• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Piauí

10 de abril de 2020

Governo decreta situação de emergência em 7 municípios por causa da chuva

Governo decreta situação de emergência em 7 municípios por causa da chuva

Decreto leva em consideração aumento do nível dos rios e a a destruição de pequenas barragens na região Norte do Estado.

O governo do Estado do Piauí decretou estado de emergência em sete municípios na região Norte do Piauí por conta do intenso volume pluviométrico registrado naquela área nos últimos meses. Foram abrangidas pelo decreto as cidades de Joca Marques, Luzilândia, Pedro II, Caxingó, Miguel Alves, Porto e Nazária. 

No documento, o governador Wellington Dias destacou que as fortes chuvas que atingiram a região produziram subidas e elevações consideráveis nos níveis dos rios, riachos, lagoas e córregos que cortam os municípios afetados. Colaborou também para a medida o fato de que dezenas de pequenas barragens ficaram destruídas, o que causou o rompimento de estradas, alagamentos de residências e a destruição de plantação das comunidades ribeirinhas.


Governo decreta situação de emergência em 7 municípios por causa da chuva - Foto: O Dia

Pelo decreto, o governador autoriza o chamamento de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre causado pelas chuvas, bem como a realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, como objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelas enxurradas.

A Defesa Civil fica ainda autorizada a adentrar nas residências afetadas para prestar socorro ou determinar a imediata desocupação do imóvel, bem como a usar propriedades particulares para assegurara segurança da população em caso de iminente perigo público. Os imóveis construídos em áreas de risco deverão ser demolidos e sua estrutura levantada novamente em local seguro com o apoio da comunidade.

Com a publicação do decreto, o governo fica ainda autorizado a dispensar licitação para aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre causado pelas enxurradas, bem como para a prestação de serviços e obras de reconstrução e recuperação do cenário urbano que possam concluídas no máximo em até 180 dias.

Mais de 100 mil famílias piauienses podem ter direito a Tarifa Social

Mais de 100 mil famílias piauienses podem ter direito a Tarifa Social

Os descontos na conta de energia podem chegar até 65%. Tarifa Social também vale para que está cadastrado no Auxílio Emergencial.

Teve início nesta semana o cadastro do Auxílio Emergencial criado por conta da crise causada pela pandemia da Covid-19. O benefício no valor de R$ 600,00 será concedido pelo Governo Federal a beneficiários do Programa Bolsa Família, trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados. Este público também tem direito a descontos na conta de energia elétrica porque o novo programa financeiro do Governo Federal segue requisitos semelhantes ao da Tarifa Social, como possuir cadastro no Bolsa Família ou ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa.

No Piauí, aproximadamente 100 mil clientes da Equatorial Energia têm perfil para a Tarifa Social e ainda não registram seus dados na empresa. Os descontos na conta de energia podem chegar até 65%. A inscrição no Cadastro Único, exigido para o Auxílio Emergencial, também é necessária para garantir o benefício da Tarifa Social.


Perfil socioeconômico do Auxílio Emergencial é o mesmo que garante desconto de até 65% na conta de energia elétrica - Foto: Divulgação/Equatorial Piauí

“Esse é um momento difícil e que toda a ajuda é bem-vinda. Estamos focados em conceder o benefício da Tarifa Social a quem realmente precisa. Nosso objetivo é fornecer energia para o estado, mas também de garantir que a população que tenha dificuldade de pagamento consiga manter sua adimplência”, declara Juliana Duarte, Gerente de Gestão Comercial da Equatorial Piauí.

Neste período de pandemia, as agências de atendimento da Equatorial Piauí continuam fechadas para garantir a segurança dos colaboradores e clientes, mas o cadastramento da Tarifa Social continua sendo realizado pelo e-mail [email protected] ou pelo call center da Distribuidora, por meio do número 0800 086 0800.

Reparo em adutora na zona Leste é concluído; abastecimento foi normalizado

Reparo em adutora na zona Leste é concluído; abastecimento foi normalizado

Em bairros mais altos, a regularização deve ocorrer até o começo da tarde.

Os reparos para corrigir a adutora que rompeu ontem (09) na zona Leste de Teresina já foram concluídos. O fato ocorreu na Avenida Ininga, provocando um enorme chafariz de água e alagando ruas próximas.  Equipes da empresa Águas de Teresina estavam no local no momento do ocorrido e o Corpo de Bombeiros também foi acionado. 

Segundo a concessionária, o abastecimento já foi normalizado na região da zona Leste. Em bairros mais altos, a regularização deve ocorrer até o começo da tarde.

De acordo com a empresa, o rompimento da adutora se deu porque no local está sendo construída uma caixa do sistema de drenagem e que, com a chuva que caiu na Capital na última quarta-feira (08), as escoras foram arrastadas, provocando assim o vazamento.

Confira na íntegra a nota de esclarecimento:

A Águas de Teresina informa que concluiu o reparo no vazamento da adutora na Avenida Ininga ainda na noite da quinta-feira (9). O abastecimento foi retomado e a normalização do fornecimento de água tratada para os bairros da zona Leste vem se dando de forma gradativa. Nas localidades situadas em áreas mais altas, a regularização se dará até o começo da tarde.

No local estava em construção uma caixa do sistema de drenagem, que na noite de quarta-feira (8), teve suas escoras arrastadas pela chuva. Isso provocou o vazamento na conexão da adutora. 

Tão logo o vazamento foi identificado, a Águas de Teresina atuou de forma rápida no reparo. A concessionária também está em contato com os moradores do entorno para prestar o apoio que se fizer necessário. 

A Águas de Teresina está disponível pelo 0800 223 2000 ou 115 para tirar dúvidas e atender solicitações de serviços. 

Médico tem autonomia para receitar cloroquina, mas deve estar ciente dos riscos

Médico tem autonomia para receitar cloroquina, mas deve estar ciente dos riscos

Em parecer conjunto com a Câmara de Infectologia, o CRM-PI reiterou que não há comprovação científica da eficácia do medicamento em pacientes com Covid.

No início desta semana, o Ministério da Saúde decidiu mudar o protocolo de atendimento às vítimas do Coronavírus no Brasil e liberar o uso da Cloroquina aos pacientes. A medida vem gerando polêmica e debates em torno da real eficácia do medicamento, principalmente no tocante aos efeitos colaterais que sua administração pode trazer. No entanto, a Cloroquina só deverá ser receitada a pacientes que estejam em estado grave nas UTI’s. Para pacientes leves, o Ministério da Saúde não aconselhou sua utilização.


Leia também: Governo do Piauí anuncia compra de cloroquina para tratamento do Covid-19  


Na última quarta-feira (08), o governador Wellington Dias autorizou a Secretaria de Saúde (Sesapi) a comprar Cloroquina para o tratamento da Covid-19 nos pacientes piauienses em estado grave. Ontem (09), o Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) emitiu um parecer conjunto sobre a administração do medicamento nas vítimas da doença.

No documento, o CRM-PI diz que o médico tem autonomia para prescrever a cloroquina e a hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19, mas que tem estar ciente dos riscos e precauções que deve tomar quanto aos antecedentes dos pacientes em relação a cardiopatias, insuficiência hepática, epilepsia ou hipersensibilidade à droga. O Conselho ressalta que os pacientes para os quais forem prescritas a cloroquina ou hidroxicloroquina precisam ser monitorados quanto aos adversos eventos cardiovasculares e outros inerentes ao uso do composto.


CRM-PI emitiu parecer conjunto com a Câmara de Infectologia do Piauí sobre o uso da cloroquina em pacientes com Covid-19 - Foto: Agência Brasil

O CRM pontua ainda que o paciente deve ser informado pelo médico de todas as possíveis complicações e efeitos colaterais mediante assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, que foi anexado ao parecer divulgado pelas Câmaras Técnicas de Infectologia e de Medicina Intensiva do Conselho Regional de Medicina do Piauí.

“Os resultados da utilização da cloroquina são apenas experimentais, não havendo evidências científicas comprovando a sua eficácia. Os estudos sobre a utilização [da cloroquina] para tratamento de Covid-19 estão sendo atualizados a todo momento, devendo o médico buscar as orientações necessárias e atuais junto aos órgãos superiores de saúde a respeito de doses, duração do tratamento e associações com outras drogas”, finaliza o parecer do CRM-PI.

Governo faz levantamento de piauienses que não receberem auxílio federal

Governo faz levantamento de piauienses que não receberem auxílio federal

Objetivo é de garantir renda básica para as famílias mais pobres

O Governo Federal está disponibilizando um auxílio emergencial neste momento de pandemia por conta do Covid-19. E para que o maior número de piauienses receba ajuda neste momento,, o Governo do Estado está iniciando um levantamento das pessoas que vivem no Piauí em situação de vulnerabilidade social que não conseguirem o auxílio.

O repasse da União no valor de R$ 600 teve início nesta quinta-feira (9), para pessoas cadastradas no CadÚnico, não contempladas pelo Bolsa Família. Há um grande número de famílias no Piauí que se enquadram no perfil, mas há a possibilidade de alguns não conseguirem se habilitar para receber a ajuda.

Em videoconferência com gestores da área social, na tarde desta quinta (9), o governador Wellington Dias reiterou a prioridade para que nenhuma pessoa necessitada fique sem assistência no Piauí.

“O melhor dos mundos é aquele onde se protege os mais pobres do Piauí. Não vamos deixar que as pessoas passem fome em nosso estado. Vamos fazer uma busca ativa para não deixar nenhuma família de fora”, assegurou Dias.

A Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc) está analisando toda a base de cadastros no sistema de assistência em nível estadual. São aproximadamente 750 mil famílias, sendo 400 mil atendidas pelo Bolsa Família. O órgão está empenhado em resolver pendências para garantir o auxílio emergencial ao maior número possível de famílias.

Na próxima terça-feira (14), o secretário da Sasc, José Santana, se comprometeu em apresentar a relação com o resultado da busca ativa pelos não-beneficiados. “Precisamos de um tempo até se confirmar o benefício para que a gente não incorra no risco de incluir pessoas que já vão ser atendidas pelo auxílio emergencial. São 750 mil famílias cadastradas no sistema, cerca de 400 mil no bolsa família”, ressaltou Santana.

O deputado estadual Francisco Limma, sugeriu a separação em zonas (urbana e rural) para facilitar a identificação das famílias que devem receber o atendimento do governo estadual. A deputada estadual Elizângela Moura, ligada ao movimento dos trabalhadores na agricultura, participou da reunião virtual e foi convidada a auxiliar nessa triagem. 

Participaram ainda da videoconferência, o deputado estadual Francisco Costa e o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Herbert Buenos Aires.

O governador Wellington Dias finalizou a reunião pedindo a todos que transmitissem durante o feriado, o apelo do “fique em casa”. “O cuidado é para não chegar nas pessoas onde o vírus é mais perverso. Doze por cento da sociedade é do grupo de risco: diabéticos, hipertensos, pessoas com problema renal, cardíaco, fígado, pulmonar. São esses que complicam. Há necessidade de a gente manter ainda o apelo para todos ficarem em casa”, ressaltou.

Online: aulas do Ensino Fundamental iniciam nesta segunda-feira (13)

Online: aulas do Ensino Fundamental iniciam nesta segunda-feira (13)

O objetivo é envolver alunos, professores e familiares para dar continuidade ao fluxo de aprendizagem

As aulas voltadas para alunos da rede pública estadual, na etapa Ensino Fundamental, começam na próxima nesta segunda-feira (13). O projeto faz parte de um forte trabalho da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e do Governo do Estado para a prevenção, controle e contenção de riscos e danos e agravos à saúde pública, em virtude da pandemia causada pela Covid-19. O objetivo é envolver estudantes, professores e familiares em uma grande rede para dar continuidade ao fluxo de aprendizagem com qualidade, sem sair de casa e sem se expor ao novo coronavírus.

“Educação, para mim, é o início de tudo, inclusive do exercício da cidadania e da garantia de um Estado democrático. Por isso, é um dos setores que não pode parar e, desde já, agradeço aos educadores, pais e alunos pela compreensão”, declara  a gerente de Ensino Fundamental da Seduc, Marília Aragão.

A Seduc elaborou um plano de ação  que regulamenta as aulas da Rede Pública Estadual que estabelece que a carga horária correspondente aos dias letivos, alvo de suspensão de atividades presenciais, será realizada por meio de atividades à distância/domiciliares, utilizando estratégias de ensino e acompanhamento da aprendizagem de forma remota e organizando aulas não presenciais, com orientação de professores e do núcleo

Além das estratégias sugeridas nas diretrizes, as escolas poderão contar com aulas ao vivo através do YouTube, a partir do dia 14, aulas contextualizados de forma interdisciplinar. Os alunos terão uma aula de 50 minutos por dia, de oficina de português e matemática.

Nas terças-feiras e quintas-feiras os alunos terão aula de Matemática. Já às quartas-feiras e sextas-feiras de Português. Nesta nova fase, mais de 36 mil alunos do Ensino Fundamental da Seduc serão atendidos pela iniciativa.

"Toda a população é considerada casos suspeitos", diz Sesapi

Ministério da Saúde disse que no Brasil não há mais transmissão comunitária e que, por isso, todo mundo passa a entrar no grupo de potenciais casos, sejam eles sintomáticos ou assintomáticos.

Ontem (09), o Ministério da Saúde informou que o Brasil não possui mais casos de transmissão comunitária do Novo Coronavírus, o que significa que toda a população, independentemente de ter apresentado os sintomas ou ter procurado um médico, é considerada suspeita de contaminação com a doença. Por conta disso, a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) reformulou a maneira como divulga seus boletins epidemiológicos: a partir de hoje, não serão mais informados os números de casos suspeitos, uma vez que todos os piauienses passaram a ser incluídos neste grupo.

Quem explica é o superintendente de Atenção Básica da Secretaria, Herlon Guimarães. “Com a declaração do Ministério de que não existe mais a transmissão comunitária, então toda e qualquer pessoa é considerada suspeita. Desde a semana que o Ministério pediu para que usássemos mascaras pelo simples fato de que todos fazerem parte desse grupo de possíveis casos do Coronavírus. A pessoa pode estar sintomática ou assintomática, por isso nossos boletins agora terão apenas dados confirmados, óbitos e os descartados”, explica Herlon.


Herlon Guimarães explica que agora toda a população é considera suspeita de ter a Covid-19 - Foto: O Dia

De acordo com o último boletim divulgado pela Sesapi, o Piauí possui 40 casos confirmados da Covid-19, 955 casos descartados mediante exames laboratoriais e sete óbitos. Uma dessas vítimas fatais da doença é uma jovem de 22 anos. Vale lembrar que a maior parte dos infectados no Piauí está fora do grupo de risco dos idosos e possui entre 30 e 59 anos.

Piauí aumentou capacidade de testagem

Ainda ontem (09), o Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen-PI) passou a funcionar em regime de plantão 24 horas por dia. O objetivo dessa nova escala é aumentar a capacidade de testagem para detectar casos do Novo Coronavírus aqui no Estado em pacientes monitorados. Segundo a Sesapi, das 148 UTI’ que integram a rede pública do Piauí, 26 leitos estão sendo utilizados para o tratamento da doença.

09 de abril de 2020

Sesapi alerta população sobre compartilhamento de fake news

Sesapi alerta população sobre compartilhamento de fake news

População deve se manter informada por meio de órgãos oficiais e dos meios de comunicação

Neste momento de pandemia por conta do coronavírus, diversos órgãos estão trabalhando juntos, a fim de manter a população segura e bem informada com relação às medidas que estão sendo adotadas, bem como a situação do Piauí no que diz respeito ao número de casos.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) é o órgão estadual que está a frente da divulgação dos boletins diários, trazendo dados sobre a quantidade de casos confirmados, descartados e óbitos confirmados por conta do Covid-19. Mas, a Secretaria faz um alerta à população sobre a disseminação de notícias falsas nas redes sociais.

Por meio de nota, a Sesapi pontua que a população deve buscar as fontes oficiais para se manter informada e que isso pode ser feito através do site da instituição, no endereço eletrônico www.saude.pi.gov.br. E que a divulgação de listas falsas é uma atitude inadequada, sobretudo neste momento de pandemia.

Vale ressaltar que, além da Sesapi, a população deve se manter informada através dos meios de comunicação.

Confira a nota da íntegra.

A Secretária de Estado da Saúde comunica que, por meio do site institucional da SESAPI, (http://www.saude.pi.gov.br/ ), todos têm acesso à lista verídica dos aprovados no Teste Seletivo Simplificado realizado para selecionar profissionais para as ações de enfrentamento à COVID-19. Esta Nota tem por finalidade ressaltar a fonte da informação verídica, dado que estão sendo compartilhadas listas falsas nas Redes Sociais, numa clara demonstração de Fake News, inadequadas em qualquer instante e, principalmente, numa situação de emergência como a que estamos vivendo.

Em mensagem de páscoa, Arcebispo de Teresina pede que população ore em casa

Em mensagem de páscoa, Arcebispo de Teresina pede que população ore em casa

Ele pediu para que as pessoas aproveitem as medidas de isolamento social para praticar orações

Em sua mensagem de páscoa, o Arcebispo Metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Brito admitiu que, por conta do cenário de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), esta será uma Semana Santa diferente em relação aos anos anteriores, no entanto, pediu que a população aproveite as medidas de isolamento social para cultivar a prática de orações familiares e estreitar os laços de fé.

“O confinamento familiar também é uma oportunidade, irmãos e irmãs, de vivermos essa comunhão fraterna na família, com os parentes e amigos (...) vamos aproveitar esse momento para uma oração pessoal, para uma leitura bíblica e para uma celebração comunitária da família”, disse o Arcebispo. 

(Foto: Divulgação/Ascom-Arquidiocese)

Como prevenção ao Covid-19, o poder público municipal suspendeu temporariamente a realização de cerimônias religiosas em templos da cidade. O Governo do Estado Também proibiu as viagens intermunicipais, tradicionais nesta época do ano, principalmente para as cidades de grande tradição católica, como Oeiras.

Se adaptando à nova realidade, a Arquidiocese de Teresina elaborou um material com orientações para realização de celebrações religiosas no ambiente doméstico até o domingo de páscoa. Além disso, a orientação é para que os fiéis permaneçam em casa e busquem meios alternativos para acompanhar as missas, como transmissões na televisão e internet.

“Se não sabemos o porque de tudo isso, vamos percebemos o para quê. Para pararmos um pouco e darmos mais atenção aos outros, escutarmos  as pessoas, darmos mais atenção aos idosos e aos doentes, aos filhos e aos pais”, conclui Dom Jacinto.

OAB-PI realiza campanha em prol das pessoas em vulnerabilidade social

OAB-PI realiza campanha em prol das pessoas em vulnerabilidade social

A campanha #OABSolidária visa arrecadar dinheiro e cestas básicas

Em meio à pandemia do novo Coronavírus, a chave para impedir situações mais graves é ser solidário, pois a disposição para colaborar pode ajudar inúmeras famílias que estão sem renda neste período. Pensado nisso, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, em uma ação conjunta com todas as Comissões Temáticas, está realizando Campanha #OABSolidária que visa arrecadar doações em dinheiro e cestas básicas para as pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A Campanha tem como objetivo construir uma corrente de colaboração no combate aos danos sociais causado pelo Coronavírus. O Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto, chama a atenção para a causa e ressalta a importância das doações para minimizar os efeitos da crise que vem atingindo toda a sociedade.

“É tempo de ser solidário. Por isso, a OAB Piauí, como instituição que zela pelos direitos do cidadão e por uma sociedade mais justa, tem o dever de unir forças para realização de ações em prol da população mais vulnerável. Toda Seccional está envolvida nessa iniciativa e acreditamos que, juntos, podemos conseguir ajudar muitas famílias que estão sofrendo”, frisou o Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Neto.

Como doar:

As doações em dinheiro podem ser realizadas, por meio de depósito ou transferência bancária:

Banco do Brasil

Agência: 3791-5

Conta: 5752-5

Cliente: OAB PI DOAÇÕES.

Já as doações de cestas básicas podem ser entregues na portaria da OAB Piauí, no horário comercial: 8h às 12h e de 14h às 18h.

Piauí deve ultrapassar a marca de 5 mi de toneladas de grãos pela primeira vez

Piauí deve ultrapassar a marca de 5 mi de toneladas de grãos pela primeira vez

Pesquisa do IBGE aponta que fatores climáticos contribuíram para o recorde. Entre as cidades que mais se destacaram estão Baixa Grande do Ribeiro e Uruçuí.

Pela primeira vez na história, a produção de grãos no Piauí deve superar a marca de cinco milhões de toneladas, é o que estima um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no mês de março e divulgado nesta quinta-feira (9).

Ao todo, o estado deve produzir cerca de 5.077.194 milhões de toneladas em grãos no ano de 2020, 3,6% a mais que a última estimativa, divulgada em janeiro. O percentual representa um recorde histórico para o agricultura piauiense, que em 2019 teve um incremento de 14,8% em relação à safra colhida. 

“Isso deve-se a fatores climáticos favoráveis, apesar do acometimento de situações adversas em algumas regiões, afetando principalmente pequenos produtores”, avalia o IBGE.

Dentre os produtos que colaboram para essa perspectiva de crescimento está a soja, que se consolida como principal segmento agrícola do estado. Só esse setor deve ser responsável por mais da metade dos grãos colhidos este ano no Piauí, 2.520.288 toneladas, cerca de 8,36% a mais que no ano passado.

Entre os municípios piauienses, o que mais se destacaram na produção de grãos, está Baixa Grande do Ribeiro e Uruçuí, que lideram a produção de soja e milho, respectivamente,  em todo o estado. Outras cidades como Ribeiro Gonçalves, Bom Jesus, Santa Filomena, Currais, Gilbués, Sebastião Leal, Monte Alegre do Piauí e Palmeira do Piauí integram o ranking estadual.

“O levantamento da produção agrícola foi consolidado na maioria das cidades do estado, por meio de pesquisas periódicas, segundo o calendário agrícola das culturas. As informações advêm dos municípios e são consolidadas em uma reunião Estadual, envolvendo vários órgãos ligados ao setor agrícola”, esclarece o instituto.

“Pequenos negócios vão fortalecer nossa economia”, diz diretor do Sebrae

“Pequenos negócios vão fortalecer nossa economia”, diz diretor do Sebrae

Este setor da economia está se reformulado para poder sobreviver no cenário de crise. Sebrae disponibiliza plataformas online para atendimento.

Como um serviço essencial para o funcionamento da cidade, o setor de abastecimento foi um dos poucos que não parou durante essa situação de pandemia e isolamento social. Supermercados, mercados e centrais de distribuição continuam de portas aberta operando, mesmo quem sua carga mínima, para atender à demanda. Mas para quem mora distante de grandes centros de compra, os mercadinhos e mercearias de bairro é que têm sido uma boa alternativa para manter a despensa abastecida durante esta quarentena.


Leia também: 89% dos pequenos negócios já enfrentam queda no faturamento, diz Sebrae 


Vendendo itens de primeira necessidade, estes estabelecimentos estão sendo cada vez mais procurados por quem prefere evitar a maior movimentação dos supermercados. Isso, aliás, é uma das recomendações dos órgãos públicos para diminuir a disseminação do Coronavírus: procurar comércios perto de casa e que não juntem tanta gente no mesmo espaço para evitar inclusive o tempo de permanência na rua.

Mas além do fator epidemiológico de ajudar a evitar a propagação da Covid-19, esses pequenos negócios também merecem uma atenção especial da população durante esta crise porque são eles que mais precisam de apoio para passar pelo momento de desaceleração econômica que se vive. Esses comércios geralmente dependem das vendas do dia a dia para se manterem e ao preferir fazer suas compras neles, a população ajuda um setor que é considerado de base e que será o principal responsável por fortalecer a economia quando esta crise passar.

Quem afirma isso é o gerente de políticas públicas e desenvolvimento territorial do Sebrae Piauí, Helder Freitas. “A nossa economia está baseada sobretudo nos pequenos negócios e para que ela sobreviva é importante dar prioridade a este segmento que está modificando inclusive suas formas de trabalhar. Eles estão criando sistemas de entrega, estão anunciando nas redes sociais. A transformação digital está chegando nesses pequenos negócios e estamos também apoiando que as pessoas comprem do pequeno”, diz Helder.

Para poder auxiliar estes pequenos negócios durante esta crise, o Sebrae Piauí está disponibilizando uma série de cursos online de modo a capacitar quem trabalha no setor e dar orientações quanto às medidas de sobrevivência econômica durante esta pandemia. A Plataforma de Educação pode ser acessada gratuitamente. Há ainda os canais de atendimento pelo 0800 570 0800, pelo whatsapp 86 99583-4586, e também as conversas online através do site do Sebrae Piauí com consultores e especialistas para tirar dúvidas.

Maternidade Evangelina Rosa está criando 10 novos leitos de UTI

Maternidade Evangelina Rosa está criando 10 novos leitos de UTI

Ala, que também contará com 26 leitos clínicos, será para atender a pacientes com coronavírus ou outras viroses.

As medidas de prevenção na Maternidade Dona Evangelina Rosa também se estendem para aqueles servidores acima de 65 anos, que são aconselhados a ficar em isolamento social, bem como aqueles servidores com 60 anos e que tenham comorbidades, além daqueles que apresentem sintomas do Covid-19. Nesse caso, deve-se apresentar o atestado médico emitido pelo médico do trabalho da MDER.

“Temos também uma medida emergencial, no qual estamos isolando toda a Ala D, que estava em reforma. Estão sendo criados mais 10 leitos de UTI para atender a pacientes com coronavírus e mais 26 leitos clínicos, onde atenderemos os pacientes que chegarem com sintomatologia do Covid-19 ou outras viroses. Eles passarão por exames e, tão logo saiam os resultados, serão encaminhados, ou para casa e isolamento social, ou que tenham sua permanência prolongada dentro da maternidade”, disse o diretor geral da Maternidade, Francisco Macêdo.


Francisco Macedo explica todas as medidas que estão sendo adotadas na Maternidade Dona Evangelina Rosa - Foto: O Dia

Os internatos e as residências médicas e de enfermagem continuam mantidos. Já os estágios obrigatórios e as visitas técnicas estão suspensos. Os colaboradores da unidade hospitalar com sintomas respiratórios estão sendo liberados, sem prejuízo, mediante atestado médico apresentado à chefia imediata do setor (supervisão/coordenação).

Já o uso de máscara está sendo necessário segundo as normas da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). Está vedado o uso de telefones celulares nas áreas críticas (centro cirúrgico, obstétrico, UTIs, Ucinco, Ucinca) e restrito nas outras áreas.

Gestantes com acompanhante não terão direito a visitas na Evangelina Rosa

Gestantes com acompanhante não terão direito a visitas na Evangelina Rosa

Medida faz parte do plano de segurança da maternidade para evitar que o novo coronavírus chegue à unidade

A pandemia de Covid-19 tem feito com que órgãos de Saúde do mundo todo adotem medidas de proteção para evitar a disseminação do vírus. No Piauí, a preocupação se estende ainda para pacientes e servidores da maior maternidade de referência em alta complexidade do Estado, a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER).

Dentre as principais recomendações está a suspensão de acompanhante das gestantes nos centros de parto normal, obstétrico e cirúrgico. O diretor geral da MDER, Francisco Macêdo, destaca que essas medidas visam evitar a chegada do vírus na maternidade.

“Tomamos essa medida importante de suspensão da visita na maternidade, pois reduzindo a quantidade de visitas, reduz também o aglomerado de pessoas dentro da maternidade. A recomendação para visitas e acompanhantes é de que as pacientes de UTI materna terão direito a um visitante por dia. As pacientes com acompanhante não terão direito a visitas”, fala.

Também ficam suspensos, por 15 dias, os procedimentos eletivos ambulatoriais e hospitalares do Instituto de Perinatalogia Social do Piauí (IPS), sendo mantidos os serviços de imunização (vacina) e as ultrassonografias. 


Já as pacientes de UTI materna terão direito a um visitante por dia - Foto: O Dia

A maternidade está estruturada para receber possíveis casos de gestantes, puérperas e bebês com Covid-19 que, por ventura, necessitem de cuidados médicos hospitalares, e funcionará como retaguarda para casos suspeitos da doença.

“Desde o dia 1º de abril estamos atendendo os pacientes com sintomas de Covid-19 em um estande montado em frente à Maternidade, para que, com uma equipe formada, possamos atender todas aquelas pacientes grávidas, no sentido de detectarmos precocemente o vírus e encaminhá-las para onde necessário for. Colocaremos ainda uma ambulância à disposição para que aqueles pacientes de baixo risco sejam encaminhados para outros serviços e os pacientes que precisem adentrar na maternidade sejam encaminhados para paramentação, como exames e internação”, explica o diretor geral da maternidade.

Francisco Macêdo comenta ainda que, com as medidas emergenciais, os leitos do Centro de Parto Normal (CPN) serão retaguarda para casos suspeitos de parturientes com previsão de parto normal; a enfermaria 24 da ala “E” será retaguarda para puérperas. 

“Quero ainda lembrar que a Maternidade, única do Estado no atendimento das gestantes de alto risco, até o momento não registrou casos de coronavírus, mas, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Saúde e do Governo do Estado, esperamos conter a chegada do Covid-19 às dependências da maternidade”, frisa.

O diretor geral reforça que as pacientes que chegarem à Maternidade, inclusive de outras cidades, passarão por exames específicos, seja de ultrassonografia e exames laboratoriais, além do Covid-19, sendo encaminhadas para os setores específicos dependendo da gravidade.

08 de abril de 2020

Perícias medicas podem ser realizadas através de app ‘Meu INSS’

Perícias medicas podem ser realizadas através de app ‘Meu INSS’

No Piauí, houve a suspensão dos atendimentos presenciais e acréscimo da analise de pedidos de forma virtual, pois as pericias medicas estão sendo feitas através do aplicativo ‘Meu INSS’.

Todo o órgão do governo tem adotado medidas para reduzir do impacto do novo coronavírus e o INSS não é diferente. No Piauí, houve a suspensão dos atendimentos presenciais e acréscimo da analise de pedidos de forma virtual, pois as pericias medicas estão sendo feitas através do aplicativo ‘Meu INSS’.

Desde o dia 20 de março as atividades estão suspensas. Os atendimentos digitais, online que foram solicitados seguem sendo realizados pelos servidores. “Seja internamente ou em trabalhos de home office”, explicou Daniel Lopes.

Com relação às pericias medicas e pagamento dos auxílios doenças o aplicativo ‘Meu INSS’ surge como solução.

“O cidadão solicita uma pericia medica e anexa um atestado médico e neste caso será antecipado a ele um pagamento de um salario mínimo por três meses como forma de antecipação, com relação aos demais serviços continuam sendo efetuados, mantidos, foi suspensa a prova de vida, ou seja, o cidadão não terá seu pagamento bloqueado durante esses 120 dias, período de quarentena”, Daniel Lopes gerente executivo do INSS Piauí.

Com todas as agencias fechadas a solução para os contribuintes é entrar no aplicativo ‘Meu INSS’ disponível para android e IOS ou mesmo ligar para o número 135. 

Governo do Piauí anuncia compra de cloroquina para tratamento do Covid-19

Governo do Piauí anuncia compra de cloroquina para tratamento do Covid-19

A decisão aconteceu depois de uma reunião com Comitê de Organização Emergencial (COE), entidade que dá orientações sobre os procedimentos a serem adotados no Piauí

O Governador do Piauí, Wellington Dias (PT), anunciou nesta quarta-feira (08) a compra de medicamentos à base cloroquina e hidroxicloroquina e azitromicina, que serão usadas no tratamento de pacientes com o novo coronavírus. A decisão aconteceu depois de uma reunião com Comitê de Organização Emergencial (COE), entidade que dá orientações sobre os procedimentos a serem adotados no Piauí.

Foto: Arquivo O Dia.

A iniciativa está relacionada à elaboração de um protocolo em conjunto com os estados do Pará e Ceará que visa à utilização controlada destas substâncias para o tratamento de doentes infectados com o Coronavírus Sars-CoV-2.

“Autorizei ao secretário de Saúde, Florentino Neto, a partir de orientação do Comitê de Organização Emergencial (COE), a compra de mais medicamentos à base de cloroquina e hidroxicloroquina. Autorizei também a compra da azitromicina para compor o coquetel”, disse o governador.

Conforme Wellington Dias, agora, haverá a elaboração de um protocolo no Piauí para a administração dos medicamentos. “Nossos médicos estão elaborando esse protocolo que dá segurança tanto para o médico quanto ao paciente. Eles estão dialogando com profissionais do Ceará e do Pará e esse documento deve sair ainda nesta quarta-feira (8)”.

Efeitos positivos em pacientes

Nos estados do Ceará e Pará, as substâncias são administradas no estágio inicial do Covid-19, com o objetivo de fazer com que os primeiros sintomas não evoluam para as perigosas infecções pulmonares. Neste caso, é utilizado um coquetel com base em hidroxicloroquina e azitromicina. A cloroquina tem sido utilizada experimentalmente em casos confirmados de Covid-19.

Profissional de Saúde de Piracuruca testa positivo para Covid-19

Profissional de Saúde de Piracuruca testa positivo para Covid-19

A profissional de saúde que contraiu a doença atendeu o prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima, de 57 anos, que faleceu por causa do Covid-19. Ela está em isolamento com boas condições de saúde

A Secretaria de Saúde de Piracuruca informou que uma profissional de saúde do município, de 56 anos, que prestou atendimento ao prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes, que morreu no dia 27 de março por causa do novo coronavírus, testou positivo para doença. O prefeito tinha 57 anos e foi o primeiro óbito por Covid-19 registrado no Piauí. 

Conforme a Secretaria de Saúde de Piracuruca, Antônio Lima deu entrada no Pronto-Socorro do Hospital Municipal Dr. José de Brito Magalhães no dia 27 de março em estado grave, mas não resistiu. No dia seguinte, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirmou que a morte do prefeito foi provocada pela Covid-19.

Diante a situação, nove profissionais de saúde do município, que atenderam o prefeito no Pronto-Socorro, foram colocados em quarentena. Eles passaram por testes rápidos para identificar uma possível contaminação por coronavírus. Os profissionais não foram notificados como casos suspeitos, pois não apresentam sintomas gripais.  

No dia 06 de abril, o Laboratório Central do Piauí (Lacen) liberou os resultados de sete investigados: seis deles deram negativos e um positivo para covid-19. Outro dois resultados ainda estão em analise. A profissional de saúde com resultado positivo está afastado de suas funções laborais, cumprindo quarentena e com boas condições de saúde.

Não assintomáticos

Por fim, a Secretaria de Saúde de Piracuruca informou que uma pessoa infectada pelo coronavírus pode chegar a nem desenvolver sintomas. Embora a doença tenha um padrão de proliferação bastante elevada, 80% das pessoas que entram em contato com ele não apresentam sintomas.  Os Protocolos do Ministério da Saúde e da Sesapi não recomendam a notificação de casos assintomáticos, mas apenas de casos moderados, graves e suspeitos com resultado positivo.

Veja nota na íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 01/2020 – CORONAVÍRUS

De modo a prevalecer o princípio da transparência no acesso às informações de interesse público, a Secretaria Municipal de Saúde de Piracuruca – PI, através da Coordenação Municipal de Vigilância Epidemiológica, tem o compromisso de manter a população informada. Desde o início dos alertas da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Secretaria Municipal de Saúde elaborou o Plano de Contingência do COVID-19, a partir desta data vem divulgando diariamente 02 (dois) Boletins de Casos Suspeitos de Coronavírus, sendo um de pessoas RESIDENTES em Piracuruca e, outro de OCORRÊNCIA de atendimentos prestados a pessoas de outros municípios, nos serviços de saúde municipal.

No dia 27 de março 2020, o então Prefeito de São José do Divino – PI, Sr. Antonio Nonato Lima Gomes, conhecido por Antonio Felícia, deu entrada em estado grave no Pronto Socorro de Piracuruca, mas não resistiu. No dia seguinte, a Secretaria Estadual da Saúde do Piauí – SESAPI confirmou que a morte do prefeito foi causada por COVID-19, o primeiro caso de óbito confirmado no Piauí.

A Secretaria Municipal de Saúde de Piracuruca – PI afastou e colocou em quarentena todos os 09 (nove) profissionais de saúde que participaram do atendimento ao prefeito.

Após visita do Secretário Estadual da Saúde, Florentino Neto ao município de Piracuruca, foi orientado e disponibilizado kits para coletar swab naso e orofaríngeo de todos os profissionais de saúde.

Vale destacar que o PROTOCOLO DE MANEJO CLÍNICO DO COVID-19 / SESAPI, estabelece as orientações específicas para o Manejo Clínico:

Casos leves:

Após visita do Secretário Estadual da Saúde, Florentino Neto ao município de Piracuruca, foi orientado e disponibilizado kits para coletar swab naso e orofaríngeo de todos os profissionais de saúde.

Vale destacar que o PROTOCOLO DE MANEJO CLÍNICO DO COVID-19 / SESAPI, estabelece as orientações específicas para o Manejo Clínico:

1. Não internar, não notificar, não coletar swab naso e orofaríngeo;2. Isolamento domiciliar por 14 dias (se for profissional de saúde, avaliar realização de teste rápido).

Assim com base neste protocolo e nas recomendações feitas pela equipe técnica da SESAPI, foram coletados swab da nos e orofaríngea dos 09 (nove) profissionais de saúde plantonista na noite do falecimento do prefeito. NÃO SENDO NOTIFICADOS esses profissionais como CASOS SUSPEITOS, pois nenhum destes tinha SINTOMAS GRIPAIS, e assim, não atendiam aos critérios técnicos de caso suspeito de COVID-19.

Na data de hoje 06 de abril de 2020, as 18:00hs, o Laboratório Central do Piauí – LACEN – PI, liberou o resultado do exame de 07 (sete) dos profissionais investigados. Destes, 06 (seis) tiveram resultado NEGATIVO e, 01 (um) teve resultado POSITIVO para COVID-19. E são aguardados os resultados de mais 02 (dois) exames.

Esse profissional de saúde com resultado POSITIVO encontra-se afastado de suas funções laborais, cumprindo quarentena e com boas condições de saúde.

Vale ainda informar que uma pessoa infectada pelo Coronavírus pode chegar a nem desenvolver sintomas. Embora ele tenha um padrão de proliferação bastante elevado, 80% das pessoas que entram em contato com ele não apresentam sintomas. E assim, os Protocolos do Ministério da Saúde e da SESAPI não recomendam a notificação de casos assintomáticos, mas apenas de casos moderados, graves e suspeitos com resultado positivo.

Piracuruca-PI, 06 de ABRIL de 2020.

Adriana Silva Fontinele

Secretária Municipal de Saúde

Professora dá dicas para concurseiros em isolamento social

Professora dá dicas para concurseiros em isolamento social

A pandemia mudou a realidade de milhares de pessoas pelo mundo. Para os concurseiros o impacto aconteceu no cancelamento e adiamento de provas.

A pandemia mudou a realidade de milhares de pessoas pelo mundo. Para os concurseiros o impacto aconteceu no cancelamento e adiamento de provas. Porém, os estudos não podem parar, para professora Juliana Guerra existem três grupos:

"O primeiro já era de práxi sair de casa para manter o foco nos estudos para manter o poder de concentrar. Buscava um grupo de amigos para fazer um estudo, uma sala para estudar e mudar o ambiente. Um curso presencial para ter um contato próximo com pessoas que querem o mesmo objetivo e um professor para tirar dúvidas de perto", explica Juliana Guerra. 

A professora diz que neste primeiro grupo as pessoas estão desestabilizadas, por que sentiram impacto no dia a dia. Já o segundo é formado por consurseiros da área da saúde que estão na linha de frente do novo coronavírus e estão tentando manter o foco nos concursos públicos. Mas com medo de levar o virus pra casa, colocar a família em risco e isso pode atrapalhar.


Professora dá dicas para concurseiros em isolamento social. Reprodução

Todavia, ainda os existem estudantes que já faziam isolamento social. Que evitam sair com amigos e mantêm o foco em casa. A Juliana Guerra  diz que essa pessoas não conseguiram ver de forma tão clara os impactos da pandemia, por que já estavam com a vida limitada por causa do concurso público. 

Como dica para melhorar a concentração nos estudos, a professor lembra que é bom evitar noticias ruins logo pela manhã é ruim, o indicado é deixar as distrações para o longo do dia e  que uma boa noite de sono recarrega as energias.

"A dica para quem está com dificuldade de manter o foco dentro de casa, é que fique atento as primeiras horas do dia, por que os estudos já comprovaram que o nosso cérebro entende que o que a gente faz ao acordar é muito importante, e que é entorno daquilo que deve gerar o nosso dia. A tendência é que ele me dê mais foco e energia ao longo do dia",   finaliza.

Justiça autoriza transporte intermunicipal de profissionais da saúde

Justiça autoriza transporte intermunicipal de profissionais da saúde

Com o decreto do Governo proibindo o transporte intermunicipal de passageiros, a circulação dos profissionais que moram em outras cidades mas trabalham em Teresina ficou comprometida.

Com o decreto publicado esta semana pelo Governo do Estado proibindo o transporte coletivo intermunicipal de passageiros, o deslocamento dos profissionais da saúde que trabalham em Teresina, mas residem nas cidades vizinhas acabou prejudicado. É que sem ônibus circulando, eles ficaram sem ter como ir e vir. 

Por conta dos prejuízos que a área da saúde acabaria tendo com a falta desses profissionais diante de uma situação de pandemia como a que se vive, uma rede particular de hospitais de Teresina que conta com 136 funcionários nesta situação acabou entrando com um mandado de segurança junto ao TJ pedindo a autorização para o transporte destes profissionais.

Nesta terça-feira (07), o desembargador Edvaldo Moura concedeu decisão favorável ao pedido e autorizou que, apesar das restrições de mobilidade social determinadas pelo Governo do Estado, estes 136 profissionais da saúde possam ir e vir de suas cidades para desempenhar suas funções aqui na Capital. Alguns deles inclusive atuam na linha de frente do combate ao Coronavírus.


Médicos e enfermeiros que residem em outros municípios tiveram autorização para viajar mesmo com o decreto proibindo o transporte intermunicipal de passageiros - Foto: O Dia

Em sua decisão, Edvaldo Moura destaca  que “é bastante fácil concluir que a falta de transportes dos trabalhadores da área da saúde vai agravar ainda mais a situação complexa em que se vive atualmente com um iminente colapso do sistema de saúde”. O desembargador frisou ainda a falta de precedentes para este tipo de impedimento no direito de ir e vir dos trabalhadores.

Edvaldo Moura considerou que desautorizar a locomoção dos profissionais da saúde configura um contrassenso na atual conjuntura de combate ao Covid-19, já que os médicos e enfermeiros atuam na “linha de frente da pandemia”.

Mas apesar de autorizar o deslocamento dos profissionais da saúde entre uma cidade e outra, o desembargador Edvaldo Moura determinou algumas restrições. Para poder embarcar em um transporte público, o profissional deverá comprovar a condição de funcionário por meio de crachás ou outro tipo de identificação. Além disso, no momento em que desembarcar do veículo, “deverá ser feita uma limpeza e desinfecção de superfícies, equipamentos, estofamentos e carpetes do veículo, que deverão circular com, pelo menos, parte das janelas abertas para manter a ventilação natural e para renovação do ar”, concluiu o desembargador.

Auxílio emergencial: Receita disponibiliza e-mail para regularização de CPF

Auxílio emergencial: Receita disponibiliza e-mail para regularização de CPF

Endereço corporativo permite atendimento online sem necessidade de deslocamento ao cidadão. Beneficiário deve se atentar à documentação necessária.

O governo federal começa a pagar a partir de amanhã (09) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600,00 para quem estiver inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) com conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal. Para que os beneficiários façam seus cadastros, foram lançados ontem (07) o site da Caixa e aplicativos para que os trabalhadores informais façam seu cadastro.

As plataformas utilizam o banco de dados da Receita Federal e para conferir sua situação e saber se tem direito ao benefício, basta que o cidadão digite seu CPF. No entanto, aqueles que apresentarem irregularidades em seu Cadastro de Pessoa Física precisarão fazer a regularização junto à Receita Federal. Para facilitar esse atendimento sem que seja preciso o trabalhador ir até uma agência, a Receita disponibilizou um endereço de e-mail corporativo para regularização do CPF online.


Receita Federal disponibilizou e-mail corporativo para atendimento online - Foto: Agência Brasil

O endereço é [email protected]

O superintendente da Receita Federal no Piauí, Eudimar Ferreira, explica como será feito este atendimento. “É importante se identificar corretamente informando nome completo, CPF, RG e um número de contato. O cidadão deve descrever sucintamente sua solicitação e anexar toda a documentação necessária, especialmente sua identidade, o título de eleitor e um comprovante atualizado de endereço”.

Vale lembrar que uma vez solicitando o atendimento via e-mail, o trabalhador não precisa ir até a Receita Federal conferir o andamento do processo. Tudo será feito online. A ideia é justamente dar celeridade ao trabalho e evitar que se formem aglomerações e filas.

“Essa medida é importante no momento em que atravessamos uma situação crítica da pandemia e que as autoridades reforçam a necessidade de isolamento. Pedimos aos contribuintes que busquem utilizar o e-mail corporativo”, finaliza Eudimar Ferreira.

Presos do Piauí não poderão mais receber alimentos de fora das unidades

Presos do Piauí não poderão mais receber alimentos de fora das unidades

Medida visa impedir a proliferação do Coronavírus dentro das unidades penitenciárias através de embalagens de comida. Médico infectologista explica.

Com a situação de pandemia decretada, o governo tem tomado uma série de medidas para impedir o avanço do Novo Coronvírus. Dentre as ações que estão sendo adotadas estão os decretos emergenciais e as ações para o isolamento social dos indivíduos. A população privada de liberdade (presos) também está inclusa nesta medida. As visitas presenciais de parentes estão proibidas em todos os presídios do estado e, para além disso: o poder público decidiu também proibir a entrada de alimentos vindos de fora dos presídios.

Isto, porque o vírus pode se espalhar através de gotículas de secreção do corpo e as embalagens dos alimentos podem se tornar verdadeiros abrigos para o Coronavírus caso uma pessoa infectada toque em sua superfície. Um estudo dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), da Universidade da Califórnia, de Los Angeles e de Princeton, mostra que o vírus pode sobreviver até três dias em superfícies de aço inoxidável e plástico. Em superfícies de papelão, ele pode sobreviver por até um dia. 

Daí a necessidade de proibir a entrada de alimentos vindos de fora do sistema prisional. Como se trata de um ambiente de aglomeração, se um preso for contaminado, a doença pode se alastrar rapidamente por toda a população carcerária e até mesmo para os funcionários que trabalham nos presídios.


Quem explica em detalhes é o médico infectologista e professor de Doenças Infecciosas da Ufpi, Carlos Henrique Costa. “A contaminação se faz através da tosse e de secreções do corpo. O vírus, ao se transmitir por gotículas, pode se depositar sobre pacotes, sobre embalagens, entre elas, aquelas que carregam alimentos que são levados aos internados. É por esta razão que estão sendo tomadas essas medidas não só no Piauí, como no Brasil e em todo o mundo. É impedir a entrada de alimentos das famílias para os presos a fim de evitar a transmissão lá dentro do cárcere e a eventual devolução dessa infecção para seus familiares”.

Vale lembrar que os ambientes dos presídios, além de serem aglomerados de pessoas, também são, muitas vezes, considerados insalubres. A própria Defensoria Pública do Piauí está pleiteando na Justiça um habeas corpus coletivo para aplicar medidas penais alternativas aos presos provisórios que compõem o grupo de risco ao Coronavírus. São eles idosos, quem apresente comorbidades associadas e os presos com tuberculose.

A medida ainda não foi julgada pela justiça. Mas até lá, todas as visitas presenciais aos presos no Estado estão suspensas e sendo substituídas por videoconferências com os familiares.

Principais vítimas do Coronavírus em THE são homens entre 30 e 39 anos

Principais vítimas do Coronavírus em THE são homens entre 30 e 39 anos

Assim como em todo o Estado, os principais vítimas da Covid-19 na capital está fora do grupo de risco. Isolamento cai e número de óbitos na cidade aumentam.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) divulgou na noite desta terça-feira (07) o perfil dos casos confirmados para o Novo Coronavírus em Teresina. A cidade atualmente possui três óbitos decorrentes da doença, 24 casos confirmados, 130 suspeitos e 425 descartados mediante exames. No total, são 579 casos notificados pelo Município. Mas o que chama atenção é o perfil dos pacientes contaminados.

Segundo a FMS, a maioria dos casos confirmados de Convid-19 na capital piauiense são de homens que possuem entre 30 e 39 anos de idade, ou seja, que estão fora do grupo de risco dos idosos. Esse padrão também foi percebido nos dados estaduais divulgados recentemente pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Conforme o levantamento feito pela Fundação Municipal, 66,6% das pessoas confirmadas para Coronavírus em Teresina são homens e apenas 33,4% são mulheres. 25% dos casos são de pessoas entre 30 e 39 anos e o grupo de risco dos idosos está assim discriminado: 16,6% dos casos são de pessoas entre 60 e 69 anos; 12,5% são de pessoas entre 70 e 79 anos; e apenas 4,2% dos casos são de pacientes entre 80 e 89 anos de idade.

Dos 24 casos confirmados para Covid-19 em Teresina, 66,6% possuem alguma comorbidade associada, como hipertensão, diabetes, obesidade ou problemas cardíacos. Outros 33,3% não apresentam nenhuma outra doença além da própria Covid-19. A taxa de internação na Capital está na faixa dos 12,5%, ainda abaixo da taxa de altas médicas que segue no percentual de 20,9%. Isto significa dizer que tem mais gente dando entrada nos hospitais com quadros suspeitos ou confirmados da doença, que gente sendo liberada porque teve uma melhora ou ficou curado.

Teresinense ainda insiste em descumprir o isolamento

Ainda na noite de ontem, o prefeito Firmino Filho usou suas redes sociais para fazer um novo apelo aos teresinenses que ainda insistem em descumprir o isolamento social. Vale lembrar que este é o único meio concreto disponível atualmente para combater e prevenir o Novo Coronavírus: trata-se de evitar que o vírus se espalhe.

De acordo com Firmino, Teresina vem tendo uma queda considerável no isolamento social. Só nesta terça-feira (07), a taxa de isolamento na capital caiu 10% em relação aos dias anteriores. 

Para efeito de comparação, no último domingo (05), 66% da população cumpriu o decreto e ficou em casa, mas na noite de ontem, o percentual de isolamento estava na casa dos 54,1%, segundo os dados da FMS. Significa dizer que quase metade da cidade não está cumprindo com as medidas preconizadas pelos órgãos de saúde pública para evitar a disseminação da Covid-19.


O prefeito de Teresina tem usado as redes sociais para fazer apelos diários aos teresinenses para que cumpram o isolamento social - Foto: Elias Fontinele/O Dia

“Contraditório e preocupante se considerarmos que os casos confirmados e suspeitos continuam crescendo e hoje tivemos uma morte registrada por Covid-19”, disse o prefeito em sua rede social no dia de ontem. A morte à qual ele se refere foi contabilizada pela FMS ainda na noite de terça-feira (07).

Em seu apelo, Firmino concluiu: “vidas não são apenas números. São pessoas, vivências, sorrisos, parentes e amigos que mais importam. Vamos respeitar e levar a sério as ações que promovem a vida e combater o coronavírus”, finalizou.

Semana Santa: Arquidiocese divulga programação do Tríduo Pascal

Semana Santa: Arquidiocese divulga programação do Tríduo Pascal

Pandemia do novo coronavírus faz com que paróquias se adequem para transmissão virtual das celebrações na Semana Santa.

Este ano, as procissões e via sacras estão suspensas em cumprimento às recomendações da CNBB e de autoridades de saúde e sanitárias, assim como em respeito aos decretos do Governo Estadual e da Prefeitura de Teresina, devido ao isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Contudo, a Arquidiocese de Teresina orienta que os fiéis participem das celebrações pela Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus em casa, através do guia preparado para esse momento e disponibilizado em PDF no site da Arquidiocese (http://arquidiocesedeteresina.org.br/), assim como através das celebrações transmitidas online.


A orientação é que os fiéis acompanhem as missas de casa - Foto: O Dia

Confira os horários das transmissões 

Quinta-feira Santa (09 de abril): Celebração da Santa Ceia do Senhor

- Forania Centro

Igreja Catedral Nossa Senhora das Dores

Transmissão: às 16h30 pelo Facebook e canal do YouTube da Arquidiocese, pela TV O DIA (canal 23.1), Portal O DIA e Rádio Carismas (92,3).

Paróquia Nossa Senhora do Amparo

Transmissão: às 17h pelo Facebook Paróquia do Amparo Teresina e Youtube Ascom Amparo.

- Forania Norte

Paróquia São Paulo

Transmissão: às 18h pelo Youtube/Paroquia São Paulo e Instagram @paroquiasaopaulothe.

- Forania Leste

Área Pastoral Paulo VI 

Transmissão: às 18h pelo Youtube/Area Pastoral São Paulo VI, Facebook/SantaRitadeCassia e Instagram @areapastoralsaopauloVI.

Paróquia Santo Inácio de Loyola

Transmissão: às 19h pelo Facebook/Gjrsomisruah e Instagram @ruah_soprodevida.

- Forania Sul

Diaconia São Francisco de Assis

Transmissão: às 19h pelo Facebook/dcsaofranciscoangelim.

Paróquia Nossa Senhora das Graças

Transmissão: às 19h pelo Facebook/gracacapelinha e Instagram @gracacapelinha. 

Paróquia São João Batista e São João Evangelista

Transmissão: às 18h pelo Facebook/Paróquia São João Batista e São João Evangelista, Instagram @psje.ig e @radioverona, Youtube/Rádio Verona.

Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Transmissão: às 19h pelo Facebook/paroquiarosadiodefatima

Paróquia do Cristo Rei

Transmissão: às 19h pelo Facebook/paroquiadecristoreithe e Youtube/paroquia de Cristo Rei Teresina.

Igreja de São José

Transmissão: às 17h pelo Facebook/ParoquiaNsPerpetuoSocorroDI e Instagram @igrejasaojoselagoadopiaui.

Sexta-feira Santa (10 de abril): Solenidade da paixão e morte do Senhor

- Forania Centro

Igreja Catedral Nossa Senhora das Dores

Transmissão: às 16h30 pelo Facebook e canal do YouTube da Arquidiocese, pela TV O DIA (canal 23.1), Portal O DIA e Rádio Carismas (92,3).

Paróquia Nossa Senhora do Amparo

Transmissão: às 15h pelo Facebook Paróquia do Amparo Teresina e Youtube Ascom Amparo.

- Forania Norte

Paróquia São Paulo

Transmissão: às 15h pelo Youtube/Paroquia São Paulo e Instagram @paroquiasaopaulothe.

- Forania Leste

Área Pastoral Paulo VI

Transmissão: às 17h pelo Youtube/Area Pastoral São Paulo VI, Facebook/SantaRitadeCassia e Instagram @areapastoralsaopauloVI.

Paróquia Santo Inácio de Loyola

Transmissão: às 15h pelo Facebook/Gjrsomisruah e Instagram @ruah_soprodevida.

- Foranias Sul

Diaconia São Francisco de Assis

Transmissão: às 15h pelo Facebook/dcsaofranciscoangelim.

Paróquia Nossa Senhora das Graças

Transmissão: às 15h pelo Facebook/gracacapelinha e Instagram @gracacapelinha.

Paróquia São João Batista e São João Evangelista

Transmissão: às 18h pelo Facebook/Paróquia São João Batista e São João Evangelista, Instagram @psje.ig e @radioverona, Youtube/Rádio Verona.

Paróquia do Cristo Rei

Transmissão: às 15h pelo Facebook/paroquiadecristoreithe e Youtube/paroquia de Cristo Rei Teresina.

Igreja de São José

Transmissão: às 15h pelo Facebook/ParoquiaNsPerpetuoSocorroDI e Instagram @igrejasaojoselagoadopiaui.

Sábado (11 de abril): Vigília Pascal

- Forania Centro

Igreja Catedral Nossa Senhora das Dores

Transmissão: às 16h30 pelo Facebook e canal do YouTube da Arquidiocese, pela TV O DIA (canal 23.1), Portal O DIA e Rádio Carismas (92,3).

Paróquia Nossa Senhora do Amparo

Transmissão: às 18h30 pelo Facebook Paróquia do Amparo Teresina e Youtube Ascom Amparo.

- Forania Norte

Paróquia São Paulo

Transmissão: às 19h pelo Youtube/Paroquia São Paulo e Instagram @paroquiasaopaulothe

- Forania Leste

Área Pastoral Paulo VI

Transmissão: às 18h pelo Youtube/Area Pastoral São Paulo VI, Facebook/SantaRitadeCassia e Instagram @areapastoralsaopauloVI.

Paróquia Santo Inácio de Loyola

Transmissão: às 20h pelo Facebook/Gjrsomisruah e Instagram @ruah_soprodevida.

- Foranias Sul

Diaconia São Francisco de Assis

Transmissão: às 19h pelo Facebook/dcsaofranciscoangelim.

Paróquia Nossa Senhora das Graças

Transmissão: às 19h pelo Facebook/gracacapelinha e Instagram @gracacapelinha.

Paróquia São João Batista e São João Evangelista

Transmissão: às 18h pelo Facebook/Paróquia São João Batista e São João Evangelista, Instagram @psje.ig e @radioverona, Youtube/Rádio Verona.

Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Transmissão: às 19h pelo Facebook/paroquiarosadiodefatima.

Paróquia do Cristo Rei

Transmissão: às 19h pelo Facebook/paroquiadecristoreithe e Youtube/paroquia de Cristo Rei Teresina.

Igreja de São José

Transmissão: às 17h pelo Facebook/ParoquiaNsPerpetuoSocorroDI e Instagram @igrejasaojoselagoadopiaui.

Domingo (12 de abril) - Páscoa e Ressurreição do Senhor 

 - Forania Centro

Igreja Catedral Nossa Senhora das Dores

Transmissão: às 16h30 pelo Facebook e canal do YouTube da Arquidiocese, pela TV O DIA (canal 23.1), Portal O DIA e Rádio Carismas (92,3).

Paróquia Nossa Senhora do Amparo

Transmissão: às 12h pelo Facebook Paróquia do Amparo Teresina e Youtube Ascom Amparo.

- Forania Norte

Paróquia São Paulo

Transmissão: às 9h pelo Youtube/Paroquia São Paulo e Instagram @paroquiasaopaulothe. 

- Forania Leste

Área Pastoral Paulo VI

Transmissão: às 9h pelo Youtube/Area Pastoral São Paulo VI, Facebook/SantaRitadeCassia e Instagram @areapastoralsaopauloVI.

Paróquia Santo Inácio de Loyola

Transmissão: às 8h pelo Facebook/Gjrsomisruah e Instagram @ruah_soprodevida.

- Foranias Sul

Diaconia São Francisco de Assis

Transmissão: às 9h pelo Facebook/dcsaofranciscoangelim

Paróquia Nossa Senhora das Graças

Transmissão: às 8h pelo Facebook/gracacapelinha e Instagram @gracacapelinha.

Paróquia São João Batista e São João Evangelista

Transmissão: às 8h pelo Facebook/Paróquia São João Batista e São João Evangelista, Instagram @psje.ig e @radioverona, Youtube/Rádio Verona.

Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Transmissão: às 8h pelo Facebook/paroquiarosadiodefatima.

Paróquia do Cristo Rei

Transmissão: às 9h pelo Facebook/paroquiadecristoreithe e Youtube/paroquia de Cristo Rei Teresina.

Igreja de São José

Transmissão: às 17h pelo Facebook/ParoquiaNsPerpetuoSocorroDI e Instagram @igrejasaojoselagoadopiaui.

O DIA TV transmite missas ao vivo durante a Semana Santa

O DIA TV transmite missas ao vivo durante a Semana Santa

Celebrações são televisionadas da Catedral Metropolitana de Nossa Senhora das Dores.

A televisão tem o importante papel de chegar a diversos lugares e atingir milhares de pessoas. Neste período de Semana Santa, sobretudo devido ao isolamento social estabelecido para evitar a disseminação do coronavírus, a O DIA TV tem feito um grande diferencial para os fiéis que desejam acompanhar as celebrações, mas estão impedidos de saírem de casa.

Durante duas semanas, período que antecedeu a Semana Santa, foram transmitidas missas diariamente. E ao longo desta semana, a programação continua, direto da Catedral Metropolitana de Nossa Senhora das Dores, localizada na Praça Saraiva, Centro de Teresina.

Para o diretor de Marketing do Sistema O DIA de Comunicação, Alberto Moura, a Semana Santa tem uma importância muito grande para a comunidade, especialmente para os católicos.


O Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, está realizando as missas com a igreja vazia - Foto: Arquivo O Dia

“As transmissões das celebrações levam conforto para muitas pessoas que estão em casa, que não podem sair, mas precisam alimentar esse lado espiritual, escutar uma palavra e fazer esse ritual que existe há tantos anos. Durante a Quaresma houve transmissão de missas, todos os dias às 7h, e que segue até hoje, quarta-feira. Nos outros dias, as transmissões acontecem sempre às 16h30”, ressalta.

O diretor de Marketing do Sistema O DIA reforça ainda que este é um momento de fé, de reflexão e de analisar a si mesmo, buscando se autoconhecer; e que transmitir as celebrações, pela televisão, permite que as pessoas se sintam mais próximas de suas crenças.

“Claro que as celebrações são de extrema importância neste período, e é bem tradicional assistir todas as missas que acontecem de Quinta a Domingo. Mas, com toda essa questão da pandemia e de não haver aglomeração de pessoas, o Sistema O DIA, juntamente com a Igreja Católica, irá transmitir essas celebrações”, pontua.

Programação

Dia 09/04 – Quinta-Feira Santa: Missa da Ceia do Senhor – 16h30

Dia 10/04 – Sexta-Feira Santa: Celebração da Paixão do Senhor – 16h30

Dia 11/04 – Sábado Santo: Solene Vigília Pascal – 16h30

Dia 12/04 – Domingo da Ressurreição: Missa Solene da Páscoa do Senhor – 16h30

07 de abril de 2020

Myriam Portella, primeira deputada federal do Piauí, morre aos 87 anos

Myriam Portella, primeira deputada federal do Piauí, morre aos 87 anos

Myriam Nogueira Portela Nunes foi a primeira deputada federal do Piauí. Também primeira dama do estado, casada com o ex-governador Lucídio Portella, tendo coordenado a área social do governo

Atualizada às 17h26

A ex-deputada federal Constituinte Myriam Nogueira Portella morreu, aos 87 anos, na tarde desta terça-feira (07). Ela estava internada em um hospital particular de Teresina com o quadro de pneumonia. Myriam era mãe da deputada federal Iracema Portella (Progressistas). Por causa da pandemia do novo coronavírus, não haverá velório. A despedida será restrita aos familiares. 


Foto: Arquivo Pessoal.

Myriam Nogueira Portela Nunes foi a primeira deputada federal Constituinte do Piauí, que contribuiu na elaboração da Constituição de 1988. Também foi primeira dama do estado, casada com o ex-governador Lucídio Portella, tendo coordenado a área social do Governo.

Entre os trabalhos na área social, esteve à frente da Secretaria Municipal da Criança e do Adolescente de Teresina (Semcad) e, inclusive, da Casa Zabelê que oferece assistência a crianças e adolescentes vítimas de violação física e psicológica em Teresina.

Myriam era filiada ao PSDB e dirigiu o diretório municipal do partido. A ex-deputada deixa filhos, netos e bisnetos.

REAÇÕES NA ÁREA POLÍTICA

"Neste momento falo como filha e não apenas como admiradora da grande mulher que foi minha mãe, Myriam Portella. Herdei dela e do meu pai a paixão pela política e o respeito pelas pessoas. Quem a conheceu sabe o quanto ela era generosa, inovadora, uma mulher sempre à frente do seu tempo, focada em trabalhar para ajudar os outros. Tenho muito orgulho da trajetória da minha mãe e de ser comparada com ela, um ser humano iluminado e muito especial", disse Iracema Portela. 

O governador Wellington Dias (PT) também lamentou o falecimento de Myriam Portela, a quem classificou como uma mulher à frente de seu tempo. “É com grande pesar que recebo a notícia do falecimento de dona Myriam Portela, mãe da deputada federal Iracema Portela. [...] Meus sentimentos aos seus familiares e amigos”, disse o governador. 

O senador Ciro Nogueira, que foi genro de Myriam Portela, também destacou o legado que a ex-deputada deixa para o cenário político do Piauí. “O Piauí se despede de uma das suas mais importantes pessoas públicas, cujo trabalho a manterá viva para sempre. Uma grande mulher e notável pessoa pública, Myriam Portella foi deputada constituinte e sua participação na elaboração da Constituição de 1988 contribuiu para direitos sociais e avanços em políticas públicas fundamentais”, escreveu o senador em suas redes sociais. 

Afilhado de batismo de Myriam Portela, o deputado estadual Júlio Arcoverde também lamentou a morte. “Carismática, querida, comprometida com o avanço e o desenvolvimento, Myriam sempre foi engajada, atuante e bastante admirada por todos, motivo de orgulho para sua família e também para mim, que sou se afilhado de batismo e tenho muito carinho e admiração pela grande mulher que sempre foi”, destacou o deputado. 

A prefeitura de Teresina decretou luto oficial de três dias pela morte da ex-deputada. Por meio de nota, o Palácio da Cidade também destacou a importância da trajetória política de Myriam. “Ela deixa saudades e um legado a favor de Teresina e a todo o Estado do Piauí. Aos familiares e amigos, prestamos todo o nosso apoio e solidariedade nesse momento de luto e dor”, diz a nota da Prefeitura.

A Administração Superior da Universidade Federal do Piauí também divulgou uma nota lamentando o ocorrido. "Primeira mulher eleita deputada federal constituinte no Piauí. Advogada, egressa do curso de Direito da UFPI e ex-primeira-dama do estado. Nossos votos de pesar a toda família enlutada e, em especial,  a Cassandra Portella (aposentada desta IFES) e a Deputada Federal Iracema Portella Nunes", disse a nota. 

Governo define multa de R$ 500 a R$ 17 mil para quem descumprir isolamento

Governo define multa de R$ 500 a R$ 17 mil para quem descumprir isolamento

Conforme o documento, as infrações podem ser consideradas leves, graves ou gravíssimas. A multa será aplicada, cumulativamente, por cada ato e por cada dia de descumprimento de determinações do Governo do Piauí

Uma portaria conjunta assinada pelo Secretário de Saúde, Florentino Neto, nesta terça-feira (07) definiu multas de R$ 500 a R$ 5 mil para pessoas físicas e de R$ 5 mil até R$ 17 mil para empresas que descumprirem as medidas de proteção ao novo coronavírus determinadas pelo Governo do Piauí. A portaria passará a valer após publicação no Diário Oficial da Estado. (Veja o decreto completo abaixo). 

Conforme o documento, as infrações podem ser leves, graves ou gravíssimas. A multa será aplicada, cumulativamente, por cada ato e por cada dia de descumprimento. As notificações serão realizadas pelas autoridades de saúde, em especial pelos fiscais e servidores das Vigilâncias Sanitárias no Estado. 

 

O valor da multa por infração será de R$ 500 reais a R$ 5 mil (grave) para pessoas físicas e de R$ 5 mil a R$ 17.650 (grave) para pessoas jurídicas, ou seja, empresas.



“Esclarecemos que a Vigilância Sanitária estadual e as Anvisas municipais de todos os 224 municípios do Piauí, se houver a necessidade, vai fazer uso das leis. Por exemplo, a lei das Infrações Sanitárias Federal com base no artigo décimo como também no Código de Saúde do Estado, publicado em 2012, que diz que em caso de calamidade publica nós podemos usar o processo administrativo sanitário com base nas leis”, disse Tatiana Chaves, diretora de Vigilância Sanitária da Sesapi. 


Dentre as medidas para empresas estão deixar de organizar filas, dentro e fora do estabelecimento, obedecendo à distância mínima de 1,5 m (um metro e meio) entre as pessoas; deixa de manter a higienização regular dos estabelecimentos e ambientes com grande circulação de pessoas. Ainda em relação às empresas, será considerado uma infração deixar de disponibilizar álcool em gel 70%, em locais de fácil visualização e acesso de clientes e funcionários. As empresas deverão também adotar, quando possível, sistema de escala, alteração de jornada de trabalho e revezamentos de turnos, para reduzir o fluxo de aglomeração e contaminação. Além disso, deixar de funcionar serviços essenciais como supermercados, farmácias e postos de combustíveis.

A população deverá seguir com o isolamento social sem descumprir as normais legais estabelecidas pelos órgãos estadual e municipal de combate ao coronavírus como notificações de isolamento e quarentena. Uma infração considerada grave é realizar ou participar de atividade coletiva de qualquer natura durante a pandemia.



“O apelo que a Sesapi faz, o apelo que o Governo do Estado faz, é para que você fique em casa. Essa páscoa deverá sem comemorada em casa com aqueles que são possíveis de estar. Nós não temos capacidade de atender a toda às pessoas que adoecerem de uma única vez. Nossa programação assistencial está toda comprometida com leitos, caso a população necessite, mas se todos adoecerem de uma única vez será extremamente impossível. O nosso proposito é de prevenção, de reduzir o risco que é a propagação do coronavírus. Então vamos ficar em casa para que a gente possa na próxima Semana Santa comemorar com as nossas famílias”, finalizou Tatiana Chaves. 


O documento diz ainda que a aplicação das multas não impede a adoção de medidas administrativas como a apreensão, interdição e o uso de força policial, bem como da responsabilização penal, pela caracterização de crime contra a saúde pública, tipificado no art. 268 do Código Penal, e civil.

Número de vítimas de acidentes de trânsito cai 33% com isolamento social

Número de vítimas de acidentes de trânsito cai 33% com isolamento social

Na primeira quinzena de março foram feitos 438 atendimentos desta natureza e na segunda quinzena do mesmo mês, 293. Diretor ressalta importância desta redução.

Uma consequência positiva do isolamento social devido á pandemia de Coronavírus é a redução nos índices da violência e também no número de acidentes de trânsito registrados pelas autoridades competentes. É que com menos gente circulando nas ruas, a criminalidade reduz, assim como o fluxo de veículos indo e vindo, o que contribui para a diminuição nas infrações de trânsito e suas consequências como atropelamentos e batidas.

Aqui em Teresina, o Hospital de Urgências (HUT) já registra uma queda de 33% no número de atendimentos de vítimas de trânsito desde o início do primeiro decreto municipal determinando o fechamento do comércio e serviços não essenciais na Capital. Os dados do relatório emitido pelo setor de estatísticas do hospital apontam que, nos primeiros 15 dias de março, foram atendidas 438 vítimas de acidentes de trânsito. Já na segunda quinzena do mesmo mês, foram 293 atendimentos. Somando-se os três primeiros meses do ano, o HUT já atendeu 2.539 pacientes vítimas de acidentes de trânsito.


HUT já registra queda de 33% no número de vítimas de acidente de trânsito desde o início do isolamento social - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Para o médico Rodrigo Martins, diretor do HUT, as medidas de isolamento social são efetivamente importantes não só porque evitam o eventual contato entre pessoas contaminadas e a disseminação do Coronavírus, mas também porque com a redução das ocorrências de trânsito, o sistema de saúde ganha um pouco mais de fôlego para tratar os casos relacionados à Covid-19.

“Ficar em casa também reflete na menor quantidade de veículos circulando pela cidade. Isso é importante para reduzir os acidentados e deixarmos mais leitos disponíveis aos pacientes, caso nosso hospital venha a receber casos confirmados da doença [Covid-19]”, avalia o diretor.

Vale destacar que ao longo de 2019, o HUT recebeu mais de 10.600 pessoas acidentadas. Uma redução neste índice significa dar mais condições para que o hospital se volte com carga máxima para a rede de atuação contra o Coronavírus em um caso de necessidade.

Coronavírus: 287 áreas públicas de Teresina já foram desinfectadas

Coronavírus: 287 áreas públicas de Teresina já foram desinfectadas

Foram unidades de saúde, supermercados, mercados, avenidas e calçadões. Loteria na zona Sul amanheceu com fila e prefeito faz novo apelo aos teresinenses.

Para conter a proliferação do Novo Coronavírus, a Prefeitura de Teresina iniciou na semana passada a desinfecção e sanitização de espaços públicos da cidade e ambientes com grande circulação de pessoas. Em uma semana da medida já sendo posta em prática, 287 áreas da Capital já foram sanitizadas com a utilização de bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros. 

Foram 132 desinfecções em unidades de saúde, 51 em grandes supermercados, 21 nos terminais de ônibus, 71 em avenidas e praças e 8 sanitizações em mercados municipais. Foram feitas ainda duas desinfecções nos calçadões do Centro de Teresina e duas no Polo de Saúde.


Foto: Divulgação/PMT

Guarda Municipal reforça o isolamento social

Por meio de suas redes sociais, o prefeito Firmino Filho informou que somente na última sexta-feira (03), a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar fecharam um total de 106 estabelecimentos comerciais que não deveriam estar funcionando porque não se encaixam como prestadores de serviços essenciais (saúde, alimentação, e agentes financeiros). 

Foi o primeiro dia de operação conjunta das duas forças de segurança após decreto municipal que restringia ainda mais o funcionamento dos serviços comerciais na Capital, definindo inclusive que até os setores essenciais deveriam operar com somente o mínimo necessário para atender a demanda.

Loteria amanhece com fila na zona Sul

Apesar dos apelos da Prefeitura e dos demais órgãos competentes, a população teresinense ainda resiste, em parte, a cumprir os decretos municipais e permanecer em isolamento. Nesta terça-feira (07), por exemplo, uma casa lotérica no bairro Bela Vista, zona Sul da Capital, amanheceu com aglomeração de gente na porta, inclusive com uma fila do lado de fora.


Para quem procura atendimento nestes agentes financeiros, é importante seguir as recomendações básicas de permanecer a uma distância mínima de um metro e meio da pessoa à sua frente na fila e evitar tocar em superfícies sem antes higienizá-las com álcool em gel.

Vale lembrar que pelo último decreto da Prefeitura, a Guarda Municipal está autorizada a desfazer aglomerações. Por meio das redes sociais, o prefeito Firmino Filho fez um apelo: “essa folga de 27% que sobra na taxa de isolamento ideal deve ser ocupada por quem precisa fazer a cidade funcionar, as que executam serviços essenciais. Então, meu apelo continua. Fique em casa. É uma situação temporária. Apesar de muita gente achar que não existe perigo, preciso dizer que não só existe como estimula outras pessoas a sair de casa e fazer o mesmo”, concluiu o prefeito. 

"Sistema S está em declínio", avalia Valdeci Cavalcanti

Segundo gestor do Sesc/Senac no Piauí, 98,2% das empresas não pagam contribuições ao Sistema S.

O Sistema S é formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Social da Indústria (Sesi); e Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac). Existem ainda: Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop); e Serviço Social de Transporte (Sest). 

Mas para Valdeci Cavalcante, o Sistema S está sofrendo um declínio. “Todo mundo que entra quer tirar um pedaço. Quando o Sistema S começou em 1946, 100% dos empresários pagavam contribuições, quem tivesse CNPJ e empregado pagava para o Sesc/Senac. Hoje, no Piauí, apenas 1,8% das empresas pagam, porque as empresas do Simples não pagam, elas foram isentas com a Lei da Pequena e Micro Empresa", relata o presidente do Sistema Fecomércio Sesc/Senac no Piauí.


Presidente diz que Sesc/Senac praticamente não tem receita própria - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Desta forma, no Estado, 98,2% das empresas não pagam contribuições ao Sistema S, segundo o presidente. Porém, as micro e pequenas empresas são as que mais utilizam dos serviços oferecidos pela rede para qualificar os seus profissionais de graça.

"69,7% de todas as matrículas dos cursos de qualificação do Sistema S são de empregados das micro e pequenas empresas, elas são realizadas pelo Sistema PSG. Então, no caso do Piauí, como tem uma maior população pobre, as matrículas passam de 75%. Nós praticamente não temos receita própria, não temos coragem de cobrar", diz.

Após cortes do governo, Sesc e Senac fecham seis unidades no Piauí

Após cortes do governo, Sesc e Senac fecham seis unidades no Piauí

Em Teresina, será fechado o restaurante da Avenida Maranhão e a unidade do Parque Piauí; filiais de Bom Jesus, Barras, Campo Maior também serão desativadas.

A aprovação da Medida Provisória (MP) 932, que estabelece, por três meses, o corte de 50% na arrecadação compulsória destinada ao Serviço Social do Comércio (Sesc) e ao Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac), acarretou no fechamento de seis unidades do Sistema S no Piauí.

O presidente do Sistema Fecomércio Sesc/Senac no Piauí, Valdeci Cavalcante, explica que o impacto do corte será no Brasil inteiro e que as demissões neste período de quarentena também contribuem para o fechamento de unidades.

"A gente está tentando ter o impacto menor possível, mas em todo país o balanço é da demissão de cerca de 10 mil pessoas e 265 unidades fechadas. As pessoas estão ficando desempregadas e o nosso faturamento é com base na folha de pagamento, o Governo ainda dobrou o preço que cobrava do Sistema S, que antes era 3,5% e agora passou para 7%. E ainda tem a situação do comércio, que tem caído 80%, então, nós praticamente não teremos arrecadação nos próximos seis meses", explica Valdeci Cavalcante.

Segundo o gestor, sem condições de manter todos os prédios funcionando, a ordem é de fechamento imediato do restaurante da Avenida Maranhão e das unidades de Bom Jesus, Barras, Campo Maior e a do bairro Parque Piauí em Teresina. Em Oeiras, por enquanto, a unidade não será fechada, mas poderá ser terceirizada.


Por ter alto custo, carretas que prestavam serviços itinerantes serão doadas para outros estados - Foto: Arquivo O Dia

"Vamos demitir quem já tem aposentadoria para não ter um impacto maior, vamos dar um incentivo para agradar o trabalhador. Mas quem perde mesmo é a população pobre, porque todo serviço do Sesc/Senac é destinado para os pobres. Rico não quer saber de Sesc/Senac. Hoje nós temos 26 mil pessoas que fazem cinco refeições por dia através do Mesa Brasil", lamenta Valdeci Cavalcante se referindo a uma das unidades que irá fechar.

Além dos prédios fixos em 17 municípios, o Sistema S conta com carretas que oferecem serviços a pessoas carentes. Todos os veículos serão paralisados por ter alto custo e serão doados para outros estados.

Dentre os serviços existe a Carreta OdontoSesc que faz atendimento às comunidades que não acesso a consultórios dentários; Carretas de Informática com 10 computadores e oferece cursos; Carreta de Hotelaria e Turismo; Carreta Mulher que oferece todos os exames de pré-natal, prevenção do câncer de mama; Carreta BiblioSesc que visitam as periferias de Teresina e das cidades onde não tem unidade fixa e acesso a livros, além da Carreta Visão.

06 de abril de 2020

Sesapi divulga novo calendário da campanha contra a gripe; veja datas

Sesapi divulga novo calendário da campanha contra a gripe; veja datas

Após uma nota técnica exigida pelo Ministério da Saúde, foram incluídos caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e trabalhadores portuários na segunda fase, que começa no dia 16 de abril.

Nesta sexta-feira (04), a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) divulgou o novo calendário de vacinação da campanha contra a gripe. Após uma nota técnica exigida pelo Ministério da Saúde, foram incluídos caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e trabalhadores portuários na segunda fase, que começa no dia 16 de abril. (Veja calendário abaixo).

Foto: Arquivo O Dia.


1ª fase (a partir de 23 de março): Idosos com 60 anos ou mais e Trabalhadores da saúde.

2ª fase (a partir de 16 abril) : Profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários.

3ª fase (de 9 a 22 de maio): Professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto, população indígena, ressoas acima de 55 anos e pessoas com deficiência.


A coordenadora de imunização da Sesapi, Kássia Barros, informou que a segunda fase da campanha também vai contemplar doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento.

“Além dessas três categorias ao grupo prioritário também contempla doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento, que começam a ser vacinados no próximo dia 16”, conta.

Com essa alteração no calendário, os professores passam a integrar o grupo-alvo da terceira fase da campanha, já que as aulas estão suspensas por causa do novo coronavírus. Conforme o calendário acima, a vacinação começa a partir do dia 09 de maio.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até 22 de maio. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no dia 09 de maio.

 “A meta para o Piauí da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio”, finalizou Kássia. 

Presos do Piauí terão direito a videoconferência com familiares

Presos do Piauí terão direito a videoconferência com familiares

Visitas virtuais foram testadas na Penitenciária Feminina de Teresina e começarão a ser expandidas a todo o sistema carcerário do estado nesta semana.

Por conta da pandemia do Novo Coronavírus, as visitas nos presídios do Piauí encontram-se suspensas após determinação da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus). No entanto, para permitir aos detentos que eles mantenham seus vínculos afetivos com os familiares, está sendo implantado nos presídios piauienses um modelo de visita virtual por meio de videoconferência.

Ele funciona da seguinte forma: o detento permanece na sala de visitas do presídio acompanhado de um assistente penal que segura o aparelho celular durante a chamada com o familiar. O contato por vídeoconferência é todo monitorado pelos agentes.


Foto: Divulgação/Sejus

“Esse modelo foi pensado em virtude da prorrogação da suspensão das visitas familiares com o intuito de manter essa proximidade do reeducando com seus familiares, manter o afeto e também até para tirar essa preocupação tanto da família quando do interno quanto à situação que estamos vivendo”, explica o secretário de Justiça do Piauí, Carlos Edilson.

O modelo de visitas virtuais foi testado neste final de semana na Penitenciária Feminina de Teresina e deverá ainda esta semana ser implantado nos demais presídios piauienses.

Ela foi pensada em virtude da prorrogação das visitas familiares com o intuito de manter essa proximidade do reeducando com seus familiares, manter o afeto até também pra tirar a preocupação tanto da família quanto do reeducando, nos resolvemos fazer essa videoconferências. Oportunizar ao reeducando e seus familiares mantenham um vínculo por meio da vídeo conferência. Erramento essa que todo mundo est´usando e vãos levar para o sitema penitenciário. Ferrament esta que todo mundo está usandoe iniciamos pela penitenciária feminina de the iremos pra todas as unidades penais do estad, fieos m teste n final de semana, essa semana derá implementado nas outras unidades.

PRF: Op. Semana Santa segue normalmente apesar da restrição do transporte

PRF: Op. Semana Santa segue normalmente apesar da restrição do transporte

Este ano, a ação será no sentido de manter o fluxo reduzido de veículos e evitar acidentes e ocorrências criminais. PRF's rtabalharão em suas folgas.

Ao contrário do que geralmente se registra em feriados prolongados, este ano as rodovias que cortam o Piauí deverão tem um fluxo bem mais reduzido de veículos e passageiros durante a Semana Santa. É que com os decretos estaduais restringindo a circulação de pessoas entre os municípios, espera-se que a maior parte dos piauienses permaneça em casa e nem cheguem a pegar a estrada nos próximos dias.


Leia também: PM monta barreiras para fazer triagem de quem entra no Piauí vindo do CE 


Mas reduzir o fluxo nas rodovias não significa redução da fiscalização. Pelo contrário: este é o momento em que as forças de segurança atuam mais fortemente para garantir que as pessoas permaneçam em casa. A Operação Semana Santa por exemplo, que será deflagrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI) na próxima quinta-feira (09), irá acontecer normalmente como em todos os anos, mas o reforço da edição de 2020 será no sentido de garantir a redução do fluxo de passageiros.


Op. Semana Santa segue normalmente apesar da restrição do transporte - Foto: PRF

“A intensificação será feita através do reforço do efetivo em que os policiais vão estar atuando também durante as suas folgas. Eles vão estar fazendo o trabalho de fiscalização ostensiva. As equipes estarão distribuídas nas rodovias, principalmente nos pontos mais críticos para acidentes e ocorrências criminais. A PRF tem este ano um planejamento baseado na redução do fluxo de veículos que vai estar circulando nesse período devido aos decretos governamentais”, explicou o inspetor Alexandro Lima, porta-voz da PRF-PI.

A Polícia Rodoviária Federal, no entanto, esclarece que a fiscalização direta quanto à proibição do transporte intermunicipal de passageiros é de responsabilidade do estado que os veículos que não estiverem realizando este tipo de transporte terão sua circulação garantida nas rodovias federais.

A Operação Semana Santa começa na próxima quinta-feira (09) à meia noite e termina no próximo domingo (12).

PM monta barreiras para fazer triagem de quem entra no Piauí vindo do CE

PM monta barreiras para fazer triagem de quem entra no Piauí vindo do CE

O estado vizinho já tem mais de 800 casos confirmados do Covid-19 e o governo quer evitar que pessoas contaminadas entrem no Piauí e disseminem o vírus aqui dentro.

O Governo, em conjunto com as forças de segurança, está intensificando a fiscalização de quem entra no Piauí para evitar a disseminação do Coronavírus aqui no estado. Além de proibir a circulação dos ônibus intermunicipais, o Governo também determinou a realização de barreiras policiais nas divisas do Piauí com o Ceará para abordar os passageiros que venham do estado vizinho.

Leia também: Transporte intermunicipal de passageiros está proibido a partir de hoje

É que o Ceará possui atualmente mais de 800 casos confirmados do Novo Coronavírus, o que, segundo as autoridades locais, é motivo de preocupação quanto aos riscos da doença se espalhar aqui dentro do Estado. Daí a necessidade de se fiscalizar aqueles que vem de lá tendo como destino o Piauí ou que apenas usarão o estado como rota de passagem.

Na manhã desta segunda-feira (06), a Polícia Militar enviou 42 homens para atuar diretamente nas sete barreiras que estão sendo montadas na divida do Piauí com o Ceará. Eles fazem parte da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN) e do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE).

“Esses policiais vão permanecer preliminarmente por 15 dias fazendo um trabalho junto com a Sesapi em abordagens a veículos que vem de outros estados, principalmente ônibus clandestinos”, explicou o tenente-coronel Ramos, comandante do BPRE. De acordo com ele, esses passageiros que entrarem no Piauí passarão por uma triagem para que possam ser monitorados quanto à suspeita de Covid-19.

Transporte intermunicipal de passageiros está proibido a partir de hoje

Transporte intermunicipal de passageiros está proibido a partir de hoje

O governador Wellington Dias fez um apelo as piauienses, em especial aos teresinenses, que evitem viajar nesta Semana Santa para que o Coronavírus não se dissemine no Estado.

A partir desta segunda-feira (06), estará proibido em todo o Piauí o transporte intermunicipal de passageiros, bem como a circulação dos veículos que fazem este tipo de serviço. A medida vale até o próximo dia 12 de abril e foi determinada mediante portaria assinada pelo governador Wellington Dias na última sexta-feira (03). O objetivo, segundo o governador, é reduzir o fluxo de pessoas de um lugar para o outro para manter a situação de isolamento e evitar a disseminação do Coronavírus.


Confira o decreto aqui 

O decreto vem nas vésperas do feriado prolongado da Semana Santa, período em que muitos piauienses se deslocam para o interior. Por meio de suas redes sociais, Wellington pediu que à população que mude sua rotina durante este feriadão e evitem as aglomerações e viagens.


Suspensão do transporte intermunicipal de passageiros vem às vésperas do feriado prolongado da Semana Santa - Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Especialmente os teresinenses que viajam para as cidades do sul e do norte do estado, este ano o pedido que fazemos é que mudem a rotina, evitando levar o coronavírus de uma cidade, onde tem uma quantidade maior de pessoas sabidamente contaminadas, para outras localidades”, fez o apelo.

Vale ressaltar, no entanto, que o decreto governamental diz respeito somente ao transporte intermunicipal de passageiros. Aqueles que não se encaixarem neste critério terão garantido seu direito de circulação normal nas rodovias. 

Sebrae: 89% dos pequenos negócios já enfrentam queda no faturamento

Sebrae: 89% dos pequenos negócios já enfrentam queda no faturamento

O levantamento aponta que 36% dos negócios podem fechar no primeiro mês de isolamento social.

Os primeiros dias de restrição à circulação de pessoas e isolamento social, em decorrência do Coronavírus, já atingem o equilíbrio financeiro das empresas e ameaça a sobrevivência de milhões de pequenos negócios no país. Segundo pesquisa feita pelo Sebrae, 89% das micro e pequenas empresas brasileiras já observam uma queda no seu faturamento. E 36% dos empreendedores afirmam que precisarão fechar o negócio permanentemente, em 1 mês, caso as restrições adotadas até agora permaneçam por mais tempo.

A pesquisa, feita entre os dias 20 e 23 de março, junto a um universo de 9.105 donos de pequenos negócios, revelou que, na média, a redução no faturamento das empresas foi de 69%. Os empresários ouvidos pelo Sebrae ressaltam que, mesmo adotando uma estratégia de venda online, o faturamento anual do negócio sofreria uma queda de 74%, caso as políticas de isolamento social sejam mantidas por um período de dois meses.

Com a expressiva queda nas vendas, 54% dos empreendedores já preveem que precisarão solicitar empréstimos para manter o negócio em funcionamento sem gerar demissões. E, avaliando as perspectivas da economia brasileira, 33% dos empresários entrevistados acreditam que o país deve levar um ano ou mais para voltar ao normal.

As medidas de restrição ao deslocamento de pessoas já fizeram com que 42% dos empresários tomassem a decisão de fechar temporariamente o negócio e levou 26% a reduzir a jornada de trabalho da empresa.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, a pesquisa confirma a importância e a urgência de medidas de socorro aos pequenos negócios. “As pequenas empresas representam 99% de todos os empreendimentos do país e geram mais da metade dos empregos formais. A situação provocada pela pandemia exige de todos os agentes públicos o compromisso pela busca de soluções concretas e rápidas para os problemas que essas empresas estão enfrentando no dia a dia da crise”, destaca Melles. O presidente do Sebrae ressalta que a instituição está atuando junto às diferentes instâncias de governo, ao Congresso e ao Judiciário para o desenvolvimento dessas soluções. “O Sebrae está, nesse momento, ao lado dos empresários e disponibilizando todo o apoio por meio das diferentes plataformas de atendimento”, destaca.

04 de abril de 2020

Igreja pede que fiéis coloquem ramos nas portas para celebrar Domingo de Ramos

Igreja pede que fiéis coloquem ramos nas portas para celebrar Domingo de Ramos

Neste período de pandemia, a orientação é que os fiéis façam as orações de suas casas

No próximo domingo, 5 de abril, toda a Igreja Católica vai celebrar o Domingo de Ramos em memória da entrada triunfante de Jesus em Jerusalém, sendo recebido como rei de Israel. “Só que o reino de Jesus não é o reino desse mundo. Jesus veio nos mostrar que seu reino é marcado pelo amor, pela conversão, pela vida digna, um reino do céu que se inicia na Terra”, explica o padre Airton de Maria, da paróquia de Santa Cruz, em São Gonçalo do Piauí.

Dessa vez a celebração acontece de forma diferente de todos os anos. Devido à pandemia do Coronavírus, os fiéis estão orientados a ficarem em casa, para realizar suas orações e devoção através da Igreja doméstica, acompanhado a celebração e bênção dos ramos através das mídias: rádio, televisão e redes sociais.

“Apesar da falta da procissão com assembleia presente fisicamente na celebração, a liturgia será seguida e transmitida. Não precisa ficar triste pois as coisas vão acontecer normalmente. Os padres vão realizar as bênçãos dos ramos, e nós vamos entoar o glória e refletir sobre a data”, pontua o padre.

Nesse momento de pandemia, os ramos de oliveira na cor verde podem significar a esperança e o renascer de Jesus nos corações. “Os paramentos  na cor vermelha utilizados a partir deste domingo que dá início à semana santa, são uma prefiguração da Paixão do Senhor. Nesse dia (domingo de Ramos) é lido o texto da Paixão do Senhor, mostrando que Jesus dá o sangue para nos salvar”, acrescenta o padre.

Para a celebração do domingo de Ramos durante o período da Pandemia Covid-19, a recomendação da Arquidiocese de Teresina é que os fiéis adquiram seus ramos e participem da celebração através das mídias. Em sintonia com a CNBB, orienta ainda que seja feita uma oração pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, mesmo recolhidos em casa, marcando a residência, de forma visível, com alguns ramos na porta ou portão. Além disso, devem participar das celebrações transmitidas pela televisão ou redes sociais, e comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade e com ela ajudar os mais pobres.

“Embora cada um em suas casas, estaremos todos juntos com Jesus”, finaliza padre Airton de Maria.

Covid-19: como ficam os pais que exercem guarda compartilhada dos filhos?

Covid-19: como ficam os pais que exercem guarda compartilhada dos filhos?

Genitores devem entrar em acordo para evitar meio judicial

A pandemia de coronavírus, definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), acomete o mundo e o isolamento social é a ordem dos especialistas de saúde para que o número de casos diminua, mas como fica a situação dos casais separados quando há guarda compartilhada? 

Nesse tipo de guarda, os filhos costumam passar um tempo com o pai e outro período com a mãe. Segundo a advogada especialista em direito de famílias, Fabíola Albuquerque, os pais podem conversar e entrar em um acordo para que a criança fique apenas com um deles durante esse período de quarentena. 

“Se os genitores envolvidos nessa relação conversarem e decidirem que a criança deve ficar com um dos dois por esse período, não há problema nenhum.  Os dois, pautados no princípio de melhor interesse da criança e na razoabilidade, sendo pessoas sensatas, viram que nesse período excepcionalmente a criança, por exemplo, poderia ficar somente e exclusivamente com a mãe”, explicou. 

Segundo Fabíola Albuquerque, caso a criança continue transitando entre dois ambientes, o problema pode acontecer se uma das partes perceber que existe uma situação de risco em relação a esta circulação. “Quando não há consenso, não tem como haver solução somente com a conversa. Se existe um acordo ou sentença de guarda em regime de convivência, para fazermos alguma alteração quando o genitor que está se sentindo prejudicado e não aceita a proposta, é preciso ir atrás de uma solução de judicial”, afirmou. 

De acordo com a especialista, os plantões judiciais são os aliados nesse momento. “Se a mãe de uma criança ou adolescente está com ela e o pai frequenta um ambiente de risco, para não entregar a criança, é preciso pedir uma ordem judicial para fazer uma pequena alteração dentro desse período que estamos vivendo”, explicou. 

Toda a situação será analisada pelo juiz de plantão, que irá decidir baseado no princípio de melhor interesse para a criança e fará essa mudança durante esse período excepcional de pandemia de coronavírus.

TRT-PI destina valores para aquisição de materiais para o combate ao Covid-19

TRT-PI destina valores para aquisição de materiais para o combate ao Covid-19

Os recursos serão destinados para compra de equipamentos de proteção individual e coletivo

A resolução nº 313/20 do CNJ determinou, em seu art. 9º, que os tribunais deverão disciplinar a destinação de recursos de algumas espécies de processos para aquisição de materiais e equipamentos médicos necessários ao combate da pandemia Covid-19, a serem utilizados pelos profissionais da saúde.

O TRT do Piauí regulamentou internamente a matéria por meio do art. 7º, IV, da Recomendação Conjunta GP/CR 001/20, orientando aos  Juízes titulares e substitutos das varas do trabalho que enviassem esforços no sentido de agilizar os procedimentos relativos a processos que envolvessem valores que possam ser destinados ao combate à pandemia do coronavírus, com encaminhamento à Presidência, após ultimados a triagem e procedimentos ordinatórios pela VT, do número do processo e respectivo valor, a ser depositado em conta única específica, para que a Presidência do Tribunal delibere sobre a destinação, inclusive em alinhamento com a Secretaria do Estado de Saúde e com o Ministério Público do Trabalho.

Em cumprimento a tais normas, até a data de 03/04/2020 já foram triados pelas Varas do trabalho da capital, do interior e pela Secretaria Judiciária, e catalogados pela Presidência e Secretaria de Governança e Estratégia, mais de 700 mil reais, advindos de condenações em ações civis públicas, execução de termos de ajustamento de condutas (TACs) e precatórios.

Parte desse montante, advinda de ações das Varas do Trabalho de Picos e São Raimundo Nonato, foi destinada para compra dos seguintes equipamentos de proteção individual e coletiva, que estão sendo entregues em diversos hospitais de Teresina e interior por intermédio da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas do Piauí – COOPANEST: 1483 filtros antivirais que impedem a circulação do vírus nos circuitos respiratórios e nos ambientes de UTI; 150 sondas de aspiração; 30 caixas de acrílico a serem usadas por profissionais de saúde no manuseio das vias aéreas (intubação) de pacientes acometidos pelo coronavírus. Também já está sendo providenciada a aquisição de máscaras, jalecos, luvas, monitores e kits de teste para Covid-19.

“Estamos enviando todos os esforços para que a destinação desses valores ocorra da forma mais célere, ágil e estratégica possível, dada a necessidade e urgência decorrente da pandemia. Temos contado com a pronta colaboração de nossos magistrados e servidores, e de entidades como a COOPANEST, e temos alinhado as destinações com a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí, com a Fundação Municipal de Saúde de Teresina e com o Ministério Público do Trabalho, contribuindo com a aquisição de equipamentos de proteção para entrega imediata nos hospitais de Teresina e interior, reforçando o papel da Justiça do Trabalho no Piauí como Justiça Social e sua importância para a sociedade piauiense”, declarou a Presidente do TRT 22, Desembargadora Liana Chaib.

Obra da Transnordestina só poderá seguir se trabalhadores recebem proteção

Obra da Transnordestina só poderá seguir se trabalhadores recebem proteção

A empresa não pode permitir a entrada de trabalhadores com sintomas de tosse, dor de garganta, dificuldade respiratória e febre

Uma ação conjunta entre Ministério Público do Trabalho e Ministério Público do Estado do Piauí resultou na Notificação Recomendatória que visa proteger os trabalhadores da obra de construção da Ferrovia Transnordestina, no município de Simplício Mendes. A empresa Via Magna Infraestrutura LTDA, responsável pela construção da Transnordestina, tem até o dia 6 de abril, segunda-feira, para apresentar o plano de contenção a ser elaborado a fim de reduzir a exposição de trabalhadores a situação de risco em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Dentre as recomendações, a empresa terá que estabelecer meta de redução da jornada de trabalho, reorganizando escalas para reduzir o número de trabalhadores por turno. A orientação é para que se adote sistemas de rodízio, ou escala de revezamento, para evitar contatos e aglomerações de trabalhadores. Antes de entrar nas frentes de serviço, os trabalhadores deverão ter medição de temperatura. Os que apresentarem febre devem ser liberados imediatamente, sem prejuízo da remuneração. A empresa não poderá permitir a entrada de trabalhadores com sintomas como tosse, dor de garganta, dificuldade respiratória, acompanhados ou não de febre.

(Foto: Ascom/MPT)

A orientação da Notificação Recomendatória (NR) é de que deve permanecer em casa o trabalhador que tiver algum familiar com os sintomas respiratórios e a empresa deve encaminhar aos serviços de saúde os empregados que apresentarem sintomas da Covid-19. A recomendação determina ainda que sejam fornecidas garrafas individuais e que seja disponibilizado no ambiente de trabalho lavatório para a lavagem adequada das mãos dotado de sabão e papel-toalha. Além de dotar todos os postos de trabalho com álcool gel a 70%.

A NR orienta que sejam reorganizados os ambientes de trabalho, de modo que a distância mínima entre os trabalhadores seja de dois metros. Nos refeitórios, também deve ser feita a delimitação de dois metros entre cada trabalhador e organizada a entrada dos trabalhadores por turnos, evitando a aglomeração. Ferramentas, instrumentos e equipamentos devem ser individuais. Não sendo permitida a utilização compartilhada entre os trabalhadores. As superfícies e instrumentos de trabalho devem ser regularmente desinfectados. Os armários também não podem ser compartilhados. Cada trabalhador deve ter um armário tanto para guarda de EPI, quanto para os objetos pessoais.

A promotora de Justiça e focalizadora do MPPI, Cláudia Seabra, afirmou que “esta e outras atuações integradas dos diferentes ramos do MP, no Piauí, tem resultado em ações rápidas e efetivas para solução de diversos problemas, obedecendo às normas sanitárias”. A procuradora-chefe do MPT no Piauí, Maria Elena Rêgo, ressaltou a importância da atuação conjunta dos ministérios públicos brasileiros no propósito, que é comum, de defender a coletividade.

MPT e MPPI recomendam  que servidores da Saúde cedidos retornem à Picos

MPT e MPPI recomendam que servidores da Saúde cedidos retornem à Picos

Os profissionais de saúde que estão cedidos em diversos órgãos da administração pública devem ajudar neste momento de pandemia

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) emitiram uma recomendação à Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) para que, até a próxima terça-feira (07) cumpram com a determinação de suspender todas as cessões ou disposições dos profissionais de saúde pertencentes ao quadro da Sesapi e que estão cedidos ou à disposição em órgãos, entidades ou unidades de saúde não relacionadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), conforme decreto nº 18.912 do Governo do Estado do Piauí.

A recomendação considerou a existência de servidores tanto da Sesapi quanto da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), inicialmente lotados em Picos, cedidos para diversos órgãos da administração pública direta e indireta.

(Foto: Reprodução)

“Entendemos que o retorno desses servidores da Saúde ao município seja importante para reforçar o atendimento no Hospital Regional Justino Luz enquanto durar a pandemia e de acordo com a necessidade do hospital”, afirmou o procurador do Trabalho no município de Picos, Carlos Henrique Leite.

O MPT e o MPPI recomendam à Sesapi e à FEPISERH que revoguem todos os afastamentos dos servidores, a não ser por motivo de saúde devidamente atestado. A Fundação terá que apresentar a lista nominal de todos os servidores cedidos (formalmente ou informalmente) pela SESAPI e/ou FEPISERH a outros órgãos da administração pública (direta e indireta), lotados inicialmente em Picos.

Prazo para filiação de pré-candidatos termina neste sábado (04)

Prazo para filiação de pré-candidatos termina neste sábado (04)

As solicitações do procurador tem como base anúncios do ministro Luiz Henrique Mandetta sobre o assunto

Segundo o calendário eleitoral, pré-candidatos que pretendem disputar o pleito municipal de 2020 precisam oficializar suas filiações partidárias até este sábado (4). A data deve ser mantida, mesmo em meio à incerteza sobre um eventual adiamento das eleições, previstas para outubro deste ano.

Foto: Arquivo O Dia.

Neste sentido, a maior corrida para não perder o prazo é daqueles que desejam migrar para outra sigla, sobretudo vereadores de mandato. Em Teresina, cerca de 13 parlamentares, entre titulares e suplentes, já oficializaram junto a Justiça Eleitoral a mudança de agremiação.

Até a última sexta-feira (3), os vereadores Enzo Samuel (PCdoB) e Zé Filho (Avante) não haviam homologado a troca de partido. Enquanto este é apontado como novo quadro do PSDB, após ser vetado pelo PSL, àquele está entre Progressistas e PDT, mas também esteve na mira tucana e do Solidariedade (SD).

O limite para filiação também vale para quem não possui cargo eletivo, mas pretende concorrer nesta eleição. É o caso da advogada Rubenita Lessa, que deixou o PSL em 2019 e sem a criação do Aliança Pelo Brasil em tempo hábil, precisa definir uma nova legenda para disputar uma vaga na Câmara Municipal.

Como a crise do novo coronavírus (Covid-19) suspendeu várias atividades em todo país, cogitou-se a chance da data-limite para filiações ser prorrogado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), porém a opção foi descartada pelo colegiado.

Além disso, há ainda a discussão sobre um possível adiamento do pleito municipal, para dezembro ou até mesmo para 2022, quando seria unificado às eleições gerais.

ALERTA - CONTEÚDO ADULTO - Sexo durante a pandemia é seguro?

ALERTA - CONTEÚDO ADULTO - Sexo durante a pandemia é seguro?

Apesar do vírus não ser transmitido na penetração em si, a relação sexual envolve proximidade, beijos, e esse contato é um potencial transmissor


ALERTA - CONTEÚDO ADULTO



O Covid-19 mudou a rotina e a vida da população do mundo todo. Se antes éramos acostumados a nos cumprimentar, abraçar e beijar, agora esses gestos, que parecem tão simples, estão praticamente proibidos. Uma das principais recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para tentar conter o coronavírus é manter-se em distanciamento social e evitar aproximação de outras pessoas.

Mas como ficam os casais de namorados, marido e mulher, ficantes e afins? A recomendação é válida para todos, com algumas ressalvas. O urologista Giuliano Aita explica que nesse momento de pandemia é possível ter vida sexual, desde que os parceiros sigam algumas orientações de higiene e cuidados.

Foto: Reprodução Internet. 

O especialista enfatiza que ainda não há evidências científicas que comprovem a transmissão da doença por meio do contato sexual. Contudo, sabe-se que o vírus está presente na saliva, urina e fezes, que são potenciais transmissores do Covid-19.

“O beijo e o contato próximo face a face podem, sim, serem responsáveis pela transmissão da doença. Já a penetração, propriamente dita, não transmite, pois o vírus não foi identificado no sêmen nem na secreção vaginal. Mas temos que considerar que a atividade sexual não é somente a relação íntima, mas também o contato mais próximo, o beijar. Então se essa relação for entre pessoas que estão no mesmo lar e estão em distanciamento social, que tenham a convicção dos atos de prevenção e higiene deste parceiro, tudo bem”, pontua.

Contudo, se os parceiros tiveram uma relação estável, no qual a pessoa não habita o mesmo lar, o ideal é que não tenham relações sexuais, exatamente para evitar esse potencial transmissor do coronavírus.

Todavia, é possível olhar esta situação por outro ângulo e tirar algum proveito desse distanciamento. Muitos casais estão buscando alternativas para driblar o isolamento e manter o contato e a relação. Uma dessas opções são as videochamadas, que possibilitam não somente ouvir a voz como ver seu parceiro.

Que tal aproveitar este momento para si?

Com o distanciamento do outro, esta pode ser uma excelente oportunidade para conhecer melhor seu corpo e desejos. O departamento de saúde da prefeitura de Nova York, nos Estados Unidos, por exemplo, divulgou uma cartilha para orientar os moradores sobre questões sexuais durante a quarentena provocada pelo coronavírus. E uma das principais recomendações é que as pessoas invistam na masturbação.

“O manual destacou as práticas sexuais mais seguras neste período e o primeiro item desta cartilha é destacando que o parceiro sexual mais seguro é você mesmo. A masturbação é extremamente segura, o mais seguro neste momento. Obviamente deve-se ter o cuidado com o asseio, tanto antes quanto depois, e isso é válido para as relações sexuais”, frisa Giuliano Aita.

O cuidado se estende não somente ao asseio das mãos, mas de brinquedos sexuais que possam ser utilizados. Aliás, estes adereços também estão em alta e podem ser uma excelente companhia neste momento de isolamento e quarentena.

“Outro dado aponta que a venda de brinquedos sexuais está em alta principalmente em e-commerce. Devido ao isolamento, as pessoas estão buscando outras formas de se satisfazer, especialmente quem tem uma relação eventual ou até mesmo estável, mas que more distante. Inclusive, essas demonstrações afetuosas têm sido feitas de outras formas, como chamada de vídeo. E como as pessoas estão ficando sozinhas, talvez essas sejam alternativas para elas extravasam. É até uma forma delas se conhecerem melhor, um momento de amadurecer a própria relação”, completa o urologista Giuliano Aita.

03 de abril de 2020

CREG oferece orientação às mulheres em situação de violência

CREG oferece orientação às mulheres em situação de violência

Em duas semanas de isolamento para contenção do coronavírus foram registrados seis atendimentos para casos de violência doméstica.

Os profissionais do Centro de Referência Esperança Garcia (CREG), continuam atendendo e oferecendo orientação às mulheres em situação de violência na cidade de Teresina via telefone durante o período de isolamento social. Em duas semanas de isolamento para contenção do coronavírus foram registrados seis atendimentos para casos de violência doméstica.

Os dois casos mais recentes, que estabeleceram contato nessa última semana, foram feitos para obter informações sobre denúncia. Em um deles, sendo necessária uma primeira orientação, articulação com três órgão de proteção à mulher, além do atendimento jurídico.

Dos casos mais antigos, em dois deles foram realizadas articulações com os profissionais do CRAS (Centro de Referência e Assistência Social). Os outros três receberam orientações sobre benefícios e assistências básicas.


CREG oferece orientação às mulheres em situação de violência. Reprodução

Segundo a Gerente de Enfrentamento à Violência da SMPM, Lidiane Oliveira, o período de isolamento social pode trazer momentos de estresse, dificultando a adaptação cotidiana, que pode ocasionar situações de violência.

“Para as mulheres que vivem em situação de violência, o lar não é um espaço de segurança. Promover o atendimento às mulheres em período de distanciamento social consiste em proporcionar um canal de atendimento para que elas possam receber orientações de como proceder, na busca de ajuda. Precisamos alertar que nesse momento de distanciamento elas não estão sozinhas”, afirma Lidiane.

Ainda, segundo a Gerente, é importante frisar que o Centro de Referência  é uma unidade de assistência às mulheres em situação de violência, que presta orientações psicossociais e jurídicas, não se configurando como um canal de denúncia. “Para notificações formais de violência, é necessário recorrer ao número 180, telefone da Central de Atendimento à mulher”, finaliza.

Plataforma de solução de conflitos é opção para quem não pode sair de casa

Canal criado pelo Ministério da Justiça cria ponte entre empresas e consumidores para evitar a judicialização de ações e resolver questões legais sem precisar sair de casa.

Em tempos de pandemia e de orientações e determinações dos órgãos de saúde aconselhando a população a evitar aglomerações, uma forma de resolver pendências judiciais é utilizar as plataformas públicas para resolução de demandas. A medida já era recomendada inclusive pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI) antes mesmo da declaração de pandemia do Novo Coronavírus e com a atual situação, este tipo de serviço está sendo reforçado.

Uma das opções disponíveis é a plataforma consumidor.gov.br, mantida pelo Ministério da Justiça e Segurança Nacional. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Soluções de Conflitos (Nupemec) do TJPI, a juíza Lucicleide Pereira Belo, o canal conta com a adesão de 659 empresas que se colocaram à disposição para atendimento de consumidores que se cadastrarem na plataforma.


Foto: Reprodução

Apesar de já contar com quase 2 milhões de usuários cadastrados e mais 2,5 milhões de reclamações atendidas desde 2014, quando foi criada, a plataforma do Ministério da Justiça ainda não teve uma adesão considerada satisfatória aqui no Piauí. A coordenadora do Nupemec lembra que fazer uso de canais como o consumidor.gov ajuda a resolver imbróglios nas relações de consumo mais rapidamente, reduzindo a judicialização.

“A ideia da plataforma é de resolver as demandas de consumo, aproximadamente 10% das demandas levadas ao Judiciário, funcionando em um sistema de adesão por duas vias. De um lado, as empresas cadastradas disponibilizam canais de acesso e pessoal habilitado a esclarecer as ocorrência, além de oferecer respostas; de outro, o cidadão consumidor, que adere às condições de uso, com a apresentação das informações necessárias para a resolução de seu problema”, orienta a juíza Lucicleide Pereira.


A juíza Lucicleide Pereira Belo é a coordenadora do Núcleo de Soluções de Conflito do TJPI - Foto: Divulgação

As razões pelas quais o TJ estimula o uso da plataforma do Ministério da Justiça são muitas, de acordo com a magistrada. A primeira delas é o custo, já que as demandas judicializadas importam aos tribunais despesas pelo acesso equipe de trabalho, correspondências espaços para reuniões de conciliação ou mediação, facilitador, deslocamento do consumidor, bem como de seus representantes.

A outra vantagem que ela aponta é justamente a celeridade. Segundo Lucicleire, a maior reclamação dos usuários do Judiciário é quanto ao tempo para solução de uma demanda, com agendamentos de atos e às vezes a demora de até 90 dias até a entrada do pedido e realização da audiência. No consumidor.gov.br, a resposta não ultrapassa os 10 dias, segundo ela afirma.

“A plataforma consumidor.gov.br é uma boa resposta para a atual situação que vivemos. Viagens canceladas, hospedagens não aproveitadas, dívidas que não se pode pagar por ausência de faturamento e muitas outras ocorrências que se agravaram nesse período estão disponíveis para solução”, revela Lucicleide.

Como funciona

A plataforma consumidor.gov.br possui um sistema de preenchimento escalonado, evoluindo nas especificações dos problemas, com opção para o preenchimento por marcação de assuntos e problemas. “Além de permitir a escrita da demanda e do pedido, permite a juntada de documentos e fotos que confirmem o direito”, indica a coordenadora do Nupemec.

Trabalhadores da limpeza pública são recebidos com aplausos e café da manhã

Trabalhadores da limpeza pública são recebidos com aplausos e café da manhã

A ação aconteceu Residencial Manoel Evangelista, na zona sudeste de Teresina, com aplausos coletivo e café da manhã

Solidariedade é uma das palavras que poderá definir positivamente a pandemia do novo coronavírus. Em todo mundo, é possível ver ações para ajudar os profissionais da saúde, pessoas em situação de rua e até microempreendedores. Mas na manhã desta sexta-feira, 03, os moradores do Residencial Manoel Evangelista, na zona sudeste de Teresina,  resolveram prestar homenagem aos trabalhadores da limpeza pública através de aplausos coletivo e de um café da manhã . 


Os moradores se reunirão através de um grupo de whatsapp, onde costumam debater segurança pública e atividades solidárias. A ideia de homenagear essa categoria surgiu após a reflexão sobre o privilégio de poder seguir as medidas de distanciamento social recomendado pelo Ministério da Saúde. Além disso, é uma profissão pouco valorizada.

"Tendo em vista que os trabalhadores da limpeza pública são profissionais invisíveis que a gente só percebe a falta deles quando temos muito lixo acumulado em nossa casas, quando deixa de passar, quando a sacola é rasgada. Nessa situação que a gente vive de pandemia, como eles são uma profissão essencial, não podem parar por isso decidimos que deveríamos homenageá-los", explica o morador Marceone Tacarijus.


Os trabalhadores se emocionaram com a homenagem.

Essa ação foi a primeira de muitas que os moradores querem realizar. Marceone conta que espera que este ato possa se espalhar por Teresina, não só com esses trabalhadores, mas com os policiais, profissionais da saúde e outras áreas.

" Todos ficamos emocionados, não tem como não se emocionar, nos estamos em casa e repeitando as orientações das autoridades de saúde. E saber que por nós, vários profissionais estão tendo que trabalhar, por que a cidade não pode parar por completo, nos deixa muito emocionados, hoje foi um aplauso coletivo. Mas quando acabar tudo isso, vamos organizar um abraço coletivo aos trabalhadores da limpeza publica", diz Marceone Tacarijus.

No video abaixo, os trabalhadores agradecem a homagem.


No Residencial, os moradores procuram também realizar através do grupo campanhas de conscientização da importância do distanciamento social.

Apenas metade dos teresinenses está respeitando isolamento social, diz Firmino

Apenas metade dos teresinenses está respeitando isolamento social, diz Firmino

A Prefeitura está utilizando tecnologia de geolocalização para apontar quais regiões tem respeitado o decreto. Zona Sul é a que mais descumpre.

Apenas metade dos teresinenses está respeitando o isolamento social. Foi isso o que afirmou o prefeito Firmino Filho (PSDB) na noite de ontem (02) em suas redes sociais. Segundo ele, pelo menos 50% da cidade tem circulado pelas ruas de maneira deliberada e não está ficando em casa conforme preveem todas as recomendações dos órgãos de saúde.

A informação foi obtida pela Prefeitura através de um monitoramento feito pela start-up recifense inLoco, que desenvolveu uma tecnologia capaz de permitir, através da geolocalização de smartphones, apontar quais regiões têm e quais não têm respeitado o decreto de emergência e a quarentena. 

Os dados obtidos pela PMT apontam que a, até o momento, a zona Sul de Teresina é a que mais vem descumprindo o isolamento social, e, por isso, possui o maior risco de contaminação pela Covid-19. O prefeito Firmino Filho explicou como a tecnologia do InLoco funciona e como a Prefeitura chegou a esta informação.

“O grande diferencial em relação às outras tecnologias de localização, seja por GPS ou telefonia celular, é sua precisão. Enquanto tecnologias como Waze e Google Maps tipicamente atingem precisão aproximada de 100 metros, a InLoco consegue ser precisa em até três metros. A partir destes dados, que são atualizados diariamente, vamos poder orientar melhor tanto as nossas ações educativas quanto as de fiscalização”, disse.


Foto: Folhapress

Firmino, no entanto, lembrou que não basta todas as tecnologias e os esforços a favor se a população não ficar em casa.

Alguns seguidores do prefeito se manifestaram contra o uso do monitoramento de smartphones para localizar a movimentação da população alegando que se trata de invasão de privacidade dos usuários. Outros pediram medidas mais severas para reforçar o isolamento social em Teresina.

Moradores do Parque Piauí, por exemplo,aproveitaram o post de Firmino para denunciar que as feiras ao ar livre do bairro seguem funcionando normalmente e formando aglomeração de pessoas. Outros moradores, desta vez da zona Leste de Teresina, relataram presença de pessoas fazendo atividades físicas na Avenida Raul Lopes todo final de tarde.

Anteriormente esta semana, o prefeito já havia criticado o comportamento do teresinense que parece ignorar as medidas de contenção ao Coronavírus determinadas pelo poder público Segundo Firmino, no último final de semana havia supermercados lotados na Capital e gente circulando nas ruas normalmente. Ainda ontem, o prefeito baixou novo decreto determinando o fechamento de lojas de construções e oficinas de carro.

Cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes no Sul do Piauí

Cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes no Sul do Piauí

O carro onde o cantor estava capotou, ele saiu ileso e foi deixado em casa por amigos. Ao retornar de moto ao local do acidente para pegar o veículo, ele caiu na rodovia e não resistiu

Fãs, familiares e amigos prestaram na manhã de hoje (03) suas últimas homenagens a Paulynho Paixão. Em cortejo, as pessoas seguiram pelas ruas de São Miguel da Baixa Grande, cidade natal do cantor. Um vídeo gravado no momento mostra as pessoas seguindo em uma aglomeração até o local do sepultamento.


O cantor piauiense Paulynho Paixão, 43 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (03) após sofrer dois graves acidentes, um na BR-316, próximo a Passagem Franca, e o outro na BR-225, próximo de São Miguel da Baixa Grande. O primeiro aconteceu no final da noite de ontem (02), quando o veículo onde ele estava capotou na rodovia. O cantor saiu ileso e conseguiu chegar em casa com a ajuda de amigos.

Já o segundo acidente se deu pouco depois da meia-noite, quando Paulynho insistiu em voltar ao local da primeira ocorrência para pegar o veículo capotado, e acabou caindo da moto que pilotava. Neste, o cantor sofreu ferimentos graves. Ele foi encontrado caído na rodovia PI-225 pelo irmão e os amigos, que retornavam com o carro dele para a residência da família em São Miguel da Baixa Grande.


Paulynho Paixão tinha 43 anos e deixa uma filha - Foto: Reprodução/Instagram

Paulynho Paixão chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos, falecendo pouco depois de dar entrada no Hospital de Valença.

A informação foi confirmada pelo empresário do cantor, Márcio Shows, através das redes sociais. “O Paulynho estava num Corolla, onde o veículo capotou e graças a Deus ele sobreviveu sem nenhum arranhão. Deixaram ele em casa, o irmão pediu que ele aguardasse que iam lá buscar o veículo no local. Mas ele, teimoso que é, pegou a moto e infelizmente ele caiu. Ele veio a óbito. O nosso Paulynho Paixão faleceu”, relatou Márcio.

O velório de Paulynho Paixão acontecerá em São Miguel da Baixa Grande, cidade onde o cantor nasceu e tinha família. Ele deixa uma filha.

Trajetória marcada por polêmicas

Com 15 anos de carreira, Paulynho Paixão era conhecido no mundo da música como o Rei do Coladinho. Piauiense, ele ganhou fama no Nordeste e depois no país interpretando canções numa mistura de forró, brega e sertanejo.

Mas para além do nome consolidado no cenário musical, Paulynho Paixão também se envolveu em algumas polêmicas. O cantor respondia a um processo por agressão à própria esposa, após um show na cidade de Bacabal, no Maranhão. Na ocasião, ele chegou a ser preso em flagrante, enquadrado na Lei Maria da Penha.

Anteriormente, ainda no ano de 2011, Paulynho também já havia sido detido desta vez suspeito de agredir a então namorada, que à época tinha apenas 16 anos de idade.

02 de abril de 2020

Isolamento social faz crimes caírem no Piauí, diz Secretaria de Segurança

Isolamento social faz crimes caírem no Piauí, diz Secretaria de Segurança

Houve redução de 31% no número de roubos e 42% de furtos em março se comparado com fevereiro. Isolamento social tem relação direta para a queda dos crimes

Um levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) apontou nesta quinta-feira (02) que houve uma redução de 31% no número de roubos e 42% de furtos registrados durante o mês de março no Piauí em comparação com fevereiro. A queda nos casos notificados tem relação direta com o isolamento social por causa do coronavírus.

Simulação de violência. Foto: Arquivo O Dia.

De acordo com a SSP-PI, somente no mês de março foram registrados 1.452 roubos contra 2.117 contabilizados em fevereiro. Já a quantidade de furtos foram 754 ocorrências contra 1.299 casos notificados no mês anterior. O secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, além do confinamento da população a intensificação do policiamento ostensivo contribuiu para a diminuição da violência.

“Os dados mostram uma redução significativa em todos os itens. Boa parte dessa redução é em função do isolamento social. A intensificação do policiamento ostensivo a gente entende que vai ter uma redução bem mais significativa. E esse é o nosso objetivo”, disse.

Em relação a Teresina, os dados apontaram uma redução no número de veículos roubados e furtados. Em março, foram contabilizados 319 veículos roubados e em fevereiro foram notificados 327. Já a redução de veículos furtados foi de 109 em março contra 126 em fevereiro. Os números representam uma redução de 15%.

O levantamento também apontou os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Foram 52 crimes violentos contra 55 se comparado ao mesmo período do ano passado.

A Secretaria de Segurança reforçou a importância do isolamento social e garantiu a ampliação de serviços para notificação de crimes, como o uso do 190, através da Polícia Militar e pela Delegacia Eletrônica.

Coronavírus faz receita prorrogar para 30 junho declaração de imposto

Coronavírus faz receita prorrogar para 30 junho declaração de imposto

O governo federal anunciou a prorrogação de 60 dias no prazo de declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física

O governo federal anunciou a prorrogação de 60 dias no prazo de declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física, o delegado da Receita Federal no Piauí, Eudimar Ferreira, explicou que quem agendou seu imposto para ser pago no dia 30 de abril, o valor só será debitado no dia 30 de junho, nova data que se encerra o prazo de entrega.

Eudimar Ferreira (FOTO: Imagem internet)

O imposto a pagar está automaticamente prorrogado para o dia 30 de junho e a primeira cota ou cota única que seria devida a partir do dia 30 de abril passa a ser apenas em 30 de junho. A entrega das declarações de imposto de renda que deveriam ser entregues até dia 10 de abril passam a ter prazo até 10 de junho.

“Estás são medidas que visam amenizar a necessidade de mobilidade dos contribuintes no momento. Em conjunto com isso deixa de ser exigida também a informação relativa ao recibo de entrega da declaração para esse ano excepcionalmente e outras medidas também estão sendo adotadas para resguardar direitos dos contribuintes, por exemplo, a suspensão dos prazos processuais”, explicou Eudimar Ferreira, delegado da receita federal.

A prorrogação do prazo para declaração do imposto de renda é por conta da pandemia do coronavírus, que atualmente impõe muitas dificuldades as pessoas que precisam fazer a declaração principalmente por conta da mobilidade. “Não há necessidade de atendimento presencial ou de comparecimento dos contribuintes em unidades da receita federal”, reforçou Eudimar Ferreira.

As restituições do imposto de renda seguem mantidas para o dia 29 de maio, como estava previsto. 

Coronavírus: Pessoas se aglomeram para receber cestas básicas em Parnaíba

Coronavírus: Pessoas se aglomeram para receber cestas básicas em Parnaíba

A ideia era evitar aglomeração por causa do novo coronavírus, mas não saiu como planejado. A Sedesc disse que a situação foi atípica.

Dezenas de pessoas se aglomeraram na manhã desta quinta-feira (02) para retirarem doações de cestas básicas da Prefeitura de Parnaíba em frente à Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEDESC). A ideia era evitar aglomeração por causa do novo coronavírus, mas não saiu como planejado. A Sedesc disse que a situação foi atípica.

Foto: Portal Costa Norte.

Com a pandemia do Covid-19 e decreto de isolamento social para conter a transmissão da doença, muitas pessoas tiveram que parar de trabalhar. Por isso, há algumas semanas a Sedesc entrega cestas básicas para famílias terem o que comer. O trabalho começou com entrega a domicílio, mas a procura aumentou e o que era pra ter ser um alívio foi recebido com preocupação.

“As pessoas estão desesperadas sem ter o que comer por causa do isolamento social, já que elas não podem trabalhar. Nós começamos com o trabalho de entrega de cestas básicas na casa das famílias, justamente para evitar o tumulto, mas a procura aumentou e eles e aglomeraram na frente da Sedesc hoje. Tínhamos ainda algumas cestas básicas que foram distribuídas para as famílias que estiveram hoje por lá”, disse a secretária da Sedesc Adalgisa Souza.

Foto: Costa Norte.

Adalgisa informou ainda que a situação foi atípica. “Essa situação foi atípica. Nós chamamos a Vigilância Sanitária para ajudar na aglomeração. Mas nós todos sabemos que a situação está difícil para quem não tem o que comer e, na medida do possível, vamos trabalhar pra conter esses impactos. Apareceram pessoas de vários bairros da cidade”, disse.

A secretária contou que a entrega das cestas básicas foram divididas por bairros com o objetivo de evitar confusão, mas, segundo ela, a medida não foi respeitada. Adalgisa não descartou que outras aglomerações possam acontecer em frente ao prédio da Sedesc nos próximos dias.

“Não temos como dizer que não vão acontecer novas aglomerações em frente ao prédio. É imprevisível. Até porque precisamos ter as cestas para repassar à população. O certo é que estamos fazendo o possível para atender a demanda, que infelizmente, é muito grande”, disse.

Novo Decreto: Lojas de construção e oficinas serão fechadas em Teresina

Novo Decreto: Lojas de construção e oficinas serão fechadas em Teresina

A medida visa conter o aumento do fluxo de pessoas na cidade e consequentemente a transmissão do novo coronavírus.

O prefeito Firmino Filho disse em uma rede social nesta quinta-feira (01) que pretende endurecer a política de isolamento social em Teresina. Uma nova atualização no decreto deve determinar a partir de amanhã o fechamento de lojas de material de construção e de peças de automóveis. A medida visa conter o aumento do fluxo de pessoas na cidade e, consequentemente, a transmissão do novo coronavírus.

A mudança também vai afetar o segmento de empresas do ramo de Petshops. Com a nova determinação, os estabelecimentos deverão fechar parcialmente e, quando abertos, deverão realizar apenas atendimentos clínicos aos animais.

No decreto que está em vigor, esses serviços considerados essenciais para população têm o aval para continuar funcionando normalmente. Nos últimos dias, Firmino Filho havia se queixado nas redes sociais do descompromisso de parte dos teresinenses em cumprir com o isolamento social. O prefeito chegou a dizer que se sentia “absolutamente frustrado em tentar tudo que está ao alcance para proteger as pessoas e ver que grande parte continua saindo de casa, inclusive para amenidades”.

Outra declaração do prefeito nas redes sociais. 

Fiscalização pra diminuir aglomerações

Para diminuir o número de pessoas circulando em Teresina, a Guarda Civil Municipal tem atuado na fiscalização de estabelecimentos comerciais que estão descumprindo o decreto municipal de fechamento de serviços não essenciais. Até o momento, mais de 2000 empresas foram fechadas por infringirem as regras. Ontem, uma fábrica de cerveja foi interditada pelos agentes.

Quem verificar estabelecimentos funcionando de forma irregular pode denunciar através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Além disso, o cidadão pode também acessar o Colab para denunciar.  

Com queda de 90% nas corridas, motoristas de aplicativo contabilizam prejuízos

Com queda de 90% nas corridas, motoristas de aplicativo contabilizam prejuízos

Motoristas do Piauí dizem que empresas não estão pagando os auxílio financeiros e não se manifestam sobre ajudar na compra de material de higienização dos carros.

Com a pandemia do Novo Coronavírus e os decretos de emergência determinando o isolamento social, o fluxo de pessoas circulando pelas cidades e utilizando os meios de transporte tem reduzido bastante. Quem está sentindo isso de maneira mais contundente são os motoristas de aplicativo, que dependem das corridas para poder sobreviver. 

De acordo com a Associação dos Motoristas de Aplicativo do Piauí (ABMAP), houve uma queda de 90% nas solicitações de corrida ao longo das últimas semanas no Estado, sobretudo em Teresina. Isso acabou gerando uma diminuição na arrecadação por parte desses profissionais, que muitas vezes ficam sem condições de arcar com as despesas de casa e de abastecer seus veículos para rodar e continuar trabalhando.

A situação é considerada preocupante pela entidade representante da categoria. Para tentar chegar a uma solução, a ABMAP acionou através de ofício as empresas de transporte por aplicativo que operam no Piauí atualmente: a Uber e a 99 Pop. A intenção é buscar um maior suporte aos motoristas e garantias de que eles não fiquem desassistidos durante esta crise.


Foto: Reprodução

Mas até agora, a categoria não obteve retorno das empresas. “Eles divulgam que estão ajudando o motorista pagando um valor de até R$ 300 por 14 dias, só que os motoristas que pararam por conta de suspeita de Covid-19 não obtiveram essa ajuda”, diz João Francisco. 

Outro ponto que ele menciona diz respeito à higienização dos veículos. “Em São Paulo, por exemplo, a 99 tem uma máquina que faz a limpeza e higienização do veículo e durante três dias ele fica esterilizado, mas aqui essa máquina ainda não chegou. Estamos nos sentindo de certa forma abandonados pelas plataformas”, afirma João Francisco, lembrando que os motoristas estão com dificuldade de encontrar máscaras e álcool em gel para manter a higienização mínima durante o trabalho e garantir ao passageiro sua integridade física.

O que dizem as empresas

Em seus sites oficiais, tanto a Uber quanto a 99 Pop disponibilizam informações quanto aos procedimentos adotados para auxiliar seus prestadores de serviço neste período de pandemia. 

Quanto à ajuda financeira, a Uber diz que ela será dada somente aos motoristas ou entregadores diagnosticados com Covid-19 ou que tiverem em quarentena solicitada por alguma autoridade pública. A ajuda de custo tem duração de 14 dias e seu valor será determinado pelo cálculo do ganho diário daquele colaborador nos últimos seis meses.

A empresa esclareceu ainda que para ter direito ao auxílio financeiro, o colaborador deve enviar uma série de documentos para a Uber comprovando que está contaminado pelo Coronavírus e solicitando o benefício. O prazo de resposta da plataforma é de cinco dias já com a liberação do auxílio.

A Uber informou ainda que está reembolsando seus motoristas em até R$ 20,00 para que eles possam adquirir álcool em gel e máscaras para garantir a higienização de seus veículos. O reembolso, no entanto, só será feito mediante comprovação da compra dos itens por nota fiscal. Para solicitar a devolução do valor gasto, o motorista deve acessar a aba “Reembolso de Álcool em Gel COVID-19” em seu aplicativo.


Foto: O Dia

Já no site da 99 Pop não há informações sobre ajuda de custo, mas a empresa diz que criou um vale corrida pré-pago para transportar colaboradores e clientes da plataforma que precisam ir para o trabalho durante a quarentena. Quanto à informação da ABMAP de que a ajuda para desinfecção dos carros ainda não chegou ao Piauí, a 99 diz que se trata de um projeto piloto ainda concentrado em São Paulo, mas que este mês ele chegará a cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, podendo ser liberado também a outras capitais posteriormente.

A reportagem do Portal O Dia entrou em contato com as respectivas assessorias da Uber e da 99 Pop. A Uber já se manifestou por meio de nota e, além das informações já disponibilizadas no site e citadas acima, disse que também utiliza o aplicativo como canal de informação, lembrando a todos seus mais de 22 milhões de usuários, motoristas e entregadores parceiros em como seguir as instruções das autoridades de saúde pública. A empresa tem divulgado as informações compartilhadas pelos canais oficiais do Ministério da Saúde.

"A Uber mantém uma equipe multidisciplinar, disponível 24 horas por dia, para auxiliar as autoridades de saúde pública em seu plano de resposta contra a pandemia. A empresa também conta com a consultoria de um epidemiologista para garantir que as medidas tomadas sejam embasadas em orientações e evidências médicas".

A reportagem ainda está no aguardo do retorno da 99 Pop com os esclarecimentos mais detalhados sobre a situação de seus motoristas de aplicativo.

Covid-19: Ufpi suspende atividades por tempo indeterminado

Covid-19: Ufpi suspende atividades por tempo indeterminado

O calendário acadêmico para os dois semestres deste ano foram suspensos. Comitê avaliará a situação a cada 15 dias para decidir sobre retorno.

A Universidade Federal do Piauí (Ufpi) decidiu suspender por tempo indeterminado as atividades previstas no Calendário Acadêmico 2020.1 e 2020.2 em razão do agravamento da crise provocada pela pandemia do Novo Coronavírus. Vale lembrar que a instituição já se encontra com suas atividades paralisadas desde o último dia 16 de março, quando o reitor, professor Arimateia Dantas Lopes, a suspensão das aulas por um mês.

A decisão de suspender o calendário acadêmico por tempo indeterminado considera tudo que vem preconizando a Organização Mundial de Saúde (OMS) e as autoridades públicas: a manutenção do isolamento social para mitigar a transmissão do Coronavírus e resguardar a saúde da comunidade de uma forma geral, sobretudo daquele que estão no grupo de risco.


Ufpi suspende atividades por tempo indeterminado - Foto: O Dia

Na resolução, o professor Arimateia Dantas Lopes suspendeu todas as atividades acadêmicas e administrativas de cunho presencial que não forem consideradas essenciais. Ficará a cargo do Comitê Gestor de Crise determinar que atividades essenciais serão estas.

A cada 15 dias, o mesmo Comitê Gestor de Crise irá avaliar o quadro epidemiológico geral de modo a decidir quando será prudente retornar à normalidade das atividades acadêmicas e administrativas da Ufpi.

THE: 20 UBS estão com atendimento exclusivo a casos de síndrome gripal

THE: 20 UBS estão com atendimento exclusivo a casos de síndrome gripal

A lista inclui unidades nos pontos centrais das quatro zonas da cidade que devem ser procuradas por pacientes com sintomas suspeitos para COVID-19.

Em função da reorganização no serviço de atendimento aos casos suspeitos de COVID-19 e o andamento dos serviços na Atenção Básica Municipal, a Fundação Municipal de Saúde definiu nesta segunda-feira, 01, uma nova estratégia de atendimento. Agora, 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) atenderão exclusivamente os casos de síndrome gripal, enquanto as outras 71 ficam a cargo das demandas da Estratégia Saúde da Família. 

Entre as UBS exclusivas para síndrome gripal, estão as 10 que já atendem em horário estendido -de segunda a sexta das 7h às 21h e aos sábados das 7h às 17h, e mais 10 que funcionam de segunda a sexta das 8h às 17h. A lista inclui unidades nos pontos centrais das quatro zonas da cidade que devem ser procuradas por pacientes com sintomas suspeitos para COVID-19, onde receberão atendimento e encaminhamento caso necessário. 

Já as outras 71 UBS responderão às demandas regulares da Atenção Básica como atendimento a gestantes, hipertensos, diabéticos, crianças com problemas que não sejam gripais e todos os serviços que funcionavam antes da pandemia. 

"É importante destacar que está sendo permitida a realização de consultas nestes grupos, porém continua a recomendação de evitar aglomerações", explica Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS.

O diretor frisa que neste momento estas 71 UBS estão sendo orientada a atender pacientes de qualquer zona da cidade, mesmo que eles sejam acompanhados originalmente por outra unidade. "Isso é possível graças ao sistema E-sus, que possibilita aos médicos acessar o prontuário eletrônico de qualquer paciente atendido nas UBS pela internet", diz Kledson Batista. 


THE: 20 UBS estão com atendimento exclusivo a casos de síndrome gripal. Reprodução

Além disso, estas unidades também estarão encarregadas de realizar serviços como retirada de pontos, curativos e troca de sondas, entre outros.

Já o atendimento odontológico está concentrado nas UBS dos bairros Saci e Buenos Aires, apenas para casos necessários, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. 

A vacinação está acontecendo exclusivamente para a Campanha de Vacinação contra a gripe, sendo que a rotina de atualização de cadernetas será normalizada a partir do dia 16 de abril.

Confira a lista das UBS com atendimento exclusivo para síndrome gripal

SUL

UBS Portal da Alegria

UBS Irmã Dulce

UBS Dagmar Mazza

UBS Parque Piauí 

UBS Monte Castelo

UBS Promorar

SUDESTE

UBS Todos os Santos

UBS Novo Horizonte

UBS Carlos Alberto Cordeiro

NORTE

UBS Poty Velho

UBS Santa Maria da Codipi

UBS Real Copagre

UBS Karla Ivana

UBS Mocambinho

LESTE

UBS Taquario 

UBS Planalto Uruguai

UBS Cidade Jardim 

UBS Satélite

UBS Santa Isabel

UBS São João

Ventilador mecânico pode ser utilizado em até 4 pacientes, mostra pesquisa

Ventilador mecânico pode ser utilizado em até 4 pacientes, mostra pesquisa

A pesquisa é realizada pelo curso de Engenharia Elétrica da UFPI.

O novo coronavírus trouxe algo positivo a sociedade- a união de todos setores em prol dos pacientes com Covid-19. Na Universidade Federal do Piauí (UFPI), como em outras instituições, as pesquisas no param. O curso de Engenharia Elétrica realiza um projeto que possibilitará adaptações em ventiladores mecânicos do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI), onde cada aparelho poderá ser utilizado por até 4 pacientes.

Os estudantes são orientados pelo professor Caio Damasceno que explica que o ventilador mecânico é equipamento essencial no tratamento de pacientes graves com Covid-19, por conta de problemas respiratórios. A expectativa da equipe é que o método seja aplicável em qualquer ventilador mecânico pelo custo de menos de R$ 2 mil.


Ventilador mecânico pode ser utilizado em até 4 pacientes, mostra pesquisa. Foto: Arquivo Pessoal

Caio Damasceno ressalta que, embora o ventilador possa ser utilizado por até quatro pacientes, a pressão, o volume e a PEEP (Pressão expiratória final positiva) são controlados individualmente. E que o método tem uso restrito à situação provocada pelo contexto da pandemia. 

“O nosso projeto é para ser aplicado apenas em extrema urgência, não deve ter aplicação enquanto houver possibilidade de uso de um ventilador mecânico por paciente. Além disso, deve ser usado somente em pacientes acometidos pela Covid-19 e seu uso não deve ser prolongado quando o contexto da pandemia for superado”, enfatiza.

O projeto conta com uma equipe de 60 participantes, sendo 45 deles da UFPI.  Tendo contribuição de pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).


 Os primeiros testes foram realizados na Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), com pulmões artificiais, e a equipe já está providenciando o registro na Plataforma Brasil e a avaliação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), para obter autorização para testes em seres humanos.

Após os testes finais, a equipe pretende distribuir manuais de aplicação da técnica para os hospitais de todo o país de forma gratuita. "Pesquisadores e profissionais da área de engenharia elétrica poderão fazer as adaptações e esse conhecimento auxiliará, efetivamente, no tratamento de pacientes", observa Caio Damasceno.

Motoristas e cobradores elaboram plano para evitar demissões em massa

Motoristas e cobradores elaboram plano para evitar demissões em massa

Profissionais estão conversando com membros do Setut e da Prefeitura para chegar a um acordo

Após a demissão e suspensão de salários de mais de 100 profissionais de diferentes empresas de transporte coletivo na cidade de Recife, em Pernambuco, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro) já busca alternativas para evitar situação semelhante. As demissões em Recife teriam ocorrido devido à redução da demanda por ônibus por causa do isolamento contra o coronavírus. 


Leia também: Coronavírus - fluxo de passageiros de ônibus coletivos cai 90% em Teresina 


O presidente do Sintetro, Fernando Feijão, conta que o sindicato já se reuniu com representantes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) e da Prefeitura de Teresina em busca de um acordo, de forma a manter os empregos dos profissionais.

“A preocupação é geral de todo mundo, pois sem arrecadar, sabemos que não tem como os empresários pagarem. Mensalmente, a Prefeitura repassa um subsídio aos empresários, e também estamos buscando que o Governo Federal faça a parte deles, aguardando alguma medida provisória que possa garantir salários para esses trabalhadores pelo menos por dois meses”, conta Fernando Feijão.


Trabalhadores temem perder o emprego devido à redução de demanda durante a pandemia - Foto: Arquivo O Dia

O representante do sindicato destaca que este ainda é um momento de negociações e que, até sexta-feira (3), devem ser apresentadas as propostas de um plano de ação. Contudo, está sendo avaliada a possibilidade de manter o funcionamento da frota que está circulando atualmente, em caráter de revezamento, de forma a contemplar o maior número de profissionais possíveis. Além disso, está sendo discutida a possibilidade de férias coletivas.

“Garantir o emprego de todo mundo, essa é a nossa principal meta agora, até porque, quando voltar ao normal, as pessoas vão precisar do seu emprego, senão, como vão sobreviver? Nosso serviço é essencial, então esperamos que as autoridades não virem as costas para os trabalhadores, nem para as empresas que precisam de uma sobrevida para funcionarem a todo favor e atender a população”, completa o presidente do Sintetro.

Procurado pela reportagem de O DIA, o Setut disse que aguarda as medidas de apoio dos governos.

OAB Piauí pede recuperação da PI-392 ao Governo do Estado

OAB Piauí pede recuperação da PI-392 ao Governo do Estado

Com a interdição do trecho, os produtores e moradores estão impedidos de trafegarem, sendo esta a principal via de acesso à cidade.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, por meio da Comissão de Direito Agrário e Agronegócios, solicitou ao Governo do Estado do Piauí a recuperação do trecho da PI-392, por conta de uma forte chuva na região dos Cerrados, especificamente, na Serra da Laranjeira, município de Currais – Sul do Piauí. Com a interdição do trecho, os produtores e moradores estão impedidos de trafegarem, sendo esta a principal via de acesso à cidade.


Leia também
Carros são arrastados e pessoas ficam ilhadas após tromba d'água em Currais 


O Presidente da Comissão de Direito Agrário e Agronegócios da OAB Piauí, Evaldo Martins, explica que, com a destruição da principal via de escoamento, os produtores e moradores estão impedidos de trafegarem, causando grandes danos.

Além disso, Evaldo Martins ressalta ainda “que a crise econômica enfrentada pelo país em decorrência da pandemia do Covid-19, o agronegócio exerce papel fundamental, tanto na arrecadação tributária pelo governo, como também no fornecimento de alimentos para a população e insumos para a indústria alimentícia nacional”, conta.

Para o Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto, “os prejuízos enfrentados vão muito além do tempo que se perde no trecho. Todavia, o dano maior é à vida das pessoas que se arriscam nesta estrada. A OAB Piauí, como defensora das garantias sociais, pede uma posição dos órgãos competentes para recuperar a PI-392 e diminuir o prejuízo dos produtores que dependem da estrada para escoar sua produção”, disse.



01 de abril de 2020

Hospitais do Piauí serão beneficiados com doação do MPT

Hospitais do Piauí serão beneficiados com doação do MPT

O juiz da Vara do Trabalho de Picos, Washington Bandeira, entrou em contato com a Procuradoria do Trabalho no Município de Picos, que destinou o valor dentro de uma ação judicial

Cerca de 41 mil reais foram doados para compra de filtros que impedem a circulação do coronavírus nos circuitos respiratórios e nos ambientes de UTI. O pedido foi feito pela Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas do Piauí através do Tribunal Regional da 22ª Região. O juiz da Vara do Trabalho de Picos, Washington Bandeira, entrou em contato com a Procuradoria do Trabalho no Município de Picos, que destinou o valor dentro de uma ação judicial.

Foto: Arquivo O Dia.

Os equipamentos são importantes para a saúde e segurança dos anestesiologistas e de outros profissionais, que trabalham diretamente na intubação de pacientes. O risco ocupacional é minimizado com a instalação desses filtros nos circuitos respiratórios utilizados nos ambientes de UTI .

A doação servirá para a compra de 1.400 filtros a serem distribuídos, preferencialmente, para os seguintes hospitais públicos estaduais: Maternidade Evangelina Rosa, Hospital Lucídio Portella, Hospital da Polícia Militar, Hospital Getúlio Vargas, Hospital Regional Tibério Nunes (Floriano), Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Parnaíba), Hospital Regional Chagas Rodrigues (Piripiri), Hospital Regional de Manoel Sousa Santos (Bom Jesus), Hospital Estadual Justino Luz (Picos), Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman (Esperantina), Hospital Regional Senador José Cândido Ferraz (São Raimundo Nonato), Hospital Regional  Leônidas Melo (Barras), Hospital Regional Deolindo Couto (Oeiras), Hospital Maternidade Escola de Valença, Hospital Maria de Lourdes Leal Nunes (Regeneração), Hospital Regional de Uruçuí, Hospital Regional Teresinha Nunes de Barros (São João Piauí). Hospitais públicos municipais na capital também serão beneficiados: Hospital de Urgência de Teresina, Hospital do Promorar, Hospital do Dirceu Arcoverde II, Maternidade Cianca, Hospital do Satélite, Hospital do Buenos Aires e o hospital público federal Hospital Universitário.

A procuradora do Trabalho, Pollyanna Tôrres, destaca a importância da destinação para a prevenção da pandemia da covid-19 em todo o Estado do Piauí. “Essa doação está em consonância com a Recomendação 01 do Conselho Nacional do MP, que dispõe acerca da priorização de reversão de recursos decorrentes da atuação finalística do MP Brasileiro para o enfrentamento da pandemia de coronavírus”, finaliza.

COVID-19; Como fica a guarda compartilhada em tempos de isolamento?

COVID-19; Como fica a guarda compartilhada em tempos de isolamento?

De forma geral o segredo dentro da situação é fazer prevalecer o bom senso e isso passa desde o descolamento de um pai ou uma mãe até o encontro da criança ao ambiente em que ele reside

O isolamento social é a medida mais eficaz para combater o avanço rápido do coronavírus e por isso autoridades do mundo inteiro pedem para as pessoas estarem em casa como forma de proteção. As grandes mudanças por conta disso causam impacto na vida de todos, mas você imagina na cabeça das crianças? E daquelas que vivem em regime de guarda compartilhada e passam uma semana com pai e outra com a mãe ou mesmo reveza os finais de semana? Com a quarentena isso precisou mudar bastante, mas o que dizem os advogados sobre a situação é que se precisa fazer valer o bom senso.

Em algumas situações acontece a alienação parental (FOTO; Reprodução)

‘Ao país devem chegar a um denominador comum e que nessa decisão priorize o menor risco e o menor dano a criança. Vale ressaltar que o coronavírus transmite varias doenças e por isso vem causando essa pandemia no mundo e existem as pessoas de grupo de risco no caso os idosos e pacientes com comorbidades e então há necessidade de que o menor não esteja em contato com essas pessoas do grupo de risco, pois o risco de contaminação se torna muito grande’, disse a advogada Karla Oliveira.

De forma geral o segredo dentro da situação é fazer prevalecer o bom senso e isso passa desde o descolamento de um pai ou uma mãe até o encontro da criança ao ambiente em que ele reside, quais as outras pessoas que fazem parte desse espaço e analise se existe algum tipo de contaminação para a criança.

‘É uma pandemia que está mudando nosso modo de viver, mas principalmente o modo de viver das crianças, pois elas ficam irritadas porque estão presas, estão isoladas e não entendem o que está acontecendo. A gente está vivendo um surto que o mundo nunca viveu e nunca pensamos estar passando por isso’, acrescentou Karla Oliveira.

Apesar disso, muitas famílias não conseguem chegar a solução através do dialogo e algumas vezes os advogados se encontram em situação de alienação parental, quando uma das partes do casal, pai ou mãe, proíbe o contato ou faz pressão para que a criança escolha um lado dentro da discussão e nesses casos é preciso recorrer ao judiciário para provar que não é risco ao filho. 

GCM fecha fábrica de cerveja e gerente é levado à delegacia em Teresina

GCM fecha fábrica de cerveja e gerente é levado à delegacia em Teresina

Com a irregularidade, o gerente do estabelecimento foi encaminhado à Central de Flagrantes para prestar esclarecimentos.

A Guarda Civil Municipal fechou nesta quarta-feira (01) uma fábrica de cerveja na Zona Sul por ter descumprido o decreto municipal que estabelece o fechamento de serviços comerciais não essenciais em Teresina. O gerente do estabelecimento foi encaminhado à Central de Flagrantes para prestar esclarecimentos.

Foto: Ascom. 

Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), a empresa estava distribuindo bebidas alcoólicas apesar da proibição. O secretário Samuel Silveira, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), disse que as ações de combate ao novo coronavírus estão sendo endurecidas em Teresina.

“Descumprir o decreto de isolamento social é incorrer no artigo 268 do Código Penal. Estamos numa nova fase de endurecimento das ações de combate ao coronavírus, reforçando o isolamento social e pedimos que a população permaneça em casa”, conta.

Os estabelecimentos comerciais que infringirem o artigo – que se destina a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa - estão passíveis de multas e seus responsáveis de prisão. A GCM informou que somente a distribuição de água e refrigerante continua acontecendo normalmente.

Desde a assinatura do decreto, a Guarda Civil Municipal já fechou 1.643 estabelecimentos comerciais que não deveriam estar funcionando. Ontem (31), três filiais das lojas Americanas foram interditadas.  O prefeito Firmino Filho assinou nesta quarta-feira a convocação de 261 novos guardas municipais para que possam reforçar esse trabalho de fiscalização.

Em relação à fábrica de cerveja, até a semana passada, tinha uma liminar para continuar com os serviços, mas a determinação caiu após a renovação do decreto. A empresa também realizou recentemente uma campanha de doação de álcool em gel para hospitais públicos como uma medida de combate ao novo coronavírus.

Outro lado

Outro lado

A Ambev esclareceu que 30% da produção de sua fábrica em Teresina, que abastece o estado e outros seis das regiões Norte e Nordeste, são de itens não alcoólicos como água, isotônicos e água de coco. A empresa disse ainda que a paralisação da produção fabril, que conta com bens perecíveis, afetará diretamente o abastecimento de supermercados e as operações de delivery de bares e restaurantes tão essenciais à população neste momento de quarentena. Sem produtos, os negócios locais serão altamente afetados e talvez não sobrevivam após este período delicado.

A empresa ressaltou que está comprometida com o combate ao avanço do coronavírus no país, e que por isso, passou a produzir 1.000 litros diários de álcool líquido 70% para distribuição gratuita aos hospitais públicos municipais, e também a uma empresa de manipulação, que conta com insumo para sua produção de álcool em gel.

Por fim, a Ambev informou que está focada em ajudar a conter a propagação do vírus e em apoiar o abastecimento de produtos básicos a todo comércio regional.

Como denunciar estabelecimentos irregulares

Quem verificar estabelecimentos funcionando de forma irregular pode denunciar através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Além disso, o cidadão pode também acessar o Colab para denunciar.

HPM-PI começa a funcionar com 43 leitos para atender pessoas com coronavírus

HPM-PI começa a funcionar com 43 leitos para atender pessoas com coronavírus

A unidade, que pertence à rede estadual, foi requisitada pelo Governo do Piauí para dar suporte a eventuais confirmações da doença no estado. Encaminhamento dos pacientes ao hospital será realizado por meio da Central de Regulação do Estado

O Hospital Dirceu Arcoverde da Polícia Militar do Piauí (HPMPI), localizado na Zona Sul de Teresina, começa a funcionar na tarde desta quarta-feira (01) como hospital sentinela para atender pacientes diagnosticados com coronavírus, segundo a Secretaria de Saúde (Sesapi). A unidade, que pertence à rede estadual, foi requisitada pelo Governo do Piauí para dar suporte a eventuais confirmações da doença no estado.

O hospital inicia as atividades contando com 40 leitos clínicos e 03 de estabilização. A expectativa da Secretaria de Saúde é poder contar, até a outra semana, com 100 leitos clínicos para possível demanda de atendimento e, posteriormente, 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A ideia final é de que 150 leitos clínicos possam estar disponíveis para a população.


“Foram 15 dias para montar a estrutura para atender a população. Todos os pré-requisitos normativos de Vigilância Sanitária bem como fluxo de pacientes estão sendo obedecidos no HPM. Nessa semana, o hospital começa com 40 leitos clínicos e 03 leitos de estabilização. Até o final da semana queremos estar com 100 leitos e posteriormente 10 de UTI. Depois aumentar os leitos para capacidade máxima do hospital que chega a comportar 150 leitos clínicos”, contou Alderico Tavares, Superintendente de Média e Alta Complexidade da Sesapi.

De acordo com o último informe da Sesapi, o Piauí contabiliza 18 casos confirmados do novo coronavírus e 254 suspeitos. Diante do cenário, o encaminhamento de pacientes será realizado por meio da Central de Regularização do Estado. Ou seja, a população não pode ir ao local, porque não haverá atendimento de urgência sem encaminhamento.


“O HPM tem uma estrutura ampla onde os funcionários e pacientes terão entradas e saídas diferentes para que sejam atendidos da melhor forma possível. Lembrando que os pacientes que a gente receberá são que serão regulados tanto da rede municipal quanto da rede estadual. Esperamos poder atender os anseios da população em um momento tão difícil”, esclareceu o Leandro Ponce, Diretor Técnico do HPM.

O estado deve intensificar a mão de obra, como contratar médicos, enfermeiros e técnicos para atuarem no funcionamento da unidade. Os profissionais de saúde também deverão ser capacitados de forma permanente para o atendimento.

Covid-19: Defensoria pede soltura de presos com tuberculose

Covid-19: Defensoria pede soltura de presos com tuberculose

Pedido de Habeas Corpus coletivo foi impetrado junto ao TJ e abrange somente aos presos provisórios, prevendo aplicação de pena alternativa.

Diante da situação de crise da saúde pública com a pandemia de Covid-19, um dos setores que mais causa preocupação é o sistema prisional brasileiro, que abriga milhares de pessoas aglomeradas muitas vezes em situação precária. Aqui no Piauí, o cenário não é muito diferente e sob o risco de o quadro se agravar ainda mais, a Defensoria Pública do Estado impetrou ontem à noite (31), um pedido de habeas corpus coletivo junto ao Tribunal de Justiça (TJPI) pedindo a soltura de presos com tuberculose, que estão dentro do grupo de risco para o Coronavírus.

A decisão foi motivada pelo fato de que se um detento for infectado, a doença rapidamente se alastrará no sistema carcerário o que poderá causar um colapso ainda maior no sistema de saúde público. E além dos riscos aos presos, há também os profissionais que trabalham nos presídios (policiais penais, policiais militares, diretores, médicos, agentes de assistência social) e mantêm contato diariamente com os detentos.


Covid-19: Defensoria pede soltura de presos com tuberculose - Foto: O Dia

No entanto, o habeas corpus impetrado pela Defensoria não prevê simplesmente a liberação dos presos: eles deverão cumprir uma pena alternativa à prisão. Sem contar que não são todos os detentos acometidos por tuberculose que poderão ser contemplados pela medida, mas apenas aqueles que cumprem pena provisória, ou seja, que ainda não foram condenados. Por telefone, o diretor das Defensorias Públicas da Capital, Darcio Rufino, explicou o teor exato do pedido feito à justiça.

“A Defensoria está usando de seu direito constitucional de apresentar alternativas às prisões cautelares de pessoas que sequer foram condenadas e que correm risco de vida em meio a esta crise que estamos vivendo. Não estamos pedindo a soltura indiscriminada de presos, mas pedindo que a situação deles seja reanaliasada quanto à possibilidade de que suas penas sejam substituídas por prisões domiciliares ou outras medidas cautelares. O pedido de Habeas Corpus é focado nos presos provisórios com tuberculose e atende inclusive a resoluções se recomendações do CNJ para esta situação de pandemia em que nos encontramos”.


Dárcio Rufino de Holanda é diretor das Defensorias Públicas da Capital - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Darcio Rufino lembra que em boa parte dos presídios brasileiros, e nisso ele incluiu o Piauí, há situação precária de acolhimento dos detentos. O defensor menciona falta de água potável para beber, falta de água até para higienização apropriada, ambientes insalubres e potenciais proliferadores do vírus da Covid-19 em um caso de infecção. Segundo ele, tudo isto, aliado aos surtos de tuberculose comuns nas unidades prisionais, justifica o pedido de habeas corpus coletivo.

O pedido foi encaminhado à 2º Vara Especializada Criminal e será analisado pelo desembargador Joaquim Santana. 

Defensoria também pediu soltura de presos do grupo de risco

Além dos presos acometidos por tuberculose, a Defensoria Pública do Estado enviou na semana passada ao TJ um outro pedido de habeas corpus coletivo desta vez contemplando os presos idosos, cardiopatas, que sofrem com doenças imunossupressoras ou demais comorbidades. Eles integram o grande grupo de risco para a Covid-19: é neles que o vírus se instala de maneira mais agressiva, podendo levar à morte.

De acordo com Darcio Rufino, é preciso levar em consideração a situação do sistema prisional piauiense, marcado pela superlotação. Ele afirma que, caso o Coronavírus se espalhe dentro de uma penitenciária, as consequências poderão ser catastróficas. 


Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Aquela população corre o risco de ser dizimada e não é só a questão carcerária: há outras pessoas trabalhando lá que se forem infectadas, precisarão de leitos de emergência e entrarão em contato com outras pessoas aqui fora. De qualquer forma, teremos uma sobrecarga do sistema público de saúde e é isso que queremos evitar”, diz o defensor.

O pedido de habeas corpus coletivo para o grupo de risco, assim como o documento referente aos presos com tuberculose, prevê, dentre outras medidas, a aplicação de monitoramento por tornozeleira eletrônica como medida alternativa para o cumprimento da pena. “É o momento de usarmos nossa humanidade e empatia. Se não a empatia, pelo menos a inteligência, porque se deixarmos a situação como está dentro dos presídios, as consequências aqui fora também serão imensuráveis”, finaliza Darcio Rufino.

Petrobras reduz preço do gás; redução ainda não chegou aos revendedores

Petrobras reduz preço do gás; redução ainda não chegou aos revendedores

A estatal informou ainda que o preço médio nas refinarias será equivalente a R$ 21,85 por botijão de 13 kg.

A Petrobras anunciou nesta terça-feira, 31, que vai reduzir em 10%, o preço dos botijões de 13 quilos do gás liquefeito de petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha.  A estatal informou ainda que o preço médio nas refinarias será equivalente a R$ 21,85 por botijão de 13 kg. No acumulado do ano, a redução é de cerca de 21%.

Assim, a Petrobras diz que conta com as distribuidoras e revendedores para que essas reduções do preço do botijão de gás cheguem ao consumidor final. Mas o Presidente do Sindicato de Revendedores de GLP no Piauí, Valtercides Filho, afirma que as últimas reduções não chegaram aos revendedores.


Petrobras reduz preço do gás; redução ainda não chegou aos revendedores. Foto: Arquivo O Dia

 "Os revendedores aguarda que esse repasse chegue até nos, visando que nas últimas vezes não chegou nenhuma das reduções que a Petrobras repassou. Já a questão de preços, cada vendedor vai repassar o que recebeu, o preço é livre e cada um tem a sua negociação com as distribuidoras. Neste tempo de pandemia seria muito bom, para que a redução chegue no consumidor", explica Valtercides Filho.

O presidente do sindicato pede ainda que o consumidor mantenha distância do entregador de até 2 metros, que é recomendado pelo Ministério da Saúde. Além disso, que  limpe o botijão, pois já tem alguns motoqueiros fazendo a sua parte, e andando com álcool em gel nos seus pertencer para realizar a higienização.

Em um mês, 121 famílias deixaram suas casas por causa de alagamentos

Em um mês, 121 famílias deixaram suas casas por causa de alagamentos

Famílias viviam em áreas de risco nas proximidades do rio Poti, que atingiu a cota de inundação.Foram registrados 15 desabamentos por causa da chuva.

O mês de março registrou um novo recorde histórico no volume de precipitação este ano e como consequência da intensificação das chuvas, o nível dos rios que cortam Teresina acabou subindo consideravelmente. O Rio Poti, por exemplo, atingiu mais de uma vez sua cota de transbordamento, o que resultou em formação de áreas de alagamento. Somente em março, 121 famílias tiveram que deixar suas casas por conta destas inundações, segundo o balanço divulgado pela Defesa Civil Municipal. Essas famílias moravam em áreas de risco que já estavam sendo monitoradas pelo órgão. 


Leia também: Piauí registra período chuvoso inédito em março, diz especialista 


Além das famílias atingidas, foram feitos nos três primeiros meses do ano 160 atendimentos nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e junto às Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s) para acolher as famílias afetadas pela chuva. Ao todo, Teresina teve 15 residências atingidas por desabamentos durante este período.


Em um mês, 121 famílias deixaram suas casas por causa de alagamentos - Foto: O Dia

Os moradores destas casas foram encaminhados para outros locais seguros e incluídos nos programas de recebimento de cestas básicas, kits de acolhimento e kits de higiene, conforme a situação de vulnerabilidade verificada. Mas mesmo com a aproximação do fim do período chuvoso, a Defesa Civil Municipal segue monitorando as áreas mais sensíveis de Teresina.

“Continuamos monitorando os níveis das águas, através de boletins diários do Serviço Geológico do Brasil Geral e da constatação in loco por meio das réguas de medição, localizadas nos rios”, explica o representante da Defesa Civil de Teresina, tenente Antônio Linhares. As equipes referentes do órgão permanecem atuantes mesmo no período de quarentena.

A Defesa Civil Municipal pode e deve ser solicitada através de ligação gratuita para o 153. Mais informações sobre as ações da instituição podem ser conferidas no site e nas redes sociais da Semcaspi (Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas).

Vigilância Sanitária dá dicas de como fazer compras no supermercado

Vigilância Sanitária dá dicas de como fazer compras no supermercado

Durante o período de isolamento, é preciso ter cuidados especiais em locais de grande circulação de pessoas.

Durante o período de isolamento, é preciso ter cuidados especiais ao sair de casa para realizar atividades essenciais. A Vigilância Sanitária de Teresina, vinculada à Fundação Municipal de Saúde (FMS), diz que uma simples ida ao supermercado deve ter atenção redobrada.

"Pedimos para que as pessoas sigam algumas regras, como fazer uma lista de compras, ir somente uma pessoa da casa ao supermercado. Se for mulher, deve ir com os cabelos presos, sem brincos, anéis e pulseiras. Ao chegar em casa a mercadoria tem que ser colocada em uma mesa ou bancada que possa ser higienizada. E lembrar de nunca entrar com o seu sapato dentro de casa", explica Jeanyne Seba, gerente de Vigilância Sanitária da FMS.


 Vigilância Sanitária dá dicas de como fazer compras no supermercado. Foto: Agência Brasil

As frutas e verduras, por exemplo, devem ser lavadas em água corrente e depois colocada de molho em uma solução de hipoclorito, que é uma colher de de sopa de água sanitária para 1 litro de água. Deixe por 30 minutos e depois lave em água corrente novamente.

Já o resto das mercadorias que não podem ser  lavadas, a Jeanyne Seba orienta que é preciso limpar os produtos com a solução de 1 litro de água para 3 colheres de sopas de água sanitária, deixando agir por 1 minuto, para só depois guardar. As sacolas tem que ser jogada fora. Após guardar as compras,  tem que lavar as mãos com água e sabão, tomar banho e colocar as roupas para lavar.

31 de março de 2020

Piauí registra período chuvoso inédito em março, diz especialista

Piauí registra período chuvoso inédito em março, diz especialista

Quase todos os municípios do Estado atingiram a média climatológica prevista para o mês. Piauí registra chuvas acima da média

O período chuvoso registrado durante o mês de março no Piauí foi considerado inédito para a climatologia piauiense. Isso porque quase todos os municípios do Estado atingiram a média climatológica prevista para o mês.

De acordo com climatologista Werton Costa, a média de chuvas acumuladas prevista para os municípios do Piauí neste mês, era em torno de 225 milímetros, mas o acumulado atingiu a marca 396,7 mm. Ou seja, choveu acima da média no Piauí.

“Os acumulados são dados do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET, e Cemaden. Essa é uma anomalia positiva de chuva bem acima da média. A quase totalidade dos municípios piauienses ficou na média ou acima da média”, explicou.

Outro dado que chamou a atenção foi o registro de 34 episódios de chuvas extremas, que são precipitações acima dos 60 milímetros em um intervalo inferior a 24 horas.

“No Piauí nós tivemos vários desses episódios, inclusive, dignos de nota como foi o caso do dia 07 de março no município de Piripiri, onde tivemos mais de 230 milímetros de acumulado – sendo que 120 milímetros foram registrados em apenas uma hora. Tivemos outros de 80, 90, registrados na cidade”, disse Werton.

Ainda segundo o especialista, as médias de chuvas por regiões no Estado foram: no Norte do Piauí (litoral e regiões próximas) foi de 422,3 mm, no Centro-Norte (Teresina a Valença) foi de 464,9 mm, as cidades do Médio-Parnaíba atingiram 481,3 mm, o Serrado Piauiense foi de 348,2 mm e o Sertão Piauiense registrou 207,2 mm.

Em relação as cinco cidades que mais receberam precipitações estão Piripiri com 622,8 mm, Angical do Piauí com 615,2 mm , Alto Longá com 615,0 mm, São José do Divino com 532,8 mm, Batalha 514,8mm. Teresina acumulou 410,7 mm, um aumento de 43% acima da média da Capital. Em março, o Piauí apresentou um desvio médio de 76%.

Crítica à coleta de dados

Werton Costa criticou monitoramento das condições climáticas e meteorológicas no Piauí. Segundo o especialista, existem várias estações meteorológicas que não estão funcionando e, que por isso, a qualidade na capitação de dados está prejudicada.

“Nós temos estações como a de Castelo que nunca funcionou, a automática de Picos, que está com problemas, a de Caracol, Alvorada do Gurguéia, Floriano, que estão com problemas na capitação de dados. Ou seja temos muitos estações prejudicadas, cujo a qualidade das informações estão prejudicadas e dificulta muito”.

Grupo de pesquisa da Ufpi lança páginas ajudar pessoas durante pandemia

Grupo de pesquisa da Ufpi lança páginas ajudar pessoas durante pandemia

Os sites Nujoc Solidarieade e Nujoc Checagem criam pontes entre quem pode ajudar e quem precisa de ajuda e checam a veracidade de notícias relacionadas ao Novo Coronavírus

Professores, alunos e ex-alunos dos cursos de Jornalismo e do Mestrado em Comunicação da Ufpi (Universidade Federal do Piauí) lançaram u site com o objetivo de fazer uma ponte entre quem necessita de ajuda neste momento de pandemia do Novo Coronavírus e quem pode e está disposto a ajudar.

O site, batizado de Nujoc Solidariedade foca em seis tipos de atendimento: quem necessita de materiais de limpeza e higiene; quem necessita de alimentos não perecíveis, quem necessita de medicamentos; quem necessita de alguém com quem conversar; quem necessita de alguém para fazer compras e quem necessita de materiais de proteção contra o Coronavírus, sobre tudo hospitais e serviços públicos de saúde.

No site estão disponibilizados dois formulários. O primeiro para quem precisa de ajuda, onde as pessoas colocarão seus dados de identificação, endereço e contato, e destacarão suas necessidades. O segundo formulário deverá ser preenchido pelos anjos, ou seja, pelas pessoas e grupos que podem ajudar. O objetivo da equipe é justamente promover o contato entre ambos

Acesse o Nujoc Solidariedade aqui 

Informação é a melhor maneira de combater o vírus

Em tempos de pandemia e de combate a um inimigo ainda pouco conhecido, manter-se informado é a melhor forma para se prevenir. Por isso é importante saber filtrar o que é fato e o que é fake News, até mesmo para evitar a propagação de informações duvidosas e seguir as orientações corretas passadas pelos órgãos oficiais e seus representantes.

É para garantir que a informação que circula nesse momento seja checada e confirmada, que os alunos e ex-alunos do Núcleo de Jornalismo e Comunicação (Nujoc) da Ufpi lançou a plataforma NUJOC Checagem: a ideia é basicamente esclarecer informações falsas e imprecisas referentes à pandemia de Covid-19.

O site verifica algumas das informações recebidas sobre o Novo Coronavírus e Saúde a partir de seis classificação: Verdadeira (notícia checada, pode compartilhar); Procede, mas se liga (a notícia está correta, mas não informa tudo sobre o tema, então leia mais antes de compartilhar); Está sendo estudado (todas as pesquisas recentes e muitas ainda não tiveram tempo de comprovação científica, por isso cuidado. Ainda está em fase de estudo, então calma com exageros e afirmações); Perdeu a Linha (a notícia é contrária ao que já foi confirmado sobre o caso ou contradiz outra fala sobre o mesmo assunto); Em busca de incertezas (estamos buscando confirmar, ou não, essa notícia) e Falso (checagem feita, a notícia é falsa, não compartilhe).

O site apresenta ainda a aba Outros Boatos, que esclarece questões polêmicas ou controversas levantadas ao longo dos últimos dias. Para acessar o Nujoc Checagem, basta entrar pelo link:https://nujocchecagem.wordpress.com/

IBGE diz que pesquisas serão por telefone e pede atenção da população

IBGE diz que pesquisas serão por telefone e pede atenção da população

São necessários apenas 15 minutos, em média, para que o entrevistado responda ao questionário por meio de ligação telefônica.

 Por causa da pandemia do Coronavírus, as pesquisas realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estão sendo feitas exclusivamente por telefone e/ou internet. Assim, o órgão pede que a população esteja atenta a ligação do técnico do IBGE.

A coordenadora de Trabalho e Rendimento do IBGE, Maria Lucia Vieira explica que são necessários apenas 15 minutos, em média, para que o entrevistado responda ao questionário por meio de ligação telefônica. 

"Houve adaptações para agilizar o preenchimento, mas preservando o núcleo básico das pesquisas, de modo a possibilitar comparações com períodos anteriores. Ao ser contactado por um técnico do IBGE, é possível confirmar a identidade dele no site respondendo.ibge.gov.br.  Basta solicitar o nome completo, RG, CPF ou ainda o número de matrícula do servidor e fazer a verificação no site", diz Maria Lucia Vieira.


 IBGE diz que pesquisas serão por telefone e pede atenção da população . Foto: Agência Brasil


O  IBGE é responsável por divulgar dados sobre emprego (renda média, taxa de desemprego, etc), inflação, índice de preços da construção civil e da indústria, entre outros indicadores que impactam diretamente a vida dos brasileiros, e são medidos por meios destas pesquisas. 

A divulgação dos dados está prevista para o dia 30 de abril e têm como referência o que foi apurado no mês de março. Tais índices já irão mostrar o impacto da disseminação de Coronavírus no Brasil e serão subsídio na formulação de políticas públicas. 

Covid-19: maioria dos infectados no Piauí está fora do grupo de risco

Covid-19: maioria dos infectados no Piauí está fora do grupo de risco

Pelo menos 66% do total de casos confirmados no Estado são de pessoas com menos de 60 anos. Teresina concentra 89% dos casos.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) divulgou nesta manhã um boletim epidemiológico para situação do Covid-19 no Piauí e um dado chamou bastante atenção: a maioria dos casos confirmados no Estado são de pessoas que estão fora do grupo de risco para a doença, ou seja, aqueles com menos de 60 anos. As principais vítimas do Novo Coronavírus aqui são pacientes entre 30 e 39 anos (quatro casos) e entre 50 e 59 anos (também quatro casos). Entre os idosos, aqueles entre 70 e 79 anos são os mais infectados (três casos confirmados).

Atualmente, o Piauí apresenta 18 casos testados positivos para a Covid-19 em três municípios. Há ainda quatro óbitos e uma pessoa curada. As mortes aconteceram em São José do Divino e em Teresina. A Capital possui a situação mais preocupante: é que segundo a Sesapi, ela concentra 89% do total de casos confirmados do Piauí, ou seja, de todos os 18 positivos, 16 estão em Teresina.


Foto: Agência Brasil

Ainda de acordo com o boletim, as quatro mortes foram de pessoas acima de 40 anos e 66% dos infectados são do sexo masculino. 

Números de casos confirmados sobe seis vezes em 12 dias

O primeiro registro de pacientes com Coronavírus no Piauí aconteceu no dia 19 de março, quando três pessoas testaram positivo para a doença. Hoje, 12 dias depois, o número de confirmações já é seis vezes maior: 18. Em compensação, das 609 notificações recebidas pela Sesapi (soma dos casos descartados, confirmados e suspeitos), 360 testaram negativo para Covid-19, ou seja, a quantidade de pessoas que não apresentaram o vírus é 20 vezes maior que o total de confirmados.

Sindicato orienta bancos a controlarem número de pessoas nas agências

Sindicato orienta bancos a controlarem número de pessoas nas agências

Se o cliente perceber que há filas e formação de aglomeração, deve aguardar na porta. O ideal é que entre de uma a duas pessoas por vez.

O movimento de pessoas nas agências bancárias do Piauí deve ter um relativo aumento nos próximos dias em razão do início do pagamento dos programas assistencialistas e também das aposentadorias. A situação gera preocupação para as autoridades e, sobretudo, para quem trabalha nestes estabelecimentos, porque há um risco de se formarem aglomerações, principalmente as filas nos terminais de autoatendimento.


Leia também: Sindicato pedirá a bancos que aumentem limites diários de transações online 


Como os serviços bancários são considerados essenciais, as agências não podem parar. No entanto, para garantir a integridade física dos profissionais do setor, e até mesmo dos próprios clientes, o Sindicato dos Bancários do Piauí está negociando junto à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) que as agências operem somente com o mínimo de 30%  do efetivo, dispensando assim os profissionais que estejam nos grupos de risco para a Covid-19.

A quantidade de gente trabalhando, portanto, deve ficar abaixo da média para os dias normais de funcionamento. Isso também é um fator que acaba contribuindo para a formação de aglomerações de clientes aguardando atendimento nos bancos, sobretudo e início de mês. Para tentar evitar que isso aconteça, o Sindicato dos Bancários do Piauí está orientando que os funcionários controlem a quantidade de pessoas que entram nas agências, pelo menos nos horários de maior movimentação neste período de pagamentos.


Foto: O Dia

O presidente da entidade, Odaly Medeiros, explica: “as pessoas, quando chegarem às unidades, deverão aguardar na porta caso perceba que tem aglomeração dentro e as agências também devem controlar a quantidade de gente que entra. Uma pessoa ou duas por vez para o autoatendimento, dependendo do tamanho da demanda”.

A estimativa é de que 35 milhões de brasileiros compareçam às agências bancárias para receber seus benefícios nesta primeira semana de abril. 

Mas para além do controle da entrada de clientes, os bancos também estão tomando outras providências para garantir a integridade dos profissionais e de quem busca atendimento. A Fenabam está suprindo as agências com máscaras para seus funcionários e álcool em gel tanto para os profissionais quanto para os clientes. É importante lembrar que se deve respeitar a distância mínima de um metro e meio nas filas e que sempre que for usar o caixa eletrônico, higienizá-lo com álcool antes.

30 de março de 2020

Vacinação contra gripe é retomada para atender idosos acamados na Capital

Vacinação contra gripe é retomada para atender idosos acamados na Capital

Segundo o diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) possuem uma relação de idosos acamados em Teresina.

A campanha de vacinação contra gripe em Teresina será retomada nesta terça-feira (31) para atender exclusivamente idosos que estão acamados em suas residências, em asilos ou na zona rural da Capital. Segundo a Fundação Municipal de Saúde (FMS), a estratégia foi adotada depois que Ministério da Saúde disponibilizou 14 mil doses para o município, quantidade considerada insuficiente para vacinação de todos os idosos e profissionais de saúde nessa primeira etapa da campanha.

Segundo o diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) possuem uma relação de idosos acamados em Teresina. Serão com base nessas afirmações que as vacinas serão distribuídas. 


 “Agora, se tem um idoso que é acamado e não costuma receber visita em casa da nossa equipe de saúde, o responsável por essa pessoa pode ir à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa, para fazer o cadastro”.

O presidente da FMS, Manoel Moura, pediu compreensão à população e explicou que há um trâmite no repasse das vacinas. Ele assegurou que as doses são disponibilizadas ao público-alvo da campanha assim que elas chegarem em quantidades suficientes.

"Nós reconhecemos a importância da vacina na proteção à saúde, mas pedimos a compreensão de todos nesse momento. Há um trâmite por trás do fornecimento, para assegurar a qualidade do material, de modo que o Governo Federal adquire e distribui para o Governo do Piauí, que envia para Teresina”, disse.


População vacinada contra gripe

De acordo com dados dos sistemas de informação da FMS, Teresina já vacinou 55,8% dos idosos contra a gripe. O número representa um total de 65 mil pessoas vacinadas entre idosos e profissionais de saúde. No dia 25 de março, a vacinação foi suspensa em decorrência do desabastecimento de doses por parte do Ministério da Saúde.

A vacina não cura contra o coronavírus 

A vacina não protege a pessoa contra o novo Coronavírus e sim contra a Influenza, doença respiratória infecciosa cuja origem é viral. A transmissão da doença é direta de pessoa a pessoa e ocorre por meio de gotículas expelidas pelo individuo infectado com o vírus, ao falar, espirrar ou tossir. Há evidência de transmissão também pelo modo indireto, por meio de contato com a secreção de doentes.

Wellington Dias decide prorrogar medidas de isolamento social contra o Covid-19

Wellington Dias decide prorrogar medidas de isolamento social contra o Covid-19

A decisão aconteceu após uma reunião com membros do Comitê de Organização de Emergência (COE).

O governador do Piauí Wellington Dias (PT) afirmou, em transmissão ao vivo em uma rede social nesta segunda-feira (30), que está prorrogada até o dia 30 de abril, as medidas de isolamento social e a proibição de funcionamento de diversos comércios e estabelecimentos não essenciais no Estado. A decisão aconteceu após uma reunião com membros do Comitê de Organização de Emergência (COE).

Segundo o governador, uma nova mudança está relacionada ao cumprimento da quarentena no Piauí. Com a atualização do decreto, quem adentrar ao Estado terá que ser submetido à quarentena. Anteriormente, a medida valia apenas para passageiros de ônibus coletivos interestaduais.

“A nova medida: restrições de entradas do Piauí. Quem entrar por avião ou alguma de nossas fronteiras seja através pontes, embarcação, veículo, rodovia federal ou estrada vicinal da fronteira com os estados do Ceará, Pernambuco, Tocantins ou Bahia terão que cumprir a quarentena”, disse o governador.  

Dias afirmou ainda que a medida restritiva na entrada de pessoas no Piauí aconteceu depois da análises de dois casos de contaminação que ocorreram após ligação com Ceará.  

“Nós tivemos dois casos de contaminação que a história aponta para contaminação no Ceará. Tínhamos casos do Rio de Janeiro, São Paulo e até do exterior. Por isso, esse cuidado é fundamental pra quando chegar aqui seguir o isolamento social por até sete dias – período em que o vírus apresenta o sintomas. Tá de passagem? Tem as regras de proteção como máscaras e essa é uma proteção tanto para o indivíduo como para quem vive aqui”, contou Dias. 

Wellington Dias destacou que os serviços considerados essências estão mantidos como supermercado, bancos, postos de combustíveis e defendeu o sistema de entrega por delivery adotados por empresas do segmento de alimentação. 

“Está autorizado o sistema de entrega a domicilio – delivery. É possível que o comércio funcione através da internet ou ligação e nós estamos estimulando. Eu tive uma reunião com a Federação dos Lojistas do Piauí, onde discutimos esses pontos. Hoje várias empresas do ramo de alimentação, por exemplo, estão atuando no Piauí”, completa. 

O governador reiterou que as aulas das escolas da rede estadual de ensino permanecem suspensas por tempo indeterminado e agradeceu adesão realizada pelos municípios e instituições de ensino privado. 

 “As aulas da rede estadual seguem suspensas por tempo indeterminado. Gostaria aqui de agradecer aos municípios, escolas privadas e faculdades pela adesão. A mesma medida vale para institutos de ensino federeais”, conta. 

Críticas para mais fiscalização

Ao final da live, Wellington Dias pediu por mais fiscalização durante o cumprimento da quarentena. “É preciso que todos estejam engajados na luta contra o coronavírus. O isolamento social é a melhor forma de combatermos essa doença no momento. Faça a sua parte. Fique em casa. Venceremos o coronavírus.

THE: sete estações de passageiro foram alvo de furtos no final de semana

THE: sete estações de passageiro foram alvo de furtos no final de semana

Estações da zona Sul da capital tiveram sua estrutura deteriorada por criminosos que levaram cabos de cobre e até cortinas de ar condicionado.

Com os decretos de emergência e o reforço das políticas de isolamento social, as ruas de Teresina estão ficando cada vez menos movimentadas. O fluxo de passageiros utilizando o transporte coletivo da capital também deu uma reduzida. Com as estações de ônibus mais vazias, os locais se tornaram alvos da ação de criminosos durante o final de semana.

De acordo com a Strans (Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito), só no sábado e no domingo, sete estações de passageiros do Sistema Inthegra foram saqueadas. Os suspeitos levaram cabos de cobre, plugs e cortinas de ar condicionado das estações Ivan Tito, Pio XII (nos dois sentidos), e Nações Unidas, na zona Sul de Teresina.


THE: sete estações de passageiro foram alvo de furtos no final de semana - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Também foram registrados furtos nas estações de passageiro da Chesf e Macaúba, também na zona Sul, de onde os criminosos levaram cabos de cobre das instalações. A Assistência Militar da Prefeitura de Teresina foi acionada e já tem conhecimento dos casos. O coronel John Feitosa, que está à frente do órgão, informou que a Strans vai contatar a Secretaria de Segurança Pública por meio de ofício encaminhado ao secretário Fábio Abreu para que sejam tomadas as devidas providências.

“Estamos solicitando a instalação de inquérito policial para apurar e identificar os autores desses fatos. Além disso, guardas municipais e policiais da Assistência Militar da PMT estarão patrulhando as ruas para evitar que isso volte a acontecer”, afirmou. Vale lembrar que furtar os objetos das estações de passageiros causa danos não só ao erário público com o investimento que foi feito para que aquela estrutura fosse montada, como também prejudica os usuários do transporte coletivo que muitas vezes têm que esperar ônibus no calor e em ambientes sem energia elétrica.

MDER precisa de doações e esclarece que leite materno não transmite Covid-19

MDER precisa de doações e esclarece que leite materno não transmite Covid-19

A coordenadora do Banco de Leite Humano (BLH) da MDER, Vanessa Paz, pede às mães saudáveis que amamentam a ajuda para salvar vidas.

Nesse momento extremamente delicado em que vivemos a pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus, os bebês prematuros e internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da Maternidade dona Evangelina Rosa (MDER) continuam precisando doação de leite das mamães que estão amamentando. A Maternidade ressalta, que ainda não há nenhum caso suspeito da doença na Casa.

A coordenadora do Banco de Leite Humano (BLH) da MDER, Vanessa Paz, pede às mães saudáveis que amamentam a ajuda para salvar vidas. “Nossa rotina continua inalterada. Apenas os serviços presenciais não estão sendo feitos, tendo em vista que a orientação é que a mãe se mantenha em casa para evitar a disseminação da Covid-19”, explica a coordenadora.

Vanessa acrescenta que a Organização Mundial de Saúde recomenda manter a amamentação, pois todos os estudos científicos – e seguros – apontam que o vírus não é transmitido pelo leite materno. “Sendo assim – e estando liberada a amamentação -, as doações também estão permitidas para acontecer, seguindo todos os protocolos e todas as recomendações que estão contidas na RDC nº 171 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta o funcionamento do Banco de Leite Humano”, reforça. Todas as normas técnicas da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano são seguidas criteriosamente.


 MDER precisa de doações e esclarece que leite materno não transmite Covid-19. Divulgação

O Banco de Leite da Maternidade tem em estoque, neste momento, 27,5 litros de leite humano para atender a 30 leitos de UTI, 20 leitos Unidade de Cuidados Intermediários (UCINCo) e 20 de Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa). A coordenadora reforça que toda a equipe do Banco de Leite da Evangelina Rosa está treinada para ir até a residência dessas mães, receber esse leite que foi retirado durante o período recomendado pelo Banco de Leite.

A linha direta para salvar vidas bebês recém-nascidos é o 0800 280 2522 ou ainda pelas redes sociais. Instagram: @bancodeleitethe e Facebook: Banco de Leite THE