• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Polivox

A Bandeira do Elefante e da Arara

Uma adaptação em quadrinhos da fantasia heróica “O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara"

14/11/2014 16:13h - Atualizado em 14/11/2014 16:41h

Lançada pela Devir com o título "A Bandeira do Elefante e da Arara: O Encontro a obra é uma adaptação em quadrinhos da fantasia heróica "O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara", do mesmo autorChristopher Kastensmidt, premiada pela revista norte-americana RealmsofFantasy como melhor história do ano e finalista do prêmioNebula, conhecido como o "Oscar" da literatura fantástica mundial, votado pelos escritores profissionais da área.

Com 112 páginas coloridas, e participação da artista Ursula Dorada (cores), a obra faz parte de um projeto de um mundo ficcional que combina aventura, história e criaturas sobrenaturais. O cenário da história se dá no Brasil Colônia, onde as selvas inexploradas abrigam os seres encantados das lendas, como o Boitatá, Mula Sem Cabeça e o Saci-Pererê. Nesse mundo fantástico, dois homens de coração puro –Gerard van Oost, um aventureiro e viajante holandês e Oludara, um guerreiro ioruba tomado como escravo – se encontram em Salvador e formam uma amizade tão improvável quanto duradoura, enfrentando os mistérios de um país nascendo entre a floresta e o mar, com aventureiros cruéis, tribos misteriosas, escravidão e montanhas de joias que incendeiam a imaginação dos homens.

"A Bandeira do Elefante e da Arara é um hino ás grandes aventuras da literatura universal, e um olhar lúdico e carinhoso ao país que o autor escolheu para viver", comenta Tabajara Ruas, romancista, jornalista e cineasta premiado em referência a Christopher, que natural do Texas, vive em terras brasileiras há treze anos e se dedicou a explorar e a propagar, até mesmo internacionalmente, a cultura, a história e o folclore brasileiros.

As histórias da dupla de aventureiros já foram publicados em seis países, e ficaram conhecidas no Brasil através da série Duplo Fantasia Heroica –publicadas na Coleção Asas do Vento (Devir) que chegaram até as salas de aula, levando crianças e jovens a soltar a imaginação com aventuras genuinamente brasileiras.

Com prefácio do célebre autor de ficção científica Roberto Causo e vários extras mostrando o processo de criação da história em quadrinhos, a obra foi viabilizada pela Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura do Governo Federal do Brasil, e patrocinada pelo Banco De Lage Landen. "O projeto faz parte do mundo ficcional de A Bandeira do Elefante e da Arara, com planos para lançamentos futuros de romance, jogo de tabuleiro, RPG de mesa, game, audiovisual e outros" comenta Christopher Kastensmidt, que carrega em seu currículo a publicação de diversos contos, poemas, games, artigos, livros didáticos e também é membro da SFWA, a Associação de Escritores de Ficção Científica e Fantasia dos Estados Unidos. Também atuou como sócio-diretor da SouthlogicStudios e Diretor Criativo da Ubisoft Brasil, atualmente é professor na UniRitter, Porto Alegre.



Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas