• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Coelho Neto - MA

Delegado anuncia pedido de prisão preventiva de suspeito

e apresenta carta deixada por empresária assassinada em Coelho Neto(MA)

16/07/2014 07:53h

O delegado da Polícia Judiciária de Coelho Neto, Sidney Tenório, disse que a juíza da Comarca de Coelho Neto, Dra. Karla Jeane Matos, decretou a prisão preventiva do empresário José Oscar de Azevedo Silva (foto), acusado de ter cometido um duplo assassinato na manhã da última terça-feira, 08 de julho.

oscar

O empresário está sendo acusado de ter assassinato a pauladas à esposa, Antônia Gomes da Silva, proprietária da Loja Joaman Calçados, e o caseiro da residência do casal, José Adalmir da Silva, com seis tiros de revólver calibre 38.

O delegado disse, também, que o empresário já é considerado foragido e que as delegacias regionais e a Policia Militar do Maranhão já foram acionadas para efetuar a prisão do acusado pelo duplo homicídio.

Pelo menos 15 testemunhas já foram ouvidas e, segundo Sidney Tenório, a cada dia a situação do acusado se complica confirmando uma das teses de investigação que é a de duplo homicídio e não a de legítima defesa.

Um dos agravantes que levou à decretação da prisão preventiva foi uma carta deixada pela empresária assassinada (veja abaixo), datada de 03 de outubro de 2012, em que ela faz menção às agressões sofridas e teme ser assassinada pelo marido. Ainda, segundo o delegado, existem mais duas cartas que foram entregues pela empresária para pessoas diferentes.

A seguir o teor da carta:

CARTA 01

Hoje=  03.10.12 hoje o Oscar tentou me inforcar dentro do escritório ele quase me mata. Só não me matou porque as funcionárias me socorreram.

Eu já sou casada com esse homem há 19 anos e sei do que ele é capaz. Ele é um homem muito perigoso, muito violento e capaz de tudo por dinheiro.

Vive me ameaçando de morte o tempo inteiro então ele é um homem que tinha muitas armas de fogo principalmente revolveres.

Eu pretendo me divorciar porque não aguento mais viver desse jeito. Vivo como escrava a 18 anos. Ele nunca me respeitou, nunca me valorizou só me humilha.

Eu tenho medo de que ele planeje a minha morte e ele mesmo seja capaz de me matar, porque ele é um homem cauteloso, calado e cheio de ódio no coração.

Então eu peço justiça se por acaso acontecer alguma coisa de ruim comigo.

Sempre fui fiel a ele e nunca tive outro homem na minha vida.

Nunca fui de outro homem e Deus sabe disso e ele me condena falando que já tive caso com vários homens.

Ele tem um caso há 05 anos com uma mulher chamada xxx (alteração nossa), onde ele comprou uma casa para ela na rua das Castanheiras e reformou e comprou a mobília toda da casa da amante.

Então é por causa da amante que ele vive tentando me matar. Por causa das discursões.

Agente discute demais e brigamos muito e nossos filhos vê tudo isso. Por favor peço justiça se acontecer algo comigo.

Antonia Gomes da Silva


 

Fonte: blogCarlos Machado

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas