• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Barragens e adutoras do Piauí passarão por reformas, diz Idepi

Serão contempladas as barragens de Piracuruca, São Raimundo Nonato e José de Freitas, assim como conclusão das obras de duas estradas.

06/11/2019 12:20h - Atualizado em 06/11/2019 16:34h

As barragens do Piauí irão passar por reforma e melhorias. Segundo Leonardo Sobral, diretor geral do Idepi (Instituto de Desenvolvimento do Piauí), serão contempladas as barragens de Piracuruca, São Raimundo Nonato e José de Freitas, assim como conclusão das obras de duas estradas.


“Na ultima segunda-feira (04), em reunião com o governador Wellington Dias, aprimoramos um programa de pacotes que visa desenvolver o Estado em diversas regiões. Na oportunidade, foi autorizada a retomada de importantes obras, como a adutora de Dom Inocêncio, que visa a captação de água na Barragem de Jenipapo abastecendo cerca de 12 mil pessoa no semiárido, sendo essa uma obra muito importante”, comenta Leonardo Sobral. Além disso, também foi autorizada a reforma da adutora de Corrente.

Barragem de José de Freitas é a uma das que serão reformadas. (Foto: Jailson Soares/O Dia)

Outras medidas importantes foram os projetos de conservação e manutenção das grandes barragens do Estado do Piauí, como a de Piracuruca, que já tem 20 anos de construída. Segundo a inspeção das equipes técnicas do Idepi, o local merece uma atenção especial com reforma imediata.

Outras barragens estão inclusas nesse pacote de desenvolvimento econômico: Barragem do Emparedado, em Campo Maior; de José de Freitas, e a Barragem Petrônio Portela, em São Raimundo Nonato.

“Há ainda outra medida importante, que é a implantação de duas novas rodovias, uma no município de Baixa Grande do Ribeiro, que facilitará o escoamento da produção de soja na região, bem como a estrada que liga os municípios de Esperantina à Volta da Jurema, que facilitará o escoamento da bacia leiteira, produção agrícola e pecuária. Essa rodovia possui cerca de 70 km e será investido R$50 milhões, ligando o município de Esperantina a São José Divino, chegando a Caraúbas e por fim no município de Cocal”, enfatiza Leonardo Sobral.

O diretor geral do Idepi destaca que essas reformas são necessárias devido à deterioração do tempo, comum de ocorrer nessas construções. “Com a chegada dos novos recursos, é possível fazer reformas e planos de segurança das barragens, dimensionando todos os riscos e a melhor forma de operação dessas barragens que possuem capacidade de armazenamento superior a três milhões de m³ de água”, acrescenta.

A Barragem de Atalaia, localizada no município de Corrente, está com 81% da obra concluída, restando apenas concluir o fechamento das paredes. Com essa nova operação de crédito, foi autorizado ao Governo do Estado licitar e construir de assentamentos para acomodar as pessoas que moram ao redor daquela barragem, onde haverá inundações. De acordo com Leonardo Sobral, essas comunidades serão amparadas com casas e infraestrutura básicas.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário