem assim! TURISTA e TURISMO são contextualizados de várias formas, existe o turismo de negócio, o camarada vai de A para B apenas para fechar um negócio e se sobra um tempinho ele passa em alguns pontos da cidade, existe o turismo estudantil, aquele congresso de tal curso que acontece em uma cidade e os alunos acabam por andar na cidade, nestes dois exemplos, você não irá ver o turista que desenhei lá em cima!

Pois bem, tenho ido constantemente a Teresina e me porto como âturistaâ... vamos a três situações estranhas:

1.  MÃNIMO DE CARTÃO DE CRÃDITO NO CENTRO DE ARTESANATO

Compro sempre rapadura de caju (recomendo, muito bom) no centro de artesanato e por duas situações a moça da loja não queria passar 40 e 20 reais no cartão de crédito, pois a âmáquina não aceita valor baixoâ! RÃDICULO! Cartão de crédito é pagamento e pagamento à vista, faz parte do risco do negócio de quem decide abrir um empreendimento! Criar rótulo de pagamento mínimo é abusar da inteligência alheia! Quando você âameaçaâ ir embora para outra loja, ai ela diz: Vamos tentar, vai que a máquina aceita... OBVIAMENTE a máquina aceita o valor e ela tem a cara de pau de dizer que âOlha que coincidência a máquina aceitou!â.

Este tipo de atitude é bizarra, ridícula e desprezível... SETUR vamos dar uma reciclada no pessoal daquele centro hein! Não é a primeira palhaçada que vejo ali... Vale lembrar da história do primeiro Americano né ? 

2.  PONTE ESTAIADA INOPERANTE

A bela Ponte Estaiada (vulgo cabeça de cuia tocando harpa) está com seu mirante inoperante por conta de um elevador parado a meses, é isso mesmo??? Em pleno mês do aniversário da cidade um de seus ícones está inoperante! Não há nem o que dizer!

3.  CHURRASCARIA âTIPO GAÃCHAâ

Aqui vai uma dica aos empresários, falta uma churrascaria tipo gaúcha (espeto corrido no salão) do nível do Baby Beef (várias cidades), Fogo de Chão, Porcão e afins em Teresina! Não dá para engolir 500g de picanha a 50 reais, quando por exemplo em Belo Horizonte temos rodízio de churrasco por apenas 40 reais na região da Pampulha e coisa fina hein! O serviço que vejo nas churrascarias de THE é bem aquém do que é normal em outras cidades, inclusive na Bahia como Salvador. Seria algo cultural? Ficaria muito feliz de degustar uma cajuína vendo um espeto desse a minha frente:

Vale lembrar que o turista fala... ele fala pra esposa, pros amigos, pra namorada, pros parentes, pros colegas de trabalho que teve na cidade X e que lá é bom ou ruim e isso reverbera... no caso de Teresina, precisamos melhorar! Potencial temos... faltam ações!

Outro ponto a lamentar, licitaram o transporte público, mas não pensaram no ônibus com ar-condicionado em THE...

08 de junho de 2014

Piauí em Sampa

Relato de um visitante da décima edição

Não perdi a chance de ir a 10° edição da Piauí em Sampa, o que não deixa de ser uma prova de amor a minha terra, da amanha é a complexidade da operação para mim que moro fora de São Paulo, a missão começou as 05:05 da manhã e terminou as 23:12... mas valeu a pena!


Vista panorâmica do evento, bem movimentado e belos stands

Os stands este ano tinham formato de casinhas, o que achei bem interessante! Já começo criticando: SETUR!!! Cadê você??? Cadê folhetaria do estado?? Aí convido amigos a irem lá, se interessam em conhecer o estado e não há nada a oferecer de atrativo! A salvação? As belas fotos colocadas entre um stand e outro! Muita coisa bacana de artesanato, opalas, confecções e etc, mas foco é foco e o meu é o que possa ser degustado, risos.

De qualquer forma estava muito bom, fui então provar dos produtos agronegócio, que é o que me interessa: cajuína, rapaduras, mel e afins! O forte econômico desta terra é o agronegócio. Se ano passado eu tive reclamações sobre um expositor pelo jeito aéreo, displicente com o cliente, mas este ano eu âencontrei um tesouroâ! CLIENTE à CLIENTE sempre, a arte de conquistá-lo é para poucos e aí surgiu o atendimento ímpar de Bruna e o Seu Antônio! Também bati um longo papo com Lenildo, da Cajuespi, que já havia conhecido em edição anterior, tem ótimos produtos e foi um dos batalhadores pela condição da Cajuína ser patrimônio histórico.


Produtos da ImpérioDoce, pelo segundo ano me convencendo a fazer "a feira"

Morando em BH, cajuína para o mineiro é algo completamente desconhecido e a Piauí em Sampa é minha chance de comprar em âatacadoâ limitado apenas pelo número de 10 garrafas na aeronave. Iria comprar de uma marca X, que tem um belo produto, mas um PÃSSIMO ATENDIMENTO! Eis que a simpatia de Seu Antônio, preocupadíssimo em embalar as garrafas da melhor maneira possível, aliado a simpatia, carisma e o profundo conhecimento do produto (visível, me encantei) que faz e vende por parte de Bruna, troquei de marca em dois palitos... já agendando inclusive uma visita a Teresina para comprar mais e mais! Sabem o que é isso leitores? DEDICAÃÃO, COMPROMETIMENTO e, sobretudo consciência de quem move o negócio é o cliente. Parabéns a pai e filha, serei cliente e sou extremamente fiel a quem me trata bem e oferta um produto de qualidade. Precisamos de gente assim no mercado... alô restaurante Flutuante, procurem essa moça e ofertem uma cajuína de qualidade em um dos mais famosos pontos turísticos de Theresina!


Bruna da BRASUCOS, atendimento de excelência e conhecimento técnico

Quem me conhece sabe como sou enjoado, nojento, exigente, chato e crítico com atendimento a cliente! Fiquei feliz com a melhoria de humor dos expositores este ano. Com alguns expositores comentei a questão do Rio Poty e Parnaíba, abraçando a causa da Juliana Guerra (www.facebook.com/salvemosriospotyeparnaiba). Para fechar um ótimo almoço com o Lito do Aviões e Músicas , site para qual escrevo desde antes o No Mirante, e claro levei ele para provar dos produtos Piauienses.

Nosso estado possuí riquezas naturais, um povo guerreiro e possui exemplos excelentes como a Bruna e o Seu Antonio! Possui exemplos como o Lenildo, possui o SEBRAE que realiza este evento a 10 anos e é disso que precisamos! O Piauí pode ser muito mais do que já é, depende de nós!

20 de maio de 2014

Piauí no ar I

Piauí precisa voar mais alto

O Piauí precisa voar, somente à aviação oferece tanta rapidez e dinâmica entre os modais de transporte que possuímos no Brasil. A intensa luta por viabilizar voos em Parnaíba já traz resultados com excelentes ocupações e um crescimento de quase 300% na movimentação do terminal litorâneo. Mas e o interior?

Assistiremos em breve a inauguração de São Raimundo Nonato, uma obra de grandes proporções, uma estrutura muito bela, onde eu espero de coração que tenha sido pensado a SCI â Seção Contra Incêndio, que é um requisito básico para operação de voos regulares. A título de comparação, a famosa cidade turística mineira Araxá está sem voos comerciais justamente por não ter uma SCI compatível com as aeronaves que voam! Para São Raimundo Nonato atrair voos e viabilizar os mesmos é bom ter uma SCI compatível com aeronave de 70 assentos no caso o ATR72.

No meio do caminho entre São Raimundo Nonato e Teresina encontramos Floriano com uma bela pista pós reforma, mas com um acanhado terminal de passageiros e ausência de SCI, logo tão cedo se verá voos regulares com aeronaves de médio porte, mesmo papo tenho para Picos, cidade com economia pujante e um aeroporto em tamanho inversamente proporcional ao seu PIB.

Aviação Regional no Brasil clama por socorro, pois o alto custo do combustível de aviação, somado a pesada carga tributária que possuímos faz com que as empresas pensem bem antes de abrir uma nova rota, cujo insucesso pode custar muito caro a saúde financeira da empresa. A Azul acertou a mão em Parnaíba, porém os demais aeroportos vitais do Piauí não oferecem estrutura para seus aviões, resta a esperança de ver a SETE e o adequadíssimo Cessna Caravan dar as caras por Picos, Floriano e São Raimundo Nonato.

Uruçuí e Bom Jesus, pólos do agronegócio, integrantes daquilo que se chama de MAPITOBA, fenômeno da soja do Nordeste, necessitam de pistas urgentemente, pois como já lembramos no passado, a pista de um aeroporto é a rua principal da cidade, ponto de chegada de divisas, desenvolvimento e rapidez.

31 de janeiro de 2014

Vida de Artista, Salário de Figurante (síndrome do chefe)

Quando o ego sobe a cabeça...


Ao longo da vida obviamente já estive em muitos lugares, muitos estabelecimentos, fui professor, fui atendente de clientes e depois fui cuidar de avião e obviamente vi e tive muitos gestores, colegas que substituíram gestores. Colecionei muitos causos! Mas o tema do nosso post de hoje é a síndrome do chefe!

A pessoa é parte da engrenagem, mas com função operacional e não função gerencial, aí por qualquer razão o coordenador, gerente, gestor, diretor, seja lá o que for, põe a pessoa de função operacional â sem prévia experiência em gestão na maioria das vezes â para tocar o setor ou filial por um período seja 1 dia, 1 turno, 1 mês... O que ocorre com a maioria das pessoas? Sobe para cabeça! A pessoa incorpora o gestor à moda antiga, chicote na mão e o ego e arrogância sobem a cabeça, com excesso de autoridade e pior destratando colegas com os quais ele já vai conviver novamente na horizontal do organograma e não na vertical!

O pior dessa atitude é que quem a faz, no final do mês recebe o mesmo salário que seus colegas que foram pisados e destratados! Ou seja prejuízo social, antipatia gratuita e nenhum retorno financeiro! Por que se faz isso?

Falta de preparo por parte do gestor que alocou a pessoa na posição para a qual não foi preparada e sequer treinada e falta de preparo psicológico de quem âabraça o rojãoâ... ora pois, abraçar uma causa dessa não é para qualquer um! Cabe a quem vai abraçar lembrar de algumas coisas

1.  Não foi promovida a chefe, está apenas no cargo temporariamente.

2.  Autoritarismo não agrega valor a equipe, pelo contrário afasta sua equipe de você!

3.  O mundo é redondo hoje você está por cima, amanhã está por baixo

4.  Quem bate esquece, quem apanha não esquece jamais...

Portanto você gestor, pense duas vezes antes de entregar a âbraçadeira de capitãoâ a um funcionário de sua equipe e você que vai receber a braçadeira de capitão pense 10 vezes antes de mudar o seu comportamento típico com os colegas... toda ação gera uma reação, isso é fato e você deve estar preparado para consequencias. 

27 de janeiro de 2014

Parnaíba no ar II

Azul reformula idéia do voo para Parnaíba.

A Azul apresentou novamente um pedido de HOTRAN junto a ANAC envolvendo Parnaíba, mudou significativamente em relação ao anterior. Agora teremos voo Fortaleza â Parnaíba â Fortaleza na quinta-feira operando da seguinte forma:

Azul 4364 â Quinta-Feira â ATR72 â Fortaleza 13:34 / 14:40 Parnaíba
Azul 4365 â Quinta-Feira â ATR72 â Parnaíba 15:05 / 16:15 Fortaleza

E finalmente Teresina entrou no roteiro, aos sábados e domingos na seguinte programação.

Azul 2792 â Sábado â ATR72 â Fortaleza 13:35 / 14:40 Parnaíba 15:05 / 16:00 Teresina
Azul 2793 â Sábado â ATR72 â Teresina 16:25 / 17:20 Parnaíba 17:45 / 18:50 Fortaleza

Azul 2794 â Domingo â ATR72 â Fortaleza 11:00 / 12:05 Parnaíba 12:30 / 13:25 Teresina
Azul 2797 â Domingo â ATR72 â Teresina 13:50 / 14:45 Parnaíba 15:15 / 16:20 Fortaleza

A solicitação prevê também que os voos iniciem-se em 10 de Março de 2014, devolvendo Parnaíba ao mapa de rotas aéreas do país. As operações seguem previstas com o magnífico ATR72 de 68 assentos, o melhor avião para este tipo de vôo.

O governo fez sua parte, o que eu já indicava no artigo A RUA PRINCIPAL DA CIDADE, publicado no O DIA em 4 de Novembro de 2013, a empresa aérea fez sua parte! E que o publico venha a usufrui do produto oferecido, pois se este voo não tiver ocupação, não tiver venda, a empresa como entidade privada e lucrativa, não terá porque manter um produto deficitário. Portanto divulguem o voo, ajudem a o mesmo ter sucesso comercial, até para provarmos que o Piauí é rentável e ampliar frequências, sobretudo na ligação PHB-THE-PHB.

22 de janeiro de 2014

Parnaíba no ar!

Pedido do voo para Parnaíba foi protocolado na ANAC

Na aviação as coisas acontecem de fato quando está ESCRITO, no preto e no branco! Portanto foi solicitado junto a ANAC â Agência Nacional de Aviação Civil um voo FORTALEZA / PARNAÃBA / FORTALEZA a serem realizados todas terças, quintas e domingos pela Azul Linhas Aéreas com excelentíssimo avião ATR72 para 70 lugares, o melhor avião para rotas regionais na atualidade.

Os voos tiveram sua solicitação ao dia 20 de Janeiro de 2014, conforme HOTRAN AZU-000031-000 e está em análise por parte dos setores competentes que são envolvidos quando da solicitação de um voo. O Azul 4364 deverá decolar de Fortaleza as 13:34 e pousar em Parnaíba as 14:40, retornando a capital cearense como Azul 4365 decolando as 15:05 e chegando na bela Fortaleza as 16:21 permitindo imediata conexão com a grande rede de destinos da Azul. O pedido de voo foi solicitado para inicio em Março de 2014, tempo suficiente para a organização da estrutura de apoio de solo, inclusive contratação de funcionários, treinamento, etc...

Parnaíba não tem voos comerciais regulares desde 2005 quando a OceanAir cancelou o voo Teresina â Parnaíba â Fortaleza â Juazeiro do Norte â Recife â Petrolina â Salvador em favor de outros destinos. O belo litoral Piauiense então assistiu a inúmeros anúncios não concretos. Ao contrário do veiculado em outros meios que chegaram ao absurdo de falar que Parnaíba nunca teve voos comerciais, um verdadeiro absurdo a memória das empresas TABA, NORDESTE, VARIG, VASP, CRUZEIRO, SINDICATO CONDOR entre outras. Em 1939 a Sindicato Condor já voava em Parnaíba com os magníficos trimotores alemães Junkers JU52/3m de 17 passageiros, um verdadeiro âjumboâ para a época. A Nordeste utilizou os Embraer 120 Brasília e a TABA chegou a voar com jatos Fokker 100.

10 de janeiro de 2014

Apaixonado pelo que faço!

13 anos de carreira, 13 anos de um sonho realizado!

Hoje, 10 de Janeiro de 2014 é uma data especial a mim! Completo 13 anos de carreira em aviação e justamente eu que escrevo sobre profissional e aviação, tenho nesta data razões para um post especial!

Tudo começou aí em Teresina, onde nasci fruto da transferência de meu pai para THE, sou o único da família nascido fora e aí de quem me chame de baiano, sou Piauiense, Teresinense! E desde pequeno gosto de aviões, foi foco desde pequenino trabalhar em aeroporto e hoje é mais que uma profissão se tornou um estilo de vida!

O começo foi âinternacionalâ, pois iniciei carreira como agente de aeroporto em uma empresa aérea Argentina, a saudosa Dinar, uma empresa que tinha como slogan âExcelente Serviçoâ, muito aprendi com a Dinar e sua filosofia, foi uma boa base para algo que eu já gostava de ler: marketing e atendimento ao cliente. Mas eu queria atingir um posto maior que a carreira de agente não me proporcionaria, me tornei mecânico de aeronaves, com foco total sobre segurança de voo, mas carreguei comigo o slogan âExcelente Serviçoâ e esta mescla me fez criar um curso específico que foi utilizado na TRIP Linhas Aéreas, bem como me proporcionou ministrar algumas palestras em cidades como Londrina-PR, Belo Horizonte-MG.

Hoje sigo como técnico, focado nos excelentes aviões ATR, também atuo como consultor, buscando promover melhorias, principalmente focado em atendimento e excelência, além deste blog no O DIA, escrevo no site www.avioesemusicas.com , vivo e respiro 24 horas aviação, o que poderia querer mais? Sem dúvida o sonho é ver e participar de rotas integrando cidades Piauienses, o que já me fez projetar uma cia aérea de pequeno porte para o PI, mas sem capital, ficou no papel.

A moral dessa história toda? Busque e viva seus sonhos! Toda história vale a pena quando o sentimento é puro e verdadeiro...

26 de dezembro de 2013

Um ano só para você

2014 pode ser o ano que você espera profissionalmente.

2013 já era, 2014 está se aproximando e por tanto vamos buscar novos rumos!

Caros leitores, desde que iniciamos o blog NO MIRANTE alterno escrita sobre aviação comercial e sobre postura profissional! Ao longo de 12 anos de carreira que logo se tornarão 13, a indústria da aviação comercial me ensinou muito sobre postura profissional, sobre a arte de atender o cliente, afinal todas as empresas são iguais, o que as diferencia não é o seu produto e sim o seu material humano que tornará o produto muito melhor e agradável.

2014 está chegando, não vou entrar no papo comum de copa do mundo, pois é um evento de 30 dias, vou falar é das oportunidades que surgem todos os dias e que podem ser a chance de um salto maior na carreira ou simplesmente o começo de um novo caminho profissional. Não se esqueça, quem faz essa trilha é você, suas atitudes, seu foco! O profissional alcança qualquer posto que quiser, bastando para isso aplicar-se no seu objetivo, atuando com transparência, profissionalismo e foco!

E por falar em foco, estou procurando estudantes de turismo, não importa o período, importa a força de vontade! Estou a desenvolver um profundo estudo sobre movimentos regionais no Piauí, Maranhão, Ceará e parte do Pará, quero entender para onde vão e de onde vem, por que se movimentam pessoas entre cidades e estudantes de turismo tem o conhecimento desses estudos, e você pode me ajudar! Portanto quem se interessar em abraçar essa causa, a principio é um intercâmbio de conhecimento, não envolve dinheiro, mas pode ser o começo de um novo caminho para nós todos... reconhecimento e gratidão fazem parte disso, caso você leitor se interesse, queira me contatar por e-mail ou mande um whatsapp aí...

Aproveito para desejar a todos os leitores um feliz 2014, repleto de novas conquistas, saúde, forte desempenho profissional e bons voos!

17 de dezembro de 2013

Acidente Aéreo - Por que ocorreu?

Tragédia em Teresina deixa de luto a comunidade aeronáutica Piauiense.

Este é um artigo o qual não queria ter que escrever, pois é um fato que simplesmente poderia ter NÃO ACONTECIDO! Mas infelizmente aconteceu e temos que abordar o assunto de sabor amargo. Vale frisar que um acidente aéreo nunca ocorre por uma única causa isolada, a soma de diversas falhas é que culmina no sinistro.

Fui surpreendido com a triste notícia da queda de um avião de instrução em Teresina no começo da noite do dia 16 de Dezembro.  Vamos aos fatos conhecidos até o momento.

 1.  A aeronave era um Cessna 172 Skyhawk, prefixo PT-CNL e com certificado de aero navegabilidade válido até 2017, bem como sua IAM (inspeção anual de manutenção) em vigor.

 2.  Transportava quatro pessoas, sendo um piloto instrutor, formado em Minas Gerais e três alunos do curso de pilotagem da Faculdade CET. A capacidade da aeronave era de quatro pessoas, assim a lotação estava normal.

 3.  O razão do voo era a prática de toque e arremetida, uma aula padrão do curso de pilotagem, que consiste em pousos e decolagens sequenciais em um mesmo aeroporto.

Antes de tudo, devo afirmar que apenas UMA FONTE existirá para as causas deste acidente, esta fonte é o CENIPA â Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, autoridade maior no assunto no Brasil. Somente o que for apurado pelo CENIPA é fato nesta tragédia!

 Agora podemos conjecturar e supor razões que culminaram nesta tragédia que ceifou a vida de quatro pessoas, destruiu três famílias, pois de acordo com buscas na internet, dois alunos eram primos, portanto, da mesma família. Lendo todos os jornais disponíveis em Teresina, bem como de Fortaleza, haja vista o fato de a aeronave pertencer e ser operada pelo Aeroclube do Ceará indica que a aeronave teria tido falhas no motor quando da aproximação para pouso. Uma postagem no facebook de uma testemunha ocular, apaixonada por aviões diz âo avião vinha com barulho de liquidificador e com o nariz mais alto que o normalâ o que faz sentido quando outra testemunha ocular relata que âo piloto tentou segurar a aeronave e caiu de bicoâ. Este tipo de relato somado a um depoimento de um ex-piloto da aeronave que a mesma apresentava perda de potência em alguns voos me leva a supor a hipótese que uma falha de motor em um momento crucial como a decolagem ou o pouso (e eles exercitavam o toque arremetida) tenha levado ao estol (perda da sustentação) e a queda de barriga (versão adotada por alguns jornais em detrimento a segunda versão da queda de bico). Na decolagem é o momento em que a aeronave necessita de toda potência e confiabilidade do motor disponível.

 A dor das famílias não passará jamais, os falecidos no acidente não voltarão, mas a investigação oficial por parte do CENIPA precisa encontrar as razões que culminaram neste acidente, para que um fato semelhante não venha a se repetir, que a partida desses jovens não tenha sido em vão, que a lição do acidente seja assimilada por todos do meio e que os envolvidos diretamente na instrução venham a melhorar suas práticas, elevando sempre a principal bandeira que norteia todos nós que trabalhamos em aviação: SEGURANÃA DE VOO!

16 de dezembro de 2013

Aviação Comercial no Brasil em 2013

Panorama atual da aviação comercial no Brasil.

O ano de 2013 está encerrando e 2014 surgindo no horizonte. E como anda a Aviação Comercial Brasileira? Este tópico é um resumo sobre nossas maiores companhias.


Airbus A320 da TAM - Foto de Romulo Oliseski

TAM â A maior empresa aérea Brasileira, desde 2012 parte da LATAM, foi criada em Julho de 1976 a partir de um pequeno táxi aéreo em Marília-SP. Cresceu verticalmente nos anos 90 graças ao Fokker 100. A TAM serve hoje ao Piauí na cidade de Teresina apenas, com destino a Fortaleza, Brasília e Guarulhos (em voos diretos, existem possibilidades de conexões). A empresa paulista voa com uma frota de 160 aeronaves divididas entre os Boeing 777-300 e Airbus A330-200 dedicados quase que exclusivamente ao mercado internacional e os Airbus A321/A320/A319 que operam as rotas domésticas.


Boeing 737-800 da GOL - Foto de João Henrique

GOL â Surgiu em Janeiro de 2001 com uma frota de 6 Boeing 737-700 com o conceito low-cost / low-fare, desde então cresceu verticalmente e opera no Piauí servindo apenas a capital Teresina de onde partem seus voos com destino à Guarulhos, Brasília e Fortaleza (em voos diretos, existem possibilidades de conexões ou escalas). A empresa que pertence ao forte Grupo Ãurea que atua a décadas no transporte rodoviário tem hoje 138 aviões divididos entre os Boeing 737-700 e -800.


Embraer 195 da Azul - Foto de
www.airfln.com.br

AZUL â Criada pelo Brasileiro David Neeleman, a Azul começou a voar em 15 de Dezembro de 2008 com um par de Embraer 190. Sua frota e atuação no território nacional só fez crescer desde então, é a companhia que melhor serve o Piauí, pois além dos voos em Teresina, recolocará Parnaíba no mapa de voos do país a partir de Fevereiro. Seus voos partem de Teresina para Recife, São Luís, Campinas e Fortaleza, a partir de tais destinos conexões permitem alcançar cidades como Belo Horizonte, Salvador, etc. A Azul hoje é a resultante da fusão entre Azul e TRIP, fato ocorrido em Maio de 2012. Sua frota é de 132 aviões divididos entre Embraer 195, Embraer 190, Embraer 175, ATR72-600, ATR72-500 e ATR42-500.


Airbus A320 da AVIANCA BRASIL - Foto de João Henrique

AVIANCA BRASIL â Criada em 2002 como OceanAir Linhas Aéreas, não serve ao Piauí, se retirou do estado em 2008 quando possuía voos em Teresina. Em 2005 operou em Parnaíba utilizando na época seus Embraer 120 Brasília. Hoje a Avianca Brasil concentra-se em destinos no Nordeste e Sul/Sudeste com uma frota de 36 aviões dividos entre Airbus A320/A319/A318 e Fokker 100.


ATR72 da Passaredo - Foto ATR

PASSAREDO â Regional oriunda da Viação Passaredo (rodoviária) surgiu em 1995 com um trio de Embraer 120 Brasília, suspendeu operações entre 2002 e 2004, retornando com a mesma frota e experimentado uma expansão com jatos Embraer ERJ145. Em 2012 sofreu violenta retração e iniciou uma reestruturação que incluiu a troca da sua frota pelos confiáveis e lucrativos turbohelices ATR72. Não voa no Nordeste além da Bahia. Opera com 9 ATR72-600/500 em sua frota.

SETE â Regional de origem em uma taxi aéreo goiana. Opera especialmente no Centro-Oeste e Pará, onde domina destinos exclusivos. A partir de 2010 iniciou a operação de 2 Embraer 120 Brasília que complementam a frota de 5 Cessna 208 Caravan. Em 2013 indicou interesse de operar no Piauí, fato no entanto não concretizado ainda. à a empresa que tem o avião ideal para iniciar o desenvolvimento aéreo de São Raimundo Nonato, Picos e Floriano.

Outras empresas complementam o cenário como a Manauara MAP que opera 4 ATR42/72 e serve a destinos por enquanto restritos ao Amazonas, a gaúcha BRAVA. A Paraense PIQUIATUBA de Santarém tem 3 aviões sendo um deles o EMB120 Brasília. Em Cuiabá a ASTA faz ligações aéreas sistemáticas com Cessna 208 Caravan.


Embraer 120 Brasília da SETE - Foto de João Henrique

Como podemos notar a região Nordeste não possui nenhuma empresa aérea sediada na região, já faz tempo que tínhamos Nordeste Linhas Aéreas, TAF, Litoranea e NOAR. Será que um dia poderemos ver uma empresa Piauiense?

Não esqueçam de curtir nossa página no face! www.facebook.com/nomirante