• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Batalha

22 de dezembro de 2014

Oh bendita madrugada!

Oh bendita madrugada!

Confira o novo artigo do Pe. Leonardo Sales sobre a festa de São Gonçalo

A canção de Benito de Paula âretalhos de cetimâ sucesso de 1973, assim exalta num samba a sua expectativa em relação à sua escola de samba: âMinha escola estava tão bonita, era tudo o que eu queria ver em retalhos de cetim eu dormi o ano inteiro e ela jurou desfilar pra mimâ aplico esta inspiração do cantor àquilo que hoje sente nossas almas, esperamos o ano inteiro para ver este dia nascer!

Esta é uma madrugada bendita, dentre todas a mais bendita! Nossa espera chegou ao fim, o dia 22 de dezembro está por nascer, quando os últimos sinais da noite forem vencidos pela luz do sol, será já alvorada na nossa Batalha, e será já festa de São Gonçalo!

No alto da colina começaram a surgir siluetas de pessoas que vem ouvir a alvorada, a tocada do sino e o avanço dos ponteiros do relógio. Não vem por causa de um café da manhã que será oferecido, pois todos os presentes têm café em suas casas, mas vem atraídos pelo cheiro desse café diferente, que tem cheiro de saudade, de amizade, e, sobretudo tem cheiro de Fé!

Os dezembros de Batalha são marcador por esperas. E a vocação do ser humano é esperar! Esperamos para nascer, esperamos a morte, esperamos também encontrar um sentido para a vida, e esperamos o salário que teimosamente, vem para alguns só no fim de cada mês, e quando vem! Esperar festejos é o que eu gosto mais! E ele chegou!

E este ano nossa Igreja brilha mais que as luzes que a adornam. Brilha no espaço e no tempo, num arco de 200 anos de história, quando na aventura da Fé irmãos aqui chegaram num passado longínquo, traziam na bagagem a audácia de um povo, a garra do pioneirismo e a Fé na certeza do futuro.

Lugar de refúgio de tantos de nós, em momentos de rara beleza e espiritualidade e expressão de nossa Fé, a Igreja de São Gonçalo, é um ícone não só da beleza de nossa arquitetura, suas paredes e torre falam dentro de nossos corações e sonhos.

Quantos de nós ali na sua pia batismal não fomos batizados? Eu mesmo ainda criança fui conduzido no dia 30 de outubro de 1976 para receber o santo Batismo, quantos ali diante de seu altar, não selaram a sua união matrimonial, ou no seu patamar começou os namoros que terminaram por assinalar que tínhamos encontrado nossa alma gêmea?

Quantas vezes ali em momentos de perda dos nossos entes queridos, nossa alma não foi consolada pela oração pelos nossos parentes, que partiram para a casa celeste?

Quantas belas procissões ali já participamos? Quantos de nós dentro desse templo não recebeu o Cristo pela primeira vez na Eucaristia, na celebração tão emocionante de nossa Primeira Comunhão? Sem falar no dia inesquecível de nossa Crisma? Quantos não saíram dali alimentados pela Palavra santa de nosso Deus, anunciada em seu púlpito?

Se o melhor da festa é esperar por ela, em si tratando dos festejos de São Gonçalo, sou obrigado a discordar. O melhor mesmo é a festa!

Festejos são muitos, não é uma palavra singular é plural, e numerosos são os seus tesouros, que estão emoldurados por 200 anos de história. Para além desses dois séculos, grandes referências a lugares, acontecimentos, personalidades, fé, cultura e testemunho de Fé. Neste horizonte de incontáveis riquezas, um convite deve ser acolhido por todos e, particularmente, encontrar lugar no coração de cada batalhense. Se fazer presente nesta madrugada é reafirmar um compromisso, é lembrar dos que partiram para a casa do Pai, mas nós estamos aqui, e queremos fazer memória de todos aqueles que nos precederam no  caminho da Fé!

Podemos nesta hora sentir entre nós a alma de Manuel Fabiano e Mestre Quincas, vejo na casada da dona Bola, dona Elza machado, lá na janela de dona Deloca Dona Matildes, Teresinha, vejo pelos telhados o saudoso Zé Catarina, e ouço os gritos de viva São Gonçalo vindos da voz eletrizante do devoto Miltinho!

Hoje, 22 de dezembro, é dia de festa. A gratidão a Deus e a todos, possa gerar em nossos corações, operários desta hora e deste tempo, alegrias e coragem audaciosa para continuarmos a escrever a história desse povo!

Tomemos o café, ouvindo dobrados e valsas, regados por saudade e Fé, mas, sobretudo, renovemos a nossa esperança em dias melhores, e vivamos cada segundo desta festa, que demora a chegar e passa como a fumaça de um bule cheio de café, mas não perderá nem o sabor sem o cheiro, enquanto for madrugada, e bendita madrugada, que os primeiros raios de sol deste dia encontrem corações dispostos a serem aquecidos.

Que São Gonçalo nosso amado padroeiro, como tem feito nestes 200 anos, não nos deixem jamais sem estas madrugadas grávidas do dia 22 de dezembro, a parir festejos, alegrias e reencontros. Boa festa a todos!

Pe. Leonardo Sales

20 de dezembro de 2014

Encerramento da VI Peregrinação de São Gonçalo em Teresina

Encerramento da VI Peregrinação de São Gonçalo em Teresina

Uma Santa Missa foi presidida Pelo Pároco Oscar e co-celebrada pelo Padre Evandro

 Na noite desta sexta-feira (19) a colônia batalhense em Teresina se reuniu na residência do Sr. Ribamar, no Bairro Mocambinho, para celebrar o encerramento de mais uma Peregrinação do Santo Padroeiro de Batalha pelos lares de Batalhenses na capital. Uma Santa Missa celebrada pelo Pároco Oscar Almeida e co-celebrada por Padre Evandro Alves marcou o encerramento da sexta edição da Peregrinação.

Após a Santa Missa houve a Confraternização dos Batalhenses em Teresina que foi seguida de leilão e um Bingo que contou com 5 prêmios: Ferro Elétrico, Vídeo Game, Ventilador, Celular e Bicicleta.

Toda a renda obtida nesta peregrinação será em prol da colocação do Forro na Igreja Matriz de São Gonçalo, que neste ano completa 200 anos da finalização de suas obras de construção.

A Coordenação da Peregrinação informa ainda que um ônibus sairá de Teresina com destino à Batalha no dia 22 de dezembro para que os filhos ausentes possam acompanhar a abertura da Festa Dedicada ao Santo Padroeiro, que se estende até o dia 1º de Janeiro de 2015. O ônibus é muito confortável e conta com Ar Condicionado. O Valor da Passagem de Ida e Volta é R$ 30,00 e a saída está prevista para às 13h00 da residência do Casal Sergio e Socorro Tabatinga, localizada na Avenida Jacob Almendra - Bairro Porenquanto. O Retorno será após a Santa Missa de Abertura do Festejo.


16 de dezembro de 2014

Jubileu da Igreja Matriz entra para a História de Batalha

Jubileu da Igreja Matriz entra para a História de Batalha

O Evento realizado pela Paróquia São Gonçalo reuniu grande público na Praça da Matriz

O dia 14 de dezembro de 2014 entra para a lista de datas marcantes da História recente do município de Batalha. O dia foi de comemorações pela passagem dos 200 anos de conclusão da Igreja Matriz de São Gonçalo. Uma programação especial foi preparada para o dia festivo e contou com Caminhada, Santa Missa, Apresentações Culturais, e Shows com a Banda Luminus, de Fortaleza, Adriana Arydes e a Banda Karyon, de Parnaíba.

Com obras iniciadas em 1794, a Igreja Matriz de São Gonçalo passou 20 anos para ser concluída. Do ano de 1814, ano de sua inauguração, até os dias atuais o templo religioso passou por diversas modificações, tendo no decurso destes dois séculos de história perdido algumas características físicas da construção original sem, contudo, perder o encanto e admiração das gerações de batalhenses que por ela já passaram.

O Jubileu vem sendo preparada desde o ano de 2012, quando o então Pároco Evandro Silva deu início aos trabalhos Pastorais para a realização deste ano Jubilar. Para a parte física da Igreja, uma reforma necessária foi feita no teto da Matriz ,que ameaçava desabar, além de restaurar os colunas brancas na parte exterior da Igreja. Ao deixar a Paróquia, Pe. Evandro deixou projetos para o Forro, Altar e Capela do Santíssimo, que estão sendo tocados pelo atual Pároco, Oscar Almeida.

A Festa Jubilar realizada neste domingo, 14 de dezembro, foi fruto de um grande esforço do Pároco Oscar Almeida e dos diversos Grupos, Movimentos e Pastorais da Paróquia São Gonçalo, que diuturnamente trabalharam para o sucesso deste Mega Evento que entra para a História de Batalha.

A Programação do dia Jubilar se iniciou logo pela Manhã com a celebração da primeira Santa Missa do Domingo. A tarde, às 17h00 uma caminhada com as imagens do Padroeiro São Gonçalo, da Co-Padroeira Nossa Senhora de Lourdes e a imagem Peregrina de São Gonçalo pelas comunidades rurais, saiu da Capela da Mãe Rainha, no Bairro Coheb, rumo à Igreja Matriz.

Após a Caminhada, ao lado de Padre Evandro e Irmã Graça o Pároco de Batalha fez o descerramento da Placa que registra a Passagem do Jubileu de 200 anos da Igreja Matriz. A Placa está fixada na parede do lado esquerdo da frente da Matriz.

Seguindo a programação, uma Santa Missa foi celebrada na Praça da Matriz e foi presidida pelo Pároco de Batalha Oscar Almeida e Concelebrada pelos Padres Evandro Silva (Esperantina) e Sandro (Pedro II). Após a Santa Missa o Coral do Ponto de Cultura Nossas Raízes fez a apresentação do Hino de Jubileu da Igreja Matriz.

A Banda Luminus, de Fortaleza, foi a primeira a se apresentar no palco e agradou ao público presente que além dos batalhenses, era formado por caravanas de diversas cidade da Região de Batalha. Após a Apresentação da Banda Luminus, foi apresentado um documentário sobre a História da Paróquia e realizado o Sorteio de 10 prêmios de uma rifa.

O Show mais esperado da Noite foi o Show da Cantora Adriana Arydes que cativou a todos os presentes com sua simplicidade e espiritualidade, que através de suas palavras e canções tocava o coração dos presentes. Ao final do Show, Adriana agradeceu a todos pela calorosa recepção e se disse muito feliz em estar encerrando sua temporada de Shows de 2014 em Batalha.


Já na madrugada deste dia 15 de dezembro, a banda parnaibana Karyon subiu ao palco e fechou com chave de ouro o Jubileu de 200 anos da Igreja Matriz de São Gonçalo.

EM BREVE MAIS FOTOS!


Jubileu da Igreja Matriz entra para a História de Batalha

Jubileu da Igreja Matriz entra para a História de Batalha

O Evento realizado pela Paróquia São Gonçalo reuniu grande público na Praça da Matriz

O dia 14 de dezembro de 2014 entra para a lista de datas marcantes da História recente do município de Batalha. O dia foi de comemorações pela passagem dos 200 anos de conclusão da Igreja Matriz de São Gonçalo. Uma programação especial foi preparada para o dia festivo e contou com Caminhada, Santa Missa, Apresentações Culturais, e Shows com a Banda Luminus, de Fortaleza, Adriana Arydes e a Banda Karyon, de Parnaíba.

Com obras iniciadas em 1794, a Igreja Matriz de São Gonçalo passou 20 anos para ser concluída. Do ano de 1814, ano de sua inauguração, até os dias atuais o templo religioso passou por diversas modificações, tendo no decurso destes dois séculos de história perdido algumas características físicas da construção original sem, contudo, perder o encanto e admiração das gerações de batalhenses que por ela já passaram.

O Jubileu vem sendo preparada desde o ano de 2012, quando o então Pároco Evandro Silva deu início aos trabalhos Pastorais para a realização deste ano Jubilar. Para a parte física da Igreja, uma reforma necessária foi feita no teto da Matriz ,que ameaçava desabar, além de restaurar os colunas brancas na parte exterior da Igreja. Ao deixar a Paróquia, Pe. Evandro deixou projetos para o Forro, Altar e Capela do Santíssimo, que estão sendo tocados pelo atual Pároco, Oscar Almeida.

A Festa Jubilar realizada neste domingo, 14 de dezembro, foi fruto de um grande esforço do Pároco Oscar Almeida e dos diversos Grupos, Movimentos e Pastorais da Paróquia São Gonçalo, que diuturnamente trabalharam para o sucesso deste Mega Evento que entra para a História de Batalha.

A Programação do dia Jubilar se iniciou logo pela Manhã com a celebração da primeira Santa Missa do Domingo. A tarde, às 17h00 uma caminhada com as imagens do Padroeiro São Gonçalo, da Co-Padroeira Nossa Senhora de Lourdes e a imagem Peregrina de São Gonçalo pelas comunidades rurais, saiu da Capela da Mãe Rainha, no Bairro Coheb, rumo à Igreja Matriz.

Após a Caminhada, ao lado de Padre Evandro e Irmã Graça o Pároco de Batalha fez o descerramento da Placa que registra a Passagem do Jubileu de 200 anos da Igreja Matriz. A Placa está fixada na parede do lado esquerdo da frente da Matriz.

Seguindo a programação, uma Santa Missa foi celebrada na Praça da Matriz e foi presidida pelo Pároco de Batalha Oscar Almeida e Concelebrada pelos Padres Evandro Silva (Esperantina) e Sandro (Pedro II). Após a Santa Missa o Coral do Ponto de Cultura Nossas Raízes fez a apresentação do Hino de Jubileu da Igreja Matriz.

A Banda Luminus, de Fortaleza, foi a primeira a se apresentar no palco e agradou ao público presente que além dos batalhenses, era formado por caravanas de diversas cidade da Região de Batalha. Após a Apresentação da Banda Luminus, foi apresentado um documentário sobre a História da Paróquia e realizado o Sorteio de 10 prêmios de uma rifa.

O Show mais esperado da Noite foi o Show da Cantora Adriana Arydes que cativou a todos os presentes com sua simplicidade e espiritualidade, que através de suas palavras e canções tocava o coração dos presentes. Ao final do Show, Adriana agradeceu a todos pela calorosa recepção e se disse muito feliz em estar encerrando sua temporada de Shows de 2014 em Batalha.


Já na madrugada deste dia 15 de dezembro, a banda parnaibana Karyon subiu ao palco e fechou com chave de ouro o Jubileu de 200 anos da Igreja Matriz de São Gonçalo.

EM BREVE MAIS FOTOS!


15 de dezembro de 2014

Jubileu da Igreja Matriz entra para a História de Batalha

Jubileu da Igreja Matriz entra para a História de Batalha

O Evento realizado pela Paróquia São Gonçalo reuniu grande público na Praça da Matriz

O dia 14 de dezembro de 2014 entra para a lista de datas marcantes da História recente do município de Batalha. O dia foi de comemorações pela passagem dos 200 anos de conclusão da Igreja Matriz de São Gonçalo. Uma programação especial foi preparada para o dia festivo e contou com Caminhada, Santa Missa, Apresentações Culturais, e Shows com a Banda Luminus, de Fortaleza, Adriana Arydes e a Banda Karyon, de Parnaíba.

Com obras iniciadas em 1794, a Igreja Matriz de São Gonçalo passou 20 anos para ser concluída. Do ano de 1814, ano de sua inauguração, até os dias atuais o templo religioso passou por diversas modificações, tendo no decurso destes dois séculos de história perdido algumas características físicas da construção original sem, contudo, perder o encanto e admiração das gerações de batalhenses que por ela já passaram.

O Jubileu vem sendo preparada desde o ano de 2012, quando o então Pároco Evandro Silva deu início aos trabalhos Pastorais para a realização deste ano Jubilar. Para a parte física da Igreja, uma reforma necessária foi feita no teto da Matriz ,que ameaçava desabar, além de restaurar os colunas brancas na parte exterior da Igreja. Ao deixar a Paróquia, Pe. Evandro deixou projetos para o Forro, Altar e Capela do Santíssimo, que estão sendo tocados pelo atual Pároco, Oscar Almeida.

A Festa Jubilar realizada neste domingo, 14 de dezembro, foi fruto de um grande esforço do Pároco Oscar Almeida e dos diversos Grupos, Movimentos e Pastorais da Paróquia São Gonçalo, que diuturnamente trabalharam para o sucesso deste Mega Evento que entra para a História de Batalha.

A Programação do dia Jubilar se iniciou logo pela Manhã com a celebração da primeira Santa Missa do Domingo. A tarde, às 17h00 uma caminhada com as imagens do Padroeiro São Gonçalo, da Co-Padroeira Nossa Senhora de Lourdes e a imagem Peregrina de São Gonçalo pelas comunidades rurais, saiu da Capela da Mãe Rainha, no Bairro Coheb, rumo à Igreja Matriz.

Após a Caminhada, ao lado de Padre Evandro e Irmã Graça o Pároco de Batalha fez o descerramento da Placa que registra a Passagem do Jubileu de 200 anos da Igreja Matriz. A Placa está fixada na parede do lado esquerdo da frente da Matriz.

Seguindo a programação, uma Santa Missa foi celebrada na Praça da Matriz e foi presidida pelo Pároco de Batalha Oscar Almeida e Co-celebrada pelos Padres Evandro Silva (Esperantina) e Sandro (Pedro II). Após a Santa Missa o Coral do Ponto de Cultura Nossas Raízes fez a apresentação do Hino de Jubileu da Igreja Matriz.

A Banda Luminus, de Fortaleza, foi a primeira a se apresentar no palco e agradou ao público presente que além dos batalhenses, era formado por caravanas de diversas cidade da Região de Batalha. Após a Apresentação da Banda Luminus, foi apresentado um documentário sobre a História da Paróquia e realizado o Sorteio de 10 prêmios de uma rifa.

O Show mais esperado da Noite foi o Show da Cantora Adriana Arydes que cativou a todos os presentes com sua simplicidade e espiritualidade, que através de suas palavras e canções tocava o coração dos presentes. Ao final do Show, Adriana agradeceu a todos pela calorosa recepção e se disse muito feliz em estar encerrando sua temporada de Shows de 2014 em Batalha.


Já na madrugada deste dia 15 de dezembro, a banda parnaibana Karyon subiu ao palco e fechou com chave de ouro o Jubileu de 200 anos da Igreja Matriz de São Gonçalo.

MAIS FOTOS!


Em Breve mais fotos!

Batalha cidade das antigas e das boas!

Batalha cidade das antigas e das boas!

Artigo do Pe. Leonardo Sales

Todos os adjetivos que te dão e todos os comentários que se escrevem tudo que de ti se fala tudo isso é incompleto para falar de ti Batalha, por isso, que és uma cidade admirável que em palavras e letras fica difícil de te definir, por isso, que te chamo de minha amada. Parabéns por mais um ano de existência, vou tentar descrever-te, mesmo sabendo que não conseguirei! Pois a inteligência é pouca, a saudade é sem tamanho, mas vou me arriscar!

Não há palavras para te descrever ó querida Batalha, tu és encantadora, a majestosa sentinela da região dos cocais do Piauí. Todos que passam por Ti se atraem pelo conjunto de tuas praças, com suas belezas naturais e culturais. Tudo em ti fascina como muitos dizem: âQuem te conhece nunca esquece!â.

Quando nascemos, a geometria estava à nossa espera. Chegamos à interseção entre um lugar e um instante. Antes, essa superfície chamada Batalha já tinha sido freqüentada por uma multidão.

Batalha é uma típica cidade do norte do Piauí que vive sob a proteção de São Gonçalo do Amarante. Cidade das antigas e das boas. Ruas estreitas e retas, calçadas com paralelepípedos, que tapeiam os morros. Os casarões do passado, dos quais restam poucos, assinalam que por ali a riqueza foi farta. Povo religioso, famílias bem constituídas. Gente honesta e trabalhadora.

Na cidade encantada de Batalha ainda se ouve o badalo dos sinos, o ruído das novenas, o eco das ladainhas, o repetido da Ave Maria da oração do Rosário, os motetos da semana santa. Não será incomum se você for um forasteiro e cruzar na rua com algum batalhense que nunca o viu antes e ele der um acalorado bom dia e lhe convidar para um café com o bolo âdona Ducaâ. Nos quintais da minha terra se encontrará jaca, laranja, jenipapo, mangueiras, goiaba, mamoeiros, limão doce e canteiros com coentros.

Das tuas diversas belezas, ó Batalha, destacam-se as águas que percorrem as tuas terras, que como véus de noivas se fazem cachoeiras, riachos, poços, etc.

Tua vegetação verde-oliva encanta teus moradores, mesmo quando os dias quentes e ressequidos aterrorizam a pele morena de tua gente, mesmo assim se sente à noitinha o frescor das ventanias suaves que invadem a alma, e é forte convite a comer na calçada âna porta da ruaâ, uma piaba frita, ou mesmo feijão com arroz e carne de bode, com um copo dâágua das melhores e, de sobremesa, um doce de mangaba ou de buriti!

Como esquecer teus carnavais com seus brincantes, todos dispostos a pôr o pé no chão, dançar, se divertir muito, e se enfeitar de pó, com agremiações carnavalescas cujos nomes denunciam a criatividade de teus filhos, senão vejam quanta imaginação nestes nomes: âbloco das putas virgensâ, âcapembasâ etc.

Teus folguedos e atrações culturais atraem gente de longe, tuas quadrilhas de junho brilham por onde passam e a todos seduz, nos encantam os teus bois bumbás o âNovo Anoâ e o âBrilho da Noiteâ, com Chico Rosa, cuja morte me fazia chorar, pois na minha inocência infantil, pensava que fosse verdade, que um boi pudesse morrer daquele jeito!Aliviava-me as lágrimas as travessuras do personagem âCatirinaâ que avançava para tirar a língua do boi, para dar à sua mulher que grávida tinha por desejo comê-la assada!

Mesmo que, desde os 18 anos não passe a semana santa por aí Batalha, os anos com sua impiedade não foram capazes de apagar da minha memória as tuas procissões, a fé de tua gente, com velas acessas, e a bater perna atrás dos antigos âjejunsâ, prática solidária e de partilha, que os tempos atuais teimam em destruir, que para alguns são só meras lembranças, os âjejunsâ de repartir com os vizinhos legumes, verduras, goma, ovos, carnes, etc., e se recebia algo em troca, gesto simples, mas revestido de enorme significado, era uma espécie de economia solidária!

Teu mês de agosto é diferente, a atração se dar por conta da Festa de Nossa Senhora de Lourdes. Uma festa de fé, em que seus devotos marcam presença para homenageá-la, rendendo graças e louvores.

Teu dezembro é glorioso, pois todos o esperam! Com ele vem o Natal, os parentes que de perto e de longe se estreitam e se distribuem nas casas grandes e pequenas, ricas e pobres, para o festejo de São Gonçalo, cuja tradição ruma para os 200 anos, tua maior festa!

O melhor de Batalha são sem dúvidas os seus filhos, a sua gente. Artesãos do amanhã, que se lançam à obra de dias melhores, povo acolhedor, que divide não só a farinha da cuia, mas o calor do coração humano, cheio de sonhos e de ousadias. A culinária que nasce de suas mãos, o doce que sai dos tachos, e o brilho que saem dos olhos de tua gente enfeitam de um verde esperança a teimosia por dias melhores!

Teus personagens de rua, cuja história ninguém contou ainda, há página para bêbados e malandros, prostitutas e santas beatas, quem já se esqueceu do Almir da Loló, personagem cinematográfico, a Priscila? Do Antonio Gonçalo, com sua homossexualidade irreverente a subjugar os seus aprendizes, como o Dedé e companhia?

Batalha, tu tens personagens engraçadíssimos de fazer doer à barriga de tanto ri, quem não se lembra do personagem âTrês Joelhosâ, o Raimundo da Indoga, um misto de beberrão com satirizador?

Ãs terra de músicos, de poetas e de gente do dia-a-dia a colorir o cotidiano de criatividade para garantir a sobrevivência, mas também tens as estrelas sufocadas, que não usam seus dons e dotes para o bem comum, mas para o estrelismo, basta para isto a demora para realizarem alguma coisa e quanto realizam exigem os aplausos, disfarçados de suposta gratidão!

Todos os pequenos detalhes desta cidade são marcantes, únicos e até mesmo emocionantes. Não há como fugir de ti fascinante terra. Teus filhos lamentam por longe de ti estarem, pois, cada particularidade aqui é memorável dentro de nossos corações. Um dia, estaremos de volta aos teus pés, para de perto apreciar tudo de bom que tens. E que ainda terás.

Porém, porém e, porém, Batalha, como gostaria que fosse diferente, não posso deixar de falar de tuas mazelas. Batalha tu és maior, muito maior do que as artimanhas políticas daqueles que tentam macular a tua imagem.

Tivestes pouca sorte com os políticos, com raras exceções, desfilam na tua história política uma lista de aprendizes na arte da política. Interesseiros que fizeram da Política uma profissão, e se fossem tratados como tais seriam dispensados, pois são péssimos profissionais.

Teu povo ó Batalha querida, tem sido governada por gente que não te ama, nem tão pouco o teu povo, porém uma gente que é assistida de braços cruzados por governantes inábeis que vêem no populismo barato a senha para continuar se dando bem na vida e ainda conseguem eleitores para saudá-los de punho, olhos e ouvidos fechados. Até quando vamos tolerar isso tudo eu não sei, mas já passamos do tempo e agora vamos somente pagando a conta com traumas e medos, enquanto eles, governantes, riem da nossa cara de abobados. Aviso aos navegantes: O silêncio assusta mais.

Não me é fácil escrever estas palavras, menos ainda palavras duras, de amplo significado. Também não me é fácil descrever estas pessoas que nos governam, no melhor sentido das suas intenções, mas com mal resultado. Mal resultado não propositado, quero crer, mas sou forçado a crer que talvez seja ingênuo, mas, contudo, mal resultado para a nossa sobrevivência.

Longe de mim o silêncio cúmplice que atinge tantos homens e mulheres com o poder da Palavra em suas mãos, como tenho feito em textos anteriores, continuarei a fazer a minha parte! à infantil pensar que os nossos representantes não saibam o que estão fazendo pela nossa Batalha, e que o seu fracassado plano de governo não levará esta cidade a nenhum lugar.

Uma administração que não tem competência para tapar buracos é no mínimo desmerecedora de qualquer piedade critica!

E o nosso povo habituado a obedecer aos que mandam paga sem reclamar. Na minha impressão, ainda existe a idéia que para o povão os governantes não devem prestar contas a ninguém.

A abundância de metáforas usadas por José Nicodemos da Rocha na letra de teu hino, ó Batalha, demonstra a criatividade do poeta, próprio de quem sabe brincar com as palavras, as domina e faz delas o que quiser. Poeta em estado de gravidez permanente, sua poesia encerrou utopias: âTeus filhos preparados pra peleja avançam com o triunfo em cada mão. à a chama da certeza que flameja no coração do infante ao ancião.â

Sirvo-me dessa letra senhores governantes de Batalha para conclamá-los, é tempo de passarmos de uma política reduzida por alguns a uma terapia de jogos individualistas e de uma almofada psicológica de reafirmação do poder que se impõe com a força da simpática granjeada para alguns, para uma política onde caibam todos! Exigimos mais respeito ao nosso povo e mais compromisso com um futuro promissor!

Quanto a ti Batalha de ti me orgulho, por ti eu escrevo, parabéns!

Por Padre Leonardo Sales

14 de dezembro de 2014

Igreja Matriz de São Gonçalo: 200 anos de história

Igreja Matriz de São Gonçalo: 200 anos de história

O templo religioso teve sua construção iniciada em 1794, porém, só foi concluído em 1814

A Paróquia São Gonçalo está em Festa! A comunidade batalhense celebra hoje, 14, o Jubileu de 200 anos de conclusão da edificação da Igreja Matriz de São Gonçalo, no centro de Batalha. A obra que fora iniciada em 1794 só foi concluída 20 anos após, em 1814.

O saudoso escritor e Jornalista batalhense Miltinho (IN MEMORIAM) nos deixou um trabalho riquíssimo que pode nos conferir um pouco de conhecimento acerca destes 200 anos de nossa Igreja.

A FREGUESIA DE SÃO GONÃALO

Muito antes de 1853 - marco da criação da Freguesia de São Gonçalo da Batalha, o terreno fértil da religião batalhense já havia sido descoberto. Assim, quando passeamos no Livro Apontamentos Históricos da Piracuruca, de Jurenir Machado Bittencourt, encontramos relatos diversos.

Desde o início da construção da Matriz, em 1794 (concluída, apenas, em 1814) muitos pastores catequisavam e pregavam o Evangelho. Tem - se notícias dos Padres Antônio Sampaio e Francisco Borges, em meados de 1797; Padre Francisco Borges, em 1803; Padre Domingos Dias Pinheiro, em 1804; Padre José Pontes de Menezes, em 1817; e os italianos Frei Apollônio de Mollineto e Lourenço do Monte Leone, "em incursão pela Ibiapaba passaram 21 dias pregando o Santo Evangelho de Deus" em terras batalhenses (in: Cartas Avulsas - caixa 2 - Poder Executivo - Arquivo do Piauí).

Em 1853, foi criada a Freguesia:


Transcrição da Lei de criação da Freguesia:

"Resolução nº 340, Publicada a 24 de agosto de 1853

Crea uma Freguesia no 3º Districto do Termo de Piracuruca, com a denominação de Freguesia da Batalha

Luis Carlos de Paiva Teixeira, Vice - Presidente da Província do Piauhy - Faço saber a todos os seus habitantes que a Assembléia Provincial decretou e eu sanciono a seguinte Lei:
Artigo 1º - Fica creada uma Freguesia no terceiro districto do Termo de Piracuruca com a denominação de Freguesia da Batalha.
Artigo 2º - O orago d'esta Freguesia será o de São Gonçalo e a Igreja Parochial a existente no Povoado que lhe dá o nome.
Artigo 3º - Seus limites serão os mesmos que actualmente tem o referido terceiro districto.
Artigo 4º - Ficão revogadas as disposições em contrario.
Mando, por tanto a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida Resolução pertencer, que a cumprão e fação cumprir tão inteiramente como n'ella se contém. O Secretário d'esta Província a faça imprimir, publicar e correr.
Palácio do Governo da Província do Piauhy, 22 de agosto de 1853, 32º da Independência e do Império. Luis Carlos de Paiva Teixeira.
L.S (lugar do selo)
Antônio de Hollanda da Costa Freire"(in: Código das Leis Piauienses - tomo XIV, parte 1ª - P 23 - 1853)
[...]

Com a sanção da Lei, somente em 1854, realmente, foi instalada a Freguesia, com o reconhecimento do templo de Batalha como Casa de Oração, em 3 de junho daquele ano e, em 20 de agosto toma posse o primeiro vigário oficial, o Padre Antônio Simões de Moura.

A primeira construção da Matriz de São Gonçalo data de 1794, quando foi iniciada e feita uma escritura pública de doação pelo Major José de Miranda, e concluída 20 anos após, em 1814. Nesses anos todos, sofreu várias reformas.


A Igreja contou, ainda, com uma Confraria, que reunia os "homens de bem" da Villa. Eram os ricos fazendeiros, comerciantes e proprietários, como o Cel Amaro José Machado, Albino Borges Leal, José Florindo de Castro, José Amaro Machado, Antônio Fortes Bustamante de Sá Menezes e Luis Borges Castelo Branco, dentre outros.

O Sino

O Sino de bronze da Matriz - Patrimônio histórico e Cultural da cidade, foi fundido no Quartel das Barras, pelo Mestre Manuel Resplende, que era um exímio conhecedor do manuseio de pólvora para confecção de bombas. à época da fundição dos sinos de Batalha, ocorria a Balaiada - a 'revolta dos balaios' - no Maranhão durante o período de 1830 a 1841 - resultou em mais uma manifestação do processo de crise por que passava a sociedade brasileira durante o período regencial. Sabendo do conhecimento do Mestre Resplende, os revoltosos o sequestraram.

Por - MILTON MARTINS VASCONCELOS FILHO (IN MEMORIAM)


10 de dezembro de 2014

Câmara derruba veto da Prefeita

Câmara derruba veto da Prefeita

Os oito vereadores presentes foram a favor da derrubada do veto; Ausência de três vereadores pode prejudicar servidores da educação

A Prefeita Teresinha de Jesus Cardoso Alves (PSB) havia vetado o Projeto de Lei sobre o PISAN 2014 na forma como foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal. O projeto inicial da Prefeita reduzia de 20% para 11% o percentual da Classe âAâ para a Classe âBâ. A Câmara Municipal emendou e manteve o percentual de 20% na forma do Plano de Carreira da Educação lei nº 699/2010 aprovando por unanimidade as emendas ao projeto original do Executivo Municipal. A Prefeitura por sua vez vetou as emendas da Câmara Municipal e devolveu-o à mesma para a devida apreciação do veto que foi feito na última sexta-feira (5) onde os vereadores presentes derrubaram o veto por 8 x 0, ou seja, 2/3.

Ocorre que com as ausências dos vereadores José Filho (PMN), Pedro Ricardo e Paulo Cruz, os dois últimos do PSB, pode gerar uma lide na Justiça pelo fato de que, de acordo com o Regimento Interno da Câmara Municipal, a derrubada de um veto do executivo se dá pela maioria absoluta de vereadores (metade mais um). Já a Lei Orgânica do Município reza que nas votações devem ter o mesmo quórum do qual foi apreciado a emenda.


Nesse caso, há um explicito confronto de normas, onde o executivo pode levar o caso à apreciação da justiça para resolver a lide.

De acordo com o vereador Francisco Castro (PMDB) essa ausência dos edis na referida sessão nada mais foi do que uma manobra política da base governista para ganhar tempo para não pagar esse aumento no percentual dos professores. Disse Francisco Castro que já esperava essa estratégia política do executivos, mas não acreditava que esses vereadores se sujeitassem a essa manobra que só vem a prejudicar os professores.

O vereador Neto Machado (PTB) disse que certa vez que o vereador Pedro Ricardo chamou os funcionários públicos de massa de manobra e agora se sujeita as manobras da prefeita. Quem é verdadeiramente massa de manobra? Questiona Neto.

A vereadora Shammara Maria (PP) disse que existe realmente um conflito de normas entre a Lei Orgânica e o Regimento Interno, mas que a Câmara fez seu papel de acordo com o Regimento. Acredita a edil que talvez haja uma lide na esfera jurídica entre o executivo e a classe de professores. Disse ainda que fará um estudo em 2015 para rever esses conflitos existentes de normas para sanar tais falhas junto com seus pares.

O vereador José Filho (PMN) disse que não compareceu na sessão porque estava fazendo exames de saúde, mas que estivesse presente estaria a favor dos professores.

O advogado Leandro Lages falou que medidas impopulares as vezes são necessárias para o bom funcionamento da máquina administrativa, mas que gostaria que os professores fossem bem remunerados, no entanto um administração não pode extrapolar a Lei de Responsabilidade Orçamentária, e nem governar só pensando no presente e da maneira como está, a folha de pagamento vai ficar impagável e comprometer os futuros gestores e assim inviabilizar futuras obras de estruturas para o município. Quanto ao fato do conflito de normas entre o regimento Interno e a Lei Orgânica, o advogado disse que a Lei Orgânica deve prevalecer, por ser a lei maior do município.

Até o fechamento dessa matéria não conseguimos contato com os vereadores Pedro Ricardo e Paulo Cruz.

Por Carlos Magno Filho - Portal Folha de Batalha

04 de dezembro de 2014

Sindicato divulga Nota sobre veto da Prefeita de Batalha

Sindicato divulga Nota sobre veto da Prefeita de Batalha

A Prefeita Teresinha de Jesus Cardoso Alves Vetou o Projeto de Lei sobre o PISAN 2014 na forma como foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal

 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Batalha-PI, esclarece aos Trabalhadores em Educação que a Prefeita Teresinha de Jesus Cardoso Alves Vetou o Projeto de Lei sobre o PISAN 2014 na forma como foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal. O projeto inicial da Prefeita reduzia de 20% para 11% o percentual da Classe âAâ para a Classe âBâ. A Câmara Municipal emendou e manteve o percentual de 20% na forma do Plano de Carreira da Educação lei nº 699/2010 aprovando por unanimidade as emendas ao projeto original do Executivo Municipal. A Prefeitura por sua vez vetou as emendas da Câmara Municipal e devolveu-o à mesma para a devida apreciação do veto que será feito na próxima sexta dia 05 dezembro.

O SINDSERM de Batalha, convoca os trabalhadores em Educação para uma importante reunião dia 05 próxima sexta às 17:00h na sede do sindicato para:

- Discutir sobre o veto da Prefeita ao PISAN 2014;

- Informar sobre o percentual do PISAN para 2015, deliberando um movimento de greve antes do início das aulas 2015 se não houver a implantação do PISAN 2015

- E comunicar sobre a votação do veto na Câmara Municipal que será dia 05/12 às 19:00h.

Batalha-PI, 02 de dezembro de 2014

Atenciosamente

Raimundo Nonato Firme da Silva

Presidente

01 de dezembro de 2014

26 de novembro de 2014

Ponte contém cratera há OITO meses em Batalha

Ponte contém cratera há OITO meses em Batalha

A Ponte já foi tema de matéria aqui no nosso Blog, porém, nada foi feito.

Novamente trazemos aos nossos leitores a situação de abandono da Ponte da rua Capitão Amaro Machado, nas imediações do Centro da Cidade. Ao contrário do que esperávamos quando em 21 de junho fizemos uma matéria sobre o assunto aqui neste mesmo espaço, a Ponte encontra-se em situação pior do que a relatada naquele período. (MATÃRIA )

Nenhum reparo notável foi feito na mesma de lá para cá e a situação se agrava dia após dia. Segundo informações a cratera teria sido aberta em 21 de março de 2014 no momento em que um caminhão passava pelo local. 

Na Sessão do dia 14 de novembro a Vereadora Shammara Maria (PR) fez um indicativo, que foi aprovado pelos Vereadores, solicitando a recuperação da ponte, porém, até hoje (26/11) nada foi feito.

Hoje, 26 de Novembro de 2014, o risco para aqueles que trafegam diariamente pelo local é visível pois os ferros da estrutura da Ponte estão expostos e uma queda poderia trazer sérias lesões à pessoa.

A única coisa que surgiu no local foram alguns Pés de Mamão que ajudam na "sinalização" da cratera.

O Espaço continua aberto para eventuais explicações da Prefeitura Municipal.





17 de novembro de 2014

Abertura da VI Peregrinação de São Gonçalo em Teresina

Abertura da VI Peregrinação de São Gonçalo em Teresina

A Missa foi celebrada pelo Pároco de Batalha, Oscar Almeida

Na última sexta-feira (14) uma missa em Ação de Graças marcou a abertura da VI Peregrinação de São Gonçalo em Teresina. Presidindo a celebração, o Pároco de Batalha, Oscar Almeida, participou de sua primeira missa junto à Colônia Batalhense na Capital Piauiense. O Pároco da Paróquia Santa Teresinha, Pe. Amarildo, também participou da celebração eucarística.

A VI peregrinação do Santo Padroeiro de Batalha pelos lares de batalhenses em Teresina se estende até meados do mês de dezembro, quando no dia 22 se inicia a Festa do Glorioso Padroeiro. (Veja aqui a programação )

A arrecadação financeira desta 6ª edição da Peregrinação será em prol do Forro da Igreja Matriz, que será instalado conforme projeto disponibilizado na sede da Igreja.

Padre Oscar aproveitou a oportunidade para convidar a todos os filhos ausentes para a Festa Jubilar de 200 anos da Igreja Matriz de São Gonçalo, que ocorrerá em 14 de dezembro deste ano. (Confira aqui a programação ).

Após a Santa Missa foi servido um farto lanche coletivo aos presentes.

Em breve estaremos divulgando a agenda da Peregrinação aqui na nossa página no Portal O Dia|Batalha.











01 de novembro de 2014

Festa de São Gonçalo

A festa que se inicia em 22 de dezembro terá como tema: "A Alegria de ser discípulo numa Igreja Jubilar"

Em clima de comemoração aos 200 anos da Igreja Matriz, a Paróquia São Gonçalo também se prepara para celebrar a Festa de São Gonçalo, padroeiro da cidade.

A festa que se inicia em 22 de dezembro conta com uma vasta programação, onde será explanado o tema: "A Alegria de ser discípulo numa Igreja Jubilar".

A festa segue até primeiro de Janeiro de 2015. Abaixo você confere o Convite da Comissão Organizadora e a Programação Completa.

Em clima de alegria e festa nos preparamos para juntos celebrarmos o Jubileu dos 200 anos de Nossa Igreja Matriz de São Gonçalo. A Celebração de um jubileu nos permite perceber a ação de Deus ao longo desta trajetória, valorizando a história que Deus fez conosco através de fatos passados, de pessoas que trabalharam e trabalham.

O Jubileu é um tempo de graça, um Kairós, tempo de fazer memória do passado projetando passos e sonhos para o futuro. Para bem celebrar um jubileu precisamos de um coração grande, pulmão aberto para o novo ar e sobretudo atenção ao Espírito de Deus, que faz o futuro e renova a história.

Somos gratos por tão grande evento, e para melhor abrilhantar toda as festividades convidamos a você e sua família para juntos celebrarmos o Festejo a São Gonçalo neste clima de Jubileu.

Este ano, durante o novenário vamos rezar, refletir e aprofundar o TEMA: "A Alegria de ser discípulo numa Igreja Jubilar" e o lema: "Alegrai-vos e anunciai" (Mt 28, 9-10). Iluminados pela Exortação Apostólica do Papa Francisco, EVANGELLI GAUDIUM - A Alegria do Evangelho, onde o Papa nos convida a uma nova etapa evangelizadora marcada pela Alegria, esta que enche o coração e a vida daqueles que se encontram com Jesus.

Sua presença fará de nossa festa uma verdadeira manifestação de fé, fruto do compromisso para transformar o mundo com a força do Evangelho.

Fraternalmente,

Pe. Oscar, Irmãs Filhas de Sant'Ana CPP e Comissão Organizadora.

Convite



16 de outubro de 2014

Exposição com produtos de palha de milho terá início nesta sexta

Exposição com produtos de palha de milho terá início nesta sexta

As artesãs batalhenses terão a oportunidade de expor seus produtos na Central de Artesanato Mestre Dezinho

Com o intuito de divulgar o artesanato piauiense, o Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Piauí (Prodart) realizará a partir desta sexta-feira (17), às 10h, uma exposição de produtos feitos de trançado em palha de milho. Os objetos são produzidos pela Associação Mulheres das Frexeiras, situada no município de Batalha. A exposição acontecerá na Central de Artesanato Mestre Dezinho e segue até o dia 22.

Durante a abertura do evento, acontecerá uma rodada aberta de negócios para todos os lojistas do Piauí, às 15h. Além disso, também será realizada a Oficina Viva, onde os artesãos irão produzir as peças para os visitantes, mostrando todos os passos para a produção dos trançados de palha de milho. Dentre os produtos que estarão disponíveis na exposição estão as caixas artesanais, carteiras, bolsas, jogos americanos e sandálias.

A diretora do Prodart, Jacqueline Melo, ressaltou que a exposição é uma forma de dar visibilidade a esses grupos de artesãos do interior do estado.

âEsta é uma forma de divulgar os produtos artesanais fabricados pelos grupos do interior do estado, fazendo com que os piauienses conheçam a riqueza do nosso artesanato, que muitas vezes se encontra na zona rural e não tem sempre oportunidades para ser expostoâ, disse.

Além disso, a diretora explicou que a rodada de negócios é uma forma de aproximar os lojistas dos produtos dos artesãos.

âEste momento da rodada de negócios será a oportunidade de promover a comunicação entre os lojistas, que querem ter acesso aos produtos, e os artesãos, que desejam que sua mercadoria seja comercializada. Além de ser também uma chance dos artesãos conhecerem mais sobre gestão, aprendendo na prática como promover o gerenciamento de suas mercadoriasâ, finalizou.

Fotos: Raoni Barbosa