• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Piauí sediará fórum regional que discutirá a infraestrutura no Nordeste

O evento será realizado no dia 22 de agosto, no Piauí, reunindo gestores de todos os estados nordestinos.

24/06/2019 20:00h

O governador Wellington Dias reúne-se nesta terça-feira (25), a partir das 7h30, com representantes de empresas de diversas áreas para o lançamento do primeiro "Abdib Fórum Edição Nordeste – Infraestrutura Regional", promovido pela Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDib).

O lançamento acontecerá no Salão Opala do Gran Hotel Arrey, em Teresina, e contará com a presença de representantes de empresas das áreas de energia elétrica, petróleo e gás natural, transportes, saneamento ambiental, telecomunicações e indústrias de base.

O evento será realizado no dia 22 de agosto, no Piauí, reunindo gestores de todos os estados nordestinos.

O governador Wellington Dias vai participar do lançamento do fórum (Foto: André Oliveira / CCom)

A superintendente de Parcerias e Concessões do Estado, Viviane Moura, considera que o Piauí hoje é protagonista no que diz respeito a oportunidades de investimentos em infraestrutura. “Há quatro anos o Estado vem consolidando sua atuação neste segmento, especialmente em virtude das parcerias público-privadas (PPS). Em reconhecimento a esse avanço, a ADBib decidiu fazer o primeiro fórum do nordeste no Piauí”, comenta a gestora.

A ideia é trazer grandes empresas para que elas conheçam a carteira de oportunidades do Piauí e de todos os outros estados do nordeste, no sentido de fazer com que empresários desses setores conheçam um pouco mais das demandas e do potencial de cada estado.

Abdib

Fundada em 1955, a Associação Brasileira da In­fraestrutura e Indústrias de Base (ABDib) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que conta com mais de 100 empresas asso­ciadas e contribui para o crescimento econômico e o desenvolvimento social do Brasil por meio da expansão dos investimentos em infraestrutura e indústrias de base.

Fonte: CCom

Deixe seu comentário