• assinatura jornal

Notícias Piripiri

04 de outubro de 2014

Prefeitura de Piripiri intensifica recolhimento de animais na BR 343

A ação é realizada em parceria com a Polícia Rodoviária Federal

A equipe do Departamento de Vigilância Ambiental da prefeitura de Piripiri intensificou, nesta semana, o trabalho de recolhimento de animais no trecho da rodovia federal BR-343 que corta o município. A ação é realizada em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pretende evitar acidentes de trânsito, tendo em vista a expectativa do aumento do fluxo de veículos nas estradas por conta das eleições deste domingo (5).

Normalmente, o serviço de correição motorizada de Piripiri atua apenas no perímetro municipal. Nas estradas e rodovias, esses trabalho é feito em parceria com a PRF e a Secretaria Estadual de Transportes. Com a expectativa do aumento do fluxo, a prefeitura disponibilizou a equipe para atuar nas rodovias.

âQuando há solicitação da PRF para apreensão de animais nas rodovias, deslocamos a equipe de captura para dar esse apoio, pois sabemos do perigo que a presença de animais soltos pelas ruas e estradas representa para o trânsitoâ, destaca o prefeito Odival Andrade.

No último mês de setembro, a prefeitura entregou a nova correição municipal. O local tem currais com capacidade para alojar até 200 cabeças de bovinos e equinos. Além disso, há também baias coletivas para abrigar até 150 animais menores, como suínos, ovinos e caprinos. 

02 de outubro de 2014

TCU diz que UPA de Piripiri foi inaugurada sem condições de funcionar

A unidade foi inaugurada em dezembro de 2012

Um relatório de auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), sobre a obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Piripiri aponta uma série de irregularidades na execução da obra. A unidade foi inaugurada em dezembro de 2012, no final da gestão do ex-prefeito Luiz Menezes, mas nunca realizou atendimentos pela falta de condições físicas e estruturais.

A Prefeitura de Piripiri recebeu, na segunda-feira (29), o Relatório de Auditoria nº TC 010.048/2014-6 e o Acórdão nº 2148/2014-TCU - Plenário, da sessão ordinária realizada pelo TCU em 20 de agosto de 2014. Segundo os documentos, a obra da UPA de Piripiri não obedeceu itens legais e normas relacionadas à vigilância sanitária e acessibilidade, apresentando vícios de construção e a inexistência de instalações hidráulico-sanitárias e de gases adequadas.

Entre outras falhas, a auditoria não teve acesso à aprovação da Vigilância Sanitária que deve constar para a liberação do projeto. Além disso, foram identificados problemas como infiltração na parede da enfermaria, ralos instalados indevidamente em ambientes onde pacientes seriam examinados e corredores sem a largura mínima de 1,5m para permitir a passagem de alguns equipamentos, aparelhos e macas.

âA UPA de Piripiri, inaugurada em 27 de dezembro de 2012, que se encontra inoperante desde então, não pode funcionar, pois foi construída sem a instalação para gases necessária a uma unidade de pronto atendimento, a exemplo de oxigênio, ar comprimido, vácuo e ácido nitrosoâ, afirma o relatório do TCU.

Em sua conclusão, o documento reforça a impossibilidade de funcionamento da UPA nas condições em que foi inaugurada e afirma que âos atrasos na contratação e na execução das obras acarretam prejuízos à população, que não pode dispor no tempo devido dos serviços que seriam prestadosâ, diz o relatório.

A UPA de Piripiri foi planejada para atender a demanda de 23 municípios da região Norte do Piauí, diminuindo o fluxo de pacientes dessas cidades que vêm a Teresina em busca de atendimento de urgência e emergência.

A Prefeitura de Piripiri informou que, desde 2013, está dialogando com o TCU, Ministério da Saúde, Secretaria Estadual da Saúde e prefeituras dos municípios da região para sanar os problemas e, finalmente, colocar a UPA em funcionamento, dentro das normas legais. Com isso, espera-se preservar vidas, prestando um atendimento de excelência e minimizando o sofrimento e os custos acarretados por deslocamentos para a capital.

Veja abaixo, cópias do relatório do TCU e foto da UPA de Piripiri.

01 de outubro de 2014

Prefeitura investe em Academias de Saúde e promove mais qualidade de vida

Comunidades estão sendo beneficiadas com o projeto

 A Prefeitura Municipal de Piripiri, através da Secretaria de Saúde Municipal (SESAM), inaugurou na última segunda-feira (29), mais uma Academia de Saúde, com uma infraestrutura moderna e novos equipamentos. Dessa vez, instalados em um espaço adequado, situado na avenida Deputado Raimundo Holanda, localizada em frente a AABB de Piripiri, onde também funcionará a Coordenação das Academias do Município. O Prédio homenageia a educadora Física âJoysa Ribeiro Barrosâ.

Estiveram presentes na solenidade de entrega da academia, o prefeito municipal de Piripiri, Odival Andrade, o Secretário Municipal de Saúde, Wilson Andrade, Vereadores, lideranças e populares que prestigiaram o evento.

O Secretário de Saúde, Wilson Andrade, ressaltou a importância de ampliar o acesso às academias por parte da população, estimulando a prática das atividades físicas, considerando que este espaço, vai servir também para grupos de atividades esportivas, como: judô, capoeira, jiu-jitsu, dança e outras artes marciais e, principalmente, à população que pratica diariamente: caminhadas e outras atividades físicas voltadas para o bem estar da saúde.

O prefeito Odival Andrade, afirmou que essa academia foi adquirida com recursos próprios do município e em parceria com o Governo Federal. O espaço contará também com profissionais que farão o acompanhamento dos usuários da academia, como: aferição da pressão arterial e teste de glicose.

Em seu discurso, o prefeito Odival Andrade disse: âEssa consciência da população é comprovada pelo número de pedidos que recebemos, onde as pessoas solicitam a instalação de Academias de Saúde em seus bairros. Temos escutado depoimentos de pessoas que mudaram de vida depois da prática de atividades físicas, e ficamos felizes em saber que as pessoas estão atentas à importância de prevenir doençasâ. O prefeito disse também, que está levando as academias para a zona rural, como é o caso da Comunidade São Luís, que já passou por um processo de licitação.

22 de setembro de 2014

Prefeitura de Piripiri inaugura posto de saúde na zona rural

Segunda unidade de saúde construída pela prefeitura, na zona rural, em menos de dois meses.

A população da comunidade Quebrada, na zona rural de Piripiri, agora conta com um posto de saúde. O espaço foi inaugurado no último sábado (20) e é a segunda unidade de saúde construída pela Prefeitura de Piripiri, na zona rural, em menos de dois meses.

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do povoado Quebrada foi construída com recursos próprios do município e atenderá, também, os moradores de outras localidades da região, como Angical, São Luís, Veludo, Saco e Morro Grande. A UBS homenageia o morador Martinho Rodrigues de Farias.

Durante a inauguração, o prefeito Odival Andrade destacou que o prédio, que era de uma escola desativada, foi completamente reformado e equipado para garantir os atendimentos básicos de saúde à população.

âTodos os postos reformados ou construídos pela prefeitura têm recebido os equipamentos para operar dentro do sistema on-line de marcação de consultas, o que agilizará os atendimentosâ, afirma Odival Andrade. 

Vários populares e o secretário municipal de Saúde, Wilson Andrade, também prestigiaram a inauguração do novo posto de saúde do povoado Quebrada.

Somente neste mês de setembro, a Prefeitura de Piripiri entregou outros dois postos de saúde, que foram reformados e ampliados nas comunidades Pé do Morro e Pequi. Além disso, o poder público municipal também inaugurou a nova UBS da comunidade Açude do Governo, que está em funcionamento desde o último mês de agosto.  

De acordo com o prefeito Odival Andrade, a meta é que as 32 Unidades Básicas de Saúde da zona rural de Piripiri sejam recuperadas e ampliadas até o final da gestão.

19 de setembro de 2014

Ex-prefeito de Piripiri desvia R$ 12 milhões e Receita notifica prefeitura

Ex-prefeito de Piripiri Luiz Menezes desvia R$ 12 milhões e Receita Federal notifica prefeitura

A Receita Federal notificou, na manhã de hoje (19), o Município de Piripiri por um débito previdenciário no valor de R$ 12. 410.991,52 autuado em fiscalização em todos os balancetes do exercício de 2011, quando o prefeito da cidade era Luiz Meneses, pai do deputado Marden Menezes.

Entre as irregularidades apontadas constam: pagamentos de servidores e prestadores de serviços que não foram informados à Receita Federal; pagamentos feitos pela Prefeitura, mas cujos descontos previdenciários não foram realizados, portanto, não repassados à Receita; contribuições devidas, mas não repassadas, a entidades e fundos como Serviço Social do Transporte, SEST, e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, SNAT; e â o mais grave â descontos nos salários dos segurados e empregados da Prefeitura, retidos pelo gestor e não repassados à Receita, configurando o crime de Apropriação Indébita Previdenciária (Art.168-A, do CP).

Com a notificação, a Prefeitura de Piripiri tem 30 dias para analisar o relatório da Receita Federal, apresentar defesa e propor parcelamento do débito apresentado.

Para o prefeito Odival Andrade, o débito é mais uma âherança malditaâ deixada pelo ex-prefeito e que irá dificultar ainda mais a gestão atual. âDesde que assumi, essa vem sendo a toada: desmandos, débitos, desvios deixados pela gestão passada, que só atrapalham a governabilidade do município. Faremos nossa parte, mas os responsáveis pelos desmandos serão punidosâ, frisa.

A Assessoria Jurídica do Município de Piripiri já prepara representação criminal e cível, especialmente para responsabilizar o ex-prefeito, pedindo ressarcimento do prejuízo causado ao Município, e, na seara penal, podendo chegar até o pedido de prisão do ex-gestor.

Tabela de informações levantadas pela Receita Federal:

Valores não informados à Receita Federal (não consta na GFIP)

Prefeitura (inclui Secretaria Municipal de Educação

R$ 6.122.904,68

Secretaria Municipal de Saúde

R$ 3.702.983,33

Secretaria Municipal de Assistência Social

R$ 261.176,03

TOTAL

R$ 10.087.064,04

Valores descontados do empregado e não repassados à Receita Federal (Apropriação Indébita)

Prefeitura (inclui Secretaria Municipal de Educação

R$ 928.681,93

Secretaria Municipal de Saúde

R$ 188.907,25

Secretaria Municipal de Assistência Social

R$ 19.807,85

TOTAL

R$ 1.137.397,03

Valores informados à Receita Federal e não descontados do empregado

Prefeitura (inclui Secretaria Municipal de Educação

R$ 657.678,91

Secretaria Municipal de Saúde

R$ 428.755,69

Secretaria Municipal de Assistência Social

R$ 97.449,32

TOTAL

R$ 1.183.883,32

Valores não repassados para SEST/SENAT

Prefeitura (inclui Secretaria Municipal de Educação

R$ 2.236,34

Secretaria Municipal de Saúde

R$ 410,79

Secretaria Municipal de Assistência Social

--

TOTAL

R$ 2.647,13

Centro de Reabilitação de Piripiri realiza 100 atendimentos por dia

Centro de Reabilitação de Piripiri realiza 100 atendimentos por dia

Com pouco mais de dois meses de funcionamento, o Centro de Reabilitação Municipal Adhemar Getirana Neto, em Piripiri, já realiza uma média de 100 atendimentos por dia. São vários serviços de saúde ofertados de forma gratuita à população, inclusive no turno da noite.

O centro tem estrutura adequada e profissionais que ofertam atendimentos de fisioterapia nas áreas traumato-ortopédica, neurológica, respiratória, uroginecológica e obstétrica. Há ainda sessões de hidroterapia, hidroginástica, pilates, reeducação postural global e acupuntura.

Os atendimentos são marcados através da Central de Regulação de Piripiri, sendo que o local funciona nos turnos manhã, tarde e noite. Após o encaminhamento, o paciente passa por uma avaliação da equipe de profissionais para identificar as terapias mais adequadas ao seu quadro clínico.

"Os serviços têm beneficiado uma parcela da população que não tem condição financeira de arcar com esses atendimentos de saúde. Além disso, há também os casos de pacientes que trabalham e não têm tempo de ser atendido durante o dia", destaca o prefeito de Piripiri, Odival Andrade.

O centro de reabilitação foi inaugurado em julho deste ano. Antes, o serviço de fisioterapia em Piripiri era ofertado no Centro de Saúde Dr Adauto Coelho de Resende.