• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Dom Expedito Lopes

PREFEITURA MUNICIPAL E SEMTAC PROMOVEM PALESTRA SOBRE O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA,

BOLSA FAMILIA

17/07/2013 08:06h - Atualizado em 18/07/2013 12:32h

                                                   

PREFEITURA MUNICIPAL E SECRETARIA MUNICIPAL DE TRABALHO E AÇÃO COMUNITARIA (SEMTAC) PROMOVEM PALESTRA SOBRE O PROGRAMA BOLSA FAMILIA, COM A PARTICIPAÇÃO DO COORDENADOR ESTADUAL DO PIAUÍ ROBERTO OLIVEIRA.

Centenas de pessoas se reuniram na quadra do Ginásio Poliesportivo “Tio Zé” em Dom Expedito Lopes, o evento contou com as autoridades do município entre elas o prefeito Alecxo Belo e Vice De Assis, vereadores, secretários e diretores municipais. O encontro foi para uma palestra com o coordenador do Bolsa Família do Piauí Roberto Oliveira. 

A palestra foi uma iniciativa da Secretaria Municipal de Trabalho e Ação Comunitária – SEMTAC – juntamente com a prefeitura do município, com o objetivo de esclarecer à população da cidade sobre os critérios de participação no Bolsa Família

De acordo com a Secretária Municipal de Trabalho e Ação Comunitária, Maria do Socorro Santos Dantas, há a necessidade de verificação de quais pessoas se encaixam nos critérios de inclusão do programa, para tanto, nada melhor que trazer o coordenador estadual para falar sobre o assunto. Espera-se assim que aquelas pessoas que não se enquadrem desliguem-se voluntariamente do projeto.

Durante a palestra Roberto disse que o primeiro passo que se deve ter é observar se a pessoa está no perfil, caso não esteja, o ideal é que se faça o desligamento voluntário, pois se em até três (3) anos a renda sofrer uma diminuição o beneficiário terá o retorno garantido, ao contrário do que ocorre com quem é pego em auditoria.

                                                                 O PROGRAMA BOLSA FAMILIA

                                                                  

O Programa Bolsa Família (PBF) é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o País. O Bolsa Família integra o Plano Brasil Sem Miséria (BSM), que tem como foco de atuação os 16 milhões de brasileiros com renda familiar per capita inferior a R$ 70 mensais, e está baseado na garantia de renda, inclusão produtiva e no acesso aos serviços públicos.

O Bolsa Família possui três eixos principais focados na transferência de renda, condicionalidades e ações e programas complementares. A transferência de renda promove o alívio imediato da pobreza. As condicionalidades reforçam o acesso a direitos sociais básicos nas áreas de educação, saúde e assistência social. Já as ações e programas complementares objetivam o desenvolvimento das famílias, de modo que os beneficiários consigam superar a situação de vulnerabilidade.

O Programa atende mais de 13 milhões de famílias em todo território nacional de acordo com o perfil e tipos de benefícios: o básico, o variável, o variável vinculado ao adolescente (BVJ), o variável gestante (BVG) e o variável nutriz (BVN) e o Benefício para Superação da Extrema Pobreza (BSP).. Os valores dos benefícios pagos pelo PBF variam de acordo com as características de cada família - - considerando a renda mensal da família por pessoa, o número de crianças e adolescentes de até 17 anos, de gestantes, nutrizes e de componentes da família.


Com base nesses dados, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no PBF. No entanto, o cadastramento não implica a entrada imediata das famílias no Programa e o recebimento do benefício. 
Contato: 
Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc)
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)
SEPN 515 – Bloco B – Edifício Ômega – 5º andar
CEP 70770-502 – Brasília/DF
0800 707 2003[email protected]

Fonte: Josely Ecologista
Edição: Josely Ecologista
Por: Josely Ecologista

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas