• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Piauienses conquistam oito medalhas no Norte-Nordeste de Atletismo Sub-16

Na colocação geral, o estado terminou na quarta posição.

26/08/2019 15:22h

O Atletismo piauiense conquistou oito medalhas durante participação no Troféu Norte-Nordeste de Atletismo Sub-16, no domingo (25), em Fortaleza. Ao todo, a delegação piauiense trouxe para o Piauí duas medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze. Na colocação geral, o estado terminou na quarta posição.

Mesmo parada três meses devido uma lesão, Dlylla Soares conquistou medalha no salto com vara. De quebra, a atleta piauiense estabeleceu o novo recorde do torneio com a marca de 1m85. Ela agora se prepara para o brasileiro da modalidade que está previsto para acontecer em setembro deste ano.

“É uma conquista muito grande, porque eu estava com meu pé machucado e não estava treinando salto com vara. Essa vitória foi algo muito especial para mim. Agora, eu vou treinar cada vez mais e já comecei a preparação para o brasileiro. Espero fazer o melhor o meu na competição”, disse. 

Dlylla Soares destaque da prova. Foto: Arquivo Pessoal

Quem também subiu ao lugar mais alto do pódio foi George Luith, medalhista de ouro no salto com vara com uma marca de 2m55. Em sua última participação pelo Sub-16, o jovem que treina no Clube de Atletismo Amor MED, em Monsenhor Gil,  segue em preparação para as competições da sua categoria.   

As pratas vieram com Antônio Vinícius nos 100 metros com barreira, Dayara Cardoso no arremesso de peso, Brenda Vitória no salto com distância e David Kelvin nos 300 metros com barreira. Já os bronzes foram conquistados no revezamento 4x75 metros feminino pelas atletas Mariah Lisboa, Maria Vitória, Neiva Maria e Geórgia Carvalho. Fabris Whandam levou a outra medalha no lançamento de dardo. 

Equipe do revezamento feminino. Foto: Arquivo Pessoal

De acordo treinador da deleção piauiense, Jozimar Venção, o balanço da competição foi positivo. Porém, muito ainda precisa ser feito principalmente em relação as condições de treinos dos atletas no Piauí. 

“O torneio foi dentro de um processo esperado, mas poderíamos ter conseguido duas medalhas com o Vitor porque ele estava em primeiro do ranking Norte-Nordeste em salto em distância, mas infelizmente não se concretizou.  O que tem que ser tido também sobre esses jovens, é que a dificuldade está muito grande na infraestrutura para a questão dos treinos desses jovens. Aqui a gente treina com bambu e precisamos de mais apoio”, disse.

O Piauí participou da competição com uma delegação composta por vinte atletas.

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado

Deixe seu comentário