• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Colônia do Gurguéia

05 de novembro de 2013

Obras na BR 135

Obras na BR 135

As obras na BR 135 estão avançando cada vez mais.

Tá vendo aquele negócio preto no chão? Calma! Calma!, aquilo não é asfalto ainda não, é apenas um material usado para grudar o solo compactado.

Como dissemos aqui, esse blog vai acompanhar o andamento da pavimentação asfáltica da BR 135 que liga a Cidade de Manoel Emídio a Eliseu Martins-PI para que os nossos leitores, principalmente os filhos da região que moram fora, possam acompanhar conosco a realização desse sonho. Só em ver as máquinas do 2º Batalhão de Engenharia de Construção â BEC, trabalhando naquele trecho, percebe-se a transformação por que vai passar a região, as obras estão andando, até a altura da Comunidade Aliança do Gurguéia, já foi feito o serviço de selagem, usando o óleo CM-30 para grudar bem o solo. Quem viaja frequentemente naquela estrada já percebeu a diferença de andar no trecho compactado com o óleo ou andar nas áreas esburacadas, cheias de pedras âcabeça de jacaréâ. Uma coisa é certa, em breve a obra será concluída para alegria de todos que sempre sonharam em ver aquela estrada asfaltada.

Com o andamento das obras na BR 135, há quem diga que depois dessa realização, pode-se sonhar também em ver um dia, a estrada vicinal que liga Aliança do Gurguéia à sede do munícipio asfaltada. Mas isso não é devaneio? Um âsonho de uma noite de verãoâ?. Existem sim, razões reais para que o sonho de ver essa vicinal asfaltada possa se tornar realidade: 1º, tem uma grande construtora na região que é o BEC; 2º, existe a necessidade desse trecho ser asfaltado; 3º, no próximo ano tem eleições e os candidatos precisam de voto; 4º, basta as lideranças politicas do município juntarem forças e buscar dos seus representantes no Congresso Nacional o apoio necessário para essa realização e 5º, essa é a obra que qualquer gestor queria fazer, pois seria a maior obra de uma gestão.

02 de novembro de 2013

22 de outubro de 2013

Ivan de Brito Porto, uma alegria eterna.

Ivan de Brito Porto, uma alegria eterna.

Colônia do Gurguéia-PI perdeu um grande cidadão

Colônia do Gurguéia-PI, recebeu com surpresa, hoje pela manhã, a noticia da morte do Ivan de Brito Porto. Antes de sair para o trabalho, a minha esposa, Esmeralda Araújo Brito Andrade, recebeu uma ligação e logo começou a chorar, era a triste noticia de que seu primo, teria falecido na capital piauiense. A noticia do falecimento do Ivan pegou todo mundo de surpresa, pois ele era uma pessoa saudável aparentemente e não demonstrava nenhuma doença, mas segundo informações, a morte teria sido causada por uma infecção no sangue.

Mas afinal, quem era Ivan de Brito Porto?

Nascido no dia 29 de outubro de 1967 em Colônia do Gurguéia-PI, filho do Sr. José de Brito Porto, conhecido como Zé de Brito e da Dona Carolina de Jesus Brito, conhecida como Dona Calu. Cresceu em solos colonienses onde construiu o que tinha de mais sagrado na sua vida que eram seus familiares e as suas amizades.

Atualmente o Ivan de Brito Porto trabalhava na Universidade Estadual do Piauí - UESPI, em Teresina, mas sempre que tinha uma folguinha vinha visitar a família e os amigos em Colônia do Gurguéia-PI.

O Ivan de Brito Porto era aquele tipo de pessoa que todo mundo queria está perto, quando ele chegava à sua cidade, logo, todos ficavam sabendo, pois era amigo de todo mundo. Sempre que o Ivan estava em algum lugar, de longe já percebia-se que era ele, pois adorava contar piadas e sorrir com os amigos, era como abelhas no mel, onde o Ivan estava, logo logo aquele local enchia-se de amigos que o cercava para sorrir das coisas que ele falava, era um humorista nato. Partiu, mas ficará para sempre guardado e lembrado por aqueles que tiveram o prazer de conhecê-lo. Suas gargalhadas será para sempre lembrada.

Os familiares e amigos de Ivan de Brito Porto, aguardam o seu corpo para ser velado na residência do seu pai, localizada na Av. 13 de maio, no centro de Colônia do Gurguéia-PI e será sepultado amanhã no cemitério da cidade.

21 de outubro de 2013

16 de outubro de 2013

Colônia do Gurguéia perdeu mais um pioneiro

Colônia do Gurguéia perdeu mais um pioneiro

Epifaneo Clemente da Costa foi um dos desbravadores de Colônia do Gurguéia-PI

Faleceu hoje em Colônia do Gurguéia-PI, aos 96 anos de idade o pioneiro Epifaneo Clemente da Costa, conhecido como Senhor Epfâneo. Ele chegou ao assentamento Núcleo Colônial do Gurguéia, vindo da Cidade de Floriano-PI, no dia 17 de novembro de 1959, com sua esposa, a Srª. Maria Henrique da Costa, ambos trabalhadores rurais, e alguns filhos. Epfâneo Clemente da Costa e sua esposa tiveram uma papel de grande importância para o desenvolvimento de Colônia do Gurguéia-PI. O feito desse honroso casal foi reconhecido publicamente na cidade nas comemorações do Jubileu de Ouro, festa de 50 anos de instalação do projeto que deu origem a Cidade de Colônia do Gurguéia, celebrada de 11 a 13 de maio de 2009, na época, o então prefeito Dr. Chiquim condecorou o Sr. Epifaneo Clemente da Costa com a medalha de honra ao mérito municipal Dom Avelar Brandão Vilela, ele recebeu a honraria municipal também im memória a sua esposa, a Srª. Maria Henrique da Costa, já falecida. Na foto ele aparece ao lado da sua filha, Fátima, recebendo a medalha das mãos de Maria do Carmo Gaze.

Senhor Epfâneo e Maria Henrique constituíram uma família exemplar na Cidade de Colônia do Gurguéia-PI.

O senhor Epfâneo partiu deixando 10 filhos, dezenas de netos e uma quantidade incalculável de amigos. O copo está sendo velado na residência da sua filha, Fátima, na Rua Francisco Ferreira, Bairro Anchieta em Colônia do Gurguéia e será sepultado amanhã no cemitério da cidade.

14 de outubro de 2013

Corrente das Flores constrói ponte sobre o Rio Gurguéia.

Corrente das Flores constrói ponte sobre o Rio Gurguéia.

Cansados de tanto esperar, os moradores de Corrente das Flores decidem construir a ponte

Quem não conhece a Comunidade Corrente das Flores precisa conhecer, a humanidade e hospitalidade do seu povo faz a diferença. As famílias Correntinas representam a grandeza do povo da região. A receptividade do povo de Corrente das Flores é algo extremamente encantador e conquistador. O calor sentido em cada abraço e em cada aperto de mão daquele povo juntando-se a frieza dos brejos que regam a região, deixa aquele lugar com a temperatura ideal para qualquer ser humano se sentir bem.   

Corrente das Flores é uma comunidade, município da Cidade de Manoel Emídio-PI, fica distante da sede a aproximadamente 50km e a uma distancia de 16 km aproximadamente de Colônia do Gurguéia. A distância entre Corrente das Flores e Colônia do Gurguéia é separada pelo Rio Gurguéia, onde há tempos os moradores da comunidade cobram que seja feita uma ponte para facilitar a vida daquele povo, mas entra governo e sai governo e essa reivindicação nunca foi atendida. Diante dessa realidade, os moradores da comunidade estão se mobilizando para construir uma ponte de madeira no local, as pessoas estão ajudando como podem para que esse sonho se realize. Estivemos nesse ultimo final de semana na comunidade, onde na ocasião dos festejos foi realizando eventos beneficentes para a construção da ponte. Tiramos algumas fotos da linda paisagem de Corrente das Flores, mas em breve postaremos aqui, fotos do andamento da obra da ponte.


Gurguéia, uma região que assiste seu rio morrer.

Gurguéia, uma região que assiste seu rio morrer.

A maior riqueza da Região Gurguéia, o Rio Gurguéia está precisando de ajuda.

Assim como a história bíblica do bom samaritano, onde aquele homem que descia de Jerusalém para Jericó e caiu em mãos de salteadores que os deixaram quase morto e precisava de ajuda, o Rio Gurguéia também está quase morto precisando urgentemente de socorro. A história bíblica diz que por aquele mesmo caminho onde o homem estava desceu um sacerdote e vendo-o precisando de ajuda, passou de largo para não o ajudar, depois passou também um levita e vendo-o passou de longe para não ajudar. Essa história se parece demais com o que está acontecendo com o Rio Gurguéia.

Nesse último final de semana passei na ponte que interliga Manoel Emídio, Colônia do Gurguéi e Eliseu Martins-PI, parei um pouco e fui tomado por um sentimento de tristeza ao ver o nosso rio morrendo daquele jeito. Refleti sobre aquela realidade, sobre as causas que deixaram o rio naquela situação. Momentaneamente me veio à mente a história do bom samaritano, eu pensei em quantas e quantas autoridades politicas já passaram por ali e viram o rio pedindo socorro, mas não o ajudaram, quantas pessoas já fizeram vista grossa para essa realidade, enquanto isso o Rio Gurguéia se encontra a beira da morte esperando que o bom samaritano venha lhe socorrer. Se as autoridades politicas da Região Gurguéia não unirem as suas forças para pleitear ajuda federal para socorrer o Rio Gurguéia que ainda existe, em poucos dias vamos está conjugando o verbo existir em se tratando do rio, no passado. Vamos dizer para a posteridade: â Nessa região existiu um rio chamado Gurguéiaâ.

 

06 de outubro de 2013

Professores acreditam que prefeita pagará salários atrasados antes de dezembro

Professores acreditam que prefeita pagará salários atrasados antes de dezembro

Depois da suplementação autorizada pela câmara municipal, professores acreditam que vão receber salários atrasados

Depois que a Câmara Municipal de Colônia do Gurguéia autorizou crédito suplementar de 5% com o objetivo de que a prefeitura municipal pague os salários atrasados dos servidores públicos, alguns professores do município estão otimistas. Ouvindo vários professores na cidade, percebe-se que depois da suplementação aprovada, muitos acreditam que a gestão municipal pagará os salários atrasados. âeu mesma acredito que a prefeita pagará esses salários atrasados antes dezembro, até por que a prefeita é uma mulher sensata, sabe que essa divida é do município, ela sabe também que nós professores estamos sofrendo muito por falta desse dinheiro, ela sabe que como mães de famílias temos grandes responsabilidades no lar, pois ela também é mãe e, como muitos dizem que o município tem dinheiro, com certeza a prefeita vai pagar esses atrasados, pois foi para fazer o bem que a maioria do povo da nossa cidade elegeu ela como prefeita, seria injusto chegar ao poder com tanta força de vontade para maltratar uma classe tão sofrida como a nossa, eu acredito que ela vai pagarâ, disse uma professora que não quis se identificar.

Segundo a emenda modificativa apresentada pelos vereadores da oposição, os 5% de credito suplementar sobre o que foi orçado para 2013, corresponde a R$ 742.500,00 e os salários dos servidores atrasados somam um total de R$ 329.522,14, valor esse já empenhado como resto a pagar.

 

04 de outubro de 2013

Câmara municipal autoriza suplementação de 5% para pagar salários atrasados.

Câmara municipal autoriza suplementação de 5% para pagar salários atrasados.

A gestão pediu 50% de crédito suplementar, mas a câmara só autorizou 5% com a condição de pagar salários atrasados.

Em sessão ordinária realizada no dia 02 de outubro, os vereadores da bancada da posição, que são maioria na Câmara Municipal de Colônia do Gurguéia, entraram com emenda modificativa ao projeto de lei da prefeita municipal que dispõe sobre a ampliação do limite de crédito suplementares durante a execução do orçamento municipal de 2013, o projeto do executivo pede suplementação orçamentária de 50%, mas com a emenda dos vereadores só foram autorizados 5%. A emenda modificativa deixa claro que esse crédito suplementar tem como fim especifico para pagar os restos a pagar já empenhados de 2012 que corresponde a R$ 329.522,14. Os 5% de suplementação sobre o que foi orçado para 2013, corresponde a R$ 742.500,00. âNão precisa ser bom de matemática para saber que esse valor dar para pagar os atrasadosâ, disse o presidente José Carlos Gonçalves Teodoro.

Os cinco vereadores de oposição, Maria das Graças de Sousa Constâncio, Elival Alves de Sousa, José Luiz Pereira Sena, Antônio Carlos Pereira da Silva e José Carlos Gonçalves Teodoro, garantiram que logo após a gestão municipal efetuar o pagamento dos salários atrasados, imediatamente eles votarão o suplemento de 35% conforme projeto tramitado na corte legislativa.

Em conversa com o presidente José Carlos Teodoro, ele afirmou que na sessão do dia 02 havia muitos servidores municipais, os quais ele convida a serem testemunhas de que votarão o pedido dos 35% de suplementação, caso a prefeita cumpra com o pagamento dos atrasados. âa nossa desconfiança de que a gestão não cumpra com o pagamento dos atrasados, se justifica por que a câmara municipal votou e aprovou o incentivo salarial dos agentes comunitários de saúde e até agora os mesmos não estão recebendo esse valor, queremos respeito para com os servidores municipais que dão a sua vida para servir a nossa cidade e essa câmara vai defendê-los, mesmo que alguns não entendamâ, disse o presidente.

15 de setembro de 2013

Como anda a saúde de Colônia do Gurguéia?

Como anda a saúde de Colônia do Gurguéia?

Descaso na saúde pública de Colônia do Gurguéia

Se alguém precisou de atendimento médico em Colônia do Gurguéia nesse último final de semana e se dirigiu até ao centro de saúde da cidade, encontrou bem estampado na porta esse papel da foto, escrito a pincel, com a seguinte informação. âNão haverá atendimento médico neste final de semanaâ.

Estive no centro de saúde hoje (15), à tarde com a minha esposa para medir a pressão arterial e encontramos o local sem médico e sem nenhuma enfermeira de plantão, havia apenas duas jovens, técnicas em enfermagem, que fizeram o procedimento de medição. Depois retornamos ao local para saber se haveria atendimento médico no dia seguinte, segunda-feira, (16), e fomos informados que só haveria atendimento médico a partir de terça-feira dia 17. No momento em que estávamos no posto de saúde, várias pessoas chegaram, e a pergunta era sempre a mesma. âTem médico atendendo aiâ?, ao que lhes respondiam. âNãoâ. âQue dia haverá atendimento?â. âA partir de terça-feiraâ.

 Mas afinal, como anda a saúde de Colônia do Gurguéia?

A família e amigos do Sr. Agostinho que o diga, pois ele sofreu um acidente de moto sexta-feira, dia (13), por volta das 19 horas na BR 135, e foi levado para o Centro de Saúde Vale do Gurguéia, uma pessoa que o acompanhou, nos narrou o seguinte. âQuando chegamos ao posto de saúde, lá não havia médico e nem enfermeiras, havia apenas um técnico em enfermagem, logo percebi que o Sr. Agostinho estava zonzo, era notório que ele estava mau, o único procedimento que fizeram lá no posto foi colocar gelo na cabeça dele, nem um arranhão que ele tinha nas costas, eles observaram. O secretario de saúde do município que também estava no posto, disse que o Sr. Agostinho não tinha nada grave e pediu que o levassem para casa, eles não queriam tirara ele para um lugar que tinha médico, mas ele dizia direto que estava doendo muito a cabeça, depois de muita insistência das pessoas que estavam ali, providenciaram retirá-lo para a Cidade de Eliseu Martins-PI, pois como já disse, em Colônia não tinha médico, o que eu achei mais impressionante é que nem a cabeça dele que estava toda ensanguentada eles lavaram, ele foi todo sujo de sangueâ, disse aquela pessoa.

Segundo familiares do Sr. Agostinho, como em Colônia do Gurguéia não havia médico, e depois de várias insistências para transferi-lo para outro local, o doente foi levado para Eliseu Martins-PI, onde foi examinado por um médico que o encaminhou para Floriano e de lá ele foi para Teresina onde foi operado da cabeça, mas hoje, 15, por volta das 5:30 da manhã, ele faleceu.

 Art 196 da Constituição da República Federativa do Brasil. âA saúde é direito de todos e dever do estado, garantindo mediante politicas sócias e econômicas que visem à redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperaçãoâ. 

06 de setembro de 2013

7 de setembro, como já foi essa data em Colôlonia do Gurguéia?

7 de setembro, como já foi essa data em Colôlonia do Gurguéia?

Moradores de Colônia do Gurguéia lembram como já foi a data 7 de setembro na cidade

Sempre que nos aproximamos da data 7 de setembro, são muitas as vozes que se ouvem falar: âComo já foi essa data em Colônia do Gurguéia?â Os colonos mais velhos lembram dessa data com muita empolgação, pois os 7 de setembros eram comemorados na cidade com toda a pompa que merece. A D. Isabel de Brito Porto estava lembrando que o Dr. Agostinho Reis tinha todo cuidado do mundo para essa data não passar em branco, ele mesmo cuidava dos preparativos. Nos dias 7 de setembros, todas as escolas do município cuidavam para fazer bonito, formavam-se aqueles pelotões de estudantes, todos fardados, expressando com seus uniformes o amor pela pátria e o orgulho da escola. A cidade outrora era tomada pelo sentimento patriótico de ser um pedacinho do Brasil que no dia 7 de setembro de 1822 consegui tornar-se independente de Portugal. Não muito distante, a educação de Colônia do Gurguéia não media esforços para dar a celebridade que essa data merece. Os dias que antecediam o 7 de setembro, eram marcados pelo ritmo da charanga que ensaiava duas vezes ao dia, pela manhã e a tarde, os ensaios aconteciam na pista de pouso do município e os próprios estudantes eram responsáveis pela batida do desfile, ao lembrar daqueles tempos, ouve-se pelas asas portentosas da imaginação, o som do bumbo e das caixas dando aquela batida forte que enchiam os corações colonienses de orgulho. Ah! 7 de setembro, os tempos mudaram a tua história continua a mesma, mas pouca importância lhe é dada. Nas noites que antecedia o 7 de setembro, as escolas dormiam com as bandeiras hasteadas a meio mastro, os pais de Colônia do Gurguéia já tinham um compromisso inadiável, levar os filhos para o desfile e acompanhá-los com uma garrafinha de água em todo o percurso. Eram dias de empolgação, eram dias de festa, os 7 de setembro em Colônia do Gurguéia eram marcados pelo verdadeiro sentimento de independência, afinal, no dia 7 de setembro, comemora-se a independência do Brasil e Colônia do Gurguéia é um pedacinho desse magnifico país.