• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia
Parnaíba

Prefeitura de Parnaíba reabrirá Hospital para o combate ao Coronavírus

Estamos nos preparando para enfrentar esse virus

22/03/2020 01:05h - Atualizado em 22/03/2020 01:15h

A prefeitura de Parnaíba vem tomando todas as precauções para que o coronavírus não se espalhe na cidade. Para isso a prefeitura estará reabrindo um hospital particular. Hospital será reaberto em caráter de urgência, com a disponibilidade de 12 leitos equipados e em estado de alerta para acolhimento de casos graves causados pelo novo Coronavírus.

O Prefeito Mão Santa esteve na manhã deste sábado (21) realizando a última visita técnica antes de iniciar as ações para reabertura de uma ala do Hospital Nossa Senhora de Fátima, que ampliará o número de leitos disponíveis para tratamento de pacientes que tenham complicações em decorrência do novo Coronavírus.

“Eu quero tranquilizar a população, porque aqui será equipado com todo o material necessário. Essa doença afeta o sistema respiratório do paciente, e aqui nós teremos todo o suporte de respiradores necessários para o melhor e mais adequado tratamento desses casos mais graves que por ventura venham a aparecer”. Afirmou o Prefeito Mão Santa durante a visita.

Já na segunda-feira, homens do Exército e da EMPA iniciarão a limpeza do hospital, além de outros técnicos que trabalharão de forma ininterrupta para que a ala escolhida no hospital esteja a disposição o mais breve possível.

Nesta sexta-feira (20), o prefeito Mão Santa esteve reunido com o subtenente Élcio, chefe de instrução do TG 10-012, ao qual foi solicitado o apoio do Exército Brasileiro, através da 12ª Região Militar, para a instalação de tendas hospitalares, e, de material humano do corpo médico do Exército.

O Prefeito Mão Santa também já realizou conversas com a Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos no sentido de cooperação do corpo médico naval.

Fonte: ascom
Edição: Calixto Dias

Deixe seu comentário