• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
Batalha

Ex-gestor do Hemopi tem os bens bloqueados após ação do MP

Antonio Lages é acusado de ter dado rombo de até 14 mi

23/06/2015 08:22h - Atualizado em 23/06/2015 08:30h

Os bens dos ex-gestores do HEMOPI, Antônio Lages Alves (que também é ex-prefeito de Batalha) e sua sobrinha-neta, Brunna Eulálio Alves tornaram-se indisponíveis. A decisão foi dada pelo juiz de Direito Anderson Antônio Brito Nogueira. A medida visa assegurar que os réus tenham recursos suficientes para ressarcir o erário dos prejuízos causados e cumprir as sanções de multa, caso haja condenação ao final.

O que acontece é que teria sido constatada uma série de irregularidades na gestão, incluindo o nepotismo, utilização irregular dos recursos destinados à gratificação, para pagamento de funcionários não concursados e nomeação de pessoas para cargos inexistentes. R$ 14 milhões é o valor estimado do rombo.

Veja detalhes da ação

Outro Lado

ODIA tentou contato com Lages para falar sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria, o mesmo não foi encontrado.

Edição: Geysa Silva

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas