• Jovens escritores 2018
  • Patrimônio 30/04
  • banner marcas
  • Marcas Inesquecíveis 2018 26/03

Notícias Piauí

22 de maio de 2018

Caminhoneiros fazem protesto contra aumento do combustível na PI-247

Ao todo, mais de 100 caminhões estão parados na PI-247, na entrada de Uruçuí. A via está interditada parcialmente.

Devido aos aumentos consecutivos nos preços dos combustíveis, resultado da implementação da nova política de preços da Petrobras, mais de 100 caminhoneiros iniciaram um protesto por volta das 7h da manhã desta terça-feira (22), na PI-247, a cerca de 10 km da cidade de Uruçuí.

O ato faz parte de um movimento organizado nacionalmente pela categoria para tentar barrar a política de preços da Petrobras, que tem como consequência o aumento do preço da gasolina e do diesel. Somente na semana passada, foram anunciados cinco aumentos consecutivos, com variação de até R$ 0,50 somente no valor da gasolina. Nesta terça-feira, a empresa anunciou o aumento do diesel em 0,97% e os da gasolina em 0,9%.

Caminhoneiros fazem protesto contra aumento do combustível na PI-247. (Foto: Divugalção/PM)

De acordo com o comandante da Polícia Militar de Uruçuí, o tenente-coronel Nelson Feitosa, os manifestantes bloquearam as duas pistas da rodovia com pneus e pedaços de madeira. Depois de uma negociação com a Polícia, os caminhoneiros decidiram liberar uma das vias para a passagem de veículos de passeio e ônibus. 

Até o momento, cerca de 100 caminhoneiros aderiram ao protesto e estão estacionados ao longo da pista. Segundo a organização do movimento, não há previsão para liberação total da rodovia. 

Até o momento, cerca de 100 caminhoneiros aderiram ao protesto. (Foto: Divulgação/PM)

Protesto de motoristas de aplicativo

Um grupo de motoristas do aplicativo Uber também realizou um protesto contra o aumento dos combustíveis. A manifestação ocorreu na tarde ontem (21) na avenida João XXIII, zona Leste de Teresina.

Protestos em outros estados

Até o momento, 21 estados e o Distrito Federal registraram atos de caminhoneiros contra o aumento do combustível. Os protestos tiveram início ontem e perduram durante toda esta terça-feira. A categoria reivindica a redução no valor do óleo diesel, que tem tido altas consecutivas nas refinarias. A Petrobras chegou a anunciar que a partir de amanhã (23), o valor cairá 1,54%. 

FMS confirma 62 casos de H1N1 e Teresina não tem mais vacinas disponíveis

Sobe para quatro o número de mortes por H1N1 e o estoque de vacina ainda disponível servirá apenas para aplicar a segunda dose nas crianças de seis meses a um ano de idade.

A capital piauiense já registra 62 casos confirmados de Gripe H1N1 e quatro óbitos decorrentes da doença. É o que atesta o último boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (22) pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina. O aumento no número de casos acontece em meio à Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe e um fator preocupante é que Teresina não possui mais doses disponíveis em estoque na Capital.


Foto: Moura Alves/O Dia

A quarta morte confirmada de H1N1 em Teresina é de um adolescente do sexo masculino, que tem 13 anos, deu entrada no Hospital do Satélite e precisou ser transferido para o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, onde veio a óbito. 

O primeiro caso registrado no estado foi do motorista da Secretaria de Saúde, F.L.S, que se negou a ser internado na primeira ida ao hospital e, quando retornou, já estava em estado gravíssimo. No segundo caso confirmado, a vítima tinha por volta de 50 anos, era diabética, cardiopata e sofria com pneumonia. Já o terceiro caso teve como vítima uma mulher de 38 anos, que tinha asma e era fumante. Ela foi transferida em estado grave do Hospital do Monte Castelo para o HUT e não resistiu. 


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Segundo a FMS, o único estoque que a Rede de Frios, local que armazena as vacinas, tem são 5 mil vacinas que servirão para aplicar a segunda dose nas crianças de seis meses a um ano de idade. Isto porque a primeira vacinação em crianças maiores de seis anos deve ser dada em duas doses com intervalo de 30 dias. Depois disso, a dose anual passa a ser única.

Todo o estoque da vacina da gripe já foi distribuído nas mais de 100 salas de Teresina na última sexta-feira. Em sete lotes de entrega por parte do Ministério da Saúde, foram distribuídas 213 mil doses na cidade.

Vale lembrar que a Campanha Nacional de Vacinação se encerra somente no próximo dia 01 de junho e a FMS ainda aguarda da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde a resposta sobre o envio de um lote residual da vacina para conseguir completar a meta de vacinação.

Saúde do Piauí avança com implantação da telemedicina

Saúde do Piauí avança com implantação da telemedicina

O dia 21 de maio se tornou uma data histórica para a saúde pública piauiense. Implantada nessa segunda-feira (21), a segunda etapa do Programa de Telemedicina do Piauí representa um salto na integração dos hospitais da rede estadual, abrindo canais permanentes de comunicação entre capital e interior por meio da internet.

No auditório do Hospital Getúlio Vargas (HGV), o governador Wellington Dias acompanhou a primeira videoconferência estabelecida entre o HGV e o Hospital Regional Dirceu Arcoverde (Heda), em Parnaíba, voltada para a troca de informações sobre o quadro de um paciente com problemas hepáticos, internado naquela unidade. A mediação tecnológica viabiliza a discussão de procedimentos, diagnósticos e prescrições, a partir da análise de especialistas do HGV, possibilitando o tratamento e a resolução de casos que antes vinham parar em Teresina. 

“Vai permitir que mais profissionais estejam integrados, mais segurança para o paciente e mais vidas salvas. Nesse momento é a rede estadual, mas pretendo também integrar às redes municipais. Garantir atendimento 24 horas com o apoio de profissionais de ponta” comemorou o governador Wellington Dias.

“A idéia é que possamos realizar reuniões clínicas envolvendo o máximo de especialistas do HGV e tentar solucionar casos de internação prolongada e sem diagnóstico no interior”, explicou o coordenador do Núcleo Interno de Regulação do HGV, Cícero Sousa Neto.

Por meio do vídeo, a equipe do Heda terá acesso a especialidades nas áreas de neurologia, clínica geral, pediatria, cirurgia geral e clínica médica.

“Haverá um contato prévio agendando e escalaremos os profissionais relacionados à área de interesse. Tudo por meio de um planejamento prévio”, ressaltou a diretora do HGV, Fátima Garcez.

A utilização desse novo recurso está sendo possível graças ao investimento em instalação de 400 km de fibra ótica entre Teresina e Parnaíba. O investimento é da IT Tecnologia, empresa piauiense que já dispõe de 1.200 km de rede de fibra na capital, e quer chegar a 62 municípios piauienses até o próximo mês de outubro. 

“Os médicos podem debater, colocar uma câmera no centro-cirúrgico e acompanhar, em tempo real, tanto aqui como lá, podem disponibilizar esse link para que alunos de Medicina em Parnaíba assistam às intervenções. A gama de possibilidades é muito grande para utilizar esse recurso”, destacou Avelino Medeiros, diretor da Agência de Tecnologia da Informação (ATI).

O Hospital Tibério Nunes, em Floriano, é outro que já explora a videoconferência como ponte para troca de informações com profissionais de outros estados. Um dos efeitos verificados lá após o uso dessa tecnologia foi o aumento da rotatividade nos leitos e redução da mortalidade. Assim que a fibra ótica se expandir, o serviço será disponibilizado também para os hospitais regionais de Picos e Piripiri.

“O impacto disso na saúde publica nós iremos ver com o tempo. Essa semente renderá muitos frutos para o SUS e para os usuários do sistema”, disse o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Participaram também do lançamento do programa, profissionais do HGV, o deputado federal Assis Carvalho e o deputado estadual dr. Hélio Oliveira.

Leia também:

Piauí reduz índices de analfabetismo, segundo IBGE

O Piauí conseguiu reduzir em 0,6% os índices de analfabetismo entre 2016 e 2017

Os investimentos que o Governo do Estado tem feito, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), vêm dando frutos no combate ao analfabetismo. De acordo com dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Piauí conseguiu reduzir em 0,6% os índices de analfabetismo entre 2016 e 2017.

Em 2016, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade no Piauí foi estimada em 17,2%; em 2017, esse número caiu para 16,6%. Comparando os números desde 2010, tem-se uma queda de 13,9% no número de analfabetos no estado. "Cair 13,9% em quase dez anos é motivo de orgulho", diz Conceição Andrade, diretora da Unidade de Educação de Jovens e Adultos (UEJA).

Conceição atribui a redução dos índices aos investimentos feitos ao longo dos anos. "No início dessa gestão, em 2015, foi feito um estudo e com essas informações conseguimos dar uma nova roupagem à alfabetização para atingir a meta do plano. Percebemos que tínhamos que colocar essas pessoas em uma escola regular, em turmas da EJA e não trabalhar apenas com os programas de Alfabetização. A partir de 2016, essa meta foi colocada no Plano Estadual e feita uma grande campanha de divulgação da EJA, além da busca ativa por alunos, que proporcionou um aumento significativo no número de matrículas na Educação de Jovens e Adultos", explica a diretora.

Em 2016, 48 mil novos alunos foram inseridos na rede. Vinte mil por meio do Brasil Alfabetizado e vinte e oito mil por meio do EJA novas turmas. O EJA novas turmas foi criado com o intuito de dar continuidade ao processo de alfabetização. "O Brasil Alfabetizado não proporciona vínculo com a escola e, muitas vezes, o aluno não dava continuidade aos estudos. Com o surgimento do EJA novas turmas, fizemos essa vinculação com rede, que tem garantido essa continuidade, visto que podemos visualizar e acompanhar esses alunos até que ingressem em uma universidade", diz Conceição Andrade.

Investimentos em livros didáticos, merenda e infraestrutura, a busca ativa e a presença da escola onde o aluno está, garantiram uma melhora no índice. A Seduc tem proporcionado aos alunos, principalmente aos da zona rural do estado, acesso a uma educação de qualidade, reativando escolas que existem nos locais onde o aluno mora e selecionando professores locais.

Piauí fecha o primeiro trimestre de 2018 com 182 mil pessoas desocupadas

A taxa de desocupação do Estado é 13,2%, segundo revelam os dados da Pnad Contínua do IBGE. O Estado tem a segunda maior taxa de subutilização da força de trabalho no país.

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), do IBGE, divulgada na semana passada, mostra um dado preocupante para o Piauí. O Estado fechou o primeiro trimestre de 2018 com uma taxa de desocupação de 13,2%. Isto significa dizer que 182 mil piauienses encontram-se sem uma ocupação formal.

O número representa aumento 0,6% em relação à taxa de desocupação do mesmo trimestre do ano passado, que era de 12,6% e um total de 175 mil desocupados no Estado. No entanto, em relação ao trimestre anterior, houve redução de 0,1%. Taxa de desocupação em outubro, novembro e dezembro de 2017 no Piauí era de 13,3% o que em números absolutos representava 188 mil pessoas.

Em Teresina, a situação não é tão diferente, mas o que chama a atenção é que a taxa de desocupação da Capital, de janeiro a março, foi maior que a taxa estadual. 14,6% dos teresinenses estão desocupados, segundo o IBGE, enquanto que no Piauí este mesmo indicador é de 13,2%. A taxa de desocupação em Teresina é a maior já registrada ao longo do último ano. Em relação ao trimestre anterior, a variação é de 0,9%; e em relação ao mesmo trimestre do ano passado, é de 2,7%.


Foto: Agência Brasil

Força de trabalho subutilizada

Outro dado que gera alerta no Estado, no que diz respeito à população economicamente ativa, é a taxa de subutilização da força de trabalho. De acordo com os dados da Pnad Contínua, o Piauí apresentou, no primeiro trimestre deste ano, a segunda maior taxa de subutilização da força de trabalho em todo o Brasil (39,7%). O Estado fica atrás somente da Bahia, que tem 40,5% de sua força de trabalho subutilizada. A taxa de subutilização da força de trabalho agrega os desocupados ou os subocupados por insuficiência de horas e a força de trabalho potencial.

Cenário já apresenta mudança

Apesar de a taxa de desocupação e de subutilização da força de trabalho no Piauí terem apresentado números desanimadores no acumulado de janeiro a março, o Estado fechou o mês de abril com um total de 579 novas vagas de empregos formais geradas. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, o Piauí fez 7.129 admissões em abril e demitiu 6.550 pessoas.

O setor que mais empregou foi o de Serviços, com 2.904 contratações. Em contrapartida, este também foi o ramo de atividade econômica que mais demitiu: 2.998 desligamentos, o que gerou um saldo negativo para o setor de 0,07% na geração de empregos. Já o setor que mais contratou e menos demitiu foi o de Indústria de Transformação: 824 admissões e 479 desligamentos, com uma taxa de geração de emprego de 1,24% e 345 novas vagas criadas.

O DIA News leva informação aos telespectadores da afiliada Rede TV

Em três horários distintos, os boletins da O DIA TV condensam as principais notícias produzidas também pelo jornal impresso e portal.

A O DIA TV, afiliada Rede TV no Piauí, foi inaugurada na última sexta-feira (18), com a transmissão ao vivo do Marcas Inesquecíveis para todo o Estado. E para tornar a informação ainda mais próxima dos telespectadores, boletins diários vão ao ar dentro da programação.

Quem explica melhor o Boletim O DIA News é a editora chefe do programa, Karliete Nunes. “A O DIA TV veio para completar o Sistema O DIA de Comunicação, que inclui impresso, portal, e TV. Os boletins serão veiculados em três horários, um no turno da manhã, outro no meio do dia e o último à noite, e terão matérias, standups, notas e a participação de profissionais que integram a equipe do Sistema O DIA de Comunicação. O que tivermos de informações mais quentes será noticiado no O DIA News, sempre valorizando o trabalho que é feito no impresso e no portal”, conclui.

Programação local já está no ar diariamente com a marca da credibilidade do Sistema O DIA de Comunicação (Foto: Jailson Soares/O Dia)

Karliete Nunes reforça esta produção em parceria feita pela também equipe do impresso e do portal, que serão repassadas pelos boletins em tempo real. “E para isso funcionar, há uma integração entre os profissionais que fazem parte do portal, por terem uma apuração mais rápida, utilizando também os profissionais do impresso”, acrescenta.

Os boletins serão feitos ao longo do dia para que os telespectadores tenham essas informações em vários momentos, dentro da programação da O DIA TV, afiliada Rede TV. A editora chefe do Boletim O DIA News adianta que os telespectadores da O DIA TV terão novidades em breve.

“Em breve, além dos boletins, que continuarão existindo, os telespectadores passarão a ter mais uma opção de telejornal. Como somos um canal de TV que está começando agora, vamos iniciar com os boletins, mas nossa intenção é que, dentro de alguns meses, possamos estrear nosso telejornal”, finaliza.

21 de maio de 2018

Fux nega seguimento a reclamação contra 'mandato-tampão' no TJ-PI

Desembargador ponderou que 'mandato-tampão' autorizado pelo CNJ fere a Constituição, a Lei Orgânica da Magistratura e a jurisprudência do STF.

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento à reclamação ajuizada pelo desembargador Francisco Antônio Paes Landim Filho contra decisão do Conselho Nacional de Justiça que, nos autos de um procedimento de controle administrativo, suspendeu a prorrogação de mandato dos atuais ocupantes dos cargos de direção do Tribunal de Justiça do Piauí, e determinou a realização de uma eleições para “mandato-tampão”, que foi realizada na manhã desta segunda-feira (21).


O desembargador Erivan José da Silva Lopes (Foto: Moura Alves / O DIA)


Na mesma decisão, o CNJ assegurou a elegibilidade de todos os membros do tribunal, e o atual presidente, Erivan José da Silva Lopes, decidiu concorrer, sendo reeleito com 17 votos favoráveis.

Em sua reclamação, o desembargador Paes Landim argumentou que a sugestão do “mandato-tampão”, feita pelo CNJ, e a possibilidade de participação dos atuais dirigentes no pleito são medidas que contrariam frontalmente dispositivos da Constituição Federal e da Lei Orgânica da Magistratura (Loman), bem como reiteradas decisões do Supremo Tribunal Federal em controle concentrado de constitucionalidade. 

"Os mandados eletivos em cargos de direção dos tribunais são de dois anos, como se lê no artigo 102 da Loman, mas, a par disso, a decisão impugnada violou [este artigo], vez que criou um 'mandato-tampão', garantido a reeleição dos atuais dirigentes, obscurecendo a duração de mandato eletivo nos tribunais", ponderou Paes Landim, na reclamação encaminhada ao STF.

O magistrado pediu o deferimento da tutela de urgência, para que o Supremo determinasse a imediata suspensão, por meio de liminar, da decisão do CNJ, e, no mérito, solicitou que fosse determinada a realização do pleito regular para escolha dos dirigentes do TJ-PI, para o mandato de dois anos.

Em sua decisão, o ministro Luiz Fux confirma que o STF já se manifestou, reiteradamente, sobre a constitucionalidade da duração de dois anos dos mandatos dos cargos de direção dos tribunais. 

Porém, Fux destaca que os acórdãos do Supremo sobre essa questão foram baseados em elementos fáticos manifestamente distintos dos que são observados nesta situação do TJ-PI, que foi analisada pelo CNJ.

O presidente reeleito para o mandato-tampão, desembargador Erivan Lopes, comentou que a "contestação faz parte da democracia".

Entenda

O atual presidente do TJ-PI propôs estender seu mandato até o final do ano para que o início dos mandatos dos dirigentes da Corte passe a coincidir com o início do ano fiscal, ou seja o mês de janeiro, a cada dois anos.

Até agora, as eleições do TJ-PI ocorriam nos meses de maio, e os mandatos tinham início em junho. 

Além do presidente do tribunal, também integram o Conselho de Magistratura o vice-presidente e o corregedor-geral de Justiça.

Menina de oito anos é estuprada em Porto do Piauí

A Polícia está realizando diligências pela cidade para encontrar o acusado, que até o momento está foragido

A Polícia Militar de Porto do Piauí, cidade que fica a cerca de 197 Km da capital, está investigando o caso de um estupro contra uma criança, ocorrido no último domingo (20). O acusado, identificado como Sam Cler Oliveira, seria próximo da família da vítima, uma menina de oito anos.

Segundo a conselheira tutelar, Ananda Castelo Branco, a mãe da criança notou que ela estava se comportando de modo estranho e perguntou o que aconteceu. “Eles tinham acabado de chegar de um aniversário. Minutos depois ele voltou e convidou a criança para tomar um picolé, só que a mãe não autorizou. No instante em que a mulher saiu da sala para outro cômodo, o homem saiu com a criança”, conta. 

De acordo com o relato da vítima dado ao conselho tutelar, o homem a levou para um campo de futebol escuro. “Houve uma tentativa de penetração, o que caracteriza conjunção carnal. A criança contou ainda que depois o homem deu dinheiro e bombons a ela. Quando chegou em casa, ela deitou na rede e chorou. Quando a mãe se aproximou, ela contou tudo”, diz Ananda. 

A Polícia Militar foi acionada ainda na noite de sábado. Segundo o Sargento Jota Luiz, o acusado está foragido até o momento. “Suspeitamos que ele já sabia que seria denunciado. Estamos realizando diligências na cidade para encontrá-lo”, completa. 

Na madrugada deste domingo (20), a criança foi encaminhada para o Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (SAMVVIS), na Maternidade Dona Evangelina Rosa, onde realizou os exames. Na manhã desta segunda (21), a criança voltou para Porto e está sendo acompanhada por psicólogos.

20 de maio de 2018

Lançamento da O DIA TV fortalece o projeto transmídia do Sistema O Dia

Com a transmissão em rede abeta para todo o Piauí, as reportagens produzidas em conjunto pelos veículos do Sistema O Dia ganharão mais visibilidade e alcance.

Informar, repercutir e gerar múltiplos debates. Foi a partir deste tripé que se estruturou e se consolidou o Projeto Transmídia do Sistema O Dia de Comunicação, lançado há um ano. A ideia é aprofundar o conteúdo jornalístico sob vários olhares e levar para a sociedade material jornalístico de qualidade com acesso em diferentes plataformas de mídia.


Leia também:

O DIA TV: a evolução aliada à credibilidade 


Dentro da proposta da narrativa transmídia, impresso, portal e Web TV trabalham de forma integrada a produção de reportagens especiais e investem no desenrolar de histórias em múltiplos suportes midiáticos. Cada novo texto contribui de forma distinta e valiosa para o todo. A partir de agora esse projeto se fortalece com a chegada da O Dia TV, a mais nova opção de canal aberto para a população piauiense.


Foto: Moura Alves/O Dia

Junto com o Jornal O Dia e o Portal O Dia, a O Dia TV assume a missão de produzir narrativas de qualidade que direcionem o público na busca por mais conteúdo, informações precisas e aprofundadas, seguindo o propósito contido na narrativa transmídia. A mestra em Comunicação e Culturas Midiáticas e professora da Uespi, Graciele Barroso, explica como essa parceria fortalece o jornalismo diário.

“Como a previsão é que se utilizem vários meios com o que cada um faz de melhor, é possível trabalhar a internet, a televisão e o impresso oferecendo mais conteúdo e novas experiências para o consumidor. Isso fideliza a audiência, porque há um aumento no consumo de informação em rede. Você tem um consumidor que vai acessar uma notícia a partir do que ele viu na rede social. Aquela publicação vai te levar para o site, que pode te levar para um canal de TV, que pode ir para o impresso. Você tem uma projeção de novos públicos”, resume.

O papel da O Dia TV é ampliar ainda mais poder de circulação da informação produzida pelo Sistema O Dia por meio de duas frentes de atuação: o suporte e a visibilidade. O suporte consiste em produzir material próprio que vai servir de apoio ao impresso e ao portal, mantendo o diálogo com estas duas plataformas. Já a visibilidade é justamente transmitir em rede aberta para todo o Piauí o conteúdo local produzido pelas equipes de reportagem do grupo de comunicação.

Foto: Moura Alves/O Dia

“Nós estamos ampliando o poder de alcance da informação que fazemos todos os dias, saindo da Web TV e indo para a TV aberta. Todos os suportes vão sair ganhando porque vai haver essa troca constante entre um e outro, o que agrega bastante à qualidade do conteúdo. Temos, por exemplo, os boletins diários, que vão ao ar na TV, com informações produzidas ao longo do dia tanto pelas equipes do impresso quanto do portal”, afirma Karliete Nunes, editora da TV O Dia.

Pioneirismo e modelo a ser seguido

O Sistema O Dia é o primeiro grupo de comunicação do Piauí a investir claramente na proposta da transmídia e este projeto já está gerando frutos e ampliando os debates sobre as possibilidades que o jornalismo diário possui. A estudante de Jornalismo e Relações Públicas da Uespi, Geiciane Mello é uma das que se interessou pela maneira como a informação é trabalhada pelo veículo dentro desta perspectiva.

A estudante, que também integra a equipe do Portal O Dia, produziu um artigo acadêmico no qual trata da construção da narrativa transmídia no jornalismo piauiense tendo como objeto de estudo o Sistema O Dia. Ela fala um pouco sobre o trabalho: “A maioria dos veículos comunicacionais do Piauí trabalham com o crossmídia, que é a veiculação do mesmo produto em várias mídias. A transmídia se propõe a trazer novas informações em cada mídia. No caso do Sistema O DIA, analisamos jornal, portal e Web TV”.

O trabalho de Geiciane, com orientação da professora Graciele Barroso, será apresentado no evento da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura, que acontecerá em São Luís-MA. “As empresas precisam acompanhar as mudanças sociais para atender as necessidades dos consumidores, mas sempre buscando qualidade na produção e inovação”, finaliza.

19 de maio de 2018

Piauí tem a terceira maior taxa de analfabetismo do país

Estado só tem índice melhor que os do Maranhão e de Alagoas. Levantamento do IBGE indica que, nos últimos anos, Brasil avançou muito pouco na missão de erradicar o analfabetismo.

O Brasil conseguiu avançar muito pouco nos últimos anos na missão de erradicar o analfabetismo no país. É o que aponta o novo levantamento, no módulo Educação, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

A taxa de analfabetismo da população com 15 anos ou mais de idade no Brasil caiu de 7,2% em 2016 para 7% em 2017. A discreta melhoria foi insuficiente para alcançar o índice de 6,5%, estipulado pelo Plano Nacional de Educação (PNE) para o ano de 2015. Ou seja, o país não conseguiu atingir, até agora, uma meta que era projetada para três anos atrás.

Com uma taxa de 16,6%, o Piauí continua entre os estados com mais analfabetos, proporcionalmente. O índice só é melhor que os do Maranhão (16,7%) e de Alagoas (18,2%).

Na outra ponta, os menores índices foram registrados no Distrito Federal (2,5%), Rio de Janeiro (2,5%), São Paulo (2,6%), Santa Catarina (2,6%) e Rio Grande do Sul (3%).

Na comparação entre os anos de 2017 e 2016, o Piauí apresentou uma modesta melhoria na taxa, passando de 16,7% para os atuais 16,6%. Mas algumas unidades da Federação apresentaram pioras em suas taxas de analfabetismo: Rondônia (de 6,7% em 2016 para 7,2% em 2017), Paraíba (de 16,3% para 16,5%), Pernambuco (de 12,8% para 13,4%) e Paraná (de 4,5% para 4,6%).

Cliquei aqui para conferir mais dados do levantamento. 

Taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade, segundo as Unidades da Federação (2016/2017):

Em números absolutos, a taxa nacional de analfabetismo, de 7%, representa 11,5 milhões de pessoas que ainda não sabem ler e escrever. A incidência chega a ser quase três vezes maior na faixa da população de 60 anos ou mais de idade, 19,3%, e mais que o dobro entre pretos e pardos (9,3%) em relação aos brancos (4,0%).

Das 27 unidades da federação, 14 já conseguiram alcançar a meta do PNE, mas o abismo regional ainda é grande, principalmente no Nordeste, que registrou a maior taxa de analfabetismo entre as regiões, 14,5%.

As menores foram no Sul e Sudeste, que registraram 3,5% cada. No Centro-Oeste e Norte os índices ficaram em 5,2% e 8,0%, respectivamente.

Meta do PNE era que o país atingisse, ainda em 2015, uma taxa de analfabetismo de 6,5%, mas até hoje ela ainda está em 7% (Imagem: IBGE)

Apenas 68,4% dos alunos do ensino médio estavam na série esperada para a idade

A meta de garantir que 85% dos alunos do ensino médio estejam na idade esperada para a etapa também não foi alcançada. Em 2017, apenas 68,4% dos estudantes estavam na etapa esperada para a idade, mostrando pouca variação em relação a 2016, 68%.

No ensino fundamental, a meta, estipulada em 95%, já havia sido cumprida no ano passado, quando foi registrado 96,5%, subindo para 96,9% em 2017. Porém, ao observar o recorte do 6º ao 9º ano, esse número cai para 85,6%.

“É um efeito dominó. Por exemplo, se o aluno repete um ano no ensino fundamental provavelmente ele vai começar o médio já com atraso. Isso ajuda a explicar porque a taxa é mais crítica nessa etapa”, explica a pesquisadora do IBGE Marina Águas.

Cresce proporção de pessoas com ensino superior e cai número de não escolarizados

Por outro lado, houve aumento no percentual de pessoas com 25 anos ou mais idade com ensino superior completo, passando de 15,3% em 2016 para 15,7% em 2017. Entre os brancos, 22,9 % haviam concluído essa etapa, e na população preta e parda, 9,3%. Em 2016, esses números ficaram em, respectivamente, 22,2% e 8,8%.

Já a taxa de pessoas sem instrução, ou seja, aquelas de 25 anos ou mais que não completaram nenhum ano do ensino fundamental, caiu de 10,7% em 2016 para 8,8% no ano passado. Regionalmente, a maior incidência foi observada no Nordeste, 16,5%, e a menor no Sudeste, 5,5%.

O DIA TV: a evolução aliada à credibilidade

Emissora de TV do grupo de comunicação O DIA foi idealizada pelo coronel Octávio Miranda, homem empreendedor e visionário que, em 1951, criou o Jornal O DIA.

Uma história que soma 67 anos de informação de credibilidade e vontade de crescer. Ao longo da sua trajetória, o Sistema O DIA de Comunicação passou por grandes mudanças e evoluções, e hoje coloca em prática um sonho antigo: o lançamento da O DIA TV, mais uma opção de canal de televisão aberto para a população piauiense (Canal 23.1).


O DIA TV já está no ar, pelo canal 23.1 (Foto: Moura Alves / O DIA)


O grande idealizador desse projeto foi o coronel Octávio Miranda, homem empreendedor e visionário que, em 1951, criou o Jornal O DIA. Mesmo com o impresso consolidado, nunca deixou de almejar a implantação de uma TV. Este desejo está sendo concretizado em 2018 pelas mãos do empresário Valmir Miranda, presidente do Sistema O DIA, que, seguindo os passos do pai, dirige um veículo pautado pela informação de credibilidade e compromisso com a sociedade.

“É gratificante, mas muito trabalhoso, difícil e complicado em termos financeiros. Hoje, com as alterações dos padrões e o surgimento de novas tecnologias, os impressos passaram a ser colocados em segundo plano pelas pessoas mais jovens, que estão mais voltadas para o digital. Isso fez com que os impressos, no País como um todo, tivessem uma redução significativa no seu volume de vendas e a questão financeira das empresas ficou comprometida. Existem jornais que estão descobrindo novas formas de vender impresso e digital com muita habilidade e competência, e nós estamos tentando encontrar mecanismos e tentativas de fazer isso de uma maneira perfeita”, afirma o empresário Valmir Miranda.

Do rústico ao digital

O Jornal O DIA foi criado em 1951, com a rusticidade da época. O impresso era escrito com componedores - peças de metal ou madeira em que o tipógrafo juntava, à mão, um por um, os caracteres até formar uma composição; e passou por uma grande mudança ao longo dos anos até chegar à era digital, isso tanto no âmbito da escrita como da fotografia.

Quem conta alguns desses fatos é o diretor Industrial do Jornal O DIA, Carivaldo Marques, que trabalha há 52 anos na empresa. Sua história inicia na fotografia, quando fazia pequenos trabalhos para o jornal. Ele conta que as fotos eram reveladas em um laboratório fora da empresa, até que surgiu a necessidade de criar seu próprio local de revelação, passando assim a integrar o quadro de funcionários.

Foram mais de 20 anos na fotografia e em diversas funções até ocupar o cargo atual. “Naquela época, para se fazer uma fotografia, era um exercício, porque as máquinas eram rudimentares, tinha que saber lidar com a luz, abertura, velocidade de máquina e outros requisitos. O acesso à tecnologia era quase zero, então a gente tinha que correr atrás. Eu tinha uma boa relação com os fotógrafos de São Paulo e nós trocávamos equipamentos e filmes porque, no Piauí, não vendia certas coisas que eram importadas”, comenta.

Os desafios existiam, não somente pela falta de equipamentos, mas também pelo contexto político da época, quando a Ditadura Militar limitava a liberdade de imprensa. Quebrar essas barreiras foram difíceis e, em muitos momentos, exigia astúcia por parte de quem fazia esse trabalho. “Na ditadura, eu já fui detido, tive minha máquina e filmes levados, mas como eu sempre gostei do que fazia, acabava dando um jeito, escondia minhas coisas para poder trabalhar. A evolução na fotografia é incrível. Fico pensando que se na minha época tivessem esses equipamentos, eu teria feito muita coisa, porque eu era bom no que fazia”, brinca.

Leia a íntegra desta reportagem na edição deste fim de semana do Jornal O DIA.

18 de maio de 2018

Hospital Universitário da Ufpi realiza 6ª Semana de Enfermagem

Evento contou com minicursos, palestras, mesas-redondas, atividades culturais, homenagens a profissionais, além da 3ª Mostra Científica de Experiências Exitosas em Enfermagem.

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-Ufpi), filado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), realizou, de 12 a 18 de maio, sua 6ª Semana de Enfermagem, sob o tema A Centralidade da Enfermagem nas Dimensões do Cuidar. O evento contou com minicursos, palestras, mesas-redondas, atividades culturais, homenagens a profissionais, além da 3ª Mostra Científica de Experiências Exitosas em Enfermagem.

“Os profissionais de enfermagem cumprem um papel que vai além do exercício profissional, que é o de cuidado marcado pelo amor às pessoas, em seus fazeres profissionais”, frisou a superintendente do HU-Ufpi em exercício, Rachel Castro, durante a solenidade de abertura do evento. “O HU-Ufpi é modelo para Brasil e o é por causa dos profissionais que aqui trabalham e, destes, parte significativa é da Enfermagem”, complementou o reitor da Ufpi, professor Dr. José de Arimateia Lopes.

Atuam no HU-Ufpi 600 profissionais da área de Enfermagem, sendo 189 enfermeiros e 411 técnicos de enfermagem. “Muitos dos que aqui estão, deixam seus lares para estarem nos plantões, para cuidar do próximo e buscam dar o seu melhor”, lembrou a Chefe da Divisão de Enfermagem do Hospital, Samila Ribeiro.

A 6ª Semana de Enfermagem do HU-Ufpi está inserida no contexto da Semana Brasileira de Enfermagem, promovida pela Associação Brasileira de Enfermagem (Aben) e que ocorre desde 1940. O evento do HU-Ufpi é realizado pela Divisão de Enfermagem do Hospital e tem o apoio da Aben/PI e do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren/PI). “A Semana de Enfermagem é alinhada à missão do HU-Ufpi, de assistência e de fomento à formação de recursos humanos, por meio de ensino, pesquisa e extensão”, informa a enfermeira Sheyla Gomes, da Comissão Organizadora.

17 de maio de 2018

Jornalista e escritor Herculano Moraes Filho morre aos 73 anos, em Teresina

Era membro da Academia Piauiense de Letras. Trabalhou no jornal O DIA, foi vereador de Teresina, secretário de Comunicação do Estado no Governo de Lucídio Portela e assessor especial no Governo Mão Santa.

O jornalista, escritor e poeta Herculano Moraes da Silva Filho faleceu nesta quinta-feira (17), aos 73 anos, em Teresina. 

Nascido em São Raimundo Nonato, Herculano era membro da Academia Piauiense de Letras. Foi secretário de Comunicação Social do Governo do Piauí na gestão de Lucídio Portela, vereador de Teresina na década de 1970 e também ocupava cadeiras em academias de Letras de diversos municípios do estado. Ele também foi editor do jornal O DIA.


Herculano Moraes Filho trabalhou no jornal O DIA e em vários outros periódicos do Piauí (Foto: Elias Fontinele / Arquivo O DIA)


O escritor estava internado no pronto socorro de um hospital particular localizado no centro de Teresina, e faleceu devido a uma infecção pulmonar.

No início da noite a Academia Piauiense de Letras divulgou uma nota lamentando a morte do poeta. "É com profundo pesar que a Academia Piauiense de Letras, consternada com o falecimento do acadêmico Herculano Moraes, solidariza-se com os familiares e diversos amigos que nosso confrade deixa nesse plano", declarou a APL.

Até o fechamento desta matéria a família ainda não havia decidido onde ocorreria o velório e o sepultamento de Herculano Moraes.

Homenagem semanas antes da morte

No início deste mês, o escritor foi homenageado pela Academia Piauiense de Letras, por ocasião do seu aniversário de 73 anos, completados no dia 2 de maio.

Herculano, que era secretário-geral da APL, fez o corte do bolo ao lado da esposa Nilza e das filhas.  O discurso de felicitações foi feito pelo professor e acadêmico Jônathas Nunes. 

Passagem pel'O DIA

No final de janeiro deste ano, Herculano Moraes Filho foi entrevistado pela jornalista Glenda Uchôa, para uma reportagem especial pelos 67 anos do jornal O DIA (leia ao final desta matéria). 

Na entrevista, ele relembrou do dia em que ficou mais de nove horas detido, nos tempos de Ditadura Militar, por conta de uma reportagem que escreveu.

Biografia

Nascido na cidade de São Raimundo Nonato, em 1945, era filho do sargento da Polícia Militar Herculano Moraes, que era delegado de Polícia do município, e dona de casa Olindina Carlos da Silva, ambos falecidos. Seu pai faleceu quando tinha apenas seis meses de vida.


O jornalista e escritor Herculano Moraes da Silva Filho (Foto: Jailson Soares / O DIA)


Herculano abraçou cedo a profissão de jornalista, exercendo durante sua carreira as funções de repórter, redator e editor dos principais jornais do Piauí. Começou como repórter de polícia no Jornal A Voz do Piauí. Atuou no Jornal do Piauí e no jornal O Liberal.

Foi secretário de redação e editorialista dos jornais O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi, ainda, repórter, redator, editorialista e editor do Jornal O DIA.

Atuou também no rádio, como produtor do jornal A Voz da Notícia, noticioso da Rádio Clube de Teresina.

Desportista, foi presidente do Metropol, time de futebol da juventude, e da Liga Esportiva da região sul. Foi vice-presidente do Auto Esporte e presidente do River Atlético Clube.

Na política, além de ter ocupado os cargos de vereador de Teresina e de secretário de Estado de Comunicação Social, foi também assessor especial no Governo Mão Santa.

Foi diretor do Teatro 4 de Setembro, da Casa Anísio Brito e do Museu Histórico do Piauí. E, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados, recebeu títulos de cidadania nos municípios de Barras, Campo Maior e Teresina.

O poeta é citado em inúmeras antologias nacionais. Historiador da literatura, cronista, articulista, autor de várias obras, em que se destacam "Murmúrios ao Vento", "Território Bendito", "Meus Poemas Teus", "Legendas" (Poesias) "Ethos" (crônicas e artigos), "Fronteiras da Liberdade" (romance) e, ainda, "Visão Histórica da Literatura Piauiense", livro referencial da historiografia literária, que está em sua 8ª edição.

Era presidente honorário da Academia Piauiense de Jornalismo e presidente de honra da Academia Piauiense de História. 

SASC realiza encontro estadual intersetorial do Programa Bolsa Família

SASC realiza encontro estadual intersetorial do Programa Bolsa Família

Na manhã desta quarta-feira (16), teve início o Encontro Estadual Intersetorial do Programa Bolsa Família. O evento é uma iniciativa da Unidade de Gestão do Suas, da Secretaria da Assistência Social e Cidadania (Sasc), e será realizado até quinta-feira (17), no auditório do Cardinalle Buffet.

Na ocasião, esteve representando a Secretária Estadual da Assistência Social (SASC), Ana Paula, o coordenador estadual do Cadastro Único e Programa Bolsa Família, Roberto Oliveira. Estiveram presentes, ainda, o Secretário Estadual de Educação, Helder Jacobina; além do representantes do Governo Federal, Sergio Monteiro, da Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc); e Maria Fernanda Moratori, do departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde. Representando todos os municípios presentes, esteve a secretária municipal de Assistência Social do Município de Dom Inocêncio, Magda Santos.

Para o coordenador estadual do Cadastro Único e Programa Bolsa Família, Roberto Oliveira, o encontro intersetorial é um grande passo para que as pessoas envolvidas na gestão do Bolsa Família possam estar alinhadas ao que o programa visa para o Estado. “É importante frisar que estamos aqui para capacitar vocês de forma que possam multiplicar e, cada vez mais, melhorar o programa em suas cidades. Estarmos aqui, hoje, fazendo esse evento e com a quantidade de pessoas que se inscreveram, é muito gratificante", declarou.

O encontro tem como objetivo capacitar os técnicos do Programa Bolsa Família para o acompanhamento das condicionalidades e o aprimoramento da gestão do Programa no Piauí, principalmente nas áreas de assistência social, educação e saúde. Todos os 224 municípios do Piauí estão representados e a expectativa é que mais de 600 pessoas compareçam ao evento nos dois dias.

Hospital de Piripiri é referência em parto humanizado

As diretrizes também visam reduzir as altas taxas de intervenções desnecessárias

Em 2017, o Ministério da Saúde lançou diretrizes sobre os partos normal e humanizado, orientando profissionais de saúde para o atendimento qualificado de mães e bebês. Segundo o Ministério, o parto não deve ser visto como um conjunto de procedimentos e técnicas, mas um momento fundamental para a relação entre mãe e filho. Dessa forma, a mãe é que decide como deve acontecer todo o processo de nascimento.

Desde o lançamento das orientações, maternidades, casas de parto e centros de parto normal devem incorporar medidas para tornar esse atendimento mais humanizado, tais como: liberdade de posição, dieta livre, presença de doulas e/ou acompanhante, respeito da presença da família e intimidade da gestante, métodos de alívio da dor, direito ao uso da anestesia, contato pele a pele imediato da mãe com a criança após o nascimento, e evitar a separação mãe-filho na primeira hora após o nascimento para procedimentos de rotina, como pesar, medir e dar banho. As diretrizes também visam reduzir as altas taxas de intervenções desnecessárias, que deveriam ser utilizadas apenas em momento de necessidade, mas acabam que são muito comuns.

O Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri, se tornou referência na realização do parto humanizado, seguindo as principais instruções do Ministério da Saúde. A diretora-geral do hospital, Nádia Costa, explica que humanizar o parto é seguir um conjunto de condutas e procedimentos que promovem um nascimento saudável e mais confortável. "O parto humanizado respeita o processo natural e evita condutas desnecessárias ou de risco para a mãe e o bebê. É um direito da mulher algumas escolhas, como o apoio com a presença de um acompanhante que ela deseje, a fim de promover o bem estar físico e emocional durante todo o processo, desde a gestação até o nascimento, assim como aceitar a sua recusa a certas condutas que lhe causem dor ou constrangimento", conta.

A coordenadora médica da maternidade do Chagas Rodrigues, Katiúscia Andrade, esclarece que o parto humanizado não deve ser entendido como um tipo de parto, mas como uma assistência. "Humanizar o parto é acolher e respeitar a paciente e o bebê, independente de ser normal ou cesária com indicação médica".

Katiúscia revela que algumas mães relataram que após partos via cesariana, se mostraram frustadas por estarem sozinhas, com pessoas desconhecidas, e que após o nascimento, retiravam seu bebe e que os via somente na enfermaria, muito tempo depois. "Mesmo o parto cesariano deve respeitar o protagonismo da mulher. É o que estamos fazendo aqui no hospital. O acompanhante está presente durante todo o decurso, para acalmar e dar apoio emocional. O bebê é levado para a mãe logo após o nascimento, fortalecendo o vínculo. Não precisamos ter alta tecnologia para isso, apenas respeitar e valorizar esse momento tão vulnerável e emocionante para a mãe e seu filho", completa.

16 de maio de 2018

Erivan Lopes confirma candidatura à reeleição para mandato tampão

A nova diretoria ficará à frente do TJPI provisoriamente durante o período correspondente a 1º de junho de 2018 a 06 de janeiro de 2019.

O desembargador Erivan Lopes, atual presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJPI), anunciou que vai ser candidato nas eleições para presidência do órgão, que acontece no próximo dia 21. Erivan, pelas regras administrativas, estaria impedido de concorrer à reeleição e chegou a propor a prorrogação do seu mandato, que termina no dia 31 deste mês, para dezembro. 

Na última terça-feira (15), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) confirmou a liminar, após processo do desembargador Edvaldo Moura, que proíbe o TJ de estender o mandato além do prazo estipulado em lei, que é de dois anos. No entanto, a decisão permite que o atual presidente possa participar da eleição para o mandato complementar de sete meses.

“Essa decisão do CNJ diz que todos os desembargadores são elegíveis. Qualquer desembargador vai poder concorrer aos quatros cargos que estarão em eleição, de cargos Presidente, Vice-Presidente, Corregedor e Vice-Corregedor. Eu sou candidato a presidente”, declarou o desembargador Erivan Lopes. 

A nova diretoria ficará à frente do TJPI provisoriamente durante o período correspondente a 1º de junho de 2018 a 06 de janeiro de 2019. Os candidatos aos cargos devem se manifestar sobre a intenção de participar da disputa apenas no dia da eleição. O desembargador Olímpio Galvão, que tomou posse esta semana na Corte, também poderá concorrer ao pleito. 

15 de maio de 2018

Polícia identifica mulher brutalmente assassinada na Avenida Maranhão

Aretha Dantas Claro tinha 32 anos e era cabeleireira, segundo o delegado Baretta.

A Polícia Civil conseguiu identificar a mulher que foi brutalmente assassinada na madrugada desta terça-feira (15), na Avenida Maranhão, próximo à Ponte Nova, que liga a cidade de Timon e Teresina, na altura do bairro Tabuleta, zona sul da capital.

Trata-se de Aretha Dantas Claro, de 32 anos. Ela era cabeleireira e residia no bairro Saci, próximo ao local onde foi morta.

O delegado Francisco Baretta disse que ainda é cedo para apontar as causas do crime. Ele também informou que, até o momento, ninguém foi preso.

Segundo a Polícia, Aretha foi atingida por diversas facadas e, em seguida, foi atropelada por um carro. Pelo estado em que o corpo foi encontrado, a suspeita é que o condutor tenha passado com o veículo por cima do corpo da vítima diversas vezes.

Pelos requintes de crueldade com que o assassinato foi praticado, a principal hipótese considerada pela Polícia é que se trata de um feminicídio.

A Polícia Militar informou que testemunha teriam presenciado o crime. Elas relataram que um homem estacionou um carro próximo a um campo de futebol às margens do Rio Parnaíba, e, em seguida, dirigiu-se até a mulher, com quem trocou algumas palavras antes de desferir os vários golpes de arma branca.

Equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa e da Delegacia de Feminicídio estão atuando na investigação.

Rede TV! no Piauí: Jornalismo dinâmico, moderno e crítico

Correspondentes internacionais e uma equipe comprometida com a verdade dão novo formato ao noticiário.

O Piauí ganha sua afiliada Rede TV! Trata-se da ODIA TV, que entra no ar essa semana e pode ser assistida no canal 23. Um dos principais produtos jornalísticos da emissora nacional é o Rede TV News, telejornal, noturno produzido e exibido, ancorados pelos jornalistas Boris Casoy e Amanda Klein.

O telejornal traz os principais acontecimentos do Brasil e do mundo, focando em diversas áreas da tecnologia, saúde, lazer, político, entre outros assuntos. Disputando telespectadores com as concorrentes, a Rede TV! tem comemorado o crescimento nos números no Ibope ao longo dos últimos meses.

O Rede TV News é um telejornal dinâmico, moderno e crítico. E traz para o horário nobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo, ancorado pelos jornalistas Boris Casoy e Amanda Klein, com correspondentes internacionais e os melhores comentaristas da imprensa brasileira.

O telejornal da Rede TV apresenta uma ampla cobertura, contém informações de qualidade, possui tratamento moderno, de alta tecnologia e transmissão 100% HD Digital. É um telejornal no padrão internacional, em um horário adequado a vida moderna. Desta forma, o RedeTV News se confirma na televisão brasileira tendo como premissa a credibilidade, imparcialidade e liberdade editorial.


O Rede TV News, ancorado por Boris Casoy e Amanda Klein, conta com os melhores comentaristas da imprensa brasileira (Foto: Divulgação)

O programa É Notícia, apresentado por Amanda Klein, traz semanalmente entrevistas com personalidades do Brasil e do exterior. Entre seus últimos entrevistados estão Márcio França, governador de São Paulo; Fátima Pacheco Jordão, socióloga e especialista em pesquisa de opinião; Pedro Parente, presidente da Petrobras e Bruno Covas, Prefeito de São Paulo.

No programa, Mariana Godoy Entrevista a jornalista mostra ao público uma faceta pouco conhecida de seus entrevistados, sem filtros e sem retoques. A apresentadora entrevista pessoas do dia a dia, que têm algo a dizer e que fazem algo pelo país. Durante o programa são abordados todos os assuntos e tem uma linguagem próxima das pessoas, a fim de que o telespectador entenda.

Documento Verdade traz reportagem especiais sobre os mais diversos assuntos, apresentado por Augusto Xavier e tem reportagens da equipe do jornalismo da Rede TV!. A realidade da prostituição na Rua Augusta, em São Paulo, por exemplo, foi um dos últimos programas apresentados. Eleições 2018 outro programa voltado para o momento político, já que o país se prepara para eleger do deputado estadual a presidente da República em outros deste ano.

O final da noite é encerrado com o programa Leitura Dinâmica, que traz para o telespectador mais cultura, entretenimento e informação bem diversificada. É apresentado pela paulistana Érica Reis.

ODIA TV

O Dia TV, afiliada da Rede TV!, canal 23, será lançada nesta sexta-feira, 18, a partir das 20h, no Theresina Hall, durante a transmissão ao vivo da entrega do Prêmio Marcas Inesquecíveis.

14 de maio de 2018

Piauí faz intercâmbio sobre multiplicação de manivas biofortificadas

A meta é aumentar o banco de reservas de sementes do agricultor familiar

A equipe do Projeto Viva o Semiárido (PVSA), por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), realizou, na quinta-feira (10), o intercâmbio “Multiplicação Rápida de Manivas Biofortficadas” no município de Urbano Santos, no Maranhão. A abertura do evento foi realizada no auditório do Centro de Formação de Juventude da cidade.

O projeto de multiplicação de sementes, conhecido por Rede de Rultiplicação e Transferência de Manivas - sementes de mandioca com qualidade genética e fitossanitária (Reniva), consiste na indução à brotação e no enraizamento dos brotos das manivas. A meta é aumentar o banco de reservas de sementes do agricultor familiar, ampliando as novas áreas de plantio, mesmo em épocas de escassez de chuvas.

Participaram do intercâmbio, a coordenadora do Desenvolvimento Social e Humano do DIP, Salete Ximenez; a consultora do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA)/PVSA, Tatiana Torquato, e representantes do Emater, Emplanta, CEAA, dos assentamentos Taboca, em Pio XI; Nova Garça, em São Raimundo Nonato; Mucambo do Pedro, em Siegefredo Pacheco; Baixão da Fartura, em Várzea Branca; e  Associação dos Produtores de Tamboril/Marcolândia.

Na abertura do evento, a consultora do IICCA para cadeia produtiva da mandioca, Tatiana Torquato, fez uma apresentação sobre o projeto e ações da SDR. O pesquisador da Embrapa Cocais José de Ribamar Veloso,  esclareceu que a maniva é o pedaço do caule que serve para plantar mandioca, explicou em sua palestra e demonstrou nas atividades de campo que o uso da nova tecnologia pode mudar a dificuldade de reprodução da mandioca.

“Para vocês terem uma ideia, enquanto de uma espiga de milho você tira 500 pés, no caso da mandioca, o máximo que você pode reproduzir são 10 outros pés e, nesae processo de multiplicação, estão aprendendo, de um pé de mandioca podemos reproduzir até 480 outros pés”, pontuou José de Ribamar.

Kalil Luz, diretor de Educação e Extensão do Emater, percebeu que os produtores avaliaram que o uso da técnica não é tão difícil e destacou que, com a participação no intercâmbio, os produtores puderam observar o potencial de uma atividade que pode gerar renda vendendo para comunidades vizinhas, produzindo mudas de qualidade, isenta de vírus, bactérias, fungos e com vigor superior do que costumam utilizar.

Ilson de Lacerda, presidente da Associação de Baião da Fartura, em Várzea Branca, acrescenta que, com o conhecimento adquirido sobre o manejo e o kit que recebeu com informações complementares ao final do intercâmbio, distribuído pela equipe da SDR, será mais fácil  levar o que aprendeu para a comunidade onde vive e tentar colocar em prática para aumentar a produção local. "Não e fácil, mas sabendo de tudo isso, agora vai facilitar muito”, pontuou o produtor.

Sisteminha

A comitiva também visitou uma experiência exitosa do Sistema Integrado de Alimentos (Sisteminha), vivenciada por Dariele Cristina Dutra e José de Brito Dutra. O casal, que tem 4 filhos, contou que viviam somente do que plantavam e, após o desemprego de José, foram apresentados ao projeto pela prefeitura e, da farinha e o arroz de todos os dias, passaram a consumir e a vender tudo o que produzem na horta, galinheiro (caipirão) e criatório de Tilápias, além da compostagem  (adubo), o que garante alimentação saudável e outras necessidades diárias da família.

“Ao invés de papa, meus filhos tem salada com verduras e legumes variados para comer todos os dias e posso comprar um biscoito, carne e o que precisarem, tudo com o que vendemos e produzimos aqui mesmo no nosso quintal”, concluiu a produtora.

A secretária de Agricultura de Urbano Santos, Priscila Faustina Correia, acompanhou a visita da comitiva piauiense, que conheceu ainda um viveiro de plantas frutíferas e ornamentais e o parque da cidade, revitalizado há dois anos. “É muito importante essa troca de informações neste nível de conhecimento e com técnicas que vão ajudar a melhorar a renda e a qualidade de vida de muitas pessoas no Piauí. Ao final dessa atividade, considero a experiência muito positiva, estamos, inclusive, motivados e com a proposta de aprender com vocês sobre a caprinocultura, afim de incentivar essa cadeia produtiva, aqui em Urbano Santos”, concluiu a gestora.

Salete Ximenes se surpreendeu com o nível organizacional do município de Urbano Santos e pela grande gestão que trabalha em equipe, delega e cobra.

“Vimos que a secretaria de agricultura, com uma equipe permanente há 5 anos, tem condições de dar melhor continuidade a esse trabalho, e notamos também o nível de organização, dando ênfase não só ao produtivo, mas à questão social. Para mim, teve um grande  diferencial, este é no início de uma atividade que nosso diretor Francisco das Chagas (Chicão) quer implantar no PVSA, uma experiência nova para nós, já que a mandioca foi praticamente disseminada do Piauí e a intenção do governo e da nova secretária Patrícia Vasconcelos é dar uma alavancada nessa cadeia. Por isso, trouxemos agricultores e agricultoras para aprender sobre as novas tecnologias e ver as possibilidades de adaptar ao nosso estado com sucesso", destacou a piauiense.

13 de maio de 2018

Filhos retribuem amor quando suas mães precisam de cuidados

Para essas mulheres, o Dia das Mães é o momento de receber mais amor, carinho e atenção que já são dedicados cotidianamente.

Em algum momento, por motivos diversos, o curso da vida se inverte e aquela que antes era a cuidadora, agora precisa de cuidados. É nesse momento que os filhos podem retribuir tudo que as mães lhes fizeram.

Aos 58 anos Maria do Socorro foi diagnosticada com alzheimer, doença progressiva que destrói a memória e outras funções mentais importantes. Natural de Parnaíba, litoral do Piauí, a matriarca da família Santos, hoje com 80 anos, mora, com um filho, uma irmã e uma auxiliar que cuida da casa adaptada especialmente para ela.


Maria do Socorro foi diagnosticada com alzheimer e hoje recebe cuidado dos filhos (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

De acordo com seu filho, Gervásio Santos, devido ao avanço da doença, a mãe já não lembra de quase ninguém da família. Ela chama os cinco filhos, dez netos e três bisnetos pelo nome do seu caçula, Paulo. “Fazemos de tudo para estar sempre por perto. Todo domingo, o encontro é aqui. Apesar de só um morar oficialmente com ela, nós moramos perto para ajudar nos cuidados cotidianos. Inclusive, o passeio diário com ela no final do dia”, conta.

Antônia Rocha, de 50 anos, também precisa das filhas. Em 2015, a doméstica descobriu um tumor na região lombar e teve que operar. Mesmo após a cirurgia, ela sofreu uma lesão medular que prejudicou o movimento das pernas. “Foi complicado, mas eu nunca desanimei. Tive que passar um tempo em uma cadeira de rodas e minhas filhas que me ajudavam”, afirma.


Antônia Rocha descobriu um tumor na região lombar que a deixou com dificuldade de locomoção (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

Laiana Rocha, filha de Antônia, conta que o processo de adaptação a nova rotina aconteceu naturalmente. “Hoje, graças à fisioterapia, ela consegue caminhar com andador ou com a muleta. Tivemos que mudar de casa para dar mais conforto e ela poder se locomover melhor. Então, nos revezamos para acompanhá-la nas fisioterapias”, explica.

Para Alcesst Oliveira, de 57 anos, tudo começou a mudar quando a família descobriu, em 2012, que ela estava com o Mal de Parkinson, doença do cérebro que provoca tremores e dificuldade de coordenação motora.


Leia também: 
Dia da Família é usado para unificar comemorações e incentivar inclusão 


O filho Bolivo Oliveira conta que sua irmã morava em Brasília e se mudou para Teresina. Os cuidados com a mãe ainda são compartilhados com a outra filha que é enfermeira. “Basicamente, cada um cuida de uma parte das tarefas de casa para mamãe não ter trabalho. Além da fisioterapia, hidroginástica, ela também faz musicoterapia, porque música a deixa feliz”, disse.


Alcesst Oliveira foi diagnosticada com Mal de Parkinson e precisa de cuidados especiais (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

Na última sexta-feira (11) Alcesst, que é natural do Rio de Janeiro, estava em um momento especialmente feliz devido ao presente antecipado que ganhou dos filhos: uma viagem. “Eu vou ver minha mãezinha em Angra dos Reis. Ela é de idade, tem 81 anos, não pode vir aqui. Meus filhos se juntaram e me deram de presente e olha só, vamos chegar lá de surpresa”, contou emocionada.

Para essas mulheres, o Dia das Mães é o momento de receber mais do amor, do carinho e da atenção que já são dedicados cotidianamente.


11 de maio de 2018

Resumo d'O Dia: confira o que foi destaque nesta sexta-feira

O Portal O Dia mantém você atualizado sobre os principais acontecimentos do Piauí, do Brasil e do mundo.

Pai e filho são assassinados a tiros em Floriano e polícia investiga 

A Polícia Civil de Floriano está investigando um duplo homicídio ocorrido na cidade no final da manhã desta sexta-feira (11). Pai e filho (um de aproximadamente 45 anos e o outro de aproximadamente 20) foram encontrados mortos próximo à cidade cenográfica do Município e tinham marcas de tiro pelo corpo. Os assassinatos teriam acontecido durante um tiroteio em um bar próximo ao local e um dos suspeitos de autoria do crime foi detido minutos depois a cerca de 3 Km do ponto onde os corpos estavam.

O suspeito, que não teve o nome informado pela polícia, foi encontrado na garupa de uma motocicleta pilotada por um comparsa. Ele estava baleado e precisou de atendimento médico. “Nós o encaminhamos em estado grave para o hospital e passou por cirurgia. Assim que for liberado, será encaminhado para a delegacia para prestar depoimento”, informou o major Inaldo Barros, comandante da PM de Floriano.


Justiça eleitoral recebe primeira denúncia de propaganda antecipada 

A Justiça eleitoral recebeu a primeira denúncia de propaganda extemporânea em Teresina. O processo, que não foi divulgado, ainda não foi julgado pelo juiz da zona eleitoral que responde pela Capital. Em 2014, nas últimas eleições gerais, foram registradas 14 denúncias de propaganda irregular no período de pré-campanha.

Para o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-PI), o desembargador Paes Landim, a expectativa é que o número de processos seja mínimo. “A tendência é diminuir porque está todo muito esclarecido acerca dessa cautela nesse período. Além disto, a legislação está muito abrangente”, pontuou o magistrado ao O DIA.


PMT sanciona lei que proíbe queima de fogos de artifício perto de animais 

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, sancionou a lei nº 5.237/2018, que dispõe sobre a proibição da utilização, queima e soltura de fogos de artifício em eventos que tenham a participação ou em áreas próximas onde se abrigam animais. A norma é de autoria dos vereadores Teresa Britto (PV) e Venâncio Cardoso (PP). Publicada no Diário Oficial do município, a lei entrou em vigor nesta quinta-feira (10).

De acordo com a Lei, serão excluídos da proibição os eventos realizados por empresas devidamente registradas no Exército Brasileiro, com o Certificado de Registro para a atividade de show pirotécnico, e com aprovação da autoridade competente da Defesa Civil do Município de Teresina; e os eventos realizados com distância superior a dois quilômetros dos lugares especificados na lei sancionada, com a devida autorização expedida por autoridade competente e a supervisão de empresas especializadas, que assumam a responsabilidade de qualquer dano causado a terceiros.

Segurança do paciente é tema de ações no HU-UFPI

Programação teve início na terça-feira (8), com ações voltadas para temas relacionados aos Protocolos de Segurança do Paciente do hospital.

No período de 8 a 11 de maio, o Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí, vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), realizou a II Semana de Segurança do Paciente em conjunto com a IV Semana de Higienização das Mãos, com uma programação que inclui palestras, painéis informativos e integrativos, utilizando metodologias que possibilitaram a participação ativa dos colaboradores, pacientes e acompanhantes. “O objetivo é conscientizar sobre a importância da higienização das mãos, medida mais eficaz para prevenir e controlar infecções, além de promover a segurança de pacientes, profissionais e demais usuários dos serviços de saúde”, explica a enfermeira Laís Carvalho de Sá, Chefe da Unidade de Vigilância em Saúde.

A programação, de responsabilidade do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente do HU-UFPI, teve início na terça-feira (8), com ações voltadas para temas relacionados aos Protocolos de Segurança do Paciente do hospital, como o Protocolo de Segurança de Medicamentos, dando ênfase ao manuseio dos medicamentos de alta vigilância (MAV’s); o Protocolo de Prevenção de Lesão por Pressão; o Protocolo de Cirurgia Segura (com ênfase na adesão da Lista de Verificação de Segurança Cirúrgica - LVSC) e o Protocolo de Higienização das Mãos.

A técnica de enfermagem Lígia Martins de Sousa Cruz, que participou de uma das ações, avaliou positivamente os benefícios da campanha: “Todos ganham com a adoção das medidas que estão sendo trabalhadas. A proteção é dupla, para nós e para os pacientes”.

A doméstica Maria da Cruz Peres Soares, 51 anos, residente no povoado Boquinha, está acompanhando seu pai em tratamento no HU-UFPI e também observou a importância da campanha. “Se todos lavam as mãos, usam álcool em gel e fazem o que é para ser feito, os riscos diminuem”, diz Maria da Cruz. 

Data Mundial - De acordo com o infectologista Peron Ribeiro Soares, Chefe do Setor de Vigilância em Saúde, o dia 5 de maio foi definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como dia mundial de higiene das mãos para que haja, anualmente, uma mobilização dos serviços de saúde nesse sentido. “Nos mobilizamos no HU-UFPI para que possamos atuar na prevenção e controle das infecções relacionadas à assistência à saúde, gerando um clima de segurança tanto para os pacientes, como para os profissionais”, afirma.

A enfermeira Maria do Socorro Rêgo de Amorim, Chefe da Unidade de Gestão de Riscos Assistenciais, destaca importância da campanha no âmbito do HU-UFPI. “O Programa EBSERH de Segurança do Paciente completa, neste ano, quatro anos de atuação em toda a Rede. Estamos engajados nas propostas que regem este programa na intenção de levar a temática para o foco de todos, pois entendemos que a segurança do paciente deve ser o primeiro pilar para um serviço que almeja prestação de cuidado com qualidade. Por isso, entendo que momentos como estes de campanhas são de extrema relevância para promover a reflexão acerca de aspectos conquistados e daqueles que precisam melhorar em nosso contexto”, relata.

Higienização das mãos - As mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos durante a assistência prestada aos pacientes, uma vez que a pele é um possível reservatório de diversos microrganismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, por meio de contato direto ou indireto, neste caso, entre objetos e superfícies contaminados. Por isso, a higienização das mãos com água e sabão ou álcool é uma medida simples, mas essencial, para a redução das infecções. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS), por meio da Aliança Mundial para a Segurança do Paciente, também tem dedicado esforços na elaboração de diretrizes e estratégias de implantação de medidas visando à adesão à prática de higienização das mãos, englobando a higienização simples, a higienização anti-séptica, a fricção anti-séptica e a anti-sepsia cirúrgica das mãos.

Avaliação do Mestrado em Matemática da Uespi supera a média nacional

O índice de aprovação nacional do programa foi de 43,85%, enquanto o resultado dos alunos da UESPI foi de 78,57%.

O Mestrado Profissional em Matemática (PROFMAT) da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) é um dos mais bem avaliados no Exame Nacional de Qualificação do programa. A instituição obteve um índice de aprovação de quase 80% na avaliação, superando a média nacional do programa.

O exame mede o nível de todos os alunos de mestrado profissional em matemática do país e é realizado anualmente. Ele qualifica os alunos que terminaram o primeiro ano do curso, que funciona em rede. O índice de aprovação nacional do programa foi de 43,85%, enquanto o resultado dos alunos da UESPI foi de 78,57%, segundo levantamento apontado pelo site oficial da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

“A qualidade do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo corpo docente em conjunto com a dedicação dos nossos alunos, mostra que o Profmat/Uespi está no caminho certo”, destaca o Prof. Dr. Arnaldo Brito, Coordenador do programa. E reitera: “nosso programa sempre obteve notas bem acima da média nacional, refletindo o padrão de qualidade no nosso curso”.

Na UESPI, o programa está na terceira turma e no segundo semestre deste ano lançará o edital do Exame Nacional de Acesso para ingresso. O programa é reconhecido com nota máxima pela Capes (nota 5), que avalia os cursos de pós-graduação em âmbito nacional.

Sistema de Incentivo Estadual à Cultura aprova 89 projetos no Piauí

Sistema de Incentivo Estadual à Cultura aprova 89 projetos no Piauí

O Sistema Estadual de Incentivo à Cultura (Siec) aprovou 89 projetos no Piauí, sendo 72 na capital e 17 no interior. O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (10), no Diário Oficial do Estado. No total, foram 202 projetos inscritos em Teresina e 38 no interior do estado. Os projetos foram analisados por uma comissão e, a partir da próxima semana, os proponentes já poderão receber o certificado junto à Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Com o certificado em mãos, os proponentes podem partir para a captação de recursos junto às empresas, que terão isenção sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Entre os projetos aprovados na capital, está o "Música Para Todos", que existe há 17 anos. Também foi contemplado o Salão do Livro do Piauí (Salipi). No interior, o Festival de Rabecas de Bom Jesus, que entra para a 11ª edição também faz parte da lista dos aprovados. 

POr meio do Siec, também foi garantido apoio do Governo do Estado a várias obras e reformas de teatros e casas de cultura espalhadas pelo Piauí, como é o caso da reforma do Centro Cultural Odilon Nunes, em Amarante, e do Teatro Alard, em Bom Jesus. 

A lista completa com todos os projetos aprovados pode ser encontrada no site da Secult, no endereço: www.cultura.pi.gov.br/editais

Siec

O Sistema de Incentivo Estadual à Cultura (Siec) foi criado por meio da lei nº 4.997, de 30 de dezembro de 1997, com o objetivo de estimular e desenvolver a criação e produção de expressões culturais e os processos de preservação e proteção do patrimônio do estado.

O Siec contempla as seguintes áreas: música, artes cênicas, fotografia, cinema e vídeo, artes plásticas e artes gráficas, folclore e artesanato, pesquisa e documentação, literatura, patrimônio histórico, artístico e ambiental.

Anualmente, é definido um orçamento para o sistema, equivalente a 0,5% do Orçamento Geral do Estado. Os projetos são apresentados, analisados pelo Conselho Deliberativo e, se aprovados, recebem um certificado emitido pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).  Os coordenadores dos projetos devem buscar patrocinadores que, em troca do incentivo, serão isentos do ICMS.

O conselho é formado por dez membros, sendo cinco da sociedade civil organizada e cinco de órgãos ligados ao Governo do Estado.

10 de maio de 2018

Servidores do HU-UFPI denunciam atraso na vacinação contra a gripe

Funcionários dizem que um paciente está com suspeita de infecção pelo vírus da gripe, e há o temor de contágio.

Servidores do Hospital Universitário da UFPI estão aflitos com a possibilidade de contrair a gripe A H1N1, porque até agora a maioria deles ainda não foi vacinada. A denúncia foi feita nesta quinta-feira (10) ao portal O DIA por alguns funcionários da unidade de saúde, que pediram para ter a identidade mantida em sigilo.

Eles relatam que há um paciente do sexo masculino no HU com suspeita de estar infectado pelo vírus da gripe, o que aumentou ainda mais o receio dos funcionários, e estaria, inclusive, prejudicando o atendimento ao citado paciente.


Hospital Universitário da UFPI (Foto: Lina Magalhães / Arquivo O DIA)


Por meio de sua assessoria de comunicação o Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) informou que havia agendado, com a Fundação Municipal de Saúde, a vacinação de seus colaboradores para os dias 10 e 11 deste mês. Entretanto, a FMS informou que não poderia fornecer as vacinas nesta data por falta de estoque. 

Ainda segundo a assessoria do HU-UFPI, os dias de vacinação foram remarcados, com datas "prováveis" de 17 e 18 de maio.

"Os empregados que optarem por tomar a vacina antes desta data devem procurar os postos de vacinação em Teresina, uma vez que profissionais da área de saúde estão entre os grupos prioritários", informou o HU-UFPI, por meio da assessoria.

Ademais, o hospital afirma que há um posto de vacinação no Colégio Técnico da UFPI, e muitos dos funcionários já teriam sido vacinados.

FMS afirma que esforços estão sendo realizados para garantir imunização de todo público alvo

A Fundação Municipal de Saúde de Teresina, por sua vez, esclarece que "os esforços necessários estão sendo realizados no que se refere a manter a imunização de todo o público alvo da Campanha de Vacinação contra Gripe". A meta, de acordo com o órgão, é vacinar 193.527 pessoas na capital. 

Desde o início da campanha a FMS diz ter recebido do Ministério da Saúde duas remessas de vacinas, totalizando 122.200 doses, que já foram distribuídas nas salas de vacina da capital. 

O público alvo inclui: pessoas maiores de 60 anos, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. 

Sábado, 12 de maio, acontecerá o Dia D de vacinação contra a gripe. Salas e postos volantes de vacina estarão funcionando em todas as zonas da cidade. A FMS divulgará nesta sexta-feira, 11, a lista dos postos de vacinação do Dia D. 

"A população pode ficar tranquila, que até o dia 1° de junho de 2018, quando encerra a campanha de vacinação, a meta de vacinar todo o público alvo será alcançada. Problemas pontuais de abastecimento das salas de vacina podem acontecer devido à grande procura. As equipes da Diretoria de Vigilância em Saúde estão a postos para resolver todos os eventuais contratempos. Vale ressaltar que a entrega da vacina segue critérios rigorosos de transporte e armazenamento e, por questões de logística, considerando que são mais de 100 salas de vacina em toda a zona urbana e rural algum tipo de demora na entrega é natural", informou a FMS por nota.

A vacina protege contra os vírus influenza tipo B, A H1N1 e A H3N2.

Estelionatários seguem aplicando golpe da Nota Piauiense e Sefaz alerta

Secretaria pede que as pessoas não respondam as mensagens de texto que venham a receber informando sobre prêmio. “A Sefaz não envia mensagem nem faz ligações”, diz coordenador.

Os golpes praticados por criminosos por meio do envio de mensagens de texto usando o nome do Programa Nota Piauiense continuam sendo aplicados no Piauí, mesmo após a Secretaria de Fazenda (Sefaz) ter alertado a população a respeito. Na última terça-feira (08), uma vítima procurou a Sefaz para dizer que recebeu um SMS informando que havia sido sorteada na Nota e chegou a depositar R$ 900,00 na conta dos bandidos.

A Fazenda emitiu um novo alerta, pedindo para que as pessoas fiquem atentas e não respondam às mensagens de texto que por ventura vierem a receber tratando sobre qualquer assunto relacionado ao Programa CPF na Nota. A mensagem geralmente informa que o consumidor foi contemplado com um prêmio de R$ 3 mil e disponibiliza um número de telefone para que a pessoa ligue. A partir de então, ela é induzida a depositar uma quantia na conta dos criminosos.

O coordenador da Nota Piauiense, Otávio Laerth afirma: “A Sefaz não envia mensagens de texto para nenhum ganhador e nem faz ligações São sorteados todo mês prêmios de R$50 mil, R$20 mil, R$ 1 mil; R$ 500; R$ 250 e R$ 100, e mensalmente a Sefaz divulga quando será o sorteio. Quando ele acontece, a pessoa sabe que ganhou através do seu cadastro no site ou acessando a lista de ganhadores que também é divulgada na internet”.

Laerth explica ainda que a Nota Piauiense não oferta prêmio de R$ 3 mil em seus sorteios, como dizem as mensagens de texto, e que o ganhador não precisa depositar nem pagar nada para receber o dinheiro.

Quem tiver recebido mensagens informando que foi premiado deve procurar a Delegacia de Crimes contra a Ordem Tributária para registrar um boletim de ocorrência. O telefone da delegacia é o 3216-9714.

“A orientação é que nenhum consumidor retorne a ligação que aparece na mensagem e procure a polícia”, alerta Otávio.

O prêmio da Nota Piauiense só é pago através de pedido de resgate feito pelo ganhador no site do programa. Com os dados bancários cadastrados, ele recebe o pagamento em até 30 dias. “Toda a transação para o recebimento da premiação é feita no site da Nota Piauiense. Não há interferência de terceiros nisso. É um processo todo online”, finaliza.

Como pedir o resgate

Saiu a lista de ganhadores e o consumidor foi contemplado com um dos prêmios da Nota Piauiense. Como pedir o resgate? Basta acessar o site do programa (www.sefaz.pi.gov.br/notapiauiense) e clicar no local (foto abaixo) que indica a liberação do saldo. Nele há uma frase que diz: “solicitação de resgate”.

09 de maio de 2018

Antifraude do Seguro-Desemprego bloqueia R$ 9,9 milhões no Piauí

A maioria dos casos foi registrada em Parnaíba, com 924 fraudes bloqueadas. Depois, destacaram-se Campo Maior e Bom Jesus.

O estado do Piauí teve 1.700 casos de fraudes bloqueadas pelo Ministério do Trabalho desde a entrada em operação do sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude), em dezembro de 2016. Até abril de 2018, essas fraudes chegaram a mais de R$ 9,8 milhões no estado.

Segundo o ministro do Trabalho substituto , Helton Yomura, a fiscalização com o Antifraude impediu a ação de quadrilhas que desviavam esses benefícios. “São recursos necessários para os trabalhadores piauienses, em momentos de dificuldade, de desemprego”, afirmou.

A maioria dos casos foi registrada em Parnaíba, com 924 fraudes bloqueadas, totalizando um valor de R$ 5,3 milhões. Depois, destacaram-se Campo Maior, com 477 fraudes e R$ 2,4 milhões; Bom Jesus, que teve 163 requerimentos bloqueados, chegando a R$ 1,1 milhão; Teresina, que em 67 fraudes bloqueadas atingiu R$ 362 mil; e Valença do Piauí, com 43 bloqueios e cerca de R$ 278 mil. Todos os casos do Piauí foram na modalidade Emprego Formal.

Em todo o Brasil, o sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo Ministério do Trabalho (MTB) em dezembro de 2016 já proporcionou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos até abril de 2018.

Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período, o Antifraude chega perto de R$ 313,7 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil. “Esses recursos seriam levados por quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos, mas agora elas estão sendo identificadas e interceptadas, com o uso da tecnologia de ponta”, afirma Yomura.

Implantado no âmbito da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE), o sistema Antifraude é uma solução avançada de análise, que utiliza tecnologia de ponta para colher dados, informações e conhecimentos, subsidiando o processo de detecção de indícios de fraudes, conluios e riscos associados à gestão de recursos do Seguro-Desemprego, em todas as suas modalidades – Emprego Formal, Doméstico, Pescador e Bolsa Qualificação.

Desde a criação do sistema, o Ministério do Trabalho, em conjunto com a Polícia Federal, já deflagrou cinco operações de combate a fraudes no Seguro-Desemprego, que resultaram em 31 prisões.

08 de maio de 2018

Eleitores têm até amanhã para regularizar o título de eleitor

A Central de Atendimento ao Eleitor e o Posto de Atendimento de cada zona funciona das 7h às 19h

O prazo para transferência de domicílio eleitoral e revisão de informações do cadastro eleitoral se encerra nesta quarta-feira (9) e, como de praxe, muitos teresinenses deixaram para regularizar sua situação de última hora.

Sem tempo para resolver as pendências durante a semana, o motorista Adonias de Lira Sousa aproveitou o fim de semana para regularizar sua situação. “Solicitei a transferência do meu título para Teresina”, conta ele que, até então, votava na cidade de Pau D’arco do Piauí, a 77 km da Capital.

Além da transferência de domicílio de votação, a Justiça Eleitoral está realizando a biometria dos eleitores que ainda não fizeram, bem como a emissão da primeira e segunda via do título de eleitor. Quem também não votou nem justificou a ausência nas últimas três eleições e tiveram seus títulos eleitorais cancelados, devem procurar buscar a regularização do documento.


Muitos teresinenses estão deixando para procurar o serviço na última hora (Foto: Moura Alves/O Dia)

Para regularizar as pendências, a pessoa deve se dirigir à Central de Atendimento ao Eleitor ou ao Posto de Atendimento de cada zona, das 7h às 19h, portando título eleitoral original (caso tenha), cópia e original do comprovante de residência e documento oficial de identificação.

Última hora

A técnica em enfermagem Luciana Leães também deixou para regularizar sua situação eleitoral faltando poucos dias para o fim do prazo e encontrou muita fila. Gaúcha, ela decidiu transferir seu título eleitoral para Teresina, já que mora na Capital há alguns anos.

“Vou transferir o meu título. Eu sou do Rio Grande do Sul e antes só justificava. Vi na televisão que funcionaria no fim de semana e vim. Mas é melhor que em outros dias, pois trabalho à noite”, explicou.

A gaúcha afirma, no entanto, que só buscou o serviço por obrigação, já que não tem muita perspectiva no cenário político. “Se fosse por minha decisão, não tinha feito não, porque os políticos não estão fazendo nada pelo Brasil”, declarou.

Sua filha, a estudante de 17 anos, Isabelli Leães, aproveitou a oportunidade para emitir seu primeiro título eleitoral. Como vai completar 18 anos daqui alguns meses, o voto será obrigatório para a adolescente, que, sem muita expectativa para o primeiro voto, adiou isso até onde pode.

“Brasileiro deixa tudo para a última hora, deixei para quando fosse obrigatório já que esse ano vou completar a maioridade. Não vim antes porque, como meu curso é tarde e noite, não tinha como vir, tive que deixar para última hora mesmo”, relatou a estudante enquanto aguardava atendimento.

07 de maio de 2018

Desafio das Opalas reunirá ciclistas de todo país durante o Festival

Desafio das Opalas reunirá ciclistas de todo país durante o Festival

A bela região da Serra dos Matões será novamente palco do Desafio das Opalas, prova esportiva que reúne dezenas de ciclistas de vários estados do país. Em sua segunda edição, a prova acontecerá nos dias 2 e 3 de junho e faz parte da programação do Festival de Inverno de Pedro II, realizado pela prefeitura da cidade e pelo Governo do Estado do Piauí.

O Desafio tem a supervisão da Federação de Ciclismo do Piauí (FCP) e da Confederação Brasileira de Ciclismo, valerá pelo ranking nacional com pontuação máxima, na classe XCM1. A prova será realizada a uma altitude 1.600 metros com percurso inovador de 89 quilômetros e promete atrair participantes de vários estados.

No dia 2, serão realizados a vistoria, entrega de kits da prova, plotagem e congresso técnico; no dia seguinte, haverá a competição propriamente dita. 

O percurso da prova terá largada da Praça do Recanto, no centro de Pedro II, e irá percorrer toda a zona rural da cidade, com passagem pela descida de Trombas, próxima mirante do Morro do Gritador. Os ciclistas ainda continuarão o percurso pela Serra dos Matões, seguindo pela subida da Comunidade Caranguejo e pela Mina do Boi Morto, antiga jazida de opala. A chegada será na Praça do Recanto, com direito a muita música e confraternização.

Os campeões de cada categoria saem do evento com o título de campeão piauiense de MTB Maratona. Outra forma de ser campeão é por ranking, acumulando pontos no decorrer da temporada, nas etapas promovidas pela FCP. 

Os vencedores também irão dividir uma premiação de R$ 10 mil, além de troféus e todos os participantes receberão medalha de participação. A direção de prova está a cargo do experiente organizador de eventos esportivos de aventura, Zenardo Maia.

O Desafio das Opalas 2018 tem a realização da Associação Piauiense de Ciclismo e Cicloturismo (APC). Patrocínio: Governo do Estado do Piauí e Setur. Apoio: Prefeitura Municipal de Pedro II, Studio Fabi Veras, Coco Bambu, Renata Said Acessórios e TecPrint Gráfica. Inscrições: www.sprinta.com.br/fcp

Cerca de 150 mil pessoas devem se inscrever no Enem este ano no Piauí

Inscrições começam hoje e vão até o dia 18 de maio. Taxa de inscrição deve ser paga até dia 23. Pedidos de isenção reduziram 20% em todo o Brasil.

As inscrições para o Enem 2018 começam hoje (07) a partir das 10 horas em todo o Brasil e a estimativa é de que cerca de 150 mil pessoas se inscrevam no exame este ano no Piauí. O número leva em consideração a quantidade de inscritos nas duas últimas edições e o número de abstenções no Estado, que é o menor do país. A informação é do coordenador de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera Moura.

“Embora tenhamos percebido uma redução em relação a edições passadas como em 2015 e 2016, ainda consideramos 150 mil inscrições uma quantidade muito positiva. O Piauí tem essa tradição de manter sempre um alto volume de inscrições no Enem, houve um ano, por exemplo, em que o Estado inscreveu cerca de 190 mil pessoas para fazer as provas”, afirma Ellen Gera.

Mas a estimativa da Seduc pode ser afetada pela mudança que o MEC fez no pedido de para este 2018. Diferentemente dos anos anteriores, nesta edição do Enem, os candidatos que não poderem pagar os R$ 82,00 para fazer a prova tiveram que fazer a solicitação da isenção via portal do Inep entre os dias 02 e 15 de abril. A confirmação ou não do pedido saiu no último dia 23.


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Segundo a Secretaria de Educação do Piauí, esta mudança acarretou numa redução de 20% no total de pedidos de isenção da taxa do Enem em todo o Brasil. Isto porque agora os participantes que fizeram a solicitação tiveram que ter sua condição socioeconômica devidamente atestada pelo MEC para ter o pedido deferido, ou seja, a dispensa do pagamento da inscrição não se deu de forma automática.

“Quem era aluno da rede pública, por exemplo, já tinha isenção automaticamente garantida pelo sistema do Ministério, só que foi constatado um número muito alto de abstenções nas provas, o que levou o sistema a fazer esta mudança e comprovar com mais exatidão que aquela participante que pediu a taxa de fato tem esse direito”, explica Ellen Gera.

A Seduc ainda não divulgou quantos pedidos de isenção da Taxa do Enem para 2018 foram feitos no Piauí, mas informou que em todo o Brasil, foram cerca de 3 milhões de pedidos registrados, enquanto que em 2017 este número chegou a quase 4 milhões.


Foto: Jailson Soares/O Dia

Atenção

As inscrições do Enem 2018 começaram hoje (07) e seguem até o próximo dia 18 de maio, devendo ser feita exclusivamente pelo site do MEC. A taxa de inscrição para aqueles não isentos é R$ 82,00 e deve ser paga até o dia 23 de maio. As provas serão realizadas em dois fins de semana seguidos, nos dias 04 e 11 de novembro.

No primeiro dia serão aplicadas as provas de Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Redação e no segundo dia as provas de Ciências da Natureza e Matemática. A novidade desta edição é que os estudantes terão 30 minutos a mais de prova no segundo dia: são cinco horas e meia no primeiro dia de aplicação e cinco horas no segundo.