• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Presidente do Timon afirma ter pedido saída do time de campo contra o Altos

A partida entre Altos e Timon pela rodada de abertura do Campeonato Piauiense ainda rende frutos.

21/01/2020 11:37h

O Timon saiu de campo com uma derrota por 2 a 1, mas o que chamou atenção na partida foi a quantidade de expulsões, quatro ao total e o fato do jogo ter encerrado aos 34 minutos do segundo tempo pela insuficiência e atletas em campo.

Após a partida, em tom exaltado o presidente do Timon, Leal Filho, chegou a dizer que mandou seu time se retirar de campo, algo relatado também na sumula da partida. “Eu pedi. Não tem como a gente jogar com sete (atletas em campo) sai tira o time, eu mandei tirar o time, eu mandei e mandarei tirar o time do campeonato na outra vez que fizerem isso comigo”, relatou o presidente do Timon.


Por meio de nota o time se posicionou sobre o caso

Lamentamos o ocorrido no estádio Felipão, na cidade de Altos na estreia do campeonato piauiense 2020. Comunicamos também que, o E.C. Timon vai entrar com duas representações contra o árbitro da partida na Federação de Futebol do Piauí nessa segunda-feira (20), às 16 horas, uma solicitando a Comissão de arbitragem para que não mais escale Diego Castro em partidas oficiais do clube e outra ao tribunal para que avalie conduta do árbitro na partida de ontem.


Leia também

Em jogo marcado por expulsões, Altos vence Timon no Felipão 


Em sumula, o arbitro Diego Castro relatou os corridos da seguinte maneira. “Encerrei a partida aos 34 minutos do segundo tempo por insuficiência técnica ocasionada pela saída de campo de dois atletas da equipe E. C. Timon-PI, que já encontrava-se com 3 jogadores a menos por expulsões, ficando com apenas 6 atletas em campo, sendo cumprido o artigo 16, parágrafo 3° do regulamento da competição. Informo que os atletas número 6, Sr Victor César Santos da Conceição e 19, Sr. Rômulo Nunes Viana que deixaram o campo alegaram não ter condições físicas para continuar na partida, porém fui informado pelo assistente 1, Sr. Rogério Oliveira Braga que o treinador da equipe, Sr. Nivaldo de Oliveira Lacuna falou para seus atletas que deixassem o campo e não retornassem, após serem informados por mim para retornarem ao campo de jogo os atletas disseram que não retornariam mais para a partida definitivamente”, relatou.

Edição: Luiz Carlos de Oliveira
Por: Pâmella Maranhão - Fotos: Elias Fontinele/ODIA

Deixe seu comentário