• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia
Coelho Neto - MA

Delegado conclui inquérito

e pede prisão preventiva e indicia José Oscar por duplo homicídio qualificado

01/08/2014 08:26h

O Delegado titular Dr. Sidney Tenório do Município de Coelho Neto concluiu nesta quarta-feira (30) de julho, o inquérito policial que investigava o duplo assassinato ocorrido no último dia 08/07 na Rua Deputado Raimundo Bacelar, centro da cidade de Coelho Neto(MA).

deledo88Foto Delegado Dr. Sidney Tenório
Após concluir o inquérito policial do caso, Dr. Sidney indiciou o acusado José Oscar Azevedo da Silva por duplo homicídio duplamente qualificado, pela morte de sua esposa Antônia Gomes da Silva, mais conhecida por Toinha dona das Lojas Joaman Calçados, morta a pauladas. E do pedreiro José Adalmir da Silva morto com 6 tiros de revólver calibre 38.

O delegado também solicitou a justiça que transforme a prisão temporária, em preventiva.

Em depoimento, o acusado não confessou o crime. E insiste que matou por legítima defesa,e para dificultar as investigações o acusado alega ter perdido a arma utilizada no crime.

No entanto, para a polícia há vários indícios,e provas  de que José Oscar teria praticado o crime, e em seguida fugido, mas sabendo que estava próximo de ser localizado pela polícia acabou se entregando dias depois, onde permanece preso na carceragem do Distrito de Polícia Civil do Município, a disposição da justiça.

Detalhe do duplo homicídio
Para a policiai o acusado, primeiro assassinou a esposa, e para não deixar (testemunha ocular) do crime executou o pedreiro com tiros a queima roupa que lhe atingiram a cabeça, braços, e costas. Após descarregar a arma na vítima, o acusado recarregou novamente, e depois de ter certeza que José Adalmir já estava morto, o acusado fugiu.

Bens /Dinheiro foi à motivação do crime
De acordo com a polícia, o processo de divórcio do casal teria causado o desfecho bárbaro, e que tudo indica que o crime foi planejado pelo marido que não aceitava a separação, e para ficar com os bens/e dinheiro matou a esposa.

cartas2222Além de depoimentos de varias pessoas próximo da empresária, que tinham conhecimento das constantes agressões e ameaças contra a vítima, a polícia também encaminhou a justiça 16 cartas deixadas pela vítima que nelas existem o relato da própria vítima.

 
A equipe do Portal Coelho Neto; parabeniza toda equipe que esteve empenhada todos estes dias buscando provas, testemunhas, e agilidade na conclusão do inquérito policial, Dr. Sidney, IPC Durlan, Júnior, Daniel, e os Escrivães Jean Brito, e Ellyelson Gutherres.

Agora a permanência do acusado que segue preso. fica a cargo dos magistrados, a população espera que o acusado consiga passar um bom tempo atrás das grades.


 

Fonte: portalcoelhoneto

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas