• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Colônia do Gurguéia

21 de junho de 2014

08 de junho de 2014

Unidos na fé em prol da Irilene de Sousa Lopes

Unidos na fé em prol da Irilene de Sousa Lopes

Solidariedade

 

A Cidade de Colônia do Gurguéia-PI, promoveu ontem (07), um verdadeiro exemplo de amor ao próximo, um verdadeiro exemplo de solidariedade com a causa da Iriline de Sousa Lopes, que passou a ser agora, uma causa de todos, a cidade abraçou esse assunto. à grande a expectativa dos moradores de Colônia do Gurguéia para a cirurgia da Irilene, em todos os lugares as pessoas perguntam sobre ela, torcem para que a cirurgia seja feita o mais rápido possível e que ela volte logo para o seio da sua família. Ontem, na realização do bingo beneficente, a Irilene e seu esposo Daniel mostraram que tem amigos na cidade, com a quantidade de pessoas que abraçaram a causa, lotando o entorno do Bar da Neides, eles mostraram que não é com dinheiro, não é com poder aquisitivo alto que se conquistam amigos, pois eles não tem dinheiro, mas mostraram quem tem amigos. Com o produto do bingo, um carneiro que vale algo em torne de R$ 200 (duzentos reais), conseguiu-se arrecadar R$ R$ 3.245,50 (Três mil, duzentos e quarenta e cinco reais e cinquenta centavos).

As pessoas que participaram do bingo, estavam lá, não pelo prêmio que era o carneiro, estavam lá, pela causa, que é a saúde da Irilene. Percebia-se no ambiente onde aconteceu o bingo, que o silêncio que se estabelecia entre uma pedra e outra que era chamada pelo locutor, traziam profundas reflexões às pessoas que ali estavam, reflexões do tipo: âhoje é ela que está lá naquele leito de hospital sem saber quando vai sair, e se fosse eu?â.

No meu daquela corrente de fé que aguardava a próxima pedra, a Irile de Sousa Lopes foi colocada ao telefone por sua irmã Irlane, diretamente de Teresina, recebeu os aplausos do povo coloniense. âAvante Iriline!â

05 de junho de 2014

Jovem acidentada há 15 dias, até agora não foi operada.

Jovem acidentada há 15 dias, até agora não foi operada.

Vergonha municipal, estadual e nacional.

 

A aproximadamente há 15 dias atrás a Srª. Irilene de Sousa Lopes, agente de endemias contratada pelo Município de Colônia do Gurguéia-PI, fardada, no exercício da profissão, se dirigia para a Comunidade Aliança do Gurguéia onde ia trabalhar, logo na entrada da vicinal que liga a sede ao povoado, sofreu um acidente onde fraturou o fêmur em 3 lugares. Fraturada, ela foi encaminhada para o HUT de Teresina onde está internada até agora sem nenhuma assistência cirúrgica. Vejam bem, ela deu entrada no HUT e até agora não foi operada e nem as autoridades municipais fizeram nada para amenizar essa dor que ela e a família estão sentindo. As pessoas de Colônia do Gurguéia estão revoltadas com a situação de descaso e abandono que a Srª. Irilene está sofrendo por parte das autoridades, principalmente as municipais, ela é uma profissional do quadro da saúde da cidade, mas até agora ninguém lembrou que ela está acidentada com a perna fraturada em 3 lugares e sem nenhum perspectiva de cirurgia.

Os familiares e amigos da Irilene estão pedindo ajuda, quem poder dar uma força para essa senhora que é mãe de família, procure a família dela em Colônia do Gurguéia-PI. Hoje é a Irilene que está precisando de ajuda, amanhã pode ser qualquer um de nós.

O Artigo 196 da carta magna do nosso país, assim mandamenta: âA saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperaçãoâ.

29 de maio de 2014

Aliança do Gurguéia e o pé de mandacaru

Aliança do Gurguéia e o pé de mandacaru

Poema de Adelmir Andrade

Querido leitor amigo, leia com muita atenção.

Esses versos em cordel que aqui eu vou citar

Vou descrever um pouquinho desse pedaço de chão.

Aliança do Gurguéia também é meu lugar.

Desde que aqui cheguei sou abraçado por todos

Eu sou um poeta nato e aqui vou exaltar

Respeito toda essa gente, do mais velho ao mais novo.

A grandeza desse povo é a beleza do lugar.

Não vou citar nem um nome para não causar intrigas

Vou falar de uma planta, que não dar manga nem umbu.

Em aliança do Gurguéia eu fui bem acolhido

Mas vou falar de Aliança e o pé de mandacaru.

Em Aliança do Gurguéia tem um pé de mandacaru

Perto do Centro Social, no centro da comunidade.

Todo dia bem cedinho eu passo perto da planta

Quando ali eu te encontrar, vou dar âbom dia!â, pra tu.

Cumprimentar com um âbom dia!â, faz parte da minha vida.

Gosto de fazer amigos, fica mais maneira a lida.

Quem não cumprimenta ao próximo na primeira hora do dia

Tem muito ódio no peito e uma alma entristecida.

Caixa de texto:  Apesar dos pesares, todos adoram viver.

Vivamos com alegria, procurando, o bem, fazer.

Quando agente se encontrar será um imenso prazer

Perto do mandacaru, vou cumprimentar você.

Aquele mandacaru tem histórias pra contar

Conheceu cada pessoa que por ali já passou

Quantos anos ele tem? Ninguém se atreve arriscar

O tronco daquele cacto já foi cenário de amor

A história de Aliança e o pé de mandacaru

Estão ligadas intimamente você pode acreditar

Se um dia aquela planta morrer ou alguém cortá-la

Aos prantos vão ficar todos que moram ali no lugar.

Vou terminar os meus versos abraçando aos amigos

Escrevi essas estrofes e afirmo que é assim.

Mas se tem alguém ai duvidando do que digo

Escreva também uns versos e venha mostrar pra mim.


21 de maio de 2014

Adolescente de 14 anos suicida-se em Colônia do Gurguéia-PI

Adolescente de 14 anos suicida-se em Colônia do Gurguéia-PI

Tragédia entristece a cidade

Tristeza e comoção tomou conta de Colônia do Gurguéia-PI, hoje, (21), com a noticia da morte de um adolescente de nome V. F. de 14 anos que foi encontrado enforcado no quintal de casa. Uma tia do adolescente, Adjanane, nos falou que tudo aconteceu por volta de 11 e 30 da manhã. Ela disse que tinha acabado de chegar do colégio onde trabalha, estava trocando de roupa quando ouviu os gritos da irmã, a mãe do adolescente, que tinha entrado no quintal e viu o filho dependurado numa corda, ela é muda e quando viu o filho naquela situação, gritou desesperadamente. A tia do adolescente disse ainda que quando ouviu os gritos, correu imediatamente para saber o que estava acontecendo e quando lá chegou, já encontrou a mãe e a avó do jovem tentando socorrê-lo, mas o adolescente já estava morto. A família disse que não sabe o que levou ao adolescente a suicidar-se, segundo a família e vizinhos, ele era uma pessoa feliz e em nenhum momento demonstrou qualquer tristeza a ponto de cometer tal fato. Astélia Moura, tia do adolescente, nos falou por telefone que ele era muito alegre, e que ontem a noite passou horas com os amigos brincando. âele era um menino muito alegre, isso que aconteceu não tem explicaçãoâ, disse ela. O adolescente era filho da Adelmara, que é filha da Aldenoura, membra legitima da família moura. O corpo do adolescente está sendo velado na casa da sua avó, na Rua Sebastião Barbosa, próximo ao mercado público municipal.

Adolescente de 14 anos suicida-se em Colônia do Gurguéia-PI

Adolescente de 14 anos suicida-se em Colônia do Gurguéia-PI

Tragédia entristece a cidade

 

Tristeza e comoção tomou conta de Colônia do Gurguéia-PI, hoje, (21), com a noticia da morte de um adolescente de nome Victor Fernandes, de 14 anos que foi encontrado enforcado no quintal de casa. Uma tia do adolescente, Adjanane, nos falou que tudo aconteceu por volta de 11 e 30 da manhã. Ela disse que tinha acabado de chegar do colégio onde trabalha, estava trocando de roupa quando ouviu os gritos da irmã, a mãe do adolescente, que tinha entrado no quintal e viu o filho dependurado numa corda, ela é muda e quando viu o filho naquela situação, gritou desesperadamente. A tia do adolescente disse ainda que quando ouviu os gritos, correu imediatamente para saber o que estava acontecendo e quando lá chegou, já encontrou a mãe e a avó do jovem tentando socorrê-lo, mas o adolescente já estava morto. A família disse que não sabe o que levou ao adolescente a suicidar-se, segundo a família e vizinhos, ele era uma pessoa feliz e em nenhum momento demonstrou qualquer tristeza a ponto de cometer tal fato. Astélia Moura, tia do adolescente, nos falou por telefone que ele era muito alegre, e que ontem a noite passou horas com os amigos brincando. âele era um menino muito alegre, isso que aconteceu não tem explicaçãoâ, disse ela. O adolescente era filho da Adelmara, que é filha da Aldenoura, membra legitima da família moura. O corpo do adolescente está sendo velado na casa da sua avó, na Rua Sebastião Barbosa, próximo eo mercado público municipal.

12 de maio de 2014

Agostinho Reis, o pai de Colônia do Gurguéia-PI

Agostinho Reis, o pai de Colônia do Gurguéia-PI

Homenagem ao fundador de Colônia do Gurguéia

 

O projeto colonizador que originou o Município de Colônia do Gurguéia-PI, foi iniciado no dia 13 de maio de 1959, pelo agrônomo florianense Agostinho Reis que dedicou aproximadamente 15 anos de vida em prol do projeto.

No dia 13 de maio de 2014, Colônia do Gurguéia estará completando 55 anos de sua fundação.

As fotos abaixo foram tiradas nas comemorações do Jubileu de Ouro de Colônia do Gurguéia, comemorado em maio de 2009.

Agostinho Reis diz em seu livro que em janeiro de 1959, o então presidente da república Juscelino Kubitschek de Oliveira, pelo decreto 45.219/59, assinava a criação do Núcleo Colonial do Gurguéia, a ser instalado ás margens do Rio Gurguéia, nos Municípios de Elizeu Martins e de Cristino Castro, em área de 24.263 hectares, nas glebas Piripiri, Feliciana e Lagoa Cercada, no Município de Elizeu Martins e gleba Barra dos Porcos, no Município de Cristino Castro. Como estava sempre à frente dos trabalhos, o agrônomo fora convidado para ser o primeiro administrador daquela unidade colonizadora, o convite partiu tanto de Dom Avelar Brandão Vilela como do então presidente do INIC, hoje INCRA, Dr. Walter Cechella. Como aceitara de bom grado, no dia 21 de fevereiro de 59, o diário oficial da união publicava o decreto do presidente da Republica nomeando Agostinho Reis para Administrador do Núcleo Colonial do Gurguéia. (GURGUÃIA: O Vale da Esperança, pág 43).