• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia
Piracuruca

Pai desesperado denuncia negligência médica em Piracuruca

Sr. Manoel Damião procurou a emissora de Rádio da cidade para denunciar o caso

26/03/2014 16:22h

Nesta quarta-feira, 26 de março, compareceu à Rádio AM Sete Cidades de Piracuruca o senhor Manoel Damião, mestre de obras, morador do bairro de Fátima, denunciando negligência médica no caso de sua esposa, que estava grávida e vinha sendo acompanhada pelo médico Raimundo Alves Filho. A mesma estava sentindo dores há alguns dias e o médico orientou que ficasse em casa, em repouso, em casa tomando o remédio buscopan e aguardasse uma semana para que fosse examinada. Ao procurar o médico pessoalmente o mesmo disse que a paciente não estava grávida, segundo relato do esposo. A mesma perguntou se não estava grávida, como tinha o exame de sangue em mãos? O médico mandou a paciente fazer outro exame e mostrar pra ele uma semana depois. O senhor Manoel Damião mandou a esposa para Piripiri e a médica disse que ela havia perdido a criança e deveria procurar urgente a maternidade. Após isso dona Rosa recebeu um telefonema da atendente do consultório de Raimundo Alves para saber sobre sua saúde e para informar que a paciente tinha perdido a criança. Além do descaso na avaliação do caso desde as primeiras dores da gestante, o pai está revoltado pelo fato de o médico ter atendido a paciente cara a cara e não ter revelado a verdade sobre o aborto, só depois a atendente teria avisado por telefone o diagnostico verdadeiro, resultado este que o casal já tinha obtido em Piripiri. Além disso, ela passaria uma semana perdendo sangue em casa se tivesse obedecido à recomendação do médico. Manoel Damião disse que sempre foi um fiel seguidor político do médico, que também é prefeito de Piracuruca, mas pede que o mesmo nunca mais apareça em sua porta para pedir voto. Relatou outros casos onde pessoas necessitadas se viram decepcionadas com as atitudes do prefeito inclusive com recusa de cesta básicas para deficientes

Por: Rafael Carvalho

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas