• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Porto

05 de junho de 2016

Raimundo do PT é lançado pré-candidato a prefeito de Porto

A decisão foi tomada pelos deputados Francisco Limma (Estadual) e Assis Carvalho (Federal) .

O prof. Raimundo Ferreira foi incluído na lista do Partido dos Trabalhadores (PT) como pré-candidatos a prefeito de Porto Piauí. Atual vice-prefeito do município e vice-presidente estadual da Obra Kolping, ele entra para o time dos 74 pré-candidatos a prefeito do partido em todo o Estado.

A decisão foi tomada pelos deputados Francisco Limma (Estadual) e Assis Carvalho (Federal) durante o encontro dos diretórios do partido, realizado na manhã do último sábado (04), na Central de Artesanato de Teresina. Raimundo esteve acompanhado do pré-candidato a vereador, Marcelino Oliveira. 

O pré-candidato explicou que a notícia não vai abalar sua relação com o atual prefeito, Manin Geronço (PSDB). “tudo vai depender das conversas que vamos ter com as lideranças de outros partidos em Porto. É natural que haja pré-candidaturas neste período para que o cidadão possa avaliar. Vamos continuar unidos”. 

gdffwqe.jpg

fsdfsdqe.jpg

gdfd.jpgO prof. Raimundo Ferreira foi incluído na lista do Partido dos Trabalhadores (PT) como pré-candidatos a prefeito de Porto Piauí. Atual vice-prefeito do município e vice-presidente estadual da Obra Kolping, ele entra para o time dos 74 pré-candidatos a prefeito do partido em todo o Estado.


A decisão foi tomada pelos deputados Francisco Limma (Estadual) e Assis Carvalho (Federal) durante o encontro dos diretórios do partido, realizado na manhã do último sábado (04), na Central de Artesanato de Teresina. Raimundo esteve acompanhado do pré-candidato a vereador, Marcelino Oliveira. 

O pré-candidato explicou que a notícia não vai abalar sua relação com o atual prefeito, Manin Geronço (PSDB). “tudo vai depender das conversas que vamos ter com as lideranças de outros partidos em Porto. É natural que haja pré-candidaturas neste período para que o cidadão possa avaliar. Vamos continuar unidos”. 

27 de maio de 2016

Presidente deixará Sindicato para disputar eleição de vereador em Porto

Presidente deixará Sindicato para disputar eleição de vereador em Porto

Reeleito recentemente com votação recorde, Francisco é considerado por seus colegas o grande responsável pelas relevantes conquistas da categoria

Na próxima segunda-feira, 30 de maio, o Profº Francisco Ferreira deixará à presidência do Sindicado dos Servidores da Educação Municipal (SINDSERM) e lançará pré-candidatura de vereador em Porto-Piauí. Ele aposta em sua experiência e força sindical para ganhar destaque na Câmara, caso eleito pelo partido PTC, e continuar lutando em prol da categoria.

Há muito tempo a população portuense não tinha conhecimento de um sindicato tão atuante na cidade. Desde que assumiu o Sindserm, em 2014, Francisco resgatou a moral de uma classe antes submissa aos governos municipais e banalizada durante vários anos. A entidade tornou-se, de fato, parceira dos seus mais de 200 filiados, levando informação e sanando dúvidas diariamente por meio de sua assessoria jurídica e contábil.

Neste curto espaço de tempo houve inúmeras conquistas de destaque. Dentre as quais:

Sede oficial da entidade. Atualização salarial do piso nacional para os professores, enquanto que outros municípios não conseguem cumprir, inclusive o Estado. Os vigias das escolas portuenses são os mais bem remunerados da região, por causa da garantia do adicional noturno e horas extras. Redução de carga horaria para os professores de carreira, além da garantia do horário pedagógico que antes não se cumpria no município, bem como lutas por salários em dia. Também, o reconhecimento do Sindicato no âmbito institucional estadual, com registro.

Reeleito recentemente com votação recorde, Francisco é considerado por seus colegas o grande responsável pelas relevantes conquistas do Sindicato.


21 de maio de 2016

19 de maio de 2016

Prefeito apresenta planejamento e proposta para pagamento da educação

Segundo o prefeito Manin, a proposta evita, inclusive, o comprometimento dos pagamentos mensais de 2016

Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (19) na prefeitura de Porto, o prefeito Manin Geronço (PSDB) apresentou uma proposta de pagamento do salário referente ano mês de dezembro de 2015 aos servidores da educação municipal. O gestor prometeu depositar 50% nas contas dos funcionários e pagar o restante em seis parcelas iguais. Caso seja aceita pela categoria, os 50% serão depositados na próxima semana e a 1ª parcela dia 10 de junho. 

A folha de pagamento da educação em dezembro era estimada em 492, 683, 18 reais, em atraso devido queda nos repasses. Deste valor, R$ 246, 341, 59 deve ser pago com o ajuste de 2015 do Fundeb, repassado ontem pelo Governo Federal. As seis parcelas mensais deverão ser efetuadas com recursos do FPM, já que o município não pode usar do FUNDEB para custear dívidas de anos anteriores. 

Segundo o prefeito Manin, a proposta evita, inclusive, o comprometimento dos pagamentos mensais de 2016, que vêm sendo depositados todo dia 10 do mês subsequente. “Vamos pagar, mas dentro da nossa realidade enquanto município. Todos são testemunhas das dificuldades, por isso essa proposta para resolver o problema da greve e também garantir os recursos dos servidores”, disse. 

Em contrapartida, o presidente do Sindserm anunciou que levará a proposta para ser votada em assembleia da categoria, nesta sexta-feira, inclusive com a participação de membros da gestão. Francisco Ferreira disse na reunião que o melhor seria dividir o restante em apenas quatro vezes. Mas, a equipe administrativa e de finanças do município apontou impossibilidade de manter as parcelas com valores acima dos cálculos já estimados do FPM. 

A Secretária de Educação do Município, Professora Clarissa Lira, participou da reunião e demostrou interesse em resolver o impasse juntos aos servidores. “O nosso objetivo é evitar a ausência de aulas para nosso alunado, como também corresponder aos interesses de nossos professores e servidores da educação. Esperamos que a categoria nos compreenda e também a situação financeira a qual estamos vivendo e aceite nossa proposta” ponderou. 

Também participaram da negociação, o vice-prefeito Raimundo Ferreira (PT), vice-presidente do Sindserm, Profº Jaison, Secretário de Administração Francisco Amaral e o responsável pela arrecadação financeira do município, Francisco Pinto.

18 de maio de 2016

03 de maio de 2016

Justiça Itinerante atenderá a população portuense durante três dias

O programa prevê à prestação jurisdicional nas áreas de Família, Infância e Juventude, Registro Civil e Especial Cível

A prefeitura Municipal de Porto, por meio do prefeito Manin Geronço, em parceria com a Justiça Itinerante do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-PI), estará realizando nos dias 04, 05 e 06 de maio, das 8 às 17h, em frente ao Ginásio Poliesportivo (Raimundo B. de Carvalho), centro da cidade, os seguintes atendimentos e serviços:

Expedição de registro de nascimento, realização de casamento, união estável ou divórcio; reconhecimento de paternidade ou maternidade; pensão alimentícia, guarda de criança ou adolescente, tutela de criança ou adolescente, resolução de serviços contratados e não prestados, dentre outros.

Para tal, é necessário levar o original e cópia dos documentos exigidos, bem como carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. O objetivo é contribuir para a universalização e democratização do direito de acesso à Justiça.

O programa prevê tendas montadas e adequadas à prestação jurisdicional nas áreas de Família, Infância e Juventude, Registro Civil e Especial Cível. Profissionais da Secretaria Municipal de Ação Social vão atuar na realização dos serviços.

Saúde:

A Secretaria de Saúde do Município contribuirá com serviços de expedição e renovação de cartão do SUS, agendamento de consultas especializadas e exames/verificação de glicemia capilar, verificação de pressão arterial, consulta médica e campanha de vacinação contra a gripe. 

02 de maio de 2016

Diretor do hospital de Porto fala sobre caso denunciado pelo CRM

Os fiscais denunciaram à polícia um falso médico, identificado como Rafael Gonçalves Rodrigues Meireles, atuando como plantonista no hospital municipal de Porto

O Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) realizou fiscalização em 20 municípios da região norte do Estado, neste final de semana. O órgão fez um relatório de irregularidades no atendimento nos Hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Os fiscais denunciaram à polícia um falso médico, identificado como Rafael Gonçalves Rodrigues Meireles, atuando como plantonista no hospital municipal de Porto, a 158 km de Teresina. Rafael estaria usando no carimbo o número CRM 5670, que pertence a outro profissional. A denúncia é de que ele atuava com o mesmo registro nas cidades de União-Piauí e Matões-MA.

“Este rapaz atuava como plantonista no hospital de Porto. A denúncia é grave, lamentamos que existam pessoas desse tipo e estamos colaborando com as investigações", diz o diretor do hospital, Sr. Antônio Guilherme.

Rafael cursa o último período de medicina numa faculdade da capital. Ele pode ser autuado pelos crimes de exercício ilegal da medicina, por não ser médico devidamente registrado no CRM-PI e por utilizar no carimbo um registro falso (de outro médico), configurando crime de falsidade ideológica.

Sobre a falta alguns materiais para atendimento qualificado no hospital, o diretor afirma que respondeu aos questionamentos dos ficais, apontando os principais problemas existentes por falta de recursos financeiros. “Infelizmente é a realidade da saúde pública do nosso País, a população é testemunha que estamos fazendo de tudo para que o hospital funcione e atenda os pacientes. Há problemas, mas estamos sempre resolvendo em curto tempo".

Antônio Guilherme afirma ter em mãos cópias de ofícios que foram enviados ao Governo do Estado, desde 2013, solicitando ambulância e aquisição de autoclaves.

Ex-prefeito e vereador trocam farpas durante festa do trabalhador

O incômodo encontro marcou a festa do trabalhador, uma prévia do que está por vir na corrida eleitoral

A festa organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), com auxílio de entidades públicas, tinha tudo para ser tranquila em Porto-Piauí, até o momento em que Dó Bacelar, ex-prefeito da cidade, foi anunciado para compor a mesa de honra, convidado da presidente do sindicato, sua companheira e militante.

A quebra de protocolo não agradou a muitos, pois havia uma regra de que só iria participar da mesa de honra, com direito a fala, quem participou das reuniões.

Em seu longo discurso, dentre outras palavras, Dó Bacelar disse está sendo perseguido pela Câmara Municipal dos Vereadores, “Estão cassando minha candidatura. Estão me perseguindo e esquecendo-se do atual prefeito”, disse. Criticou duramente o prefeito Manin Geronço e todos os vereadores. Claro, com exceção dos dois de sua base aliada: João Elton e João Bacelar Filho.

Logo em seguida, Valter Gomes lamentou o inoportuno assunto pautado, “Lamento ter que falar sobre esses assuntos neste dia tão importante, porém não posso ficar calado diante de acusações levianas vindas do ex-prefeito. Quero lembrar que ele teve contas reprovadas pelo Tribunal depois de desviar mais de 2 milhões de reais do município, INSS, dentre outros crimes contra o patrimônio público, e não nós vereadores. Hoje temos uma Câmara independente, não temos vereador carambolo, como os que ele levava para dentro de um quarto para dar ordens”, argumento.

O incômodo encontro marcou a festa do trabalhador, uma prévia do que está por vir na corrida eleitoral. Valter é pré-candidato a prefeito e Dó Bacelar, que está inelegível, deve indicar um nome para disputa.

Ex-prefeito e vereador trocam farpas durante festa do trabalhador

O incômodo encontro marcou a festa do trabalhador, uma prévia do que está por vir na corrida eleitoral

A festa organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), com auxílio de entidades públicas, tinha tudo para ser tranquila em Porto-Piauí, até o momento em que Dó Bacelar, ex-prefeito da cidade, foi anunciado para compor a mesa de honra, convidado da presidente do sindicato, sua companheira e militante.

A quebra de protocolo não agradou a muitos, pois havia uma regra de que só iria participar da mesa de honra, com direito a fala, quem participou das reuniões.

Em seu longo discurso, dentre outras palavras, Dó Bacelar disse está sendo perseguido pela Câmara Municipal dos Vereadores, “Estão cassando minha candidatura. Estão me perseguindo e esquecendo-se do atual prefeito”, disse. Criticou duramente o prefeito Manin Geronço e todos os vereadores. Claro, com exceção dos dois de sua base aliada: João Elton e João Bacelar Filho.

Logo em seguida, Valter Gomes lamentou o inoportuno assunto pautado, “Lamento ter que falar sobre esses assuntos neste dia tão importante, porém não posso ficar calado diante de acusações levianas vindas do ex-prefeito. Quero lembrar que ele teve contas reprovadas pelo Tribunal depois de desviar mais de 2 milhões de reais do município, INSS, dentre outros crimes contra o patrimônio público, e não nós vereadores. Hoje temos uma Câmara independente, não temos vereador carambolo, como os que ele levava para dentro de um quarto para dar ordens”, argumento.

O incômodo encontro marcou a festa do trabalhador, uma prévia do que está por vir na corrida eleitoral. Valter é pré-candidato a prefeito e Dó Bacelar, que está inelegível, deve indicar um nome para disputa.

23 de abril de 2016

Autoridades pedem explicações sobre aumento da taxa de esgoto a Agespisa

O município de Porto é uma das primeiras cidades do Piauí que possui toda sua área urbana atendida por sistema de esgotamento sanitário, inclusive com estações elevatórias e de tratamento

O município de Porto é uma das primeiras cidades do Piauí que possui toda sua área urbana atendida por sistema de esgotamento sanitário, inclusive com estações elevatórias e de tratamento.

Pronta para funcionar e beneficiar à população, a obra foi realizada por meio da parceria Governo Federal, Agespisa (Governo Estadual) e Prefeitura Municipal. Porém, um dado chamou a atenção dos atuais vereadores e do prefeito da cidade: o anúncio da taxa cobrada pela Agespisa.

Em carta enviada à população, a empresa argumenta que, para ser feita a interligação da rede coletora de esgoto às residências, será cobrado o percentual na conta de água de 50% para residências comuns e 80% para grandes redes de comércios e órgãos públicos, conforme determinação da Lei Federal de Nº 11. 445/2007.

Para avaliar a proposta inicial, na última terça-feira, 19, foi realizada uma audiência pública na Câmara Municipal dos Vereadores, onde parlamentares, representantes da Agespisa e o prefeito Manin Geronço (PSDB) discutiram com representantes de bairros os valores anunciados.

O acordo feito na reunião foi revelado pelo Vereador João Paulo, PT, em que o prefeito se reunirá com representantes do Conselho Administrativo da Agespisa, em Teresina, para discutir o processo de concessão da empresa e prestações de serviços na cidade. “Depois, sob poder destes documentos e informações, nós vereadores vamos elaborar uma série de normas e condições anexas para adequação e renovação do contrato”, disse.

Após os trâmites, as novas taxas sugeridas sobre o valor da conta de água deverão ser: De 10% para pessoas de baixa renda, com cadastro único; 20% para outras residências e pequenos comércios e de 50% para órgãos públicos municipais e estaduais. Segundo o prefeito Manin, “enquanto não forem definidas normas de concessão, não poderá haver cobranças de taxas aos moradores”.



21 de abril de 2016

Ex-prefeito pede anulação de reprovação das contas de gestão, mas Juiz nega

O Juiz Titular da 2ª Vara da Fazenda Pública do Poder Judiciário do Estado do Piauí emitiu o parecer desfavorável ao ex-prefeito

Titular da 2ª Vara da Fazenda Pública do Poder Judiciário do Estado do Piauí, o Juiz João Gabriel Furtado Baptista indeferiu o pedido de liminar suspensivo e antecipação de tutela a favor do ex-prefeito de Porto, Domingos Bacelar de Carvalho, que teve contas administrativas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI).

O documento publicado ontem, 20 de abril, destaca à alegação do ex-gestor em relação ao processo despachado pelo TCE, solicitando a suspensão de julgados referentes às prestações de contas de mandatos por ele desempenhados nos anos de 2009 a 2012.

Dó Bacelar afirma não ter recebido as notificações do TCE para sua defesa na corte, já que elas foram encaminhadas para o endereço “Av. Presidente Vargas, nº 112, centro, Porto/PI”, sendo que sua residência, a partir de 31/12/2012, passou a ser na cidade de Teresina.

No entanto, em seu parecer, o Juiz João Gabriel Furtado assegura que, após análise minuciosa das etapas sugeridas no processo, foi constatada regularidade de notificação referente aos anos 2009 e 2010. “Não há fundamentação legal que autorize o deferimento da suspensão dos julgados do TCE/PI”, disse.

“A alegação de que as notificações foram enviadas a endereço para o qual o autor não residia não prospera, vez que as contas relativas ao exercício financeiro de 2009 e 2010 tiveram as notificações do TCE enviadas ao endereço no município do qual o autor era o Prefeito”, explica.

Reprovado:

Dó Bacelar segue inelegível, impedido de participar de processos políticos eleitorais e de gestão pública com deferimento da justiça. O ex-gestor têm contas de gestão reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) e pela Câmara Municipal dos Vereadores de Porto-Piauí, duas instâncias que avaliaram os atos ilícitos praticados enquanto o mesmo foi prefeito do município.




19 de abril de 2016

07 de abril de 2016