• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Picos

SEMAM faz encaminhamento de pneus inservíveis de aterro

SEMAM faz novo encaminhamento de pneus inservíveis do Aterro Controlado às usinas de reciclagem

15/06/2016 10:32h

A Prefeitura de Picos, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, solicitou a retirada de pneus inservíveis do Aterro Controlado, localizado nas proximidades das BR´s 316 e 020. A ação faz parte de uma parceria da SEMAM com a Associação RECICLANIP que fora pactuada ainda em 2014 com o objetivo de dar destinação correta aos pneus que atualmente geram transtornos ao meio ambiente.

Essa etapa da execução do serviço aconteceu durante toda essa sexta-feira 10/06. Foram retirados aproximadamente 242 m² de pneus inservíveis do Aterro Controlado de Picos. Os pneus fazem parte dos chamados resíduos sólidos, que, além de causarem dano ao meio ambiente, ainda servem de criatório para o mosquito transmissor da dengue.

20160610_075917

Retirada dos pneus do Aterro Controlado. Foto: Ascom

Os pneus serão encaminhados a usinas de reciclagem, de asfalto e incineração dando assim uma destinação ambientalmente correta de acordo com a Lei nº 12.305/2010 da Politica Nacional de Resíduos Sólidos, Resolução CONAMA nº 416/2009 e o Decreto Municipal da Coleta Seletiva.

De acordo com Gláuber Silva a SEMAM vem há dois anos estimulando o reaproveitamento dos pneus por entender a sua capacidade de reutilização e os benefícios dessa ação ao meio ambiente. “Nós inclusive lançamos uma Resolução que disciplina o acondicionamento desses pneus na cidade. Essa é a quarta vez que nós trazemos a carreta da RECICLANIP a Picos e ao todo mais de 200 toneladas de pneus já foram encaminhadas para reciclagem”, acrescentou o secretário.

20160610_075928

Retirada dos pneus do Aterro Controlado. Foto: Ascom

A destinação adequada dos pneus é fundamental para o aumento da vida útil do Aterro Controlado de Picos, pois além do recolhimento destes resíduos promover a saúde pública, não permitindo o acúmulo de água e combatendo a proliferação do mosquito da dengue, também evita que estes materiais sejam levados para rios e córregos ou sejam queimados.

Fonte: Ascom

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas