• Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Condutores relatam transtornos devido buracos na rodovia BR-316

Lentidão no trânsito e defeitos nos veículos são algumas queixas e reclamações dos motoristas.

14/03/2019 06:58h

Poças de água, buracos, elevações na pista e lentidão no trânsito. Estes são alguns dos problemas enfrentados por quem transita no trecho urbano da BR-316, sendo que o problema é mais crítico em alguns pontos da rodovia, como a área próxima à Penitenciária José de Ribamar Leite, a Casa de Custódia. A via, que liga Teresina ao Sul do Piauí, é um trecho de bastante movimento e ponto de chegada para pessoas de outros estados, a exemplos de caminhoneiros. 

Além disso, os defeitos na estrutura prejudicam também os veículos, causando danos mecânicos. O mototaxista José Júnior trabalha em um ponto fixo próximo à rodovia e conta que acidentes no local são frequentes. 


Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Muitos acidentes, as batidas aqui são constantes. [Acontece com] carro, caminhão, carreta. De vez em quando, acontece uma batida, por causa dos buracos também. Há uns três meses, passaram tapando os buracos, mas nas primeiras chuvas foi tudo embora. Tem muita reclamação, nossa, dos caminhoneiros que vêm chegando. O trânsito fica mais lento, danifica os veículos, quebra constantemente. Para nós que rodamos todos os dias nesse trecho aqui, é ruim. Perdemos muito tempo”, pontua. 

Para ele, deveriam ser feitos reparos sistemáticos no local, já que os buracos na via são frequentes em especial no período chuvoso e prejudicam também a condução do trabalho. Com o trânsito mais lento, uma corrida até o bairro Porto Alegre, por exemplo, que seria rápida, acaba demorando cerca de 40 minutos. 

Contraponto 

Procurado pela reportagem do Jornal O DIA, o Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER-PI), responsável pela BR316, não se pronunciou até o fechamento desta edição. Já a PRF informa que iniciou ontem (13) a recuperação da pavimentação asfáltica da pista principal da BR 316 do KM 1,8 ao KM 6,3, do novo viaduto(antiga Rotatória da Av. Miguel Rosa) à Rotatória da Casa de Custódia. Os serviços deverão durar no minimo 30 dias.

Por: Ananda Oliveira - Jornal O Dia

Deixe seu comentário