• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia
Luís Correia

Justiça determina saída dos invasores do MCMV em Luís Correia

Os ocupantes das casas devem retirar apenas as próprias pertenças deixando o local no mesmo estado que encontraram para evitar responsabilização posterior.

19/11/2014 15:17h - Atualizado em 19/11/2014 15:28h

O juiz Willmann Izac Ramos Santos, da Vara única de Luís correia, deu sentença favorável à prefeitura municipal de Luís correia que ajuizou uma ação civil publica para responsabilizar os invasores do Programa MCMV (Minha Casa, Minha Vida) fase 1 no bairro Campos, para que seja desocupado dentro de 7 dias. A decisão foi expedida na terça-feira 18, em medida liminar.

O pedido de reintegração de posse foi feito pelo município, logo após a invasão, na ultima quarta feira (22/10). No entanto, foi tentado duas vezes a possibilidade de acordo entre as partes para que não fosse necessária desocupação por intermédio judiciário.

“Ante o exposto, determino, liminarmente, a reintegração de posse, devendo o bem ser restituído provisoriamente ao município de Luís correia- PI, no prazo de 07 dias, a contar da intimação desta decisão”, diz a sentença.

O MM juiz também determinou nova citação dos réus, antes da necessidade de se atender o previsto no artigo 930, do CPC, por ser mais benéfico aos réus.

“Tive a oportunidade de conversar, atenciosamente, com as pessoas ocupantes das casas disputadas. Percebi que as pessoas que ali residem, são pais e mães de família da própria comunidade. Famílias, muitas vezes, com vários, com vários filhos pequenos, havendo crianças consideradas especiais, que sobrecarregam a atenção das mães, inibindo ainda mais a possibilidade das pessoas em obterem meios de prover o sustento. Soube também, de alguns casos de aproveitadores, oportunistas que se apropriaram de casas no local, no intuito de obterem lucro com a venda posterior do imóvel angoriando, porém são casos isolados, diferentes da maioria carente ocupantes dos imóveis”, afirma o juiz na sentença.

Os ocupantes das casas devem retirar apenas as próprias pertenças deixando o local no mesmo estado que encontraram para evitar responsabilização posterior.

Wilton Veras para o Portal O Dia.


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas