• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Hernanes será aposta do SPFC na transição da defesa para o ataque

O indicativo da importância de Hernanes é que Diniz o elegeu capitão contra o Flamengo. Além de ele ter assimilado facilmente seus ensinamentos após apenas um treino.

03/10/2019 10:03h - Atualizado em 03/10/2019 10:22h

Na estreia de Fernando Diniz  como treinador são-paulino, no empate sem gols com o Flamengo, no Maracanã, pouco se viu do estilo de jogo do novo comandante, devido ao pouco tempo de treinamento. No entanto, uma peça em especial já está definida: Hernanes  será a aposta do treinador para fazer a transição da defesa para o ataque.

Contra o time carioca, apesar da pouca posse de bola do São Paulo, o meia já agiu desta forma. Além de sua técnica apurada e do bom aproveitamento de passes, outro fator para Diniz elegê-lo para a função é que os zagueiros Arboleda e Bruno Alves e o volante Luan não têm características de saída de bola.

Assim, coube a Hernanes a responsabilidade pelo início das jogadas. Como o técnico gosta do esquema 4-1-4-1, o camisa 15 atuará centralizado no meio de campo, ao lado de Daniel Alves, com Antony aberto na direita, Tchê Tchê (depois Pato, quando este estiver em condições físicas) na esquerda e Pablo centralizado na frente. Atrás, Luan é o volante responsável pela contenção à frente da zaga.

Outro indicativo da importância de Hernanes é que Diniz o elegeu capitão contra o Flamengo. Além de ele ter assimilado facilmente seus ensinamentos após apenas um treino.


Hernanes será aposta do São Paulo na transição da defesa para o ataque. Instagram

As pessoas pensam que o futebol que ele propõe é um futebol arriscado e diferente. Ele pede apenas uma 'porrada de coisas simples', usando a expressão dele. Ao invés de correr 50 metros para trás, corre 10 metros para frente na hora certa. Criar o espaço. Ele explica o motivo de ter que fazer e o motivo de não fazer as coisas. A visão que ele tem é muito bacana", elogiou o meio-campista após o duelo no Maracanã.

Um ponto negativo que terá de ser trabalhado é que Hernanes, aos 34 anos, não possui o mesmo vigor de antes. Com isso, não se sabe se ele aguentará um jogo mais movimentado. Contra o Flamengo, ele precisou ser substituído por Hudson aos 47min do segundo tempo por causa de câimbras.

Como teve a semana livre para treinos, a tendência é que no duelo contra o Fortaleza, às 17h deste sábado (5), no Pacaembu, o estilo do comandante já esteja mais presente, mostrando claramente o toque de bola que caracteriza suas equipes.

Com o elenco mais entrosado no estilo do novo comandante, a tarefa do Profeta pode ser facilitada, uma vez que não precisará se movimentar muito para fazer a bola girar em campo.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário