• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Lula e Alckmin pedem votos em São Paulo para os aliados por telefone

Às vésperas da eleição, PT e PSDB dispararam, por telefone, gravações em São Paulo

06/10/2012 11:36h

Às vésperas da eleição, PT e PSDB dispararam, por telefone, gravações do ex-presidente Lula e do governador Geraldo Alckmin na tentativa de levar seus respectivos candidatos ao segundo turno.

Os petistas direcionaram a gravação a 1 milhão de telefones de bairros das zonas sul e leste, onde o partido busca os votos necessários para Fernando Haddad ir à fase final da eleição.

Na gravação, o ex-presidente diz que Haddad seria o candidato mais indicado para trabalhar pelos pobres.

A Folha apurou no comitê petista que o serviço custou R$ 200 mil.

Na campanha de José Serra (PSDB), Alckmin pede votos em gravações disparadas a 500 mil telefones fixos e celulares.

Em sua fala, o governador se apresenta, pede votos para Serra e diz que é importante ter um "parceiro" do Estado na prefeitura.

Além dos 500 mil telefonemas de Alckmin, a campanha tucana está usando a voz de Serra para fazer mais 1 milhão de ligações.

A campanha de Celso Russomanno (PRB) começou ontem a disparar telefonemas com mensagem do candidato. A meta é fazer 2 milhões de ligações.

Na gravação, ele ataca Haddad e defende sua proposta de tarifas de ônibus proporcionais ao trecho percorrido.

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas