• Jovens escritores 2018
  • Patrimônio 30/04
  • banner marcas
  • Marcas Inesquecíveis 2018 26/03
Pelo Piauí

Obras da adutora de Bocaina estão paralisadas há dois anos

O objetivo da adutora da barragem de Bocaina e de Piaus II é economizar na água do subsolo da região

25/10/2017 10:47h

As obras da adutora de Bocaina, que prometia ser uma das soluções para o abastecimento de águia na cidade de Picos, estão paralisadas há dois anos. A construção é do governo federal, realizada através da CODEVASF e da Secretaria de Meio Ambiente do Piauí. Segundo o gerente regional da Agespisa, Sérgio Alves, que prestou consultoria técnica para esse empreendimento, toda a tubulação foi concluída, mas faltam alguns detalhes importantes como a estação de armazenamento e bombeamento da água.

“Falta também um trecho a ser concluído entre as barragens de Piaus, localizada em São Julião, e a barragem de Bocaina, mas se encontra parado hoje”, comentou.

O objetivo da adutora da barragem de Bocaina e de Piaus II é economizar na água do subsolo da região. Destaca-se que todo o abastecimento de água da cidade de Picos é realizado através de poços artesianos. Há alguns anos ambientalistas tem alertado para a redução graduação do lençol freático devido o aumento do consumo de água, o que pode ocasionar sérios problemas de abastecimento em um futuro próximo.

Na atualidade a cidade de Picos ainda é privilegiada em meio a uma série de municípios que sofrem com problemas em seu abastecimento, uma vez que o lençol freático destes é insuficiente para atender a demanda. A situação das cidades como Alagoinha, Monsenhor Hipólito, Francisco Santos, Santo Antônio de Lisboa, seria resolvida com a água da adutora de Piaus II.

Quanto a adutora de Bocaina, além de Picos e do município sede da barragem, Sussuapara também seria beneficiada. O certo é que nesse momento a adutora não teria serventia, uma vez que a barragem de Bocaina está com menos de 50% de sua capacidade devido a seca dos últimos cinco anos.

As obras da adutora de Bocaina tiveram início em 2013 com a promessa de que seriam concluídas em 18 meses, mas logo em 2015 tiveram de ser paralisadas. Depois da paralisação da obra não houve mais informações sobre a sua retomada.

Fonte: Folha Atual


Deixe seu comentário






Enquete

Como você avalia a lista de convocados para a seleção brasileira?

ver resultado