• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Chuvas de THE em março já superam a média histórica dos últimos 30 anos

Segundo a meteorologia, o acumulado de chuva na capital piauiense chegou a 308 milímetros, 22 a mais que os 286 milímetros geralmente previsto para o mês.

20/03/2020 11:48h - Atualizado em 20/03/2020 12:25h

Dias de chuvas intensas. É assim que pode ser definido este mês de março em Teresina e em boa parte do Piauí. Os dados pluviométricos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) revelam que em apenas 20 dias, março já supera sua média histórica de chuva dos últimos 30 anos para Teresina. O volume acumulado deste mês geralmente fica em torno dos 286 milímetros, mas este ano, março já registra um total de 308 milímetros de chuva. São 20 milímetros a mais do que costuma chover durante o mês em Teresina. 

A média de chuvas de março também já é maior que todo o previsto para abril (período em que geralmente chove 265 milímetros na capital piauiense), e para maio (que tem acúmulo de chuva na casa dos 120 milímetros). Os dados do Inmet apontam que o dia mais chuvoso deste mês em Teresina foi a última sexta-feira (13), quando a capital registrou um acumulado de chuva de quase 50 milímetros em apenas uma noite. A previsão é de que hoje (20) seja o segundo dia mais chuvoso de março.

Comparando-se o volume pluviométrico dos três primeiros meses do ano, março, em apenas 20 dias, já responde por mais que o dobro da chuva acumulada durante janeiro inteiro e por quase too o acumulado de fevereiro. Faltando ainda 11 dias para o final do mês, a previsão para Teresina é de ainda mais chuva. “Em março, choveu todos os dias e se continuar assim, Teresina tem potencial para chegar aos 400 milímetros de precipitação este mês”, é o que afirma o climatologista da Uespi, professor Werton Costa

Chuvas levam ao aumento dos rios

O alto volume de chuva que o Piauí, em especial Teresina, vem registrando ao longo das últimas semanas tem levado ao aumento considerável do volume dos principais rios que banham a cidade. O Rio Poti, por exemplo, atingiu sua cota de inundação (que é de 10 metros) e já está 22 centímetros acima dela (10,22 metros), podendo atingir 10,71 metros até o final do dia.

Já o Rio Parnaíba se encontra em sua cota de alerta estando com 6,09 metros. O nível coloca o Velho a 71 centímetros de atingir sua cota de inundação, que é de 6,90 metros. A previsão é que o Parnaíba atinja 6,20 até o final do dia de hoje.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Além de Teresina com o Rio Poti, Luzilândia, Esperantina e Barras também se encontram com seus rios em cota de inundação. Na cidade de Luzilândia, o Rio Parnaíba se encontra a 5,74 metros, ou seja, quatro centímetros a mais que sua cota de transbordamento, podendo chegar aos 5,88 metros ainda hoje. 

Em Esperantina, o Rio Longá se encontra com nível de 7,67 metros, ou seja, 27 centímetros acima da cota de inundação, podendo atingir 7,88 até o final do dia e, por fim, o Rio Mathaoan, em Barras, está com 4,96 metros, 46 centímetros acima da cota de inundação, podendo chegar a 4,91 no dia de hoje. Os dados são do Serviço Geológico Nacional.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário