• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

“Os animais não se contagiam com o coronavírus pela respiração”

De acordo com a médica veterinária Joyce Magalhães, os animais podem contrair um tipo do vírus espécie especifico.

24/03/2020 10:56h - Atualizado em 24/03/2020 16:34h

A pandemia do coronavírus também preocupa os donos de pet. A dúvida entre os tutores é para saber se o animal de estimação pode pegar o Covid-19 através do contato com o ser humano. De acordo com a médica veterinária Joyce Magalhães, não há indícios que gatos e cachorros possam transmitir ou contrair o novo coronavírus. Os animais podem contrair um tipo do vírus espécie especifico.

Porém, a especialista alerta que se a pessoas estiver contaminada e espirrar ou tossir em cima do pet pode contaminar o pelo, e outra pessoa pode vir a contrair o vírus. Assim, é imprescindível que deixe os pelos dos animais escovados.

“Os animais não se contagiam com o coronavírus pela respiração. O coronavírus que acomete os animais são espécie específico. O coronavírus canídeo acomete o trato gastrointestinal dos cães e não pode ser passado para os gatos. E é possível ser prevenido através da vacinação”, afirma Joyce Magalhães.

Já os gatos também tem uma espécie que pode acomete-lo. O vírus pode causar doenças como, peritonite infecciosa que não tem cura e não tem vacina para prevenir. Mas é possível evitar que o pet tenha convívio com muitos gatos.  O ideal é que utilize desinfetante a base de amônia quaternária para que o gato não entre em contato com a secreção de outro gato que possa estar desenvolvendo a doença.

“A amônia pode usar na casa e pode ajudar na prevenção de outras doenças. Por isso, não use máscara e álcool em gel no bicho. Pode causar estresse e baixar a imunidade do animal, causando outras doenças. Assim, não precisa entrar em desespero e nem deixar de curtir a companhia do seu pet”, diz Joyce Magalhães. 

Sobre passeios com os animais durante a quarentena a veterinária diz que também são importantes. Por que tem animal que foi ensinado a fazer xixi e cocô durante o passeio.  Mas é preciso estar atento e evitar lugares que transitam outras pessoas e animais. Ao chegar em casa o tutor deve limpar o cão com lenço umedecido e lavar as patas. Não se deve usar produtos à base de álcool pois pode dar alergia. Existem ainda tênis e botas que podem ser usados ao sair para a rua e retirados ao entrar em casa.

"Outras coisas que pode acalmar o animal é o óleo de melaleuca, que melhora o sistema imunológico, combate bactérias, fungos e até vírus. Pode ser encontrado em farmácias de manipulação ou na internet. E como terapia utilizar a luz violeta em casa que pode acalmar o animal e diminuir a ansiedade", conclui.

Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário